Abrir menu principal

Americana é hoje um importante foco de investimento nacional e internacional. Com mão-de-obra qualificada em diversos setores, o município destaca-se como um dos principais pólos fabricantes de tecidos planos de fibras artificiais e sintéticas da América Latina. Está localizada na Região Metropolitana de Campinas, que junto com regiões muito próximas a Campinas são consideradas as maiores regiões metropolitanas do Estado de São Paulo, são elas: Jundiaí, São Paulo e Sorocaba, que formam a maior economia da América Latina.

Região Metropolitana de CampinasEditar

Aspectos econômicosEditar

Americana é um dos 20 municípios integrantes da RMC. Nos últimos anos, a região de Campinas vem ocupando e consolidando uma importante posição econômica nos níveis estadual e nacional. Essa área, contígua à Região Metropolitana de São Paulo, comporta um parque industrial moderno, diversificado e composto por segmentos de natureza complementar. Possui uma estrutura agrícola e agroindustrial bastante significativa e desempenha atividades terciárias de expressiva especialização.

Produto Interno BrutoEditar

A produção industrial diversificada, com ênfase em setores dinâmicos e de alto input cientítico/tecnológico, notadamente nos municípios de Campinas, Paulínia, Sumaré Santa Bárbara d'Oeste e Americana, vem resultando em crescentes ganhos de competitividade nos mercados internos e externos.

A Região exibe um Produto Interno Bruto (PIB) de 25 bilhões de dólares. Sua renda per capita é bastante significativa se comparada à do Estado de São Paulo e Brasil (Região Metropolitana de Campinas = 10.689 dólares, Estado de São Paulo = 5.620 dólares e Brasil = 3.506 dólares)

Infra-estruturaEditar

LocalizaçãoEditar

Americana está localizada na região Leste do Estado de São Paulo, Região Sudeste do Brasil.

RodoviasEditar

Recursos humanosEditar

O Município destaca-se pela mão-de-obra qualificada em diversos setores, entre os quais têxtil, metalúrgico, alimentício, plástico, confecções, bordado, informática, elétrica residencial e industrial e outros.

Recursos energéticos e telecomunicaçãoEditar

 
O Gasoduto Brasil-Bolívia passa dentro do território de Americana

Com boa oferta e extensa malha de distribuição de energia elétrica mantida pela CPFL, possui usina de gases industriais, com várias ramificações, da White Martins. O Gasoduto Brasil-Bolívia passa dentro do território de Americana, sendo que o município terá um terminal instalado no entroncamento da Rodovia Anhangüera, com a estrada do Bairro Salto Grande que liga Americana ao Pólo Petroquímico de Paulínia a fim de atender a forte concentração de indústrias multinacionais de grande porte.

Na área de telefonia, Americana acompanha o desenvolvimento dos maiores centros do País, operando em torno de 50.000 telefones convencionais, celulares e públicos.

Recursos naturais, meio ambiente e matéria-primaEditar

Com boa oferta de água potável, tanto para residências como para consumo industrial, a cidade trata 572.000 m³ de água/dia, captada no Rio Piracicaba e tratada nas duas Estações de Tratamento de Água (ETAs).

A proteção ao meio ambiente é preocupação constante da Administração Municipal, que em parceria com órgãos da Administração Estadual e Federal, fiscaliza e orienta todos os segmentos da comunidade atingindo resultados consistentes quanto aos índices de preservação do ar, água e solo. É uma cidade que atrai pelo verde, cujos índices de arborização atingem 7,1 metros quadrados de verde por habitante, avaliando-se somente as áreas pertencentes ao município.

Com vistas na elaboração de um Plano de Desenvolvimento Sustentável do Meio Ambiente, a Administração vem mantendo uma programação de participação comunitária, incluindo ONG´s e outras instituições.

O município é um dos principais pólos fabricantes de fio de nylon, poliester e viscose.

IndústriasEditar

 
A Goodyear do Brasil está instalada em Americana

Com um parque industrial diversificado onde predominam a média e pequena empresa, destaca-se o setor têxtil; Americana é o maior pólo de tecidos planos de fibras artificiais e sintéticas da América Latina. Possuímos mais de 430 indústrias têxteis (fiações, tecelagens, tinturarias e estamparias), além de diversos produtores de matéria-prima e centenas de confecções. Entre os tecidos planos de fibras artificiais e sintéticas destacamos os tecidos para moda feminina, camisaria, decoração, industriais, cama e mesa.

Apesar da grande presença têxtil, o município se destaca nas áreas de metalurgia, borracha-produção de pneus, alimentícia e plásticos. Existem registradas no município 1.684 indústrias de todos os ramos e portes.

Setor têxtil
  • Vicunha Têxtil
  • Invista
  • Santista
  • Toyobo
  • Unitika
  • Tabacow
Setor alimentício
  • Del Valle
  • Skimoni
  • Café Cassiano
Setor químico
  • Degussa
  • White Martins
  • Clarus
Outros
  • Goodyear
  • Vivax
  • Greiner Bio-One
  • Invista
  • Metalúrgica Nova Americana
  • Ripasa
  • Ficap
  • Transportadora Americana
  • Nardini

Atividades comerciaisEditar

Contando com um forte comércio, os 6.046 estabelecimentos comerciais cobrem todos os setores, colocando à disposição dos consumidores uma variedade de itens que atende todas as suas necessidades, das básicas às supérfluas.

O município ainda possui 12.823 empresas de serviços e um grande número de profissionais autonômos que atendem desde a área de informática até a de instalações industriais.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar