Abrir menu principal

Lista de artilheiros da Copa do Mundo FIFA

artigo de lista da Wikimedia

Os artilheiros de todas as edições da Copa do Mundo FIFA.[1][2]

As estatísticas abaixo referem-se à competição masculina (Copa do Mundo FIFA). As estatísticas referentes à competição feminina (Copa do Mundo de Futebol Feminino) estão na página Lista de artilheiras da Copa do Mundo de Futebol Feminino.

ArtilheirosEditar

 
Miroslav Klose, o maior artilheiro da Copa do Mundo, com 16 gols pela Alemanha.
 
Ronaldo, o segundo maior artilheiro da Copa do Mundo, com 15 gols pelo Brasil.
 
Pelé (direita) marcou 12 gols para o Brasil.
 
Vavá marcou 9 gols para o Brasil.
 
Ademir de Menezes marcou 9 gols para o Brasil.
 
Jairzinho (superior direita) e Roberto Rivellino (centro) marcaram nove e seis gols, respectivamente, para o Brasil.
 
David Villa (esquerda) é o maior artilheiro da Copa do Mundo para a Espanha, com nove gols.
Pos. Jogador Seleção Gols Jogos Média Torneios
1 Miroslav Klose   Alemanha 16 24 0,67 2002, 2006, 2010, 2014
2 Ronaldo   Brasil 15 19 0,79 1994, 1998, 2002, 2006
3 Gerd Müller   Alemanha Ocidental 14 13 1,08 1970, 1974
4 Just Fontaine   França 13 6 2,17 1958
5 Pelé   Brasil 12 14 0,86 1958, 1962, 1966, 1970
6 Sándor Kocsis   Hungria 11 5 2,20 1954
Jürgen Klinsmann   Alemanha 17 0,65 1990, 1994, 1998
8 Helmut Rahn   Alemanha Ocidental 10 10 1,00 1954, 1958
Gary Lineker   Inglaterra 12 0,83 1986, 1990
Gabriel Batistuta   Argentina 12 0,83 1994, 1998, 2002
Teófilo Cubillas   Peru 13 0,77 1970, 1978, 1982
Thomas Müller   Alemanha 14 0,71 2010, 2014, 2018
Grzegorz Lato   Polónia 20 0,50 1974, 1978, 1982
14 Ademir de Menezes[3]   Brasil 9 6 1,50 1950
Eusébio   Portugal 6 1,50 1966
Christian Vieri   Itália 9 1,00 1998, 2002
Vavá   Brasil 10 0,90 1958, 1962
David Villa   Espanha 12 0,75 2006, 2010, 2014
Paolo Rossi   Itália 14 0,64 1978, 1982, 1986
Jairzinho   Brasil 16 0,56 1966, 1970, 1974
Roberto Baggio   Itália 16 0,56 1990, 1994, 1998
Karl-Heinz Rummenigge   Alemanha Ocidental 19 0,47 1978, 1982, 1986
Uwe Seeler   Alemanha Ocidental 21 0,43 1958, 1962, 1966, 1970
24 Guillermo Stábile   Argentina 8 4 2,00 1930
Leônidas da Silva[4]   Brasil 5 1,60 1934, 1938
Óscar Míguez   Uruguai 7 1,14 1950, 1954
Rivaldo   Brasil 14 0,57 1998, 2002
Rudi Völler   Alemanha 15 0,53 1986, 1990, 1994
Diego Maradona   Argentina 21 0,38 1982, 1986, 1990, 1994
30 Oldřich Nejedlý[5]   Tchecoslováquia 7 6 1,17 1934, 1938
Lajos Tichy   Hungria 8 0,88 1958, 1962, 1966
Careca   Brasil 9 0,78 1986, 1990
Luis Suárez   Uruguai 13 0,54 2010, 2014, 2018
Andrzej Szarmach   Polónia 13 0,54 1974, 1978, 1982
Johnny Rep   Países Baixos 13 0,54 1974, 1978
Hans Schäfer   Alemanha Ocidental 15 0,47 1954, 1958, 1962
Cristiano Ronaldo   Portugal 17 0,41 2006, 2010, 2014, 2018
38 Josef Hügi   Suíça 6 3 2,00 1954
Oleg Salenko   Rússia 3 2,00 1994
Max Morlock   Alemanha Ocidental 5 1,20 1954
Erich Probst   Áustria 5 1,20 1954
György Sárosi   Hungria 5 1,20 1934, 1938
Harry Kane   Inglaterra 6 1,00 2018
Salvatore Schillaci   Itália 7 0,86 1990
Davor Šuker   Croácia 8 0,75 1990, 1998, 2002
James Rodríguez   Colômbia 8 0,75 2014, 2018
Helmut Haller   Alemanha Ocidental 9 0,67 1962, 1966, 1970
Neymar   Brasil 10 0,60 2014, 2018
Hristo Stoichkov   Bulgária 10 0,60 1994, 1998
Diego Forlán   Uruguai 10 0,60 2002, 2010, 2014
Asamoah Gyan   Gana 11 0,55 2006, 2010, 2014
Dennis Bergkamp   Países Baixos 12 0,50 1994, 1998
Rob Rensenbrink   Países Baixos 13 0,46 1974, 1978
Rivellino   Brasil 15 0,40 1970, 1974, 1978
Bebeto   Brasil 15 0,40 1990, 1994, 1998
Arjen Robben   Países Baixos 15 0,40 2006, 2010, 2014
Zbigniew Boniek   Polónia 16 0,37 1978, 1982, 1986
Thierry Henry   França 17 0,35 1998, 2002, 2006, (2010)
Wesley Sneijder   Países Baixos 17 0,35 2006, 2010, 2014
Robin van Persie   Países Baixos 17 0,35 2006, 2010, 2014
Mario Kempes   Argentina 18 0,33 1974, 1978, 1982
Lionel Messi   Argentina 19 0,32 2006, 2010, 2014, 2018
Lothar Matthäus   Alemanha 25 0,24 1982, 1986, 1990, 1994, 1998
64 Pedro Cea   Uruguai 5 4 1,25 1930
Silvio Piola   Itália 4 1,25 1938
Gyula Zsengellér   Hungria 4 1,25 1938
Peter McParland   Irlanda do Norte 5 1,00 1958
Tomáš Skuhravý   Tchecoslováquia 5 1,00 1990
Juan Alberto Schiaffino   Uruguai 6 0,83 1950, 1954
Geoff Hurst   Inglaterra 6 0,83 1966, 1970
Jon Dahl Tomasson   Dinamarca 6 0,83 2002, 2010
Alessandro Altobelli   Itália 7 0,71 1982, 1986
Kennet Andersson   Suécia 7 0,71 1994
Fernando Morientes   Espanha 7 0,71 1998, 2002
Romário   Brasil 8 0,62 1990, 1994
Mario Mandžukić   Croácia 8 0,62 2014,2018
Marc Wilmots   Bélgica 8 0,62 1990, 1994, 1998, 2002
Tim Cahill   Austrália 9 0,55 2006, 2010, 2014, 2018
Valentin Ivanov   União Soviética 9 0,55 1958, 1962
Roger Milla   Camarões 9 0,55 1982, 1990, 1994
Emilio Butragueño   Espanha 9 0,55 1986, 1990
Romelu Lukaku   Bélgica 10 0,50 2014, 2018
Ivan Perišić   Croácia 10 0,50 2014, 2018
Hans Krankl   Áustria 10 0,50 1978, 1982
Raúl   Espanha 11 0,45 1998, 2002, 2006
Garrincha   Brasil 12 0,42 1958, 1962, 1966
Johan Neeskens   Países Baixos 12 0,42 1974, 1978
Fernando Hierro   Espanha 12 0,42 1990, 1994, 1998, 2002
Zinédine Zidane   França 12 0,42 1998, 2002, 2006
Landon Donovan   Estados Unidos 12 0,42 2002, 2006, 2010
Gonzalo Higuaín   Argentina 13 0,38 2010, 2014, 2018
Henrik Larsson   Suécia 13 0,38 1994, 2002, 2006
Michel Platini   França 14 0,36 1978, 1982, 1986
Zico   Brasil 14 0,36 1978, 1982, 1986
Edinson Cavani   Uruguai 14 0,36 2010, 2014, 2018
Lukas Podolski   Alemanha 15 0,33 2006, 2010, 2014
Franz Beckenbauer   Alemanha Ocidental 18 0,28 1966, 1970, 1974

Por ediçãoEditar

Ver tambémEditar

Notas e referências

Notas

  1. O russo Salenko é o maior artilheiro de uma única partida de Copa do Mundo, com 5 gols (marcados contra a Seleção de Camarões, em 1994).

Referências

  1. «Artilheiros da Copa do Mundo de futebol». quadrodemedalhas.com. Consultado em 2 de julho de 2012 
  2. «Artilheiros da Copa do Mundo de Futebol». suapesquisa.com. Consultado em 2 de julho de 2012 
  3. Havia uma controvérsia quanto ao número de gols marcados por Ademir, em 1950, devido a dados incompletos do jogo final da rodada de grupo contra a Espanha, que terminou em uma vitória do Brasil por 6 a 1. O primeiro gol foi creditado ao zagueiro espanhol Parra como um gol contra, e o quinto gol brasileiro foi creditado a Jair. No entanto, recentemente[quando?] a FIFA creditou a Ademir estes dois gols, fazendo dele o artilheiro da Copa do Mundo de 1950, com nove gols.
  4. Inicialmente a FIFA havia creditado oito gols a Leônidas em 1938. No entanto, em novembro de 2006, a FIFA voltou atrás e mudou para sete gols, ou seja, com isso, ele marcou um total de oito oito (ele marcou um gol em 1934). Em algumas fontes, Leônidas foi creditado com nove gols no torneio de 1938.
  5. Inicialmente a FIFA havia creditado apenas quatro gols em 1934 para Nejedlý. No entanto, alterou-se para cinco gols em novembro de 2006, significando que ele marcou um total de sete golos no geral (ele marcou dois gols em 1938).
  6. istoenacopa.com.br/ Arquivado em 21 de junho de 2014, no Wayback Machine. Salenko: artilheiro de (quase) um jogo só