Abrir menu principal

Eleição municipal de Sorocaba em 2008

A eleição municipal da cidade brasileira de Sorocaba ocorreu em 5 de outubro de 2008[1] para eleger um prefeito, um vice-prefeito e 20 vereadores para a administração da cidade. O prefeito Vitor Lippi, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), foi reeleito no primeiro turno, com a maior votação da história da cidade, obtendo 242.271 votos, o que corresponde a 79% dos votos válidos, e governou a cidade pelo período de 1º de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2012. Hamilton Pereira do PT teve 12% dos votos válidos, e Raul Marcelo do PSOL obteve 7% dos votos válidos. O colégio eleitoral de Sorocaba na época possuía cerca de 384.030 eleitores.[3]

‹ 2004 Brasil 2012
Eleição municipal de Sorocaba em 2008 Sorocaba bandeira.jpg
5 de outubro de 2008
(Primeiro turno)[1]
Replace this image male.png Replace this image male.png Replace this image male.png
Candidato Vitor Lippi[2] Hamilton Pereira Raul Marcelo
Partido PSDB PT PSOL
Natural de Sorocaba, SP Sorocaba, SP São Pedro do Turvo, SP
Vice José Ailton Ribeiro Fernando Silva Chaves Neto II Marco Antonio de Moraes
Votos 242.271 38.781 24.260
Porcentagem 79,35% 12,70% 7,95%


BrasaoSorocaba.svg
Prefeito de Sorocaba

A votação teve uma taxa de 5% de votos nulos (o que corresponde a 18.992 votos), 9.806 votos brancos (2%) e 49.920 abstenções (13%).

Índice

CandidatosEditar

Candidato Partido Vice Coligação
45 Vitor Lippi PSDB José Ailton Ribeiro "Sorocaba do Trabalho e da Justiça Social"
PSDB, PV, PHS, PSDC, PMN, PTB, PMDB, PRP, DEM, PSL , PSC
13 Hamilton Pereira PT Chaves Neto (PSB) "Sorocaba Olhando para o Futuro"
PCdoB, PDT, PTdoB, PT, PR, PSB, PP, PRTB, PRB
50 Raul Marcelo PSOL Marco Antonio Partido não coligado

Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)Editar

O então prefeito Vitor Lippi foi o candidato a reeleição pelo PSDB. Lippi foi eleito vereador em 1988, na cidade de Mairinque, foi também vereador de Alumínio em 1992. Cinco anos depois foi secretário de saúde de Sorocaba chamado pelo então prefeito Renato Amary. Nas Eleições de 2004 foi inicialmente candidato a vice-prefeito do candidato Luiz Leite (PSDB).[4] Luiz Leite teve sua candidatura cassada, sendo Lippi escolhido como o candidato oficial do partido. Com o apoio do então prefeito Renato Amary, Lippi foi o candidato mais votado no primeiro turno, com 130.874 votos (45,66% dos votos). No segundo turno enfrentou José Caldini Crespo, onde foi eleito com 167.856 votos (62,43% dos votos).[5][6]

No início de 2008 Lippi convenceu Crespo (DEM) a desistir de sua pré-candidatura a prefeito de Sorocaba. Em troca, Crespo seria candidato a vice-prefeito e o Democratas, seu partido, teria três secretarias. No entanto José Ailton Ribeiro foi anunciado como candidato a vice-prefeito, o que fez Crespo romper o acordo com Vitor Lippi.[7] Renato Amary, até então principal cabo eleitoral de Lippi não concordou com sua gestão e chegou a declarar que não apoiava a reeleição de Vitor Lippi, gerando uma crise no PSDB de Sorocaba e uma futura saída de Renato do partido, em 2011.[8][9][10]

Partido dos Trabalhadores (PT)Editar

O então deputado estadual Hamilton Pereira disputou a prefeitura pela terceira vez, tendo como vice Fernando Silva Chaves Neto II. Em 2002 Hamilton Pereira se consagrou como o deputado estadual mais votado da história de Sorocaba até hoje, com mais de 69 mil votos na cidade.[2]

Partido Socialismo e Liberdade (PSOL)Editar

O ex-vereador e deputado estadual eleito em 2006 com mais de 28 mil votos na cidade, Raul Marcelo, disputou a prefeitura de Sorocaba pela primeira vez.[2] O PSOL foi um partido criado logo após a ascensão do PT ao palácio do Planalto, que nessa época começou a enfrentar conflitos internos ideológicos. Sem uma alternativa a esquerda pelas quais pudessem se coligar, alguns parlamentares começaram a lutar pela fundação de um novo partido, que posteriormente seria chamado de PSOL.[1]

ResultadosEditar

PrefeitoEditar

Candidato(a) Vice 1º turno
5 de outubro de 2008
Total[11] Percentagem
Vitor Lippi (PSDB) José Ailton Ribeiro (PSDB) 242.271 79,35%
Hamilton Pereira (PT) Fernando Silva Chaves Neto II (PSB) 38.781 12,70%
Raul Marcelo (PSOL) Marco Antonio de Moraes 24.620 7,95%
Total de votos válidos 305.312 91,38%
Votos em branco 9.806 2,93%
Votos nulos 18.992 5,68%
Total 334.110 87,00%
Abstenções 49.920 13,00%
Total de eleitores 384.030 100%
  Eleito(a)

Vereadores eleitosEditar

Candidato(a) Partido Coligação Votação[12]
Votos Porcentagem
Crespo DEM PTB/DEM 9.874 3,29%
Hélio Godoy PSDB PSDB 5.384 1,79%
Anselmo Neto PP PRB/PP/PSB 5.106 1,70%
João Donizeti Silvestre PSDB PSDB 5.061 1,68%
Cláudio do Sorocaba I PR PT/PR 5.037 1,68%
Marinho Marte PPS PTN/PPS/PTC 4.731 1,57%
Engº Martinez PSDB PSDB 4.567 1,52%
Geraldo Reis PV PV 4.421 1,47%
Irineu Toledo PRB PRB/PP/PSB 3.980 1,32%
Carlos Cézar PTB PTB/DEM 3.818 1,27%
Yabiku PSDB PSDB 3.591 1,20%
Emílio Ruby PSC PSC/PMN/PRP 3.377 1,12%
Paulo Francisco Mendes PSDB PSDB 3.356 1,12%
Izídio de Brito PT PT/PR 3.348 1,11%
Ten. Cel Rozendo PV PV 3.247 1,08%
Ditão Oleriano PMN PSC/PMN/PRP 3.214 1,07%
Antônio Silvano PMDB PMDB 3.071 1,02%
Francisco França PT PT/PR 2.711 0,90%
Neusa Maldonado PSDB PSDB 2.668 0,89%
Pr. Luis Santos PMN PSC/PMN/PRP 2.111 0,70%

Representação numérica das coligações na Câmara MunicipalEditar

Coligação Votos[13] Votos válidos(%) Número de Vereadores
PSDB 63.864 21,26 6
PT/PR 39.677 13,21 3
PSC/PMN/PRP 31.686 10,55 3
PV 30.974 10,31 2
DEM/PTB 29.854 09,94 2
PP/PRB/PSB 26.352 08,77 2
PSD/PTN/PTC 18.650 06,21 1
PMDB 16.820 05,60 1
PSL / PSDC/PHS 13.291 04,42 0
PSOL 10.331 03,44 0
PDT/PT do B 9.581 03,19 0
PC do B/PRTB 9.324 03,10 0

Referências