Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis e independentes (desde maio de 2018). Fontes primárias, ou com conflitos de interesse, não são adequadas para verbetes enciclopédicos. Ajude a incluir referências.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Arquidiocese de Belo Horizonte
Archidiœcesis Bellohorizontina
Catedral Nossa Senhora da Boa Viagem
Localização
País  Brasil
Dioceses sufragâneas Diocese de Divinópolis
Diocese de Luz
Diocese de Oliveira
Diocese de Sete Lagoas
Estatísticas
Área 7,240 km²
Informação
Rito Romano
Criação da diocese 11 de fevereiro de 1921 (98 anos)
Elevação a arquidiocese 1 de fevereiro de 1924 (95 anos)
Catedral Catedral Nossa Senhora da Boa Viagem
Padroeiro Nossa Senhora da Boa Viagem
Governo da arquidiocese
Arcebispo Walmor Oliveira de Azevedo
Bispo auxiliar Joaquim Giovanni Mol Guimarães
Edson José Oriolo dos Santos
Geovane Luís da Silva
Vicente de Paula Ferreira
Arcebispo emérito Serafim Fernandes de Araújo
Bispo emérito Sebastião Roque Rabelo Mendes
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana
(Região Leste II)
Contatos
Página oficial http://arquidiocesebh.org.br/
dados em catholic-hierarchy.org

A Arquidiocese de Belo Horizonte (Archidiœcesis Bellohorizontina) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil. É a Sé Metropolitana da província eclesiástica de Belo Horizonte. Pertence ao Conselho Episcopal Regional Leste II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. A arquiepiscopal está na cidade de Belo Horizonte, no Estado de Minas Gerais, na Catedral da Boa Viagem.

Índice

HistóricoEditar

A ideia da criação do bispado de Belo Horizonte começou a tomar vulto a partir de 1914, com a crescente importância política da cidade e seu espantoso desenvolvimento econômico. Atendendo ao desejo da população, Dom Silvério Gomes Pimenta, arcebispo de Mariana, aceitou dirigir o movimento para a criação do novo bispado.

A Diocese de Belo Horizonte foi efetivamente criada em 11 de fevereiro de 1921 pelo papa Bento XV, por meio da bula Pastoralis sollicitudo, a partir de território desmembrado da Arquidiocese de Mariana. Em 1º de fevereiro de 1924, o papa Pio XI, por meio da bula Ad munus nobis ab æterno pastorum principe[1], elevou Belo Horizonte à categoria de Arquidiocese e sé metropolitana, e seu bispo, a arcebispo. Na época, essa foi a terceira província eclesiástica de Minas Gerais.

Demografia e paróquiasEditar

Em 2004, a arquidiocese contava com uma população aproximada de 4.216.719 habitantes, com 75% de católicos.

O território da diocese é de 7.240 km.2, organizado em 273 paróquias, sendo 137 na cidade de Belo Horizonte.

A arquidiocese abrange os seguintes municípios: Belo Horizonte, Belo Vale, Betim, Bonfim, Brumadinho, Caeté, Confins, Contagem, Crucilândia, Esmeraldas, Ibirité, Lagoa Santa, Mário Campos, Moeda, Nova Lima, Nova União, Pedro Leopoldo, Piedade dos Gerais, Raposos, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Rio Manso, Sabará, Santa Luzia, São José da Lapa, Sarzedo, Taquaraçu de Minas e Vespasiano.[2]

Bispos e arcebisposEditar

Arcebispos
Nome Período Notas
Dom Walmor Oliveira de Azevedo 2004- Atual
Dom Serafim Cardeal Fernandes de Araújo 1986-2004 Arcebispo Emérito
Dom João Resende Costa, S.D.B. 1967-1986
Dom Hugo Bressane de Araújo 1951-1954 Arcebispo Coadjutor neste período
Dom Serafim Fernandes de Araújo 1982-1986 Arcebispo Coadjutor neste período
Dom Antônio dos Santos Cabral 1924-1967


Bispos
Nome Período Notas
Vicente de Paula Ferreira, C.Ss.R. 2017- Bispo auxiliar atual.
Dom Otacílio Ferreira de Lacerda 2017-2019 Nomeado bispo de Guanhães
Dom Geovane Luís da Silva 2017- Bispo auxiliar atual.
Dom Edson José Oriolo dos Santos 2015- Bispo auxiliar atual.
Dom João Justino de Medeiros Silva 2011- 2017 Nomeado Arcebispo-Coadjutor de Montes Claros
Dom Wilson Luís Angotti Filho 2011-2015 Nomeado bispo de Taubaté
Dom Luiz Gonzaga Fechio 2011-2016 Nomeado bispo de Amparo
Dom Joaquim Giovanni Mol Guimarães 2006- Bispo auxiliar atual.
Dom Aloísio Jorge Pena Vitral 2006-2009 Nomeado bispo de Teófilo Otoni.
Dom Sebastião Roque Rabelo Mendes 1989-2004 Bispo auxiliar emérito.
Dom David Dias Pimentel 1996-2000 Nomeado bispo de São João da Boa Vista.
Dom Décio Zandonade, S.D.B. 1996-2003 Nomeado bispo de Colatina.
Dom Werner Franz Siebenbrock, S.V.D. 1988-1994 Nomeado bispo de Nova Iguaçu.
Dom Arnaldo Ribeiro 1975-1988 Nomeado arcebispo de Ribeirão Preto.
Dom José Dalvit, M.C.C.I. 1973-1977
Dom Geraldo Maria de Morais Penido 1956-1957 Nomeado bispo coadjutor de Juiz de Fora.
Dom Antônio dos Santos Cabral 1922-1924 Foi o primeiro bispo de Belo Horizonte; em 1924 tornou-se o primeiro arcebispo.


Referências

  1. Catálogo da Arquidiocese de Belo Horizonte, 2015
  2. «Papa nomeia novo bispo auxiliar para a arquidiocese de Belo Horizonte». CNBB. Consultado em 25 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 22 de janeiro de 2011 

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.