Abrir menu principal

Campeonato Brasileiro de Futebol de 2014 - Série C

Campeonato Brasileiro de 2014 - Série C
Brasileirão 2014 - Série C
Brasil
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Período 26 de abril22 de novembro
Gol(o)s 423
Partidas 194
Média 2,18 gol(o)s por partida
Campeão Macaé Esporte (1º título)
Vice-campeão Paysandu
Promovido(s) Macaé Esporte
Paysandu
Mogi Mirim
CRB
Rebaixado(s) São Caetano
Treze
CRAC
Duque de Caxias
Melhor marcador Ytalo (Guaratinguetá) – 12 gols
Melhor ataque (fase inicial) Guaratinguetá – 32 gols
Melhor defesa (fase inicial) Fortaleza – 11 gols
Maiores goleadas
(diferença)
Tupi 5–0 Mogi Mirim
Estádio Mario HelênioJuiz de Fora
7 de setembro, Grupo B
 
Guaratinguetá 5–0 Madureira
Arena BarueriBarueri
4 de outubro, Grupo B
Público 698 768[i]
Média 3 620,6 pessoas por partida
◄◄ 2013 Soccerball.svg 2015 ►►

A Série C do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2014 foi uma competição equivalente à terceira divisão do futebol do Brasil. Contando como a 25ª edição da história, foi disputada por 20 clubes, onde os quatro mais bem colocados tiveram acesso à Série B de 2015 e os dois últimos colocados de cada grupo na primeira fase foram rebaixados à Série D de 2015.

Os jogos tiveram uma pausa durante a Copa do Mundo de 2014, que foi realizada entre junho e julho no Brasil. A competição teve seis rodadas disputadas antes da paralisação.[2]

Na decisão entre Macaé Esporte e Paysandu, o campeonato ficou com a equipe do Rio de Janeiro após empatar no jogo de ida por 1–1, em Macaé, e novo empate em Belém por 3–3, garantindo o título inédito por ter marcado mais gols na casa do adversário.[3] Os dois clubes, além dos semifinalistas CRB e Mogi Mirim garantiram o acesso à Série B de 2015.

Dentre as equipes rebaixadas à Série D de 2015, o Duque de Caxias foi o primeiro confirmado após perder em 13 de setembro para o Guarani (1–0), pela 15ª rodada.[4] Duas rodadas depois, o CRAC foi o segundo rebaixado antes mesmo de entrar em campo, prejudicado pelo empate entre Cuiabá e Águia de Marabá (1–1) que impediu o clube goiano de atingir a pontuação suficiente para escapar da queda.[5] Na mesma rodada, a vitória do Guarani diante o Caxias (1–0), no Rio Grande do Sul, decretou o rebaixamento do São Caetano.[6] O último despromovido foi o Treze, que mesmo vencendo o Salgueiro em casa (3–0), foi prejudicado pela vitória do Águia de Marabá sobre o Botafogo-PB (2–1) na rodada final da fase de classificação.[7]

Formato e regulamentoEditar

A edição de 2014 manteve o formato em vigor desde 2012, onde os clubes participantes foram inicialmente divididos em dois grupos de 10 clubes, com os quatro melhores de cada grupo avançando para a fase eliminatória, começando a partir das quartas de final. Os quatro semifinalistas foram promovidos para a Série B de 2015.[8]

Em janeiro, a diretoria do Fortaleza sugeriu um novo modelo para a Série C: disputa por pontos corridos, nos mesmos moldes das Séries A e B.[9] A CBF mostrou-se reticente à mudança e, no dia 20 de fevereiro, divulgou uma tabela mantendo o formato da edição anterior.[10]

Critérios de desempateEditar

Em caso de empate em pontos entre dois ou mais clubes, os critérios de desempate foram aplicados na seguinte ordem:[8]

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos
  7. Sorteio

TransmissãoEditar

A TV Brasil (em conjunto e/ou coprodução com as emissoras da Rede Pública de Televisão) transmitiu o torneio pela segunda vez seguida com exclusividade dentre as emissoras generalistas. Foram no máximo, duas partidas por rodada. Além da TV Brasil, o SporTV (canal de esportes da Globosat) também transmitiu o torneio na TV por assinatura. A TV Ceará (emissora afiliada a TV Brasil no estado do Ceará) também transmitiu a competição, mas somente alguns jogos do Fortaleza.[11]

Pelo primeiro ano, o Esporte Interativo também teve os direitos de transmissão da Série C, sendo que a emissora pode transmitir no máximo dois jogos por rodada.[12]

ParticipantesEditar

Equipe Cidade Estado Em 2013 Estádio Capacidade[13] Títulos
Águia de Marabá Marabá   PA 11º Zinho de Oliveira 5 000 0 (não possui)
ASA Arapiraca   AL 20º (Série B) Fumeirão 12 000[14] 0 (não possui)
Botafogo-PB João Pessoa   PB 1º (Série D) Almeidão 19 000 0 (não possui)
Caxias Caxias do Sul   RS Centenário 30 822 0 (não possui)
CRAC[a] Catalão   GO 17º Genervino da Fonseca 8 487 0 (não possui)
CRB Maceió   AL 10° Rei Pelé 17 126 0 (não possui)
Cuiabá Cuiabá   MT 12º Arena Pantanal 42 968 0 (não possui)
Duque de Caxias Duque de Caxias   RJ 15º Marrentão 3 334 0 (não possui)
Fortaleza Fortaleza   CE Presidente Vargas 20 268 0 (não possui)
Guarani Campinas   SP 14° Brinco de Ouro 29 130 0 (não possui)
Guaratinguetá Guaratinguetá   SP 17º (Série B) Ninho da Garça 16 095 0 (não possui)
Juventude Caxias do Sul   RS 2º (Série D) Alfredo Jaconi 23 726 0 (não possui)
Macaé Esporte Macaé   RJ Moacyrzão 15 000 0 (não possui)
Madureira Rio de Janeiro   RJ 16º Conselheiro Galvão 4 272 0 (não possui)
Mogi Mirim Mogi Mirim   SP 13º Vail Chaves 19 900 0 (não possui)
Paysandu Belém   PA 18º (Série B) Curuzu 16 200 0 (não possui)
Salgueiro Salgueiro   PE 4º (Série D) Salgueirão 11 000 0 (não possui)
São Caetano São Caetano do Sul   SP 19º (Série B) Anacleto Campanella 16 744 0 (não possui)
Treze Campina Grande   PB Amigão 19 000 0 (não possui)
Tupi Juiz de Fora   MG 3º (Série D) Mario Helênio 31 863 0 (não possui)

EstádiosEditar

Questões judiciaisEditar

Exclusão do IpatingaEditar

No dia 6 de março, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva determinou a suspensão das tabelas das séries C e D até que os imbróglios jurídicos que interferiam na temporada anterior fossem resolvidos.[16] Porém, nove dias depois, a Confederação Brasileira de Futebol confirmou mais uma vez a tabela, desta vez colocando a participação do Ipatinga "sub judice".[17]

No dia 31 de março de 2014, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais suspendeu a decisão que impedia a CBF de punir o Ipatinga e o clube mineiro foi rebaixado à Série D.[18][19] Brasiliense (melhor colocado entre os rebaixados da Série C de 2013), Tiradentes (5º colocado da Série D de 2013) e Metropolitano (time que fez a melhor campanha unicamente nas quartas de final da Série D de 2013) tentaram participar da competição no lugar do clube mineiro,[20] mas, no dia 17 de abril, o STJD deferiu liminar a favor do CRAC e o time goiano ganhou a vaga na Série C por ter sido o melhor rebaixado no grupo do Betim em 2013.[15]

Primeira faseEditar

Grupo AEditar

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1   Fortaleza 35 18 9 8 1 23 11 +12 Zona de classificação à próxima fase
2   CRB 27 18 7 6 5 23 17 +6
3   Salgueiro 27 18 7 6 5 20 22 –2
4   Paysandu 26 18 7 5 6 21 17 +4
5   ASA 25 18 7 4 7 23 22 +1
6   Botafogo-PB 25 18 6 7 5 20 19 +1
7   Cuiabá 23 18 6 5 7 19 19 0
8   Águia de Marabá 20 18 5 5 8 21 25 –4
9   Treze 19 18 4 7 7 19 25 –6 Zona de rebaixamento à Série D de 2015
10   CRAC 101 18 2 7 9 14 26 –12

1O CRAC foi punido pelo STJD com a perda de três pontos por escalação de jogador irregular.[21][22]

ConfrontosEditar

 Ver artigo principal: Resultados do Grupo A
  AGM ASA BPB CRAC CRB CUI FOR PAY SAL TRE
Águia de Marabá 4–1 2–1 2–1 0–2 2–1 0–2 1–1 3–0 2–2
ASA 3–1 1–1 1–0 0–1 1–0 1–3 1–0 3–3 3–0
Botafogo-PB 2–0 1–2 1–0 2–0 1–4 0–0 0–1 2–2 3–2
CRAC 2–1 0–0 2–2 1–2 0–2 0–0 0–3 1–3 0–0
CRB 1–1 2–1 1–1 2–3 3–0 3–0 0–0 2–2 3–0
Cuiabá 1–1 0–2 0–1 3–1 1–0 1–1 3–2 0–0 0–0
Fortaleza 1–0 3–2 0–0 1–1 0–0 2–1 0–0 2–0 4–0
Paysandu 2–0 1–0 1–1 0–0 3–0 1–2 1–2 1–0 3–2
Salgueiro 1–0 1–0 1–0 2–2 1–0 0–0 0–1 2–1 2–1
Treze 1–1 1–1 0–1 1–0 1–1 1–0 1–1 3–0 3–0

Grupo BEditar

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1   Tupi 34 18 9 7 2 30 13 +17 Zona de classificação à próxima fase
2   Mogi Mirim 31 18 9 4 5 22 24 –2
3   Madureira 26 18 7 5 6 20 17 +3
4   Macaé Esporte 26 18 7 5 6 15 17 –2
5   Guaratinguetá 25 18 6 7 5 32 18 +14
6   Juventude 25 18 6 7 5 16 14 +2
7   Guarani 24 18 5 9 4 14 15 –1
8   Caxias 22 18 5 7 6 17 20 –3
9   São Caetano 21 18 6 3 9 13 19 –6 Zona de rebaixamento à Série D de 2015
10   Duque de Caxias 7 18 1 4 13 10 32 –22

ConfrontosEditar

 Ver artigo principal: Resultados do Grupo B
  CAX DCA GUA GTA JUV MAC MAD MOG SCA TUP
Caxias 3–0 0–1 0–3 0–0 1–0 2–2 1–0 2–0 0–3
Duque de Caxias 1–1 0–2 0–3 0–1 1–2 1–1 1–2 1–2 1–1
Guarani 1–1 1–0 1–5 1–0 1–0 1–1 3–3 0–1 1–1
Guaratinguetá 2–2 1–1 0–0 1–1 4–1 5–0 1–2 0–0 1–1
Juventude 1–1 2–0 0–0 0–2 0–0 0–2 4–0 1–0 1–0
Macaé 1–0 1–0 1–0 1–1 2–2 1–2 2–1 1–0 0–2
Madureira 0–1 2–0 0–0 3–1 2–0 0–1 3–0 1–0 0–1
Mogi Mirim 1–1 3–1 0–0 1–0 1–0 1–0 1–1 1–0 3–0
São Caetano 2–0 0–1 1–0 3–2 1–2 0–0 1–0 1–2 1–1
Tupi 2–1 4–1 1–1 1–0 1–1 1–1 1–0 5–0 4–0

Desempenho por rodadaEditar

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Grupo A CUI FOR
Grupo B MAD MOG CAX MOG TUP

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Grupo A AGM SAL CRB AGM CRAC
Grupo B DCA

Fase finalEditar

 Ver artigo principal: Resultados da fase final

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.

Quartas de final Semifinais Final
 18 a 25 de outubro  1 a 9 de novembro  15 e 22 de novembro
                                     
   Macaé Esporte* (gf) 0 1 1  
   Fortaleza 0 1 1  
     Macaé Esporte 4 0 4  
     CRB 0 0 0  
   Madureira 1 0 1
   CRB* 2 2 4  
     Macaé Esporte (gf) 1 3 4
     Paysandu 1 3 4
   Paysandu* 2 1 3  
   Tupi 1 0 1  
     Paysandu 4 1 5
     Mogi Mirim 1 2 3
   Salgueiro 0 0 0
   Mogi Mirim* 1 0 1

*Classificados à Série B de 2015.

ArtilhariaEditar

Gols[23] Jogador Time
12   Ytalo Guaratinguetá
10   Wanderson ASA
9   Robert Fortaleza
8   Aleilson Águia de Marabá
  João Carlos Macaé Esporte
  Rafael Nascimento Treze
7   Magrão CRB
6   Bruno Veiga Paysandu
  Chico Tupi
  Ruan Paysandu

PremiaçãoEditar

Campeonato Brasileiro 2014
Série C
 
Macaé Esporte Futebol Clube
Campeão
(1º título)

Maiores públicosEditar

Esses são os dez maiores públicos do Campeonato:

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 62 525 Fortaleza   1–1   Macaé Esporte Arena Castelão 25 de outubro Quartas [24][25]
2 35 050 Paysandu   3–3   Macaé Esporte Mangueirão 22 de novembro Final [26]
3 27 879 Paysandu   2–1   Tupi Mangueirão 18 de outubro Quartas [27][28]
4 21 545 Fortaleza   0–0   Paysandu Arena Castelão 14 de setembro 15ª [29][30]
5 19 958 Fortaleza   0–0   Botafogo-PB Arena Castelão 26 de julho [31][32]
6 17 612 Fortaleza   2–0   Salgueiro Arena Castelão 9 de agosto 10ª [33][34]
7 17 092 Paysandu   4–1   Mogi Mirim Mangueirão 1 de novembro Semifinal [35][36]
8 16 712 Paysandu   1–2   Fortaleza Mangueirão 31 de maio [37][38]
9 16 000 CRB   2–0   Madureira Rei Pelé 25 de outubro Quartas [39]
10 15 193 Tupi   0–1   Paysandu Mario Helênio 25 de outubro Quartas [40]
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante

Menores públicosEditar

Esses são os dez menores públicos do Campeonato:[PF]

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 19 Cuiabá   0–0   Salgueiro Passo das Emas 25 de maio [41]
2 50 Cuiabá   3–1   CRAC Passo das Emas 27 de abril [42]
3 55 Cuiabá   0–0   Treze Passo das Emas 11 de maio [43]
4 70 Duque de Caxias   1–2   São Caetano Marrentão 4 de outubro 18ª [44][45]
5 78 Guaratinguetá   5–0   Madureira Arena Barueri 4 de outubro 18ª [46]
6 105 Madureira   0–1   Macaé Esporte Conselheiro Galvão 17 de maio [47]
7 111 CRAC   0–3   Paysandu Genervino da Fonseca 4 de outubro 18ª [48][49]
8 122 Madureira   0–1   Caxias Conselheiro Galvão 19 de julho [50]
9 131 Guaratinguetá   1–1   Juventude Arena Barueri 20 de setembro 16ª [51]
10 132 CRB   0–0   Paysandu Gerson Amaral 3 de maio [52]

Médias de públicoEditar

Estas são as médias de público dos clubes no Campeonato. Considera-se apenas os jogos da equipe como mandante e o público pagante:[53]

  1.   Fortaleza – 18 812
  2.   Paysandu – 15 856
  3.   Salgueiro – 7 811
  4.   Botafogo-PB – 5 964
  5.   CRB – 5 648
  6.   Cuiabá – 4 824
  7.   Tupi – 2 900
  8.   ASA – 2 778
  9.   Juventude – 2 297
  10.   Caxias – 1 923
  1.   Mogi Mirim – 1 723
  2.   Treze – 1 705
  3.   Guarani – 1 614
  4.   CRAC – 1 478
  5.   Macaé Esporte – 1 388
  6.   Águia de Marabá – 724
  7.   Guaratinguetá – 609
  8.   Madureira – 426
  9.   São Caetano – 369
  10.   Duque de Caxias – 197

Mudança de técnicosEditar

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod. Pos. Sucessor Ref.
  Treze   Leandro Sena Demitido 5 de maio Treze 1–1 ASA 8° (Gr. A)   Givanildo Oliveira [54]
  CRAC   Zé Roberto Resignado 6 de maio CRAC 2–2 Botafogo-PB 9° (Gr. A)   Moisés Egert[a1] [55][56]
  D. de Caxias   Eduardo Allax Resignado 13 de maio D. de Caxias 0–1 Juventude 10° (Gr. B)   Bruno Quadros[a2] [57][58]
  CRB   Eduardo Souza Demitido 18 de maio Botafogo-PB 2–0 CRB 9° (Gr. A)   Ademir Fonseca [59]
  Águia-PA   Darío Pereyra Demitido 30 de maio ASA 3–1 Águia de Marabá 9° (Gr. A)   Everton Goiano[a3] [60][61]
  Mogi Mirim   Márcio Goiano Demitido 1 de junho Caxias 1–0 Mogi Mirim 1° (Gr. B)   Claudinho Batista [62][63]
  São Caetano   Vílson Taddei Demitido 2 de junho São Caetano 1–2 Juventude 9° (Gr. B)   Paulo Roberto [64][65]
  Paysandu   Mazola Júnior Resignado 11 de junho Remo 0–2 Paysandu[a4] 5° (Gr. A)   Vica [66][67]
  Juventude   Roger Machado Demitido 28 de julho Juventude 0–2 Madureira 6° (Gr. B)   Picoli [68][69]
  ASA   Beto Almeida Demitido 4 de agosto ASA 1–3 Fortaleza 7° (Gr. A)   Francisco Diá [70][71]
  Paysandu   Vica Demitido 11 de agosto Águia de Marabá 1–1 Paysandu 10ª 7° (Gr. A)   Mazola Júnior [72][73]
  ASA   Francisco Diá Demitido 13 de agosto CRB 2–1 ASA 10ª 8° (Gr. A)   Vica [74][75]
  Águia-PA   Everton Goiano Resignado 19 de agosto Salgueiro 1–0 Águia de Marabá 11ª 10° (Gr. A)   João Galvão [76]
  Guarani   Evaristo Piza Demitido 24 de agosto Macaé Esporte 1–0 Guarani 12ª 9° (Gr. B)   Vágner Benazzi [77][78]
  CRAC   Moisés Egert Resignado 25 de agosto CRAC 1–2 CRB 12ª 9° (Gr. A)   Dênis Silva (interino) [79]
  D. de Caxias   Bruno Quadros Resignado 28 de agosto Juventude 2–0 Duque de Caxias 12ª 10° (Gr. B)   Fahel Júnior [80][81]
  Macaé Esporte   Junior Lopes Demitido 31 de agosto Macaé Esporte 1–2 Madureira 13ª 6° (Gr. B)   Josué Teixeira [82][83]
  Caxias   Beto Campos Demitido 1 de setembro Caxias 0–3 Tupi 13ª 5° (Gr. B)   Itamar Schülle [84][85]
  Cuiabá   Luciano Dias Demitido 14 de setembro Cuiabá 0–1 Botafogo-PB 15ª 6° (Gr. A)   Márcio Goiano [86][87]
  Guarani   Vágner Benazzi Contratado pela Portuguesa 15 de setembro Guarani 1–0 Duque de Caxias 15ª 7° (Gr. B)   Marcelo Veiga [88][89]
  Treze   Givanildo Oliveira Demitido 17 de setembro Treze 1–1 CRB 15ª 8° (Gr. A)   Everton Goiano [90][91]
  São Caetano   Paulo Roberto Resignado 17 de setembro Juventude 1–0 São Caetano 15ª 9° (Gr. B)   Márcio Griggio (interino) [92]
  D. de Caxias   Fahel Júnior Resignado 24 de setembro Bonsucesso 2–0 D. de Caxias[a5] 16ª 10° (Gr. B)   Moura Ribeiro (interino) [93]
Notas
  • A1. ^ Dênis Silva dirigiu o time interinamente na 3ª rodada.[94]
  • A2. ^ Moura Ribeiro dirigiu o time interinamente da 4ª a 6ª rodada.[95]
  • A3. ^ João Galvão dirigiu o time interinamente na 6ª rodada.[60]
  • A4. ^ Partida válida pelo Campeonato Paraense.
  • A5. ^ Partida válida pela Copa Rio.

Classificação geralEditar

A classificação geral leva em conta a colocação dos clubes em cada uma das fases, a partir da fase final, e não a pontuação total.

Pos Times Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1   Macaé Esporte 34 24 8 10 6 24 22 +2 Promovidos à Série B em 2015
e finalistas
2   Paysandu 37 24 10 7 7 33 25 +8
3   Mogi Mirim 38 22 11 5 6 26 29 –3 Promovidos à Série B em 2015
e eliminados nas semifinais
4   CRB 34 22 10 6 6 27 22 +5
5   Fortaleza 37 20 9 10 1 24 12 +12 Eliminados nas quartas de final
6   Tupi 34 20 9 7 4 31 16 +15
7   Salgueiro 28 20 7 7 6 20 23 –3
8   Madureira 26 20 7 5 8 21 21 0
9   ASA 25 18 7 4 7 23 22 +1 Eliminados na primeira fase
10   Guaratinguetá 25 18 6 7 5 32 18 +14
11   Juventude 25 18 6 7 5 16 14 +2
12   Botafogo-PB 25 18 6 7 5 20 19 +1
13   Guarani 24 18 5 9 4 14 15 –1
14   Cuiabá 23 18 6 5 7 19 19 0
15   Caxias 22 18 5 7 6 17 20 –3
16   Águia de Marabá 20 18 5 5 8 21 25 –4
17   São Caetano 21 18 6 3 9 13 19 –6 Rebaixados à Série D de 2015
18   Treze 19 18 4 7 7 19 25 –6
19   CRAC 101 18 2 7 9 14 26 –12
20   Duque de Caxias 7 18 1 4 13 10 32 –22

1O CRAC foi punido pelo STJD com a perda de três pontos por escalação de jogador irregular.[22]

Ver tambémEditar

Referências

  1. http://www.bolanaarea.com/serie_c_2014.htm
  2. «Com Estaduais reduzidos e pausa da Copa, CBF divulga calendário de 2014». Terra. 20 de setembro de 2013. Consultado em 23 de abril de 2014 
  3. «Macaé cala mais de 38 mil torcedores do Papão e fica com o título da Série C». GloboEsporte.com. 22 de novembro de 2014. Consultado em 22 de novembro de 2014 
  4. «Colombiano marca, Bugre vence mais uma, rebaixa o Duque e gruda no G-4». GloboEsporte.com. 13 de setembro de 2014. Consultado em 13 de setembro de 2014 
  5. «Crac é rebaixado da Série C/2014 para a Série D/2015». Federação Goiana de Futebol. 27 de setembro de 2014. Consultado em 28 de setembro de 2014 
  6. «Guarani bate o Caxias, rebaixa o São Caetano e segue vivo na luta pelo G-4». GloboEsporte.com. 29 de setembro de 2014. Consultado em 29 de setembro de 2014 
  7. «Águia vence do Bota-PB, se salva da degola e enterra os times da Paraíba». GloboEsporte.com. 4 de outubro de 2014. Consultado em 4 de outubro de 2014 
  8. a b «Campeonato Brasileiro da Série C de 2014 – Regulamento específico da competição» (PDF). CBF. 25 de fevereiro de 2014. Consultado em 23 de abril de 2014 
  9. «Fortaleza propõe Série C por pontos corridos, mas CBF vê 'impedimentos'». GloboEsporte.com. 15 de janeiro de 2014. Consultado em 14 de fevereiro de 2014 
  10. «CBF divulga tabela da Série C e inclui Betim após liminar do clube mineiro». GloboEsporte.com. 20 de fevereiro de 2014. Consultado em 8 de março de 2014 
  11. Eliomar de Lima (12 de maio de 2014). «TVC transmite Fortaleza x Águia de Marabá, mesmo com jogo no PV». Blog do Eliomar. Consultado em 28 de maio de 2014 
  12. «Esporte Interativo anuncia que irá transmitir jogos da Série C». O Povo. 3 de abril de 2014. Consultado em 23 de abril de 2014 
  13. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). agenciach.com.br. 23 de agosto de 2013. Consultado em 29 de julho de 2014 
  14. «Agremiação Sportiva Arapiraquense». Federação Alagoana de Futebol. Consultado em 29 de julho de 2014 
  15. a b «STJD defere liminar que reconhece o direito do CRAC de disputar a Série C». CBF.com.br. 18 de abril de 2014. Consultado em 18 de abril de 2014 
  16. «STJD determina suspensão das tabelas das Séries C e D». Paraná-Online. 6 de março de 2014. Consultado em 8 de março de 2014 
  17. «CBF detalha tabela da Série C e confirma Betim na competição». GloboEsporte.com. 15 de março de 2014. Consultado em 16 de março de 2014 
  18. «Em novo capítulo de briga judicial, Betim é rebaixado para a Série D». GloboEsporte.com. 31 de março de 2014. Consultado em 6 de abril de 2014 
  19. «Betim E. C. rebaixado à Série D». CBF. 31 de março de 2014. Consultado em 6 de abril de 2014 
  20. «Metropolitano, Tiradentes e Brasiliense lutam por vaga na Série C no tapetão». FutebolInterior. 4 de abril de 2014. Consultado em 6 de abril de 2014 
  21. «Resultado dos processos julgados na sessão de instrução e julgamento realizada em 03 de junho de 2014 – Processo Nº 055/2014» (PDF). CBF.com.br. 3 de junho de 2014. Consultado em 7 de junho de 2014 
  22. a b «Crac é punido por escalar jogador irregular e perde três pontos». FutebolInterior.com.br. 3 de junho de 2014. Consultado em 7 de junho de 2014 
  23. «Campeonato Brasileiro de Futebol - Série C – Gols Pro». CBF. Consultado em 13 de novembro de 2014 
  24. «Boletim Financeiro: Fortaleza 1x1 Macaé» (PDF). CBF.com.br. 25 de outubro de 2014. Consultado em 28 de outubro de 2014 
  25. «Macaé segura pressão do Fortaleza, cala Castelão e está na Série B». GloboEsporte.com. 25 de outubro de 2014. Consultado em 25 de outubro de 2014 
  26. «Boletim Financeiro: Paysandu 3x3 Macaé» (PDF). CBF.com.br. 22 de novembro de 2014. Consultado em 26 de novembro de 2014 
  27. «Boletim Financeiro: Paysandu 2x1 Tupi» (PDF). CBF.com.br. 18 de outubro de 2014. Consultado em 20 de outubro de 2014 
  28. «Papão bobeia no fim e deixa Galo vivo na Série C». Futebol Interior. 18 de outubro de 2014. Consultado em 18 de outubro de 2014 
  29. «Boletim Financeiro: Fortaleza 0x0 Paysandu» (PDF). CBF.com.br. 14 de setembro de 2014. Consultado em 24 de setembro de 2014 
  30. «Em jogo fraco tecnicamente, Fortaleza empata sem gols com Paysandu». Tribuna do Ceará. 14 de setembro de 2014. Consultado em 15 de setembro de 2014 
  31. «Boletim Financeiro: Fortaleza 0x0 Botafogo-PB» (PDF). CBF.com.br. 26 de julho de 2014. Consultado em 24 de setembro de 2014 
  32. «Fortaleza 0×0 Botafogo-PB – Nada Belo…». O Povo. 26 de julho de 2014. Consultado em 28 de julho de 2014 
  33. «Boletim Financeiro: Fortaleza 2x0 Salgueiro» (PDF). CBF.com.br. 9 de agosto de 2014. Consultado em 24 de setembro de 2014 
  34. «FORTALEZA 2 X 0 Salgueiro – Ficha Técnica». Site do Fortaleza EC. 9 de agosto de 2014. Consultado em 10 de agosto de 2014 
  35. «Boletim Financeiro: Paysandu 4x1 Mogi Mirim» (PDF). CBF.com.br. 1 de novembro de 2014. Consultado em 4 de novembro de 2014 
  36. «Empurrado pela torcida, Papão goleia e coloca um pé na final». Futebol Interior. 1 de novembro de 2014. Consultado em 1 de novembro de 2014 
  37. «Boletim Financeiro: Paysandu 1x2 Fortaleza» (PDF). CBF.com.br. 31 de maio de 2014. Consultado em 24 de setembro de 2014 
  38. «Fortaleza vence Paysandu em Belém e se mantém na liderança da Série C». GloboEsporte.com. 31 de maio de 2014. Consultado em 1 de junho de 2014 
  39. «Boletim Financeiro: CRB 2x0 Madureira» (PDF). CBF.com.br. 25 de outubro de 2014. Consultado em 27 de outubro de 2014 
  40. «Boletim Financeiro: Tupi 0x1 Paysandu» (PDF). CBF.com.br. 25 de outubro de 2014. Consultado em 29 de outubro de 2014 
  41. «Boletim Financeiro Oficial da CBF: Cuiabá 0x0 Salgueiro» (PDF). CBF.com.br. 25 de maio de 2014. Consultado em 25 de maio de 2014 
  42. «Boletim Financeiro Oficial da CBF: Cuiabá 3x1 CRAC» (PDF). CBF.com.br. 27 de abril de 2014. Consultado em 2 de maio de 2014 
  43. «Boletim Financeiro Oficial da CBF: Cuiabá 0x0 Treze» (PDF). CBF.com.br. 11 de maio de 2014. Consultado em 13 de maio de 2014 
  44. «Boletim Financeiro Oficial da CBF: Duque de Caxias 1x2 São Caetano» (PDF). CBF.com.br. 4 de outubro de 2014. Consultado em 6 de outubro de 2014 
  45. «No jogo das lamentações, tricolor faz feio na despedida». FutebolInterior.com.br. 4 de outubro de 2014. Consultado em 5 de outubro de 2014 
  46. «Boletim Financeiro Oficial da CBF: Guaratinguetá 5x0 Madureira» (PDF). CBF.com.br. 4 de outubro de 2014. Consultado em 6 de outubro de 2014 
  47. «Boletim Financeiro Oficial da CBF: Madureira 0x1 Macaé» (PDF). CBF.com.br. 17 de maio de 2014. Consultado em 19 de maio de 2014 
  48. «Boletim Financeiro Oficial da CBF: CRAC 0x3 Paysandu» (PDF). CBF.com.br. 4 de outubro de 2014. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  49. «Ficha técnica de Crac 0x3 Paysandu pela 9ª Rodada (Última) do 2º Turno (18ª Geral (Última)) da 1ª Fase». Federação Goiana de Futebol. 4 de outubro de 2014. Consultado em 4 de outubro de 2014 
  50. «Boletim Financeiro Oficial da CBF: Madureira 0x1 Caxias» (PDF). CBF.com.br. 22 de julho de 2014. Consultado em 22 de julho de 2014 
  51. «Boletim Financeiro Oficial da CBF: Guaratinguetá 1x1 Juventude» (PDF). CBF.com.br. 20 de setembro de 2014. Consultado em 22 de setembro de 2014 
  52. «Boletim Financeiro Oficial da CBF: CRB 0x0 Paysandu» (PDF). CBF.com.br. 3 de maio de 2014. Consultado em 6 de maio de 2014 
  53. «Ranking de Público». SrGoool.com.br. Consultado em 22 de outubro de 2014 
  54. «Treze muda de técnico na véspera de viagem ao Rio para encarar o Vasco». GloboEsporte.com. 5 de maio de 2014. Consultado em 6 de maio de 2014 
  55. «Zé Roberto não é mais o treinador do Crac». CracNet.com.br. 6 de maio de 2014. Consultado em 7 de maio de 2014 
  56. «Crac acerta com o técnico Moisés Egert». FutebolInterior.com.br. 12 de maio de 2014. Consultado em 12 de maio de 2014 
  57. «Duque de Caxias comunica a saída de Eduardo Allax». SouDuque.com.br. 13 de maio de 2014. Consultado em 14 de maio de 2014 
  58. «Duque de Caxias anuncia Bruno Quadros como novo técnico». FutebolInterior.com.br. 4 de julho de 2014. Consultado em 8 de julho de 2014 
  59. «Diretoria do CRB troca o treinador Eduardo Souza por Ademir Fonseca». GloboEsporte.com. 18 de maio de 2014. Consultado em 19 de maio de 2014 
  60. a b «Darío Pereyra é demitido do Águia, e João Galvão assume interinamente». GloboEsporte.com. 30 de maio de 2014. Consultado em 30 de maio de 2014 
  61. «Águia anuncia Everton Goiano». FutebolInterior.com.br. 6 de junho de 2014. Consultado em 7 de junho de 2014 
  62. «Rivaldo manda técnico Márcio Goiano embora para conter gastos». FutebolInterior.com.br. 1 de junho de 2014. Consultado em 1 de junho de 2014 
  63. «Mogi volta para a rede, anuncia Claudio Batista como interino e renovações de atletas». FutebolInterior.com.br. 26 de junho de 2014. Consultado em 26 de junho de 2014 
  64. «Após nova derrota, São Caetano acerta saída de Vilson Tadei». FutebolInterior.com.br. 2 de junho de 2014. Consultado em 2 de junho de 2014 
  65. «Paulo Roberto é o novo técnico do São Caetano». Diário do Grande ABC. 3 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 
  66. «Mazola pede demissão por problemas familiares; Papão busca novo técnico». GloboEsporte.com. 11 de junho de 2014. Consultado em 11 de junho de 2014 
  67. «Paysandu confirma contratação de Vica, que manda recado ao torcedor». GloboEsporte.com. 18 de junho de 2014. Consultado em 18 de junho de 2014 
  68. «Após segunda derrota consecutiva, Roger Machado deixa o Juventude». GloboEsporte.com. 28 de julho de 2014. Consultado em 28 de julho de 2014 
  69. «Picoli aceita proposta do Juventude e deixa comando da Ferroviária». GloboEsporte.com. 30 de julho de 2014. Consultado em 31 de julho de 2014 
  70. «Oficial: ASA confirma saída de Beto Almeida e acerta com novo técnico». GloboEsporte.com. 4 de agosto de 2014. Consultado em 5 de agosto de 2014 
  71. «Novo técnico do ASA, Francisco Diá será apresentado nesta terça-feira». GloboEsporte.com. 5 de agosto de 2014. Consultado em 5 de agosto de 2014 
  72. «Vica é demitido do Paysandu após passagem sem vitórias pelo clube». GloboEsporte.com. 11 de agosto de 2014. Consultado em 11 de agosto de 2014 
  73. «Confirmado: técnico Mazola Júnior está de volta ao Paysandu». GloboEsporte.com. 11 de agosto de 2014. Consultado em 11 de agosto de 2014 
  74. «ASA demite técnico Francisco Diá». GloboEsporte.com. 13 de agosto de 2014. Consultado em 13 de agosto de 2014 
  75. «ASA age rápido e anuncia retorno de Vica». FutebolInterior.com.br. 13 de agosto de 2014. Consultado em 13 de agosto de 2014 
  76. «Everton Goiano pede demissão e João Galvão assume Águia novamente». GloboEsporte.com. 19 de agosto de 2014. Consultado em 19 de agosto de 2014 
  77. «Na zona do rebaixamento para a Série D, Guarani demite técnico». Terra Esportes. 24 de agosto de 2014. Consultado em 24 de agosto de 2014 
  78. «Benazzi chega ao Bugre com discurso realista: "Batalhar para permanecer"». Terra Esportes. 25 de agosto de 2014. Consultado em 25 de agosto de 2014 
  79. «Moisés Egert deixa o Crac e Elson Barbosa renuncia ao cargo». FutebolInterior.com.br. 25 de agosto de 2014. Consultado em 25 de agosto de 2014 
  80. «Na lanterna do Grupo B, Bruno Quadros deixa o Duque de Caxias». FutebolInterior.com.br. 28 de agosto de 2014. Consultado em 28 de agosto de 2014 
  81. «Fahel Júnior assume o comando já para sábado». SouDuque.com.br. 29 de agosto de 2014. Consultado em 30 de agosto de 2014 
  82. «Depois da derrota para o Madureira, Macaé demite técnico Junior Lopes». GloboEsporte.com. 31 de agosto de 2014. Consultado em 1 de setembro de 2014 
  83. «Josué Teixeira é o novo técnico do Macaé». FutebolInterior.com.br. 1 de setembro de 2014. Consultado em 1 de setembro de 2014 
  84. «Após terceira derrota seguida, Beto Campos deixa o Caxias». FutebolInterior.com.br. 1 de setembro de 2014. Consultado em 1 de setembro de 2014 
  85. «Caxias contrata Itamar Schulle». FutebolInterior.com.br. 1 de setembro de 2014. Consultado em 1 de setembro de 2014 
  86. «Após derrota para o Botafogo-PB, Cuiabá demite treinador Luciano Dias». GloboEsporte.com. 14 de setembro de 2014. Consultado em 15 de setembro de 2014 
  87. «Cuiabá contrata Márcio Goiano como novo técnico para reta final da Série C». GloboEsporte.com. 15 de setembro de 2014. Consultado em 15 de setembro de 2014 
  88. «Guarani oficializa saída de Benazzi e inicia busca por substituto na Série C». GloboEsporte.com. 15 de setembro de 2014. Consultado em 15 de setembro de 2014 
  89. «Marcelo Veiga é o novo técnico do Guarani para a reta final da Série C». GloboEsporte.com. 15 de setembro de 2014. Consultado em 15 de setembro de 2014 
  90. «Givanildo não é mais técnico do Treze». GloboEsporte.com. 17 de setembro de 2014. Consultado em 17 de setembro de 2014 
  91. «Everton Goiano é o novo técnico do Treze para a sequência da Série C». GloboEsporte.com. 18 de setembro de 2014. Consultado em 18 de setembro de 2014 
  92. «Paulo Roberto deixa o comando do São Caetano». FutebolInterior.com.br. 17 de setembro de 2014. Consultado em 17 de setembro de 2014 
  93. «Eliminado na Copa Rio, Fahel pede demissão do Duque: "Sem objetivos"». GloboEsporte.com. 25 de setembro de 2014. Consultado em 25 de setembro de 2014 
  94. «Mantido na Série C, Crac desafia a força do CRB no interior de Alagoas». GloboEsporte.com. 11 de maio de 2014. Consultado em 18 de maio de 2014 
  95. «Duque contrata ex-São Paulo e confirma Moura como interino». FutebolInterior.com.br. 16 de maio de 2014. Consultado em 16 de maio de 2014 

Ligações externasEditar

Precedido por
Série C 2013
1 de junho1 de dezembro
Série C 2014
26 de abril22 de novembro
Sucedido por
Série C 2015
16 de maio21 de novembro