Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a estrada existente em Portugal. Se procura o mensageiro celular geralmente siglado como IP3, veja Inositol trifosfato.

IP3-PT.svg

IP3 - Itinerários Principais de Portugal
IP3
279
Cruza com:
 A 1 ,  A 14 ,  A 24 , IC6, N 109, N 111, N 234, N 235

O IP3 - Itinerário Principal n.º 3 é um Itinerário Principal de Portugal. Liga a fronteira de Vila Verde da Raia à cidade portuária da Figueira da Foz servindo os distritos de Vila Real, Viseu e Coimbra. Possui uma extensão de 279 km, dos quais 202 km em perfil transversal de autoestrada e os restantes 77 km em perfil de via rápida com 1 faixa de rodagem, repartidos da seguinte forma:

  • Vila Verde da Raia - Viseu (A25) – troço em perfil transveral de autoestrada. Atualmente, é designado e está sinalizado como A24, mas originalmente era considerado como não mais do que uma via rápida com perfil de autoestrada, pelo que os primeiros lanços estavam também sinalizados como IP3. Com uma extensão de 162 km foi concluído em 2010. A maior parte deste troço está concessionado à Norscut.
  • Viseu (A25) - Coimbra (A1) — troço em perfil de via rápida com 1 faixa de rodagem, construída de raiz na sua grande maioria, mas com aproveitamento de alguns troços da N 2 onde em alguns casos se mantiveram os cruzamentos de nível. Com uma extensão de 77 km foi concluído em 1999. A maior parte deste troço está concessionado à Infraestruturas de Portugal.

A construção do IP3 já estava prevista no Plano Rodoviário Nacional de 1985,[1] e ficou totalmente concluída em 2010, com a inauguração da ligação de Vila Verde da Raia à fronteira com Espanha.[2] O troço entre Viseu e Coimbra (o único em perfil de via expressa) tem apresentado elevados níveis de sinistralidade rodoviária desde a sua abertura, pelo que já foram apresentados vários planos para ser substituído por uma autoestrada ou para ser sujeito a uma profunda requalificação.[3][4][5][6][7][8][9]

O troço entre Vila Verde da Raia e Coimbra integra a Estrada Europeia E 801.

Índice

TroçosEditar

Vila Verde da Raia – ViseuEditar

 Ver artigo principal: A24 (autoestrada)

Viseu – CoimbraEditar

 
Ponte da Livraria do Mondego, sobre o rio Mondego, em Vila Nova, Penacova.
 
Troço do IP3, perto de São Miguel do Outeiro, Tondela.

No lanço entre Viseu e Coimbra o IP3 é uma via rápida com uma faixa de rodagem; possui um perfil transversal que alterna entre 1+1 vias (geralmente em zonas planas) e 2+1 vias (geralmente em desníveis). Apesar disso, existem alguns troços com 2+2 vias, nomeadamente nas proximidades de Coimbra e de Viseu. Esta via está exclusivamente sinalizada como IP3 (e E801) e está concessionada à empresa pública Infraestruturas de Portugal. Tem, nesta zona, um traçado muito perigoso, já tendo provocado inúmeras vítimas em acidentes de trânsito. A designação IP3 é normalmente associada a este troço.

A construção do IP3 (secção CoimbraViseu) desenvolveu-se maioritariamente na década de 1990, embora o troço Oliveira do MondegoChamadouro já estivesse construído desde inícios da década de 1980, integrado na N2, aquando da construção da Barragem da Aguieira, tendo sido aproveitado para o traçado do IP3.

Nos primeiros troços construídos do IP3, entre Coimbra e Porto da Raiva, a estrada tinha inicialmente um pavimento construído em betão e cimento. Devido às grandes fendas que surgiram posteriormente, este pavimento foi substituído por um de asfalto.

Também este troço entre Coimbra e Porto da Raiva foi alvo de uma grande transformação quando em inícios da década de 2000 foi colocado separador central em toda a sua extensão, depois de pressões das populações. Graças a esta medida, a sinistralidade rodoviária neste troço baixou em grande escala.

O troço a partir do Porto da Raiva e até Viseu não tem separador central mas tem um traçado ligeiramente menos sinuoso.

É maioritariamente a partir de Santa Comba Dão que o traçado do IP3 deixa de ser menos sinuoso, mas não deixa de ter zonas perigosas, como é exemplo a ponte em curva do Faíl, perto de Viseu, ao km 114, e antes desta, a descida com uma inclinação de 7%.

A ligação às zonas que o IP3 serve, é feita maioritariamente por nós desnivelados; no entanto há duas exceções, onde o acesso é feito por entroncamentos de nível: o entroncamento de Oliveira do Mondego e o entroncamento de Cunhedo, ambos no km 69.

No início de agosto de 2015, foi aberta ao tráfego uma nova ponte sobre o rio Dão, localizada ao km 75 do IP3, na zona da Barragem da Aguieira, na fronteira entre os municípios de Mortágua e Santa Comba Dão. Simultaneamente, a ponte original, que fora construída em inícios da década de 1980, foi encerrada. A cerimónia de inauguração oficial da nova Ponte da Foz do Dão decorreu no dia 7 de agosto, cerca de uma semana depois da entrada ao serviço da nova ponte.[7]

No primeiro trimestre de 2018, a Infraestruturas de Portugal adjudicou as obras de requalificação do IP3 e em junho de 2018, foi anunciado um concurso público[10]. As obras durarão de 3 a 4 anos.[11]

Coimbra – Figueira da FozEditar

 Ver artigo principal: A14 (autoestrada)

Estado dos troçosEditar

Troço Situação (2018) km[12]
Figueira da Foz - Montemor-o-Velho oeste Em serviço (1994) como  IP 3 
Renomeado (década de 2000) para  A 14 
(Concessão: Brisa)
12,0
Montemor-o-Velho oeste - Arazede Em serviço (16/03/2001)[13] como  A 14 
(Concessão: Brisa)
12,8
Arazede - Ançã Em serviço (11/2001) como  A 14 
(Concessão: Brisa)
9,6
Ançã - Coimbra (  A 1  ) Em serviço (31/07/2002)[14] como  A 14 
(Concessão: Brisa)
5,5
Coimbra (  A 1  ) - Coimbra (IC2) Em serviço (1982)
Alargado (2002) para 2+2 vias
(Concessão: Rede Rodoviária Nacional)
3
Coimbra (IC2) - Porto da Raiva Em serviço (1991)
Previsto um alargamento para 2+2 vias[15]
(Concessão: Rede Rodoviária Nacional)
24
Porto da Raiva - Chamadouro Em serviço (c. 1980) sem formato de via rápida (  N 2  )
Em serviço (1999)[16] com formato de via rápida (  IP 3  )
(Concessão: Rede Rodoviária Nacional)
11
Chamadouro - Rojão Grande (  IC 12 ) Em serviço (1998)
(Concessão: Rede Rodoviária Nacional)
6
Rojão Grande (  IC 12 ) - Santa Comba Dão Em serviço (c. 1980) sem formato de via rápida (  N 2  )
Em serviço (1999)[16] com formato de via rápida (  IP 3  )
Previsto um alargamento para 2+2 vias[15]
(Concessão: Rede Rodoviária Nacional)
3
Santa Comba Dão - Tondela (sul) Em serviço (1996)
Previsto um alargamento para 2+2 vias[15]
(Concessão: Rede Rodoviária Nacional)
11
Tondela (norte) - Valverde Em serviço (c. 1985) sem formato de via rápida (  N 2  )
Em serviço (1996) com formato de via rápida (  IP 3  )
Previsto um alargamento para 2+2 vias[15]
(Concessão: Rede Rodoviária Nacional)
7
Valverde - São Miguel do Outeiro Em serviço (1994)
Previsto um alargamento para 2+2 vias[15]
(Concessão: Rede Rodoviária Nacional)
7
São Miguel do Outeiro - Faíl (N2) Em serviço (03/04/1990)[17]
Previsto um alargamento para 2+2 vias[15]
(Concessão: Rede Rodoviária Nacional)
4
Faíl (N2) - Viseu (  A 25  ) Em serviço (11/05/2001)[18]
(Concessão: Rede Rodoviária Nacional)
3
Viseu (  A 25  ) - Viseu (norte) Em serviço (29/09/2006)[19] como  A 24 
(Concessão: Rede Rodoviária Nacional)
4,0
Viseu (norte) - Carvalhal Em serviço (29/06/2005)[20][21] como  A 24 
(Concessão: Interior Norte)
24,0
Carvalhal - Castro Daire (norte) Em serviço (31/08/2002)[22][23] como  IP 3 
Reclassificado (década de 2000) para  A 24 
(Concessão: Interior Norte)
9,7
Castro Daire (norte) - Bigorne Em serviço (2003) como  A 24 
(Concessão: Interior Norte)
8,4
Bigorne - Peso da Régua Em serviço (31/10/1998)[24] como  IP 3 
Reclassificado (década de 2000) para  A 24 
(Concessão: Interior Norte)
24,0
Peso da Régua - Vila Real (  IP 4  ) Em serviço (28/11/2004)[25] como  A 24 
(Concessão: Interior Norte)
21,8
Vila Real (  IP 4  ) - Fortunho Em serviço (02/06/2006)[26] como  A 24 
(Concessão: Interior Norte)
4,0
Fortunho - Vila Pouca de Aguiar (  A 7  ) Em serviço (24/06/2007)[27] como  A 24 
(Concessão: Interior Norte)
18,1
Vila Pouca de Aguiar (  A 7  ) - Pedras Salgadas Em serviço (30/11/2006)[28] como  A 24 
(Concessão: Interior Norte)
12,1
Pedras Salgadas - Vila Verde da Raia Em serviço (15/07/2006) como  A 24 
(Concessão: Interior Norte)
33,4
Vila Verde da Raia - Espanha Em serviço (19/06/2010)[2] como  A 24 
(Concessão: Interior Norte)
1,1

PerfilEditar

Troço Perfil Extensão
Figueira da Foz - Coimbra
 
40 km
Coimbra (  A 1  ) - Coimbra (IC2)
 
3 km
Coimbra (IC2) - Faíl (N2)
 
73 km
Faíl (N2) - Viseu (  A 25  )
 
3 km
Viseu - Vila Verde da Raia
 
162 km

SaídasEditar

Figueira da Foz – CoimbraEditar

Número da Saída km Nome da Saída Estrada que liga
  0 Figueira da Foz
  1 0 Aveiro
Leiria
N 109
  2 0 Vila Verde
Zona Portuária
M 600
  3 4 Vila Verde N 111-2
  3A 5 Aveiro
Leiria
 A 17 
  4 12 Maiorca
Montemor-o-Velho (oeste)
Sítio Classificado dos Montes de Santa Olaia e Ferrestelo
Verride
N 111/M601
  Praça de Portagem de Montemor-o-Velho
  5 17 Montemor-o-Velho (este)

Soure / Condeixa - (N342-1 / N347)

N 111
  6 25 Arazede N 335
  7 35 Ançã N 234-1
  8 39 Lisboa
Porto
 A 1 
  Praça de Portagem de Coimbra-Norte
  9 40 Figueira da Foz
Adémia
N 111
    direção
Coimbra
Viseu
 IP 3 

Coimbra – ViseuEditar

Número da Saída km Nome da Saída Estrada que liga
    Lisboa / Condeixa
Porto / Mealhada
(  A 14  ) Figueira da Foz / Cantanhede
 A 1 
 A 14 
  9 40 Figueira da Foz
Adémia
N 111
  8 43 Coimbra / Lisboa
Águeda / Porto
 IC 2 
  9 47 Souselas
Botão
R 336
  9A 53 Figueira de Lorvão
Lorvão
M 535
  10 56 Penacova (norte)
Luso
Serra do Buçaco
Espinheira
Sazes do Lorvão
M 235
  11 60 Penacova
Vila Nova de Poiares
M 235
  Ponte da Livraria do Mondego
  12 64 Penacova (sul)
Vila Nova de Poiares
Miro
Friúmes
Livraria do Mondego
R 2
  ? 67 Porto da Raiva
Coiço
Alto das Lamas
M 2
  13 67 Covilhã
Oliveira do Hospital
Arganil
Piódão
 IC 6 
Entroncamento   69 Oliveira do Mondego
Ponte do Cunhedo
Entroncamento 69 Cunhedo
Ponte sobre a Ribeira de Mortágua
    71 Acesso local
  15 71 Almaça
  16 73 Mortágua
Hotel  
Barragem da Aguieira
Travanca do Mondego
N 228
  ?   75 Restaurante  
Hotel  
Tráfego Local
Ponte da Foz do Dão
    75 Acesso local
  ? 78 Chamadouro
Oveiro
  ? 79 Rojão Grande
Lameiras
Senhora da Ribeira
  ? 82 Tábua
Nelas
Guarda
Mangualde
Carregal do Sal
São João de Areias
Serra da Estrela
 IC 12 
  ?   84 Vimieiro
Pinheiro de Ázere
  Ponte de Santa Comba Dão
  20   85 Santa Comba Dão
Granjal
M 2
  21 89 Vila Pouca
Treixedo
M 2
  22 97 Tondela (sul)
Carregal do Sal
R 230
  23 100 Tondela (norte)
Molelos
Campo de Besteiros
R 230
  24 103 Nandufe
Canas de Santa Maria
M 2
  25 110 S. Miguel do Outeiro
Parada de Gonta
M 2
  26 115 Viseu (sul)
Fail
Vila Chã de Sá
M 2
  118 direção
Vila Real
(  A 25  ) Guarda
 A 24 

Viseu – Vila Verde da RaiaEditar

Número da Saída km Nome da Saída Estrada que liga
   IP 3 
  1 162 Aveiro / Porto
Viseu / Guarda
 A 25 
  2 156 Viseu (oeste)
Vil de Souto
antigo  IP 5 
(N 337)
  3 152 Viseu (norte)
S Pedro do Sul
N 16
    145,3 Pórtico de Portagem 1,75 €
  4 138 Arcas
Pindelo dos Milagres
N 2
  5 132 Carvalhal

Alva

N 2
    131,9 Pórtico de Portagem 0,85 €
  6 128 Castro Daire
São Pedro do Sul
Vila Nova de Paiva
N 225
  7 123 Castro Daire (norte)
Cinfães
N 2
    117,5 Pórtico de Portagem 1,15 €
  8 115 Reconcos
Bigorne / Resende
N 2
    111,5 Pórtico de Portagem 1,15 €
  9 102 Lamego
Tarouca
N 226
  10 95 Valdigem
Armamar
R 313
    91,1 Pórtico de Portagem 0,95 €
  11 91 Peso da Régua
Santa Marta de Penaguião
Mesão Frio
N 2
N 108
    81,3 Pórtico de Portagem 1,35 €
  12 78 Nogueira
Portela
  13 76 Vila Real (sul)
Constantim
Sabrosa
R 313
    69,2 Pórtico de Portagem 0,65 €
  14 69 Porto / Vila Real
Bragança
 IP 4 
  15 65 Vilarinho de Samardã
Fortunho
N 2
    53,9 Pórtico de Portagem 2,00 €
  16 47 Vila Pouca de Aguiar N 206
  17 45 Porto
Guimarães
Ribeira de Pena
 A 7 
    35,1 Pórtico de Portagem 1,10 €
  18 34 Bragado
Pedras Salgadas
    28,3 Pórtico de Portagem 0,85 €
  19 25,1 Vidago N 2
    18,3 Pórtico de Portagem 0,70 €
  20 17 Redondelo
Boticas
N 103
    12,1 Pórtico de Portagem 0,70 €
  21 9 Chaves
Bustelo
R 507
    8,4 Pórtico de Portagem 0,80 €
  21A 5 parque industrial R 506
  22 1 Vila Verde da Raia N 103-5
  Fronteira  
  Espanha  A-75 

Ver tambémEditar

Referências

  1. PORTUGAL Decreto-Lei n.º 380/85, de 26 de setembro Diário da República – I Série, n.º 222, p. 3209, 26 de setembro de 1985. Acesso em: 8 de fevereiro de 2014.
  2. a b «Ponte internacional com Espanha inaugurada sábado». Diário de Notícias. 18 de junho de 2010. Consultado em 13 de setembro de 2015 [ligação inativa]
  3. Albuquerque, Maria (5 de maio de 2005). Futura auto-estrada entre Viseu e Coimbra passa ao lado do IP3. Público. Consultado em 13 de setembro de 2015 
  4. Auto-estradas: Primeiro-ministro lança hoje, em Mortágua, concessão da ligação Viseu/Coimbra. Jornal de Notícias. 29 de março de 2008. Consultado em 13 de setembro de 2015 
  5. IP3 vai ser substituído por auto-estrada. Jornal de Notícias. 20 de maio de 2008. Consultado em 13 de setembro de 2015 
  6. Auto-estrada Coimbra-Viseu faz parte das prioridades do Governo. Centro TV. 28 de janeiro de 2014. Consultado em 13 de setembro de 2015. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  7. a b Silva, Nuno Miguel (7 de agosto de 2015). Auto-estrada entre Coimbra e Viseu vai entrar em fase de discussão pública. Diário Económico. Consultado em 22 de agosto de 2015 
  8. Silva, Nuno Miguel (11 de agosto de 2015). Novo IP3 entre Coimbra e Viseu vai ter portagens durante 30 anos. Diário Económico. Consultado em 22 de agosto de 2015 
  9. Ligação Viseu/Coimbra: Governo escolhe requalificação integral do IP3. Jornal do Centro. 21 de abril de 2018. Consultado em 28 de abril de 2018 
  10. Lusa, Agência. «Primeiro concurso de requalificação do IP3 deve avançar este ano». Observador. Consultado em 18 de agosto de 2018 
  11. «Requalificação do IP3 com investimento de 134 milhões de euros». ionline 
  12. Carlos Leitão; Isabel da Silva Botelho (Julho de 2014). Relatório de Monitorização da Rede Rodoviária Nacional 2012-2013 (PDF) (Relatório). Instituto da Mobilidade e dos Transportes. pp. 8, 14. Consultado em 12 de abril de 2018 
  13. Inauguração de novo troço de autoestrada. RTP. 16 de março de 2001. Consultado em 7 de maio de 2018 
  14. Barbosa Ribeiro, Graça (31 de julho de 2002). Auto-estrada Figueira da Foz-Coimbra abre hoje sem festa. Público. Consultado em 12 de abril de 2018 
  15. a b c d e f «IP3 será uma 'autoestrada inteligente' com Wi-Fi e 5G / 0 aos 100 / Notícias em alta rotação». 0aos100.pt. Consultado em 18 de agosto de 2018 
  16. a b Abílio Matos; et al. (Dezembro de 2003). Relatório de Auditoria n.º 49/03-2ª Secção (PDF) (Relatório). Tribunal de Contas. p. 11. Consultado em 12 de abril de 2018 
  17. Estrada Viseu-Tondela abriu hoje ao trânsito. Diário de Lisboa (23213). 14 páginas. Abril de 1990. Consultado em 27 de setembro de 2014. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  18. Auto-estrada entre IP3 e IP5 inaugurada. Diário Digital. Maio de 2001. Consultado em 27 de setembro de 2014 
  19. Gomes, Adelino (13 de outubro de 2006). Viseu: sublanço da A24 entre Fail e Moselos inaugurado hoje. Público. Consultado em 12 de abril de 2018 
  20. Lusa (29 de junho de 2005). Ligação da A24 a Viseu inaugurada hoje. Público. Consultado em 12 de abril de 2018 
  21. Albuquerque, Maria (30 de junho de 2005). Inauguração do último lanço da A24 marcada por protestos. Público. Consultado em 12 de abril de 2018 
  22. Albuquerque, Maria (31 de agosto de 2002). Variante de Castro Daire abre hoje ao trânsito. Público. Consultado em 12 de abril de 2018 
  23. Novais, Paulo (31 de agosto de 2002). «Portugal - Inauguracao Troco Do Ip3 Em Castro Dair». Consultado em 12 de abril de 2018. Os ministros Velente de Oliveira e Jose Luis Arnaut durante a visita de autocarro para inaugurar o troco de variante a Castro Daire do IP3. 
  24. Neves, Francisco (31 de outubro de 1998). «Portugal: P.m. Antonio Guterres». Consultado em 12 de abril de 2018. O Primeiro Ministro, Antonio Guterres e o Ministro do Equip. P. Ad. do Territorio, Joao Cravinho durante o descerramento da placa da Ponte Miguel Torga, na Regua, que foi hoje inaugurada. 
  25. Costa, Pedro (28 de novembro de 2004). «Portugal - Santana Lopes». Consultado em 12 de abril de 2018. O Primeiro-ministro, Pedro Santana Lopes, inaugurou esta tarde, o novo lanco do IP3 entre Vila Real e Peso da Regua (A24), onde se confrontou com os protestos de associacoes de utentes conta a colocacao de portagens nas SCUT's. 
  26. Agência Lusa (2 de junho de 2006). Troço da A24 entre o nó do IP4 em Vila Real e Fortunho abriu ao tráfego. RTP. Consultado em 12 de abril de 2018 
  27. Agência Lusa (24 de junho de 2007). Sócrates inaugura hoje último troço da A24 que liga Viseu a Chaves. Público. Consultado em 12 de abril de 2018 
  28. Troço da A24 entre Vila Pouca de Aguiar e Pedras Salgadas abre hoje ao trânsito. Público. 30 de novembro de 2006. Consultado em 12 de abril de 2018