Lista de conflitos envolvendo o Reino Unido

artigo de lista da Wikimedia

Reino da Grã Bretanha (1707-1801)Editar

Conflito Combatente 1 Combatente 2 Resultado
Guerra Anglo-Francesa
(1778-1783)
  Reino da Grã-Bretanha   Reino da França Derrrota
  • Tobago, Senegal e territórios na Índia adquirida pela França.
Guerra Anglo-Espanhola
(1778-1783)
  Reino da Inglaterra   Império Espanhol
  Reino de Nápoles
Derrrota
Guerras revolucionárias francesas
(1792-1802)
  Sacro Império Romano-Germânico

  Prússia
  Reino da Grã-Bretanha
(1792–1800)
  Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda
(1801–1802)
  Rússia
  Monarquistas e contra-revolucionários franceses (Armée des Émigrés)
  Espanha
(até 1795)
  Portugal
  Sardenha
  Nápoles
Outros estados italianos menores
  Império Otomano
  Países Baixos
  Ordem de São João
  Malta


  Rebeldes Haitianos
(1791-1804)


  Estados Unidos
(1798-1800)

  República Francesa

  Reino da Dinamarca e Noruega


  Reino de Mysore

Derrota

Paz de Basileia, Tratado de Campoformio, Tratado de Lunéville, Tratado de Amiens

Primeira Guerra dos Bôeres
(1880-1881)
  Império Britânico
  República Sul-Africana

Apoio:
  Estado Livre de Orange

Derrota

Reino Unido da Grã Bretanha e Irlanda (1801-1922)Editar

Conflito Combatente 1 Combatente 2 Resultado
Invasões Britânicas do Rio da Plata
(1806-1807)
  Reino da Grã-Bretanha Predefinição:Country data Casa de Bourbon Reino da Espanha Derrrota
  • Tobago, Senegal e territórios na Índia adquirida pela França.
Sexta Coligação
(1812-1814)
  Império Russo
  Prússia
  Áustria
  Reino Unido
  Suécia
  Espanha
  Portugal
  Duas Sicílias
  Sardenha
Após a Batalha das Nações:
  Saxônia
  Baviera
  Württemberg
  França Vitória
Guerra de 1812 (1812–1815)   Império Britânico   Estados Unidos Empate
Governo dos Cem Dias
(1815)
  Império Russo
  Reino Unido
  Reino da Prússia
  Império Austríaco
  Suécia
  Espanha
  Hanôver
  Nassau
  Brunswick
  Países Baixos
  Portugal
  Sicília
  Sardenha
  Toscana
  Suíça
  França Vitória
Guerra Egípcio-Otomana (1839-1841)   Império Russo
  Império Britânico
  Império Otomano
  Império Austríaco
  Egito
Predefinição:Country data Império Francês
  Império Espanhol
Vitória
  • Egito renuncia a reivindicação a Síria, Grã-Bretanha reconhece Maomé Ali do Egito e seus descendentes como governantes legítimos do Egito.
Primeira Guerra Anglo-Afegã
(1839–1842)
  Império Britânico
  Companhia das Índias Orientais
  Afeganistão Derrota
  • Retirada britânico-indiana depois de abandonar o seu objetivo de guerra.
  • Doste Maomé Cã mantêm o trono afegão.[1]
Guerra Grande
(1839-1851)
  Partido Colorado
  Partido Unitário
  Império do Brasil
  França
  Império Britânico
  Camicie rosse
  Rio Grande do Sul (1839 a 1845)
  Partido Blanco
  Argentina
  Revolucionários Lavallejistas
Vitoria
Incidente de Paranaguá
(1850)
  Império Britânico   Império do Brasil Derrota
  • Declínio entre as relações do Brasil e o Reino Unido.
  • Lei Eusébio de Queirós.
  • HMS Cormorant avariado.
  • Expulsão do navio britânico do litoral brasileiro.
  • Incêndio dos brigues Donna Ana e Sereia.
  • Confisco da galera Campeadora.
Guerra da Criméia (1853–1856)   Império Britânico
  Império Otomano
  Segundo Império Francês
  Reino da Sardenha
  Império Russo Vitória
Questão Christie
(1862–1865)
  Império Britânico   Império do Brasil

Apoiado por:
  Bélgica

Derrota
  • Solução pacifica do conflito.
  • Vitória diplomática brasileira.
  • Pedido formal de desculpas por parte do Reino Unido.
  • Brasil paga indenização ao Reino Unido.
Segunda Guerra Anglo-Afegã
(1878–1880)
  Império Britânico
  Índia
  Afeganistão Vitória
  • Retirada britânico-indiana depois de alcançar os objetivos políticos desejados através do Tratado de Gandamak.[2]
  • Áreas de fronteira tribais do Afeganistão anexadas à Índia.
  • Afeganistão torna-se um protetorado britânico.[2]
Primeira Guerra Mundial (1917–1918)   França
  Reino Unido
  Rússia
  Estados Unidos
  República da China
  Reino de Itália
  Japão
  Canadá
  Austrália
  Nova Zelândia
  Índia britânica
  Reino da Sérvia
  Reino da Romênia
  Bélgica
  Reino da Grécia
  Portugal
  Brasil
  Haiti
  Império Alemão
  Áustria-Hungria
  Império Otomano
  Reino da Bulgária
Vitória
Guerra Civil Russa
(1918–1920)
  Movimento Branco
  Reino Unido
  Estados Unidos
  Índia britânica
  Japão
  Tchecoslováquia
  Reino da Grécia
  Polônia
  França
  Reino da Romênia
  Reino da Sérvia
  Reino de Itália
  República da China
  Rússia soviética
  República do Extremo Oriente
Derrota
Terceira Guerra Anglo-Afegã
(1919)
  Império Britânico
  Índia
  Afeganistão Derrota
Guerra de independência turca
(1919-1923)
  Reino da Grécia
  Armênia
  Império Britânico
  França
  Reino da Itália
  Turquia
  União Soviética
Derrota

Reino Unido da Grã Bretanha e Irlanda do Norte (1922-presente)Editar

Conflito Combatente 1 Combatente 2 Resultado
Segunda Guerra Mundial
(1939–1945)
  União Soviética
  Estados Unidos
  Reino Unido
  República da China
  Polônia
  Canadá
  Austrália
  Nova Zelândia
  Índia britânica
  Mongólia
  Iugoslávia
  Reino da Grécia
  Dinamarca
  Noruega
  Holanda
  Filipinas
  Bélgica
  Luxemburgo
  Tchecoslováquia
  Brasil
  México
  Etiópia
  Viet Minh
  El Salvador
  Haiti
  Alemanha Nazista
  França de Vichy
  Japão
  Reino de Itália
  Hungria
  Romênia
  Bulgária
  Finlândia
  Tailândia
  Mengjiang
  Croácia
  Albânia
Vitória
Primeira Guerra do Bacalhau
(1958-1961)
  Reino Unido   Islândia Derrota
  • A Islândia expande seu território por 12 milhas náuticas.
Segunda Guerra do Bacalhau
(1972-1973)
  Reino Unido   Islândia Derrota
  • A Islândia expande seu território por 50 milhas náuticas.
Terceira Guerra do Bacalhau
(1975-1976)
  Reino Unido   Islândia Derrota
  • A Islândia expande sua zona de pesca exclusiva por 200 milhas náuticas.
Guerra das Malvinas
(1982)
  Reino Unido   Argentina Vitória

Fim da ocupação argentina do Thule do Sul Presidente argentino Leopoldo Galtieri renuncia 4 dias depois do final da guerra

  1. a b c Anglo-Afghan Wars - Encyclopædia Britannica
  2. a b Uma encruzilhada fatal Arquivado em 24 de dezembro de 2015, no Wayback Machine. - História Viva, p. 4