João Emanuel Carneiro

roteirista, escritor, diretor e autor de telenovelas brasileiro

João Emanuel Carneiro Silva (Rio de Janeiro, 17 de fevereiro de 1970) é um roteirista, escritor, diretor de cinema e autor de telenovelas brasileiro. É meio-irmão da atriz Cláudia Ohana e filho da escritora, antropóloga e crítica de arte Lélia Coelho Frota.

João Emanuel Carneiro
João Emanuel Carneiro
JEC em 2024
Nome completo João Emanuel Carneiro Silva
Outros nomes JEC
Nascimento 17 de fevereiro de 1970 (54 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Residência Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Lélia Coelho Frota
Parentesco Cláudia Ohana (meio-irmã)
Cônjuge Carmo Dalla Vecchia (c. 2006)[1]
Filho(a)(s) 1
Ocupação
Período de atividade 1984–presente
Principais trabalhos
Prêmios Lista

Biografia editar

Filho da escritora e crítica de arte Lélia Coelho Frota e do artista plástico Arthur José Carneiro Silva, João Emanuel Carneiro nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 17 de fevereiro de 1970. JEC, como é conhecido, descobriu cedo sua vocação profissional. Aos quinze anos, fã de histórias em quadrinhos, colaborou com o cartunista Ziraldo escrevendo roteiros para as aventuras do Menino Maluquinho e do Pererê. É irmão da atriz Cláudia Ohana por parte de pai.

Formou-se em Letras na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Carreira editar

O começo editar

Começou a colaborar aos quatorze anos com o cartunista Ziraldo roteirizando histórias em quadrinhos.

Aos vinte e dois, ele foi premiado como roteirista do curta-metragem Zero a Zero e optou definitivamente por esta profissão. Além deste, ele também colaborou nos roteiros de filmes como Central do Brasil, O Primeiro Dia, Cronicamente Inviável, Orfeu, Deus é brasileiro e Castelo Rá-Tim-Bum. Na TV, foi colaborador de Maria Adelaide Amaral nas minisséries A Muralha (2000) e Os Maias (2001) e de Euclydes Marinho na novela Desejos de Mulher (2002).

A primeira novela como autor titular foi Da Cor do Pecado (2004), na qual contou com supervisão de texto do renomado novelista Sílvio de Abreu. Da Cor do Pecado foi um grande sucesso, a maior audiência entre as novelas das sete desde A Viagem, de Ivani Ribeiro, em (1994). O sucesso rendeu 43 pontos de média geral para a novela, audiência digna de novela das 21h.

Em 2006 escreveu Cobras & Lagartos, levada ao ar em substituição à fracassada Bang Bang, de Mário Prata. Teve a missão, bem-sucedida, de recuperar a audiência perdida para a concorrente TV Record, que ganhava com o sucesso Prova de Amor, de Tiago Santiago, ex-colaborador em textos de novelas globais. E conseguiu, a novela fechou com 39 pontos de média geral, sendo assim a segunda maior audiência do 19 horas deste século, perdendo apenas para Da Cor do Pecado, a novela que também é de sua autoria.

Em 2009 supervisionou sua primeira novela, Cama de Gato, de Duca Rachid e Thelma Guedes no horário das 18 horas.

Horário nobre editar

Em 2008, escreveu a novela A Favorita, sua primeira novela das 21h, entrando no lugar de Benedito Ruy Barbosa. A Favorita teve 197 capítulos, acabando em 16 de janeiro de 2009, onde João Emanuel Carneiro conseguiu cativar o público com o sofrimento de Donatela (protagonista da novela, vivida por Cláudia Raia), e as maldades de Flora, antagonista vivida por Patrícia Pillar. Foi comparada com filme em uma das cenas, onde Flora mata Gonçalo, personagem de Mauro Mendonça. A novela terminou com 40 pontos de média, sendo mais um sucesso do autor.

Consagração editar

Em 2012, escreveu Avenida Brasil, um sucesso que monopolizou o país com a implacável saga de Nina (Débora Falabella), uma jovem que arquiteta um plano de vingança contra sua ex-madrasta, Carmen Lúcia, a Carminha (Adriana Esteves), responsável pela morte de seu pai e por tê-la abandonado no lixão. Eleito no mesmo ano pela Revista Época um dos 100 brasileiros mais influentes do ano.[2]

Novelas posteriores editar

Após o fenômeno de Avenida Brasil, a volta de João Emanuel Carneiro ao horário nobre foi aguardada com muita ansiedade pelo público. Na época, corriam boatos de que sua nova obra se chamaria Favela Chique, protagonizada por Murílio Benício e Giovanna Antonelli.[3] Tempos depois, o título da novela mudou para A Regra do Jogo e Alexandre Nero acabou ocupando o posto de Benício.[4] Cercada de expectativas, a trama que contava a história de redenção do anti-herói Romero Rômulo (Nero) acabou decepcionando e tendo um nível muito aquém se comparado à Avenida Brasil.[5]

Em maio de 2018, estreou Segundo Sol, cuja história da mocinha Luzia (Giovanna Antonelli) se cruzava com a de Beto Falcão (Emílio Dantas) e com a das vilãs Karola (Deborah Secco) e Laureta (Adriana Esteves). Apesar de ter se saído melhor na audiência e em recepção do público do que a trama anterior do autor, Segundo Sol foi irregular, inconstante e mal estruturada.[6] Vendida a princípio como uma história sobre um cantor decadente (Emílio Dantas) que reencontrava a fama após ser dado como morto, a novela decepcionou ao apostar suas fichas no dramalhão da marisqueira Luzia (Antonelli).[7] Papeis de coadjuvantes como Rosa (Letícia Colin) e Ícaro (Chay Suede) acabaram chamando muito mais atenção. Além, é claro, das vilanias da personagem de Adriana Esteves, que mais uma vez caiu nas graças do público com um papel mau e cômico.

Olho Por Olho / Todas as Flores editar

Em 2019 teve a sinopse de Olho por Olho aprovada pela direção de dramaturgia da Globo e o elenco começou a ser escalado contando com os nomes de Tony Ramos, Glória Pires, Miguel Falabella, Vera Fischer, Eliane Giardini e etc. Contudo, por conta da pandemia de COVID-19 que assolou o mundo em 2020, a pré-produção da novela foi pausada.

Em março de 2022, foi anunciado que a novela seria remanejada para o Globoplay, serviço de streaming da Rede Globo e que sua história passaria por alguns reajustes, como cortes de personagens e núcleos.[8] Seu nome também foi trocado, deixando de ser chamada de Olho por Olho para Todas as Flores.

Muitos dos nomes originalmente pensados também foram substituídos. Tony Ramos, Eliane Giardini e Glória Pires deram lugar à Fábio Assunção, Mariana Nunes e Regina Casé, o que ocasionou numa mudança na sinopse da novela para readequar as idades dos personagens aos novos perfis escolhidos. Casé também interpretaria a primeira vilã de sua carreira ao dar vida à Zoé, uma mulher amoral e sem escrúpulos que não mede esforços para alcançar seus objetivos. Ela compartilharia as vilanias da trama com Vanessa (Letícia Colin), sua filha mimada e igualmente ruim, que perseguiria a irmã Maíra (Sophie Charlotte), uma mocinha deficiente visual que se envolveria com Rafael (Humberto Carrão), o atual namorado de Vanessa.

Ligado ao plot central de Maíra, Zoé e Vanessa, Todas as Flores contou com a história de Diego (Nicolas Prattes), um garçom que é vítima das armações Luís Felipe (Cássio Gabus Mendes) e, depois de sair da cadeia, se envolve com a esposa (Naruna Costa) e a filha (Yara Charry) daquele homem para se vingar. Na prisão, Diego se alia ao criminoso Samsa (Ângelo Antônio), que vivia um relacionamento ardente com Débora (Bárbara Reis), uma femme fatale perigosa e sedutora.

Com uma história intrigante, Todas as Flores chamou imediatamente a atenção do público e se tornou um sucesso na plataforma.[9] No entanto, a segunda parte da novela recebeu muitas críticas por suas incoerências.[10][11] No saldo geral, foi mais uma trama do autor que pecou por falta de um desenvolvimento mais coeso e completo.[12][13]

Nova chance editar

Em entrevista ao jornalista Tiago Coelho publicada em setembro de 2023, João Emanuel Carneiro revelou estar escrevendo uma nova sinopse para o horário nobre sobre duas mulheres que nasceram no mesmo dia, com previsão de estreia para o segundo semestre de 2024.[14] Pouco mais de um mês, novos detalhes revelaram que a obra terá duas chefs de cozinha que rivalizam e que um dos núcleos será ambientado num resort. A ação da novela será parcialmente centrada no Rio de Janeiro, com direção artística de Carlos Araújo.[15]

Mania de Você vai contar a história de Viola, que após ir morar em Angra do Reis com seu marido, o inescrupuloso Mavi, se tornará amiga de Luna, uma rica estudante de gastronomia e apaixonada por Franco, com quem Viola acaba se envolvendo após uma desilusão no casamento. No entanto, uma série de reviravoltas causadas pela crescente rivalidade entre as duas mulheres no mercado de trabalho faz com que elas se afastem.

Dez anos depois, Viola se torna uma chef de renome internacional enquanto Luna empobrece e decide pedir ajuda à amiga. Porém, sem nunca se esquecer das mágoas do passado e carregando o sentimento de que Viola está vivendo a vida que estava destinada a ela.[16]

Taís Araújo está cotada para viver o papel de Viola, que de acordo com notícias divulgadas, carrega esse nome em homenagem à atriz norte-americana Viola Davis, de quem Taís é uma grande fã.[17] Fábio Assunção também está cotado para a história, possivelmente defendendo um dos personagens centrais da novela.[18]

Vilãs editar

Carneiro criou vilãs antológicas na teledramaturgia brasileira.

A primeira delas foi Bárbara (Giovanna Antonelli), em 2004, em Da Cor do Pecado no horário das 19h.

Em 2006, Carolina Dieckmann deu vida a Leona Pasquim, em Cobras & Lagartos, também no horário das 19 horas.

Em 2008, após esses dois sucessos seguidos, João foi promovido ao horário das 21 horas com A Favorita e criou a psicopata Flora (Patricia Pillar), que ficou em segundo lugar em uma pesquisa do UOL TV, sobre a "pior vilã das novelas brasileiras".[19]

João criou em 2012 a vilã Carmen Lúcia, a Carminha (Adriana Esteves) em Avenida Brasil, uma das principais antagonistas das telenovelas brasileiras.

Em 2015 Giovanna Antonelli voltou a dar vida a uma vilã de JEC, desta vez a ambiciosa e estelionatária Atena Terremolinos em A Regra do Jogo, novela das nove do autor, que sucedeu Babilônia.[20][21]

Em 2018, Adriana Esteves e Deborah Secco, interpretaram a dupla de principais vilãs da novela Segundo Sol. Na trama passada na Bahia, Deborah Secco interpretou a ambiciosa e manipuladora Karola, enquanto, Adriana Esteves interpretou a perigosa e cruel Laureta, uma mulher bem influente na sociedade baiana, e capaz de tudo para proteger seus interesses.

Em 2022, Regina Casé e Letícia Colin interpretam as vilãs Zoé e Vanessa, respectivamente, em Todas as Flores. Foi a primeira vez que Casé interpretou uma vilã.[22]

Vida pessoal editar

Desde 2006 é casado com o ator Carmo Dalla Vecchia, com quem tem um filho, Pedro.[1][23][24][25]

Obras editar

Novelas editar

Título Ano Creditado como Notas Emissora
Autor Colaborador Supervisor
Desejos de Mulher 2002
 
[nota 1] TV Globo
Da Cor do Pecado 2004
 
[nota 2]
Cobras & Lagartos 2006
A Favorita 2008
Cama de Gato 2009
 
[nota 3]
Avenida Brasil 2012
 
A Regra do Jogo 2015
Segundo Sol 2018
Todas as Flores 2022 Globoplay
Mania de Você 2024 TV Globo

Minisséries e seriados editar

Título Ano Creditado como Notas Emissora
Autor Colaborador / Roteirista Supervisor
A Muralha 2000
 
[nota 4] TV Globo
Os Maias 2001
Brava Gente 2003
[nota 5]
A Cura 2010
 
[nota 6]
Segunda Dama 2014
 
[nota 7]

Cinema editar

Título Ano Creditado como Notas
Autor Adaptação Diretor
Zero a Zero 1991
 
 
Curta-metragem
Pão de Açúcar 1994
Central do Brasil 1998
 
O Primeiro Dia
Orfeu 1999
 
Castelo Rá-Tim-Bum, o Filme
Bem-Vindos ao Paraíso Curta-metragem
Cronicamente Inviável 2000
A Partilha 2001
 
Um Crime Nobre
 
Seja o que Deus Quiser! 2002
Deus É Brasileiro 2003
Cristina Quer Casar
 
A Dona da História 2004

Prêmios e indicações editar

Ano Premiação Categoria Trabalho Resultado
1998 Prêmio Estação Botafogo Roteirista do Ano
Central do Brasil
Venceu
Satellite Awards Melhor Roteiro Original Indicado
1999 Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro[27] Melhor Roteiro Venceu
2004 Prêmio APCA Melhor Revelação
Da Cor do Pecado
Venceu
2005 Prêmio Contigo! de TV Melhor Autor Indicado
2008 Prêmio Extra de Televisão Melhor Novela
A Favorita
Venceu
Prêmio Faz Diferença do jornal O Globo Revista da TV Venceu
Prêmio Quem de Televisão Melhor Autor Venceu
Prêmio APCA Melhor Novela Venceu
2009 Prêmio Qualidade Brasil Melhor Novela Venceu
Melhor Autor Venceu
Prêmio Contigo! de TV Melhor Novela Venceu
Melhor Autor Venceu
Troféu Imprensa Melhor Novela Venceu
Troféu Internet Melhor Novela Venceu
2012 Prêmio Extra de Televisão Melhor Novela
Avenida Brasil
Venceu
Prêmio APCA Grande Prêmio da Crítica Venceu
Prêmio Quem de Televisão Melhor Autor Venceu
2013 Troféu Imprensa Melhor Novela Venceu
Troféu Internet Melhor Novela Venceu
Prêmio Contigo! de TV Melhor Novela Venceu
Melhor Autor Venceu
Prémio Emmy Internacional Melhor Telenovela Indicado
2015 Prêmio Extra de Televisão Melhor Novela
A Regra do Jogo
Indicado
2016 Troféu Internet Melhor Novela Indicado
Emmy Internacional Melhor Novela Indicado
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro[28] Melhor Roteiro Adaptado
Chatô, o Rei do Brasil
Venceu
2018 Prêmio Extra de Televisão Melhor Novela
Segundo Sol
Indicado
Prêmio Contigoǃ Online Melhor Novela Indicado
2019 Troféu Imprensa Melhor Novela Indicado
Troféu Internet Melhor Novela Venceu
2022 Prêmio APCA de Televisão[29][30] Melhor Novela Indicado
Prêmio Faz Diferença - O Globo [31] Destaque da TV Indicado
2023 Melhores do Ano[32][33] Melhor Novela Indicado
Prêmio APCA de Televisão[34][35] Melhor Novela Indicado
2024 Rose d'Or[36][37] Melhor Telenovela Venceu

Notas e referências

Notas

Referências

  1. a b «Carmo Dalla Vecchia completa 17 anos de casamento com autor da Globo: 'Fortes'». Notícias da TV. 1 de março de 2023. Consultado em 17 de junho de 2023 
  2. [1]
  3. «FOTOS - A grande vilã da novela Favela Chique, da Globo, será interpretada por Giovanna Antoneli». www.purebreak.com.br. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  4. «Antes "Favela Chique", nova novela das 21h se chamará "A Regra do Jogo"». UOL TV e Famosos. 7 de maio de 2015. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  5. Santos, Sergio (12 de março de 2021). «A Regra do Jogo prometeu bastante e não cumpriu nem a metade». TV História. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  6. Nader, Vinícius (16 de outubro de 2018). «Será que dá tempo de salvar Segundo sol?». Próximo Capítulo. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  7. Haddefinir, Henrique (10 de novembro de 2018). «Segundo Sol: Derrubada com um assombro exemplar». Série Maníacos. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  8. colunista, CARLA BITTENCOURT (17 de março de 2022). «Globo corta personagens e núcleo cômico de novela de João Emanuel Carneiro». Notícias da TV. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  9. «Todas as Flores estreia ensinando o que é um novelão». NaTelinha. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  10. Canaltech (9 de junho de 2023). «Crítica Todas as Flores | Novela tropeçou no meio do caminho e nunca levantou». Canaltech. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  11. Camargo, Paulo (9 de junho de 2023). «Segunda parte de 'Todas as Flores' opta pelo excesso e pelo pastiche». Escotilha. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  12. Augusto, Fabio. «Festival de absurdos, Todas as Flores começou prometendo tudo e terminou entregando nada». observatoriodatv.uol.com.br. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  13. Santos, Sergio (15 de outubro de 2023). «Decepcionante, final de Todas as Flores foi repleto de absurdos». TV História. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  14. «joão emanuel carneiro nova novela duas mulheres mesmo dia - Pesquisa Google». www.google.com. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  15. «Nova novela das 21h de João Emanuel Carneiro terá personagens chefs de cozinha. Veja os detalhes». O Globo. 9 de outubro de 2023. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  16. rd1. «Substituta de Renascer, Mania de Você vai resgatar triângulo amoroso e guerra entre "amigas"». Terra. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  17. Perline, Gabriel (24 de outubro de 2023). «Taís Araujo é desejada para protagonizar nova novela das nove na Globo». Portal iG. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  18. «mania de você novela fábio assunção - Pesquisa Google». www.google.com. Consultado em 24 de outubro de 2023 
  19. Compare as maldosas da TV e vote na pior vilã
  20. «Giovanna Antonelli será Atena, um vilã sagaz em 'A Regra do Jogo'» 
  21. «Globo aposta alto em 'A regra do jogo', sua próxima novela das nove» 
  22. Augusto, Fabio. «Quem é Zoé em Todas as Flores? Regina Casé encarna vilã perigosa no Globoplay». observatoriodatv.uol.com.br. Consultado em 6 de outubro de 2022 
  23. «Carmo Dalla Vecchia revela que é gay e se declara para o marido». F5. 11 de julho de 2021. Consultado em 12 de julho de 2021 
  24. «Carmo Dalla Vecchia tem filhos? Ator já surpreendeu ao anunciar herdeiro ao mundo». Gerou Buzz. 7 de junho de 2021. Consultado em 12 de julho de 2021 
  25. www.gay.blog.br (12 de julho de 2021). «Carmo Dalla Vecchia se declara gay e alerta sobre alto índice assassinato a trans no Brasil». GAY BLOG BR @gayblogbr. Consultado em 12 de julho de 2021 
  26. Furquim, Fernanda (15 de maio de 2014). «Rede Globo estreia 'A Segunda Dama'». Nova Temporada - VEJA. Consultado em 16 de maio de 2014. Arquivado do original em 18 de maio de 2014 
  27. «4º Prêmio Guarani :: Premiados de 1998». Consultado em 8 de julho de 2021 
  28. «21º Prêmio Guarani :: Premiados de 2015». Consultado em 15 de outubro de 2021 
  29. «Os melhores do ano pela APCA - VIUU». VIUU. 2 de fevereiro de 2023. Consultado em 8 de fevereiro de 2023 
  30. «APCA elege 'Pantanal' como a melhor novela e Isabel Teixeira como a melhor atriz». Folha de S.Paulo. 7 de fevereiro de 2023. Consultado em 8 de fevereiro de 2023 
  31. «Prêmio Faz Diferença 2022: os finalistas na categoria TV». O Globo. 1 de abril de 2023. Consultado em 1 de abril de 2023 
  32. «Melhores do Ano 2023: veja as categorias e vote nos indicados ao prêmio». Gshow. 19 de novembro de 2023. Consultado em 30 de novembro de 2023 
  33. «Melhores do Ano consagra Vai na Fé, Os Outros e vilões; veja os vencedores». UOL. 11 de dezembro de 2023. Consultado em 12 de dezembro de 2023 
  34. «Conheça os indicados ao Prêmio APCA de televisão». Portal Alta Definição. 24 de janeiro de 2024. Consultado em 25 de janeiro de 2024 
  35. «Sophie Charlotte ganha prêmio APCA de melhor atriz; 'Vai na Fé' é eleita melhor novela». Folha de São Paulo. 29 de janeiro de 2024. Consultado em 29 de janeiro de 2024 
  36. «Rose d'Or 2023 Nominees Announced». Rose d'Or. 6 de novembro de 2023. Consultado em 6 de novembro de 2023 
  37. Santiago, Anna Luiza (24 de janeiro de 2024). «'Todas as flores' ganha prêmio Rose d'Or Latinos». O Globo. Consultado em 24 de janeiro de 2024 

Bibliografia editar

Ligações externas editar