Lista de imperadores bizantinos

artigo de lista da Wikimedia

O Império Bizantino surgiu oficialmente em 395, quando o imperador Teodósio I (r. 378–395) faleceu e o Império Romano foi dividido entre seus filhos: o Império Romano do Ocidente ficou com Honório (r. 395–423) e o Império Romano do Oriente ou Império Bizantino com Arcádio (r. 395–408).[1] Apesar disso, convencionalmente, a historiografia reconhece que o Império Bizantino já existiu desde o tempo de Constantino (r. 306–337), que transferiu a capital para Bizâncio, que refundou em 330 como Constantinopla.[2] Sob Zenão I (r. 474–491), a divisão do império foi abolida e ele tornou-se imperador único.[3] Irene (r. 797–802) usurpou o trono de seu filho Constantino VI (r. 776–797) e tornar-se-ia a primeira mulher a assumir o trono imperial.[4] No Natal do ano 800, com o pretexto da ausência de um imperador do sexo masculino no trono de Constantinopla, e por razões de conveniência, o papa Leão III coroou Carlos Magno (r. 768–814) como imperador do Ocidente.[5] Em Constantinopla, isto foi visto como sacrilégio. Em 802, Carlos Magno enviou embaixadores a Constantinopla propondo casamento com Irene, mas, de acordo com Teófanes o Confessor, o plano foi frustrado pelo eunuco Aécio, um dos favoritos de Irene.[6]

Em 1204, a capital foi cercada e saqueada pela Quarta Cruzada. No rescaldo, dois Estados sucessores foram estabelecidos: o Império de Niceia e o Despotado do Epiro. Um terceiro, o Império de Trebizonda, havia sido criado algumas semanas antes do saque por Aleixo I. Dos três, Epiro e Niceia ficaram em melhores condições para recuperar Constantinopla. O Império de Niceia lutou para sobreviver nas décadas seguintes e, em meados do século XIII, perdeu muito do sul da Anatólia.[7] O enfraquecimento do Sultanato de Rum após a invasão mongol de 1242–1243 permitiu que muitos beis e gazis criassem seus próprios principados (beilhiques) na Anatólia, enfraquecendo a posição bizantina na região.[8] O Império de Niceia, fundado pela dinastia lascarina, conseguiu reconquistar Constantinopla aos latinos em 1261[9] e derrotar o Despotado do Epiro. Miguel VIII Paleólogo (r. 1259–1282)[10][11] fundou a dinastia paleóloga, a última a governar o império até seu fim em 1453.[12]

Dinastia constantiniana (306 - 363)Editar

Ver artigo principal: Dinastia constantiniana
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
25 de Julho de 306 a 19 de Setembro de 324 Constantino
O Grande

Naisso, Mésia Superior
Constantine Musei Capitolini.jpg GAIVS FLAVIVS VALERIVS CONSTANTINVS Coimperador.
19 de Setembro de 324 a 22 de Maio de 337 IMPERATOR CAESAR FLAVIVS CONSTANTINVS PIVS FELIX INVICTVS AVGVSTVS PONTIFEX MAXIMVS PATER PATRIAE PROCONSVL Nascido em Naissus ca. 272 como filho do Augusto Constâncio Cloro e Helena . Proclamado Augusto do império ocidental com a morte de seu pai em 25 de julho de 306, tornou-se o único governante do império ocidental após a Batalha da Ponte Mílvia em 312. Em 324, derrotou Licínio no Leste e reintegrou o império sob seu domínio, reinando como único imperador até sua morte. Constantino concluiu as reformas administrativas e militares iniciadas sob Diocleciano , que começaram a inaugurar o Dominato. Ativamente interessado no cristianismo, ele desempenhou um papel crucial em seu desenvolvimento e na cristianização do mundo romano, por meio da convocação do Primeiro Concílio Ecumênico em Nicéia . Dizem que ele recebeu o batismo no leito de morte. Ele também reformou a cunhagem de moedas através da introdução do solidus de ouro e iniciou um programa de construção em larga escala, coroado pela reconstrução da cidade de Bizâncio como "Nova Roma", popularmente conhecida como Constantinopla. Ele foi considerado o modelo de todos os imperadores bizantinos subsequentes.
334 Calócero CALOCAERVS Usurpador em Chipre.
11 de Novembro de 308 a 18 de Setembro de 324 Licínio
Mésia Superior
Licinius1.jpg VALERIVS LICINIANVS LICINIVS IMPERATOR CAESAR GAIVS VALERIVS LICINIVS PIVS FELIX INVICTVS AVGVSTVS Coimperador; abdicou; (executado antes de 325).
1º de Maio de 310 a Julho/Agosto de 313 Maximino Daia
Dácia Aureliana
Maximinus2.jpg DAIA

MAXIMINVS GAIVS GALERIVS VALERIVS
IMPERATOR CAESAR GALERIVS VALERIVS MAXIMINVS PIVS FELIX AVGVSTVS Coimperador. Cometeu suicídio.
Dezembro de 316 a 1º de Março de 317 Valério Valente
?
Valerius Valens Follis Alexandria (obverse).jpg AVRELIVS VALERIVS VALENS IMPERATOR CAESAR AVRELIVS VALERIVS VALENS PIVS FELIX INVICTVS AVGVSTVS Coimperador com Licínio. Executado por Constantino.
Julho de 324 a 18 de Setembro de 324 Marciniano
?
Martinian - Follis cyzicus RIC 016 (obverse).jpg SEXTVS MARCIVS MARTINIANVS IMPERATOR CAESAR SEXTVS MARCIVS MARTINIANVS PIVS FELIX INVICTVS AVGVSTVS Coimperador com Licínio. Executado antes de 325.
337 a 340 Constantino II
Arles, Gália
Constantius II.jpg FLAVIVS CLAVDIVS CONSTANTINVS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS VALERIVS CONSTANTINVS AVGVSTVS Coimperador. Morto em batalha.
337 a 350 Constâncio II
Sirmio, Panônia
Bust of Constantius II (Mary Harrsch).jpg FLAVIVS IVLIVS CONSTANTIVS Coimperador com Constantino II e Constante.
350 a 361 IMPERATOR CAESAR FLAVIVS IVLIVS CONSTANTIVS AVGVSTVS Nascido em 7 de agosto de 317, como o segundo filho sobrevivente de Constantino I, ele herdou o terço oriental do Império Romano após a morte de seu pai, único imperador romano de 353, após a derrubada do usurpador ocidental Magnêncio. O reinado de Constâncio viu atividade militar em todas as fronteiras e dissensões entre o arianismo, favorecido pelo imperador, e os partidários "ortodoxos" do Credo Niceno. Em seu reinado, Constantinopla recebeu um status igual a Roma e a Santa Sofia original foi construída. Constâncio nomeou Constâncio Galo e Juliano como Césares , e morreu a caminho de confrontar Juliano, que havia se levantado contra ele.
337 a 350 Constante I
?
Emperor Constans Louvre Ma1021.jpg FLAVIVS IVLIVS CONSTANS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS IVLIVS CONSTANS AVGVSTVS Nascido c. 323, o terceiro filho sobrevivente de Constantino I. César desde 333, ele herdou o terço central do Império Romano após a morte de seu pai e tornou-se o único imperador no oeste após a morte de Constantino II em 348. Um fervoroso defensor de Atanásio de Alexandria, ele se opôs ao arianismo. Constante foi assassinado durante o golpe de Magêncio.
351 a 352 Patrício PATRICIVS Usurpador na Judéia.
Fevereiro de 360 a 3 de Novembro de 361 Juliano
Constantinopla, Trácia
Julian.jpg FLAVIVS CLAVDIVS IVLIANVS Coimperador com Constâncio II.
3 de Novembro de 361 a Junho de 363 IMPERATOR CAESAR FLAVIVS CLAVDIVS IVLIANVS AVGVSTVS Nascido em maio de 332, neto de Constâncio Cloro e primo de Constâncio II. Proclamado por seu exército na Gália, tornou-se Imperador legítimo após a morte de Constâncio. Morto em campanha contra o Império Sassânida.

Período não-dinástico (363 - 364)Editar

Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
363 a 17 de Fevereiro de 364 Joviano
Singiduno, Mésia
Jovian1.jpg FLAVIVS IOVIANVS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS IOVIANVS AVGVSTVS Nascido c. 332. Capitão dos guardas de Juliano, eleito pelo exército após a morte deste. Morreu em viagem de volta a Constantinopla

Dinastia valentiniana (364 - 392)Editar

Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
26 de Fevereiro de 364 a 17 de Novembro de 375 Valentiniano I
Cibalas, Panônia
ValentinianI.jpg FLAVIVS VALENTINIANVS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS VALENTINIANVS PIVS FELIX AVGVSTVS Nascido em 321. Oficial de Juliano e Joviano, ele foi eleito pelo exército após a morte de Joviano. Ele logo nomeou seu irmão mais novo, Valente, como Imperador do Oriente. Morreu de hemorragia cerebral.
28 de Março de 364 a 17 de Novembro de 375 Valente
Cibalas, Panônia
Bust of Valens or Honorius - Palazzo Nuovo - Musei Capitolini - Rome 2016 (2).jpg FLAVIVS IVLIVS VALENS Coimperador com Valentiniano I.
17 de Novembro de 375 a 9 de Agosto de 378 IMPERATOR CAESAR FLAVIVS IVLIVS VALENS PIVS FELIX AVGVSTVS Nascido em 328. Soldado do exército romano, foi nomeado Imperador do Oriente por seu irmão mais velho, Valentiniano I. Morto na Batalha de Adrianópolis
365 a 366 Procópio Procopius siliqua - RIC 013e.jpg PROCOPIVS IMPERATOR CAESAR PROCOPIVS AVGVSTVS Usurpador em Constantinopla.
366 Marcelo MARCELVS Parente de Procópio, tentou manter a revolta do mesmo por um pouco de tempo. Capturado e executado.
371 Teodoro TEODORVS Usurpador na Síria.
24 de Agosto de 367 a 9 de Agosto de 378 Graciano
Sirmio, Panônia
Gratian Solidus.jpg FLAVIVS GRATIANVS Coimperador com Valentiniano I e Valente.
9 de Agosto de 378 a 383 IMPERATOR CAESAR FLAVIVS GRATIANVS PIVS FELIX AVGVSTVS Nascido em 18 de abril / 23 de maio de 359, filho de Valentiniano I. Imperador do Ocidente, herdou o domínio do Oriente com a morte de Valente e nomeou Teodósio I como Imperador do Oriente. Assassinado em 25 de agosto de 383 durante a rebelião de Magno Máximo.

Dinastia teodosiana (379 - 457)Editar

Ver artigo principal: Dinastia teodosiana
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
19 de Janeiro de 379 a 15 de Maio de 392 Teodósio I
O Grande
Cibalas, Panônia
St. Theodosius The Great.jpg FLAVIVS THEODOSIVS AVGVSTVS Coimperador com Graciano, Valentiniano II e Magno Máximo.
15 de Maio de 392 a 17 de Janeiro de 395 IMPERATOR CAESAR FLAVIVS THEODOSIVS AVGVSTVS Nascido em 11 de janeiro de 347. Aristocrata e líder militar, cunhado de Graciano, que o nomeou imperador do Oriente. De 392 até sua morte, único imperador romano.
383 a 17 de Janeiro de 395 Arcádio
Hispânia
Arcadius Istanbul Museum.JPG FLAVIVS ARCADIVS AVGVSTVS Coimperador com seu pai, Teodósio.
17 de Janeiro de 395 a 1 de Maio de 408 IMPERATOR CAESAR FLAVIVS ARCADIVS AVGVSTVS Nascido em 377/378, filho mais velho de Teodósio I. Na morte de Teodósio I, em 395, o Império Romano foi permanentemente dividido entre o Império Romano do Oriente, mais tarde conhecido como Império Bizantino e o Império Romano do Ocidente. Arcádio, o filho mais velho de Teodósio, tornou-se imperador no Oriente, enquanto seu filho mais novo, Honório, tornou-se imperador no Ocidente.
1 de Maio de 408 a 414 Antêmio FLAVIVS ANTHEMIVS Regente de Teodósio II em sua minoridade.
414 a 416 Pulquéria
Constantinopla
Pulcheria (fresco).jpg AELIA PVLCHERIA AELIA PVLCHERIA AVGVSTA Regente de Teodósio II enquanto este era de menor idade.
10 de Janeiro de 402 a 416 Teodósio II
O Jovem
O Calígrafo
Théodose II.JPG FLAVIVS ARCADIVS AVGVSTVS Coimperador com seu pai, Arcádio e sob regência de Antêmio e Pulquéria.
416 a 28 de Julho de 450 IMPERATOR CAESAR FLAVIVS THEODOSIVS JVNIOR AVGVSTVS Nascido em 10 de abril de 401, filho único de Arcádio. Subiu ao trono com a morte de seu pai. Como menor, o prefeito pretoriano Antêmio foi regente em 408-414. Ele morreu em um acidente de montaria.
28 de Julho a 25 de Agosto de 450 Pulquéria
Constantinopla
Pulcheria (fresco).jpg AELIA PVLCHERIA AELIA PVLCHERIA AVGVSTA Imperadora bizantina sozinha.
25 de Agosto de 450 a Julho de 453 Nascida em 19 de janeiro de 398 ou 399. Uma das filhas de Arcádio. Ela reinou sozinha por alguns meses e depois com o marido Marciano.
25 de Agosto de 450 a 26 de Janeiro de 457 Marciano Solidus Marcian RIC 0509.jpg FLAVIVS MARCIANVS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS MARCIANVS AVGVSTVS Nascido em 396. Soldado e político, tornou-se imperador depois de se casar com a Augusta Pulquéria, irmã de Teodósio II, após a morte deste. Morreu de gangrena.

Dinastia leonina (457 - 518)Editar

Ver artigo principal: Dinastia leonina
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
7 de Fevereiro de 457 a 18 de Janeiro de 474 Leão I
O Grande
O Trácio
O Açougueiro
Dácia Aureliana
Leo I Louvre Ma1012 n2.jpg LEO MARCELLUS

FLAVIVS VALERIVS LEO
IMPERATOR CAESAR FLAVIVS VALERIVS LEO AVGVSTVS

DOMINVS NOSTER FLAVIVS NOVVS LEO AVGVSTVS
Nascido na Dácia ca. 400, e de origem bessiana, Leão tornou-se um oficial de baixa patente e serviu como assistente do comandante em chefe gótico do exército de Aspar, que o escolheu como imperador na morte de Marciano. Ele foi o primeiro imperador a ser coroado pelo Patriarca de Constantinopla. Seu reinado foi marcado pela pacificação da fronteira do Danúbio e pela paz com a Pérsia, o que lhe permitiu intervir nos assuntos do império ocidental, apoiando candidatos ao trono e enviando uma expedição para recuperar Cartago dos vândalos em 468. Inicialmente um fantoche de Aspar, Leão começou a promover os isaurianos como contrapeso aos godos de Aspar, casando sua filha Ariadne com o líder isauriano Tarasicodissa (Zenão). Com o apoio deles, em 471, Aspar foi assassinado e o poder gótico sobre o exército foi quebrado.
18 de Novembro de 473 a 18 de Janeiro de 474 Leão II Leo (474)-coin.jpg FLAVIVS LEO Coimperador com o avô Leão I.
18 de Janeiro de 474 a 10 de Novembro de 474 IMPERATOR CAESAR FLAVIVS LEO AVGVSTVS

DOMINVS NOSTER FLAVIVS LEO IVNIOR AVGVSTVS
Nascido em 468, ele era neto de Leão I pela filha de Leão, Ariadne, e seu marido isauriano, Zenão. Ele foi elevado a César em 18 de novembro de 473. Leão subiu ao trono após a morte de seu avô, em 19 de janeiro de 474. Ele coroou seu pai Zenão como co-imperador e regente efetivo em 10 de novembro de 474. Ele morreu pouco depois, em 10 de novembro de 474.
9 de Fevereiro de 474 a 10 de Novembro de 474 Zenão I
Tarasis
Zenópolis, Isáuria
Solidus-Odoacer-ZenoRIC 3657cf.jpg TARASIS CODISA ROUSOMBLADADIOTES

FLAVIVS ZENO
Co-imperador com o filho Leão II.
10 de Novembro de 474 a 9 de Janeiro de 475 IMPERATOR CAESAR FLAVIVS ZENO AVGVSTVS

DOMINVS NOSTER FLAVIVS ZENO AVGVSTVS
Nascido ca. 425 em Isauria, originalmente chamado Tarasicodissa. Como líder dos soldados isaurianos de Leão I, ele se tornou doméstico das escolas, casou-se com a filha do imperador (Ariadne) e adotou o nome de Zenão, e desempenhou um papel crucial na eliminação de Aspar e seus godos. Ele foi nomeado co-imperador por seu filho em 9 de fevereiro de 474 e tornou-se o único governante após a morte deste, mas teve que fugir para seu país natal antes de Basilisco em 475, recuperando o controle da capital em 476. Zenão concluiu a paz com os vândalos, enfrentou desafios contra ele por Illus e Verina e garantiu a paz nos Bálcãs , seduzindo os ostrogodos sob Teodorico, o Grande, a migrar para a Itália. O reinado de Zenão também viu o fim da linha ocidental de imperadores. Sua postura pró-monofisita tornou-o impopular e sua promulgação do edito Henótico resultou no cisma acaciano com o papado.
9 de Janeiro de 475 a Agosto de 476 Basilisco Basilisco - MNR Palazzo Massimo.jpg FLAVIVS BASILISCVS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS BASILISCVS AVGVSTVS General e cunhado de Leão I, ele tomou o poder de Zenão, mas foi novamente deposto por ele. Morreu em 476/477.
9 de Janeiro de 475 a Agosto de 476 Marco Solidus Basiliscus et Marcus.jpg FLAVIVS MARCVS AVGVSTVS IMPERATOS CAESAR FLAVIVS MARCVS AVGVSTVS Filho do general e usurpador Basilisco e sua esposa Zenonis. Aclamado césar em 475, foi depois promovido a augusto, reinando como coimperador com o pai. Moedas chegaram a ser cunhadas em seu nome e de Leão II. Quando Zenão reconquistou Constantinopla no final de agosto de 476, Marcos e seus pais se refugiaram numa igreja em busca de santuário. Zenão prometeu não machucá-los e exilou-os em Límnas, na Capadócia, e lá mandou matá-los de fome.
Agosto de 476 a 9 de Abril de 491 Zenão I
Tarasis
Zenópolis, Isáuria
Solidus-Odoacer-ZenoRIC 3657cf.jpg TARASIS CODISA ROUSOMBLADADIOTES

FLAVIVS ZENO
IMPERATOR CAESAR FLAVIVS ZENO AVGVSTVS Governa pela segunda vez, após a deposição de Basilisco.
477 a 484 Hunerico Huneric BMC 012 (cropped).jpg Reivindicou a posição de imperador no norte da África.
479 a 480 Marciano FLAVIVS MARCIANVS Usurpador em Constantinopla, Galácia e Cilícia.
484 Justasas Usurpador na Palestina.
484 a 488 Leôncio
Dalisando
Solidus Leontius Antioch.jpg Usurpador na Cilícia e Síria.
484 a 494 Masties Usurpador na Numídia.
490 a 493 Odoacro Odovacar Ravenna 477 (obverse).jpg FLAVIVS ODOVACER Usurpador na Itália.
11 de Abril de 491 a 9 de Julho de 518 Anastácio I
Dicoro
Dirráquio
Semissis-Anastasius I-sb0007.jpg FLAVIVS ANASTASIVS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS ANASTASIVS AVGVSTVS

DOMINVS NOSTER FLAVIVS ANASTASIVS AVGVSTVS DICORVS
Nascido ca. 430 em Dirráquio, era um oficial do palácio (silenciário) quando foi escolhido como marido e imperador pela imperatriz Ariadne. Ele foi apelidado de "Dicoro" (latim: Dicorus), por causa de sua heterocromia. Anastácio reformou o sistema tributário e a cunhagem bizantina e provou ser um governante frugal, de modo que, ao final de seu reinado, deixou um excedente substancial. Suas simpatias por monofisitas levaram a uma oposição generalizada, principalmente a revolta de Vitaliano e o cisma acaciano . Seu reinado também foi marcado pelos primeiros ataques búlgaros aos Balcãs e por uma guerra com a Pérsia sobre a fundação de Dara. Ele morreu sem filhos.
491 a 492 Longino
Isáuria
FLAVIVS LONGINUS Usurpador em Constantinopla.
496 a 497 Burdunello
Hispânia
Usurpador na Hispânia.
513 a 515 Vitaliano
Zaldapa, Mésia Inferior
FLAVIVS VITALIANVS Usurpador na Trácia e na Mésia.

Dinastia justiniana (518 - 602)Editar

Ver artigo principal: Dinastia justiniana
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
Julho de 518 a 1 de Agosto de 527 Justino I
Bederiana
JustinI.jpg ISTOK


FLAVIVS IVSTINVS
IMPERATOR CAESAR FLAVIVS IVSTINVS AVGVSTVS Nascido c. 450 em Bederiana (Justiniana Prima),Dardania. Oficial e comandante do guarda-costas do Excubitor sob Anastácio I, ele foi eleito pelo exército e pelo povo após a morte do imperador.
1 de Agosto de 527 a 14 de Novembro de 565 Justiniano
O Grande
Taurésio
Meister von San Vitale in Ravenna.jpg PETRUS SABATIVS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS PETRVS SABBATIVS IVSTINIANVS AVGVSTVS Nascido em 482/483 em Taurésio (Taor), Macedônia . Sobrinho de Justino I, possivelmente criado como co-imperador em 1 de abril de 527. Subiu ao trono após a morte de seu tio. Tentou restaurar os territórios ocidentais do Império, reconquistando a Itália, o norte da África e partes da Espanha. Também responsável pelo corpus juris civilis, ou o "corpo do direito civil", que é a base do direito para muitas nações europeias modernas.
1 de Agosto de 527 a 28 de Junho de 548 Teodora I
Chipre
Meister von San Vitale in Ravenna 008.jpg THEODORA THEODORA AVGVSTA Esposa de Justiniano, foi elevada a categoria de co-imperatriz e Augusta no seu casamento. Morreu de câncer em 548.
529 Juliano ben Sabar IVLIANVS SABARIDES Usurpador na Palestina.
532 Flávio Hipácio FLAVIVS HYPATIVS Usurpador em Constantinopla durante a Revolta de Nika.
533 a 547 Teodeberto I Münze Gold Solidus Theudebert I um 534 (obverse).jpg THEODEBERTVS VICTOR Reivindicou o título de imperador na Gália.
535 a 536 Teodato Münze Follis Ostgoten Rom Theodahat (obverse).jpg FLAVIVS THEODAHATVS Reivindicou o título de imperador no Norte da Itália.
536 a 545 Estotzas Liderou uma rebelião no Norte da África.
537 João Cotistis Usurpador na Mesopotâmia.
541 a 552 Totila Baduila BMC 044 (obverse).jpg Usurpador na Itália.
14 de Novembro de 565 a 5 de Outubro de 578 Justino II Solidus-Justin II-sb0391.jpg FLAVIVS IVSTINVS IVNIOR IMPERATOR CAESAR FLAVIVS IVSTINVS AVGVSTVS Nascido c. 520. Sobrinho de Justiniano I, ele assumiu o trono com a morte do tio, com o apoio do exército e do Senado. Tornou-se louco, daí em 573-574 esteve sob a regência de sua esposa Sophia, e em 574-578 sob a regência de Tibério Constantino.
572 a 586 Leovigildo Leovigild CNG 97-722237 (obverse).jpg FLAVIVS LEOVIGILDVS Reivindicou o título imperial na Hispânia.
5 de Outubro de 578 a 14 de Agosto de 582 Tibério II Solidus-Tiberius II-Sear 421x422.jpg TIBERIVS CONSTANTINVS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS TIBERIVS CONSTANTINVS AVGVSTVS Nascido c. 535, comandante dos Excubitors , amigo e filho adotivo de Justino. Foi nomeado César e regente em 574. Sucedeu Justino II após a morte deste.
14 de Agosto de 582 a Novembro de 602 Maurício I
Arabisso
Emperor Maurice.jpg FLAVIVS MAVRICIVS TIBERIVS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS MAVRICIVS TIBERIVS AVGVSTVS Nascido em 539 em Arabisso, na Capadócia . Tornou-se um oficial e depois um general. Casou-se com a filha de Tibério II e o sucedeu após sua morte. Nomeou seu filho Teodósio como co-imperador em 590. Deposto por Focas e executado em 27 de novembro de 602 em Calcedônia.
590 a 602 Teodósio Maurice follis with Constantina and Theodosius, Cherson mint.jpg THEODOSIVS IMPERATOR CAESAR THEODOSIVS AVGVSTVS Filho de Maurício, governou com seu pai até a morte de ambos em 602.
583 a 588 Abaskiron Usurpador no Egito.
584 a 590 Autário Nuremberg chronicles f 150r 1.jpg FLAVIVS AVTARIVS Usurpador e invasor de terras bizantinas no Norte da Itália.

Sem dinastia (602 - 610)Editar

Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
Novembro de 602 a 610 Focas
O Tirano
Solid Fokasa - awers.jpg FLAVIVS PHOCAS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS PHOCAS AVGVSTVS Subalterno no exército dos Balcãs, ele liderou uma rebelião que depôs Maurício. Cada vez mais impopular e tirânico, ele foi deposto e executado por Heráclio.

Dinastia heracliana (610 - 695)Editar

Ver artigo principal: Dinastia heracliana
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
5 de Outubro de 610 a 11 de Fevereiro de 641 Heráclio Cherub plaque Louvre MRR245 n2.jpg FLAVIVS HERACLIVS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS HERACLIVS AVGVSTVS Nascido c. 575 como o filho mais velho do exarca da África, Heráclio, o Velho. Começou uma revolta contra Focas em 609 e o depôs em outubro de 610. Levou a Guerra Bizantina-Sassânida de 602 a 628 a uma conclusão bem-sucedida, mas não conseguiu impedir a conquista muçulmana da Síria. Oficialmente substituiu o latim pelo grego como a língua da administração.
610 a 611 Comencíolo Usurpador na Galácia.
616 a 617 João de Conza IOANNES COMPSINUS Usurpador no Sul da Itália.
619 a 620 Eleutério Usurpador na Itália.
636 Baanes BAANES KORKHOROUNI Usurpador (?) na Palestina.
637 João Atalarico IOANNES ATALARICHOS Usurpador em Constantinopla.
11 de Fevereiro de 641 a 26 de Maio de 641 Constantino III Solidus-Heraclius-sb0764.jpg HERACLIVS NOVVS CONSTANTINVS IMPERATOR CAESAR HERACLIVS NOVVS CONSTANTINVS AVGVSTVS Nascido em 3 de maio de 612 como filho mais velho de Heráclio por sua primeira esposa Fabia Eudokia. Nomeado co-imperador em 613, ele conseguiu trono com seu irmão mais novo, Heraklonas, após a morte de Heráclio. Morreu de tuberculose, supostamente envenenado pela imperatriz Martina.
11 de Fevereiro de 641 a Setembro de 641 Heraclonas Heraclius and Heraclius Constantine solidus.jpg FLAVIVS CONSTANTINVS HERACLIVS IMPERATOR FLAVIVS CONSTANTINVS HERACLIVS AVGVSTVS Nascido em 626 da segunda esposa de Heráclio, Martina, nomeado co-imperador em 638. Conseguiu trono com Constantino III após a morte de Heráclio. Imperador único após a morte de Constantino III, sob a regência de Martina, mas foi forçado a nomear co-imperador Constante II pelo exército, e foi deposto pelo Senado em setembro de 641.
Setembro de 641 a 15 de Setembro de 668 Constante II
O Barbudo
Constans II and Constantine IV.jpg FLAVIVS/HERACLIVS CONSTANTINVS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS/HERACLIVS CONSTANTINVS AVGVSTVS Nascido em 7 de novembro de 630, filho de Constantino III. Criado como co-imperador no verão de 641, após a morte de seu pai devido à pressão do exército, ele se tornou o único imperador após a abdicação forçada de seu tio Heraklonas. Batizado de Heráclio, ele reinou como Constantino. "Constante" é o apelido dele. Mudou-se para Siracusa, onde foi assassinado, possivelmente por ordem de Mecécio.
659 a 681 Heráclio Impero romano d'oriente, costantino IV, eraclio e tiberio, emissione aurea, 674-680 ca..JPG FLAVIVS HERACLIVS AVGVSTVS Filho de Constante, reinou junto a seus irmãos Constantino e Tibério até morrer em 681.
659 a 681 Tibério Impero romano d'oriente, costantino IV, eraclio e tiberio, emissione aurea, 674-680 ca..JPG FLAVIVS TIBERIVS AVGVSTVS Filho de Constante, reinou junto a seus irmãos Constantino e Heráclio até morrer em 681.
643 Maurício
O Cartulário
MAURIKIOS HO CARTOULARIOS Usurpador em Roma.
646 a 648 Gregório
O Patrício
PHLABIOS GREGORIOS Usurpador na África.
650 a 652 Olímpio Usurpador na Itália.
651 a 653 Teodoro Restuni THEODOROS RECHTOUNI PASAGHNATES Usurpador na Armênia.
667 a 668 Sabório Usurpador no Ponto.
15 de Setembro de 668 a Setembro de 685 Constantino IV Privil classe.jpg FLAVIVS CONSTANTINVS IMPERATOR CAESAR FLAVIVS CONSTANTINVS AVGVSTVS Nascido em 652, assumiu o trono após o assassinato de seu pai Constante II. Erroneamente chamado de "Constantino, o Barbudo" pelos historiadores através da confusão com seu pai. Ele chamou o Terceiro Conselho de Constantinopla, que condenou a heresia do monotelismo, repeliu o Primeiro Cerco Árabe de Constantinopla e morreu de disenteria.
668 a 669 Mecécio Mezezius (obverse).jpg MIZIZIOS GNOUNI Imperador rival na Sicília.
Setembro de 685 a 695 Justiniano II
O Nariz Cortado
Solidus-Justinian II-Christ b-sb1413.jpg FLAVIVS IVSTINIANVS IMPERATOR FLAVIVS IVSTINIANVS AVGVSTVS Nascido em 669, filho de Constantino IV, foi nomeado co-imperador em 681 e tornou-se o único imperador após a morte de Constantino IV. Deposto pela revolta militar em 695, mutilado (daí seu sobrenome) e exilado para Cherson, de onde ele recuperou seu trono em 705.

Anarquia dos 20 Anos (695 - 717)Editar

Ver artigo principal: Anarquia de vinte anos
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
695 a 698 Leôncio Solidus-Leontinus-sb1330.jpg LEONTIVS IMPERATOR CAESAR LEONTIVS AVGVSTVS General de Isáuria, depôs Justiniano II e foi derrubado em outra revolta em 698. Foi executado em fevereiro de 706.
698 a 705 Tibério III Solidus-Tiberius III-sb1360.4.jpg APSIMAR DOMINVS NOSTER TIBERIVS PERPETVVS AVGVSTVS Almirante de origem germânica, originalmente chamado Apsimar. Ele se rebelou contra Leôncio após uma expedição fracassada. Reinou sob o nome de Tibério até ser deposto por Justiniano II em 705. Executado em fevereiro de 706.
705 a 711 Justiniano II
O Nariz Cortado
Solidus-Justinian II-Christ b-sb1413.jpg FLAVIVS IVSTINIANVS IMPERATOR FLAVIVS IVSTINIANVS AVGVSTVS Retornou ao trono com o apoio de Bulgar. Nomeou o filho Tibério como co-imperador em 706. Deposto e morto por revolta militar.
706 a 711 Tibério Monete d'oro di giustiniano II e tiberio IV, 705-711, 02, 5.jpg FLAVIVS TIBERIVS AVGVSTVS Filho de Justiniano II, reinou junto a seu pai até ser executado em 711.
711 a 3 de Junho de 713 Filípico Solidus-Philippicus-sb1447.3.jpg BARDANES AUTOKRATOR PHILIPPIKKOS BARDANES, BASILEUS TON ROMAION Um general de origem armênia , ele depôs Justiniano II e, por sua vez, foi derrubado por uma revolta das tropas do Tema Opsiciano.
3 de Junho de 713 a Novembro de 715 Anastácio II Solidus-Anastasius II-sb1463.jpg ARTEMIOS ANASTASIOS AUTOKRATOR ARTEMIOS ANASTASIOS, BASILEUS TON ROMAION Originalmente chamado Artêmio. Burocrata e secretário de Filípico, ele foi elevado ao roxo pelos soldados que o derrubaram. Deposto por outra revolta militar, ele liderou uma tentativa abortada de recuperar o trono em 718 e foi morto.
Novembro de 715 a 25 de Março de 717 Teodósio III Theodosius iii coin.jpg THEODOSIOS KONSTANTINOS DOMINVS NOSTER THEODOSIVS PERPETVVS AVGVSTVS Oficial fiscal, ele foi proclamado imperador pelas tropas rebeldes do Tema Opsiciano. Entrou em Constantinopla em novembro de 715. Abdicou após a revolta de Leão, o Isauriano, e tornou-se monge.

Dinastia isaura (717 - 802)Editar

Ver artigo principal: Dinastia isaura
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
25 de Março de 717 a 18 de Junho de 741 Leão III
O Isauro
Solidus-Leo III.jpg PHLABIOS LEON LEON HO ISAURUS, BASILEUS TON ROMAION Nascido c. 685 em Germanikeia, Commagene, ele se tornou general. Levantou-se em rebelião e conquistou o trono na primavera de 717. Repeliu o Segundo Cerco Árabe de Constantinopla e iniciou o processo de iconoclastia bizantino.
717 a 718 Basílio Onomágulo TIBERIOS BASILEIOS ONOMAGOULOS Usurpador na Sicília com um certo Sérgio.
727 Kosmas Imperador rival na Tessália.
729 a 730 Tibério Petásio Solidus Tiberius Petasius (obverse).jpg TIBERIOS PETASIUS Imperador rival na Itália.
737 Beser BESEROS TIBERIOS Usurpador na Síria. Alegava ser Tibério, filho de Justiniano II.
18 de Junho de 741 a 14 de Setembro de 775 Constantino V
Coprônimo
Solidus-Constantine.jpg KONSTANTINOS KONSTANTINOS, BASILEUS TON ROMAION Nascido em julho de 718, filho único de Leão III. Co-imperador desde 720, ele sucedeu seu pai após a morte deste. Depois de superar a usurpação de Artabasdos, ele continuou as políticas iconoclastas de seu pai e conquistou várias vitórias contra os árabes e os búlgaros. Ele recebeu o sobrenome "nascido do estrume" por cronistas hostis posteriores.
Junho de 742 a 2 de Novembro de 743 Artabasdo ARTABASDOS HO EIKONOPHILOS ARTABASDOS, BASILEUS TON ROMAION Geral e genro de Leão III, Conde do Tema Opsiciano. Liderou uma revolta que garantiu Constantinopla, mas foi derrotada e deposta por Constantino V, que o cegou e o tonsurou.
Junho de 742 a 2 de Novembro de 743 Nicéforo Filho de Artabasdo, reinou junto a seu pai até ambos serem depostos em 743.
766 Constantino Podopaguro KONSTANTINOS HO PODOPAGOUROS Usurpador em Constantinopla.
774 a 787 Arigis II de Benevento Arichis II tremissis 74000877.jpg Invasor e usurpador de terras no Sul da Itália.
14 de Setembro de 775 a 8 de Setembro de 780 Leão IV
O Cazar
Leo iv constantine vi coin.jpg LEON HO CHAZAROS DOMINVS NOSTER LEON PERPETVVS AVGVSTVS Nascido em 25 de janeiro de 750 como filho mais velho de Constantino V. Co-imperador desde 751, sucedeu seu pai após a morte deste.
8 de Setembro de 780 a Agosto de 797 Constantino VI
O Cego
Constantine VI and Irene 780 790 gold 4410mg.jpg KONSTANTINOS KONSTANTINOS, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 771, filho único de Leão IV. Co-imperador em 776, único imperador após a morte de Leão em 780, até 790 sob a regência de sua mãe, Irene de Atenas. Ele foi derrubado por ordem de Irene, cego e preso, provavelmente morrendo de seus ferimentos logo depois.
781 a 792 Elpídio Seal of Elpidius (Schlumberger).png Usurpador na Sicília, aliado ao Califado Abássida.
792 Aleixo Mosele ALEXIOS MOUSELE Usurpador (?) em Constantinopla.
Agosto de 797 a 31 de Outubro de 802 Irene
A Ateniense
Atenas
Solidus-Irene-sb1599.jpg EIRENE SARANTAPECHAINA HE ATENAIA EIRENE AUGUSTA, BASILISSA TON ROMAION Nascida c. 752 em Atenas , casou-se com Leão IV. Regente para seu filho Constantino VI, em 780–790, ela o derrubou em 797 e tornou-se imperadora. Em 787, ela ordenou o Segundo Concílio de Nicéia, que condenou a prática do iconoclastia e restaurou a veneração dos ícones à prática cristã. Deposta em um golpe de Estado em 802, ela foi exilada e morreu em 9 de agosto de 803.

Dinastia niceforiana (802 - 813)Editar

Ver artigo principal: Dinastia niceforiana
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
31 de Outubro de 802 a 26 de Julho de 811 Nicéforo I
O Logóteta
Solidus-Nicephorus I.jpg NIKEPHOROS GABALAS HO LOGOTHETES NIKEPHOROS, BASILEUS TON ROMAION Logothetes tou genikou (ministro geral das finanças), sob Irene, liderou inicialmente campanhas bem-sucedidas contra os búlgaros, mas foi morto na Batalha de Pliska.
803 Bardanes, o Turco BARDANES HO TOURKOS Imperador rival na Frígia e na Bitínia.
808 Arsabero ARSABER KAMSARAKAN Usurpador em Constantinopla.
26 de Julho de 811 a 2 de Outubro de 811 Estaurácio Solidus-Nicephorus I and Staraucius-sb1604.jpg STAURAKIOS STAURAKIOS, BASILEUS TON ROMAION Filho único de Nicéforo I, coroado co-imperador em dezembro de 803. Sucedeu seu pai na morte deste; no entanto, ele havia sido gravemente ferido em Pliska e deixado paralisado. Ele foi forçado a renunciar e se retirou para um mosteiro onde morreu pouco depois.
2 de Outubro de 811 a 11 de Julho de 813 Miguel I Michael I (Roman emperor), coronation.jpg MICHAEL RANGABE AUTOKRATOR MICHAEL, BASILEUS TON ROMAION Genro de Nicéforo I, sucedeu a Estaurácio em sua abdicação. Renunciou após a revolta sob o comando de Leão, o armênio, e retirou-se para um mosteiro, onde morreu em 11 de janeiro de 844. Reinou com o filho mais velho Teofilacto como co-imperador.
2 de Outubro de 811 a 11 de Julho de 813 Teofilacto Michael I and Theophylact (reverse).jpg AUTOKRATOR THEOPHYLAKTOS, BASILEUS TON ROMAION Filho de Miguel I, reinou junto a seu pai até ambos serem depostos em 813.

Sem dinastia (813 - 820)Editar

Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
11 de Julho de 813 a 25 de Dezembro de 820 Leão V
O Armênio
MadridSkylitzesLeoMichaelFol13r.jpg LEON HO EX ARMENIAS AUTOKRATOR LEON, BASILEUS TON ROMAION Geral de origem armênia, nascido c. 755. Ele se rebelou contra Miguel I e ​​se tornou imperador. Nomeado seu filho, Simbácio, co-imperador sob o nome de Constantino, no Natal de 813. Reviveu a iconoclastia bizantina. Assassinado por uma conspiração liderada por Miguel, o amoriano.
11 de Julho de 813 a 25 de Dezembro de 820 Simbácio-Constantino Leo V solidus.jpg AUTOKRATOR KONSTANTINOS, BASILEUS TON ROMAION Filho de Leão V, reinou junto a seu pai até ambos serem depostos em 813.

Dinastia amoriana (820 - 867)Editar

Ver artigo principal: Dinastia amoriana
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
25 de Dezembro de 820 a 2 de Outubro de 829 Miguel II
O Amoriano
Amório
55-manasses-chronicle.jpg MIKHAEL HO PSELLOS AUTOKRATOR MIKHAEL HO PSELLOS, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 770 em Amório, tornou-se oficial do exército. Amigo de Leão V, ele foi criado para altos cargos, mas liderou a conspiração que o assassinou. Sobreviveu à rebelião de Tomás, o Eslavo, perdeu Creta para os árabes e enfrentou o início da conquista muçulmana da Sicília , reforçou a iconoclastia.
821 a 823 Tomás, o Eslavo Thomas the Slav (cropped).jpg THOMAS KONSTANTINOS Imperador rival (autodenominado Constantino VI), na Trácia.
826 a 827 Eufêmio EUPHEMIOS Usurpador na Sicília.
2 de Outubro de 829 a 20 de Janeiro de 842 Teófilo Emperor Theophilos Chronicle of John Skylitzes.jpg THEOPHILOS AUTOKRATOR THEOPHILOS, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 813, como o único filho de Michael II. Co-imperador desde 821, subiu ao trono após a morte de seu pai.
838 a 839 Teófobo
O Persa
NASAR THEOPHOBOS HO PERSES Usurpador na Paflagônia (Tema Armeníaco).
20 de Janeiro de 842 a 855 Teodora II
A Armênia
Theodora (greek icon XIX c).jpg THEODORA Regente de Miguel III enquanto este era de menor idade.
20 de Janeiro de 842 a 23 de Setembro de 867 Miguel III
O Ébrio
O Alcoólatra
Michael iii.jpg MIKHAEL HO METHYSTES AUTOKRATOR MIKHAEL, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 19 de janeiro de 840, filho de Teófilo, ele foi entronizado após a morte do seu pai. Sob a regência de sua mãe Teodora até 856, e sob o controle efetivo de seu tio Bardas em 862-866. Iconoclastia finalizada. Assassinado por Basílio, o Macedônio. Governante libidinoso, que gostava dos prazeres da corte, ele foi apelidado de "o Bêbado" por mais tarde, cronistas pró-Basílio.
844 a 863 Karbeas Usurpador na Armênia.
865 a 889 Bóris I da Bulgária Boris ktitor sv.naum ohrid (cropped).jpg BOGORIS MIKHAEL Invasor de diversas terras na Trácia, conquistando-as para o seu reino.
866 a 867 Simbácio Usurpador no Tema Tracesiano.

Dinastia macedónica (867 - 1056)Editar

Ver artigo principal: Dinastia macedônica
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
867 a 2 de Agosto de 886 Basílio I
O Macedônio
Basil I (867-886) from the Chronikon of Ioannis Skylitzes.jpg BASILEIOS MAKEDON AUTOKRATOR BASILEIOS, BASILEUS TON ROMAION Nascido no tema da Macedônia ca. 811, ele se destacou pelo serviço do palácio, tornando-se o favorito de Miguel III. Ele derrubou Miguel e estabeleceu a dinastia macedônia. Ele liderou guerras bem-sucedidas no Oriente contra os árabes e os paulicianos e recuperou o sul da Itália para o Império.
2 de Agosto de 886 a 11 de Maio de 912 Leão VI
O Sábio
Detail of the Imperial Gate mosaic in Hagia Sophia showing Leo VI the Wise.jpg LEON PORPHYROGENNETOS HO SOPHOS AUTOKRATOR LEON, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 19 de setembro de 866, filho legítimo de Basílio I ou filho ilegítimo de Miguel III, Leão era conhecido por sua erudição. Seu reinado viu ataques navais dos sarracenos, culminando no saque de Tessalônica, e foi marcado por guerras mal sucedidas contra os búlgaros sob Simão I.
906 a 907 Andrônico Ducas ANDRONIKOS DOUKAS Usurpador no Tema Anatólico.
879 a 11 de Maio de 912 Alexandre Alexandros mosaic Hagia Sophia.JPG ALEXANDROS PORPHYROGENNETOS Coimperador.
11 de Maio de 912 a 6 de Junho de 913 AUTOKRATOR ALEXANDROS, BASILEUS TON ROMAION Filho de Basílio I, Alexandre nasceu em 870 e foi co-imperador em 879. Afastado por Leão VI, Alexandre dispensou os principais assessores de seu irmão após sua ascenção. Ele morreu de exaustão após um jogo de pólo.
913 a 914 Nicolau Místico Nicholas Mystikos.jpg NIKOLAS MYSTIKOS Regente de Constantino VII quando este era de menor idade.
913 Constantino Ducas KONSTANTINOS DOUKAS Usurpador em Constantinopla.
914 a 17 de Dezembro de 920 Zoé Carbonopsina ZOE KARBONOPSINA Após derrubar a regência de Nicolau, assume o governo até ser deposta pelo almirante Romano Lecapeno.
913 a 927 Simeão I da Bulgária Skylitzes - Simeón el Grande crop.jpg SIMEON HO MEGAS Invasor de terras no ocidente do império, reivindicou o título de imperador.
919 Leão Focas, o Velho Blinding of Leo Phokas (cropped).jpg LEON PHOCAS HO GERON Usurpador na Bitínia.
17 de Dezembro de 920 a 16 de Dezembro de 944 Romano I Romanus1.jpg ROMANOS LAKAPENOS AUTOKRATOR ROMANOS, BASILEUS TON ROMAION Almirante de origem humilde, Romano chegou ao poder como protetor do jovem Constantino VII contra o general Leão Focas, o Velho . Depois de se tornar sogro do imperador, ele assumiu sucessivamente cargos mais altos até se coroar imperador sênior. Seu reinado foi marcado pelo fim da guerra com a Bulgária e pelas grandes conquistas de João Curcuas no Oriente. Romanos promoveu seus filhos Christóvão, Estêvão e Constantino como co-imperadores sobre Constantino VII, mas foi derrotado pelos dois últimos e confinado a uma ilha como monge. Ele morreu em 15 de junho de 948.
921 a 931 Cristóvão Lecapeno Romanus I with Christopher, solidus.jpg CHRISTOPHOROS LAKAPENOS AUTOKRATOR CHRISTOPHOROS , BASILEUS TON ROMAION Co-imperador com seu pai, Romano, até sua morte em 931.
924 a 945 Estêvão Lecapeno Romanos I with co-emperors, miliaresion, 931-944 AD.jpg STEPHANOS LAKAPENOS AUTOKRATOR STEPHANOS , BASILEUS TON ROMAION Co-imperador com seu pai, Romano, até ser deposto por Constantino VII em 945.
924 a 945 Constantino Lecapeno Romanos I with co-emperors, miliaresion, 931-944 AD.jpg KONSTANTINOS LAKAPENOS AUTOKRATOR KONSTANTINOS , BASILEUS TON ROMAION Co-imperador com seu pai, Romano, até ser deposto por Constantino VII em 945.
923 a 924 Bardas Boilas BARDAS BOILAS Usurpador no Ponto.
930 a 932 Basílio Mão-de-Cobre BASILEIOS HO CHALKOCHEIR Usurpador na Bitínia e Lídia.
6 de Junho de 913 a 27 de Janeiro de 945 Constantino VII Porphyrogenetus.jpg KONSTANTINOS FLAVIOS PORPHYROGENNETOS Coimperador com Crisóvão, Estêvão, Romano e Constantino Lecapeno.
27 de Janeiro de 945 a 9 de Novembro de 959 AUTOKRATOR KONSTANTINOS, BASILEUS TON ROMAION Filho de Leão VI, nasceu em 17/18 de maio de 905 e foi associado como co-imperador em 15 de maio de 908. Seu reinado inicial foi dominado por regências sucessivas, primeiro por sua mãe, Zoe Karbonopsina, e pelo patriarca Nicolau Mystikos , e de 919 pelo almirante Romano Lecapeno, que casou sua filha com Constantino e foi coroado imperador sênior em 920. Constantino foi deixado de lado durante o regime de Lekapenos, mas afirmou seu controle ao depor os filhos de Romanos no início de 945. Seu reinado foi marcado por lutas com Sayf al-Dawla no Oriente e uma campanha mal sucedida contra Creta, e políticas pró-aristocráticas que viram uma reversão parcial da legislação de Lecapeno contra os dynatoi. Ele é notável por sua promoção do "Renascença da Macedônia", patrocinando obras e histórias enciclopédicas. Ele próprio foi um escritor prolífico, mais lembrado pelos manuais de administração de estado (De administrando imperio) e cerimônias (De ceremoniis) que compilou para seu filho Romanos II.
9 de Novembro de 959 a 15 de Março de 963 Romano II Romanos II.jpg ROMANOS PORPHYROGENNETOS AUTOKRATOR ROMANOS, BASILEUS TON ROMAION O único filho sobrevivente de Constantino VII, nasceu em 15 de março de 938 e sucedeu seu pai na morte deste. Ele governou até sua própria morte, embora o governo tenha sido liderado principalmente pelo eunuco José Bringas. Seu reinado foi marcado por uma bem-sucedida guerra no Oriente contra Sayf al-Dawla e pela recuperação de Creta pelo general Nicéforo Focas.
961 Basílio Petino BASILEIOS PETEINOS Usurpador em Constantinopla.
15 de Março de 963 a 969 Nicéforo II Nikiphoros Phokas.jpg NIKEPHOROS PHOKAS AUTOKRATOR NIKEPHOROS, BASILEUS TON ROMAION O general de maior sucesso de sua geração, Nicéforo II nasceu ca. 912 na poderosa família Focas. Após a morte de Romano II, ele subiu ao trono com o apoio do exército e do povo como regente dos jovens imperadores Basílio II e Constantino VIII, casando-se com a imperatriz Theophano. Ao longo de seu reinado, ele liderou campanhas no Oriente, conquistando grande parte da Síria. Ele foi assassinado pelo sobrinho e ex-associado João Tzimisces.
968 a 971 Kalokyres KALOKYRES Usurpador na Bulgária.
970 a 971 Bardas Focas, o Jovem BARDAS PHOKAS Usurpador em Antioquia (primeira revolta).
11 de Dezembro de 969 a 10 de Janeiro de 976 João I
O Bota Vermelha
John I Tzimiskes 8.jpg IOANNES KOURKOUAS HO TZIMISKES AUTOKRATOR IOANNES, BASILEUS TON ROMAION Sobrinho de Nicéforo Focas, Tzimices nasceu ca. 925. Um general de sucesso, ele se desentendeu com o tio e liderou uma conspiração de generais descontentes que o assassinaram. Tzimices sucedeu a Nicéforo como imperador e regente dos jovens filhos de Romanos II. Como governante, Tzimices esmagou os russos na Bulgária e terminou o tsardom búlgaro antes de fazer campanha no leste, onde morreu.
22 de Abril de 960 a 10 de Janeiro de 976 Basílio II
O Matador de Búlgaros
Constantinopla
Basilios II.jpg BASILEIOS PORPHYROGENNETOS HO BOULGAROKTONOS Coimperador com Nicéforo Focas e João Tzimices.
10 de Janeiro de 976 a 15 de Dezembro de 1025 AUTOKRATOR BASILEIOS, BASILEUS TON ROMAION Filho mais velho de Romano II, Basílio nasceu em 958. A primeira década de seu reinado foi marcada pela rivalidade com o poderoso Basílio Lecapeno, uma guerra mal sucedida contra a Bulgária e rebeliões de generais na Ásia Menor. Basílio solidificou sua posição através de uma aliança de casamento com Vladimir I de Kiev e, depois de reprimir as revoltas, ele embarcou em sua conquista da Bulgária. A Bulgária foi finalmente subjugada em 1018, após mais de 20 anos de guerra, interrompida apenas pela guerra esporádica na Síria contra os fatímidas. Basílio também expandiu o controle bizantino sobre a maior parte da Armênia. Seu reinado é amplamente considerado como o apogeu do Bizâncio medieval.
976 a 979
987
989
Bardas Esclero Bardas Skleros.jpg BARDAS SKLEROS Usurpador em Antioquia, associado a Bardas Focas (segunda revolta).
987 a 989 Bardas Focas, o Jovem BARDAS PHOKAS Usurpador em Antioquia (segunda revolta).
1009 a 1019 Melo de Bari MELES Revoltoso no Sul da Itália.
1015 a 1016 Jorge Tzules GEORGIOS TZOULES Usurpador em Quersoneso.
1022 Nicéforo Focas Baritráquelo NIKEPHOROS PHOKAS HO BARYTRACHELOS Usurpador na Capadócia.
962 a 15 de Dezembro de 1025 Constantino VIII BasileIIConstantinVIIIHoldingCross.jpg KONSTANTINOS PORPHYROGENNETOS Coimperador com Nicéforo Focas, João Tzimices e Basílio II.
15 de Dezembro de 1025 a 15 de Novembro de 1028 AUTOKRATOR KONSTANTINOS, BASILEUS TON ROMAION O segundo filho de Romano II, Constantino, nasceu em 960 e cresceu como co-imperador em março de 962. Durante o reinado de Basílio II, ele passou seu tempo em prazer ocioso. Durante seu curto reinado, ele foi um governante indiferente, facilmente influenciado por seus cortesãos e desconfiado de conspirações para depô-lo, especialmente entre a aristocracia militar, muitos dos quais foram cegados e exilados. No leito de morte, ele escolheu Romano Argiro como marido para sua filha Zoe.
1025 a 1026 Nicéforo Comneno NIKEPHOROS KOMNENOS Usurpador na Armênia.
1026 a 1027
1033
Basílio Esclero BASILEIOS SKLEROS Em 1026 a 1027, ursurpador em Antioquia. Em 1033, tentou tomar o poder em Constantinopla.
15 de Novembro de 1028 a Junho de 1050 Zoé EmpZoe.jpg ZOE PORPHYROGENNETA AUTOKRATEIRA ZOE, BASILISSA TON ROMAION Filha de Constantino VIII, ela o sucedeu após sua morte, como a única membra sobrevivente da dinastia macedônia, junto com sua irmã Theodora. Seus três maridos, Romano III (1028-1034), Miguel IV (1034-1041) e Constantino IX (1042-1050) governavam ao lado dela.
15 de Novembro de 1028 a 11 de Abril de 1034 Romano III NomismaHistamenonOfRomanusIIIChristSeated.jpg ROMANOS ARGYROS AUTOKRATOR ROMANOS, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 968, o idoso aristocrata Romano foi escolhido por Constantino VIII no leito de morte como marido de Zoe e conseguiu o trono após a morte de Constantino, alguns dias depois.
1029 Presiano II da Bulgária Tonsure of Prousianos (cropped).jpg PRESJAN Revoltou-se contra o império e reestabeleceu o Reino da Bulgária.
11 de Abril de 1034 a 10 de Dezembro de 1041 Miguel IV
O Paflagônio
Michael IV -paphlago.jpg MICHAEL HO PAPHLAGON AUTOKRATOR MIKHAEL, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 1010, ele se apaixonou por Zoe, enquanto Romanos III estava vivo, e o sucedeu após sua morte como marido e imperador. Ajudado por seu irmão mais velho, o eunuco João, o Orfanotrofos, seu reinado teve um sucesso moderado contra rebeliões internas, mas sua tentativa de recuperar a Sicília falhou. Ele morreu após uma longa doença.
1034 Elpídio Bracâmio ELPIDIOS BRACHAMIOS Usurpador na Síria.
1034 a 1035
1040 a 1043
Estêvão Bístlabo STEPHAN VOJISLAV Usurpador na Dóclea.
1040 a 1041 Pedro Deliano Peter Deljan.jpg PETER DELJAN Imperador rival na Bulgária.
1040 Gregório Taronita GREGOR TARONITES Usurpador na Frígia.
10 de Dezembro de 1041 a 20 de Abril de 1042 Miguel V
O Calafate
Histamenon nomisma-Micael V-sb1776.jpg MICHAEL HO KALAPHATES AUTOKRATOR MIKHAEL, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 1015, ele era sobrinho e filho adotivo de Michael IV. Durante seu reinado, ele tentou afastar Zoe, mas uma revolta popular o forçou a restaurá-la como imperatriz em 19 de abril de 1042, junto com sua irmã Theodora . Ele foi deposto no dia seguinte, castrado e tonsurado, morrendo em 24 de agosto de 1042.
1042 Teófilo Erótico THEOPHILOS EROTIKOS Usurpador em Chipre.
11 de Junho de 1042 a Junho de 1050 Constantino IX Istanbul.Hagia Sophia072.Monomuhos.jpg KONSTANTINOS MONOMACHOS Coimperador com Zoe.
Junho de 1050 a 15 de Novembro de 11 de Janeiro de 1055 AUTOKRATOR KONSTANTINOS, BASILEUS TON ROMAION Nascido ca. Com 1000 de origem nobre, ele teve uma vida indistinta, mas foi exilado para Lesbos por Miguel IV, retornando quando foi escolhido como o terceiro marido de Zoe. Constantino apoiou as classes mercantis e favoreceu a companhia de intelectuais, alienando assim a aristocracia militar. Governante que gosta de prazer, viveu uma vida extravagante com suas amantes favoritas e dotou vários mosteiros, principalmente os Nea Moni de Chios e o Mosteiro de Mangana. Seu reinado foi marcado por invasões dos pechenegues nos Bálcãs e dos turcos seljúcidas no leste, as revoltas de George Maniakes e Leo Tornikios e o Grande cisma entre os patriarcados de Roma e Constantinopla.
1042 a 1043 Jorge Maniaces Georgios Maniakes.jpg GEORGIOS MANIAKES Usurpador no Sul da Itália e nos Bálcãs.
1043 Leão Lampros LEON LAMPROS Usurpador no Tema Armeníaco.
1043 Leão Tornício Leo Tornikios 1047 (cropped).jpg LEON TORNIKES Usurpador na Macedônia e Trácia.
1051 Romano Boilas ROMANOS TORNIKES Usurpador em Constantinopla.
19 de Abril de 1042 a 11 de Janeiro de 1055 Teodora III Tetarteron-Theodora-sb1838.jpg THEODORA KARBONOPSINA Coimperadora com Zoe e Constantino IX.
11 de Janeiro de 1055 a 31 de Agosto de 1056 AUTOKRATEIRA THEODORA, BASILISSA TON ROMAION A irmã mais nova de Zoe, nascida em 984, foi criada como co-governante em 19 de abril de 1042. Depois que Zoe se casou com seu terceiro marido, Constantino IX, em junho de 1042, Theodora foi novamente deixada de lado. Depois que Zoe morreu em 1050 e Constantino em 1055, Theodora assumiu o governo completo do Império e reinou até sua morte. Ela nomeou Miguel VI como seu sucessor.

Sem dinastia (1056 - 1059)Editar

Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
Setembro de 1056 a 31 de Agosto de 1057 Miguel VI
O Belicoso
Michael VI tetarteron (reverse).jpg MIKHAEL BRINGAS STRATIOTIKOS AUTOKRATOR MIKHAEL, BASILEUS TON ROMAION
31 de Agosto de 1057 a 22 de Novembro de 1059 Isaac I GoldHistamenonIsaacIKomnenos1057-1059.jpg ISAAKIOS KOMNENOS AUTOKRATOR ISAAKIOS, BASILEUS TON ROMAION

Dinastia Ducas (1059 - 1078)Editar

Ver artigo principal: Dinastia Ducas
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
22 de Novembro de 1059 a 22 de Maio de 1067 Constantino X Costantino X - histamenon - Sear 1847v.jpg KONSTANTINOS DOUKAS AUTOKRATOR KONSTANTINOS, BASILEUS TON ROMAION
22 de Maio de 1067 a 24 de Março de 1078 Miguel VII Costantino X - histamenon - Sear 1847v.jpg MIKHAEL DOUKAS HO PARAPINAKES AUTOKRATOR MIKHAEL, BASILEUS TON ROMAION
1067 a 1071 Romano IV
O Armênio
Romanos et Eudoxie.JPG ROMANOS DIOGENES AUTOKRATOR ROMANOS, BASILEUS TON ROMAION Coimperador e padrasto de Miguel VII.

Sem Dinastia (1078 - 1081)Editar

Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
24 de Março de 1078 a 10 de Dezembro de 1081 Nicéforo III Nicephorus III.jpg NIKEPHOROS BOTANEIATES AUTOKRATOR NIKEPHOROS, BASILEUS TON ROMAION

Dinastia comnena (1081 - 1185)Editar

Ver artigo principal: Dinastia Comneno
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
10 de Dezembro de 1081 a 15 de Agosto de 1118 Aleixo I Alexius I.jpg ALEXIOS KOMNENOS AUTOKRATOR ALEXIOS, BASILEUS TON ROMAION
15 de Agosto de 1118 a 8 de Abril de 1143 João II JohnIIcomnenus.jpg IOANNES KALOS KOMNENOS DOUKAS AUTOKRATOR IOANNES, BASILEUS TON ROMAION
8 de Abril de 1143 a 24 de Setembro de 1180 Manuel I Manuelcomnenus.jpg MANOUEL KOMNENOS AUTOKRATOR MANOUEL, BASILEUS TON ROMAION
24 de Setembro de 1180 a Outubro de 1183 Aleixo II Alexios II - komnenos.jpg ALEXIOS KOMNENOS PORPHYROGENNETOS AUTOKRATOR ALEXIOS, BASILEUS TON ROMAION
Outubro de 1183 a 2 de Setembro de 1185 Andrônico I Andronik 1.jpg ANDRONIKOS KOMNENOS AUTOKRATOR ANDRONIKOS, BASILEUS TON ROMAION

Dinastia Ângelo (1185 - 1204)Editar

Ver artigo principal: Dinastia Ângelo
Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
2 de Setembro de 1185 a 1195 Isaac II IsaacIIAnge.jpg ISAAKIOS ANGELOS AUTOKRATOR ISAAKIOS, BASILEUS TON ROMAION Nascido em setembro de 1156, Isaac chegou ao trono à frente de uma revolta popular contra Andrônico I. Seu reinado foi marcado por revoltas e guerras nos Bálcãs, especialmente contra a Bulgária ressurgente. Ele foi deposto, cegado e preso por seu irmão mais velho, Aleixo III.
1185 a 1191
1195
Isaac Comneno do Chipre Isaac cyprus tetarteron (cropped).jpg ISAAKIOS DOUKAS KOMNENOS Usurpador no Chipre, de 1185 a 1191, e de Icônio em 1195.
1185 a 1186
1187
Aleixo Branas ALEXIOS BRANAS KOMNENOS De 1185 a 1186, usurpador em Constantinopla. Em 1187, imperador rival na Trácia.
1188 a 1189
1195
1204 a 1205
Teodoro Mangafa Mangaphas Aspron Trachy (cropped).jpg THEODOROS DOUKAS MANGAFAS Usurpador por várias vezes na Lídia e na Frígia.
1189 a 1191 Pseudo-Aleixo II ALEXIOS KOMNENOS Usurpador na Frígia, aliado do sultão Quilige Arslam II.
1191 a 1205 Basílio Chotzas BASILEIOS CHOTZAS Usurpador na Bitínia.
1191 a 1193 Isaac Comneno ISAAKIOS KOMNENOS Usurpador em Constantinopla.
1191 a 1193 Constantino Aspieta KONSTANTINOS KOMNENOS ASPIETES Usurpador (?) na Macedônia.
1193 Constantino Ângelo KONSTANTINOS ANGELOS DOUKAS Usurpador em Filipopéia.
1195 a 1203 Aleixo III Alexios III -Angelos.jpg ALEXIOS KOMNENOS ANGELOS AUTOKRATOR ALEXIOS, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 1153, Aleixo era o irmão mais velho de Isaac II. Seu reinado foi marcado por má administração e crescente autonomia dos magnatas provinciais. Ele foi deposto pela Quarta Cruzada e fugiu de Constantinopla, perambulando pela Grécia e Ásia Menor, procurando apoio para recuperar seu trono. Ele morreu no cativeiro de Nicéia em 1211.
1195
1200
Aleixo Contostefano ALEXIOS KONTOSTEPHANOS Usurpador em Constantinopla.
1195 a 1197 Pseudo-Aleixo II ALEXIOS KOMNENOS Usurpador na Cilícia e na Bitínia.
1196 a 1199
1201 a 1202
Dobromir Crisos DOBROMEROS CHRYSOS Usurpador na Macedônia e Tessália.
1198 a 1200 Ibanco da Bulgária IOANNES ALEXIOS Usurpador na Trácia.
1199 Miguel Cantacuzeno MIKHAEL KANTAKOUZENOS Usurpador em Constantinopla.
1199
1201 a 1202
Manuel Camitzes MANOUEL KAMITZES KOMNENOS DOUKAS ANGELOS Em 1199, Usurpador em Constantinopla. De 1201 a 1202, Usurpador na Macedônia e na Tessália (com Dobromir).
1200 a 1203
1204 a 1215
Miguel I Comneno Ducas MIKHAEL ANGELOS KOMNENOS DOUKAS Fundador e primeiro Déspota do Épiro.
1200 a 1201 João Comneno, o Gordo IOANNES AXOUCHOS KOMNENOS HO PACHYS Usurpador em Constantinopla.
1201 a 1209 Leão Chamareto LEON CHAMARETOS Usurpador na Moréia (Lacônia).
1201 a 1208 Leão Esguro LEON SGOUROS Usurpador na Grécia, nomeado déspota em 1204.
1203 a 1204 Isaac II IsaacIIAnge.jpg ISAAKIOS ANGELOS AUTOKRATOR ISAAKIOS, BASILEUS TON ROMAION Restaurado em seu trono pelos cruzados, o domínio real caiu sobre seu filho Aleixo IV. Devido ao fracasso em lidar com as demandas dos cruzados, ele foi deposto por Aleixo V Ducas em janeiro de 1204 e morreu em 28 de janeiro de 1204, talvez por veneno.
1203 a 25 de Janeiro de 1204 Aleixo IV Alexius4.jpg ALEXIOS ANGELOS AUTOKRATOR ALEXIOS, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 1182, filho de Isaac II. Ele alistou a Quarta Cruzada para retornar seu pai ao trono e reinou ao lado de seu pai restaurado. Devido ao fracasso em lidar com as demandas dos cruzados, ele foi deposto por Aleixo V Ducas em janeiro de 1204 e foi estrangulado em 8 de fevereiro.
25 de Janeiro de 1204 a 8 de Fevereiro de 1204 Nicolau I NIKOLAOS CANABOS Eleito pelo senado, não chegou a exercer efetivamente o cargo.
8 de Fevereiro de 1204 a 12 de Abril de 1204 Aleixo V Alexius V.JPG ALEXIOS DOUKAS HO MOURTZOUPHLOS AUTOKRATOR ALEXIOS, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 1140, genro de Aleixo III e um aristocrata de destaque, ele depôs Isaac II e Aleixo IV em um golpe de Estado. Ele tentou repelir os cruzados, mas eles capturaram Constantinopla forçando Mourtzouphlos a fugir. Ele se juntou ao exilado Aleixo III, mas depois foi cegado por este. Capturado pelos cruzados, ele foi executado em dezembro de 1205.

Dinastia lascarina (1204 - 1261)Editar

Ver artigo principal: Dinastia lascarina

Imperadores de Niceia. Existiam ramos da Casa dos Ângelos e da Casa dos Comnenos a governarem outras partes do império.

Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
1204 a 1205 Constantino Láscaris KONSTANTINOS KOMNENOS LASKARIS Eleito pelo povo de Constantinopla, não chega a tomar posse do cargo.
1204 a 1222 Aleixo Mega Comneno ALEXIOS MEGAS KOMNENOS Imperador rival em Trebizonda, após a queda de Constantinopla pelos cruzados.
1204 a 1208 Teodoro Gabras, o Jovem THEODOROS GABRAS Usurpador no Ponto.
1204 a 1205 Manuel Ângelo MANOUEL ANGELOS Usurpador na Trácia, Macedônia e Tessália (com Bonifácio de Monferrato).
1205 Aleixo Aspieta ALEXIOS ASPIETES Líder de uma rebelião anti-búlgara em Filipópolis.
12 de Abril de 1205 a 1221 Teodoro I Theodore I Laskaris miniature.jpg THEODOROS KOMNENOS LASKARIS AUTOKRATOR THEODOROS, BASILEUS TON ROMAION Nascido c. 1174, ele ganhou destaque como genro de Aleixo III. Seu irmão Constantino Láscaris (ou o próprio Teodoro, é incerto) foi eleito imperador pelos cidadãos de Constantinopla no dia anterior à queda da cidade pelos cruzados; Constantino permaneceu apenas algumas horas antes do saque da cidade e depois fugiu para Nicéia, onde Teodoro organizou a resistência grega aos latinos. Proclamado imperador após a morte de Constantino em 1205, Teodoro foi coroado apenas em 1208. Conseguiu parar o avanço latino na Ásia e repelir os ataques de Seljuk, estabelecendo o Império de Nicéia como o mais forte dos estados sucessores gregos.
Dezembro de 1221 a 3 de Novembro de 1254 João III John III Doukas Vatatzes.jpg IOANNES DOUKAS VATATZES AUTOKRATOR IOANNES, BASILEUS TON ROMAION Nascido c. 1192, tornou-se genro e sucessor de Teodoro I em 1212. Como governante e soldado capaz, ele expandiu seu estado na Bitínia, Trácia e Macedônia às custas do Império Latino , Bulgária e do rival Estado grego de Épiro.
1224-1225 a 1230 Teodoro Comneno Ducas Theodor I. Despot von Epirus.jpg THEODOROS KOMNENOS DOUKAS ANGELOS Déspota do Épiro de 1215 a 1230; Rei de Tessalônica de 1224 a 1230. Autoproclamado imperador em 1227, derrotado, capturado e cegado em 1230.
1224 a 1225 Andrônico Nestongo ANDRONIKOS DOUKAS NESTONGOS Junto a seu irmão, Isaac Nestongo, revoltou-se contra o imperador João III, sem sucesso.
3 de Novembro de 1254 a 18 de Agosto de 1258 Teodoro II Theodore II Laskaris.jpg THEODOROS DOUKAS LASKARIS PORPHYROGENNETOS AUTOKRATOR THEODOROS, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 1221/1222 como o único filho de João III, ele sucedeu seu pai depois que este morreu. Seu reinado foi marcado por sua hostilidade em relação às principais casas da aristocracia, e por sua vitória contra a Bulgária e a subsequente expansão para a Albânia.
18 de Agosto de 1258 a 25 de Dezembro de 1261 João IV John IV Laskaris miniature.jpg IOANNES DOUKAS LASKARIS AUTOKRATOR IOANNES, BASILEUS TON ROMAION Nascido em 25 de dezembro de 1250 como filho único de Teodoro II, ele sucedeu seu pai depois que este morreu. Durante a sua minoridade, a regência foi exercida inicialmente por Jorge Muzalon até seu assassinato, e depois por Miguel Paleólogo, que em poucos meses foi coroado imperador sênior. Após a recuperação de Constantinopla em agosto de 1261, Paleólogo afastou João IV completamente, deixando-o cego e preso. João IV morreu c. 1305

Dinastia paleóloga (1261 - 1453)Editar

Ver artigo principal: Dinastia paleóloga

Império Bizantino restaurado em Constantinopla, e unificado

Reinado Nome comum
Local de nascimento
Imagem Nome pessoal e título
ao nascer/
antes de se tornar imperador
Nome imperial Notas
25 de Dezembro de 1261 a 11 de Dezembro de 1282 Miguel VIII Michael VIII Palaiologos.jpg MIKHAEL DOUKAS KOMNENOS PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O MIKHAEL PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Nascido em 1223, bisneto de Aleixo III e sobrinho-neto de João III por casamento. Imperador sênior ao lado de João IV em 1259, único imperador desde 25 de dezembro de 1261.
1262 João IOANNES LASKARIS Usurpador na Bitínia, alegava ser o imperador João IV Láscaris.
11 de Dezembro de 1282 a 24 de Maio de 1328 Andrônico II
O Velho
Andronikos II Palaiologos.jpg ANDRONIKOS DOUKAS ANGELOS KOMNENOS HO GERON PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O ANDRONIKOS PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Filho de Miguel VIII, ele nasceu em 25 de março de 1259. Nomeado co-imperador em setembro de 1261, coroado em 1272, ele seguiu sendo o imperador único após a morte de seu pai. Favorecendo monges e intelectuais, ele negligenciou o exército e seu reinado viu o colapso da posição bizantina na Ásia Menor. Ele nomeou seu filho Miguel IX como co-imperador. Em uma prolongada guerra civil , ele foi forçado a reconhecer seu neto Andrônico III como co-imperador e foi deposto de imediato. Ele morreu em 13 de fevereiro de 1332.
1289 João Tarcaniota IOANNES TARCHANEIOTES Usurpador (?) em Constantinopla.
1294 a 12 de Outubro de 1320 Miguel IX AndronikosIIandMichaelIXPalaeologusSilverBasilikon.jpg MIKHAEL PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O MIKHAEL PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Filho primogénito de Andrónico II, falece 8 anos antes do pai, pelo que o seu filho Andrónico passou a ocupar o primeiro lugar na linha de sucessão.
1295 a 1296 Aleixo Filantropeno ALEXIOS PHILANTHROPENOS DOUKAS TARCHANEIOTES Usurpador na Anatólia.
1305 a 1306 João Drimis IOANNES GLYKYS DRIMYS Usurpador (autoproclamado João VI) em Constantinopla.
1307 Carlos de Valois Karel Valois.jpg KAROLOS TOU BALOUA Buscou usurpar os títulos imperiais de Constantinopla.
24 de Maio de 1328 a 15 de Junho de 1341 Andrônico III
O Jovem
Андроник III Палеолог.jpg ANDRONIKOS DOUKAS ANGELOS KOMNENOS HO NEOS PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O ANDRONIKOS PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Filho de Miguel IX, nasceu em 25 de março de 1297 e foi nomeado co-imperador em 1316. Imperador rival desde julho de 1321, depoiu seu avô Andrônico II em 1328 e governou como único imperador até sua morte. Apoiado por João VI Cantacuzeno, seu reinado viu derrotas contra o emirado otomano, mas sucessos na Europa, onde Épiro e Tessália foram recuperados.
1333 a 1334 Sirgianes Paleólogo SYRGIANNES PALAIOLOGOS PHILANTHROPENOS Usurpador em Tessalônica e Macedônia (junto com Estêvão Uresis IV).
15 de Junho de 1341 a 8 de Fevereiro de 1347 João V John V Palaiologos.jpg IOANNES KOMNENOS PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O IOANNES PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Filho único de Andrônico III, ele não havia sido coroado co-imperador ou declarado herdeiro na morte de seu pai, fato que levou ao início de uma guerra civil destrutiva entre seus regentes e o assessor mais próximo de seu pai, João VI Cantacuzeno, que foi coroado co-imperador. O conflito terminou em 1347 com Cantacuzeno reconhecido como imperador sênior, mas ele foi deposto por João V em 1354, durante outra guerra civil . Mateus Cantacuzeno , elevado por João VI a co-imperador, também foi deposto em 1357. João V apelou ao Ocidente por ajuda contra os otomanos, mas em 1371 ele foi forçado a reconhecer-se como vassalo daquele império. Ele foi deposto em 1376 por seu filho Andrônico IV.
1342 Miguel Gabrielópulo MIKHAEL GABRIELOPOULOS Usurpador na Tessália.
1346 a 1355 Estêvão Uresis IV Car Dušan, Manastir Lesnovo, XIV vek, Makedonija.jpg STEPHANOS OURESES DOUSAN Autocoroou-se imperador em Escópia no ano de 1346, e morreu misteriosamente em 1355 em Devoll.
8 de Fevereiro de 1347 a 4 de Dezembro de 1354 João VI Meister der Schriften des Johannes VI. Cantacuzemos 001.jpg IOANNES PALAIOLOGOS ANGELOS KOMNENOS KANTAKOUZENOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O IOANNES PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Parente materno dos Paleólogos, foi declarado co-imperador em 26 de outubro de 1341 e foi reconhecido como imperador sênior por dez anos após o fim da guerra civil em 8 de fevereiro de 1347. Deposto por João V em 1354, tornou-se monge, falecendo em 15 de junho de 1383.
1353 a 1354 Mateus Cantacuzeno MATTHAIOS ASANES KANTAKOUZENOS Imperador sênior João VI, até 1354. Imperador rival na Trácia até 1357, Déspota da Moreia de 1380 a 1383
4 de Dezembro de 1354 a 12 de Agosto de 1376 João V John V Palaiologos.jpg IOANNES KOMNENOS PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O IOANNES PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Governa pela segunda vez.
1356 João Limpidário IOANNES LIMPIDARIOS Usurpador na Trácia;
1356 a 1370/1371 Simeão Uresis Loza Nemanjica Decani c 5 2.jpg SYMEON OURESES PALAIOLOGOS Imperador rival na Tessália (1359-1366 também no Épiro), Déspota depois de 1346;
12 de Agosto de 1376 a 1 de Julho de 1379 Andrônico IV Andronikos IV Palaiologos.jpg ANDRONIKOS KOMNENOS PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O ANDRONIKOS PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Filho de João V e neto de João VI, nasceu em 2 de abril de 1348 e foi criado como co-imperador c. 1352. Derrubou seu pai em 12 de agosto de 1376 e governou até ser deposto em 1379. Ele foi novamente reconhecido como co-imperador em 1381 e recebeu Selímbria como um apanágio, morrendo ali em 28 de junho de 1385.
1 de Julho de 1379 a 14 de Abril de 1390 João V John V Palaiologos.jpg IOANNES KOMNENOS PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O IOANNES PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Restaurado como imperador sênior, ele se reconciliou com Andrônico IV em 1381, renomeando-o co-imperador. Ele foi derrubado novamente em 1390 por seu neto, João VII.
14 de Abril de 1390 a 17 de Setembro de 1390 João VII John VII Palaiologos.gif IOANNES PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O IOANNES PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Filho de Andrônico IV, ele nasceu em 1370 e foi nomeado co-imperador sob o reinado de seu pai em 1377-79. Ele usurpou o trono de seu avô João V por cinco meses em 1390, mas com a mediação otomana ele se reconciliou com João V e seu tio, Manuel II. Ele liderou Constantinopla contra os otomanos no cerco de 1399–1402 e recebeu Tessalônica como um apanágio, onde governou até sua morte em 22 de setembro de 1408.
17 de Setembro de 1390 a 16 de Fevereiro de 1391 João V John V Palaiologos.jpg IOANNES KOMNENOS PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O IOANNES PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Restaurado como imperador sênior, ele governou até sua morte em fevereiro de 1391.
16 de Fevereiro de 1391 a 21 de Julho de 1425 Manuel II Manuel II Paleologus.jpg MANOUEL PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O MANOUEL PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Segundo filho de João V, nasceu em 27 de junho de 1350. Criado como co-imperador em 1373, tornou-se imperador sênior após a morte de João V e governou até morrer. Ele viajou para as cortes da Europa Ocidental em busca de ajuda contra os turcos e conseguiu usar a derrota otomana na Batalha de Ancara para recuperar alguns territórios e fazer outros de vassalos.
1403 a 1407 Andrônico V ANDRONIKOS PALAIOLOGOS Imperador sênior Manuel II; Co-imperador com este até sua morte em 1407.
1414 Teodósio, o Cíprio THEODOSIOS HO KIPRIOS Usurpador (?) em Constantinopla.
21 de Julho de 1425 a 31 de Outubro de 1448 João VIII Palaio.jpg IOANNES PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O IOANNES PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. Filho sobrevivente mais velho de Manuel II, nasceu em 18 de dezembro de 1392. Criado como co-imperador c. 1416, ele sucedeu seu pai em sua morte. Buscando ajuda contra os otomanos ressurgentes, ele ratificou a União das Igrejas em 1439.
31 de Outubro de 1448 a 29 de Maio de 1453 Constantino XI Constantine XI Palaiologos miniature.jpg KONSTANTINOS DRAGASES PALAIOLOGOS EN KO THO THEO, PISTOS BASILEUS KAI AUTOKRATOR ROMAION, O KONSTANTINOS PALAIOLOGOS, KAI AEI AUGOUSTOS. O quarto filho de Manuel II e da princesa sérvia Helena Dragasa, nasceu em 8 de Fevereiro de 1405. Como Déspota da Moreia desde 1428, destacou-se em campanhas que anexaram o Principado de Acaia e levaram o Ducado de Atenas a uma soberania bizantina temporária, mas foi incapaz de repelir os ataques turcos sob Turahan Bey. Como irmão mais velho sobrevivente, ele sucedeu a João VIII após a morte deste. Diante do desejo do novo sultão Maomé II de possuir a cidade de Constantinopla, Constantino buscou ajuda do Ocidente e reconheceu a união das Igrejas Católica e Ortodoxa, mas seus esforços foram em vão. Recusando-se a render a cidade, foi morto durante o Ataque Final em 29 de Maio de 1453.
Regente do trono
Co-imperador
Usurpador
Imperador de jure, mas não de facto

PretendentesEditar

Linha do TempoEditar

Constantino XI PaleólogoJoão VIII PaleólogoAndrônico V PaleólogoManuel II PaleólogoJoão V PaleólogoJoão VII PaleólogoJoão V PaleólogoAndrônico IV PaleólogoJoão V PaleólogoJoão VI CantacuzenoJoão V PaleólogoAndrônico III PaleólogoMiguel IX PaleólogoAndrônico II PaleólogoMiguel VIII PaleólogoJoão IV LáscarisTeodoro II LáscarisJoão III Ducas VatatzesTeodoro I LáscarisAleixo V DucasNicolau I CanabosAleixo IV ÂngeloIsaac II ÂngeloAleixo III ÂngeloIsaac II ÂngeloAndrônico I ComnenoAleixo II ComnenoManuel I ComnenoJoão II ComnenoAleixo I ComnenoNicéforo III BotaniatesMiguel VII DucasRomano IV DiógenesConstantino X DucasIsaac I ComnenoMiguel VI, o EstratióticoTeodora (984)Constantino IX MonômacoTeodora (984)Miguel V, o CalafateMiguel IV, o PaflagônioRomano III ArgiroZoé PorfirogênitaConstantino VIIIBasílio II BulgaróctonoJoão I TzimicesNicéforo II FocasRomano IIRomano I LecapenoConstantino VII PorfirogênitoAlexandre (imperador)Leão VI, o SábioBasílio I, o MacedônioMiguel III, o ÉbrioTeodora (século IX)Teófilo (imperador)Miguel II, o AmorianoLeão V, o ArmênioMiguel I RangabeEstaurácioNicéforo I, o LogótetaIrene de AtenasConstantino VILeão IV, O CazarConstantino V CoprônimoArtabasdoLeão III, O IsauroTeodósio IIIAnastácio IIFilípicoJustiniano IITibério IIILeôncioJustiniano IIConstantino IVConstante IIHeraclonasConstantino III (imperador)HeráclioFocasMaurício ITibério IIJustino IIJustinianoTeodora (esposa de Justiniano)Justino IAnastácio I DicoroZenão IBasilisco (imperador)Zenão ILeão II (imperador)Leão I, o TrácioMarcianoPulquériaTeodósio IIArcádioTeodósio IGracianoValente (imperador)Valentiniano IJovianoJuliano (imperador)Constâncio IIConstante IConstantino IIMarcinianoValério ValenteMaximino DaiaLicínioConstantino IDinastia paleólogaDinastia LascarinaDinastia ÂngeloDinastia ComnenoDinastia DucasDinastia MacedônicaDinastia AmorianaDinastia NiceforianaDinastia IsauraAnarquia de 20 AnosDinastia HeraclianaDinastia JustinianaDinsatia LeoninaDinastia TeodosianaDinastia ValentinianaDinastia Constantiniana

Ver tambémEditar

Referências

  1. Woods 1999.
  2. Pohlsander 2009.
  3. Burns 1991, p. 65, 76–77, 86–87.
  4. Garland 1999, p. 87.
  5. Gregory 2010, p. 218.
  6. Garland 1999, p. 89.
  7. Madden 2005, p. 162.
  8. Lowe 2002.
  9. Nicol 1993, p. 35.
  10. Madden 2005, p. 179.
  11. Mango 2002, p. 260.
  12. Runciman 1990, p. 84–86.

BibliografiaEditar

  • Burns, Thomas S (1991). A History of Ostrogoths. Bloomington e Indianápolis: Imprensa da Universidade de Indiana. ISBN 0-253-20600-6 
  • Garland, Lynda (1999). Byzantine Empresses: Women and Power in Byzantium, CE 527–1204. Nova Iorque e Londres: Routledge. ISBN 0-415-14688-7 
  • Gregory, Timothy E. (2010). A History of Byzantium. Malden: Wiley-Blackwell. ISBN 1-4051-8471-X 
  • Madden, Thomas F. (2005). Crusades: The Illustrated History. Ann Arbor: Imprensa da Universidade de Michigan. ISBN 0-472-03127-9 
  • Mango, Cyril A. (2002). The Oxford History of Byzantium. Oxônia: Imprensa da Universidade de Oxônia. ISBN 0-19-814098-3 
  • Runciman, Steven (1990). The Fall of Constantinople, 1453. Cambrígia: Imprensa da Universidade de Cambrígia. ISBN 0-521-39832-0