Abrir menu principal

Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA

(Redirecionado de Eliminatórias da Copa do Mundo)

As Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA são o processo no qual as seleções nacionais de futebol disputam uma série de partidas, com o objetivo de se classificarem para a Copa do Mundo FIFA. A Copa do Mundo FIFA é um evento global e as eliminatórias são utilizadas para reduzir o grande número de participantes de cerca de 200 para 32.

São realizadas dentro das seis zonas continentais da FIFA (África, Ásia; América do Norte, Central e Caribe; América do Sul; Europa e Oceania) e organizadas por suas respectivas confederações. Para cada torneio, a FIFA decide primeiramente o número de vagas que cada zona continental terá, baseando-se na força relativa dos times das confederações (e, pode-se dizer, considerações políticas).

As sedes das copas se classificam automaticamente, sem ter que disputar as eliminatórias. Ao contrário de outros esportes, resultados de copas anteriores ou dos campeonatos continentais não são levados em conta. Até 2002, o defensor do título também recebia uma vaga automática, mas a partir de 2006 eles também precisariam disputar as eliminatórias e, assim, obterem a classificação.

Índice

HistóriaEditar

Por muitos anos, as Eliminatórias foram evoluindo, de nenhum processo eliminatório em 1930, quando todos os países filiados à FIFA foram convidados[1] e apenas 13 aceitaram participar, até um processo de dois anos de duração em 2006 que começou em 2003.

Enquanto o número de times classificados para as finais foi mudando, de 16 entre 1934 e 1978, para 24 entre 1982 e 1994, e finalmente para 32 começando em 1998, o formato das Eliminatórias tem sido basicamente o mesmo pela história das Copas do Mundo. As equipes são chaveadas continentalmente, e competem por um número fixo de vagas, com uma ou duas vagas reservadas a vencedores de repescagens inter-continentais.

Número de vagas por continenteEditar

A tabela abaixo lista os números de vagas designadas pela FIFA para cada continente em cada torneio.

Os valores zerados, como os referentes à Oceania anteriormente à Copa de 1966 e o referente à Africa em 1950, não representam exclusão destes continentes pela FIFA mas sim o fato de que nenhuma seleção nacional daqueles continentes se candidatou às vagas naquelas edições da competição.[2]

A primeira seleção da Oceania a participar das Eliminatórias da Copa foi a Austrália,[3] que se associou à FIFA em 1963 e participou das Eliminatórias para a Copa seguinte, a de 1966. Anteriormente à Austrália, havia apenas uma nação da Oceania filiada à FIFA, a Nova Zelândia, que se associou à FIFA em 1948 mas não se candidatou às Eliminatórias das Copas de 1950 até 1966, tendo se candidatado às Eliminatórias pela primeira vez em 1969,[4] com vistas à Copa de 1970.[2][5]

Grande parte dos territórios africanos esteve em regime colonial, não-autônomo, durante boa parte do século XX, sobretudo na primeira metade do século; assim, até 1954, apenas 3 países africanos haviam se filiado à FIFA: Egito, filiado à FIFA em 1923, Sudão, em 1948,[6] e Etiópia, em 1952.[5] O Egito se candidatou às Copas de 1934, 1938 e 1954 (porém não às Copas de 1930 e 1950), enquanto Sudão e Etiópia não se candidataram a nenhuma Copa antes da de 1958.[2] Para as Copas de 1938 e 1954, a FIFA alocou o Egito no grupo europeu das Eliminatórias, por isso estando zerados os dados da tabela abaixo referentes à África no que diz respeito a estas duas Copas.[2]

Vagas nas repescagens intercontinentais contam como 0,5 vaga. Números em negrito representam os vencedores das repescagens intercontinentais. "C" denota uma vaga adicional para os defensores do título. "S" denota uma vaga adicional para o país sede.

Número de vagas por continentes
Zona continental 1934
 
(16)
1938
 
(15)[7]
1950
 
(13)[8]
1954
 
(16)
1958
 
(16)
1962
 
(16)
1966
 
(16)
1970
 
(16)
1974
 
(16)
1978
 
(16)
1982
 
(24)
1986
 
(24)
1990
 
(24)
1994
 
(24)
1998
 
(32)
2002
  
(32)
2006
 
(32)
2010
 
(32)
2014
 
(32)
2018
 
(32)
2022
 
(32)
2026
   
(48)[9]
África 1 0 0 0 0.5[10] 0.5[11] 1 1 1 1 2 2 2 3 5 5 5 5
S
5 5 9.5
Ásia 1 1[8] 1 0.5[11] 1 1 1 2 2 2 2 3.5 2.5
2S
4.5 4.5 4.5 4,5 S 8.5
Oceania 0 0 0 0 0 0 0.5 0.5 0.25[12] 0.5 0.5 0.5 0.5 0.5 0.5 1
Europa 12 11[7]
C S
7[8]
C
11
S
9.5[10]
C S
9[11] 9
S
8
C
8.5
S
8.5
C
13
S
12.5
C
13
S
12
C
14
S
13.5
C
13
S
13 13 13
S
16
America Central e do Norte
e Caribe
1 1 2 1 1 0.5 1 1
S
1 1 2 1
S
2 1.25[12]
S
3 3 3.5 3.5 3.5 3.5 6.5
América do Sul 2 1 4
S
1
C
3 3.5
C S
3
C
3 2.5
C
2.5
S
3
C
4 2.5
C
3.5[12] 4
C
4.5 4.5 4.5 4.5
S
4.5 6.5
Total 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 24 24 24 24 32 32 32 32 32 32 32 48

Inscritos nas Eliminatórias através dos anosEditar

O número de times inscritos no processo eliminatório e o número de partidas disputadas foi crescendo ao passar dos anos.

  • O africano Egito participou das Eliminatórias das Copas de 1938 e 1954 no grupo europeu, por isso estando zerado o indicador referente à África no que diz respeito a estas Copas.
Número de times inscritos no processo eliminatório (incluindo classificados automaticamente)
Zona continental 1934
 
(16)
1938
 
(15)[7]
1950
 
(13)[8]
1954
 
(16)
1958
 
(16)
1962
 
(16)
1966
 
(16)
1970
 
(16)
1974
 
(16)
1978
 
(16)
1982
 
(24)
1986
 
(24)
1990
 
(24)
1994
 
(24)
1998
 
(32)
2002
  
(32)
2006
 
(32)
2010
 
(32)
2014
 
(32)
2018
 
(32)
África 3 0 0 0 11 6 21 13 24 26 29 29 26 40 38 51 51 53 52 53
Ásia 2 4 3 5 7 18 22 21 27 26 29 36 42 39 43 43 45
Oceania1 0 0 0 0 0 0 4 5 7 10 10 12 11 11 11
Europa 21 26 19 29 29 30 33 31 33 32 34 33 33 39 50 51 52 53 53 55
América Central e do Norte
e Caribe
4 7 3 5 6 8 10 14 14 17 15 18 16 23 30 35 34 35 35 35
América do Sul 4 2 8 6 9 9 10 10 10 10 10 10 10 9 10 10 10 10 10 10
Total de inscritos 32 37 34 45 55 56 74 75 99 107 109 121 116 147 174 199 198 205 204 210
Times que jogaram2 27 21 19 33 46 49 51 68 90 95 103 110 103 130 168 193 194 200 203 209
Partidas disputadas 27 22 26 57 89 92 127 172 226 252 306 308 314 497 643 777 847 853 828 868
Gols marcados 141 96 121 208 341 325 393 542 620 723 797 801 735 1446 1922 2452 2464 2344 2303 2466
Média de gols por partida 5.22 4.36 4.65 3.65 3.83 3.53 3.09 3.15 2.74 2.87 2.60 2.60 2.34 2.91 2.99 3.16 2.91 2.75 2.81 2.84
  • ¹ Uma vez que a OFC tem usado as Eliminatórias da Copa do Mundo como uma fase (ou a integridade) da Copa das Nações da OFC, há a possibilidade que países não-FIFA joguem partidas que valham nas Eliminatórias. Nas eliminatórias de 2006, a Nova Caledônia foi incluída no torneio ainda que não fossem membros da FIFA no fechamento das inscrições. Eles foram, porém, incluídos entre as 12 nações uma vez que se afiliaram a FIFA durante o curso das eliminatórias, ainda que tivessem sido tecnicamente eliminados da competição alguns dias antes (uma situação semelhante ocorreu nas inscrições para 2010, com a entrada de Montenegro aceita antes de sua admissão na FIFA). Em contraste, Tuvalu disputou o torneio de futebol dos Jogos do Pacífico de 2007, que valia como uma fase das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010. A seleção de Tuvalu não foi incluída entre os 11 inscritos da OFC, ainda que seus resultados tenham impactos na classificação.
  • ² "Times que jogaram" é o total número de times que jogaram pelo menos uma partida eliminatória. Para 2010 serão pelo menos 200 uma vez que a Papua Nova Guiné falhou em entrar no torneio dos Jogos do Pacífico a tempo e foram desclassificados. Além disso, Guam, São Tomé & Príncipe, República Centro-Africana e Butão desistiram antes de jogar qualquer partida.

Seleções não aceitas pela FIFA em edições de EliminatóriasEditar

A FIFA não aceitou a inscrição de alguns países nas Eliminatórias de algumas Copas,[2] por variadas razões:

Edição Seleção Motivo
1938   Espanha Por decorrência da Guerra Civil Espanhola*
1950   Japão
  Alemanha
Suspensos pela FIFA em Novembro de 1945, em função dos ocorridos na Segunda Guerra Mundial e de sua ocupação no imediato pós-guerra pelos vencedores do conflito. A suspensão de ambos os países foi encerrada ainda em 1950, mas não a tempo de permitir sua participação nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 1950 [2][13][14][15]
1954   Islândia
  Bolívia
  Costa Rica
  Cuba
  Vietnã
  Índia
Nos seis casos, por não-cumprimento do prazo de inscrição [16]
1958   Etiópia
  Coreia do Sul
A FIFA rejeitou suas entradas
1966   África do Sul Suspensa pela FIFA, de setembro de 1961 a janeiro de 1963 e de outubro de 1964 a junho de 1992, em função do Apartheid*
  Guatemala Por não-cumprimento do prazo de inscrição [17]
  Congo Por não ter solicitado a inscrição por escrito [17]
  Filipinas Por não-pagamento da taxa de inscrição [17]
1970   Albânia
  Cuba
  Guiné
  Zaire
Suas inscrições não foram aceitas pela FIFA
1982   República Centro-Africana Por não-pagamento da taxa de inscrição*
1986   Irã Em função da Guerra Irã-Iraque [18]
  Jamaica Suspensa pela FIFA por não-pagamento de taxas de filiação [19]
1990   México Suspenso pela FIFA por falsificação de idade de jogadores em competições com limite de idade (Cachirules) *
  Belize
  Maurícia
  Moçambique
Estes três países não foram aceitos por suas enormes dívidas com a FIFA.
1994   Iugoslávia Por sanções da ONU em função da guerra na Bósnia-Herzegovina*
  Chile Suspenso em função do Caso Rojas*
  Líbia Por sanções da ONU em função de acusações sobre atividades terroristas*
2002   Guiana Suspensa de competições internacionais pela FIFA*
2014   Brunei Suspenso de competições internacionais pela FIFA [20][21]
2018   Zimbabwe Foi aceito originalmente, mas foi excluído por não pagar José Claudinei, o ex-técnico da seleção
  Indonésia Também foi aceita originalmente, mas foi excluída por intervenção do governo do país na federação local.

A FIFA não vetou a inscrição de nenhum país na Copa do Mundo de 1930 e nas Eliminatórias das Copas de 1934, 1962, 1974, 1978, 1998, 2006 e 2010.[2] Ao longo da história, foram 5 ocasiões em que a FIFA vetou inscrição de seleções da Europa; 8 ocasiões em que vetou inscrição de seleções da Ásia; 2 ocasiões em que vetou inscrição de seleções da América do Sul; 8 ocasiões em que a FIFA vetou inscrição de seleções associadas da CONCACAF; e 10 ocasiões em que a FIFA vetou inscrição de seleções da África. A Oceania é a única confederação continental associada à FIFA que jamais teve um país-membro da FIFA vetado nas inscrições para as Eliminatórias da Copa.

Obs: Nos casos marcados com asterisco (*), a fonte sobre a razão da não-aceitação é o documento oficial da FIFA sobre a História das Eliminatórias.[2]

Obs: a lista acima inclui apenas seleções que tentaram se inscrever nas Eliminatórias mas que não foram aceitas pela FIFA. A lista não inclui seleções que se inscreveram, foram aceitas pela FIFA, mas que depois resolveram desistir por decisão própria.[2][22]

Estatísticas Históricas das EliminatóriasEditar

Brasil, Alemanha e a extinta Sérvia e Montenegro são as três únicas seleções que jamais falharam nas Eliminatórias da Copa do Mundo. Apesar disso, a Seleção Brasileira é a única a estar presente em todas as edições da Copa do Mundo. No contexto da Seleção Alemã, o que ocorreu foi: ela não participou de apenas duas Copas do Mundo: 1930 e 1950. No caso de 1930, a Alemanha não se inscreveu, agindo como a maior parte das seleções europeias, que não se interessaram por aquela Copa. No caso de 1950, a participação alemã na Copa foi impedida pela FIFA, no contexto da ocupação do país no pós-Segunda Guerra Mundial. A terceira classificou-se na única eliminatória que disputou, em 2006, antes da dissolução do país que representava.

A única seleção a disputar todas as eliminatórias é a Seleção Luxemburguesa.

Segundo a coluna "Futebol em Numeros", do site uol, das equipes que constantemente participam das Eliminatórias, apenas Espanha, Brasil e Itália jamais foram derrotados em seus domínios em jogos de eliminatórias.[23] A Espanha tem mais jogos de invencibilidade, enquanto a Itália tem um aproveitamento melhor. A Austrália, quando ainda participava das eliminatórias pela Oceania, também nunca foi derrotada em casa.[23] A Alemanha, em contrapartida, é a única a nunca ter perdido fora de seus domínios. As únicas 2 derrotas da Alemanha em eliminatórias ocorreram em casa. A primeira diante de Portugal, por 1 x 0, no processo seletivo para a Copa de 1986, no México. A segunda, na caminhada para o Mundial de 2002, na Ásia, quando a Inglaterra deu uma surra de 5 x 1 na Alemanha. Registra-se a curiosidade de que a Seleção Sul-Sudanesa, estreante em 2018, jogou uma vez em casa e não perdeu.

A mesma coluna ("Futebol em Numeros"), trouxe um quadro com o desempenho em casa das principais seleções em Eliminatórias, conforme os quadros abaixo.[23]

Quadro 1 - Desempenho em casa das seleções campeãs da Copa do Mundo em Eliminatórias (até 5 de outubro de 2016)
# País Total de Jogos em casa Vitórias Empates Derrotas Aprov.%
1 Espanha 53 44 9 0 88,7
2 Brasil 51 39 12 0 84,3
3 Itália 48 42 6 0 91,7
4 Inglaterra 50 38 10 2 82,7
5 Alemanha 42 32 8 2 82,5
6 Argentina 62 44 15 3 79,0
7 França 49 37 8 4 81,0
8 Uruguai 68 45 15 8 73,5
Quadro 2 - Desempenho em casa das principais seleções que nunca venceram a Copa do Mundo em Eliminatórias (até 5 de outubro de 2016)
# País Total de Jogos em casa Vitórias Empates Derrotas Aprov.%
1 Austrália 39 34 4 1 90,6
2 México 76 64 9 3 88,2
3 Egito 41 34 6 1 87,8
4 Nigéria 49 39 7 3 84,4
5 Coreia do Sul 50 39 8 3 83,3
6 EUA 58 45 8 5 82,2
7 C. do Marfim 36 27 7 2 81,5
8 Camarões 41 31 7 3 81,3
9 China 42 32 4 6 79,4
10 Gana 38 27 9 2 78,9
11 África do Sul 22 16 4 2 78,8
13 Holanda 58 40 15 3 77,6
14 Marrocos 53 37 11 5 76,7
15 Suécia 61 43 9 9 75,4
16 N. Zelândia 23 16 4 3 75,4
17 Bélgica 61 42 10 9 74,3
18 Japão 48 32 9 7 72,9
19 Sérvia 11 7 3 1 72,7
20 Romênia 60 39 11 10 71,1
21 Croácia 26 16 7 3 70,5
22 Senegal 28 17 8 3 70,2
23 Portugal 64 39 17 8 69,8
24 Paraguai 71 46 10 15 69,5
25 Polônia 53 30 15 8 66,0
26 Escócia 57 32 16 9 65,5
27 Ucrânia 31 15 12 4 61,3
28 Dinamarca 56 32 13 11 64,9
29 Equador 66 36 19 11 64,1
30 Chile 68 38 16 14 63,7
31 Hungria 55 30 14 11 63,0
32 Suíça 62 33 16 13 61,8
33 Colômbia 70 37 15 18 60,0
34 Bolívia 68 34 18 16 58,8
35 Peru 68 30 20 18 53,9
36 Turquia 60 27 9 24 50,0
37 Venezuela 65 17 13 35 32,8

Desempenho das Seleções que já venceram a Copa em jogos de RepescagemEditar

  • Dos oito países que já conquistaram a Copa, apenas dois nunca enfrentaram as emoções do mata-mata: Brasil e a Inglaterra.[24] Ressalte-se, porém, que a Espanha participou de jogos de repescagem antes de ter sido campeã do mundo.[24]
  • Entre as seleções que já venceram a Copa e jogaram a repescagem, apenas em 2 oportunidades elas perderam a vaga em algum Mundial após os confrontos eliminatórios: em 2006, quando o Uruguai não disputou o torneio, depois de ser derrotado pela Austrália na decisão por pênaltis, e em 2018, quando a Itália foi derrotada pela Suécia.

Abaixo segue um histórico com as participações de seleções campeãs do mundo em jogos de repescagem:

Uruguai - 4 participações (2002, 2006, 2010 e 2014)
Ano Adversário Ida Volta Placar agregado
2002 Austrália AUS 1x0 URU URU 3x0 AUS URU 3x1 AUS
2006 Austrália URU 1x0 AUS AUS 1x0 URU URU 1 (2) x 1(4) AUS
2010 Costa Rica CRC 0x1 URU URU 1x1 CRC URU 2x1 CRC
2014 Jordânia JOR 0x5 URU URU 0x0 JOR URU 5x0 JOR
Espanha - 2 participações (1962 e 2006)
Ano Adversário Ida Volta Placar agregado
1962 Marrocos MAR 0x1 ESP ESP 3x2 MAR ESP 4x2 MAR
2006 Eslováquia ESP 5x1 ESL ESL 1x1 ESP ESP 6x2 ESL
França - 2 participações (2010 e 2014)
Ano Adversário Ida Volta Placar agregado
2010 Irlanda IRL 0x1 FRA FRA 1x1 IRL FRA 2x1 IRL
2014 Ucrânia UCR 2x0 FRA FRA 3x0 UCR FRA 3x2 UCR
Itália - 2 participações (1998 e 2018)
Ano Adversário Ida Volta Placar agregado
1998 Rússia RUS 1x1 ITA ITA 1x0 RUS ITA 2x1 RUS
2018 Suécia SUE 1x0 ITA ITA 0x0 SUE ITA 0 x 1 SUE[25]
Argentina - 1 participação (1994)
Ano Adversário Ida Volta Placar agregado
1994 Austrália AUS 1x1 ARG ARG 3x1 UCR ARG 4x2 AUS
Alemanha - 1 participação (2002)
Ano Adversário Ida Volta Placar agregado
2002 Ucrânia UCR 1x1 ALE ALE 3x1 UCR ALE 4x2 UCR

RecordesEditar

Maiores Goleadores (1934–2018)Editar

  • Nota: Jogadores em negrito ainda estão na ativa.
# Seleção Jogador Gols N. Partidas Porcentagem Gols/Partida Eliminatórias
1   Carlos Ruiz 39 47 0.75 2002 (8 gols), 2006 (10), 2010 (6), 2014 (6), 2018 (9)
2   Ali Daei 35 50 0.70 1994 (7 gols), 1998 (9), 2002 (10), 2006 (9)
3   Cristiano Ronaldo 30 38 0.79 2006 (7 gols), 2014 (8), 2018 (15)
4   Karim Bagheri 28 29 0.97 1998 (19 gols), 2002 (8), 2010 (1)
5   Kazu Miura 27 25 1.08 1994 (13 gols), 1998 (14)
6   Andriy Shevchenko 26 40 0.65 1998 (4 gols), 2002 (10), 2006 (6), 2010 (6)
7   Tim Cahill 25 36 0.69 2006 (7 gols), 2010 (4), 2014 (3), 2018 (11)
8   Carlos Pavón 25 37 0.68 1998 (2 gols), 2002 (15), 2006 (1), 2010 (7)
9   Edin Džeko 24 31 0.77 2010 (9 gols), 2014 (10), 2018 (5)
10   Jared Borgetti 23 24 0.96 2002 (6 gols), 2006 (14), 2010 (3)

Maiores goleadasEditar

Durante a história das eliminatórias 43 vezes houve um placar com 10 ou mais gols de diferença, destaque para a vitória de 31 x 0 da Austrália contra Samoa Americana pelas Eliminatórias para Copa de 2002. Apenas América do Sul e África não tiveram uma diferença desse tipo

# Data Mandante Placar Visitante Estádio Continente Observação
1 11 de abril de 2001 Austrália   31 - 0   Samoa Americana International Sports Stadium, Coffs Harbour Oceania
2 9 de abril de 2001 Tonga   0 - 22   Austrália International Sports Stadium, Coffs Harbour Oceania
3 24 de novembro de 2000 Irã   19 - 0   Guam Takhti Stadium, Tabriz Ásia
4 2 de junho de 1997 Maldivas   0 - 17   Irã Abbasiyyin Stadium, Damascus Ásia
5 26 de novembro de 2000 Tajiquistão   16 - 0   Guam Takhti Stadium, Tabriz Ásia Maior goleada de uma seleção nunca classificada
6 25 de agosto de 2007 Fiji   16 - 0   Tuvalu Toleafoa J.S. Blatter Complex, Apia Oceania
7 29 de agosto de 2007 Samoa Americana   0 - 15   Vanuatu Toleafoa J.S. Blatter Complex, Apia Oceania
8 3 de setembro de 2015 Qatar   15 - 0   Butão Jassim Bin Hamad Stadium, Doha Ásia Maior goleada de uma futura participante
9 16 de agosto de 1981 Nova Zelândia   13 - 0   Fiji Mount Smart Stadium, Auckland Ásia e Oceania Maior goleada de uma seleção que se classificou na respectiva edição e de uma futura classificada
10 11 de junho de 1997 Austrália   13 - 0   Ilhas Salomão Parramatta Stadium, Sydney Oceania
11 7 de abril de 2001 Fiji   13 - 0   Samoa Americana International Sports Stadium, Coffs Harbour Oceania
12 29 de fevereiro de 2004 Bermudas   13 - 0   Montserrat Bermuda National Stadium, Hamilton América do Norte, Central e Caribe
13 21 de maio de 1969 Alemanha Ocidental   12 - 0   Chipre Georg Melches Stadion, Essen Europa
14 4 de junho de 1997 Síria   12 - 0   Maldivas Abbasiyyin Stadium, Damasco Ásia
15 9 de junho de 1997 Maldivas   0 - 12   Síria Azadi Stadium, Teerã Ásia
16 30 de abril de 2001 Síria   12 - 0   Filipinas Al-Hamadaniah Stadium, Aleppo Ásia
17 30 de abril de 2001 Omã   12 - 0   Laos Sultan Qaboos Sports Complex, Mascate Ásia
18 14 de abril de 2001 Brunei   0 - 12   Emirados Árabes Unidos Sultan Hassal Bolkiah Stadium, Bandar Seri Begawan Ásia
19 3 de dezembro de 2003 Maldivas   12 - 0   Mongólia Rasmee Dhandu Stadium, Malé Ásia
20 6 de fevereiro de 2008 El Salvador   12 - 0   Anguilla Estádio Cuscatlán, San Salvador América do Norte, Central e Caribe
21 12 de novembro de 2015 China   12 - 0   Butão Helong Stadium, Changsha Ásia
22 25 de agosto de 2007 Ilhas Salomão   12 - 1   Samoa Americana Toleafoa J.S. Blatter Complex, Apia Oceania
23 6 de dezembro de 1992 México   11 - 0   São Vicente e Granadinas Estádio Azul, Cidade do México América do Norte, Central e Caribe
24 7 de maio de 2001 Síria   11 - 0   Laos Al-Hamadaniah Stadium, Aleppo Ásia
25 16 de abril de 2001 Austrália   11 - 0   Samoa International Sports Stadium, Coffs Harbour Oceania
26 19 de novembro de 2003 Turcomenistão   11 - 0   Afeganistão Olímpico, Ashgabat Ásia
27 15 de maio de 2004 Fiji   11 - 0   Samoa Americana Toleafoa J.S. Blatter Complex, Apia Oceania
28 25 de março de 1938 Hungria   11 - 1   Grécia Hungária, Budapeste Europa Maior goleada em uma futura participante de Copa
29 10 de novembro de 1972 Trinidad e Tobago   11 - 1   Antígua e Barbuda Queen's Park Oval, Port of Spain América do Norte, Central e Caribe
30 15 de agosto de 1957 Finlândia   0 - 10   União Soviética Olympiastadion, Helsinque Europa
31 14 de agosto de 1981 Austrália   10 - 0   Fiji Olympic Park, Melbourne Ásia e Oceania
32 9 de setembro de 1992 Noruega   10 - 0   San Marino Ullevaal, Oslo Europa
33 25 de março de 1997 Macau   0 - 10   Japão Sultan Qaboos Complex, Mascate Ásia
34 22 de junho de 1997 Japão   10 - 0   Macau Olímpico, Tóquio Ásia
35 19 de junho de 2004 Dominica   0 - 10   México Alamodrome, San Antonio América do Norte, Central e Caribe
36 17 de maio de 2004 Samoa Americana   0 - 10   Papua-Nova Guiné Toleafoa J.S. Blatter Complex, Apia Oceania
37 4 de junho de 2004 Nova Zelândia   10 - 0   Taiti Marden Sports Complex, Adelaide Oceania
38 1 de abril de 2009 Polónia   10 - 0   San Marino Arena Kielc, Kielce Europa
39 26 de março de 2008 Granada   10 - 0   Ilhas Virgens Americanas Grenada National Stadium, St. George's América do Norte, Central e Caribe
40 29 de fevereiro de 2012 Bahrein   10 - 0   Indonésia Bahrain National Stadium, Riffa Ásia Maior goleada em uma ex-participante de Copa
41 11 de outubro de 2011 Antígua e Barbuda   10 - 0   Ilhas Virgens Americanas Sir Vivian Richards Stadium, North Sound América do Norte, Central e Caribe
42 3 de setembro de 2015 Emirados Árabes Unidos   10 - 0   Malásia Mohammed Bin Zayed Stadium, Abu Dhabi Ásia
43 17 de novembro de 2015 Timor-Leste   0 - 10   Arábia Saudita Estádio Municipal de Dili, Dili Ásia

Por regiãoEditar

Confederação Data Mandante Placar Visitante Estádio
AFC 24 de novembro de 2000 Irã   19 - 0   Guam Takhti Stadium, Tabriz
CAF 23 de abril de 2000 RD Congo   9 - 1   Djibuti Stade des Martyrs, Kinshasa
16 de novembro de 2003 Líbia   8 - 0   São Tomé e Príncipe March 28 Stadium, Benghazi
CONCACAF 29 de fevereiro de 2004 Bermudas   13 - 0   Montserrat Bermuda National Stadium, Hamilton
CONMEBOL 14 de julho de 1977 Brasil   8 - 0   Bolívia Pascual Guerrero, Cáli
OFC 11 de abril de 2001 Austrália   31 - 0   Samoa Americana International Sports Stadium, Coffs Harbour
UEFA 21 de maio de 1969 Alemanha Ocidental   12 - 0   Chipre Georg Melches Stadion, Essen
Playoff Intercontinental 29 de outubro de 1977 Hungria   6 - 0   Bolívia Népstadion, Budapeste

Formato atualEditar

Atualmente, 32 vagas estão disponíveis na fase final. Uma delas é reservada ao país-sede, mas se duas ou mais nações sediam o torneio em conjunto, cada uma recebe uma vaga. As finais de 2006 foram as primeiras nas quais uma vaga automática não foi garantida ao defensor do título; o vencedor da Copa de 2002, Brasil classificou-se para 2006 no primeiro lugar de seu grupo.

A FIFA decide primeiramente o número de vagas disponíveis para cada uma das zonas continentais. Para a Copa do Mundo FIFA de 2010, os seguintes números serão usados[26]:

Estes números variam ligeiramente entre os torneios.

As Eliminatórias terminam em todas as zonas aproximadamente ao mesmo tempo, entre setembro e novembro do ano precedente às finais.

Os formatos das eliminatórias diferem entre as confederações e são discutidos abaixo.

ÁfricaEditar

O processo eliminatório da CAF começará com uma fase preliminar para estabelecer um campo de 48 times, e então grupos serão sorteados em Durban em novembro de 2007.

A competição eliminatória para a Copa do Mundo de 2010 será combinada com o processo de classificação para a Copa das Nações Africanas de 2010. Uma vez que a África do Sul sediará a Copa, está automaticamente classificada, porém poderá (de maneira incomum para um país-sede) participar das eliminatórias para facilitar o processo da Copa das Nações Africanas.

ÁsiaEditar

Brunei, Laos e Filipinas não se inscreveram, e Butão teve a permissão de se inscrever após o encerramento oficial de inscrições.

As Eliminatórias foram substancialmente alteradas do método de 2006, com duas fases preliminares em mata-mata para reduzir os inscritos de 43 para 20, uma primeira fase de grupos com os dois primeiros colocados dos 5 grupos com 4 equipes avançando para uma fase final. Os vencedores e vices dos dois grupos finais com 5 se classificam às Finais da Copa do Mundo com os dois terceiros colocados disputando uma vaga para enfrentar uma equipe da Oceania por mais uma vaga.

EuropaEditar

As eliminatórias europeias começarão em setembro de 2008. As 53 seleções nacionais será divididas em oito grupos com seis times, e um grupo com cinco. Os nove vencedores se classificam diretamente e os oito melhores vices se dividirão em quatro grupos disputando as quatro vagas restantes em jogos de ida e volta.[27]

América Central, do Norte e CaribeEditar

O processo eliminatório proposto pela CONCACAF[28] é idêntico ao da Copa de 2006. Consiste de duas fases preliminares para reduzir um campo de 35 inscritos para 24 e então 12 times, seguido de 3 grupos semifinais com 4 (provavelmente ocorrendo na segunda metade de 2008), com os dois melhores em cada grupo avançando para um hexagonal (realizado durante 2009).

Os três primeiros vão diretamente para Copa de 2010 enquanto o quarto colocado enfrenta o quinto colocado da CONMEBOL.

OceaniaEditar

As eliminatórias na Oceania são compostas de duas fases. A primeira fase se realizará nos Jogos do Pacífico, onde os três melhores times avançarão a um grupo final com a Nova Zelândia, ainda que informação mais recente da FIFA possa sugerir o contrário. A equipe vencedora então enfrentará o quinto melhor asiático por uma vaga nas finais. Isto é uma grande mudança em relação à informação inicial da FIFA sobre as eliminatórias da Oceania[29] que sugeria inclusão na segunda fase de grupos asiática.

América do SulEditar

O sistema mais simples é usado pela CONMEBOL. As dez seleções participantes se enfrentam dois turnos num grupo único.

O processo eliminatório leva cerca de 25 meses. Os quatro primeiros avançam diretamente às finais enquanto o quinto disputa uma repescagem com o quarto melhor da CONCACAF.

Repescagens intercontinentaisEditar

As repescagens intercontinentais são disputadas em partidas de ida e volta. A equipe que marcar o maior número de gols em agregado se classifica. A regra do gol fora de casa se aplica. Se estas regras falham em determinar o vencedor, prorrogação e disputa por pênaltis são utilizadas.

Regras dos gruposEditar

Em todos os grupos, uma vitória rende três pontos, um empate rende um e uma derrota não rende pontos. Esses são os critérios de desempate estabelecidos pela FIFA:

  1. Saldo de gols
  2. Maior número de gols marcados
  3. Confronto direto
  4. Saldo de gols no confronto direto
  5. Maior número de gols marcados no confronto direto

Se ainda assim a igualdade persistir, então um jogo em campo neutro, com tempo extra e disputa por pênaltis se necessário, será jogado se a FIFA considerar que esse jogo pode ser encaixado no calendário futebolístico. Se não for possível, então a classificação será definida a partir de sorteio.

Note que esta ordem dos critérios de desempate difere da usada nas eliminatórias da Copa de 2006. Se essas regras fossem aplicadas em 2006, então a Nigéria se classificaria no lugar de Angola.

Primeira Aparição em EliminatóriasEditar

Nota: Para efeitos estatísticos só leva-se em consideração seleções que disputaram ao menos uma partida, sem considerar desistências

Copa do Mundo Europa América do Sul América do Norte, Central e Caribe Ásia África Oceania Total
 
1934

  Áustria

  Bélgica

  Bulgária

  Tchecoslováquia [TCH]

  Estónia [URSS]

  França

  Alemanha

  Grécia

  Hungria

  Irlanda

  Itália

  Lituânia [URSS]

  Luxemburgo

  Países Baixos

  Polónia

  Portugal

  Roménia

  Espanha

  Suécia

  Suíça

  Iugoslávia [IUG]

  Cuba
  Estados Unidos

  Haiti

  México

  Mandato Britânico da Palestina[ISR]

  Egito

27
 
1938

  Finlândia

  Letônia [URSS]

  Noruega

3
 
1950

  Inglaterra

  Escócia
  Israel[ISR]

  Turquia

  País de Gales

  Síria

6
 
1954

  Sarre (protetorado)

  Brasil

  Chile

  Paraguai

  Japão

  Coreia do Sul

6
 
1958

  Dinamarca

  Alemanha Oriental

  Islândia

  União Soviética[URSS]

  Argentina

  Bolívia

  Colômbia

  Peru

  Uruguai

  Canadá

  Costa Rica

  Guatemala
  Curaçao e Dependências[ANT]

  China

  Indonésia

  Sudão

16
 
1962

  Chipre

  Equador

  Antilhas Holandesas [ANT]

  Suriname

  Honduras

  Etiópia

  Gana

  Marrocos

  Nigéria

  Tunísia

10
 
1966

  Albânia

  Venezuela

  Jamaica

  Trinidad e Tobago

  Coreia do Norte

  Austrália

6
 
1970

  Bermudas

  El Salvador

  Argélia

  Camarões

  Líbia
  Rodésia [ZIM]

  Nova Zelândia

7
 
1974

  Malta

  Antígua e Barbuda

  Porto Rico

  Hong Kong

  Irão

  Iraque

  Kuwait

  Malásia
  Vietnã do Sul

  Tailândia

  República do Congo
  Daomé [BEN]

  Guiné

  Costa do Marfim

  Quênia

  Lesoto

  Maurícia

  Serra Leoa

  Tanzânia

  Togo

  Zaire [ZAI]

21
 
1978

  Barbados

  República Dominicana

  Guiana

  Panamá

  Bahrein

  Catar

  Taiwan

  Arábia Saudita

  Singapura

  Malawi

  Mauritânia

  Níger

  Uganda
  Alto Volta [BFA]

14
 
1982

  Granada

  Macau

  Gâmbia

  Libéria

  Madagáscar

  Moçambique

  Somália

  Zimbabwe [ZIM]

  Fiji

9
 
1986

  Bangladesh

  Brunei

  Jordânia

  Índia

  Nepal
  Iêmen do Norte [YEM]
  Iêmen do Sul [YEM]

  Emirados Árabes Unidos

  Angola

  Benim [BEN]

10
 
1990

  Omã

  Paquistão

  Burkina Faso [BFA]

  Gabão

4
 
1994

  Ilhas Feroé

  Rússia [URSS]

  San Marino

  Nicarágua

  Santa Lúcia

  São Vicente e Granadinas

  Iêmen [YEM]

  Líbano

  Sri Lanka

  Vietnã

  Botswana

  Burundi

  Namíbia

  África do Sul

  Suazilândia

  Ilhas Salomão

  Polinésia Francesa

  Vanuatu

18
 
1998

  Arménia [URSS]

  Azerbaijão [URSS]

  Bielorrússia [URSS]

  Bósnia e Herzegovina [IUG]

  Croácia [IUG]

  Geórgia [URSS]

  Liechtenstein

  Macedônia do Norte [IUG]

  Moldávia [URSS]
  República Checa[TCH]

  Eslováquia[TCH]

  Eslovênia

  Ucrânia [URSS]

  Aruba

  Belize

  Ilhas Cayman

  Dominica

  São Cristóvão e Névis

  Camboja

  Cazaquistão [URSS]

  Quirguistão [URSS]

  Maldivas

  Filipinas

  Tajiquistão [URSS]

  Turquemenistão [URSS]

  Uzbequistão [URSS]

  Guiné-Bissau

  República Democrática do Congo [ZAI]

  Ruanda

  Ilhas Cook

  Papua-Nova Guiné

  Tonga

  Samoa

33
  
2002

  Andorra

  Anguilla

  Bahamas

  Ilhas Virgens Britânicas

  Montserrat

  Turks e Caicos

  Ilhas Virgens Americanas

  Guam

  Laos

  Mongólia

  Palestina

  Cabo Verde

  República Centro-Africana

  Chade

  Djibouti

  Guiné Equatorial

  Eritreia

  Mali

  São Tomé e Príncipe

  Seicheles

  Samoa Americana

21
 
2006
  Sérvia e Montenegro [IUG]

  Afeganistão

  Nova Caledônia

3
 
2010
  Sérvia [IUG]

  Montenegro [IUG]

  Mianmar

  Timor-Leste

  Comores

  Tuvalu[NÃO FIFA]

6
 
2014
  Curaçao[ANT] 1
 
2018

  Gibraltar

  Kosovo [IUG]

  Butão

  Sudão do Sul

4
Total 216

NotasEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2002/020329_copa30.shtml
  2. a b c d e f g h i http://www.fifa.com/mm/document/fifafacts/mencompwc/51/97/75/fs-201_19a_fwc-prel-history.pdf
  3. Atualmente, membro da Confederação Asiática de Futebol.
  4. http://www.nzfootball.co.nz/index.php?id=762
  5. a b http://www.fifa.com/mm/document/fifafacts/organisation/52/00/10/fs-120_01a_mas.pdf
  6. Apesar de ter se tornado formalmente independente em 1956, o Sudão já possuía sua Constituição como Estado desde 1948, por isso pôde se afiliar à FIFA anteriormente à sua independência.
  7. a b c Em 1938, a Áustria desistiu após se classificar e não foi substituída, então apenas 15 equipes, 12 delas europeias, jogaram as finais.
  8. a b c d Em 1950 Índia, Escócia e Turquia desistiram após a classifcação e não foram substituídos, então apenas 13 times, nenhum asiático e 6 europeus, jogaram as finais.
  9. «Copa terá 48 seleções a partir de 2026». Globo.com. Globoesporte. Consultado em 10 de janeiro de 2017 
  10. a b Inicialmente em 1958, África e Ásia teriam uma vaga em conjunto, enquanto a Europa tinha 9. Porém, após Israel ter vencido a zona africano-asiática sem jogar uma partida sequer devido às desistências de outras equipes, uma repescagem especial foi feita entre os israelenses e um time europeu (País de Gales). Então de fato África e Ásia tinham juntos 0,5 vaga enquanto a Europa tinha 9,5.
  11. a b c Em 1962, a Europa tinha 8 vagas, mais 2 vagas adicionais em repescagens intercontinentais, de fato dando aos europeus 9 "vagas". Os dois times europeus enfrentaram um time africano e um asiático respectivamente, e ambos os europeus venceram. Assim sendo, 10 equipes europeias foram às finais.
  12. a b c Em 1994 foram disputadas duas rodadas de repescagens intercontinentais. Primeiro, um time da Oceania enfrentou um time da CONCACAF, e o vencedor então enfrentou um time sul-americano.
  13. A ocupação da Alemanha pelas potências vencedoras da Segunda Guerra Mundial levaria ao desmembramento do país e a existência de 3 associações nacionais de futebol alemãs: a Associação de Futebol da República Federal da Alemanha (Alemanha Ocidental), admitida à FIFA em 22 de setembro de 1950, a Associação de Futebol da República Democrática da Alemanha (Alemanha Oriental), admitida à FIFA em 24 de julho de 1952, e a Associação de Futebol do Sarre, admitida à FIFA em 12 de junho de 1950. O Sarre se integrou à República Federal da Alemanha (Alemanha Ocidental) em 1957, tendo esta se unificado com a República Democrática da Alemanha (Alemanha Oriental) em 1990.
  14. http://pt.fifa.com/worldcup/archive/edition=9/preliminaries/index.html
  15. http://www.jfa.or.jp/eng/history/index.html
  16. http://www.todoslosmundiales.com.ar/mundiales-de-futbol/mundial-suiza-1954/263-quienes-si-y-quienes-no.html
  17. a b c http://www.todoslosmundiales.com.ar/mundiales-de-futbol/mundial-inglaterra-1966/391-inscriptos-y-participantes.html
  18. http://www.iranvisitor.com/index.php?cID=416&pID=1176
  19. http://www.thereggaeboyz.com/history.htm
  20. «Cópia arquivada». Federação Internacional de Futebol. Consultado em 29 de junho de 2012. Arquivado do original em 22 de agosto de 2012 
  21. A Associação Nacional de Futebol de Brunei foi suspensa pela FIFA em setembro 2009. Tal suspensão impediu a participação de Brunei nas Eliminatórias da Copa de 2014, mas não tem nenhuma relação com a desistência de Brunei nas Eliminatórias da Copa de 2010. As Eliminatórias Asiáticas da Copa de 2010 foram iniciadas em outubro de 2007, quase dois anos antes da suspensão imposta a Brunei.
  22. O documento oficial da FIFA sobre a História das Eliminatórias separa os casos de "inscrição não-aceita" (entry not accepted), "desistência" (withdrawal), assim como os casos de países suspensos ou excluídos da FIFA (suspension; exclusion).
  23. a b c futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/ Invencibilidade caseira do Brasil é a 2.ª maior nas Eliminatórias'
  24. a b globoesporte.globo.com/ Alô, Itália! Campeãs mundiais têm bom desempenho em repescagens; relembre
  25. gazetaesportiva.com/ Itália empata e fica de fora da Copa pela primeira vez em 60 anos
  26. Clear declaration to defend the autonomy of sport, Site oficial da FIFA. Acessado em 20 de dezembro de 2006
  27. UEFA Executive Committee decisions: Format for European qualifying for FIFA World Cup 2010™ decided, UEFA. Acessado em 24 de junho de 2007
  28. «CONCACAF Exco meets in Netherlands Antilles» (Nota de imprensa). CONCACAF. 27 de março de 2007. Consultado em 29 de março de 2007 
  29. OFC 2010 FIFA WORLD CUP ROUTE VIA ASIA, Site oficial da OFC. Acessado em 20 de dezembro de 2006