Rafael Sóbis

futebolista brasileiro

Rafael Augusto Sobis do Nascimento (Erechim, 17 de junho de 1985), mais conhecido como Rafael Sóbis, é um ex-futebolista brasileiro que atuava como atacante.

Rafael Sóbis
Rafael Sóbis
Sóbis com o Fluminense em 2014
Informações pessoais
Nome completo Rafael Augusto Sobis do
Nascimento
Data de nasc. 17 de junho de 1985 (37 anos)
Local de nasc. Erechim, Rio Grande do Sul, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,72 m
destro
Apelido Tio Sóbis[1]
Senhor Libertadores[2]
Informações profissionais
Clube atual aposentado
Posição atacante
Clubes de juventude
Cruzeiro-RS
Corinthians
Internacional
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2004–2006
2006–2008
2008–2012
2010–2011
2011–2014
2015–2016
2016–2018
2019–2020
2020
2020–2021
Internacional
Betis
Al-Jazira
Internacional (emp.)
Fluminense
Tigres UANL
Cruzeiro
Internacional
Ceará
Cruzeiro
{{{jogos(golos)}}}
Seleção nacional
2004–2006
2008
2006–2008
Brasil Sub-20
Brasil Sub-23
Brasil
{{{partidasselecao}}}
Medalhas
Jogos Olímpicos
Bronze Pequim 2008 Futebol

CarreiraEditar

InícioEditar

Começou a jogar futebol amador na escolinha de futebol Machado e Machado. Após algum tempo, foi jogar nas categorias de base do Cruzeiro de Porto Alegre. Depois de quase um ano no clube gaúcho, foi contratado para jogar na equipe juvenil do Corinthians. Entretanto, após oito meses no clube paulista, retornou a Porto Alegre, desta vez para atuar nas categorias de base do Internacional, clube em que iniciou sua carreira profissional em 2004.

No início conhecido apenas como "Rafael", passou a ser chamado pelo sobrenome por ideia do presidente do clube, Fernando Carvalho. "Sobis", fruto de sua ascendência ucraniana, poderia despertar mais interesse do mercado europeu, onde haveria a possibilidade de obter dupla cidadania.[3] Acabou prevalecendo como alcunha seu pré-nome juntamente com o sobrenome (que costuma ser grafado com acento agudo), "Rafael Sóbis".[4]

InternacionalEditar

DespontandoEditar

O clube gaúcho vinha de uma recente ascensão após longos anos de más temporadas e escassos títulos. Na gestão de Fernando Carvalho, que trouxe o técnico Muricy Ramalho em 2003, foi descoberta a fórmula do sucesso: a mescla de jogadores experientes com jovens pratas-da-casa. Honrando a alcunha de "Celeiro de Ases", o clube foi alimentado com uma excelente safra de jogadores, especialmente atacantes. Já no campeonato de 2003, o elenco colorado contava no time titular com Diego, Nilmar e Daniel Carvalho, todos com passagem pelas seleções brasileiras de base - e principal, no caso dos dois últimos. Com a venda de Daniel Carvalho ao CSKA Moscou, em dezembro de 2003, e de Nilmar ao Lyon, em meados de 2004, Sóbis ganhou seu espaço.

Já em sua estreia, na semifinal do Campeonato Gaúcho daquele ano - contra o Juventude, no Estádio Alfredo Jaconi - o jovem atacante mostrou sua estrela; da intermediária, desferiu um magnífico chute no ângulo esquerdo do goleiro, marcando seu primeiro gol com a camisa colorada. Mais tarde, ainda em 2004, ele teria grandes atuações em jogos no Campeonato Brasileiro, especialmente em Grenais. Acabou o ano como titular absoluto.

O augeEditar

No Campeonato Brasileiro de 2005, ele estourou. Após um começo discreto - mesmo tendo marcado um dos gols da final do Campeonato Gaúcho de 2005 (conquistado pelo Inter), Sóbis foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-20. Quando voltou, já havia perdido espaço para Iarley, que havia vindo do México para reforçar o Colorado e agora fazia dupla com Fernandão. Já na sua reestreia, entretanto, o garoto marcou na goleada contra o Juventude (Sóbis soma quatro gols contra o time da Serra). Depois, não parou mais. Reconquistou seu espaço com grandes atuações e muitos gols, tendo sido fundamental na vaga à Copa Libertadores da América de 2006.

Foi eleito o Jogador Revelação e Melhor Atacante do Campeonato Brasileiro de 2005, tendo estado próximo da artilharia, com 19 gols (sendo o jogador que mais marcou com a bola rolando).

Em 2006, a glória. Após lesionar-se no jogo contra a Ulbra, pelo Campeonato Gaúcho de 2006, o jogador voltou aos poucos e foi reconquistando seu espaço, fazendo gols importantes - contra São Caetano e São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro, por exemplo -. No segundo jogo das quartas-de-final da Libertadores da América, contra a LDU, Sóbis mostrou sua estrela: marcou o gol que encaminhou o Internacional às semifinais. No jogo, 2 a 0.

No primeiro jogo da final, contra o São Paulo, no Morumbi, fez a maior partida de sua vida; a dribles, arrancadas e chutes fulminantes, fez os dois gols na vitória colorada por 2 a 1 sobre o tricolor paulista. No jogo da volta, teve participação nos dois gols colorados. Correu, driblou, demonstrou raça e, ajudou a manter o empate que deu ao Internacional o título inédito da Copa Libertadores da América.[5]

Real BetisEditar

Acabou deixando o Inter um jogo após o título contra o São Paulo, no Beira-Rio. Naturalmente, despediu-se com gol (empate em 1 a 1), partindo rumo à Espanha em um negócio de 8 milhões de euros com o Real Betis.[6] O atacante também era pretendido por Racing de Santander, Valencia e Milan.[7]

Al-JaziraEditar

Variando entre boas atuações, gols e a reserva, acabou acertando, em 2008, sua transferência para o Al-Jazira, dos Emirados Árabes, por 10 milhões de euros. No país do Oriente Médio, Sóbis jogou ao lado de outros dois brasileiros, Fernando Baiano e Márcio Rozário.[8]

Retorno ao InternacionalEditar

Durante a Copa do Mundo FIFA de 2010, o Internacional acertou sua volta, por empréstimo, até junho de 2011, com opção de contratação em definitivo no término do contrato.[9] Sóbis vinha de lesão, porém se recuperou a tempo das finais. Foi campeão da Copa Libertadores novamente, quatro anos depois, e de novo marcando um gol na final. Devido a duas novas lesões, além de ser muito utilizado mais recuado no time colorado, Sóbis não rendeu o esperado na sua volta ao Inter. Somado ao fato de que o Al-Jazira só liberaria mediante compra por 7 milhões de euros, o Inter não renovou o empréstimo.

FluminenseEditar

2011Editar

 
Rafael Sóbis atuando pelo Fluminense em 2013, contra o Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro

Em 19 de julho, após muita especulação sobre o seu futuro, foi contratado pelo Fluminense, novamente por empréstimo de uma temporada.[10]

Estreou com a camisa do Fluminense no dia 24 de julho, contra o Palmeiras, na vitória de 1 a 0 com gol de Marquinho.[11]

Marcou seu primeiro gol em 31 de julho, na goleada de 4 a 0 contra o Ceará, no Engenhão, pela 13ª rodada do Brasileirão.[12]

No dia 31 de agosto, em jogo válido pela 20ª rodada, contra o São Paulo, no estádio do Morumbi, o jogador marcou seu segundo gol com a camisa do Fluminense e garantiu a vitória por 2 a 1.[13]

Na rodada seguinte, contra o Atlético Goianiense, dia 3 de setembro, Sóbis saiu do banco de reservas para dar a vitória ao time carioca. O seu time perdia até os 37 minutos do segundo tempo, quando o jogador marcou o primeiro gol. Em seguida, marcou outro, empatando a partida. Já no fim, Rafael Moura virou para o Fluminense e venceu por 3 a 2.[14]

Em 1 de outubro, na 27ª rodada do campeonato, no jogo contra o Santos, outra vez Sóbis saiu do banco e entrou aos 19 minutos do segundo tempo, quando o jogo estava 1 a 1, e, aos 26 minutos, recebeu na entrada da área e acertou um petardo de pé direito, no ângulo, virando para o Fluminense. O tricolor carioca acabou vendo o Peixe por 3 a 2.[15][16]

No dia 9 de outubro, no jogo contra o Flamengo, o jogador marcou mais um gol mas seu time acabou perdendo por 3 a 2. Já no dia 29 de outubro, pela 32ª rodada, contra o Ceará, em Fortaleza, Sóbis marcou os dois gols da vitória de 2 a 1.[17]

No dia 6 de novembro, na 33ª rodada, no jogo contra o Internacional, seu time do coração, no Beira-Rio, o jogador foi o destaque da partida, junto com Deco.[18] Aos 18 minutos do primeiro tempo, Sóbis recebeu na linha de fundo, e, com um toque de calcanhar para Deco, deixou três jogadores adversários na saudade, e, o luso brasileiro cruzou na cabeça de Rafael Moura, 1 a 0 para os visitantes. A seguir, o colorado empatou, com Oscar. No fim do primeiro tempo, Sóbis recebeu lançamento preciso de Deco, e, dentro da área, dominou e finalizou no canto esquerdo do goleiro. 2 a 1. Na comemoração, o jogador, mostrando todo o seu amor pelo clube, não comemorou.[19] Antes da partida, a torcida colorada cantou para Sóbis, que ficou emocionado, assim como Edinho e Abel Braga, ídolos do clube. Ao final da partida, o jogador deu as seguintes declarações:

Em 16 de novembro, em um jogo épico contra o Grêmio, no Engenhão, que terminou em 5 a 4 para o Flu, Sóbis marcou mais um golaço. A bola sobrou no bico da grande área, e, com um petardo de pé direito, chutou no alto e sem chances para o goleiro.[20] Antes do jogo, o jogador disse que marcaria contra o seu maior rival.[21]

2012Editar

No dia 19 de julho, o Fluminense adquiriu o passe de Rafael Sóbis em definitivo, assinando um contrato de três anos.[22] Fez mais um gol contra o Bahia em que seu time venceu por 2 a 0 fora de casa em 10 de outubro.[23] Já no dia 17 de outubro, fez mais um gol contra o Grêmio, no empate em 2 a 2 no Engenhão.[24][25][26][27][28]

2013Editar

Em 20 de janeiro, Sóbis fez a sua primeira partida pelo clube no ano contra o Nova Iguaçu pelo campeonato carioca.[29] E marcou pela primeira vez no ano contra o Boavista em 30 de março, na vitória por 2 a 0.[30] Marcou o único gol do Fluminense na derrota por 3 a 1 para o Flamengo em 14 de abril.[31] Na semana seguinte marcou o gol contra o Caracas na vitória por 1 a 0 em São Januário e classificou o time para as oitavas de final.[carece de fontes?] Após o jogo, comentou:[32]

Na mesma semana Sóbis marcou o segundo gol do Flu na vitória por 2 a 0 contra o Bangu garantindo o clube na primeira colocação do grupo em 21 de abril.[carece de fontes?] Continuou suas boas atuações em 28 de abril, após fazer dois gols contra o Volta Redonda na vitória por 4 a 1 pela semifinal da Taça Rio.[33] Também acertando uma bola na trave. Na estreia pelo campeonato brasileiro o Fluminense jogou com reservas e Sóbis marcou o primeiro gol da equipe contra o Atlético Paranaense de pênalti em 26 de maio.[34] Também dando passe para o segundo gol de Samuel na vitória por 2 a 1 no Rio de Janeiro. Em 9 de junho, fez o primeiro gol do Fluminense na vitória de virada por 2 a 1 sobre o Goiás dentro de casa no Moarcyzão.[35] Fez mais um gol na derrota para a Portuguesa por 2 a 1, no Canindé, em 12 de junho.[carece de fontes?]

Tigres UANLEditar

 
Sóbis pelo Tigres em 2015

Em dezembro de 2014 acertou com o Tigres UANL por três temporadas, com um salario de aproximadamente 5 milhões anuais, e uma multa rescisória de 8 milhões de dólares (26 milhões de reais).[36] Sóbis foi campeão mexicano e vice-campeão da Libertadores, sendo um dos nomes mais destacados da competição. No ano de 2016, foi vice da Liga dos Campeões da CONCACAF e eliminado nas quartas de final da Primera División (Campeonato Mexicano).

CruzeiroEditar

Acertou com o Cruzeiro no final de junho de 2016. Os mexicanos aceitaram a proposta de 5 milhões de dólares (R$ 16,6 milhões) e o liberaram para acertar o retorno ao Brasil. Os mineiros acertaram a compra de 100% dos direitos econômicos do atacante, que assinou por três temporadas.[37] Estreou no dia 11 de julho, na derrota por 3 a 0 contra o Atlético Paranaense, válida pelo Campeonato Brasileiro.[38][39]

Já no dia 4 de agosto, contra o Internacional, em partida válida pela 18º rodada do Brasileirão, Sóbis fez seus primeiros três gols pelo time celeste na vitória por 4 a 2.[40]

Em dezembro de 2018, Rafael Sóbis rescindiu seu contrato e ficou livre no mercado.[41] O atacante conquistou quatro títulos em sua passagem pelo Cruzeiro, sendo dois Campeonatos Mineiros e duas Copas do Brasil.

Terceira passagem pelo InternacionalEditar

No dia 4 de janeiro de 2019, acertou seu retorno ao Internacional e assinou até o fim do ano. Marcou seu primeiro gol de retorno no dia 6 de março, na vitória por 1 a 0 contra o Palestino, em Santiago, em partida válida pela Copa Libertadores da América.[42] No fim de semana seguinte ao jogo no Chile, Sóbis começou jogando contra o Aimoré, pelo Campeonato Gaúcho, e voltou a marcar, desta vez em um belo gol por cobertura na vitória do Inter por 2 a 0, após assistência de Wellington Silva. Este acabou sendo o gol de número 50 de Sóbis com a camisa do Internacional.[43]

CearáEditar

No dia 5 de janeiro de 2020, foi anunciado pelo Ceará para a temporada de 2020.[44] Pelo alvinegro cearense, Sóbis marcou nove gols.

Retorno ao CruzeiroEditar

Em 11 de novembro de 2020, foi oficializado seu retorno ao Cruzeiro menos de dois anos após sua saída, assinando contrato até o fim de 2021.[45] Reestreou na equipe no empate por 1 a 1 contra o Figueirense, no Mineirão.[46]

AposentadoriaEditar

Em 9 de novembro de 2021, após a partida do Cruzeiro contra Brusque, pela Série B, Sóbis anunciou sua aposentadoria dos gramados.

Em sua penúltima entrevista como jogador de futebol, deixou a seguinte frase: "Cara, o dia chegou, né? A vida é assim, o tempo passa. Alguns têm que sair para outros chegarem. Eu avisei, que se a gente vencesse, ficasse mais tranquilo, ia ser o meu último jogo. Então acabou, fica a história."[47]

Sua última partida foi o 0 a 0 contra o Náutico, realizada no dia 25 de novembro, no Mineirão, em jogo válido pela última rodada da Série B.[48]

Seleção NacionalEditar

 
Rafael Sóbis pela Seleção Brasileira, num amistoso contra a Suíça

O jogador foi convocado pela 1ª vez ao time principal da Seleção Brasileira em 17 de agosto de 2006. Marcou seu primeiro gol pela Seleção Canarinho contra o Kuwait, em amistoso de 7 de outubro de 2006, quando começou como titular.[49] Também foi titular em amistosos contra Suíça e Portugal.

Em 2008, foi convocado para os Jogos Olímpicos de Pequim, fazendo um gol na classificação do Brasil para as semifinais, contra Camarões.

Jogos pela SeleçãoEditar

Data Local Resultado Adversário Gols Competição
1. 3 de setembro de 2006 Londres 3–0   Argentina 0 Amistoso
2. 5 de setembro de 2006 Londres 2–0   País de Gales 0 Amistoso
3. 7 de outubro de 2006 Cidade do Kuwait 4–0   Kuwait 1 Amistoso
4. 10 de outubro de 2006 Solna 2–1   Equador 0 Amistoso
5. 15 de novembro de 2006 Basileia 2–1   Suíça 0 Amistoso
6. 6 de fevereiro de 2007 Londres 0–2   Portugal 0 Amistoso
7. 6 de fevereiro de 2008 Dublin 1–0   Irlanda 0 Amistoso
8. 31 de maio de 2008 Seattle 3–2   Canadá 0 Amistoso
9. 6 de junho de 2008 Foxborough 0–2   Venezuela 0 Amistoso

EstatísticasEditar

Atualizadas até 2 de maio de 2021

ClubesEditar

Clube Temporada Campeonato
Nacional
Copa
Nacional
Competição
Internacional¹
Outros
Torneios²
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Internacional 2004 35 6 5 1 2 0 8 2 50 9
2005 35 19 6 1 6 2 12 3 59 25
2006 12 3 0 0 12 3 0 0 24 6
2010 16 4 0 0 5 1 0 0 20 5
2011 0 0 0 0 6 1 10 2 16 3
2019 20 2 7 0 9 3 10 1 46 6
Total 118 34 18 2 40 10 40 8 216 54
Real Betis 2006–07 31 4 0 0 0 0 0 0 31 4
2007–08 26 4 0 0 0 0 0 0 26 4
Total 57 8 0 0 0 0 0 0 57 8
Al-Jazira 2008–09 21 7 0 0 0 0 0 0 21 7
2009–10 0 0 0 0 4 2 0 0 4 2
Total 21 7 0 0 4 2 0 0 25 9
Fluminense 2011 26 10 0 0 5 1 0 0 31 11
2012 21 3 0 0 9 1 11 5 41 9
2013 36 10 1 0 7 1 13 6 57 17
2014 31 3 5 1 1 0 14 1 51 5
Total 114 26 6 1 22 3 38 12 180 42
Tigres UANL 2015 15 7 0 0 12 4 0 0 27 11
2016 37 11 0 0 6 0 0 0 43 11
Total 52 18 0 0 18 4 0 0 70 22
Cruzeiro 2016 22 4 6 0 0 0 0 0 28 4
2017 23 4 11 5 1 0 15 4 50 13
2018 18 3 4 0 3 1 13 4 38 8
2020–21 16 6 0 0 0 0 0 0 16 6
2021 0 0 2 0 0 0 11 2 13 2
Total 78 16 23 5 4 1 28 8 145 32
Ceará 2020 14 0 9 3 0 0 18 5 41 8
Total 14 0 9 3 0 0 18 5 41 8
Total na carreira 455 102 55 11 97 20 126 33 731 176

¹Em competições continentais, incluindo jogos e gols da Copa Libertadores da América, Copa Sul-Americana e Recopa Sul-Americana
²Em outros torneios, incluindo jogos e gols do Campeonato Paulista de Futebol, Campeonato Gaúcho de Futebol, Primeira Liga e Copa do Mundo de Clubes da FIFA

TítulosEditar

Internacional
Fluminense
Tigres UANL
Cruzeiro
Ceará
Seleção Brasileira

Prêmios individuaisEditar

Referências

  1. Paula Coura (13 de novembro de 2021). «'Tio Sóbis, ouça os pedidos da Nação Azul', responde Cruzeiro». O Tempo. Consultado em 15 de maio de 2022 
  2. «Senhor Libertadores: Sobis figura entre os brasileiros que mais fizeram gols no torneio continental». GZH. 23 de julho de 2019. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  3. "A estrela Sobis", Leandro Behs, Placar número 1289, dezembro de 2005, Editora Abril, pág. 78
  4. "A estrela Sobis", Leandro Behs, Placar nº. 1289, dezembro de 2005, Editora Abril, página 78
  5. Marcius Azevedo (17 de agosto de 2006). «Inter encerra estigma e conquista a Libertadores». UOL. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  6. «Oferta por Rafael Sobis de 10 millones de euros y otra por Mark González de 11 millones» (em espanhol). Site oficial do Betis. 16 de julho de 2008. Consultado em 10 de novembro de 2021. Arquivado do original em 16 de junho de 2011 
  7. «Milan enfrenta Estrela Vermelha pela Liga dos Campeões». Portal A TARDE. 22 de agosto de 2006. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  8. «Sobis troca Betis pelo Al-Jazira, de Abelão». ESPN.com.br. 28 de agosto de 2008. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  9. Internacional.com.br (1 de julho de 2010). «Inter apresentará Rafael Sóbis nesta quinta-feira». Consultado em 1 de julho de 2010 
  10. «Rafael Sobis assina contrato com Fluminense». Goal.com. 19 de julho de 2011. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  11. Cahê Mota (24 de julho de 2011). «De contrato renovado, Marquinho é herói, e Flu vence o Palmeiras». GloboEsporte.com. Consultado em 15 de maio de 2022 
  12. «Fluminense desencanta e goleia Ceará por 4 a 0 no Rio». VEJA. 31 de julho de 2011. Consultado em 15 de maio de 2022 
  13. Julyana Travaglia e Marcelo Prado (31 de agosto de 2011). «Flu dá um bico na crise, vence no Morumbi e joga pressão no São Paulo». GloboEsporte.com. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  14. «Com três gols em oito minutos, Flu vira a partida e doma o dragão». GloboEsporte.com. 3 de setembro de 2011. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  15. «Com um a menos, Flu marca aos 50 do segundo tempo e bate o Santos». GloboEsporte.com. 1 de outubro de 2011. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  16. «Ficha Técnica: Fluminense 3 x 2 Santos». VEJA. 1 de outubro de 2011. Consultado em 15 de maio de 2022 
  17. «Fred desequilibra, Sóbis decide, e Flu derrota o nervoso Ceará em fortaleza». Olhar Direto. 29 de outubro de 2011. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  18. João Praetzel (10 de junho de 2020). «Lei do ex: meses após deixar o Inter, Sobis calou o Beira-Rio com a camisa do Fluminense». GZH. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  19. «Fluminense silencia o Beira-Rio, faz 2 a 1 no Inter e sobe para o 3º lugar». GloboEsporte.com. 6 de novembro de 2011. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  20. «Com quatro gols, Fred pega o Grêmio de jeito e dá vitória ao Fluminense». GloboEsporte.com. 16 de novembro de 2011. Consultado em 15 de maio de 2022 
  21. «Ficha Técnica: Fluminense 5 x 4 Grêmio». VEJA. 15 de novembro de 2011. Consultado em 15 de maio de 2022 
  22. Luiz Gabriel Ribeiro (19 de julho de 2012). «Fluminense encerra novela, fecha acordo e garante permanência de Rafael Sobis». UOL. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  23. «Flu segura pressão inicial do Bahia, faz 2 a 0, e torcida grita: 'É campeão'». GloboEsporte.com. 10 de outubro de 2012. Consultado em 15 de maio de 2022 
  24. «Líder Fluminense cede empate ao Grêmio no Engenhão». Gazeta do Povo. 17 de outubro de 2012. Consultado em 15 de maio de 2022 
  25. «Flu consegue virada meteórica, mas Grêmio, com 10, empata no fim: 2 a 2». GloboEsporte.com. 17 de outubro de 2012. Consultado em 15 de maio de 2022 
  26. «Retrospectiva Fluminense - Setembro a Dezembro». Consultado em 1 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 3 de janeiro de 2013 
  27. «Retrospectiva Fluminense - Janeiro a Abril». Consultado em 31 de dezembro de 2012. Arquivado do original em 3 de janeiro de 2013 
  28. «Retrospectiva Fluminense - Maio a Agosto». Consultado em 29 de dezembro de 2012. Arquivado do original em 3 de janeiro de 2013 
  29. «Time de Guerreiros está confirmado para a estreia no Estadual». Consultado em 20 de janeiro de 2013 [ligação inativa]
  30. «Fluminense supera chuva, gramado e o Boavista: 2 a 0». Consultado em 31 de março de 2013 [ligação inativa]
  31. «Flamengo volta a dar o ar da graça no Carioca com vitória sobre Fluminense». Alagoas 24 Horas. 15 de abril de 2013. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  32. «Rafael Sóbis fala em alívio, após gol da classificação». Goal.com. 19 de abril de 2013. Consultado em 15 de maio de 2022 
  33. «Flu faz 4 a 1 no Volta Redonda, com golaço de Thiago Neves, e vai à final da Taça Rio». O Globo. 28 de abril de 2013. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  34. «Rafael Sobis e Samuel dão vitória aos reservas do Flu sobre o Atlético-PR». GloboEsporte.com. 26 de maio de 2013. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  35. «Com um a menos, Fluminense conquista virada sobre Goiás». O Globo. 9 de junho de 2013. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  36. «Após rescindir contrato com Fluminense, Rafael Sobis acerta com Tigres, do México». Superesportes. 28 de dezembro de 2014. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  37. «Tigres aceita proposta e Cruzeiro anuncia a chegada de Rafael Sóbis». UOL. 23 de junho de 2016. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  38. Enrico Bruno e Thiago Fernandes (11 de julho de 2016). «Atlético-PR ofusca estreia de Sóbis, faz 3 a 0 no Cruzeiro e vai ao G-4». UOL. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  39. Tiago Mattar (11 de julho de 2016). «85 minutos de Sobis: jogador tem estreia intensa no Cruzeiro, mas acaba ofuscado por goleiro rival». Superesportes. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  40. Rafael Arruda (4 de agosto de 2016). «Com três de Rafael Sobis, Cruzeiro faz 4 a 2 no Internacional e volta a vencer no Brasileiro». Superesportes. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  41. «Cruzeiro acerta rescisão de contrato com Rafael Sóbis; jogador é cotado no Ceará e no Fortaleza». O POVO. 28 de dezembro de 2018. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  42. Eduardo Deconto (7 de março de 2019). «Senhor Libertadores: Sobis marca pelo Inter após 8 anos e revive protagonismo do bi». GloboEsporte.com. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  43. «Com reservas, Inter domina o Aimoré e garante presença nas quartas do Gauchão». GloboEsporte.com. 10 de março de 2019. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  44. Beatriz Carvalho (5 de janeiro de 2020). «Ceará anuncia Rafael Sobis para 2020». GloboEsporte.com. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  45. «Cruzeiro oficializa retorno de Rafael Sobis, que assina contrato até o fim de 2021». GloboEsporte.com. 11 de novembro de 2020. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  46. «Na reestreia de Rafael Sóbis, Cruzeiro empata com o Figueirense pela Série B». Gazeta Esportiva. 20 de novembro de 2020. Consultado em 1 de dezembro de 2021 
  47. «Após vitória do Cruzeiro, Rafael Sobis anuncia aposentadoria do futebol». GloboEsporte.com. 9 de novembro de 2021 
  48. William Tavares (25 de novembro de 2021). «Em despedida de Sóbis, Náutico visita o Cruzeiro nesta quinta (25)». Folha de Pernambuco 
  49. «Em ritmo de treino, Brasil goleia no Kuwait em amistoso». Gazeta do Povo. 7 de outubro de 2006. Consultado em 1 de dezembro de 2021 
  50. Eduardo Cecconi e Alexandre Alliatti (15 de maio de 2011). «Virada histórica no Olímpico: Inter vence e é campeão gaúcho». GloboEsporte.com. Consultado em 15 de maio de 2022 
  51. «Inter empata com São Paulo e conquista a América». Portal A TARDE. 17 de agosto de 2006. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  52. Alexandre Alliatti e Richard Souza (18 de agosto de 2010). «Tudo de novo! Inter bate o Chivas e é bicampeão da América!». GloboEsporte.com. Consultado em 15 de maio de 2022 
  53. «Uma semana em três cores: Flu vence mais uma e é campeão carioca». GloboEsporte.com. 13 de maio de 2012. Consultado em 15 de maio de 2022 
  54. «É tetra! Fred marca dois e o Fluminense é o campeão brasileiro de 2012!». Terra. 11 de novembro de 2012. Consultado em 15 de maio de 2022 
  55. «Em jogo dramático, Tigres bate Pumas nos pênaltis e é campeão mexicano». GloboEsporte.com. 14 de dezembro de 2015. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  56. «Copa do Brasil: Fábio pega pênalti e Cruzeiro é campeão». Placar. 27 de setembro de 2017. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  57. «VAR é decisivo, Cruzeiro vence novamente o Corinthians e conquista a Copa do Brasil pela 6ª vez». GloboEsporte.com. 17 de outubro de 2018. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  58. Rafael Arruda (8 de abril de 2018). «Cruzeiro vence Atlético, faz as pazes com a torcida e conquista Campeonato Mineiro». Superesportes. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  59. Bruno Freitas. «Trajetória acidentada da seleção termina com bronze de consolação». UOL. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  60. «Tevez é eleito o melhor do Brasileiro». Estadão. 5 de dezembro de 2005. Consultado em 1 de dezembro de 2021 
  61. «Bola de Prata Placar 2005». Placar. 7 de agosto de 2015. Consultado em 1 de dezembro de 2021 
  62. «Troféu Mesa Redonda 2005». Troféu Mesa Redonda. Consultado em 1 de dezembro de 2021 
  63. «Artilharia da Copa do Brasil 2017 fica dividida entre três atacantes». NSC Total. 27 de setembro de 2017. Consultado em 10 de novembro de 2021 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Rafael Sóbis