Abrir menu principal

Eleições estaduais em Santa Catarina em 2006

As eleições estaduais em Santa Catarina em 2006 aconteceram juntamente com as Eleições federais no Brasil, em 1 de outubro e em 29 de outubro. Desde 1994, como resultado de uma emenda constitucional que reduziu o mandato presidencial para quatro anos, todas as eleições federais e estaduais no Brasil coincidiram. As eleições estaduais decidem governadores e os deputados estaduais para as Assembléias Legislativas. Também os membros do Congresso Nacional são eleitos por estado.

2002 Brasil 2010
Eleições estaduais em  Santa Catarina em 2006
29 de outubro de 2006
Segundo turno
Luiz henrique senador 2011.jpg Esperidião Amin.jpg
Candidato Luiz Henrique da Silveira Esperidião Amin
Partido PMDB PP
Natural de Blumenau, SC Florianópolis, SC
Vice Leonel Pavan Hugo Biehl
Votos 1.685.184 1.511.916
Porcentagem 52,71% 47,29%


Brasão de Santa Catarina.svg
Governador de Santa Catarina

Santa Catarina ocupa quarenta vagas na Assembleia Legislativa e 16 na Câmara dos Deputados. Ideli Salvatti (PT), Jorge Bornhausen (PFL) e Leonel Pavan (PSDB) são os representantes no Senado.

Resultado das eleiçõesEditar

Primeiro turnoEditar

Resultados
[discussão] – [editar]
Candidatos ao governo Votos %
Luiz Henrique da Silveira | Todos por Toda Santa Catarina (PMDB/PSDB/PFL/PHS/PPS/PRTB/PAN/PTdoB) 1.601.181 48.90
Esperidião Amin Helou Filho | Salve Santa Catarina (PP/PMN/PV/PRONA) 1.073.053 32.77
José Fritsch | Força do Povo (PT/PCdoB/PL/PRB) 468.302 14.30
Antônio Carlos Sontag | Por Uma Nova Santa Catarina (PSB/PTB) 79.893 2.44
Outros candidatos 52.110 1.59
Total 3.274.539 100
Notas: partido do candidato, partidos coligados
Fonte: Banco de Dados Eleitorais do Brasil
[discussão] – [editar]
Candidatos ao senado Votos %
Raimundo Colombo (PFL, PAN, PMDB, PHS, PPS, PRTB, PSDB, PTdoB) 1.734.794 58.58
Luci Choinacki (PT, PCdoB, PL, PRB) 834.785 28.19
Gerson Antônio Basso (PV, PMN, PRONA, PP) 258.481 8.73
Izío Inácio (PSB, PTB) 70.026 2.36
Outros candidatos 63.492 2,14
Total 2.961.578 100
Notas: partido do candidato, partidos coligados
Fonte: Banco de Dados Eleitorais do Brasil

Segundo turnoEditar

Resultados
[discussão] – [editar]
Candidatos Votos %
Luiz Henrique da Silveira (PMDB, PAN, PFL, PHS, PPS, PRTB, PSDB, PTdoB) 1.685.184 52.71
Esperidião Amin (PP, PMN, PRONA, PV) 1.511.916 47.29
Total 3.197.100 100
Notas: partido do candidato, partidos coligados
Fonte: Banco de Dados Eleitorais do Brasil

Balanço GeralEditar

  • O número total de eleitores em Santa Catarina era de 4.168.495.
  • O número de eleitores que compareceram às urnas foi de 3.533.276.
  • Abstenção no estado foi de 635.219 (15,24%).
  • Os votos válidos somaram 3.197.100 (90,49%).
  • Os votos nulos somaram 278.770 (7,89%).
  • Os votos em branco somaram 57.406 (1,62%).
  • Santa Rosa de Lima, no Planalto Sul do estado, teve menor abstenção do país.
  • Saltinho foi a cidade com mais votos brancos para presidente.
  • Calmon tem maior índice de votos nulos para o governo.
  • Luiz Henrique da Silveira é reeleito governador.
  • Geraldo Alckmin ganhou no estado com 54,53% (1.776.776) dos votos mas não foi eleito.

Governador e vice-governadorEditar

No geral, as regras para as eleições presidenciais também se aplicam às estaduais. Isto é, as eleições têm dois turnos, se nenhum dos candidatos alcança maioria absoluta dos votos válidos, um segundo turno entre os dois mais votados acontece. Todos os candidatos com cargos executivos devem renunciar até 2 de abril, para poderem disputar.

O Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) é o partido do atual governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira que deixou o cargo para disputar a reeleição. O governo do estado esta agora na mão do vice-governador Eduardo Pinho Moreira.

Já o Partido Progressista (PP), o principal partido de oposição no estado, escolheu em suas eleições primárias Esperidião Amin (ex-governador do estado).

[discussão] – [editar]
Disputa pelo governo estadual
Candidatos Número Partido Coligação
Antônio Carlos Sontag 40 PSB "Por uma Nova Santa Catarina"
César Augusto de Alvarenga 27 PSDC -
Elpídio Ribeiro Neves 36 PTC -
Esperidião Amin Helou Filho 11 PP "Salve Santa Catarina"
João Fachini 50 PSOL "Frente de Esquerda"
José Fritsch 13 PT "A Força do Povo"
Luiz Henrique da Silveira 15 PMDB "Todos por Toda Santa Catarina"
Manoel Dias 12 PDT -
Notas: candidato eleito

CandidatosEditar

Antônio Carlos Sontag é candidato ao governo do estado pela coligação Por uma Nova Santa Catarina (PSB / PTB). Tem como vice Jair Miotto do PTB.

César Augusto de Alvarenga é candidato ao governo do estado pelo Partido Social Democrata Cristão. Tem como vice Genésio Adolfo da Silva, também do PSDC.

Elpídio Ribeiro Neves é candidato ao governo do estado pelo Partido Trabalhista Cristão. Tem como vice Irani Beatriz Pereira, também do PTC.

Esperidião Amin Helou Filho é candidato ao governo do estado pela coligação Salve Santa Catarina (PMN / PP / PRONA / PV). Tem como vice Hugo Biehl do PP. Amin já foi governador de Santa Catarina em outras duas ocasiões e tenta se eleger novamente após a derrota nas últimas eleições.

João Fachini é candidato ao governo do estado pela coligação Frente de Esquerda (PCB / PSOL / PSTU). Tem como vice Clausmar Luiz Siegel do PSTU.

José Fritsch é candidato ao governo do estado pela coligação A Força do Povo (PCdoB / PL / PRB / PT). Tem como vice Rosemeire Puccini Valse do PL. Fritsch é o ex-ministro da Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca e a aposta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Santa Catarina.

Luiz Henrique da Silveira é candidato à reeleição ao governo do estado pela coligação Todos por Toda Santa Catarina (PAN / PFL / PHS / PMDB / PPS / PRTB / PSDB / PTdoB). Tem como vice Leonel Pavan do PSDB. A coligação de Luiz Henrique é a maior já feita em toda a história política de Santa Catarina. O seu principal adversário é Esperidião Amin.

Manoel Dias é candidato ao governo do estado pelo Partido Democrático Trabalhista. Tem como vice Gui Pereira Pereira, também do PDT.

SenadoresEditar

O estado de Santa Catarina possui oito candidatos a senador confirmados na disputa das eleições.

[discussão] – [editar]
Disputa pelo Senado Federal
Candidatos Número Partido Coligação
Gerson Antônio Basso 432 PV "Salve Santa Catarina"
Gilmar Salgado dos Santos 161 PSTU "Frente de Esquerda"
Izío Inácio "Hulk" 400 PSB "Por uma Nova Santa Catarina"
João Ary Mendes 270 PSDC -
Raimundo Colombo 251 PFL "Todos por Toda Santa Catarina"
Luci Choinacki 130 PT "A Força do Povo"
Osmar Pickler 361 PTC -
Pedro Flori Ramos 123 PDT -
Notas: candidato eleito

CandidatosEditar

Gerson Antônio Basso é o candidato ao senado pela coligação Salve Santa Catarina (PMN / PP / PRONA / PV). Tem como primeiro suplente Angelo Antônio Zabot do PP e como segundo suplente Lourival de Souza também do PP.

Gilmar Salgado dos Santos é o candidato ao senado pela coligação Frente de Esquerda (PCB / PSOL / PSTU). Tem como primeira suplente Cristiane da Silveira Fogaça do PSTU e como segundo suplente Carlos Rogério Muller também do PSTU.

Izío Inácio é o candidato ao senado pela coligação Por uma Nova Santa Catarina (PSB / PTB). Tem como primeiro suplente José Álvaro Machado do PSB e como segundo suplente Antônio César da Silva Chaves do PTB.

João Ary Mendes é o candidato ao senado pelo Partido Social Democrata Cristão. Seus primeiro e segundo suplentes não foram iformados.

João Raimundo Colombo é o candidato ao senado pela coligação Todos por Toda Santa Catarina (PAN / PFL / PHS / PMDB / PPS / PRTB / PSDB / PTdoB). Tem como primeiro suplente Casildo Maldaner do PMDB e como segunda suplente Niura Sandra Demarchi dos Santos do PSDB.

Luci Choinacki é a candidata ao senado pela coligação A Força do Povo (PCdoB / PL / PRB / PT). Tem como primeiro suplente Douglas Sebastião Espindola Mattos do PCdoB e como segunda suplente Vanderlei Paulo de Oliveira do PT.

Osmar Pickler é o candidato ao senado pelo Partido Trabalhista Cristão. Tem como primeiro suplente Luiz Leão César da Silva do PTC e como segunda suplente João da Silva Pinheiro também do PTC.

Pedro Flori Ramos é o candidato ao senado pelo Partido Democrático Trabalhista. Tem como primeira suplente Maria Laura Cardoso Eleotério do PDT e como segundo suplente Lino Sérgio Melati também do PDT.

Deputados federaisEditar

O estado de Santa Catarina confirmou 134 deputados federais para a disputa das 16 vagas na Câmara dos Deputados nas eleições segundo o Tribunal Superior Eleitoral.

Candidatos eleitosEditar

[discussão] – [editar]
Candidatos Votos Partido
Angela Amin 174.511 PP
Mauro Mariani 171.139 PMDB
Djalma Berger 126.419 PSDB
Edinho Bez 121.571 PMDB
Vignatti 114.681 PT
João Matos 111.291 PMDB
Fernando Coruja 108.430 PPS
Décio Lima 102.112 PT
Paulo Bornhausen 98.863 PFL
Gervásio Silva 95.864 PFL
Pizzolatti 89.373 PP
Zonta 88.813 PP
Carlito Merss 83.769 PT
Nelson Goetten 79.667 PFL
Valdir Colatto 67.788 PMDB
Celso Maldaner 65.770 PMDB
Ver lista completa de candidatos

Deputados estaduaisEditar

O estado de Santa Catarina possui 303 deputados estaduais confirmados até agora para a disputa nas eleições segundo o Tribunal Superior Eleitoral.

  • [Ver lista de candidatos Título não preenchido, favor adicionar]

ColigaçõesEditar

PesquisasEditar

Pesquisas para GovernadorEditar

16 de setembroEditar

Pesquisa Ibope para o governo de Santa Catarina, divulgada na edição deste domingo pelo Diário Catarinense, mostra a consolidação do ex-governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) na liderança da disputa. Ele subiu nove pontos e aparece com 49% das intenções de voto. O ex-governador Esperidião Amin (PP) alcançaria 26%. José Fritsch (PT) teria 8%. Antônio Carlos Sontag (PSB), 2%. Os candidatos João Fachini (PSOL) e Manoel Dias (PDT) teriam 1% cada. Cesar Alvarenga (PSDC) e Elpidio Neves (PTC) não atingiriam 1%. Votos branco e nulos seriam 5%. Nâo sabem ou não opinaram, 8%. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O Ibope ouviu 1.204 eleitores em 63 municípios catarinenses entre os dias 12 e 14 de setembro. O levantamento, encomendado pela RBS TV Florianópolis SA, foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número 18353/2006.

 

* Cesar Alvarenga e Elpidio Neves não atigiram 1% das intenções de voto

Pesquisas para o SenadoEditar

28 de AgostoEditar

Pesquisa Ibope encomendada e divulgada pelos veículos da RBS nesta segunda-feira registra um empate técnico entre os candidatos do PFL, Raimundo Colombo, com 21% das intenções de voto, e do PT, Luci Choinacki, que tem 17%. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos, o que significa que Colombo pode ter entre 18% e 24%, e Luci, entre 14% e 20%.

A candidata petista subiu 10 pontos percentuais. Na pesquisa de julho do Ibope, ela tinha 7% das intenções.

Entre os demais postulantes ao Senado, Gerson Basso (PV) obteve 4%, Bispo Flori (PDT), 2% e Izío Inácio (PSB) também 2%. João Ary Mendes (PSDC), Gilmar Salgado (PSTU) e Osmar Pickler (PTC) obtiveram 1% dos votos cada.

Segundo o Ibope, 52% dos eleitores ainda estão indecisos sobre o voto para o Senado, enquanto 12% preferem votar em branco ou anular o voto.

 

Margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Ligações externasEditar

As ligações a seguir são da página oficial do Tribunal Superior Eleitoral.