MTV Video Music Awards

premiação anual de vídeos musicais norte-americana
(Redirecionado de MTV Video Music Award)

MTV Video Music Awards (acrônimo: VMA ou VMAs) é uma premiação musical estadunidense apresentada pelo canal MTV, tendo sido criada em 1984, para enaltecer os melhores videoclipes do ano. Originalmente concebido como uma alternativa irreverente aos Grammy Awards, o VMA se mantém a décadas como uma das premiações mais populares no mundo.

MTV Video Music Awards
MTV Video Music Awards de 2024
MTV Video Music Awards
Local Nova Iorque, Los Angeles, Las Vegas, Miami, Inglewood e Newark
País  Estados Unidos
Primeira cerimónia 14 de setembro de 1984
Detentor atual MTV
Página oficial

É apresentado todos os anos, sendo emitido nos EUA pela MTV - assim MTV2 e a VH1, entre outras estações pertencentes à Viacom, desde 2014 - e estações da MTV de várias partes do mundo. A premiação normalmente acontece em Nova Iorque ou no condado de Los Angeles (em Los Angeles ou Inglewood), mas em ocasiões passadas foi realizada em Las Vegas (uma vez), Miami (duas vezes) e Newark (três vezes). Sendo assim, o evento já passou por cinco estados norte-americanos: Nova Iorque, Califórnia, Flórida, Nevada e Nova Jérsia. A edição de 2024 voltará ao estado de Nova Iorque, visto que será realizada no hamlet de Elmont, condado de Nassau, Long Island.[1]

Com o passar dos anos, suas categorias foram reformuladas, a fim de prestigiar mais os artistas e as músicas, mas não deixando de lado os videoclipes.

As estatuetas entregues aos vencedores são chamadas de Moonman (Homem da Lua), dado que a estatueta é um astronauta na Lua, uma das primeiras representações da MTV. O período de eleição para os Video Music Awards começa a 1 de julho. Antes de 2002, os VMA era tradicionalmente realizado na primeira quinta-feira de setembro, mas foi decidido adiar a cerimônia para uma semana antes para que não coincidisse com o aniversário dos ataques de 11 de setembro de 2001. A cerimônia é marcada pelas performances, sendo elas polêmicas, marcantes e/ou icônicas por parte dos artistas.

Vários artistas se destacaram na história da premiação, como, Michael Jackson, Madonna, Cyndi Lauper, David Bowie, Beyoncé, Britney Spears, Lady Gaga, Christina Aguilera, Rihanna, Taylor Swift, Jennifer Lopez, Justin Timberlake, Eminem, Nirvana, Janet Jackson, Kanye West, entre outros.

Beyoncé é a maior vencedora da história do VMA, com 29 prêmios ganhos (sendo 2 com o grupo Destiny's Child, 25 com sua carreira solo, e 2 com o projeto The Carters; 8 dos prêmios atribuídos a Beyoncé foram conquistados em uma só noite, mais precisamente na edição de 2016 do evento. Em 2023, Taylor Swift se tornou a segunda artista com mais prêmios, mais precisamente 23.[2] Madonna é a terceira mais premiada, com 20 troféus. Até 2016, ela foi a maior vencedora da premiação. Em quarto, com 18 prêmios, estão Lady Gaga, e Justin Timberlake, que venceu 11 VMAs em carreira solo, e 7 com o 'N Sync. Eminem é o rapper que mais ganhou VMAs, com um total de 13, e a banda R.E.M. é o grupo que mais venceu, com 12 vitórias.

O artista que ganhou mais VMAs em uma noite foi o Peter Gabriel, que na edição de 1987 recebeu 10 prêmios, pelo videoclipe de "Sledgehammer". Em 2023, Taylor Swift se tornou a segunda mais premiada em uma noite, com 9 prêmios, incluído o da categoria "Concerto do Verão (Show of The Summer)", inaugurada nesse ano.[3][4] O segundo videoclipe mais premiado é o "Bad Romance", da Lady Gaga, que recebeu 7 VMAs em 2010. Seguem-se "Take On Me", do A-ha, "Formation", de Beyoncé, "Tonight, Tonight", do The Smashing Pumpkins, "Weapon of Choice", de Fatboy Slim, "Boulevard of Broken Dreams", do Green Day, e "HUMBLE.", de Kendrick Lamar", todos com 6 vitórias.

Quanto ao prêmio mais cobiçado do evento, o de "Vídeo do Ano'", quem o venceu mais vezes foi Taylor Swift, com "Bad Blood" (em 2015), "You Need To Calm Down" (em 2019) e "All Too Well: The Short Film" (em 2022) e "Anti-Hero" (em 2023). Rihanna venceu o prêmio duas vezes - a primeira com "Umbrella" (em 2007) e a segunda com "We Found Love" (em 2012) -, assim como Beyoncé - com "Single Ladies (Put a Ring On It") (em 2009) e "Formation (em 2016) - e Eminem - com "The Real Slim Shady" (em 2000) e "Without Me" (em 2002). Se considerarmos a participação de Kendrick Lamar no single "Bad Blood", de Taylor Swift, e tendo em conta que o rapper venceu o VMA de Vídeo do Ano em 2017, com "HUMBLE.", também se pode considerar que ele se junta a este grupo.

Radio City Music Hall em Nova Iorque, local das primeiras edições do VMA.

Década de 1980

editar
 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 1984

A atuação de Madonna na primeira edição dos MTV Video Music Awards, é considerada uma atuação icônica na história da música. Ela subiu ao palco para cantar "Like a Virgin", usando um vestido de noiva, e seu cinto "Boy Toy", sua marca registrada. Durante a apresentação, Madonna rolou pelo chão, revelando suas ligas e meias de seda, ao mesmo tempo que fazia movimentos sexualmente sugestivos.[5] Mas o moonman de "Melhor Vídeo Feminino" foi para sua "rival" musical da época, Cyndi Lauper, com "Girls Just Wanna Have Fun".

David Bowie, os Beatles, e o diretor Richard Lester, receberam o primeiro "Video Vanguard Awards" por seu trabalho pioneiro no videoclipe.[6]

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 1985

O segundo VMA foi novamente realizado no Radio City Music Hall, e foi apresentado pelo ator Eddie Murphy. Don Henley venceu na categoria "Vídeo do Ano" e outros três moonmans com "The Boys of Summer". O moonman de "Melhor Video Feminino" foi para "What's Love Got To Do With It" de Tina Turner.

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 1986

Madonna recebeu o prêmio de "Video Vanguard Award". O maior vencedor da noite foi o grupo norueguês A-ha , que ganhou oito dos onze prêmios que disputava, seis prêmios foram para o hit "Take On Me". Whitney Houston ganhou o de "Melhor Vídeo Feminino", com How Will I Know.

Peter Gabriel ganhou os 10 prémios a qual estava indicado, com o sucesso de "Sledgehammer". Sendo o único, a ganhar dez prêmios numa única edição.[7] O moonman de "Melhor Vídeo Feminino" foi para Madonna, com "Papa Don't Preach", e o de "Melhor Performance de Palco" foi para o Bon Jovi.

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 1988

Foi apresentado pelo comediante Arsenio Hall. Michael Jackson fez sua primeira performance no VMA com a canção "Bad", embora, a performance tenha sido pré-gravada durante um show de sua turnê em Londres. Ele também foi premiado com o "Video Vanguard Award", que mais tarde foi renomeado em sua homenagem.[8] A banda de rock australiana INXS, foi a mais premiada do ano, ganhando cinco de suas nove indicações, incluindo o prêmio de "Vídeo do Ano" por "Need You Tonight".[9]

Madonna abriu a cerimônia com seu hit "Express Yourself", performance memorável, que serviu de prévia do que seria sua Blond Ambition World Tour.[10] Durante a noite, quando ela ganhou o prêmio "Escolha da Audiência" (patrocinado pela Pepsi) por seu vídeo de "Like a Prayer". Ela agradeceu à Pepsi em seu discurso "por causar tanta controvérsia". Na época, a Pepsi pagou a Madonna 5 milhões de dólares, para fazer um comercial da marca com a estreia mundial de "Like a Prayer". Quando os executivos da Pepsi viram o polemico clipe de Madonna, retiraram o comercial do ar depois de apenas duas exibições.[11]

Jon Bon Jovi e Richie Sambora fizeram uma performance acústica dos sucessos "Wanted Dead or Alive e "Livin' on a Prayer", e se tornaram a inspiração do canal na criação do MTV Unplugged.[12]

Paula Abdul foi indicada a seis prêmios, ganhando quatro, tendo o desempenho mais notável da noite. Ela comandou o palco com um medley de sete minutos de seus hits número 1: "Straight Up", "Hearted Cold" e "Forever Your Girl".

Depois de se apresentar com Tom Petty, o guitarrista da banda Guns N' Roses, Izzy Stradlin, foi agredido pelo vocalista do Mötley Crüe, Vince Neil, levando a uma briga verbal entre Neil e o vocalista do Guns N' Roses, Axl Rose.[13]

Década de 1990

editar

O primeiro VMA da década, foi realizado em 6 de setembro no Universal Amphitheatre, com o Arsenio Hall retornando como apresentador.

Madonna fez a performance mais memorável de sua carreira, com o sucesso "Vogue". A apresentação contou com a cantora e seus dançarinos vestidos com uma temática do século XVIII francês, com Madonna tendo grande semelhança com Maria Antonietta.[14] Madonna foi uma das maiores vencedoras da noite, levando para casa três prêmios. Sinéad O'Connor também levou três prêmios, incluindo "Vídeo do Ano".

A banda Faith no More, fez uma performance fantástica do sucesso "Epic". Janet Jackson recebeu o "Video Vanguard Award", e apresentou "Black Cat", que foi considerada "sua primeira performance chocante".

Nessa edição o "Video Vanguard Award" foi renomeado para "Michael Jackson Video Vanguard Award". Um conflito entre o vocalista do Poison, Bret Michaels, e CC DeVille culminou em uma briga durante o VMA.[15] DeVille foi demitido e substituído pelo guitarrista Richie Kotzen.

O ator Paul Reubens fez sua primeira aparição pública após ser preso por conduta lasciva no início daquele ano. Ele subiu ao palco com o traje de seu famoso personagem Pee Wee Herman.[16] Foi a última aparição da banda Kiss com o integrante Eric Carr, antes da morte de Carr, que aconteceria em novembro.

Prince cantou a música "Gett Off" vestindo uma calça de malha amarela que expunha suas nádegas. Suas calças foram parodiadas inúmeras vezes em programas e filmes de comédia.

 
Kurt Cobain e Kist Novoselic, tocando "Lithium" no VMA de 1992.

A MTV pediu à banda Nirvana tocar "Smells Like Teen Spirit", enquanto a banda queria tocar as novas canções "Rape Me" e "Tourette". Executivos da emissora continuaram a insistir em "Teen Spirit", mas, ofereceram à banda uma opção de tocar "Teen Spirit" ou "Lithium", que a banda aparentemente aceitou tocar. Na performance, Nirvana começou a tocar, e Kurt Cobain cantou as primeiras linhas da canção "Rape Me", para o desespero dos executivos da MTV, antes de começar a tocar "Lithium". Perto do fim da canção, frustrado que seu amplificador tinha parado de funcionar, o baixista Krist Novoselic decidiu jogar seu baixo para cima, fazendo com que o mesmo caísse em sua testa, obrigando-o a sair do palco cambaleando.[17]

Nos bastidores, antes do show, Axl Rose desafiou Cobain para uma luta depois que ele, sua esposa Courtney Love, e colegas de banda Krist Novoselic e Dave Grohl, estavam destruindo os equipamentos da banda, Guns N' Roses. Dave Grohl correu para o microfone e gritou: "Hey, Axl! Onde está Axl?" repetidamente.

Guns N' Roses fez uma apresentação épica de "November Rain" com participação de Elton John. Por causa da discussão que Axl teve com Cobain, momentos antes da performance, Cobain cuspiu nas teclas do que ele pensava que era o piano de Axl. Cobain revelou mais tarde que ele ficou chocado ao ver que era o piano de Elton John.[18]

Madonna abriu o show com uma performance de "Bye Bye Baby". RuPaul e Milton Berle, tiveram conflitos nos bastidores, mas apresentaram um prêmio juntos. Quando Berle inadequadamente tocou os seios de RuPaul, RuPaul disse "Então, você costumava usar vestidos, mas agora que você está usando fraldas."[19][20]

O rapper Snoop Dogg apresentou o prêmio de "Melhor Vídeo R&B" com o Dr. Dre e George Clinton. Na época, Snoop era procurado por conexão com o assassinato de um membro de uma gangue de Los Angeles, ocorrido há uma semana. Além de ter levado diversos prêmios, a banda Pearl Jam apresentou sua nova música Animal, e encerrou tocando "Rockin' in The Free World", ao lado de Neil Young.

Janet Jackson encerrou a noite com uma performance de "That's the Way Love Goes" e "If".

Meses depois de uma entrevista polêmica e cheia de palavrões ao The Late Show with David Letterman, Madonna foi anunciada para apresentar o prêmio de "Video do Ano". Ela apareceu no palco, de braços dados com David Letterman, e foi ovacionada. Ao microfone, Letterman disse-lhe: "Estarei no carro. Cuidado com a língua" e saiu. Quando Madonna presenteou o vencedor Aerosmith, Steven Tyler disse “Por que Madonna não usa esses dois dedos para se masturbar?”, ela pegou o microfone e respondeu: “Se eu usasse seus dedos, não seria masturbação. Seria abuso sexual”. O comentário causou espanto na plateia. Esse momento foi editado, e não foi exibido nas reprises.[21]

Casados recentemente, Michael Jackson e Lisa Marie Presley, abriram o show e foram ovacionados pé enquanto caminhavam até o centro do palco de mãos dadas. Depois Michael olha para o público e diz: "Estou muito feliz de estar aqui. E basta pensar, ninguém pensou que isso duraria", Jackson agarra Lisa e a beija. Perto do final da premiação, Michael tocou "Thriller" em homenagem a Kurt Cobain, que tinha morrido recentemente. Jackson afirmou que Thriller era a canção favorita de Kurt e sua morte merecia sua música favorita.[22]

Michael Jackson se apresenta pela primeira vez no palco do VMA, com um medley de mais de 15 minutos de suas principais canções. O guitarrista Slash participa tocando guitarra em "Black or White" e no início de "Billie Jean". Esta, é considerada uma das melhores performance da história da premiação.[23]

Courtney Love e sua banda Hole, apresentaram a canção "Violet" de seu álbum de estreia Live Through This. Esta foi uma das primeiras aparições feita por Love após a morte de seu marido Kurt Cobain, e da morte do baixista de sua banda Kristen Pfaff. Antes de começar a canção, Courtney disse: "Isto é para Kurt, e Kristen, e River e Joe, e hoje Joni Abbott, isto é para você." (Abbott trabalhava no departamento de Relações com Talentos da MTV, e tinha cometido suicídio recentemente, como o Kurt). Love também causou rebuliço nos bastidores, quando ela interrompeu uma entrevista pós-cerimônia de Kurt Loder com a Madonna, jogando suas maquiagens em Madonna. Ela invade a entrevista, causando constrangimento.

O grupo TLC foi o grande vencedor da noite, levando quatro prêmios, incluindo "Escolha da audiência", "Melhor Vídeo de Grupo" e "Vídeo do Ano".

Os quatro membros originais do Van Halen receberam 20 segundos de ovação no palco, sendo essa a primeira aparição pública deles juntos, desde o término em abril de 1985. Porém, nos bastidores, após apresentarem um prêmio ao Beck, a reunião azedou amargamente, e David Lee Roth e Eddie Van Halen quase se agrediram. Roth divulgou um comunicado pedindo desculpas aos fãs, afirmando que ele era um participante involuntário de um golpe publicitário para vender mais cópias da coletânea de maiores sucessos da banda. No dia seguinte, Eddie e Alex Van Halen divulgaram um comunicado, afirmando que eles haviam sido honestos com Roth, e que nunca levaram ele a acreditar que tinha sido recontratado.

Oasis tocou 'Champagne Supernova', com o vocalista Liam Gallagher fazendo gestos rudes no irmão Noel, ele estava tocando seu solo de guitarra, em seguida, cuspiu cerveja por todo o palco antes de sair.

Alanis Morissette tocou "Your House", uma faixa escondida de seu álbum "Jagged Little Pill". O início e o fim da canção foram cantados a cappella, enquanto o resto foi tocado com uma guitarra. No final Alanis ficou emocionada. O recém-reunido Kiss fechou o show com um concerto especial direto da Brooklyn Bridge.

Tupac Shakur fez sua última aparição pública antes de ser assassinado.

Pat Smear anunciou que estava deixando o Foo Fighters no meio da apresentação, e apresentou seu substituto, Franz Stahl que tinha sido um membro da banda Scream com Dave Grohl.

Puff Daddy apresentou seu sucesso "I'll Be Missing You", dedicado ao recente assassinado Notorious B.I.G.. A canção que contem sample da canção do The Police "Every Breath You Take", e teve a presença do ex -vocalista da banda, Sting, na performance.

Quando receberam o prêmio de "Melhor vídeo Dance" por "Wannabe", as Spice Girls, estavam usando uma pulseira preta em seu braço esquerdo em sinal de luto pela morte da Princesa Diana de Gales.

Ao receber o prêmio de "Melhor Vídeo de Artista Revelação" por "Sleep to Dream", Fiona Apple revelou não gostar da vida de celebridade. Apesar de seus comentários serem recebidos com aplausos pela plateia, a reação da mídia foi bem diferente. Muitos consideraram seus comentários hipócritas.[24]

Brandy e Monica apresentaram o sucesso do momento "The Boy Is Mine", ao vivo, pela primeira vez, pondo fim as especulações da mídia sobre as duas serem rivais.

Madonna fez uma performance espiritual de "Shanti/ Ashtangi", e o hit "Ray of Light", com direito a Lenny Kravitz na guitarra. Geri Halliwell fez sua primeira aparição pública desde que deixou as Spice Girls em maio.[25] Ela apresentou o "Vídeo do Ano", que foi para Madonna, com "Ray of Light".[26]

Mariah Carey e Whitney Houston, encenaram um momento constrangedor ao subirem ao palco com vestidos iguais. Elas arrancam pedaços de seus vestidos, revelando um corte diferente. Ambas estavam zombando de rumores que diziam que elas eram inimigas.

Madonna recebeu uma homenagem de várias drag queens, por seu grande apoio à comunidade gay. Elas usavam looks famosos da cantora, e dublaram trechos de alguns de seus maiores sucessos.

Lil' Kim apareceu no VMA com um peito todo exposto contendo apenas um pedaço minúsculo de tecido sobre o mamilo. A roupa de Kim tornou-se ainda mais controversa mais tarde, quando ela apareceu no palco com Mary J. Blige e Diana Ross para apresentar o prêmio de "Melhor Vídeo Hip-Hop", e Diana Ross colocou sua mão debaixo da mama exposta sacudindo-a enquanto Kim ria .

Durante o discurso de aceitação dos Beastie Boys, o membro do grupo, Ad-Rock, abordou os casos de agressão sexual que ocorreram durante o festival Woodstock 1999. Ele prometeu garantir mais segurança ao público em seus shows, e pediu que os outros artistas fizessem o mesmo.

Afeni Shakur e Voletta Wallace, as mães dos assassinados Tupac Shakur e The Notorious BIG, se reuniram pela primeira vez para honrar a memória de seus filhos.

TLC ganhou "Melhor Vídeo de um Grupo" por "No Scrubs", batendo o favoritismo das boybands da época. O grupo recebeu uma ovação de pé da plateia. A boyband 'N Sync se apresentou com a participação da cantora Britney Spears, que fez sua estreia no palco da premiação.

Década de 2000

editar

No primeiro VMA dos anos 2000, Eminem começa sua apresentação de "The Real Slim Shady", fora do Radio City Music Hall na Avenida 6, seguido por um exército de 'clones' idênticos a eles, vestindo as mesmas roupas, e com os cabelos tingidos de loiro. Ele caminha até o palco da premiação, finalizado a performance.

Britney Spears apresentou um medley com um cover de "(I Can Get No) Satisfaction" dos Rolling Stones, e seu futuro hit "Oops!... I Did It Again". A performance causou bastante controversa, pois a mesma começou fazendo um strip-tease, e por baixo da roupa estava usando um traje da cor da pele, que a primeira olhada, parecia que ela estava nua.

Em outro momento do show Britney subiu ao palco de mãos dadas com Christina Aguilera, e desmentiram rumores de que eram rivais, e introduziram Whitney Houston. Naquele momento, Houston, era um dos principais focos da imprensa nos Estados Unidos, seja por seu comportamento polêmico, seja por rumores de que era viciada em drogas, que começaram após ela ser presa no Aeroporto Internacional de Honululu por porte de maconha. Ao final da apresentação ela levantou a cabeça e foi ovacionada de pé, e chamou seu marido Bobby Brown, recentemente libertado da prisão para apresentar um prêmio ganho por Eminem.

A cerimônia foi dedicada a memória da a cantora e atriz Aaliyah, que estava escalada para apresentar um prêmio naquela noite, mas morreu no fim de semana anterior, em um acidente de avião de pequeno porte. Outra homenagem foi feita pelo U2, para o cantor punk Joey Ramone, que morreu de linfoma quatro meses antes.[27]

Britney Spears fez outra performance memorável, quando subiu ao palco para cantar seu novo single, "I'm a Slave 4 U". A performance é mais lembrada por apresentar a cantora dançando brevemente com uma cobra em seus ombros.

Um problema técnico marcou a apresentação do U2. Durante o momento exato em que a performance iria começar, o sinal principal da MTV caiu e imediatamente um intervalo comercial começou, e os primeiros minutos do show não foram transmitidos. Durante este período o grupo foi avisado e teve que interromper a apresentação até que o sinal retornasse. Ao ser avisado do retorno, o grupo recomeçou a apresentação, mas o sinal caiu novamente. Dois minutos mais tarde, ele retorna, e pela segunda vez o grupo teve que recomeçar a apresentação. Contrariado e constrangido com a situação, o vocalista Bono comentou a situação "A MTV esqueceu de pagar a conta de luz."

Uma surpresa da noite foi a aparição de Michael Jackson ao final da apresentação do 'N Sync, quando cercado por membros do grupo, apresentou alguns de seus movimentos de dança mais marcantes ao som de um beatboxing feito por Justin Timberlake.

Essa edição aconteceu no dia do aniversário de Michael Jackson, e como homenagem, a MTV colocou a Britney Spears para levar um bolo, e entregar um presente simbólico a Michael. Enquanto ela discursava, disse que o considerava "o artista do milênio". Jackson entendeu que estava ganhando o prêmio de "artista do milênio".

Christina Aguilera chocou a plateia ao aparecer vestindo uma roupa curta e maquiagem pesada, sendo um contrastante à imagem que todos antes tinham por ela. Ela faz parte de um momento constrangedor na premiação, ao entregar o prêmio de "Melhor Vídeo Masculino" para Eminem, que já havia a insultado. Eminem por sua vez, teve um confronto com o Moby, que havia chamado a música do rapper de misógina e homofóbica. Quando Eminem subiu ao palco para receber o prêmio entregue por Aguilera, ele desafiou Moby a uma luta.

Shakira faz uma performance da canção "Objection (Tango)". Avril Lavigne ganhou seu primeiro prêmio como "Melhor Artista Novo". Axl Rose revelou a nova formação do Guns N' Roses, e a banda encerrou a premiação.

O grande momento desta edição aconteceu logo na abertura quando Britney Spears e Christina Aguilera apareceram vestidas de noiva, cantando o sucesso de Madonna, "Like a Virgin", no que era uma releitura da apresentação histórica de Madonna, realizada na primeira edição da premiação, em 1984. Diversos elementos foram repetidos como o bolo de casamento, os vestidos de noiva e os cintos "Boy Toy", só que agora usados por Aguilera e Spears. Madonna aparece logo em seguida, interpretando o "noivo". As três cantoras passam a interagir enquanto apresentam "Hollywood", e Madonna beija a boca de Spears e Aguilera. Elas terminam a performance com a participação da rapper, Missy Elliott. Essa se tornou uma das apresentações mais lembradas e aclamadas de todos os tempos na cultura pop.

Ainda tivemos a primeira apresentação solo de Beyoncé. Ela desceu de ponta cabeça no palco cantando "Baby Boy", em seguida, o seu primeiro sucesso solo "Crazy in Love".

O VMA desse ano foi realizado em Miami, Florida, sendo a primeira vez que a premiação foi realizado fora do eixo Nova Iorque e Los Angeles.

Cher foi homenageada com o "Prêmio Vanguarda" em comemoração de seus 40 anos de carreira, e o "Clipe do Ano" foi para o Outkast com "Hey Ya!".

Esse VMA foi o primeiro a ter performances em espanhol, quando Shakira, Alejandro Sanz, Daddy Yankee, Don Omar e Tego Calderón se apresentaram. Também foi a primeira vez que vídeos em espanhol foram nomeados, com a nova categoria "Melhor Video de Artista Latino".

O Green Day levou para casa o moonman de "Melhor Vídeo Rock", "Melhor Vídeo de Grupo" e "Vídeo do Ano" Moonman com o sucesso de "Boulevard of Broken Dreams", que eles apresentaram durante a cerimonia. Eles também levaram o prêmio de "Escolha da Audiência" por "American Idiot".

Kelly Clarkson fez uma apresentação energética de seu sucesso "Since U Been Gone", descalça, vestindo uma blusinha rasgada e calças Capri. Com direito a "chuva" no palco, Clarkson se jogou no meio da multidão durante a performance.

Gwen Stefani e Snoop Dogg ganharam prêmios de mais bem vestidos, e receberam um valor para doar a uma instituição de caridade de sua escolha.

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2006

Justin Timberlake e Timbaland abriram a noite com um medley de seus recentes sucessos.

Quando Jennifer Lopez anunciou o "Vídeo do Ano" para o Panic! At The Disco com "I Write Sins Not Tragedies", um homem saltou da plateia, pegou o microfone e se identificou como "Sixx". O prêmio de "Melhor Novo Artista" foi para o Avenged Sevenfold, o que foi inesperado pelo público, pois Rihanna também concorria nesta categoria.

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2007

Britney Spears chocou o mundo pop, pelo seu tão aguardado "comeback", com o single Gimme More. Usando um top brilhante e uma calcinha, ela foi duramente criticada por sua aparência, e por aparentar estar "perdida" durante a apresentação. A performance recebeu críticas negativas e até paródias, porém é uma das mais lembradas da premiação.

Chris Brown, fez uma performance com vários de seus sucessos, e sua namorada da época, Rihanna, entra no palco ao som do hit Umbrella.

Kid Rock e Tommy Lee se envolveram em uma briga durante a apresentação de Alicia Keys. Lee estava sentado com o mágico Criss Angel, quando os dois foram visitar Diddy, que estava sentado perto de Kid Rock. Kid Rock supostamente foi provocar Tommy Lee apontando o dedo na cara. A briga terminou da pior forma, e ambos foram acompanhados para fora do resort. Angel foi removido pouco tempo depois.

Justin Timberlake ganhou "Melhor Video Masculino", Fergie "Melhor Video Feminino", Fall Out Boy "Melhor Video de um Grupo"

E por fim, Rihanna, a maior vencedora da noite, ganha seus primeiros moonmans, com "Video do Ano" e "Video Monstro do Ano" (antigo "Video da Escolha da Audiência") pelo sucesso de "Umbrella", que também foi a música mais tocada em 2007.

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2008

Rihanna abriu o show com "Disturbia", com uma roupa preta de couro, performando juntamente de vários dançarinos vestidos de zumbis.

Após 16 nomeações, Britney Spears finalmente ganhou seu primeiro moonman, levando com "Piece Of Me" todos os três prêmios a que estava indicada: Melhor Vídeo Feminino, Melhor Vídeo Pop e Vídeo do Ano.

Russell Brand também fez comentários maldosos sobre os Jonas Brothers usarem anéis de pureza. Brand foi severamente criticado por isso, e ele confirmou seu pedido de desculpas no MTV Video Music Awards 2009. Durante a introdução da performance de T.I. e Rihanna, Jordin Sparks que também usa um anel de pureza, defendeu os Jonas Brothers dizendo: "Não é ruim usar um anel de compromisso, porque nem todo mundo cara, ou menina, quer ser uma vagabunda."

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2009

A premiação começou com uma homenagem de Madonna a Michael Jackson, que havia falecido recentemente, depois coreógrafos e dançarinos fizeram performances com os maiores hits do Rei do Pop, que encerrou com sua irmã Janet Jackson cantando Scream. Mais tarde, a premiação mostrou ao mundo um trailer do documentário This is It.

 
Lady Gaga com um moonman no VMA 2009.

Lady Gaga, depois de cantar "Paparazzi" chocou o público quando simulou que foi baleada e sangrou no palco. No dia seguinte o jornal americano The New York Times, publicou uma nota, elogiando a performance e considerando uma das melhores. Gaga ganha seu primeiro moonman com o prêmio de Vídeo Revelação por Poker Face.

Taylor Swift ganhou seu primeiro VMA de "Melhor Vídeo Feminino" por "You Belong With Me". Durante seu discurso de agradecimento, o rapper Kanye West apareceu inesperadamente no palco tomando o microfone de Swift, ele falou: "Yo Tay, eu estou realmente feliz por você, mas Beyoncé tem um dos melhores vídeos de todos os tempos. Um dos melhores vídeos de todos os tempos!", depois West deu o microfone de volta para Swift, e ela não terminou o seu discurso. No entanto, quando Beyoncé ganhou "Vídeo do Ano" para "Single Ladies", ela chamou Swift ao palco para "ter o seu momento."

Lady Gaga e Beyoncé receberam cada uma nove indicações e venceram três cada. Green Day também ganhou três prêmios por "21 Guns". Britney Spears ganhou seu quarto moonman, com "Melhor Video Pop", por "Womanizer", porém não compareceu ao evento, pois estava em turnê.

Década de 2010

editar
 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2010

Eminem abriu a premiação com o hit "Love The Way You Lie" ao lado de Rihanna. Lady Gaga quebrou o recorde de maior número de indicações em uma única edição com 13, levando para casa oito deles (sete para "Bad Romance" e um para "Telephone"). Durante o discurso do recebimento de vídeo do ano por Bad Romance, Lady Gaga que usava um chocante e icônico vestido de carne revelou o título de seu álbum seguinte, Born This Way, e cantou uma parte da faixa-título. Justin Bieber ganhou o prêmio de "Artista Revelação".

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2011
 
Lady Gaga com o seu alter ego, Jo Calderone no VMA 2011.

A premiação começou com Lady Gaga encarnada em seu alter ego masculino Jo Calderone, e apresentando seu novo single, "Yoü and I". Ela retornou ao palco, ainda em seu alter ego, para apresentar um tributo à Britney Spears, que recebeu o “Video Vanguard Award". As duas brincaram sobre repetir o beijo que Britney e Madonna deram, 8 anos antes, mas Spears disse que já tinha feito isso antes.

A cantora britânica Jessie J, que estava com o tornozelo machucado, fazia números de transição entre os intervalos.Beyoncé cantou "Love On Top" e anunciou sua primeira gravidez, sendo o momento mais comentado da noite nas redes sociais.[28]

Também aconteceu uma homenagem à falecida cantora Amy Winehouse; Russell Brand fez um monólogo sobre seus pensamentos sobre ela, e Tony Bennett mostrou uma prévia de sua colaboração com ela em seu álbum Duets II. Depois, Bruno Mars cantou "Valerie" em sua homenagem.[29]

Nesse ano, foi criada a categoria de "Melhor clipe com uma mensagem", e o primeiro prêmio foi dado à Lady Gaga e sua canção de autoajuda "Born This Way".

Katy Perry foi uma das maiores vencedoras da noite, recebendo 3 prêmios, de "Melhor Colaboração" e "Melhores Efeitos Especiais" por "E.T. (feat. Kanye West)" e o "Video do Ano" com "Firework".

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2012

Com uma queda brusca na audiência, o VMA de 2012 foi sediado no Staples Center, no dia 6 de setembro, voltando a ser realizado numa quinta-feira, algo que não ocorria há algumas edições.

A abertura ficou por conta da Rihanna com "Cockiness (Love it)" e "We Found Love" com participação de Calvin Harris. Também tiveram apresentações do One Direction, Green Day, Alicia Keys, Lil Wayne com 2 Chainz, P!nk, eTaylor Swift, que encerrou a noite.

Nicki Minaj levou o prêmio de "Melhor Vídeo Feminino" por Starships. One Direction levou os prêmios de "Melhor Vídeo Pop" e "Artista Revelação", e Demi Lovato levou o de "Melhor clipe com uma mensagem", com "Skyscraper", e também se apresentou no pré show com "Give Your Heart a Break".

Já o prêmio de "Vídeo do Ano", foi para Rihanna e Calvin Harris, com o sucesso We Found Love.

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2013

O premiação voltou a ser sediado em Nova Iorque após quatro anos, mais precisamente no Brooklyn. Ariana Grande se apesentou pela primeira vez no pré show, com "Baby I" e "The Way".

A abertura da cerimônia foi de Lady Gaga cantando Applause, caracterizada por uma constante troca de figurinos e perucas.

A apresentação mais comentada da edição, ficou com Miley Cyrus, que abriu sua performance com "We Can't Stop", e em seguida Robin Thicke subiu ao palco para cantar "Blurred Lines", Cyrus então se despiu e ficou com uma lingerie de cor nude e começou a dançar com Thicke, agarrando sua virilha com um dedo gigante de espuma. A performance causou polêmica.[30]

Justin Timberlake, fez uma performance especial com os seus maiores sucessos, e de surpresa, fez uma mini-reunião com os integrantes de seu antigo grupo 'N Sync. Ele também recebeu o "Vanguard Award".[31]

O prêmio de "Melhor Vídeo Feminino" foi para Taylor Swift, com I Knew You Were Trouble, e o de "Melhor Vídeo Pop", foi para Selena Gomez, com Come & Get It. O Melhor Vídeo de Rock, foi para a banda 30 Seconds To Mars, com Up in the Air, e o "Vídeo do Ano" foi para Justin Timberlake, com Mirrors. O fechamento da premiação ficou por conta de Katy Perry, com Roar.

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2014

Realizado em Inglewood, na Califórnia, a abertura do evento ficou por conta de Ariana Grande com Break Free, que no mesmo dia recebeu o prêmio de "Melhor Vídeo Pop" com Problem. Logo em seguida, Nicki Minaj subiu ao palco para apresentar Anaconda e, então, Grande e Minaj se juntaram à Jessie J para a apresentação de Bang Bang, porém Nicki não estava pronta e teve de segurar o vestido para não exibir seus seios.

Beyoncé foi a grande homenageada da noite, apresentando um medley de seu último álbum, e recebendo o "Video Vanguard Award", e levando também outros 3 prêmios naquela noite.[32]

Katy Perry, vencedora do prêmio de "Melhor Vídeo Feminino" com Dark Horse, usou um vestido jeans em homenagem ao casal Britney Spears e Justin Timberlake. Miley Cyrus levou um rapaz para aceitar o prêmio de "Vídeo do Ano" por Wrecking Ball em seu lugar.

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2015

Realizado em Los Angeles, a apresentação do evento ficou por conta de Miley Cyrus, que também foi a responsável pelo fechamento do evento com a performance de Dooo It!, junto de um grupo de drag queens que participaram do RuPaul's Drag Race, e anunciou o lançamento de seu quinto álbum de estúdio, Miley Cyrus and Her Dead Petz, de graça. O estilista Jeremy Scott redesenhou o "homem da lua", marcando a segunda vez que a estátua foi transformada.[33]

A abertura foi um performance de Taylor Swift e Nicki Minaj, simulando uma briga após uma discussão nas redes sociais. Taylor foi a grande vencedora da noite, com quatro prêmios, incluindo o de "Vídeo do Ano" por "Bad Blood". Minaj levou o prêmio de "Melhor Vídeo Hip-Hop".[34]

Britney Spears apresentou o primeiro prêmio da noite "Melhor Vídeo Masculino", vencido por Bruno Mars e Mark Ronson com Uptown Funk. Demi Lovato apresentou "Cool for the Summer", com participação de Iggy Azalea, enfrente ao The Orpheum Theatre.

Kanye West recebeu o "Video Vanguard Award", apresentado por Taylor Swift. Ele encerrou seu discurso de aceitação afirmando que iria concorrer à presidência em 2020.[35]

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2016

De volta em Nova Iorque, a premiação aconteceu no dia 28 de agosto, no Madison Square Garden. A abertura ficou por conta de Rihanna, que se apresentou 4 vezes ao longo do evento e foi a honrada com o "Video Vanguard Award", entregue por Drake, que fez um discurso em homenagem à cantora.[36]

Beyoncé apresentou um impactante medley de seu álbum visual, Lemonade, e foi a grande vencedora da noite, ganhando 8 prêmios e se tornando a maior vencedora da história do VMA.[37]

Britney Spears retorna ao palco para uma performance após nove anos. Ela apresentou seu novo single "Make Me...", e fez um cover de "Me, Myself & I", com o rapper G-Eazy, com quem dividiu o palco. Também teve performances de Ariana Grande e Nicki Minaj com "Side To Side", The Chainsmokers e Halsey com "Closer", entre outros.

 Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2017

A cerimônia foi realizada em 27 de agosto no The Forum em Inglewood, Califórnia. A sua apresentação ficou a cargo de Katy Perry, e teve um forte tom político. Em um reflexo das mudanças das normas culturais, o VMA eliminou as separações entre categorias para homens e mulheres, e rebatizaram a estatueta entregue aos premiados. Antes chamada de "Homem na Lua", agora é conhecida como "Pessoa na Lua".

Pink foi a homenageada da noite com o "Video Vanguard Award", entregue por Ellen Degeneres. A cerimônia também foi marcada pela estreia exclusiva do clipe de Taylor Swift, "Look What You Made Me Do". Logic cantou a música "1-800-273-8255" junto de Alessia Cara e Khalid. No palco haviam sobreviventes de tentativas de suicídio, que usavam camisetas com o número de telefone na frente, e a frase "You Are Not Alone" escrita nas costas.

No início da apresentação do Fifth Harmony havia cinco silhuetas; uma delas cai do palco, fazendo referência à saída de Camila Cabello do grupo no ano anterior.[38] Jared Leto prestou homenagem a Chester Bennington do Linkin Park, e ao Chris Cornell, que morreram nos últimos três meses.[39]

Kendrick Lamar foi o grande vencedor da premiação. O rapper, que competia em oito categorias, levou seis prêmios incluindo clipe de hip-hop e direção. O mesmo também abriu a festa com uma performance incendiária de "Humble", clipe que ganhou a categoria de "Vídeo do Ano".

O evento também reservou prêmios para Fifth Harmony, Twenty One Pilots, Kanye West, Khalid, Zedd, Alessia Cara e Zayn em colaboração com Taylor Swift.

A cerimônia foi realizada no Radio City Music Hall, em Nova York no dia 20 de agosto e foi exibida pela primeira vez, em uma segunda-feira. Homenageada da noite, Jennifer Lopez subiu ao palco para cantar alguns dos maiores hits de sua carreira, e recebeu o "Video Vanguard Awards".[40]

Com a abertura de Cardi B, que fingiu estar segurando sua filha, a rapper chamou a primeira apresentação da noite: Shawn Mendes. Nicki Minaj recebeu o prêmio de "Melhor música de hip-hop" por "Chun-Li", e foi de helicóptero até o The Oculus, um dos pontos turísticos de Nova York, para sua performance. Ariana Grande recebeu o prêmio de "Melhor Clipe Pop", e apresentou "God Is a Woman", com o palco cheio de dançarinas, fazendo referência à Santa Ceia.

Camila Cabello foi destaque levando o prêmio de "Artista do Ano", e o de "Melhor Clipe" com "Havana". Camila recebeu o prêmio das mãos da rainha do pop Madonna, que apareceu na cerimônia para homenagear a cantora recém falecida Aretha Franklin. Porém, a homenagem foi criticada, já que o discurso era mais relacionado a própria Madonna, do que a Franklin, o que fez os críticos descreverem o tributo como "bizarro", e como "uma longa anedota sobre ela mesma".[41][42]

Childish Gambino, levou o prêmio de "Melhor clipe com mensagem" com "This Is America". Representando a música latina, Maluma apresentou "Felices Los 4". Post Malone, um dos vencedores da noite, cantou seu hit "Rockstar". Encerrando a noite, o rapper se juntou ao Aerosmith para tocar guitarra durante a música "Dream On".

O show de 2019 foi realizado no Prudential Center em Newark. Esta foi a primeira vez que o VMA aconteceu no estado de Nova Jersey. O show foi apresentado por Sebastian Maniscalco.[43]

Taylor Swift ganhou três prêmios, incluindo "Vídeo do Ano" por "You Need to Calm Down".  O hit "Old Town Road" de Lil Nas X e Billy Ray Cyrus, ganhou dois prêmios, incluindo "Canção do Ano". Missy Elliott recebeu o "Video Vanguard Awards" apresentado por Cardi B, e apresentou um medley de sucessos.[44]

Shawn Mendes e Camila Cabello apresentaram seu sucesso "Señorita", pela primeira vez. Lizzo apresentou seus singles, "Truth Hurts" e "Good as Hell". Normani fez uma apresentação de seu single "Motivation". Rosalía se tornou a primeira artista espanhola a se apresentar no VMA, com um medley de "A Ningún Hombre", "Yo x Ti, Tu x Mi" (ao lado de Ozuna), e "Aute Cultura". Ela também ganhou os prêmios de "Melhor Artista Latino" e "Melhor Coreografia" por "Con Altura".[45]

Marc Jacobs recebeu o primeiro prêmio "MTV Fashion Trailblazer".[46]

Década de 2020

editar

O evento foi realizado em 30 de agosto. O show foi originalmente programado para acontecer no Barclays Center, no Brooklyn, mas devido à pandemia de COVID-19, optaram por realizar a premiação toda ao "ar livre", por questões de segurança causadas pela Pandemia, que estava em seu auge. Então, utilizaram vários prédios e bairros diferentes da cidade de Nova York.[47] E pela primeira vez em sua história, o VMA foi transmitido simultaneamente na televisão aberta pela The CW.

Keke Palmer apresentou o cerimonia direto do Empire State Building. The Weeknd ganhou o "Vídeo do Ano" por "Blinding Lights", que também cantou na abertura do show. Durante seu discurso ele demonstrou apoio ao movimento Black Lives Matter. e exigiu justiça para Breonna Taylor e Jacob Blake.

Lady Gaga recebeu o primeiro (e, até 2023, o único) "Tricon Award". Após fazer seu discurso, Gaga apresentou um medley de suas músicas do seu recente álbum "Chromatica", incluindo o hit "Rain on Me", que foi apresentado com Ariana Grande. Grande, que também ganhou quatro prêmios, incluindo "Canção do Ano" e "Melhor Colaboração".

A cerimônia foi dedicada ao ator Chadwick Boseman, que morreu menos de 48 horas antes da premiação, devido a um câncer de cólon.[48]

Lista das Cerimônias

editar
Ano Data Local Cidade Apresentadores Vencedores do "Video of the Year"
1984 14 de Setembro Radio City Music Hall Nova York Dan Aykroyd e Bette Midler "You Might Think" - The Cars

(Directed by Jeff Stein and Charlex)

1985 13 de Setembro Eddie Murphy "The Boys of Summer" - Don Henley (Directed by Jean-Baptiste Mondino)
1986 5 de de Setembro The Palladium,

Universal Amphitheatre

Nova York, Los Angeles VJs: "Downtown" Julie Brown, Mark Goodman, Alan Hunter, Martha Quinn e Dweezil Zappa "Money for Nothing" - Dire Straits (Directed by Steve Barron)
1987 11 de Setembro Universal Amphitheatre Los Angeles VJs: "Downtown" Julie Brown, Carolyne Heldman, Dweezil Zappa e Kevin Seal "Sledgehammer" - Peter Gabriel (Directed by Stephen R. Johnson)
1988 7 de de Setembro Arsenio Hall "Need You Tonight" / "Mediate" - INXS (Directed by Richard Lowenstein)
1989 6 de Setembro "This Note's for You" - Neil Young (Directed by Julien Temple)
1990 6 de Setembro "Nothing Compares 2 U" - Sinéad O'Connor (Directed by John Maybury)
1991 5 de Setembro "Losing My Religion" - R.E.M.

(Directed by Tarsem Singh)

1992 9 de Setembro Pauley Pavilion (UCLA) Dana Carvey "Right Now" - Van Halen

(Directed by Mark Fenske)

1993 2 de Setembro Universal Amphitheatre Christian Slater "Jeremy" - Pearl Jam

(Directed by Mark Pellington)

1994 8 de Setembro Radio City Music Hall Nova York Roseanne Barr "Cryin'" -Aerosmith

(Directed by Marty Callner)

1995 7 de Setembro Dennis Miller "Waterfalls" - TLC

(Directed by F. Gary Gray)

1996 4 de Setembro "Tonight, Tonight" - The Smashing Pumpkins (Directed by Jonathan Dayton & Valerie Faris)
1997 4 de Setembro Chris Rock "Virtual Insanity" - Jamiroquai

(Directed by Jonathan Glazer)

1998 10 de Setembro Universal Amphitheatre Los Angeles Ben Stiller "Ray of Light" - Madonna

(Directed by Jonas Åkerlund)

1999 9 de Setembro Metropolitan Opera House Nova York Chris Rock "Doo Wop (That Thing)" - Lauryn Hill

(Directed by Big TV!)

2000 7 de Setembro Radio City Music Hall Marlon Wayans e Shawn Wayans "The Real Slim Shady" - Eminem (Directed by Dr. Dre and Philip Atwell)
2001 6 de Setembro Metropolitan Opera House Jamie Foxx "Lady Marmalade" - Christina Aguilera, Lil' Kim, Mýa, P!nk e Missy Elliott

(Directed by Paul Hunter)

2002 29 de Agosto Radio City Music Hall Jimmy Fallon "Without Me" - Eminem

(Directed by Joseph Kahn)

2003 28 de Agosto Chris Rock "Work It" - Missy Elliott

(Directed by Dave Meyers)

2004 29 de Agosto American Airlines Arena Miami "Hey Ya!" - André 3000

(Directed by Bryan Barber)

2005 28 de Agosto Sean "Diddy" Combs "Boulevard of Broken Dreams" - Green Day (Directed by Samuel Bayer)
2006 31 de Agosto Radio City Music Hall Nova York Jack Black "I Write Sins Not Tragedies" - Panic! At The Disco (Directed by Shane Drake)
2007 9 de Agosto Palms Casino Resort Las Vegas "Umbrella" - Rihanna com Jay-Z

(Directed by Chris Applebaum)

2008 7 de Agosto Paramount Studios Los Angeles Russell Brand "Piece of Me" - Britney Spears

(Directed by Wayne Isham)

2009 13 de Agosto Radio City Music Hall Nova York "Single Ladies (Put a Ring on It)” - Beyoncé (Directed by Jake Nava)
2010 12 de Agosto Nokia Theatre Los Angeles Chelsea Handler "Bad Romance" - Lady Gaga

(Directed by Francis Lawrence)

2011 28 de Agosto "Firework" - Katy Perry

(Directed by Dave Meyers)

2012 6 de Agosto Staples Center Kevin Hart "We Found Love" - Rihanna com Calvin Harris (Directed by Melina Matsoukas)
2013 25 de Agosto Barclays Center Brooklyn, Nova York "Mirrors" - Justin Timberlake

(Directed by Floria Sigismondi)

2014 24 de Agosto The Forum Inglewood, California "Wrecking Ball" - Miley Cyrus

(Directed by Terry Richardson)

2015 30 de Agosto Microsoft Theater Los Angeles Miley Cyrus "Bad Blood" - Taylor Swift com Kendrick Lamar (Directed by Joseph Kahn)
2016 28 de Agosto Madison Square Garden Nova York "Formation" - Beyoncé

(Directed by Melina Matsoukas)

2017 27 de Agosto The Forum Inglewood Katy Perry "HUMBLE." - Kendrick Lamar

(Directed by Dave Meyers and The Little Homie)

2018 20 de Agosto Radio City Music Hall Nova York "Havana" - Camila Cabello com Young Thug

(Directed by Dave Meyers)

2019 26 de Agosto Prudential Center Newark Sebastian Maniscalco "You Need to Calm Down" - Taylor Swift (Directed by Drew Kirsch and Taylor Swift)
2020 30 de Agosto One Astor Plaza Nova York Keke Palmer "Blinding Lights" - The Weeknd (Directed by Anton Tammi)
2021 12 de Setembro Barclays Center Doja Cat "Montero (Call Me by Your Name)" - Lil Nas X (Directed by Lil Nas X & Tanu Muino)
2022 28 de Agosto Prudential Center Newark Jack Harlow, LL Cool J e Nicki Minaj "All Too Well: The Short Film" - Taylor Swift" (Directed by Taylor Swift)
2023 12 de Setembro Nicki Minaj "Anti-Hero" - Taylor Swift

(Directed by Taylor Swift)

2024 12 de setembro UBS Arena Elmont

Audiência

editar

Os índices de audiência apresentados a seguir é uma contagem apenas dos Estados Unidos. As classificações não estão disponíveis antes de 1994, porque a MTV não estava incluída no Nielsen Ratings. "Audiência Acumulativa" mostra o público total em todos os canais da Viacom Media Networks que exibiram a premiação.

Ano Dia Horário Espectadores da MTV

(em milhões)[49]

Audiência Acumulativa

(em milhões)

1994 Quinta-feira 8:00–11:25pm 5.3 N/A
1995 Quinta-feira 8:00–11:00pm 6.33 N/A
1996 8:00–11:00pm 5.07 N/A
1997 Quinta-feira 8:00–11:00pm 7.47 N/A
1998 8:00–11:13pm 8.94 N/A
1999 8:00–11:13pm 11.94 N/A
2000 8:00–11:09pm 9.85 N/A
2001 8:00–11:26pm 10.76 N/A
2002 8:00–11:17pm 11.95 N/A
2003 8:00–11:03pm 10.71 N/A
2004 Domingo 8:00–11:11pm 10.32 N/A
2005 8:00–11:23pm 8.01 N/A
2006 Quinta-feira 8:00–11:28pm 5.77 N/A
2007 Domingo 9:00–11:12pm 7.08 N/A
2008 9:00–11:20pm 8.43[50] N/A
2009 9:00–11:21pm 8.97[51] N/A
2010 9:00–11:15pm 11.40[52] N/A
2011 9:00–11:27pm 12.40[53] N/A
2012 Quinta-feira 8:00–10:00pm 6.13[54] N/A
2013 Domingo 9:00–11:28pm 10.1[55] N/A
2014 9:00–11:13pm 8.3[56] 10.3[57]
2015 9:00–11:37pm 5.03[58] 9.8[59]
2016 9:00–11:54pm 3.3[60] 6.5[61]
2017 8:00–11:05pm 2.66[62] 5.36[63]
2018 Segunda-feira 9:00–11:43pm 2.25[64] 4.87[65]
2019 8:00–10:58pm 1.93[66] 6.8
2020 Domingo 8:00–10:14pm 1.32[67] 6.4[68]
2021 8:00–11:06pm 0.90[69] 3.7[70]
2022 8:00–11:19pm 0.63[71] 3.85[72]
2023 Terça-feira 8:00–11:51pm 0.87[73] 3.92[74]

Performances

editar
Ano Artistas (por ordem cronológica)
1984
1985
1986
1987
1988
1989
1990
1991
1992
1993
1994
1995
1996
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2003
2004
2005
2006
2007
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
2015
2016
2017
2018
2019
2020
2021
2022
2023

Referências

  1. Strauss, Matthew (24 de abril de 2024). «MTV Video Music Awards 2024 to Take Place at Long Island's UBS Arena in September» [O MTV Video Music Awards 2024 Irá Ser Realizado na UBS Arena de Long Island em Setembro]. Pitchfork (em inglês). Consultado em 12 de julho de 2024 
  2. Long, Danielle (13 de setembro de 2023). «2023 MTV VMAs: Taylor Swift dominates, *NSYNC reunites and more of night's biggest moments». Good Morning America (em inglês). Consultado em 13 de setembro de 2023 
  3. «Taylor Swift, a heroína dos MTV Video Music Awards». M80. 13 de setembro de 2023. Consultado em 13 de setembro de 2023 
  4. «2023 VMAs highs and lows: Taylor Swift sledgehammers the competition, Shakira slays, Fall Out Boy fizzles and more». Yahoo Entertainment (em inglês). 13 de setembro de 2023. Consultado em 13 de abril de 2024 
  5. «Madonna, 1st annual MTV Video Music Awards, 1984, VMAs Greatest Moments - Party Photos - Parties - In Style». Consultado em 12 de setembro de 2008. Arquivado do original em 13 de julho de 2011 
  6. «Look Back at the MTV VMA Vanguard Award Winners Through the Years». Peoplemag (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  7. «September 1987: Peter Gabriel Smashes the MTV VMAs with "Sledgehammer"». Totally 80's (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  8. «6 Odd Facts About The MTV VMA's | EgoTV». web.archive.org. 14 de setembro de 2010. Consultado em 13 de abril de 2024 
  9. «INXS Rocks Off With 5 Video Awards». Los Angeles Times (em inglês). 9 de setembro de 1988. Consultado em 13 de abril de 2024 
  10. «12 Reasons This Is Madonna's Best Performance Ever: VMAs 1989». Rolling Stone (em inglês). 16 de agosto de 2017. Consultado em 13 de abril de 2024 
  11. Nast, Condé (4 de outubro de 2023). «Madonna, Pepsi, "Like a Prayer," and the Music Video That Rewired Pop Capitalism». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  12. «Bon Jovi e o nascimento do "MTV Unpplugged"». A Rádio Rock - 89,1 FM - SP. 23 de julho de 2023. Consultado em 13 de abril de 2024 
  13. «Here Today... Gone To Hell! - Guns N' Roses History». www.heretodaygonetohell.com. Consultado em 13 de abril de 2024 
  14. «VMA Veteran: Five Years of Madonna Performances». MTV (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  15. «Bret Michaels Calls Bandmate C.C. DeVille 'One of My Best Friends Now' After Past Fights (Exclusive)». Peoplemag (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  16. «Pee-Wee's Big Return? Paul Reubens Discusses Plans For 'Two' Pee-Wee Films». MTV (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  17. «The Story Of Nirvana's Horrific Night At The 1992 VMAs». UPROXX (em inglês). 27 de agosto de 2015. Consultado em 13 de abril de 2024 
  18. «6 Odd Facts About The MTV VMA's | EgoTV». web.archive.org. 14 de setembro de 2010. Consultado em 13 de abril de 2024 
  19. «RuPaul's 17 best pop culture moments». EW.com (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  20. «The 2010 VMA Countdown: RuPaul And Milton Berle Make Everybody Squirm». MTV (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  21. «Madonna at the VMAS: Her 10 most iconic moments». Yahoo News (em inglês). 26 de agosto de 2022. Consultado em 13 de abril de 2024 
  22. «Cartas para Michael: A premiação MTV Video Music Awards em 1994». Cartas para Michael. Consultado em 13 de abril de 2024 
  23. «Michael Jackson And Slash Tear Up '95 VMAs, In MJ's Top MTV Moments». MTV (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  24. «The 2010 MTV VMA Countdown: Fiona Apple Tells Us A Thing Or Two». web.archive.org. 18 de outubro de 2015. Consultado em 13 de abril de 2024 
  25. «Geri Halliwell Nixes Talk Of Spice Girls Reunion». MTV (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  26. «MTV Video Music Awards». Today In Madonna History (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  27. Amorosi, A. D. (15 de abril de 2021). «Joey Ramone, Who Died 20 Years Ago Today, Is Remembered as a Mensch and Punk's Eternal Godfather». Variety (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2024 
  28. «Beyonce's Album Sees Sales Surge After VMA Performance Of 'Love On Top'». MTV (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  29. «Bruno Mars, Russell Brand Pay Tribute To Amy Winehouse At VMAs». MTV (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  30. «Note to Miley Cyrus: Please Stop; Plus Other VMAs Ruminations». The Hollywood Reporter (em inglês). 26 de agosto de 2013. Consultado em 13 de abril de 2024 
  31. «Galeria - VMA 2013 tem ótima apresentação de Justin Timberlake, mas poucas surpresas nos demais shows». Rolling Stone. Consultado em 13 de abril de 2024 
  32. O'Connell, Mikey (26 de agosto de 2014). «TV Ratings: VMAs Take a Small Hit, Pull 8.3 Million Viewers». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  33. «Jeremy Scott Redesigned The VMA Moonman, And It's Totally Rad». MTV (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  34. Lipshutz, Jason (31 de agosto de 2015). «MTV Video Music Awards 2015: The Winners Are…». Billboard (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  35. Stone, Natalie (30 de agosto de 2015). «Kanye West: "I Have Decided in 2020 to Run for President"». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  36. Staff, Billboard (29 de agosto de 2016). «VMAs 2016: See the Full List of Winners». Billboard (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  37. Sheffield, Rob (29 de agosto de 2016). «How Beyonce Demolished the 2016 Video Music Awards: Middle Fingers Up». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  38. «This Is Why Fifth Harmony Had a Fake Camila Thrown Off the Stage at the VMAs». Cosmopolitan (em inglês). 29 de agosto de 2017. Consultado em 13 de abril de 2024 
  39. Payne, Chris (28 de agosto de 2017). «Jared Leto Pays Tribute to Chris Cornell & Linkin Park's Chester Bennington at 2017 MTV VMAs». Billboard (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  40. «Maluma, Cardi B, Jennifer Lopez & Camila Cabello (Finally) Put Latin Music Center Stage at VMAs». Billboard (em inglês). 21 de agosto de 2018. Consultado em 13 de abril de 2024 
  41. Unterberger, Andrew (21 de agosto de 2018). «Madonna's VMAs Speech Was Tone-Deaf, But the Real Mistake Was MTV's». Billboard (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  42. «VMAs 2018: See Madonna's Bizarre Aretha Franklin Tribute». Rolling Stone (em inglês). 21 de agosto de 2018. Consultado em 13 de abril de 2024 
  43. «MTV VMAs 2019: All the best moments from pop music's biggest night». NBC News (em inglês). 27 de agosto de 2019. Consultado em 13 de abril de 2024 
  44. Warner, Denise (26 de agosto de 2019). «Here Are All the Winners From the 2019 MTV VMAs». Billboard (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  45. «MTV VMAs 2019: 12 Best, Worst, WTF Moments». Rolling Stone (em inglês). 27 de agosto de 2019. Consultado em 13 de abril de 2024 
  46. Shafer, Ellise (30 de julho de 2019). «Marc Jacobs to Receive Inaugural MTV Fashion Trailblazer Award at 2019 VMAs». Billboard (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  47. Haring, Bruce (7 de agosto de 2020). «MTV Video Music Awards Opt Out Of Indoor Event At Barclays Center After Health Warnings». Deadline (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2024 
  48. «VMA 2020: looks, máscaras e 1º grande, mas tímido, red carpet na pandemia». www.uol.com.br. Consultado em 13 de abril de 2024 
  49. «Historical Nielsen Ratings for MTV's 'Video Music Awards' 1994-2009». web.archive.org. 14 de setembro de 2010. Consultado em 21 de abril de 2024 
  50. «Nielsen Top Cable Show TV Ratings for the week ending September 7, 2008 - TV Ratings, Nielsen Ratings, Television Show Ratings | TVbytheNumbers.com». web.archive.org. 14 de janeiro de 2010. Consultado em 21 de abril de 2024 
  51. «2009 MTV Video Music Awards premiere watched by 27 million, largest audience since 2002 - TV Ratings, Nielsen Ratings, Television Show Ratings | TVbytheNumbers.com». web.archive.org. 22 de setembro de 2009. Consultado em 21 de abril de 2024 
  52. «Big Sunday For Cable Ratings: True Blood, VMAs, Jersey Shore, Iron Chef, Kardashians & Lots More». web.archive.org. 18 de novembro de 2010. Consultado em 21 de abril de 2024 
  53. «MTV's Video Music Awards Scores Largest Audience Ever». The Hollywood Reporter (em inglês). 29 de agosto de 2011. Consultado em 21 de abril de 2024 
  54. «Thursday Cable Ratings: 'Video Music Awards' Win Night, DNC Coverage, 'Project Runway', 'Sullivan & Son', 'Pawn Stars', 'House Hunters' & More - Ratings | TVbytheNumbers». web.archive.org. 10 de setembro de 2012. Consultado em 21 de abril de 2024 
  55. Ng, Philiana (26 de agosto de 2013). «TV Ratings: MTV VMAs Up 66 Percent Due to Justin Timberlake, 'N Sync Reunion». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2024 
  56. Gallo, Phil (26 de agosto de 2014). «VMAs Ratings Down Despite Blue Ivy Surprise». Billboard (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2024 
  57. «MTV VMAs viewership falls to 9.8 million, despite airing on more networks». Los Angeles Times (em inglês). 31 de agosto de 2015. Consultado em 21 de abril de 2024 
  58. O'Connell, Mikey (1 de setembro de 2015). «TV Ratings: 5 Million Viewers Watched the VMAs on MTV». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2024 
  59. «MTV VMAs viewership falls to 9.8 million, despite airing on more networks». Los Angeles Times (em inglês). 31 de agosto de 2015. Consultado em 21 de abril de 2024 
  60. Press, Associated (31 de agosto de 2016). «MTV Considers VMA Changes Because of Audience Shift». Billboard (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2024 
  61. O'Connell, Michael (29 de agosto de 2016). «MTV VMAs Ratings Drop Again, Draw 6.5 Million Viewers Across Nets». Billboard (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2024 
  62. «Sunday cable ratings: VMAs hit all-time low opposite 'Game of Thrones' finale – TV By The Numbers by zap2it.com». web.archive.org. 29 de agosto de 2017. Consultado em 21 de abril de 2024 
  63. «Sunday cable ratings: VMAs hit all-time low opposite 'Game of Thrones' finale – TV By The Numbers by zap2it.com». web.archive.org. 29 de agosto de 2017. Consultado em 21 de abril de 2024 
  64. «TV Ratings: Video Music Awards Hit All-Time Low on MTV». The Hollywood Reporter (em inglês). 21 de agosto de 2018. Consultado em 21 de abril de 2024 
  65. Porter, Rick (21 de agosto de 2018). «TV Ratings: Video Music Awards Hit All-Time Low on MTV». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2024 
  66. «VMAs 2020 ratings drop 5% to 6.4M viewers across platforms» (em inglês). 1 de setembro de 2020. Consultado em 21 de abril de 2024 
  67. «The TV Ratings Guide: Sunday Cable Ratings 8/30/20: MTV Video Music Awards Drop from 2019, Wynonna Earp Rises for Midseason Finale, 90 Day Fiancé: Happily Ever After Tops NBA Playoffs». The TV Ratings Guide. Consultado em 21 de abril de 2024 
  68. Thorne, Will (31 de agosto de 2020). «TV Ratings: 2020 VMAs Draw 6.4 Million Total Viewers, Score Big on Social». Variety (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2024 
  69. Porter, Rick (14 de setembro de 2021). «TV Ratings: 2021 Video Music Awards Get a Big Digital Boost». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2024 
  70. Rice, Lynette (29 de agosto de 2022). «MTV Video Music Awards Ratings Up 3 Percent From Last Year». Deadline (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2024 
  71. McIntyre, Hugh. «The MTV Video Music Awards Grew Substantially In Viewership». Forbes (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2024 
  72. Maas, Jennifer (29 de agosto de 2022). «MTV's VMAs Simulcast Ratings Tick Up 1% From Last Year». Variety (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2024 
  73. «MTV Scores Highest-Rated VMAs In 3 Years As Taylor Swift Sweeps Top Awards». Deadline (em inglês). 13 de setembro de 2023. Consultado em 21 de abril de 2024 
  74. «TV Ratings: VMAs Rise in Cross-Platform Viewing, Steady on Air». The Hollywood Reporter (em inglês). 13 de setembro de 2023. Consultado em 21 de abril de 2024