Eleição suplementar para senador por Mato Grosso em 2020

A eleição suplementar para o cargo de senador pelo Mato Grosso foi realizada em 15 de novembro de 2020, com objetivo de eleger um novo senador para o estado, tendo em vista a cassação da senadora Selma Arruda, já efetivada pelo Senado Federal.[1] Foi eleito para o mandato que encerrará em 31 de janeiro de 2026 o candidato Carlos Fávaro, do PSD, que já ocupava o mandato de forma interina desde abril. Fávaro foi eleito recebendo 371.857 votos, sendo 25,97% dos votos válidos.[2][3]

Eleição suplementar para senador por  Mato Grosso em 2020 (Senado)
15 de novembro de 2020
(Turno único)
Carlos Fávaro - Foto oficial como Senador.jpg Female portrait placeholder cropped.jpg
Líder Carlos Fávaro Coronel Fernanda
Partido PSD Patriota
Votos 371.857 293.362
Porcentagem 25,97% 20,49%


Coat of arms of Brazil.svg
Senador

Titular(es)
Selma Arruda
PODE

ContextoEditar

No dia 10 de dezembro de 2019, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou procedente a cassação do mandato da senadora Selma Arruda juntamente com seus suplentes, eleitos em 2018, a ex-juíza foi acusada de omitir despesas de R$ 1,2 milhão em sua campanha eleitoral para a ocupação de uma das duas cadeiras do Estado de Mato Grosso no Senado, configurando supostos caixa dois e abuso de poder econômico. Foi necessário um ato burocrático da mesa diretora do Senado Federal para que a decisão tenha eficácia. Selma Arruda ainda pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas o recurso, a princípio, não suspenderá a decisão do TSE.[4][1]

O tribunal colegiado decidiu por convocar nova eleição para ocupação do cargo, realizada em 15 de novembro de 2020, na mesma data do primeiro turno das eleições municipais[5]. Até esta data, Carlos Fávaro (PSD), terceiro nas eleições de 2018, deteve o mandato provisoriamente, conforme autorizado pelo presidente do STF, Dias Toffoli.[1][6]

Processo eleitoralEditar

A eleição foi disputada em turno único com o mais votado sendo declarado o vencedor da eleição independentemente da sua porcentagem de votos. Originalmente, a eleição seria realizada em 26 de abril de 2020, no entanto, foi adiada pelo TSE para 15 de novembro do mesmo ano, na mesma data das eleições municipais, devido à pandemia de COVID-19 no Brasil.[7][8]

Candidaturas[9]Editar

Onze candidatos disputaram esta eleição suplementar para a representação do Mato Grosso no Senado Federal:[10]

  • Carlos Fávaro (PSD): Durante convenção realizada na terça-feira (15), o PSD confirmou o nome de Carlos Fávaro como candidato ao Senado. Hoje ele ocupa interinamente a vaga deixada pela ex-senadora Selma Arruda. Carlos Fávaro tem 50 anos e é produtor rural. Ele ingressou na política em 2005. Foi vice-governador do estado entre os anos de 2014 e 2018, durante a gestão de Pedro Taques.
  • Euclides Ribeiro (Avante): O Avante oficializou a candidatura do advogado Euclides Ribeiro ao Senado, no sábado (12). Ele vai concorrer à vaga na eleição suplementar que será realizada junto com as eleições municipais, no dia 15 de novembro. A convenção ocorreu no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá. Em virtude de risco sanitário por conta da pandemia do Covid-19, o evento foi online. Ribeiro é de Cuiabá. É empresário e advogado da área de recuperação judicial.
  • Reinaldo Morais (PSC): O empresário Reinaldo Morais (PSC) foi lançado como candidato ao Senado na noite desta quarta-feira (16), durante convenção em um hotel, em Cuiabá. Reinaldo Morais tem 49 anos, é natural do Paraná, casado e pai de três filhos. É formado em zootecnia, cursou mestrado na área de nutrição animal, tendo dedicado grande parte da sua vida ao empreendedorismo no ramo alimentício. Foi responsável pelo surgimento dos maiores frigoríficos no país.
Candidato(a) a senador Candidatos a suplente Número Coligação/Partido
Carlos Fávaro
PSD
1º: Margareth Busetti (PP)
2º: José Lacerda (MDB)
555
Fazer Mais Por Mato Grosso
(PSD, PP, MDB, PTB, PV)
Coronel Fernanda
Patriota
1º: Victório Galli (Patriota)
2º: Tenente Esteves (Patriota)
511
Meu Partido é o Brasil. Nossa Missão é Mato Grosso
(Patriota, Republicanos)
Euclides Ribeiro
Avante
1º: Professora Francileide (PSB)
2º: Ernando Cardoso (PDT)
700
Avança Mato Grosso
(Avante, PSB, PDT, PROS, REDE)
Feliciano Azuaga
NOVO
1º: Antônio Carlos Rezende (NOVO)[nota 1]
2º: Vanessa Tomizawa (NOVO)
300
NOVO (sem coligação)
José Medeiros
PODE
1º: Alexandre Augustin (PODE)[nota 2]
2º: Coronel Zósima (PODE)
191
PODE (sem coligação)
Nilson Leitão
PSDB
1º: Júlio Campos (DEM)
2º: Zé Márcio Guedes (PL)
456
Mato Grosso Por Inteiro
(PSDB, DEM, PL, PTC)
Pedro Taques
Solidariedade
1º: Delegado Fausto (Cidadania)
2º: Dr.ª Elza Queiroz (Cidadania)
777
Todos Somos Mato Grosso
(Solidariedade, Cidadania)
Procurador Mauro
PSOL
1º: Gonça de Melo (PSOL)
2º: Enfermeiro Vanderley Guia (PSOL)
500
PSOL (sem coligação)
Reinaldo Morais
PSC
1º: Gilberto Cattani (PSC)
2º: Neles Farias (PSC)
200
Muda Mato Grosso
(PSC, PRTB)
Sargento Elizeu Nascimento
DC
1º: Profº Naime (PSL)
2º: Coronel Paulo Selva (PSL)
270
Agora é a Vez do Povo
(DC, PSL)
Valdir Barranco
PT
1º: Professora Maria Lúcia (PCdoB)
2º: Enelinda Scalla (PT)
131
Defesa da Vida, Educação, Terra, Trabalho e Cidadania
(PT, PCdoB)

Resultado da eleição[11][3]Editar

Segundo os dados do Tribunal Superior Eleitoral, no estado do Mato Grosso, 1.727.620 eleitores (74,56% do eleitorado) compareceram às urnas nesta eleição suplementar, enquanto 589.482 eleitores (25,44% do eleitorado) se abstiveram de votar.

Candidato(a) Votos Porcentagem
Carlos Fávaro
PSD
371.857 25,97%
Coronel Fernanda
Patriota
293.362 20,49%
Nilson Leitão
PSDB
157.504 11%
José Medeiros
PODE
138.922 9,7%
Valdir Barranco
PT
117.933 8,24%
Procurador Mauro
PSOL
97.573 6,82%
Pedro Taques
Solidariedade
71.368 4,98%
Sargento Elizeu Nascimento
DC
66.966 4,68%
Euclides Ribeiro
Avante
58.455 4,08%
Reinaldo Morais
PSC
36.545 2,55%
Feliciano Azuaga
NOVO
21.214 1,48%
  Eleito
Votos Porcentagem
Votos válidos 1.431.699 82,87%
Votos em branco 152.985 8,86%
Votos nulos 142.936 8,27%
Votos totais 1.727.620
Senador
Partido Candidato Votos Votos (%)
  PSD Carlos Fávaro 371 857
 
25,97%
  Patriota Coronel Fernanda 293 362
 
20,49%
  PSDB Nilson Leitão 157 504
 
11%
  PODE José Medeiros 138 922
 
9,7%
  PT Valdir Barranco 117 933
 
8,24%
  PSOL Procurador Mauro 97 573
 
6,82%
  Solidariedade Pedro Taques 71 368
 
4,98%
  DC Sargento Elizeu Nascimento 66 966
 
4,68%
  Avante Euclides Ribeiro 58 455
 
4,08%
  PSC Reinaldo Morais 36 545
 
2,55%
  NOVO Feliciano Azuaga 21 214
 
1,48%
Totais 1 431 699  
Candidato Votos Votos (%)
Votos válidos 1 431 699
 
82,87%
Votos em branco 152 985
 
8,86%
Votos nulos 142 936
 
8,27%
Totais 1 727 620  

Notas

  1. Substituto de Sérgio Antunes (NOVO), que renunciou à sua candidatura.
  2. Substituto de Dito Lucas (PODE), que renunciou à sua candidatura.

Referências