Abrir menu principal

As eleições estaduais no Amazonas em 2006 ocorreram em 1º de outubro como parte das eleições gerais no Distrito Federal e em 26 estados brasileiros. Nelas foram eleitos o governador Eduardo Braga, o vice-governador Omar Aziz e o senador Alfredo Nascimento, além de oito deputados federais e vinte e quatro estaduais. Como o candidato vencedor obteve soma superior a metade mais um dos votos válidos a disputa terminou em primeiro turno e conforme a Constituição a posse do governador e do vice-governador se daria em 1º de janeiro de 2007 para quatro anos de mandato.[nota 1][1][2][3][4]

2002 Brasil 2010
Eleições estaduais no  Amazonas em 2006
1º de outubro de 2006
(Decisão em primeiro turno)
Eduardobraga28112006.jpg Amazonino Mendes em agosto de 2017.jpg
Candidato Eduardo Braga Amazonino Mendes
Partido PMDB PFL
Natural de Belém, PA Eirunepé, AM
Vice Omar Aziz Sidney Leite
Votos 687.912 543.412
Porcentagem 50,63% 40,00%


Brasão do Amazonas.svg
Governador do Amazonas

Quatro anos depois de amargar seu pior desempenho nas urnas, o PMDB venceu uma refrega para o governo do Amazonas chancelando a reeleição de Eduardo Braga. Diplomado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Amazonas, foi eleito deputado estadual pelo PDS em 1982 e reeleito pelo PMDB em 1986. A partir de então foi estabelecida uma aliança entre Eduardo Braga e Amazonino Mendes que entraram no PDC e o primeiro assumiu a relatoria da constituição estadual. Eleito deputado federal em 1990 e vice-prefeito de Manaus em 1992, assumiu a prefeitura em 1994 quando Amazonino Mendes deixou o cargo e logo depois venceu sua segunda eleição para governador. Com a extinção do PDC os caminhos de Amazonino Mendes e Eduardo Braga foram os mesmos até que este entrou no PSL e foi derrotado por Amazonino Mendes ao disputar o governo em 1998. Após ingressar no PPS foi vencido por Alfredo Nascimento ao disputar a prefeitura de Manaus em 2000. Eleito governador do Amazonas em 2002, Eduardo Braga foi reeleito via PMDB, que este ano venceu sua quarta disputa pelo Palácio Rio Negro.[5][nota 2]

Também foi vitorioso nas urnas o engenheiro civil Omar Aziz. Nascido na cidade paulista de Garça, ele se formou na Universidade Federal do Amazonas.[6] Eleito vereador em Manaus pelo PSL em 1992, integrou o séquito de Amazonino Mendes seguindo-o na filiação ao PPR e depois ao PPB sendo eleito deputado estadual em 1994 e vice-prefeito de Manaus na chapa de Alfredo Nascimento em 1996.[7] Secretário municipal de Obras na capital amazonense, migrou para o PFL e foi reeleito vice-prefeito no ano 2000. Eleito vice-governador do Amazonas junto com Eduardo Braga em 2002, ingressou no PMN e reelegeu-se em 2006 ao lado do titular.

O novo senador do estado é o potiguar Alfredo Nascimento. Nascido em Martins, ele é graduado pela Universidade Federal do Amazonas em Letras e Matemática e especialista em Administração e Auditoria em Recursos Humanos na Fundação Getúlio Vargas. No primeiro governo de Amazonino Mendes foi Secretário de Fazenda, Secretário de Administração e em junho de 1988 foi nomeado interventor na prefeitura de Manaus ante o afastamento de Manoel Ribeiro. Nomeado superintendente da Zona Franca de Manaus no Governo Collor em 1991, exerceu o cargo durante um ano.[8] Filiado ao PPR, foi eleito vice-governador na chapa de Amazonino Mendes em 1994 e prefeito de Manaus via PPB em 1996, reelegeu-se pelo PL no ano 2000. Após renunciar ao cargo, assumiu o Ministério dos Transportes no Governo Lula em 15 de março de 2004 e agora chegou ao Senado Federal.[9][10][11]

Índice

Resultado da eleição para governadorEditar

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral houve 1.358.613 votos nominais (92,74%), 20.571 votos em branco (1,40%) e 85.792 (5,86%), totalizando 1.464.976 eleitores.[1]

Candidatos a governador do estado
Candidatos a vice-governador Número Coligação Votação Percentual
Eduardo Braga
PMDB
Omar Aziz
PMN
15
Pelo bem do Amazonas
(PMDB, PMN, PTB, PP, PRTB)
687.912
50,63%
Amazonino Mendes
PFL
Sidney Leite
PHS
25
Amazonas para todos
(PFL, PHS, PSC, PTC, PTN, PAN)
543.412
40,00%
Arthur Virgílio Neto
PSDB
Leonel Feitoza
PSDB
45
Muda Amazonas
(PSDB, PPS)
74.900
5,51%
Paulo de Carli
PDT
Maria de Oliveira Fernandes
PDT
12
Um novo rumo para o Amazonas
(PDT, PT, PL, PSB, PCdoB, PV, PSL, PRB, PRONA, PTdoB)
35.827
2,64%
Professor Sérgio
PSDC
Professor Marcão
PSDC
27
PSDC
(sem coligação)
10.051
0,74%
Herbert Amazonas
PSTU
Renato Nery
PCB
16
Frente Amazonas Socialista
(PSTU, PCB, PSOL)
6.195
0,46%
José Sampaio Sobrinho
PCO
Elivane Silva
PCO
29
PCO
(sem coligação)
316
0,02%
  Eleito(a)

Resultado da eleição para senadorEditar

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral houve 1.325.862 votos nominais (90,50%), 45.234 votos em branco (3,09%) e 93.880 votos nulos (6,41%), totalizando 1.464.976 eleitores.[1]

Candidatos a senador da República
Candidatos a suplente de senador Número Coligação Votação Percentual
Alfredo Nascimento
PL
João Pedro Costa[nota 3]
PT
Aluísio Braga
PL
222
Um novo rumo para o Amazonas
(PDT, PT, PL, PSB, PCdoB, PV, PSL, PRB, PRONA, PTdoB)
629.606
47,49%
Pauderney Avelino
PFL
Marise Mendes
PHS
Francisco Deodato
PFL
255
Amazonas para todos
(PFL, PHS, PSC, PTC, PTN, PAN)
289.234
21,82%
Gilberto Mestrinho
PMDB
Francisco Garcia
PP
Fausto Souza
PRTB
151
Pelo bem do Amazonas
(PMDB, PMN, PTB, PP, PRTB)
225.197
16,98%
Plínio Valério
PV
Neuzimar Pinheiro
PV
Gerson Duarte
PV
432
Um novo rumo para o Amazonas
(PDT, PT, PL, PSB, PCdoB, PV, PSL, PRB, PRONA, PTdoB)
158.333
11,94%
Mário Frota
PDT
Stones Machado
PDT
José da Rocha Freire
PDT
123
Um novo rumo para o Amazonas
(PDT, PT, PL, PSB, PCdoB, PV, PSL, PRB, PRONA, PTdoB)
21.200
1,60%
Luiz Navarro
PCB
Gilberto Vasconcelos
PSTU
João Queiroz
PSTU
211
Frente Amazonas Socialista
(PSTU, PCB, PSOL)
1.848
0,14%
Ednailda Santos
PCO
José Jerônimo das Chagas
PCO
Mariete Pimentel
PCO
291
PCO
(sem coligação)
444
0,03%
  Eleito(a)

Deputados federais eleitosEditar

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[12] Ressalte-se que os votos em branco eram considerados válidos para fins de cálculo do quociente eleitoral nas disputas proporcionais até 1997, quando essa anomalia foi banida de nossa legislação.[13]

Deputados federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Carlos Souza[nota 4] PP 147.212 10,57% Manaus   Amazonas
Sabino Castelo Branco PFL 138.932 9,98% Manaus   Amazonas
Francisco Praciano PT 126.881 9,11% Itapipoca   Ceará
Silas Câmara PTB 104.965 7,54% Rio Branco   Acre
Vanessa Grazziotin PCdoB 95.950 6,89% Videira   Santa Catarina
Átila Lins PMDB 93.882 6,74% Fonte Boa   Amazonas
Marcelo Serafim PSB 92.241 6,62% Manaus   Amazonas
Rebeca Garcia PP 81.229 5,83% Manaus   Amazonas

Deputados estaduais eleitosEditar

Estavam em jogo 24 cadeiras da Assembleia Legislativa do Amazonas.[1]

Notas

  1. A posse dos parlamentares eleitos ocorreria em 1º de fevereiro de 2007.
  2. Em 4 de abril de 1993 o PDC fundiu-se ao PDS para formar o PPR que foi renomeado PPB dois anos mais tarde e hoje é o PP.
  3. Exerceu o mandato quando o titular reassumiu o cargo de ministro dos Transportes entre o segundo governo Luiz Inácio Lula da Silva e o primeiro governo Dilma Rousseff.
  4. Renunciou em favor de Lupércio Ramos após as eleições municipais de 2008 para assumir o cargo de vice-prefeito de Manaus.

Referências

  1. a b c d «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 25 de julho de 2017 
  2. «Banco de dados do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba». Consultado em 25 de julho de 2017 
  3. «BRASIL. Presidência da República. Constituição de 1988». Consultado em 25 de julho de 2017 
  4. «BRASIL. Presidência da República. Lei nº. 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 25 de julho de 2017 
  5. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Eduardo Braga». Consultado em 25 de julho de 2017 
  6. «Senado Federal do Brasil: senador Omar Aziz». Consultado em 26 de julho de 2017 
  7. Secretariado sem muitas surpresas (online). Jornal do Commercio, Manaus (AM), 28/12/1996. Política, p. 03. Página visitada em 26 de julho de 2017.
  8. «Página oficial da Zona Franca de Manaus». Consultado em 12 de agosto de 2014 
  9. «Galeria de ministros dos Transportes do Brasil». Consultado em 12 de agosto de 2014. Arquivado do original em 8 de fevereiro de 2014 
  10. «Senado Federal do Brasil: senador Alfredo Nascimento». Consultado em 25 de julho de 2017 
  11. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Alfredo Nascimento». Consultado em 25 de julho de 2017 
  12. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 25 de julho de 2017. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  13. «BRASIL. Presidência da República: Lei nº 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 25 de julho de 2017