Wikipédia:Esplanada/propostas/Abolir a obrigação de nomes científicos para artigos de espécies (26jun2015)

A seguinte discussão encontra-se encerrada. Por favor não a modifique Comentários posteriores devem ser feitos numa nova secção. Segue-se um resumo das conclusões obtidas nesta discussão. Consenso para modificar a Wikipédia:Convenção de nomenclatura/Biologia diff


A proposta é simples: acabar com a obrigação de colocar o nome científico nos títulos de artigos de espécies, conforme imposto em Votações/Convenção de nomenclatura/Biologia, de 2013.

Motivos:

  1. Votação com erro metodológico. Foi colocado 4 opções, 1 só com nome científico e 3 usando nomes populares. Se somar os votantes dos 3 com nomes populares dá muito mais gente... porém os votos foram diluídos entre as 3 opções e acabou ganhando a opção com nome científico.
  2. Regra inútil. O efeito prático da regra, conforme eu previ, é desprezível. Até mesmo artigos destacados não respeitam essa regra (ex: mico-leão-dourado, panda-vermelho).
  3. Regra "fanática". A regra despreza qualquer bom-senso e gera bizarrices. Por exemplo, como se deve chamar o artigo do ornitorrinco? Ora, Ornitorrinco, claro. Mas não... a regra impõem o uso do estranho nome Ornithorhynchus anatinus (um dos vários nomes científicos propostos). Ao longo da história o ornitorrinco já teve mais de dez nomes científicos (que pode ser mudado de novo, a qualquer momento) porém o animal sempre foi conhecido como ornitorrinco. O que eu quero dizer é que cada caso é um caso, muitas vezes o nome popular é muito mais emblemático do que o nome científico. Outros exemplos para isso: dodô, rinoceronte-de-java, tubarão-baleia, etc.
  4. A regra procura regular um ponto que já é pacífico: Salvo um caso, nunca houve confusão sobre o título de artigo de espécies na Wikipédia em português. Desafio alguém a citar outro artigo que teve conflito. Destaco quarenta artigos pra cada espécie que citarem.

Ver também:

Symbol support vote.svg Sim, pelamordedeus. Outro dia eu procurei por Abelha e caí em Anthophila e não descobri o que é uma abelha. Enquanto na americana o texto começa com "Bees are flying insects closely related to wasps and ants, and are known for their role in pollination and for producing honey and beeswax." o nosso, muito intuitivamente, começa com "Abelha é a denominação comum de vários insetos pertencentes à ordem Hymenoptera, da superfamília Apoidea, subgrupo Anthophila, ".... Maravilha, não cita sequer que é um inseto voador.... José Luiz disc 17h55min de 26 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta. Holdfz  Disc. 19h30min de 26 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo e acrescento:

  • Esta regra só existe por birra e choro de um sock. Birra e choro que começaram depois de, mesmo com socks, estar a ser voz vencida num único caso de conflito. Como era hábito em toda essa pandilha, quando não conseguiam o que queriam com argumentos tentavam enfiar regras pela goela da comunidade através de votações preparadas para serem manipuladas por solicitação off-wiki, sock e meatpuppets.
  • Nesta votação o tiro saiu pela culatra e ganhou outra opção. Por acaso ganhou a opção em que votei. Mas apesar de ter ganho a opção que defendi, não me revejo minimamente naquilo que votei e só votei para que não fosse aprovada uma regra ainda mais parva. Sinto que votei numa votação suja e manipulada, onde faltavam as opções de bom senso.
  • Após a votação, já houve três discussões idênticas a esta. Em todas foi manifestamente visível a falta de apoio a esta regra, excepto pelos socks mencionados. Em todas elas há uma opinião consensual: não é propriamente má ideia usar o nome científico em caso de conflitos; o que é mau é obrigar a que se use sempre o nome científico, mesmo quando não há conflitos. Quintal 20h12min de 26 de junho de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo não acho que houve erro metodológico na votação. havendo múltipla escolha, sempre é possível que a maioria perca em favor da opção mais votada. isso é um erro? se assim fosse, quando temos eleições para presidente com por exemplo cinco candidatos, e um vence com 40% de votos, a eleição deveria ser anulada porque 60% da população preferia outro nome? não, é óbvio. além disso, a proposta de usar o nome popular tem tanto vantagens quanto desvantagens. os nomes populares tipicamente não são consensuais, embora haja sim muitos deles com amplo uso, mas há espécies que possuem vários nomes, que variam de região para região. por exemplo, a araracanga pode ser conhecida como arara-macau, ararapiranga e macau. o joão-de-barro é conhecido em algumas regiões como forneiro. como vamos saber qual deles usar no título? existem inconsistências também no uso do nome científico, embora me pareça que elas são menores que no outro caso. mas a votação foi concebida, penso eu, para dar um fim á polêmica que apresentava prós e contras ambos válidos, sendo necessário definir um padrão geral. ganhou uma determinada opção, os perdedores deveriam aceitar o resultado e tocar o barco a partir do que foi consagrado oficialmente. eu mantenho a posição que adotei na votação, tendo votado pelo nome científico, mas se a comunidade prefere mudar, tanto se me dá, vai gerar resultados tão inconsistentes quanto antes rsrs Tetraktys (discussão) 22h06min de 26 de junho de 2015 (UTC)

Sobre a votação, para que tivesse sido justa, seria necessário que fosse permitido votar em quantas opções desejar para garantir que a divisão dos votos de um grupo de opções "similares" não beneficie a opinião claramente contrária. Esse foi o ardil. Creio que se a repetíssemos, com as mesmas opções e com esta diferença, o resultado seria bem diferente. José Luiz disc 22h49min de 26 de junho de 2015 (UTC)

Tetraktys, o joão-de-barro, que você citou, prova duas coisas:

  1. A regra é inútil: o título continua sendo nome popular (a regra obriga que seja o científico).
  2. A regra é inútil: Nunca houve qualquer conflito, polêmica, ou discussão a respeito do título do artigo. Ou seja a regra foi criada pra resolver um problema que não existe nem nesse e nem em nenhum outro artigo de espécie. É um problema imaginário.

Duplamente inútil. (ah... sobre a metodologia, seu exemplo é equivocado.. lembre do segundo turno.)W.SE (discussão) 09h53min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo Ah cansei.. A regra né pra zoar os títulos? Então vou fazer cumprir a regra... Vou mover tudo pro nome científico, vou esculhambar a Wikipédia conforme foi definido em votação. W.SE (discussão) 10h08min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Tetraktys, batata virou Solanum tuberosum rsrsrs.. Que legal! parabéns a você e a todos os fanáticos por regras inúteis. W.SE (discussão) 10h30min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo. O erro foi sim metodológico. Se eu fizer um referendo que diga "Deve ser abolida a monarquia?" e as hipóteses forem "Não.", "Sim, mas só no mês que vem", "Sim, mas só depois do rei morrer" e "Sim, amanhã" é óbvio que temos um erro de metodologia. Os três "Sim" podem ter maioria em conjunto e ainda assim ganhar o "Não", deturpando a vontade da comunidade. Além disso, os exemplos dos resultados dessa regra são atrozes. E já agora, Tetraktys, já ouviu falar do sistema eleitoral a duas voltas? Gameiroestá lá? 10h45min de 27 de junho de 2015 (UTC)
  • W.SE, o fato de a página do joão-de-barro ainda ser denominada pelo nome popular só significa que ela está fora da regra, e não que a regra é inválida. é como se a existência de assassinos invalidasse a proibição de matar. vc inverte a lógica da questão.
  • o nome da página da arara-de-barriga-amarela foi mudado em virtude de um debate em torno de qual dos nomes populares seria mais notório. o problema existe, só pra citar um caso.
  • não me consta que a eleição com segundo turno seja uma regra universal. me iluminem se estou equivocado. e de todo modo, aqui pelo menos não foi prevista como o consequente imperativo depois do primeiro turno. assim, o argumento não se aplica neste caso.
  • realmente não vejo problema algum em batata ter sua página intitulada solanum tuberosum. os redirects existem para levar o leitor leigo à página procurada sem a menor confusão. ele aproveita e já fica sabendo que o nome científico é aquele. é o mesmo que quando eu for apresentado a uma pessoa, eu conhecê-la por seu nome completo josé maria da silva, em vez de simplesmente zé.
  • se eu sou fanático, isso é uma opinião sua, e talvez vc mereça tanto como eu o elogio.
  • se quiser esculhambar a wikipédia impondo sua vontade à revelia de regras oficialmente estabelecidas, vc não durará muito aqui dentro. a menos que seja agora instituída oficialmente a anarquia e a lei do mais forte. Tetraktys (discussão) 14h58min de 27 de junho de 2015 (UTC)
Tetraktys, é só ler por favor esta página: Wikipédia:Regras para votações gerais, especialmente o ponto 1.1.6, que diz claramente Citação: Se a pergunta possuir mais de duas opções de voto, e nenhuma delas conseguir maioria absoluta, deve haver mais de um turno, ou, alternativamente, o votante deve poder votar a favor de todas as opções que concordar, de forma a que as opiniões não sejam diluídas causando injustiça, medindo de forma errada e distorcendo a verdadeira vontade da comunidade. Gameiroestá lá? 15h27min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Tetraktys,

  • No caso do joão-de-barro, eu quis dizer que este é um exemplo de que a regra não pegou. Um regra não seguida é uma regra inútil.
  • No caso de arara-de-barriga-amarela, não houve conflito não. Apenas você sugeriu o óbvio, colocar o nome popular mais comum, foi uma mudança de nome pacífica.
  • Aplicar essa regra é esculhambar a Wikipédia. É complicar a vida dos usuários que navegam pela enciclopédica. Um título adequado permite uma boa navegação pela Wikipédia, achar o que se procura mais facilmente.

Depois... Predefinição:Alimentos

  • A problemática em torno do nome dos artigos de espécies só existiu na cabeça de alguns wikipedistas. Exceto no caso do gado, nunca houve qualquer conflito por conta disso. W.SE (discussão) 15h40min de 27 de junho de 2015 (UTC)
Symbol declined.svg Discordo - minha opinião sobre a utilização do nome científico é antiga, e acho que estabelecer uma regra única é mais simples para manter a estabilidade e gerir conflitos atuais e futuros a respeito da nomenclatura (são poucos mais existem). Só lembrando que a wikipédia lusófona não é a única a estabelecer a nomenclatura científica como regra, a wikipédia em espanhol já a utiliza a muitos anos. A italiana também utilizada a nomenclatura científica. Entre as vantagens da nomenclatura científica: resolve conflitos de nomes vernáculos iguais para espécies diferentes. Ex. Andorinha-de-bando; resolve tb quando vernáculos diferentes são utilizados para uma mesma espécie, seja por diferença de grafia, regionalismo ou de utilização de um vernáculo entre outros. Ex guepardo versus chita; água-pesqueira versus águia-pescadora; rinoceronte-de-sumatra versus rinoceronte-de-samatra; lembrando tb que evita traduções literais de vernáculos em língua inglesa para o português, citando como exemplo " 15h52min de 7 de novembro de 2012‎ Femme Fatale (discussão | contribs | bloquear)‎ m . . (2 250 bytes) (0)‎ . . (Femme Fatale moveu Rhinopithecus strykeri para Macaco-birmanês-de-nariz-empinado: Essa é a forma comumente aceita do nome desse macaco" - a tradução de snub-nose tanto aceita empinado como arrebitado, sendo subjetivo sua escolha, outros exemplos existem dessa tradução literal, uma até feita num artigo da UOl onde bulbul foi traduzido para búlbulo erroneamente, sendo bublbul uma palavra de origem persa que seria melhor traduzida como rouxinol; Exemplo de movimentação desnecessária por variação regional do nome: "01h57min de 19 de julho de 2009‎ Felipesse (discussão | contribs | bloquear)‎ m . . (1 486 bytes) (0)‎ . . (Tatu-galinha-pequeno movido para Tatu china: O nome Tatu-galinha-pequeno é um nome secundário ao verdadeiro e primário nome dessa espécie de tatus, que é o Tatu China" . Grande parte das espécies não tem nome vernáculo em português, isso é um fato, são milhões de espécies descritas, mesmo num país lusófono como o Brasil, a quantidade de espécies sem vernáculos é muito superior aos que tem vernáculos, analisar aves e mamíferos é fácil, mas vide anfíbios, peixes, répteis, invertebrados no geral. Acho que o pensamento está muito voltando para as espécies conhecidas (1%) e se esquece de pensar na vasta maioria. Espécies fósseis também não possuem nomes vernáculos estabelecidos ou regulados. Quanto se parte para a botânica a utilização de um mesmo nome vernáculo para espécies diferentes é muito mais comum. Existe vantagens e desvantagens nos dois sistemas de padronização, mas acho que estabelecer uma regra única mas fácil para manter os artigos e principalmente não gerar atritos futuros, mesmo sendo escassos ou mínimos. Não sou radical na nomenclatura científica, acho que até poderia se estabelecer um meio termo, com exceções e regras específicas para situações específicas, com base num diálogo sensato e calmo, sem histeria e radicalismo.
-Consideração da ponto 3 (regra fanática) - uma espécie pode ter tido várias combinações taxonômicas ao longo de sua história, é comum isso ocorrer, mas isso não altera a combinação válida para a espécie estabelecida pelos pesquisadores da área e a utilização corrente. Ornithorhynchus anatinus é a combinação válida para a espécie vide o Mammal Species of the World, as outras combinações incluindo o protônimo/basônimo são parte de sua história taxonômica, ninguém na atualidade as usa como combinação válida para a espécie, são termos históricos utilizados num contexto histórico. Dizer que se poderia usar qualquer combinação histórica como nome científico atual é errônea e tendenciosa.
-Segunda consideração o artigo Anthophila está mal escrito não por estar no nome científico, mas simplesmente por estar mal escrito e desatualizado, isso não desabona o padrão de nomenclatura. Anthophila é um clado, como muitos subclados (famílias), muitas espécies são conhecidas pelo vernáculo abelha e suas derivações, mas também há espécies conhecidas como vespas (Sphecidae), sendo assim a denominação de abelha não é exclusiva a todos os Anthophila.
Só para lembra que a discussão iniciada pelo gado bovino/Bos taurus não foi a única a respeito da nomenclatura científica versus vernáculo, em 2008 e em 2009 ou 2010 (não me lembro bem) também houveram discussões a respeito da utilização da nomenclatura científica como padrão.

Por ora é só Burmeister (discussão) 16h38min de 27 de junho de 2015 (UTC) PS.: Eu pediria ao usuário W.SE um pouco mais de calma, ter opiniões divergentes faz parte da vida em comunidade. Eu respeito sua opinião contrária, sendo assim eu pediria para não utilizar os sumários de movimentação ("para atender a regra bizarra que obriga a colocar o nome científico") para demonstrar sua opinião contrária, os artigos e sumários não tem culpa. Utilize algo mais imparcial e neutro.

Proposta W.SEEditar

Que tal minha proposta:

Proposta W.SE
  • O título do artigo deverá ser o nome pelo qual a espécie é mais conhecida, seja popular ou científico. Nome científico terá preferência quando: não houver nome popular em português, o nome popular se referir a mais de uma espécie (evitar ambiguidades) e se não houver consenso sobre qual nome popular colocar.

Resolve todos os problemas:

  • Dizer que se deve colocar o nome mais conhecido ao invés de determinar um dos dois (popular e científico) é uma saída inteligente, inclusive resolve os raríssimos casos onde o nome científico é mais conhecido do que o popular. Ex: Amanita muscaria.
  • Dizer que nome científico terá preferência quando não houver nome popular em português é uma coisa óbvia, porém deixa claro e resolve a questão de 99% das espécies, as quais não tem nome popular em português. Então nesses casos só usar o científico que está resolvido.
  • "quando não houver um consenso sobre qual nome popular colocar". Saída engenhosa: se por acaso começar uma confusão sobre qual nome popular colocar... põe o científico e acabou o conflito. Simples assim. Lembro a vocês que isso, surpreendentemente só ocorreu uma vez em toda a história da Wikipédia lusófona, no artigo do gado bovino.

Alguém sugere um aperfeiçoamento do texto? W.SE (discussão) 17h05min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Já que resolver conflitos é o grande (e falso) argumento usado para os que defendem a obrigatoriedade de nomes científicos... Desafio qualquer pessoa a citar um artigo de espécie cujo título (em toda a história da Wikipédia) esteve em conflito (exceto o do gado bovino). Prometo que me obrigo a editar e destacar quarenta artigos para cada espécie citada. Vamos lá Burmeister, Tetraktys... Provem que vocês não estão mentindo ao dizer que há conflitos sobre títulos de artigos de espécies e citem ao menos um artigo. Desafio lançado. W.SE (discussão) 18h18min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Myrmecophaga tridactyla. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 18h32min de 27 de junho de 2015 (UTC)
Que conflito houve em Myrmecophaga tridactyla? Só vi um editor dar opinião sobre o nome do artigo. W.SE (discussão) 18h38min de 27 de junho de 2015 (UTC)
Você mesmo opôs-se à alteração do título tamanduá-bandeira para qualquer outro nome na votação de destaque. Não foi um conflito quente mas houve oposição à cerca da sua renomeação. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 18h45min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do W.SE. Chronus (discussão) 18h23min de 27 de junho de 2015 (UTC)

eu não vou ficar batendo pé por causa disso. então Symbol support vote.svg Concordo com a nova proposta. como eu deixei claro antes, eu tenho minhas preferências e opiniões, e também deixei claro que mesmo discordando aceitaria a primeira mudança se ela fosse aprovada pela maioria, mas acima de tudo sou a favor de seguirmos as regras estabelecidas. se a maioria concordar em flexibilizar a regra, parece uma boa solução de consenso. Tetraktys (discussão) 18h53min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com esta segunda proposta. Isto é, que seja adotada sempre a nomenclatura científica quando haja uma disputa derivada da disparidade de nomes populares entre os vários países ou regiões da lusofonia, ou quando não existir sequer um nome popular. Mas nos casos em que haja um nome popular firmemente estabelecido na lusofonia o título deve adotar esse nome; exemplos: tigre, elefante, gato, cão, pato, gorila, leão, couve, batata, abelha, soja, cacau, etc. Sim, é verdade que estes casos até podem corresponder a apenas 1% das espécies conhecidas, mas provavelmente correspondem a 99% dos acessos e da quantidade de conteúdo dos artigos sobre espécies. Quintal 19h07min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Também Symbol support vote.svg concordo com esta proposta. Nada mais que bom senso. Mas W.SE, prometido é devido Hihi. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 19h13min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Shgür Datsügen Ok, houve um pequeno conflito sim. Vou destacar quarenta artigos. W.SE (discussão) 20h17min de 27 de junho de 2015 (UTC)
Smiley green alien moustache.svg Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 20h35min de 27 de junho de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do W.SE. Gameiroestá lá? 19h32min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Proposta BurmeisterEditar

Ninguém aqui precisa mentir, sendo assim eu peço um pouco de respeito da sua parte. Tudo depende do que vc entende por conflito, aliás um conflito não necessita chegar a guerra de edições e bloqueios. O tamanduá-bandeira citado pelo Shgur entre nesse exemplo de conflito, a movimentação do tatu-galinha-pequeno para tatu china é um conflito, o voto contrário no destaque do rinoceronte-de-sumatra pelo uso da palavra Sumatra e não Samatra é um conflito, a movimentação de um título para a tradução do vernáculo em inglês e a removimentação ao título original é um conflito. A discussão a respeito de guepardo versus chita eu considero também um conflito. Conflitos não precisam acabar em sangue. Mas vamos lá....

Eu tornaria a proposta um pouco mais específica:

Basicamente seriam mantidos nomes populares como cão, gato, leão, urso-polar, ornitorrinco entre outros; manteria a neutralidade/imparcialidade científica nas diferenças linguísticas, regionais; impediria a tradução literal; e manteria clados taxonômicos superiores na linguagem científica o que já é usado a muito tempo. O que acha dessa variação? Burmeister (discussão) 19h39min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Ótimo, mas lembro de casos de espécies fósseis como Homem-de-neandertal, e de clados como Vertebrados. A proposta é boa, mas acho que precisa flexibilizar um pouco nesses pontos. W.SE (discussão) 20h04min de 27 de junho de 2015 (UTC)

  • Symbol support vote.svg Concordo. Vamos poder chamar abelha de abelha né? José Luiz disc 21h20min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Mas ficaria sem uma regra que determinasse o que fazer? Quando houvesse discordância, como isso se daria? Ganha o que gritar mais? Engraçado, a pandilha poderosa citada acima inclui gente que não tem nada a ver com ela, basta ver os votantes daquela opção. O comentário que cita a pandilha é tão incoerente que ao mesmo tempo que diz que a pandilha ganhava tudo que queria, diz que a pandilha não ganhou essa votação. Se essa pandilha fosse realmente forte, teriam ganho de lavada na opção que queriam (considerando que os bloqueados realmente votaram contra por pressão de alguém nesse caso). Qualquer um com um pouco de cérebro que vê o resultado dessa votação vê que não houve nenhuma pandilha poderosa por trás. JMGM (discussão) 21h35min de 27 de junho de 2015 (UTC)

  • Ah! Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do Burm. JMGM (discussão) 21h49min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo também com o refinamento da redação proposto pelo Burmeister. Quintal 22h59min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Mas ficaria sem uma regra que determinasse o que fazer? Quando houvesse discordância, como isso se daria? Ver o trecho: nome científico é o padrão para resolução de disputas seja por diferença de uso regional, nacional, ou outra questão que possa ser levantada.. W.SE (discussão) 00h00min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Eu estava me referindo a proposta original. JMGM (discussão) 03h33min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo do ponto sobre espécies fósseis. Não faz nenhuma diferença distinguir as espécies fósseis. Só pra deixar a regra florida... W.SE (discussão) 00h01min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta mais detalhada do Burmeister, é disso que a WP precisa, detalhes específicos para não deixar dúvidas. DARIO SEVERI (discussão) 00h15min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a redação do Burmeister. Tetraktys (discussão) 02h48min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do Burmeister. Acho que só precisa de pequenos ajustes, mas a essência do que precisamos para evitar conflitos já está na proposta. Ixocactus (discussão) 04h09min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Burmeister Por que espécie fóssil teria que ser obrigado a ter o título com nome científico? W.SE (discussão) 06h08min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Bom, a literatura especializada da área raramente utiliza nomes vernáculos para espécies fósseis. É uma área sensível a traduções literais e de uso de nomes informais de maneira equivocada. Mas se vc faz tanta questão do homem-de-neandertal (acho que é esse o problema), pode-se acrescentar a seguinte exceção: "exceto para fósseis relacionados a evolução humana quando apropriado e de uso estável e em literatura". O que acha? Burmeister (discussão) 12h02min de 28 de junho de 2015 (UTC)
Ainda não ajuda muito. Muitos dinossauros, para não falar de uma grande maioria, são referidos apenas por seu gênero e sempre sem uso dos termos latinos. O mesmo vale para vários outros como Tigre-dentes-de-sabre, mamute, etc. Assim sendo, o W.SE tem razão ao discordar de generalizar.--Rena (discussão) 19h56min de 28 de junho de 2015 (UTC)
Havendo um nome em português não ambíguo para um taxon a qualquer nível, não percebo a necessidade de usar um nome em outra língua. De qualquer forma, apoio qualquer proposta que permita o uso de nomes em português para o título. GoEThe (discussão) 09h30min de 29 de junho de 2015 (UTC)


Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do Burmeister--Leon saudanha (discussão) 23h03min de 8 de julho de 2015 (UTC)

Jbribeiro1, em resposta à pergunta feita em [1], não. Com esta proposta, Abelha continua a redireccionar para Anthophila que está a um nível taxonómico acima de género. Burmeister coloquei na proposta explicitamente que género também seria padronizado pelo nome latino. GoEThe (discussão) 11h21min de 9 de julho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do Burmeister que é muito bem detalhada e clara. Igor G.Monteiro (discussão) 14h18min de 9 de julho de 2015 (UTC)


Symbol comment vote.svg ComentárioApenas uma dúvida que tenho: o que levou a essa confusão toda foi o artigo Bos taurus (vide votação); esse caso se enquadra como "vernáculo estável, não conflitante" ou não? E o Equus africanus asinus e Gallus gallus domesticus? Acho que esses três são os únicos casos polêmicos. Eu também retiraria a diferença da regra entre fósseis e não fósseis, assim Tiranossauro continuaria em português. Leon saudanha (discussão) 16h16min de 10 de julho de 2015 (UTC)

Claro que não vou ler isso tudo mas concordo com o titulo da seção:"Abolir a obrigação de nomes científicos para artigos de espécies". Uma enciclopedia popular feita por qualquer um sendo metida a besta com essa historia de nomes cientificos é apenas engraçada. Tornemo-la mais séria com o que se propõe. MachoCarioca oi 19h57min de 16 de julho de 2015 (UTC)


Burmeister, ajeitando a sua proposta abaixo:

Acho que desta forma todos, inclusive o W.SE podemos concordar, e aplicar o consenso. Sim? Leon saudanha (discussão) 01h04min de 26 de julho de 2015 (UTC)

Perfeito, foi conseguido o consenso nessa proposta revisada que você postou agora. Poderemos chamar o milho de milho e não de Zea mays. Agradeço a participação de todos. W.SE (discussão) 03h43min de 26 de julho de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Apoio esta proposta. Agora os principais artigos de espécies terão sua nomenclatura vernácula, impedindo de houver redirecionamento para a nomenclatura científica em caso das pessoas pesquisarem a respeito dos nomes de animais, frutas, legumes, verduras, etc. WikiFer msg 04h16min de 26 de julho de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Apoio Vernáculos estáveis resolvem o problema. Ixocactus (discussão) 07h22min de 26 de julho de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Apoio Proposta do Burm é bem mais sensata. Robertogilnei (discussão) 14h07min de 3 de agosto de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Apoio. José Luiz disc 14h10min de 3 de agosto de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Apoio. W.SE (discussão) 14h39min de 8 de agosto de 2015 (UTC)

Pessoal, se chegou a um consenso! Algum administrador, por favor, feche essa proposta e atualize o texto da regra em Wikipédia:Convenção de nomenclatura/Biologia. Grato. W.SE (discussão) 14h39min de 8 de agosto de 2015 (UTC)


@W.SE: Yes check.svg Feito--Leon saudanha (discussão) 15h29min de 8 de agosto de 2015 (UTC)


A discussão acima encontra-se encerrada. Por favor não a modifique. Comentários posteriores devem ser feitos numa nova secção.


Pós-consenso?Editar

Fiz uma pequena alteração no texto introduzido pois aqueles exemplos além de estarem fora dos parênteses retos onde estão os exemplos de vernáculos com variações de grafia, não estavam incluídos na proposta anterior do Burmeister e foram introduzidos na última proposta que vinha apenas colmatar o tratamento diferenciado de espécies fósseis. Não são exemplos de variações de grafia como os outros casos. De outra maneira cão, gato, leão e urso também têm formas femininas. Foi também introduzido o exemplo asno/burro como exemplo de "um mesmo vernáculo usado para espécies diferentes", mas julgo que não é esse o caso. GoEThe (discussão) 11h28min de 11 de agosto de 2015 (UTC) W.SE, Jbribeiro1, Burmeister, Leon saudanha, Robertogilnei, Ixocactus, WikiFer, Igor G.Monteiro, MachoCarioca, Renato de carvalho ferreira, JMGM, Tetraktys, DARIO SEVERI, Antero de Quintal, Gameiro, Shgür Datsügen, Chronus, Holdfz. GoEThe (discussão) 12h27min de 11 de agosto de 2015 (UTC)

Sem objeção. Gameiroestá lá? 13h23min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Também repus uma série de informações e textos de ajuda que não deveriam ter sido removidos, e que são independentes destas alterações. Quintal 13h36min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Concordando com ambos. DARIO SEVERI (discussão) 13h38min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Concordo--Leon saudanha (discussão) 17h03min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Concordo também a alteração no texto introduzido, até porque existem outras espécies que possuem formas femininas, e por isto a questão do galo/galinha não poderia ser mantido naquela linha. São apenas variações de gênero diferente, que pode ser um redirect para seu nome científico, por questões de nomenclatura diferente em país lusófono, por exemplo. Também não posso deixar de concordar com a inserção de um redirect de mesmo vernáculo para espécies diferentes como asno e burro (que são a mesma coisa), o que também é justo e esclarece melhor a questão. WikiFer msg 17h55min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
ok. Tetraktys (discussão) 18h12min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
concordo. Holdfz  Disc. 18h19min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Ok também --Rena (discussão) 18h29min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Beleza! Ixocactus (discussão) 18h34min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Apenas uma pequena consideração: no caso de nomes com variações Pt/Pt e Pt/br, como ali exemplificado os casos de burro/asno, chita/guepardo, etc, não seria o caso de manter a nossa regra não escrita para estes casos de que fique o nome primeiro titulado? Não quero estragar o consenso nem vou, só levantei um fato pq é o rotineiramente usado por aqui, para colher opinioes. (Se já foi escrito originalmente no nome cientifico claro q não se muda) MachoCarioca oi 18h55min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
OK para a mudança. MachoCarioca, isso na prática vai vir naturalmente, não creio que haverá problema. W.SE (discussão) 10h29min de 12 de agosto de 2015 (UTC)