Eleição da sede da Copa do Mundo FIFA

artigo de lista da Wikimedia

A eleição da sede da Copa do Mundo FIFA é o processo pelo qual os distintos organismos da Federação Internacional de Futebol selecionam o país que abrigará por aproximadamente um mês as delegações de futebol que participarão do respectivo torneio.

Ao contrário da eleição da cidade-sede dos Jogos Olímpicos, a eleição da sede da Copa do Mundo FIFA ocorre por meio de aclamação ou acordos entre os países em disputa.

Dezesseis países diferentes sediaram a Copa do Mundo FIFA desde o primeiro evento, organizado em 1930 no Uruguai. A organização evento foi originalmente concedida a países participantes do Congresso da FIFA. A escolha das primeiras sedes foi envolta em controvérsia, no entanto, por conta principalmente da distância e acessibilidade entre Europa e América do Sul, os dois continentes de potência do futebol na época.

A decisão de organizar a primeira edição do torneio no Uruguai, por exemplo, fez com que somente quatro seleções europeias competissem.[1] As duas edições seguintes foram organizadas no continente europeu. A decisão de organizar a Copa do Mundo na França, em 1938 foi igualmente controversa devido ao acordo precedente de que o evento seria alternado entre os dois continentes. Como resultado, Argentina e Uruguai boicotaram o evento.[2] A primeira edição após a Segunda Guerra Mundial, ocorrida no Brasil em 1950, contou com o desfalque de três seleções nacionais que desistiram de competir alegando questões financeiras e desacordos com a organização.[3]

Buscando evitar futuras controvérsias, a FIFA definiu que a escolha das sedes seria alternada entre a América e a Europa, o que permaneceu até a Copa do Mundo FIFA de 2002, que veio a ocorrer na Ásia. O sistema evoluiu a ponto de que o país-sede é escolhido por voto pelo Comitê Executivo da FIFA através de um exaustivo sistema de votação. A sede é eleita sete anos antes do respectivo torneio, apesar de que a sede da edição de 2022 foi eleita juntamente com a sede da edição de 2018.[4]

Somente México, Itália, França, Alemanha e Brasil sediaram o evento em mais de uma edição. O Estádio Azteca, na Cidade do México, e o Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, são os únicos estádios a sediarem por mais de uma vez a final da Copa do Mundo FIFA. Até então, somente a Copa do Mundo de 2002 foi sediada em dois países simultaneamente, no caso Japão e Coreia do Sul.

Lista de sedesEditar

Edição País-sede Continente Campeão
1930   Uruguai América   Uruguai
1934   Itália Europa   Itália
1938   França
1950   Brasil América   Uruguai
1954   Suíça Europa   Alemanha Ocidental
1958   Suécia   Brasil
1962   Chile América
1966   Inglaterra Europa   Inglaterra
1970   México América   Brasil
1974   Alemanha Ocidental Europa   Alemanha Ocidental
1978   Argentina América   Argentina
1982   Espanha Europa   Itália
1986   México América   Argentina
1990   Itália Europa   Alemanha Ocidental
1994   Estados Unidos América   Brasil
1998   França Europa   França
2002   Coreia do Sul
  Japão
Ásia   Brasil
2006   Alemanha Europa   Itália
2010   África do Sul África   Espanha
2014   Brasil América   Alemanha
2018   Rússia Eurásia   França
2022   Catar Ásia -
2026   Canadá
  Estados Unidos
  México
América -

ResultadosEditar

Copa do Mundo FIFA de 2006Editar

 Ver artigo principal: Copa do Mundo FIFA de 2006
Candidaturas

Em 6 de julho de 2000, o encontro de seleção da sede ocorreu pela sexta vez em Zurique, Suíça. O Brasil removeu sua candidatura três dias antes da votação, reduzindo para quatro o número de sedes candidatas. Foi a primeira vez em que a escolha da sede necessitou de mais de uma rodada de votações. A Alemanha derrotou a África do Sul por um voto, sendo eleita a sede da Copa do Mundo FIFA de 2006.

País Votos
R. 1 R. 2 R. 3 (desempate)
  Alemanha
10
11
12
  África do Sul
6
11
11
  Inglaterra
5
2
0
  Marrocos
2
0
Total de votos 23 24 23

Copa do Mundo FIFA de 2010Editar

 Ver artigo principal: Copa do Mundo FIFA de 2010
Candidaturas

A primeira votação organizada sob rotação continental (o processo de rotação de sedes da Copa do Mundo por cada confederação em questão) foi a que elegeu a sede da Copa do Mundo FIFA de 2010, também a primeira edição do evento na África.[5] Em 7 de julho de 2001, durante o Congresso da FIFA em Buenos Aires, uma decisão foi ratificada de que o processo rotativo entre continentes seria iniciado na África.[6] Em setembro de 2002, o Comitê Executivo da FIFA confirmou que somente países africanos seriam candidatos a sede da Copa de 2010.[7]

Em janeiro de 2003, a Nigéria confirmou sua candidatura, porém desistiu em setembro.[8][9] Em março de 2003, Sepp Blatter inicialmente afirmou que a intenção da Nigéria de co-sediar uma Copa do Mundo com outras quatro nações africanos não havia sido aprovada.[10] A Nigéria havia aberto sua candidatura para Benim, Gana e Togo.

Após a confirmação de que uma candidatura partilhada não seria admitida pela organização no futuro, a Líbia e Tunísia retiraram sua candidatura em maio de 2004. Em 15 de maio de 2004, a África do Sul, após uma derrota acirrada na disputa anterior, venceu o Marrocos e foi eleita sede da próxima Copa do Mundo.

Resultados
País Votos
Rodada 1 (única)
  África do Sul
14
  Marrocos
10
  Egito
0
  Nigéria
  Líbia ·   Tunísia

Copa do Mundo FIFA de 2014Editar

Copas do Mundo FIFA de 2018 e 2022Editar

Copa do Mundo FIFA de 2026Editar

Candidaturas por paísEditar

País Candidatura(s) Edições
  Alemanha 6 1938, 1962, 1966, 1974, 1982, 2006
  Argentina 5 1938, 1962, 1970, 1978, 2030
  Espanha 1930, 1966, 1974, 1982, 2018
  México 1970, 1978, 1986, 2002, 2026
  Marrocos 1994, 1998, 2006, 2010 , 2026, 2030
  Brasil 1950,1986, 1994, 2006, 2014
  Inglaterra 4 1966, 1990, 2006, 2018
  Estados Unidos 1986, 1994 , 2022 , 2026
  Colômbia 3 1986, 2014, 2026
  Itália 1930, 1934, 1990
  África do Sul 2 2006, 2010
  Canadá 1986, 2026
  Chile 1962, 2014
  Coreia do Sul 2002, 2022
  França 1938, 1998
  Japão 2002, 2022
  Países Baixos 1930, 2018
  Rússia 1990, 2018
  Suíça 1954, 1998
  Uruguai 1930, 2030
  Paraguai 1 2030

Referências