Cascavel (Paraná)

município brasileiro do estado do Paraná, este é o quinto mais populoso do estado

Cascavel é um município brasileiro localizado na região Oeste do estado do Paraná, do qual é o quinto mais populoso, com 348 051 habitantes, conforme o censo de 2022.[4][7] A distância rodoviária até Curitiba, capital administrativa estadual, é de 491 quilômetros, e de Brasília, capital federal, de 1 457 quilômetros.[8][9][10]

Cascavel
  Município do Brasil  
Vista da cidade (2018)
Vista da cidade (2018)
Vista da cidade (2018)
Símbolos
Bandeira de Cascavel
Bandeira
Brasão de armas de Cascavel
Brasão de armas
Hino
Gentílico cascavelense
Localização
Localização de Cascavel no Paraná
Localização de Cascavel no Paraná
Localização de Cascavel no Paraná
Cascavel está localizado em: Brasil
Cascavel
Localização de Cascavel no Brasil
Mapa
Mapa de Cascavel
Coordenadas 24° 57' 21" S 53° 27' 18" O
País Brasil
Unidade federativa Paraná
Região metropolitana Cascavel
Municípios limítrofes Santa Tereza do Oeste, Tupãssi, Toledo, Cafelândia, Corbélia, Ibema, Braganey, Campo Bonito, Catanduvas, Três Barras do Paraná, Boa Vista da Aparecida e Lindoeste
Distância até a capital estadual: 491 km
federal: 1 457 km
História
Fundação 14 de novembro de 1951 (72 anos)
Administração
Prefeito(a) Leonaldo Paranhos da Silva[1] (PSC, 2021 – 2024)
Vereadores 21
Características geográficas
Área total IBGE/2019[3] 2 101,074 km²
População total (Censo 2022 IBGE[4]) 348 051 hab.
 • Posição PR: 5º
Densidade 165,7 hab./km²
Clima subtropical (Cfa)
Altitude 781 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 85800-001 a 85824-999[2]
Indicadores
IDH (PNUD/2010[5]) 0,782 alto
 • Posição PR: 4º
PIB (IBGE/2020[6]) R$ 14 155 106,00 mil
 • Posição BR:80º
PIB per capita (IBGE/2020[6]) R$ 42 593,14
Sítio cascavel.atende.net (Prefeitura)
www.camaracascavel.pr.gov.br (Câmara)

Consideravelmente novo e com topografia privilegiada, teve seu desenvolvimento planejado, o que lhe deu ruas largas e bairros bem distribuídos, com o quarto melhor planejamento e urbanismo do país, de acordo com o Ranking Connected Smart Cities 2020.[11]

Com área de 2.101,074 km², é o sexto município em extensão no estado, conta com a décima segunda maior população da Região Sul, é sede da Região Metropolitana de Cascavel, capital regional do Oeste do Paraná e polo estratégico do Mercosul.[3]

História

editar

Ciclo da erva-mate

editar

Os índios caingangues povoavam a região Oeste do Paraná, que teve a ocupação iniciada pelos espanhóis em 1557, quando fundaram a Ciudad Real del Guahyrá, cujo sítio arqueológico encontra-se no município de Terra Roxa.

Uma nova ocupação se deu a partir de 1730, com o tropeirismo, mas a chegada de habitantes para a área atual do município iniciou-se no final da década de 1910, por colonos caboclos e descendentes de imigrantes eslavos, no auge do ciclo da erva-mate.

 
Erva-mate, nativa da região

A vila começou a se formar em 28 de março de 1928, quando José Silvério de Oliveira, o "Nhô Jeca", arrendou parte das terras de Antônio José Elias, nas quais se encontrava a "Encruzilhada dos Gomes", um entroncamento de várias trilhas abertas por ervateiros, tropeiros e militares, onde montou um armazém. No local hoje encontra-se a Praça Getúlio Vargas, com o obelisco representativo do "marco zero" da cidade. Seu espírito empreendedor foi fundamental para a chegada de novas pessoas, que traziam ideias e investimentos.

Nos anos seguintes, centenas de migrantes sulistas, a maioria de origem polonesa, alemã, italiana, ucraniana e cabocla, vindos de regiões cafeeiras, deram início às atividades econômicas, como a exploração da madeira, agricultura e criação de suínos. O povoado tornou-se distrito em 1938.

Deve-se levar em conta que a localidade já constava nos mapas militares desde 1924, e que a vila foi oficializada pela prefeitura de Foz do Iguaçu em 1936, com a denominação de Cascavel, mas o prelado daquele município, monsenhor Guilherme Maria Thiletzek, rebatizou-a como "Aparecida dos Portos", nome que não vingou entre a população.[12]

Ciclo da madeira

editar
 
Floresta de Araucárias, típica da região

Ainda na década de 1930, com o ciclo da erva-mate extinto, uma ocupação maior da área deu início ao chamado "ciclo da madeira", o que atraiu grande número de famílias de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, em especial descendentes de imigrantes europeus, que chegaram para explorar a floresta, que tinha a preponderância da Araucária. Estes migrantes formaram a base populacional do município.

Na medida em que as matas nativas eram esgotadas, o extrativismo cedia lugar ao setor agropecuário, que embasa a economia da região até os dias atuais.

Em 1938, já com a denominação definitiva de Cascavel, tornou-se distrito administrativo.

Emancipação

editar

O município de Cascavel foi emancipado no dia 14 de novembro de 1951, por meio da Lei Estadual n° 790, desmembrando-se de Foz do Iguaçu, tendo como primeiro prefeito José Neves Formighieri. O censo do ano anterior contou uma população de 404 habitantes.[13]

Por décadas houve uma discussão se esta seria a data correta, pois a instalação do primeiro governo municipal ocorreu apenas no dia 14 de dezembro de 1952, mas em 2010, a Lei 5.689 pôs fim ao assunto.

Desenvolvimento

editar

Encerrado o ciclo da madeira, no final da década de 1970, a industrialização teve um impulso, concomitantemente com o aumento da atividade agropecuária, do comércio e da prestação de serviços.

Em poucas décadas, Cascavel passou de um ponto de parada e descanso de viajantes e tropeiros para o maior município do Oeste do Paraná e um dos maiores polos econômicos da região Sul do Brasil.

Toponímia

editar

O termo originou-se do Provençal cascavel, do latim clássico cascabus, variante popular de caccabus, que designava o envoltório de certas sementes, que ainda hoje é utilizado no idioma pátrio sob a forma cascabulho, relacionado à casca. Seu significado inicial é o de guizo, chocalho, e se aplicou ao ofídio cascavel devido às excrescências ósseas da extremidade da cauda, que fazem um ruído para avisar e afugentar os inimigos. Em inglês ela é chamada de rattlesnake, "cobra de chocalho" em tradução literal.

Segundo a lenda, o nome do município surgiu quando tropeiros pernoitavam nos arredores de um rio e ouviram o forte som de uma cobra cascavel. Após buscas, encontraram e mataram o animal. Tal fato fez com que o local ficasse conhecido como "Pouso da Cascavel".[14]

Administração

editar

Legislativo

editar

O Poder Legislativo de Cascavel é representado pela Câmara Municipal, que conta com vinte e um vereadores.[15]

Executivo

editar
 Ver artigo principal: Lista de prefeitos de Cascavel

Geografia

editar

Geografia física

editar

Situa-se no Terceiro Planalto do estado, na região Oeste Paranaense, com uma altitude variando em torno dos 781 metros e uma área de 2.101,074 km²[3].

Localiza-se a uma latitude 24º57'21" Sul e a uma longitude 53º27'19" Oeste, possuindo solo avermelhado.

Dados climáticos

editar

O clima é subtropical úmido, com temperatura média anual em torno de 19 °C. A temperatura máxima média em janeiro é de 28,6 °C, e em julho a mínima média é de 11,2 °C, com ocorrência de geadas. Há registros de neve em 1975, 1979, 1982, 2000 e 2013.[16][17]

Chuva congelada também é uma das precipitações de inverno de registro eventual, com a ocorrência mais recente na tarde de 28 de junho de 2021.[18]

De acordo com a classificação climática de Köppen-Geiger, Cascavel situa-se na região climática Cfa, com verão quente e temperaturas superiores a 22 °C nesta estação, com mais de 30 mm de chuva no mês mais seco.[19]

As temperaturas extremas foram registradas em 17 de julho de 1975 (máxima de 3,4 °C e mínima de -4,2 °C) e 15 de outubro de 2014 (39,2 °C).


Dados climatológicos para Cascavel
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 34,4 34,1 37,6 32,2 31,0 28,0 28,9 33,2 35,4 39,2 36,6 36,4 39,2
Temperatura máxima média (°C) 28,6 28,3 28,2 25,8 22,4 20,4 20,9 22,7 24,0 26,3 27,8 28,3 25,3
Temperatura mínima média (°C) 19,1 18,9 18,2 15,9 13,3 11,5 11,2 12,5 13,5 15,8 17,1 18,6 15,5
Temperatura mínima recorde (°C) 9,8 9,2 6,7 3,6 −0,4 −1,0 −4,2 −1,9 0,2 4,0 7,2 10,8 −4,2
Precipitação (mm) 188 178 142 167 190 131 109 110 158 227 182 188 1 971
Fonte: IAPAR

Hidrografia

editar

Os cursos d'água que banham o município de Cascavel pertencem a três bacias: Bacia do Rio Piquiri, Bacia do Rio Paraná e Bacia do Rio Iguaçu. O principal deles é o Rio Cascavel, mas outros que também abastecem a cidade são o Rio Saltinho, Rio Peroba e Rio Quati.[20][21]

Demografia

editar

De acordo com o IBGE, a base populacional de Cascavel é formada pelas seguintes etnias:[22]

Etnia Percentual
Branca 70,15%
Negra 2,59%
Parda 26,25%
Amarela 0,88%
Indígena 0,27%

Evolução da população

editar
Crescimento populacional
Censo Pop.
1950404
196039 9589 790,6%
197089 921125,0%
1980163 45981,8%
1991192 99018,1%
2000245 36927,1%
2010286 17216,6%
2022348 05121,6%
Fonte: IBGE[23]

Cascavel experimentou um crescimento populacional significativo desde a sua fundação, principalmente nas primeiras décadas, fomentado pela migração em massa, especialmente de pessoas vindas dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Por outro lado, vários municípios foram desmembrados a partir de seu território original, o que desacelerou sua expansão demográfica.

Em 2023, o Censo oficial do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística apontou uma população de 348 051 habitantes.

A densidade demográfica é de 165,7 habitantes por quilômetro quadrado e o Índice de Desenvolvimento Humano - IDH, é de 0,782, o quarto do Paraná.

Região Metropolitana de Cascavel

editar

Ver artigo principal: Região Metropolitana de Cascavel

Cascavel é sede da Região Metropolitana de Cascavel, área em processo de conurbação que compreende 23 municípios da Mesorregião Oeste e somam 552 097 habitantes. Foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Paraná em 16 de dezembro de 2014, pelo projeto de lei 402/2012 e sancionada pelo governador Beto Richa em 14 de janeiro de 2015, atendendo assim uma antiga reivindicação local.[24]

Divisão territorial

editar
 
Divisão administrativa.

De acordo com a Lei Municipal nº 3.765 de 09.12.2003, o município de Cascavel está dividido em oito distritos administrativos:[25]

Distritos administrativos

editar

O município de Cascavel está dividido em oito distritos administrativos: Distrito sede, com 142,09 km²; Sede Alvorada, com 193,03 km²; Juvinópolis, com 275,28 km²; Rio do Salto, com 265,05 km²; São João do Oeste, com 477,10 km²; Espigão Azul, com 282,64 km²; Distrito Sete, com 246,53 km²; São Salvador, com 231,01 km².

Bairros

editar
Cidades-irmãs
editar

Transporte

editar

Conhecida em seus primórdios como "Encruzilhada", Cascavel garantiu o seu desenvolvimento pela estratégica posição geográfica e por ser um grande entroncamento rodoviário que o faz passagem obrigatória para vários destinos, como a capital Curitiba, a região Norte do Paraná, os estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, portos do litoral e os países vizinhos Paraguai e Argentina.

 
BR 277, próximo ao perímetro urbano da cidade

Rodoviário

editar

O município é servido por seis rodovias, sendo quatro federais e duas estaduais.

Rodovia Tipo Início Término
BR 277 Federal   Paranaguá   Foz do Iguaçu
BR 467   Marechal Cândido Rondon   Cascavel
BR 369   Oliveira   Cascavel
BR 163   Santarém   Tenente Portela
PR 180 Estadual   Euclides da Cunha Paulista   Campo Erê
PR 182   Rosana   Palma Sola
PR-486   Perobal   Cascavel

Ferroviário

editar

O transporte ferroviário de Cascavel teve início na década de 1980, com a construção da Ferrovia Paraná Oeste. Como estrutura de apoio, foi instalado às margens dos trilhos o Porto Seco de Cascavel.[28]

A Ferrovia encontra-se em processo de reestruturação, com projetos de privatização para sua expansão.

  • Ferroeste: Ferrovia Paraná Oeste, construída na década de 1980, liga o município até Guarapuava, onde se integra à malha ferroviária brasileira. É o principal modal de escoamento da produção agropecuária da região ao Porto de Paranaguá. Em novembro de 2015, dobrou a capacidade de transporte com a aquisição de novos equipamentos, entre locomotivas e vagões, fechando o ano com uma acréscimo de 143% no volume transportado.[29][30] Em 2022 foi aprovado o projeto de expansão da ferrovia, de Maracaju, no Mato Grosso do Sul, a Paranaguá, com dois ramais ligando Foz do Iguaçu, no Paraná, e Chapecó, em Santa Catarina, a Cascavel, com o objetivo de conceder todo o trecho à iniciativa privada.[31]

Aéreo

editar
 
Aeroporto Regional

O município conta com três estruturas de transporte aéreo:

Urbano

editar
 
Terminal rodoviário

O transporte coletivo urbano de Cascavel é gerenciado e fiscalizado pela Transitar, autarquia municipal. Sua estrutura compreende duas empresas, cinquenta e quatro linhas, frota de mais de cento e cinquenta ônibus, cinco terminais de transbordo e mais de mil pontos. Todos os veículos são adaptados com elevador para cadeira de rodas.[33]

Os cinco terminais (Terminal Oeste, Leste, Nordeste, Sudoeste e Terminal Sul) fazem a integração entre as linhas pagando-se uma passagem. O Terminal Leste tem 2.006,84 m², além da área de estacionamento, já o Terminal Nordeste possui uma área de 1.955,00 m², mais anexos, como quadra de futebol, academia ao ar livre, estacionamento e bicicletários. Ambos os terminais fazem parte do PDI - Programa de Desenvolvimento Integrado[34] e entraram em operação no dia 1 de setembro de 2018.[35]

Os terminais Oeste e Sudoeste entraram em funcionamento no dia 16 de fevereiro de 2019, junto com o novo modal de transporte, com o uso das canaletas exclusivas para os ônibus nas Avenidas Brasil, Tancredo Neves e Barão do Rio Branco.[36]

O Terminal Sul, inaugurado em 14 de dezembro de 2000, possui área de 3.270 m² e seu funcionamento se dá com o sistema de integração temporal, na estação central da cidade.[37]

Terminal Rodoviário

O Terminal Rodoviário de Cascavel é uma estação de embarque que foi inaugurada em 4 de julho de 1987 e está localizado na Avenida Assunção, bairro Alto Alegre.

Com uma área de 10.860 m² e trinta e duas plataformas de embarque, tem movimento mensal superior a onze mil ônibus, ultrapassando os duzentos mil passageiros a cada mês.[38]

Porto Seco

editar

A Estação Aduaneira do Interior - EADI, conhecida como "Porto Seco de Cascavel, é um terminal intermodal alfandegado de uso público, sendo um importante instrumento de desembaraço aduaneiro de produtos importados e exportados do Brasil, Argentina, Paraguai e Chile, além de um facilitador do comércio exterior das indústrias e agroindústrias da região, via Porto de Paranaguá e Aeroporto Afonso Pena.[39]

Inaugurado em 2002, é administrado pela CODAPAR.[40]

Economia

editar

Com sua economia alicerçada no agronegócio, Cascavel é também um grande centro comercial e de prestação de serviços, em processo constante de industrialização. Tem como destaque os setores atacadista, de saúde, ensino superior, indústria metalúrgica, de confecção e de alimentos.

Em 2018, o número de empresas e prestadores de serviços atuantes era de 16 202, segundo dados do IBGE, que colocam o município em quarto lugar no ranking estadual.[41]

Foi também em 2018 que a consultoria Urban Systems, especializada em pesquisas sobre o desenvolvimento, indicou Cascavel como a terceira melhor cidade do Paraná e a vigésima terceira do Brasil para se fazer negócios, conforme matéria da Revista Exame.[42]

Em 2014, ficou em 68° lugar entre os municípios brasileiros (6° do Paraná) no IFDM - Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal estudo do Sistema FIRJAN que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de cinco mil municípios brasileiros em três áreas de atuação: Emprego e renda, Educação e Saúde. O indice foi criado em 2008, tendo como base estatísticas públicas oficiais dos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.

Neste mesmo ano, o município ficou na 12ª colocação no ranking nacional do Índice dos Desafios da Gestão Municipal, que apresenta uma análise da evolução recente das 100 maiores cidades brasileiras com mais de 273.000 habitantes, e que respondem por mais da metade de tudo que é produzido no Brasil. O índice reúne 15 indicadores em quatro áreas críticas para a gestão pública: (1) Educação, (2) Saúde, (3) Segurança e (4) Saneamento e Sustentabilidade.[43] A pesquisa que é feita pela empresa de consultoria Marcoplan, que analisa os principais desafios das cidades brasileiras avaliando suas receitas e despesas.[44]

O município tem o 6° maior PIB do Paraná e o 80° do Brasil, responsável por 64% do PIB da Região Oeste.[45]

Setor primário

editar
 
Agricultura em Cascavel

O setor primário da economia cascavelense é baseado na agropecuária, notadamente as culturas de soja, milho e trigo, na criação de aves, suínos e bovinos leiteiros e de corte.

A aquacultura é incrementada com o apoio de cooperativas, que têm instalado na região frigoríficos especializados em peixes, especialmente a tilápia.

Outro ramo econômico que já embasou a economia é o madeireiro, hoje em número menor e que substituiu a extração de mata nativa pelo reflorestamento.

O município conta com mais de quatro mil estabelecimentos agropecuários.

Setor secundário

editar

Segundo o IPardes, em 2020 o município contava com 3 128 estabelecimentos industriais, de pequeno, médio e grande porte. Os ramos da indústria que mais empregam são a da transformação, Construção civil, alimentação, metalúrgica e de confecção. A maior parte delas, cerca de 88%, é classificada como microempresa.[46]

Os principais produtos de exportação são carnes (67,5%), adubos (8,5%), materiais para veículos de transporte (5,4%) e soja (4,9%), sendo uma característica do município a industrialização ligada à produção agrícola, já que a região é uma das maiores exportadoras ligadas ao agronegócio, tendo como principais destinos a China, Arábia Saudita, Paraguai e Uruguai.[47]

Setor terciário

editar

Pela se localizar numa região considerada estratégica com um grande entroncamento rodoviário, o município prosperou no comércio e na prestação de serviços, com destaque para os setores atacadista, de saúde e de ensino superior.

Cascavel é sede de grandes grupos atacadistas, supermercadistas, transporte rodoviário de passageiros e cargas. Conta com doze instituições de ensino superior, que faz a população universitária ser estimada em vinte e um mil estudantes.

No setor de saúde, há cerca de 719 estabelecimentos, sendo nove hospitais, dois públicos, um do terceiro setor e seis privados. Grandes investimentos tem sido realizado em conjunto com o ensino da área de saúde, fazendo de Cascavel referência na medicina nacional.[48]

Em paralelo, milhares de profissionais liberais e pequenos empresários prestam serviços de apoio às grandes empresas e instituições do setor terciário.

Saúde e saneamento

editar

Saneamento básico

editar

Cascavel encontra-se em primeiro lugar entre os municípios brasileiros no desenvolvimento dos serviços de água e esgoto. O estudo considera os principais indicadores de saneamento básico (abastecimento de água; coleta e tratamento de esgotos; perdas; investimentos/arrecadação), de acordo com o levantamento do Instituto Trata Brasil.[49]

Os serviços são prestados integralmente pela Sanepar, estatal pertencente ao governo do estado do Paraná.[50]

Todos os domicílios contam com serviço de água e coleta de esgoto, que é 100% tratado.[51]

Estabelecimentos de saúde

editar

Em 2019, Cascavel contava com 719 estabelecimentos de saúde, entre os quais nove hospitais gerais de grande porte, sendo o Hospital Universitário e o Hospital de Retaguarda públicos, o UOPECCAN do terceiro setor, os hospitais São Lucas, Policlínica, Dr. Lima, CEONC e Gênesis, privados.[52]

Turismo

editar

Desde os primórdios, a preocupação da municipalidade foi reservar espaços para a socialização e a preservação ambiental, razão pela qual Cascavel conta com significativo número de praças e parques públicos.[53]

Praças

editar
 
Praça do Migrante

A cidade de Cascavel foi planejada para ter grandes espaços públicos. Entre eles encontramos a Praça da Bíblia, construída em 2007; a Praça do Expedicionário, em honra aos veteranos da Segunda Guerra Mundial; a Praça do Migrante, que homenageia os pioneiros que ajudaram na construção de Cascavel; a Praça Getúlio Vargas, construída no marco zero da cidade; a Praça Itália e a Praça Japão, em homenagem aos imigrantes italianos e japoneses; a Praça Parigot de Souza, no bairro Country, que conta com uma concha acústica e espaços para apresentações culturais; Praça Rui Barbosa, no bairro Claudete; Praça Casemiro Cichon, no bairro Maria Luiza, e a Praça Wilson Joffre, segunda mais antiga, na área central.[54]

Parques

editar
 
Parque Tarquinio Santos

A preocupação com a preservação ambiental sempre esteve presente no planejamento de Cascavel, que dedicou vários espaços abertos ao público.

O municípiol conta vários parques públicos, como o Bosque Municipal Elias Lopuch, no bairro Parque Verde; o Centro de Educação Ambiental Suely Festugatto, conhecido como "Parque Ambiental", localizado às margens da rodovia BR 277; o Ecopark Oeste, no bairro Santa Cruz; o Ecopark Morumbi, com 91 mil metros quadrados e que serve a região de influência do bairro Morumbi; a Fonte dos Mosaicos, no bairro Cancelli, que conta com trilhas para caminhadas e várias fontes de água potável, oriundas de nascentes do Rio Cascavel; o Lago Municipal, com cerca de 1,2 milhões de metros quadrados, entre lâmina d'água e mata nativa; o Parque Ambiental Hilário Zardo, conhecido como "Parque Vitória", localizado entre os bairros Country e Cancelli; o Parque Salto Portão, conhecido como "Ponte Molhada", no bairro Morumbi; o Parque Tarqüínio Santos, no Parque São Paulo; o Zoológico Municipal, que tem mata nativa, animais da fauna brasileira e estrangeira, pistas para caminhadas, museu ambiental, serpentário e várias nascentes.[55]

Cultura

editar

Entre os espaços culturais de Cascavel, destaca-se a Biblioteca Pública, o Centro Cultural Gilberto Mayer, complexo multiuso; o Museu da Imagem e do Som - MIS; o Museu Histórico Celso Sperança; a Igreja do Lago, primeiro templo de Cascavel, construído em madeira e preservado para fins culturais; o Teatro Emir Sfair e o Teatro Municipal de Cascavel, maior do interior do Paraná.[56]

Eventos

editar
 
Autódromo de Cascavel

Em Cascavel há eventos que se tornaram tradicionais, como a prova automobilística Cascavel de Ouro, disputada desde 1967, é a principal prova na categoria Turismo do Brasil; a Expovel, feira agropecuária realizada desde a década de 1970; Festa da Padroeira, organizada pela Arquidiocese e realizada defronte à Catedral Metropolitana, conta com pratos típicos da região; a Festa do Trabalhador, do Seminário São José, ocorre desde os anos 1960 e é conhecido por realizar o maior churrasco do mundo, cuja atração principal é a "Costela Fogo de Chão", prato típico do município; o Show Pecuário e o Show Rural Coopavel, eventos realizados pela Cooperativa Agroindustrial de Cascavel, conhecidos internacionalmente e que atraem centenas de milhares de visitantes a cada edição.[57]

Entre as principais estruturas para evento estão o Centro de Convenções e Eventos de Cascavel, o Parque Celso Garcia Cid e o Parque da Coopavel.

Prato típico

editar

Escolhido em concurso, o prato típico de Cascavel é a "Costela Fogo de Chão", conhecido também como "costelão", que consiste em churrasco preparado com uma grande peça de costela bovina, que é presa em um espeto de madeira ou de metal, assada na posição vertical por um período aproximado de doze horas, com fogo por todos os lados, feito diretamente no solo, sem o uso de churrasqueira.

O costume de preparar o "costelão" veio com os colonizadores originários de regiões produtoras de gado do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, muito comum em confraternizações particulares e eventos públicos, dada a facilidade para se encontrar os principais ingredientes: lenha e carne.[58]

O prato é servido em eventos públicos e particulares, como a Festa da Padroeira e a Festa do Trabalhador.

Ensino superior

editar

O município é o polo universitário do oeste em face do número de instituições de ensino superior e de alunos.

 
Universidade em Cascavel

Estima-se uma população de aproximadamente 21 mil estudantes universitários, dos quais uma parcela significativa vinda de outras regiões e estados.[59]

Entre os centros de ensino superior estão o Centro Universitário de Cascavel, o Centro Universitário Fundação Assis Gurgacz, Faculdade Alfa Brasi, a Faculdade de Tecnologia SENAI, Faculdade Missioneira do Paraná, o Instituto Federal do Paraná, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Universidade Norte do Paraná eUniversidade Paranaense.

Esportes

editar

Pioneiro do automobilismo no interior do Brasil, Cascavel conta com diversas estruturas, como autódromo, kartódromo, estádios e centros esportivos.

Sedia eventos consagrados, como a Copa Truck, Stock Car Brasil, Moto 1000 GP, Campeonato Brasileiro de Turismo, Mercedes-Benz Challenge, Cascavel de Ouro e Campeonato Brasileiro de Kart.[60][61]

Em 2020 foi instalada a base permanente da Seleção Brasileira de Canoagem, que utilizará as estruturas da cidade para treinamento.[62]

Em fevereiro de 2021 foi inaugurado o Centro Nacional de Treinamento em Atletismo, um dos cinco existentes e o mais moderno do Brasil.[63][64]

 
Partida do Futebol Clube Cascavel

Equipes esportivas

editar

As principais equipes desportivas de Cascavel são a Associação Cascavelense de Futsal, o Cascavel Futsal Clube, bicampeão consecutivo da Libertadores da América em 2022 e 2023, o Clube de Regatas de Cascavel, o Futebol Clube Cascavel e o clube feminino Stein Cascavel, que em 2023 conquistou a Libertadores Feminina de Futsal.[65]

Principais estruturas

editar

Cascavel conta com estruturas para a prática de esportes, como o Autódromo Internacional de Cascavel, primeiro do interior do Brasil com pista de asfalto; o Centro Esportivo Ciro Nardi, espaço multiuso criado no espaço do antigo estádio municipal; o Centro Nacional de Treinamento em Atletismo, único centro de excelência do Sul do Brasil; o Estádio Olímpico Regional, com capacidade para 25 mil pessoas; o Kartódromo; o Ginásio Sérgio Mauro Festugato; a Base de Canoagem, além de dezenas de ginásios esportivos e quadras localizadas nos bairros da cidade.[66]

Referências

  1. Leonaldo Paranhos, do PSC, prefeito reeleito de Cascavel toma posse nesta sexta-feira Portal G1 - acessado em 2 de janeiro de 2021
  2. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de julho de 2019 
  3. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019). «Área da unidade territorial - 2019». Consultado em 12 de fevereiro de 2021 
  4. a b «Censo 2022 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 26 de junho de 2023. Consultado em 26 de junho de 2023 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 12 de agosto de 2010 
  6. a b «Estatísticas Econômicas - Contas Nacionais». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 19 de dezembro de 2022 
  7. «População em Cascavel (PR) é de 348.051 pessoas, aponta o Censo do IBGE». G1. 28 de junho de 2023. Consultado em 28 de junho de 2023 
  8. «Cidades IBGE - Cascavel (PR)». IBGE. 27 de agosto de 2021. Consultado em 27 de agosto de 2021 
  9. Prefeitura de Cascavel - Indicadores
  10. «Distância e Mapa entre Cascavel e Brasília Distância entre cidades». www.entrecidadesdistancia.com.br. Consultado em 14 de setembro de 2018 
  11. «Mais de 400 obras transformaram Cascavel na 4ª melhor cidade do Brasil em planejamento e urbanismo». Jornal O Paraná. 3 de julho de 2021. Consultado em 12 de julho de 2021 
  12. A História da Igreja do Lago Portal Scribd - 12 de fevereiro de 2021
  13. Publicado no Diário Oficial no. 208 de 16 de Novembro de 1951 Casa Civil do Governo do Paraná - 12 de fevereiro de 2021
  14. «Veja a origem e o significado dos nomes das grandes cidades paranaenses». Gazeta do Povo. Consultado em 13 de maio de 2016 
  15. «Vereadores - Câmara Municipal de Cascavel». www.camaracascavel.pr.gov.br. Consultado em 13 de agosto de 2020 
  16. «Cascavel em Números». Portal da Cidade Cascavel. Consultado em 4 de outubro de 2016 
  17. «Frio histórico (e a neve) de 21 a 25 de julho de 2013». Consultado em 4 de outubro de 2016 
  18. «28/06/21 - Chuva congelada é registrada em Cascavel». Tarobá News. 28 de junho de 2021. Consultado em 28 de junho de 2021 
  19. «Clima». www.cnpf.embrapa.br. Consultado em 13 de junho de 2017 
  20. Prefeitura de Cascavel (21 de julho de 2009). «Aspectos Hidrográficos de Cascavel». Prefeitura Municipal de Cascavel. Consultado em 15 de agosto de 2020 
  21. «Volume de água de rios que abastecem Cascavel cai 60%, e cidade pode ter rodízio de abastecimento». G1. Consultado em 15 de agosto de 2020 
  22. IBGE Cidades - Cascavel Site IBGE - @cidades - 12 de fevereiro de 2021
  23. Censo 2022 IBGE
  24. «Região Metropolitana de Cascavel (PR) – FNEM». fnembrasil.org. Consultado em 20 de fevereiro de 2023 
  25. Lei 3765/03 Lei nº 3765 de 19 de dezembro de 2003 Portal JusBrasil - 12 de fevereiro de 2021
  26. Portal Cidade (16 de maio de 2014). «Prefeitura da Cidade - Visita a cidade-irmã.». Portal Cidade 
  27. janayara. «PL que torna Cascavel cidade-irmã da Beitunia na Palestina é aprovado - Câmara Municipal de Cascavel» 
  28. «Linha do tempo». Estrada de Ferro Paraná Oeste S.A. Consultado em 21 de novembro de 2021 
  29. Novas locomotivas e vagões dobram capacidade operacional da Ferroeste Agência de Notícias Paraná - 12 de fevereiro de 2021
  30. Ferroeste projeta superavit O Paraná - 12 de fevereiro de 2021
  31. «INFRAESTRUTURA: Nova Ferroeste fará investimentos estruturais e ambientais em Paranaguá e Morretes». www.paranacooperativo.coop.br. Consultado em 6 de abril de 2022 
  32. «Aviação + Brasil 2022 premia melhores aeroportos e aéreas do país». Agência Brasil. 28 de março de 2022. Consultado em 6 de abril de 2022 
  33. «Transporte coletivo». CETTRANS. 2014. Consultado em 17 de junho de 2018 
  34. Oliveira, Ricardo (1 de agosto de 2017). «Novos terminais começam a ganhar forma em Cascavel». CGN. Consultado em 17 de janeiro de 2018 
  35. «Portal do Município de Cascavel | Novo Terminal Leste será inaugurado nesta quinta, às 14 horas». www.cascavel.pr.gov.br. Consultado em 2 de setembro de 2018 
  36. «Portal do Cidadão - Município de Cascavel». Prefeitura de Cascavel. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  37. «Terminal Sul (Unioeste) - Transitar». Consultado em 21 de novembro de 2021 
  38. «Rodoviária de Cascavel». Passagens de Ônibus. Consultado em 21 de novembro de 2021 
  39. «Porto Seco será inaugurado no Paraná». Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT. Consultado em 9 de março de 2023 
  40. Bueno, Maithe Morotti Cunha. «Porto Seco de Cascavel». portogente.com.br. Consultado em 9 de março de 2023 
  41. «IBGE Cidades - Cadastro central de empresas, ranking estadual.». IBGE Cidades. 2018. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  42. «Cascavel completa 67 anos como a 23ª melhor do Brasil e a 3ª no Paraná "para fazer negócios"». www.oparana.com.br. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  43. «Desafios da Gestão Municipal 2018 DGM Macroplan». Desafios da Gestão Municipal 2018 DGM Macroplan (em inglês). Consultado em 13 de agosto de 2018 
  44. «Índice mostra Cascavel bem colocada entre as 100 melhores cidades do País». CGN. A informação e ponto. 
  45. Paraná tem oito cidades entre as 100 maiores economias do Brasil Jornal Gazeta do Povo - 12 de fevereiro de 2021
  46. IPardes (13 de abril de 2020). «Ipardes - Caderno do município de Cascavel». IPardes. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  47. «Indústria de transformação gera mais de 18 mil postos de trabalho em Cascavel». Agência Fiep. 24 de julho de 2018. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  48. «Hospital São Lucas amplia e moderniza atual estrutura em Cascavel». catve.com. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  49. «Estudos ITB - Trata Brasil». Trata Brasil. Consultado em 20 de abril de 2018 
  50. «MUNICÍPIOS ATENDIDOS Sanepar». Sanepar. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  51. «Saneamento avança, mas Brasil ainda joga 55% do esgoto que coleta na natureza, diz estudo». G1 
  52. IPardes (10 de julho de 2020). «IPardes - Perfil municipal». IPardes. Consultado em 20 de agosto de 2020 
  53. «Portal do Município de Cascavel - Histórico das Praças» 
  54. «Histórico das Praças». Jornal O Paraná. 14 de novembro de 2017. Consultado em 19 de fevereiro de 2023 
  55. «O que fazer em Cascavel». Consultado em 26 de fevereiro de 2023 
  56. Oliveira, Alexandra (10 de setembro de 2021). «Separamos 6 parques imperdíveis em Cascavel». Meusite. Consultado em 19 de fevereiro de 2023 
  57. «Show Rural Coopavel é espetáculo do agronegócio do Paraná – por Dilceu Sperafico». O Presente. 18 de fevereiro de 2023. Consultado em 19 de fevereiro de 2023 
  58. «Cascavel faz 60 anos e ganha prato típico». catve.com. 14 de novembro de 2011. Consultado em 6 de abril de 2022 
  59. «Universidades de Cascavel (Privadas e Federais)». www.altillo.com. Consultado em 6 de abril de 2022 
  60. «Cascavel: 64 anos de vida e 50 de automobilismo». Racing Online. 13 de novembro de 2015. Consultado em 6 de abril de 2022 
  61. «Stock Car e Copa Truck divulgam calendário para 2022 sem Cascavel no roteiro». catve.com. 22 de dezembro de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  62. «Canoagem: esporte e turismo». O Paraná. 12 de fevereiro de 2020. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  63. «AEN - Centro de Atletismo é iniciado». Agência Estado de Notícias 
  64. «Centro Nacional de Treinamento em Atletismo será inaugurado nesta quinta-feira em Cascavel». Paraná Esporte. Consultado em 6 de fevereiro de 2021 
  65. «Cascavel é campeão da Libertadores de Futsal Feminino». ge. 12 de junho de 2023. Consultado em 14 de junho de 2023 
  66. «Cascavel se destaca como nova base nacional da canoagem!». Revista Saúde News. Consultado em 19 de fevereiro de 2023 

Ligações externas

editar
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Definições no Wikcionário
  Textos originais no Wikisource
  Imagens e media no Commons
  Guia turístico no Wikivoyage
Busca no OpenStreetMap

  Município de Cascavel

Câmeras ao vivo

editar

Imagens ao vivo das câmeras do Portal CATVE