Páginas da Vida

telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo
(Redirecionado de Páginas da vida)
 Nota: Este artigo é sobre uma telenovela brasileira. Para outros significados, veja Páginas da Vida (desambiguação).

Páginas da Vida é uma telenovela brasileira produzida pela TV Globo e exibida de 10 de julho de 2006 a 2 de março de 2007, em 203 capítulos.[4] Substituiu Belíssima e foi substituída por Paraíso Tropical, sendo a 68.ª "novela das oito" da emissora.

Páginas da Vida
Pages of Life (EN)[1]
Páginas da Vida
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero crônica do cotidiano[2]
Duração 75 minutos
Criador(es) Manoel Carlos
Elenco
País de origem Brasil
Idioma original português
Episódios 203
Produção
Diretor(es) Jayme Monjardim
Fabrício Mamberti
Produtor(es)
  • Claudia Braga
  • Guilherme Bokel[3]
Editor(es)
Roteirista(s)
Tema de abertura "Wave", Tom Jobim
Composto por Tom Jobim
Empresa(s) produtora(s) TV Globo
Localização Rio de Janeiro, Brasil
Amsterdã, Países Baixos
Exibição
Emissora original TV Globo
Distribuição TV Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original 10 de julho de 2006 – 2 de março de 2007
Cronologia
Belíssima
Paraíso Tropical

Escrita por Manoel Carlos com colaboração de Fausto Galvão, Maria Carolina, Juliana Peres, Ângela Chaves e Daisy Chaves, teve a direção de Jayme Monjardim, Fabrício Mamberti, Teresa Lampreia, Frederico Mayrink e Luciano Sabino. A direção geral foi de Fabrício Mamberti e Jayme Monjardim, também diretor de núcleo.[4]

Conta com as atuações de Regina Duarte, Fernanda Vasconcellos, Lília Cabral, Marcos Caruso, Ana Paula Arósio, Thiago Rodrigues, Tarcísio Meira e Sônia Braga.[5]

Enredo

editar

Primeira fase

editar

Em 2001, a estudante brasileira Nanda (Fernanda Vasconcellos) está fazendo um intercâmbio educacional em Amsterdão, Países Baixos, quando conhece o também estudante Léo (Thiago Rodrigues), por quem se apaixona. Paralelamente, a jovem conhece Olívia (Ana Paula Arósio), que está no país em lua de mel com o marido, Sílvio (Edson Celulari), e ambas acabam se tornando melhores amigas. Apaixonados, Nanda e Léo vivem juntos e felizes até a descoberta de que a jovem está grávida, deixando Léo desesperado, que sugere que ela faça um aborto por não querer assumir a responsabilidade paterna. Nanda recusa a proposta de Léo, e após inúmeras brigas, o jovem deixa uma quantia em dinheiro para a namorada e desaparece.

Abalada e sozinha em um país estrangeiro, contando com o apoio de Olívia e de seus amigos de intercâmbio Vinícius (Sidney Sampaio) e Sabrina (Leandra Leal), Nanda não consegue comunicar com sua família sobre a gravidez temendo a reação de sua mãe, Marta (Lília Cabral), uma mulher amargurada e fria. Com o avanço da gestação, Nanda não tem outra opção a não ser largar o intercâmbio dos sonhos e retornar ao Brasil, porém ao chegar em casa sem aviso prévio e com a notícia da gravidez, Marta se revolta e rejeita a filha. A situação fica mais delicada quando Nanda descobre está grávida de gêmeos, porém mesmo com a rejeição e desprezo da mãe, Nanda encontra o apoio incondicional do seu pai Alex (Marcos Caruso), que possui uma relação conturbada com Marta.

Após uma briga violenta com a mãe, Nanda vai embora de casa e é atropelada por um ônibus, sendo levada em estado grave para o hospital Santa Clara de Assis. Helena (Regina Duarte), médica obstetra bem-sucedida e conhecida por sua postura ética e generosa, atende Nanda e faz de tudo para salvar a vida da jovem e dos bebês. Após o parto dos gêmeos, Nanda acaba por não resistir ao ferimentos e morre tragicamente, porém antes, revela à médica seu último desejo — que seus filhos se chamem Francisco e Clara. Ao ser contatada por Helena sobre a morte de Nanda, Marta descobre que sua neta Clara nasceu com síndrome de Down, e friamente, rejeita a criança e a-encaminha para a adoção, enquanto Francisco é levado para casa. Sem o conhecimento de Alex, Marta mente para a família afirmando que o menino sobreviveu, mas a menina não.

Helena acaba se afeiçoando a Clara, pois ela possui o mesmo nome de sua filha, que morreu alguns anos atrás, vítima de meningite, deixando Helena inconsolável. Em paralelo com a morte da filha, Helena enfrentava uma crise em seu casamento com Greg (José Mayer), um mulherengo que mantinha um caso extraconjugal com a ambiciosa Carmen (Natália do Vale), porém após o divórcio, Helena fica com os sentimentos balançados quando sua antiga paixão da juventude, o médio infectologista Diogo (Marcos Paulo), retorna ao Brasil após trabalhar com voluntário em países africanos. Helena decide entrar na disputa para adotá-la e consegue a guarda definitiva da criança perante a lei, passando a se dedicar integralmente à menina, mas esconde de Alex que sua neta está viva, temendo que a criança acabe caindo nas mãos de Marta.

Segunda fase

editar

Em 2006, cinco anos depois, Léo, agora um empresário rico e noivo da mimada e ciumenta Alice (Regiane Alves), fica sabendo da morte de Nanda através de Olívia, e arrependido por tê-la abandonado, decide lutar pela guarda de Francisco (Gabriel Kaufmann), criado por Marta, Alex e o tio Sérgio (Max Fercondini). Paralelamente, Clara (Joana Mocarzel) cresceu sob os cuidados de Helena, que luta de todas as maneiras contra o preconceito para que sua filha tenha uma vida de qualidade, porém com a chegada de Léo, Helena teme que a verdade sobre Clara seja descoberta. Com o apoio de Olívia, por quem se apaixona, Léo trava uma batalha judicial para ter a guarda de Francisco, se instaurando um conflito entre o jovem e Alex, que não quer entregar a criança, ao contrário de Marta que está disposta a abrir mão do neto visando a fortuna de Léo. Ao descobrir que Clara não morreu e está sendo criada por Helena, Léo também entra com uma ação judicial para conseguir a guarda da filha.

Tramas paralelas

editar

O casal Tide (Tarcísio Meira) e Lalinha (Glória Menezes) tiveram seis filhos — Olívia, Carmen, Leandro (Tato Gabus Mendes), Márcia (Helena Ranaldi), Elisa (Ana Botafogo) e Jorge (Thiago Lacerda) — e ambos cresceram em um lar repleto de amor e união. Após a morte de Lalinha, Tide passa a sofrer com a ausência da mulher e junto dos filhos realizam o sonho da matriarca em levar adiante o projeto da Casa de Cultura Amália Martins de Andrade (AMA), idealizada para a exposição de artes plásticas e visuais. Tônia Werneck (Sônia Braga), uma artista plástica brasileira que mora no exterior, é convidada por Olívia para fazer uma exposição de sua arte na inauguração do projeto, e durante sua passagem, Tide passa a se envolver romanticamente com a artista, ao mesmo tempo que Sílvio, ex-marido de Olívia, também se encanta por ela. Após uma paixão passageira por Tônia, Sílvio descobre-se apaixonado por Márcia, que ficou viúva do marido Gustavo (Antonio Calloni). Após um breve namoro com a estilista Simone (Christine Fernandes), Jorge acaba se encantando pela ingênua Thelma (Grazi Massafera), filha de Constância (Walderez de Barros), governanta da família Martins de Andrade. No entanto, Sandra (Danielle Winits), filha mais velha de Constância, teve um romance com Jorge na adolescência, por quem ainda é apaixonada. Ela é uma mulher ambiciosa, que sempre abominou a pobreza e sua classe social, passando por cima de tudo para conquistar uma vida luxuosa, incluindo se tornar amante de Greg, agora casado com Carmen.

A fotógrafa Isabel (Vivianne Pasmanter) sempre foi apaixonada por seu colega de trabalho Renato (Caco Ciocler), que também possui sentimentos pela colega, porém após seu casamento com Lívia (Ana Furtado), a família se muda para Londres e passa cinco anos fora do Brasil. Ao retornar ao país, Renato se reencontra com Isabel, porém ela recusa suas investidas por ele ainda ser casado, enquanto ele enfrenta uma crise por não se sentir realizado com o seu casamento. Anna (Deborah Evelyn) é uma bailarina frustrada que deposita sua realização pessoal na filha, Gisele (Pérola Faria), a quem obriga a estudar balé e manter uma dieta rígida para a jovem não engordar. A saúde de Gisele acaba se agravando quando ela desenvolve bulimia nervosa, porém ela encontra conforto ao conhecer Luciano (Rafael Almeida), seu novo vizinho, um pianista promissor que tem sua profissão desvalorizada pelo pai, Nestor (Zé Carlos Machado), que também critica a dedicação de sua mulher, a promotora Tereza (Renata Sorrah), pelo trabalho. Após o fim do casamento com Carmen, Bira (Eduardo Lago) acaba entrando em depressão e passa a descontar sua tristeza nas bebidas alcoólicas. Sua filha Marina (Marjorie Estiano) culpa a mãe pelo sofrimento do pai e decide abdicar de sua vida pessoal para cuidar do pai, prejudicando sua relação amorosa com seu primo Rafael (Pedro Neschling). Diogo e Irmã Lavínia (Letícia Sabatella), uma freira do hospital Santa Clara de Assis, passam a dar assistência médica a Gabriel (Miguel Lunardi), um paciente soropositivo. Quando o rapaz se apaixona pela freira, ela fica com os sentimentos balançados pois esconde que teve um filho com Diogo, Tiago (Pedro Jordão), que nunca soube quem era seu pai. O casal homossexual Marcelo (Thiago Picchi) e Rubinho (Fernando Eiras) pretendem adotar uma criança e constituir uma família, porém precisam enfrentar o preconceito e a homofobia para conseguir o direito a adoção. Verônica (Sílvia Salgado), irmã de Marta, é casada com o rico empresário Eliseu (Luciano Chirolli), porém quando descobre que sua filha Kelly (Sthefany Brito) está grávida de Fred (Duda Nagle), filho do jardineiro da família Martins de Andrade, Domingos (Joelson Medeiros), sua vida desmorona com os planos que tinha preparado para a filha. Já a médica obstetra Selma (Elisa Lucinda), melhor amiga de Helena, inicia um relacionamento com o enfermeiro Lucas (Paulo César Grande), porém o namoro não é aprovado por Angélica (Claudia Mauro), ex-esposa do enfermeiro que ainda possui esperanças de reatar o casamento, e sua filha Gabriela (Carolina Oliveira), uma menina mimada e arrogante que rejeita e despreza a madrasta por ser negra.

Elenco

editar
Intérprete Personagem[5]
Regina Duarte Helena Camargo Varela
Lília Cabral Marta Toledo Flores[6]
Fernanda Vasconcellos Fernanda Toledo Flores (Nanda)
Marcos Caruso Alex Flores
Ana Paula Arósio Olívia Martins de Andrade
Thiago Rodrigues Leonardo Maia de Almeida (Léo)
Natália do Vale Carmem Martins de Andrade Rangel
José Mayer Gregório Rodrigues Lobo (Greg)
Danielle Winits Sandra Ribeiro
Tarcísio Meira Aristides Martins de Andrade (Tide)[7]
Sônia Braga Antônia Werneck (Tônia)
Edson Celulari Sílvio Duarte
Vivianne Pasmanter Isabel Fernandes
Caco Ciocler Renato Martins
Thiago Lacerda Jorge Martins de Andrade
Regiane Alves Alice Miranda da Silveira
Marcos Paulo Diogo de Carvalho
Renata Sorrah Tereza Junqueira Figueiredo[8][9]
Deborah Evelyn Anna Maria Saraiva
Ângelo Antônio Miroel Saraiva
Letícia Sabatella Lavínia Resston (Irmã Lavínia)
Christine Fernandes Simone Bueno
Grazi Massafera Thelma Ribeiro (Thelminha)
Ana Furtado Lívia Ferreira Martins
Nathalia Timberg Hortência Miranda Arruda
Pérola Faria Gisele Saraiva[10]
Rafael Almeida Luciano Junqueira Figueiredo
Helena Ranaldi Márcia Monteiro de Andrade
Eduardo Lago Ubirajara Rangel (Bira)
Marjorie Estiano Marina Rangel
Tato Gabus Mendes Leandro Martins de Andrade
Louise Cardoso Diana Salles Martins de Andrade
Max Fercondini Sérgio Toledo Flores
Leandra Leal Sabrina Marcondes
Sidney Sampaio Vinícius Pessoa
Pedro Neschling Rafael Martins de Andrade (Rafa)
Manuela do Monte Nina Pinheiro de Souza
Ana Botafogo Elisa Martins de Andrade Telles[11]
Buza Ferraz Ivan Monteiro Telles[12]
Umberto Magnani José Ribeiro (Zé Ribeiro)
Walderez de Barros Constância Ribeiro
André Frateschi Dorival Bocaiuvas
Marly Bueno Irmã Maria (Irmã Má)
Bete Mendes Irmã Natércia
Fernando Eiras Rubens (Rubinho)
Thiago Picchi Marcelo
Elisa Lucinda Selma Araújo
Paulo César Grande Lucas Santini
Cláudia Mauro Angélica Torres
Carolina Oliveira Gabriela Torres Santini (Gabi)
Zé Carlos Machado Nestor Junqueira Figueiredo
Xuxa Lopes Isabelita Ferreira (Belita)
Ângela Leal Hilda Nascimento
Sílvia Salgado Verônica Toledo Mattos
Luciano Chirolli Eliseu Mattos
Sthefany Brito Kelly Toledo Mattos
Duda Nagle Frederico Ribeiro (Fred)
Luciele di Camargo Camila Vieira Sampaio
Armando Babaioff Felipe Monteiro Telles
Jorge de Sá Salvador
Joelson Medeiros Domingos Ribeiro
Marcos Henrique Washington (Pinhão)
Lígia Cortez Cecília
Lucci Ferreira Horácio
Miguel Lunardi Gabriel
Domingos Meira Ulisses
Thalita Carauta Lídia
Zé Victor Castiel Machadão
Selma Reis Irmã Zenaide
Inez Viana Irmã Fátima
Susana Ribeiro Suzy
Narjara Turetta Inesita[13]
Hylka Maria Odete
Bruno Padilha Saldanha
Joana Mocarzel Clara Toledo de Almeida / Clara Camargo Varela (Clarinha)
Gabriel Kaufmann Francisco Toledo de Almeida / Francisco Toledo Flores
Rafael Machado Guilherme
Gabriel Lepsch Aristides Martins de Andrade Neto (Tidinho)
Thayane Campos Catarina
Pedro Jordão Tiago de Carvalho

Participações especiais

editar
Intérprete Personagem
Glória Menezes Amália Martins de Andrade (Lalinha)
Antônio Calloni Gustavo Pinheiro de Sousa
Eva Wilma Desembargadora Laura Torgano
Walmor Chagas Juiz Alvarez
Alexandre Moreno Promotor de Justiça
Roberto Frota Dr. Marco Aurélio
Sophie Charlotte Joyce
Nina Morena Vandinha
Jonathan Azevedo Edson
Rosana Garcia Psicóloga de Francisco
Luana Carvalho Lili
Lú Mendonça Mônica
Tamara Taxman Dalva
Cláudia Borioni Laura
Carolyna Aguiar Profª. Carla
Ana Carolina Dias Maria
Georgiana Góes Norma
Daniela Galli Marília
Mário Cardoso Gonzaga
Henrique César Moretti
Quitéria Chagas Dorinha
Sabrina Rosa Célia
Raquel de Queiroz Gisele Saraiva (criança)
Janaína Ávila Lalinha (jovem)
Suzana Gonçalves Dirce
Roberta Rodrigues Paula
Julia Carrera Tatiana
Carolina Bezerra Margareth
Jéssica Golcci Dóris Duarte
Thiago Jordão Pedro
Daniel Filho ele mesmo
Bruce Gomlevsky ele mesmo

Produção

editar

As gravações da novela, que teve Amor x Casamento como título provisório,[14] começaram em abril de 2006 em Amsterdam, nos Países Baixos.[15]

Páginas da Vida foi primeira trama brasileira a mostrar uma cena de parto real. A atriz Júlia Carrera, que interpretava Tatiana, estava grávida de 37 semanas, dando à luz em 19 de dezembro de 2006. Foram utilizadas cinco câmeras para as filmagens, posteriormente foram fundidas com outras cenas que Regina Duarte gravou em estúdio.[16][17]

O assalto e a queima do ônibus que matou a personagem Angélica (Cláudia Mauro) foi inspirada numa tragédia real, que aconteceu em dezembro de 2006 com um transporte da Viação Itapemirim que trafegava pela Avenida Brasil. As cenas foram ao ar no capítulo 199, exibido em 26 de fevereiro de 2007.[18]

Escolha do elenco

editar

Renata Sorrah foi a primeira convidada para interpretar a antagonista Marta, porém a atriz pediu para a direção interpretar outro papel após a grande repercussão de sua antagonista Nazaré em Senhora do Destino, sendo transferida para o papel da promotora Tereza, enquanto a personagem ficou para Lilia Cabral.[19] Priscila Fantin foi a primeira convidada para interpretar a mimada Alice, porém a atriz preferiu protagonizar a "novela das sete" Sete Pecados e Regiane Alves assumiu o papel, interpretando sua terceira antagonista em uma novela de Manoel Carlos, após Laços de Família e Mulheres Apaixonadas.[20][21] Originalmente, Marcos Caruso interpretaria o advogado corrupto Nestor, e Zé Carlos Machado interpretaria o sofredor Alex, porém no início das gravações a direção decidiu trocar os dois atores de papel por acreditar que se enquadrariam melhor no perfil.[22] Manoel Carlos desejava ter Lavínia Vlasak como a estilista Simone e Marcelo Serrado como o arquiteto Miroel, mas ambos preferiram protagonizar Prova de Amor, na RecordTV.[23] Carolina Ferraz foi convidada na sequência, mas preferiu atuar na novela antecessora, Belíssima.[24] A personagem ficou com Christine Fernandes, cujo trabalho na Record em Essas Mulheres, Maneco declarou ter gostado e decidiu "roubar" para sua trama, enquanto Miroel foi interpretado por Ângelo Antônio.[23]

Maneco convenceu Sônia Braga a integrar a trama, afirmando que havia escrito a personagem Tônia especialmente para ela. Foi a primeira telenovela da atriz em 26 anos, desde 1980[25] Posteriormente a atriz revelou que ficou decepcionada com a pouca exposição e a falta de história de sua personagem.[26] A partir de então, passou a se dedicar apenas a filmes internacionais e participações eventuais no Brasil.

Fernanda Vasconcellos originalmente ficaria apenas até 2 de agosto, quando sua personagem morria. Porém seu desempenho agradou ao autor, que estendeu a participação, deixando-a como um espírito protegendo os filhos.[27][28] Grazi Massafera, ex-participante do Big Brother Brasil, foi especialmente convidada por Maneco para participar da novela.[29] Esta foi a terceira vez que uma participante do reality show ingressou em uma telenovela, após Vanessa Pascale em Sabor da Paixão (2002) e Juliana Alves em Chocolate com Pimenta (2003).[30] No entanto, a atuação de Grazi foi bastante criticada pelos jornalistas especializados, que a consideraram inexpressiva e sem carisma, além de outras atrizes da novela, como Natália do Valle e Leandra Leal, que se queixaram da dificuldade de gravar com ela pelos constantes erros e falta de texto decorado[31].

Foi a primeira personagem contemporânea da atriz Ana Paula Arósio. Anteriormente ela havia participado apenas de tramas de época como Terra Nostra e Esperança.[32]

Exibição

editar

Reprise

editar

Foi reexibida na integra no Canal Viva de 22 de novembro de 2021 a 15 de julho de 2022, substituindo Da Cor do Pecado e sendo substituída por Caminho das Índias, na faixa das 23h00, com reprises às 13h30 e maratona aos domingos de 18h às 23h.[33] Anteriormente, a novela havia sido cotada para reexibição no Vale a Pena Ver de Novo em duas ocasiões: em 2011, substituindo O Clone, e em 2012, substituindo Mulheres de Areia. Ambas as tentativas foram vetadas pelo Ministério da Justiça.[34][35]

Exibição internacional

editar

Páginas da Vida foi vendida para 66 países.[36] A novela recebeu os títulos Pages of Life, em inglês,[37] e Páginas de la Vida, em espanhol.[38]

No Equador a Ecuavisa, que exibiu a trama, criou uma campanha para defender os direitos dos portadores de síndrome de Down, mobilizada pela história da personagem portadora Clara.[36]

Outras mídias

editar

Após a sua exibição no Viva, foi disponibilizada na íntegra na plataforma de streaming Globoplay em 15 de agosto de 2022.[39]

Repercussão

editar

No dia 13 de julho de 2006, a trama exibiu uma polêmica cena de striptease, protagonizada por Ana Paula Arósio e Edson Celulari, onde ela ficou nua.[40] Por causa desta cena, o Ministério da Justiça ameaçou classificar a novela como imprópria para menores de 16 anos.[41][42]

Outra grande polêmica envolvendo a novela ocorreu no fim do capítulo do dia 15 de julho de 2006, no qual foi exibido um depoimento dado pela babá Nelly dos Santos, de 68 anos, onde ela admitiu ter chegado ao orgasmo pela primeira vez aos 45 anos, após ter se masturbado ao som da música "O Côncavo e o Convexo", de Roberto Carlos. Por conta do tabu e da subsequente perda de emprego da babá, ela ameaçou processar a Rede Globo.[43][44] O polêmico depoimento foi eliminado nesse mesmo capítulo durante a reprise no Viva em 2021.[45]

Mães de meninas adolescentes entraram em contato com a Globo para reclamar de Giselle (Pérola Faria). Segundo elas a personagem, que também era adolescente, estimulava o sexo precoce às pessoas da mesma faixa etária. A solução encontrada foi mandar Luciano (Rafael Almeida), o namorado da personagem para uma viagem internacional.[46]

Audiência

editar
Horário # Eps. Estreia Final Posição Temporada Classificação geral
Data Primeiro
capítulo
Data Último
capítulo
Segunda—Sábado
20:55
203
10 de julho de 2006
50
3 de março de 2007
53 #1 2006 - 2007

47

Seu primeiro capítulo marcou média de 50 pontos.[47]

Seu último capítulo marcou 53 pontos de média.[48][49]

Teve média geral de 47 pontos.[50] A média dos primeiros 60 capítulos registrou 48 pontos.[51] A novela conseguiu 56 pontos de média, com 60 pontos de pico no capítulo apresentado no dia 7 de agosto de 2006, que apresentou o velório da personagem Nanda.[52]

Trilha sonora

editar
 Ver artigo principal: Páginas da Vida (trilha sonora)

A gravadora Som Livre lançou três álbuns da trilha sonora da novela Páginas da Vida: a nacional, a internacional, e lounge, todos lançados em 2006.

O tema de abertura da produção é a canção "Wave", de Tom Jobim. A trilha nacional conta com as vozes de Marisa Monte, Elba Ramalho, Caetano Veloso, Adriana Calcanhotto, Zeca Pagodinho, Tom Jobim, entre outros. Já a trilha sonora internacional conta com artistas como Coldplay, Corinne Bailey Rae, Richard Ashcroft, e outros.[53]

Além das trilhas sonoras nacional e internacional, Páginas da Vida contou também com um terceiro álbum, intitulado Páginas da Vida - Lounge, contendo sucessos como "Samba da Benção", na voz de Bebel Gilberto, "La Piu Bella del Mondo", de Celso Fonseca e Ronaldo Bastos, e "Minha Saudade", de João Donato e Paulo Moura.[54]

Prêmios e Indicações

editar

Prêmio APCA[4]

Troféu Imprensa[4]

Emmy Internacional[55]

Prêmio Contigo de TV[4]

Prêmio Extra de Televisão

Melhores do Ano - Minha Novela[57]

Prêmio TV Press

Prêmio Arte Qualidade Brasil

Melhores do Ano - Domingão do Faustão

2006
2007

Referências

  1. «Pages of Life». Estados Unidos: TV Globo Internacional. Consultado em 5 de fevereiro de 2024 
  2. «Páginas da Vida». Memória Globo 
  3. a b «Ficha Técnica – Páginas da Vida». Memória Globo 
  4. a b c d e Memória Globo. «Páginas da Vida». Consultado em 2 de março de 2007 
  5. a b «Páginas da Vida». Teledramaturgia. Consultado em 24 de novembro de 2016. Cópia arquivada em 30 de abril de 2021 
  6. Redação Revista Caras (2006). «Face delicada e verdadeira de Lília Cabral: Aplaudida vilã de Páginas da Vida». Portal Caras Online. Consultado em 1 de julho de 2010. Arquivado do original em 3 de junho de 2013 
  7. Almeida, Luiz (16 de julho de 2006). «Tarcísio Meira se destaca no elenco de "Páginas da Vida"». Portal Terra. Tecnologia. Consultado em 1 de julho de 2010 
  8. Redação Folha Online (28 de agosto de 2006). «Renata Sorrah entra em "Páginas da Vida" nesta quinta». Folha Online. Consultado em 1 de julho de 2010 
  9. «Renata Sorrah entra em cena hoje em "Páginas da Vida"». Portal Terra. Diversão. 30 de agosto de 2006. Consultado em 1 de julho de 2010 
  10. Redação Diário do Vale (agosto de 2006). «Pérola Faria faz estreia de peso em "Páginas da Vida"». Diário do Vale. Consultado em 1 de julho de 2010. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2008 
  11. Alencar, Juliana; Garcia, Mariana (15 de fevereiro de 2007). «Em "Páginas da Vida", personagem de Ana Botafogo bate em filha». Folha Online. Consultado em 1 de julho de 2010 
  12. Redação Folha Online (3 de abril de 2010). «Conhecido por novelas, ator Buza Ferraz morre aos 59 anos no Rio de Janeiro». Folha Online. Consultado em 1 de julho de 2010 
  13. Ramos, Carlos (4 de fevereiro de 2007). «Narjara Turetta grava com Tarcísio Meira pela primeira vez em sua vida». Ofuxico. Consultado em 1 de julho de 2010 
  14. Leonardo Ferreira (26 de janeiro de 2010). «De 'Vale tudo' a 'Cama de gato': quando as novelas tiveram outro nome». Extra 
  15. «Novela 'Páginas da vida' começa a ser gravada na Holanda». O Globo. 17 de abril de 2006. Consultado em 21 de dezembro de 2016 
  16. «"Páginas da vida" levará parto real à TV». Gazeta do Povo. 5 de dezembro de 2006. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  17. «Cenas do nascimento de Valentina são gravadas em Páginas da Vida». Jornal de Brasília. 19 de dezembro de 2006. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  18. «Em "Páginas da Vida", o racismo morre queimado». Gazeta do Povo. 22 de fevereiro de 2007. Consultado em 10 de agosto de 2022 
  19. «Renata Sorrah não será vilã em novela de Manoel Carlos». O Fuxico. 21 de dezembro de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2016 
  20. «Depois de "Alma Gêmea", Priscila Fantin fará novela de Manoel Carlos». UOL. 2 de fevereiro de 2006. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  21. «Regiane Alves entra em "Páginas da Vida" como vilã Alice». Folha Ilustrada. 2 de outubro de 2006. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  22. «Lilia Cabral e Marcos Caruso lembram da novela 'Páginas da Vida' no 'Reencontro Marcado'». Gshow. Consultado em 21 de janeiro de 2019 
  23. a b «"Perdi Lavínia Vlasak e Marcelo Serrado pra Record", diz Manoel Carlos». O Fuxico. Consultado em 21 de janeiro de 2019 
  24. «Renata Sorrah como Marta? Páginas da Vida teve troca-troca de atores antes de começar». Na Telinha. Consultado em 28 de novembro de 2021 
  25. «Sonia Braga volta à TV». Folha de São Paulo. 16 de abril de 2006. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  26. «Sonia Braga reclama de falta de convites para fazer novela e diz que não é uma pessoa difícil». O Globo. Consultado em 28 de novembro de 2021 
  27. «Nanda vai ser atropelada em Páginas da Vida». Estadão. 2 de agosto de 2006. Consultado em 24 de julho de 2017 
  28. «Em Páginas da Vida, fantasma de Nanda assusta a vilã Marta». Estadão. 19 de setembro de 2006. Consultado em 24 de julho de 2017 
  29. «Ex-BBB Grazi entra essa semana em Páginas da Vida». O Fuxico. 11 de setembro de 2006. Consultado em 1 de dezembro de 2010 
  30. Escansette, Roberta (2 de março de 2007). «Com o sucesso de Páginas da Vida, Grazi Massafera triplica cachê». Ego. Globo.com. Consultado em 1 de julho de 2007 
  31. «Retratos da Vida: atores reclamam de 'Páginas da Vida' e autor contra-ataca». O Globo. 23 de janeiro de 2007. Consultado em 11 de agosto de 2019 
  32. «Em "Páginas da Vida", Ana Paula Arósio viverá sua 1ª personagem contemporânea na Globo». UOL. 17 de março de 2006. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  33. MACHADO, GUILHERME (6 de outubro de 2021). «Com Regina Duarte protagonista, Páginas da Vida será reprisada pela primeira vez». Notícias da TV. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  34. «Ministério da Justiça proibe reexibição de "Páginas da Vida" no "Vale a Pena Ver de Novo"». O Povo. 30 de janeiro de 2012. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  35. Duh Secco (23 de julho de 2021). «Agora só no Viva e Globoplay: 10 novelas que a Globo quase reprisou no Vale a Pena Ver de Novo». TV História. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  36. a b Marcelo Duarte (9 de agosto de 2010). «Novelas brasileiras mexem com o mundo inteiro». Guia dos Curiosos 
  37. «Pages of Life». Globo. Inglês 
  38. «Pages of Life». Globo. Espanhol 
  39. «Confira as estreias de agosto do Globoplay». Globo Imprensa. 2 de agosto de 2022. Consultado em 2 de agosto de 2022 
  40. «Globo esquenta ibope de "Páginas da Vida" com nudez». Folha Online. 14 de julho de 2006. Consultado em 1 de julho de 2010 
  41. «Ministério recebe queixas, mas descarta punir "Páginas da Vida"». Folha Online. 17 de Julho de 2006. Consultado em 1 de julho de 2010 
  42. Feltrin, Ricardo (17 de julho de 2006). «Sexo demais ameaça horário de novela da Globo». Folha Online. Consultado em 1 de julho de 2010 
  43. «Depoimento polêmico em 'Páginas da Vida' já está na web». O Globo. 17 de julho de 2006. Consultado em 24 de julho de 2017 
  44. «"Páginas da Vida": depoimento faz mulher perder emprego». Terra. 28 de agosto de 2006. Consultado em 24 de julho de 2017 
  45. «Viva corta depoimento polêmico da reprise da novela Páginas da Vida». TV Pop. 23 de novembro de 2021. Consultado em 23 de novembro de 2021 
  46. «Adolescente fogosa de "Páginas da Vida" cria polêmica». Folha de S.Paulo. 17 de dezembro de 2006. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  47. Muniz, Diógenes (10 de julho de 2006). «Estreia de "Páginas da Vida" registra ibope abaixo do esperado». Folha Online. Consultado em 24 de julho de 2017 
  48. Padiglione, Cristina (2 de março de 2007). «Fim de "Páginas da Vida" rende média de 53 pontos». Jornal Estadão. Consultado em 1 de julho de 2010 
  49. Redação Folha Online (3 de março de 2007). «Último capítulo de "Páginas da Vida" registra 53 pontos de audiência». Folha Online. Consultado em 1 de julho de 2010 
  50. Mattos, Laura (9 de maio de 2010). «"Viver a Vida" tem pior audiência da década e recorde de merchandising». Folha Online. Consultado em 1 de julho de 2010 
  51. Redação Portal O Planeta TV (10 de agosto de 2008). «Comparativo: "A Favorita" segue com o pior desempenho das 21h da Globo». Portal O Planeta TV. Consultado em 1 de julho de 2010 
  52. Redação Folha Online (8 de agosto de 2008). «"Páginas da Vida" bate recorde de audiência com velório de Nanda». Folha Online. Consultado em 1 de julho de 2010 
  53. Juliana Dracz. «Conheça a trilha sonora de Páginas da Vida, que está de volta no Viva». Observatório da TV. UOL. Consultado em 24 de junho de 2023 
  54. «Páginas da Vida - Trilha Sonora». Memória Globo. Grupo Globo. 28 de outubro de 2021. Consultado em 24 de junho de 2023 
  55. Sete representantes brasileiros estão na disputa do Emmy Internacional 2007
  56. http://www.gazetadopovo.com.br/caderno-g/premio-extra-de-televisao-reune-celebridades-no-rio-de-janeiro-ac4x1ddq153tdoxpq8doxxq32
  57. http://tv-premiacoes-artisticas.webnode.com/pr%C3%AAmios-nacionais/minha-novela/

Ligações externas

editar

!