Portugal no Festival Eurovisão da Canção

Portugal participou, até à data, 52 vezes no Festival Eurovisão da Canção (não incluindo a canção que representaria o país no ano de 2020, quando o festival foi cancelado), tendo sido a primeira em 1964. O país só não compareceu no concurso cinco vezes desde a sua estreia, tendo-se retirado então nas edições de 1970, 2000, 2002, 2013 e 2016.

Portugal
Flag
Flag
Estação Televisiva Representante RTP.svg
Selecção Nacional Festival RTP da Canção
País Anfitrião 2018
Participações
Participações 52 (2021)
Primeira Participação 1964
Não participou em 1970, 2000, 2002, 2013, 2016
Última Participação 2021
Melhor resultado nas finais 1º Lugar: 2017
Pior resultado nas finais Último lugar: 1964, 1974, 1997, 2018
Melhor resultado nas semifinais 1º Lugar: 2017
Pior resultado nas semifinais 19º lugar SF: 2006
Ligações Externas
RTP
Portugal na Eurovisão

A RTP, estação televisiva representante do país, conseguiu pela primeira vez a vitória no concurso com a sua participação no Festival Eurovisão da Canção 2017, realizado em Kiev, Ucrânia[1], com a canção "Amar pelos Dois" interpretada por Salvador Sobral.

Apesar de ter uma longa história no Festival, Portugal nunca tinha sido particularmente bem-sucedido com as canções que foram apresentadas ao longo de todos estes anos, visto que, até 2017, apenas 9 tinham ficado dentro do top 10 das posições finais, enquanto que as outras obtiveram classificações quase sempre baixas e, em algumas edições, até ficaram em último lugar.

Para além disso, Portugal nunca havia conseguido até 2017 superar o 6.º lugar da representação de 1996 — a canção "O meu coração não tem cor", de Lúcia Moniz.

HistóriaEditar

Primeira década de participação e primeira desistênciaEditar

A primeira participação em 1964 foi bastante dececionante. Portugal envia ao concurso António Calvário e a canção "Oração", que não recebe qualquer ponto, ficando o país, assim, em último lugar, logo no primeiro Eurovisão em que participou. Todavia, este começo aziago seria seguido por outra infeliz classificação no ano seguinte com Simone de Oliveira, apenas com 1 ponto, com a música "Sol de Inverno"; no ano a seguir, em 1966, com Madalena Iglésias com a música "Ele e Ela"; em 1967, com Eduardo Nascimento com a música "O Vento Mudou"; em 1968, "Verão" de Carlos Mendes e em 1969, Simone de Oliveira pela segunda vez, com a música "Desfolhada Portuguesa".

1970 marca a primeira desistência de Portugal no Eurovisão, justificada pelo facto de não se concordar com o resultado do ano anterior, onde foram anunciados 4 vencedores.[2] Por esta razão, Sérgio Borges, que tinha sido selecionado para representar o seu país, acabou por não fazê-lo.

Alguns sucessos, a Revolução dos Cravos e os anos 80Editar

O país regressa ao Festival Eurovisão da Canção em 1971 com a cantora Tonicha e "Menina do Alto da Serra", terminando em 9.º lugar com 83 pontos e tornando-se, assim, o primeiro sucesso português no Festival. Contudo, no ano seguinte, Carlos Mendes e a canção "A Festa da Vida" alcançam um resultado ainda melhor, conseguindo o 7.º lugar com 90 pontos. Em 1973, Portugal consegue permanecer outra vez dentro das primeiras 10 posições com Fernando Tordo com a canção "Tourada", que ficou em 10° lugar.

Apesar destes três anos de sucesso, Portugal volta depressa aos maus resultados. Em 1974, ano de revolução, o país termina novamente em último lugar com a canção "E Depois do Adeus", de Paulo de Carvalho. A canção tornou-se um símbolo da história portuguesa, tendo sido um dos sinais de rádio para o início da Revolução dos Cravos que derrubou o Estado Novo, regime estabelecido pelo estadista António de Oliveira Salazar. Os anos seguintes foram igualmente medíocres para Portugal, que terminou sempre no meio da tabela.

Só em 1979 e 1980 é que o país consegue obter o 9.º e 7.º lugares, respetivamente, com "Sobe, Sobe, Balão Sobe", interpretada por Manuela Bravo, e "Um Grande, Grande Amor", de José Cid. Após alguns anos de manutenção de resultados, Maria Guinot e a canção "Silêncio e Tanta Gente" conquistam um 11.º lugar, em 1984, ficando assim muito perto do top 10 de posições no Festival Eurovisão da Canção.

Os anos 90 e início de 2000: sucesso e declínioEditar

Com a década de 1990, Portugal inicia um novo período de sucesso no Festival. Em 1991, pela primeira vez em 11 anos, Dulce Pontes, com a balada "Lusitana Paixão", consegue um prestigiante 8.º lugar no concurso. Dois anos mais tarde, Anabela termina em 10.º lugar com "A Cidade (até Ser Dia)". Em 1994, Portugal garante outro 8.º lugar com "Chamar a Música", na voz de Sara Tavares.

Apesar destes resultados, o auge do sucesso ocorre em 1996, quando Lúcia Moniz participa com a canção "O Meu Coração não Tem Cor" e conquista um 6.º lugar, o melhor resultado obtido por Portugal até ao momento no concurso.

Este período significava, assim, para Portugal, uma glória que o país poderia aproveitar para obter melhores resultados. No entanto, ele termina abruptamente em 1997 com a música "Antes do Adeus" de Célia Lawson, em que Portugal retorna ao último lugar com uma pontuação nula, tendo sido a terceira vez que o país terminava no fim da tabela.

Este resultado de 1997, juntamente com uma série de resultados modestos nos anos seguintes, ("Se eu te pudesse abraçar" de Alma Lusa em 1998, ficando em 12° lugar, e "Como Tudo Começou" de Rui Bandeira em 1999, ficando em 21° lugar) levaram Portugal a não participar no Festival Eurovisão da Canção 2000, sendo a primeira desistência desde 1970 e a segunda em toda a sua participação no Festival. Mesmo assim foi feito o Festival RTP da Canção de 2000, ganhando Liana com a música "Sonhos Mágicos". Dois anos depois, em 2002, Portugal recua novamente, mas desta vez por problemas internos da delegação, tendo sido o seu lugar tomado pela Letónia, que sairia vitoriosa da edição.

Introdução das semifinais e ausências (2004-2016)Editar

Após a inserção das semifinais na competição em 2004, Portugal procura melhorar os seus resultados, apostando em novas propostas que surgiram logo em 2005, quando o país enviou pela primeira vez, na sua história de participações, uma canção bilingue (em Português e parcialmente em Inglês). Não obstante o facto de o país, em certos momentos da história do Festival, ter sido autorizado a utilizar idiomas de outros países, este sempre se tinha apresentado com canções escritas totalmente em Português.

Em 2006, Portugal torna a levar uma canção bilingue, desta vez "Coisas De Nada (Gonna Make You Dance)", que, à semelhança da canção do ano anterior, obtém uma classificação final fraca, a pior pontuação que Portugal alguma vez teve nas semifinais. Em 2007, Portugal apresenta a cantora Sabrina e o tema "Dança Comigo (Vem Ser Feliz)", onde predomina o Português, embora contendo pequenas frases noutras línguas como o Inglês, o Espanhol e o Francês. A canção, que termina em 11.º lugar na semifinal, a 3 pontos do último finalista, foi a primeira que o país levou com tantas línguas juntas.

Em 2008, Portugal consegue, finalmente, a primeira qualificação para as finais, desde a alteração do formato em 2004, com Vânia Fernandes e a canção "Senhora do Mar (Negras Águas)". Além disso, o tema conquista um honroso 2.º lugar na semifinal, a melhor posição do país nas semifinais desde a alteração já referida. Na final, contudo, atinge apenas o 13.º lugar, muito inesperado pelo público que, em geral, considerava Portugal o vencedor do Festival Eurovisão da Canção 2008.

Em 2009, Portugal faz-se representar pelo grupo Flor-de-Lis e a canção "Todas as Ruas do Amor", conseguindo passar a semifinal pelo segundo ano consecutivo e obtendo um 15.º lugar na final. Em 2010, é a vez da cantora Filipa Azevedo e a canção "Há Dias Assim" que, mais uma vez, passa à final, onde conquista o 18.º lugar, tendo sido 4.ª classificada na semifinal. Em 2011, Portugal vai com os Homens da Luta com a música "A Luta É Alegria", mas infelizmente não chegaram à final. Em 2012, Portugal vai a concurso com o tema "Vida Minha", interpretado por Filipa Sousa, mas não consegue a passagem para a final.

Em 2014, após a ausência do Festival no ano anterior, Portugal regressa com Suzy e a canção "Quero ser tua", mas volta a não passar à final. Em 2015, Portugal volta a participar com Leonor Andrade e a canção "Há um mar que nos separa", mas também não passa à final.

O insucesso do país no concurso levou a que Portugal se ausentasse do Festival nas edições de 2013 e 2016, ambas organizadas na Suécia, coincidindo com "questões financeiras".

Primeira vitória (2017- presente)Editar

Em 2017, após um "renascimento" do formato do Festival da Canção português, Portugal regressa ao Eurovisão e quebra uma sequência de 7 anos de não qualificações para a final após a passagem da canção "Amar pelos dois", de Luísa Sobral e interpretada por Salvador Sobral. Ainda melhor do que isso torna-se a conquista, na final do dia 13 de maio, do 1.º lugar nessa edição do Festival com 758 pontos, o que fez então com que Portugal ganhasse o concurso pela primeira vez e com o maior número de pontos alguma vez conseguido por um vencedor (devido a uma alteração no sistema de votação a partir desse ano).

Em 2018, na primeira edição do Eurovisão organizada em Portugal, a canção representante do país "O jardim", interpretada por Cláudia Pascoal, obtém o resultado menos feliz de um último lugar, com 39 pontos, tendo sido a terceira vez na história do concurso em que o país anfitrião fica na última posição (as vezes anteriores foram em 1958, com os Países Baixos, que ficaram em último lugar com 1 ponto para a canção "Heel de wereld", interpretada por Corry Brokken, e em 2015, quando a Áustria obteve uma pontuação nula e ficou em último lugar com o grupo The Makemakes, com a canção "I Am Yours").

Em 2019, Portugal não passou à final, com a música "Telemóveis" de Conan Osíris.

Idiomas a concursoEditar

Idioma Vezes
  Português 51
  Inglês 4
  Francês 1
  Espanhol

GaleriaEditar

ParticipaçõesEditar

Legenda
     Vencedor
     2.º lugar
     3.º lugar
     Pontuação Nula ("Null Points")/Último Lugar
     Melhor qualificação (fora do top 3)


# Ano Sede Artista Língua Canção Final Pontos Semi Pontos
1964 (9º)   Copenhaga António Calvário Português "Oração"
C: João Nobre
L: Francisco Nicholson & Rogério Bracinha
13º 0 Sem semi-finais
1965 (10º)   Nápoles Simone de Oliveira Português "Sol de Inverno"
C: Carlos Nóbrega e Sousa
L: Jerónimo Bragança
13º 1
1966 (11º)   Luxemburgo Madalena Iglesias Português "Ele e ela"
C & L: Carlos Canelhas
13º 6
1967 (12º)   Viena Eduardo Nascimento Português "O Vento Mudou"
C: Nuno Nazareth Fernandes
L: João Magalhães Pereira
12º 3
1968 (13º)   Londres Carlos Mendes Português "Verão"
C: Pedro Osório
L: José Alberto Diogo
11º 5
1969 (14º)   Madrid Simone de Oliveira Português "Desfolhada Portuguesa"
C: Nuno Nazareth Fernandes
L: Ary dos Santos
15º 4
1970 (15º)   Amesterdão Não participou
1971 (16º)   Dublin Tonicha Português "Menina do Alto da Serra"
C: Nuno Nazareth Fernandes
L: Ary dos Santos
83
1972 (17º)   Edinburgo Carlos Mendes Português "A Festa da Vida"
C: José Calvário
L: José Niza
90
1973 (18º)   Luxemburgo Fernando Tordo Português "Tourada"
C: Fernando Tordo
L: Ary dos Santos
10º 80
10º 1974 (19º)   Brighton Paulo de Carvalho Português "E Depois do Adeus"
C: José Calvário
L: José Niza
14º 3
11º 1975 (20º)   Estocolmo Duarte Mendes Português "Madrugada"
C & L: José Luís Tinoco
16º 16
12º 1976 (21º)   Haia Carlos do Carmo Português "Uma Flor de Verde Pinho"
C: José Niza
L: Manuel Alegre
12º 2
13º 1977 (22º)   Londres Os Amigos Português "Portugal no Coração"
C: Fernando Tordo
L: Ary dos Santos
14º 18
14º 1978 (23º)   Paris Gemini Português "Dai-li-dou"
C: Vítor Mamede
L: Carlos Quintas
17º 5
15º 1979 (24º)   Jerusalém Manuela Bravo Português "Sobe, sobe, balão sobe"
C & L: Carlos Nóbrega e Sousa
68
16º 1980 (25º)   Haia José Cid Português "Um grande, grande amor"
C & L: José Cid
71
17º 1981 (26º)   Dublin Carlos Paião Português "Playback"
C & L: Carlos Paião
18º 9
18º 1982 (27º)   Harrogate Doce Português "Bem bom"
C & L: António Pinho, Tozé Brito & Pedro Brito
13º 32
19º 1983 (28º)   Munique Armando Gama Português "Esta balada que te dou"
C & L: Armando Gama
13º 33
20º 1984 (29º)   Luxemburgo Maria Guinot Português "Silêncio e tanta gente"
C & L: Maria Guinot
11º 38
21º 1985 (30º)   Gotemburgo Adelaide Ferreira Português "Penso em ti, eu sei"
C: Tozé Brito
L: Adelaide Ferreira & Luís Fernando
18º 9
22º 1986 (31º)   Bergen Dora Português "Não sejas mau para mim"
C & L: Guilherme Inês, Zé Da Ponte & Luís Oliveira
14º 28
23º 1987 (32º)   Bruxelas Nevada Português "Neste barco à vela"
C: Alfredo Azinheira & Jorge Mendes
L: Alfredo Azinheira
18º 15
24º 1988 (33º)   Dublin Dora Português "Voltarei"
C & L: José Niza & José Calvário
18º 5
25º 1989 (34º)   Lausanne Da Vinci Português "Conquistador"
C: Ricardo
L: Pedro Luís Neves
16º 39
26º 1990 (35º)   Zagreb Nucha Português "Há sempre alguém"
C: Luís Filipe & Jan van Dijck
L: Francisco Teotónio Pereira & Frederico Teotónio Pereira
20º 9
27º 1991 (36º)   Roma Dulce Pontes Português "Lusitana Paixão"
C: Jorge Quintela & José Da Ponte
L: Fred Micaelo & José Da Ponte
62
28º 1992 (37º)   Malmö Dina Português "Amor D'Água Fresca"
C: Ondina Veloso
L: Rosa Lobato de Faria
17º 26
29º 1993 (38º)   Millstreet Anabela Português "A cidade (até ser dia)"
C & L: Pedro Abrantes, Marco Quelhas & Paulo de Carvalho
10º 60 Kvalifikacija za Millstreet
30º 1994 (39º)   Dublin Sara Tavares Português "Chamar a música"
C: João Mota Oliveira
L: Rosa Lobato de Faria
73 Sem semi-finais
31º 1995 (40º)   Dublin Tó Cruz Português "Baunilha e chocolate"
C: António Victorino de Almeida
L: António Victorino de Almeida & Rosa Lobato de Faria
21º 5
32º 1996 (41º)   Oslo Lúcia Moniz Português "O meu coração não tem cor"
C: Pedro Osório
L: José Fanha
92 18º 32
33º 1997 (42º)   Dublin Célia Lawson Português "Antes do adeus"
C: Thilo Krassman & Rosa Lobato de Faria
L: Rosa Lobato de Faria
24º 0 Sem semi-finais
34º 1998 (43º)   Birmingham Alma Lusa Português "Se eu te pudesse abraçar"
C & L: José Cid
12º 36
35º 1999 (44º)   Jerusalém Rui Bandeira Português "Como tudo começou"
C: Jorge do Carmo
L: Tó Andrade
21º 12
2000 (45º)   Estocolmo Não participou
36º 2001 (46º)   Copenhaga MTM Português "Só sei ser feliz assim"
C & L: Marco Quelhas
17º 18
2002 (47º)   Tallinn Não participou
37º 2003 (48º)   Riga Rita Guerra Português & Inglês "Deixa-me sonhar (só mais uma vez)"
C & L: Paulo Martins
22º 13
38º 2004 (49º)   Istambul Sofia Vitória Português "Foi Magia"
C & L: Paulo Neves
Não se qualificou 15º 38
39º 2005 (50º)   Kiev 2B Português & Inglês "Amar"
C: José Da Ponte & Ernesto Leite
L: José Da Ponte, Alexandre Honrado & Ernesto Leite
17º 51
40º 2006 (51º)   Atenas Nonstop Português & Inglês "Coisas De Nada (Gonna Make You Dance)"
Coisas De Nada (Eu vou te fazer dançar)
C & L: José Manuel Afonso & Elvis Veiguinha
19º 26
41º 2007 (52º)   Helsínquia Sabrina Português, Inglês, Francês & Espanhol "Dança Comigo (Vem Ser Feliz)"
C: Emanuel
L: Emanuel & Tó Maria Vinhas
11º 88
42º 2008 (53º)   Belgrado Vânia Fernandes Português "Senhora do Mar (Negras Águas)"
C: Andrej Babić
L: Carlos Coelho
13º 69 120
43º 2009 (54º)   Moscovo Flor-de-Lis Português "Todas as Ruas do Amor"
C: Pedro Marques
L: Paulo Pereira & Pedro Marques
15º 57 70
44º 2010 (55º)   Oslo Filipa Azevedo Português "Há Dias Assim"
C & L: Augusto Madureira
18º 43 89
45º 2011 (56º)   Düsseldorf Homens da Luta Português "A Luta é Alegria"
C: Vasco Duarte
L: Jel
Não se qualificou 18º 22
46º 2012 (57º)   Baku Filipa Sousa Português "Vida Minha"
C: Andrej Babić
L: Carlos Coelho
13º 39
2013 (58º)   Malmö Não participou
47º 2014 (59º)   Copenhaga Suzy Português "Quero ser tua"
C & L: Emanuel
Não se qualificou 11º 39
48º 2015 (60º)   Viena Leonor Andrade Português "Há um mar que nos separa"
C & L: Miguel Gameiro
14º 19
2016 (61º)   Estocolmo Não participou
49º 2017 (62º)   Kiev Salvador Sobral Português "Amar pelos dois"
C & L: Luísa Sobral
758 370
50º 2018 (63º)   Lisboa Cláudia Pascoal Português "O Jardim"
C & L: Isaura
26º 39 País anfitrião
51º 2019 (64º)   Tel Aviv Conan Osíris Português "Telemóveis"
C & L: Conan Osíris
Não se qualificou 15º 51
2020   Roterdão Elisa Português "Medo de sentir"
C & L: Marta Carvalho
A edição não se realizou
52º 2021 (65º)   Roterdão The Black Mamba Inglês "Love is on My Side"
C & L: Tatanka
12º 153 239

Edições realizadas em PortugalEditar

Ano Local Local Apresentador(es)
2018     Lisboa Altice Arena Daniela Ruah, Sílvia Alberto, Catarina Furtado e Filomena Cautela

Comentadores e porta-vozesEditar

Ano(s) Televisão Rádio Votação Ref(s)
Comentador(es) Emissora de televisão Comentador(es) Emissora de rádio Porta-voz Idioma utilizado Cidade Plano de fundo
1963 Desconhecido RTP Sem transmissão Não participou [3]
1964 Gomes Ferreira Maria Manuela Furtado Francês Lisboa Nenhum [4]
1965 [5]
1966 Henrique Mendes TBC 1ª Programa [6]
1967 Sem transmissão [7]
1968 Fialho Gouveia Inglês [8]
1969 Henrique Mendes I Programa
II Programa
Francês [9]
1970 I Programa Não participou
1971 TBC 1ª Programa Sem porta-voz [10][11]
1972 Sem transmissão [12]
1973 Artur Agostinho [13]
1974 TBC 1ª Programa Henrique Mendes Francês Lisboa Nenhum [14]
1975 Júlio Isidro Sem transmissão Ana Zanatti Inglês [15]
1976 Eládio Clímaco Amadeu Meireles 1ª Programa [16][17]
1977 José Côrte Real Sem transmissão [18]
1978 Eládio Clímaco Amadeu Meireles 1ª Programa Francês [19][20]
1979 Fialho Gouveia RTP1
RTP2
TBC João Abel da Fonseca Inglês [21][22]
1980 Eládio Clímaco RTP1 TBC Teresa Cruz [23][24]
1981 TBC Margarida Andrade [25][26]
1982 Fialho Gouveia Sem transmissão [27]
1983 Eládio Clímaco TBC Antena 1 João Abel Fonseca [28][29]
1984 Fialho Gouveia TBC Eládio Clímaco Francês [30][31]
1985 Eládio Clímaco Sem transmissão Maria Margarida Gaspar Inglês [32]
1986 Fialho Gouveia Margarida Andrade [33]
1987 Maria Margarida Gaspar Ana Zanatti Francês [34]
1988 Margarida Andrade Maria Margarida Gaspar Inglês [35]
1989 Ana Zanatti Margarida Andrade [36]
1990 Ana do Carmo João Abel Fonseca [37]
1991 TBC TBC Maria Margarida Gaspar
1992 Eládio Clímaco TBC TBC Ana Zanatti Francês
1993(a) Isabel Bahia RTP1
RTP Internacional
TBC TBC Margarida Mercês de Mello Inglês
1994 Eládio Clímaco TBC TBC Isabel Bahia Castelo de São Jorge [38]
1995 Ana do Carmo TBC TBC Serenella Andrade Torre de Belém [38]
1996 Maria Margarida Gaspar TBC TBC Cristina Rocha Mosteiro dos Jerónimos [38]
1997 Carlos Ribeiro TBC TBC Castelo de São Jorge [38]
1998 Rui Unas RTP1
RTP Internacional
RTP África
TBC TBC Lúcia Moniz Ponte Vasco da Gama [38]
1999 João David Nunes TBC Manuel Luís Goucha Francês Praça do Comércio [38]
2000 Eládio Clímaco TBC TBC Não participou
2001 TBC TBC Margarida Mercês de Mello Inglês Lisboa Rotunda do Marquês de Pombal [38]
2002 TBC TBC Não participou
2003 Margarida Mercês de Mello TBC TBC Helena Ramos Inglês Lisboa Praça do Comércio [38]
2004 Eládio Clímaco TBC TBC Isabel Angelino Aqueduto das Águas Livres [38]
2005 TBC TBC [38]
2006 TBC TBC Cristina Alves [38]
2007 Isabel Angelino
Jorge Gabriel
TBC TBC Francisco Mendes [38]
2008 Isabel Angelino TBC TBC Sabrina [38]
2009 Hélder Reis Sem transmissão Helena Coelho [38]
2010 Sérgio Mateus Ana Galvão [38]
2011 Sílvia Alberto Joana Teles Mosteiro dos Jerónimos [38]
2012 Pedro Granger [38]
2013 Sílvia Alberto Não participou [38]
2014 Joana Teles Inglês Lisboa Mosteiro dos Jerónimos [38]
2015 Hélder Reis
Ramon Galarza
Suzy Ponte Vasco da Gama [38]
2016 Hélder Reis
Nuno Galopim(b)
Não participou
2017 José Carlos Malato
Nuno Galopim
Filomena Cautela Inglês Lisboa Praça do Comércio(d) [38][39][40][41][42]
2018 Hélder Reis
Nuno Galopim
Noémia Gonçalves
António Macedo
Tozé Brito(c)
Antena 1
RDP Internacional
RDP África
Pedro Fernandes
2019 José Carlos Malato
Nuno Galopim
Sem transmissão Inês Lopes Gonçalves
2021 Elisa

Notas:
↑(a) Inclui a transmissão do Kvalifikacija za Millstreet.
↑(b) Em 2016, Nuno Galopim apenas foi comentador na final.
↑(c) Apenas a final.
↑(d) Em 2018, o porta-voz esteve em direto do Eurovision Village, na Praça do Comércio.

AudiênciasEditar

Ano(s) Emissora de televisão Espetáculo Telespetadores Rating Share Ref(s)
1999 RTP1 19,9% 55,2% [43]
2000 4,8% 27,3% [43]
2001 3 802 000 8,9% 26,7% [43][44]
2002 6,7% 25,7% [43]
2003 12,3% 36,4% [43]
2004 Semifinal 11,5% 29,4% [45]
Final 9,4% 28,8% [43]
2005 Semifinal 1 238 300 13,1% 33,4% [45]
Final 930 500 9,8% 28,9% [43][45]
2006 Semifinal 13,3% 33,7% [46]
Final 10,5% 30,1% [43]
2007 Semifinal
Final 9,8% 28,5% [43]
2008 1ª Semifinal
2ª Semifinal 14,5% 35,9% [47]
Final 1 716 100 18,1% 46,7% [43]
2009 1ª Semifinal 11,4% 29,8% [48]
2ª Semifinal 1,3% 12,3% [48]
Final 1 299 000 13,4% 37,5% [48]
2010 1ª Semifinal
2ª Semifinal
Final 1 285 000 13,3% 39,1% [49]
2011 1ª Semifinal 1 400 000 14,0% 38,5% [50]
2ª Semifinal
Final 640 000 19,6% [51]
2012 1ª Semifinal
2ª Semifinal 750 000 7,9% 18,6% [52]
Final 617 500 15,8% [51]
2013 1ª Semifinal 160 000 1,7% 5,2% [53]
2ª Semifinal 142 500 1,5% 4,9% [54]
Final 579 500 6,1% 13,5% [55]
2014 1ª Semifinal 800 000 8,9% 18,8% [56]
2ª Semifinal 325 000 3,4% 9,0% [57]
Final 541 500 5,7% 13,5% [58]
2015 1ª Semifinal 300 000 3,2% 8,9% [59]
2ª Semifinal 750 000 7,9% 17,6% [60]
Final 503 500 5,3% 13,2% [61]
2016 1ª Semifinal 270 040 2,8% 7,1% [62]
2ª Semifinal 247 000 2,6% 7,2% [63]
Final 530 000 5,5% 12,7% [51]
2017 1ª Semifinal 893 000 9,4% 21,8% [64]
2ª Semifinal 408 500 4,8% 11,5% [65]
Final 1 400 000 14,5% 32,5% [66]
2018 1ª Semifinal 1 000 000 10,2% 22,6% [67]
2ª Semifinal 969 700 10,0% 22,6% [68]
Final 1 548 000 16,0% 36,4% [69]
2019 1ª Semifinal 920 000 9,5% 21,2% [70]
2ª Semifinal 445 000 4,6% 10,4% [71]
Final 553 900 5,7% 14,4% [72]
2021 1ª Semifinal 294 000 3,1% 8,4% [73]
2ª Semifinal 744 100 7,9% 16,1% [74]
Final 1 198 000 12,7% 26,9% [75]

Share na Final desde 1999Editar

Emissões especiaisEditar

Ano(s) Comentador televisivos Comentador de rádio
Congratulations: 50 Anos do Festival Eurovisão da Canção Eládio Clímaco Sem transmissão
Concerto dos 60 Anos do Festival Eurovisão da Canção Júlio Isidro
Eurovisão: Europe Shine A Light Nuno Galopim

AudiênciasEditar

Ano(s) Emissora de televisão Telespetadores Rating Share Ref(s)
Congratulations: 50 Anos do Festival Eurovisão da Canção RTP1 10,0% 26,4% [76]
Concerto dos 60 Anos do Festival Eurovisão da Canção 550 000 5,8% 11,4% [77]
Eurovisão: Europe Shine A Light 488 000 5,2% 9,7% [78]

MaestrosEditar

Ano(s) Maestro[79]
1964   Kai Mortensen
1965   Fernando de Carvalho
1966   Jorge Costa Pinto
1967   Armando Tavares Belo
1968   Joaquim Luís Gomes
1969   Ferrer Trindade
1970 Não participou
1971   Jorge Costa Pinto
1972   Richard Hill
1973   Jorge Costa Pinto
1974   José Calvário
1975   Pedro Osório
1976  /  Thilo Krassman
1977   José Calvário
1978  /  Thilo Krassman
1979
1980   Jorge Machado
1981  /  Shegundo Galarza
1982   Luís Duarte
1983  /  Mike Sergeant
1984   Pedro Osório
1985   José Calvário
1986   Colin Frechter
1987   Jaime Oliveira
1988   José Calvário
1989   Luís Duarte
1990   Carlos Alberto Moniz
1991   Fernando Correia Martins
1992   Carlos Alberto Moniz
1993   Armindo Neves
1994  /  Thilo Krassman
1995
1996   Pedro Osório
1997  /  Thilo Krassman
1998  /  Mike Sergeant

Historial de votaçãoEditar

Portugal deu mais pontos a:
Rank País Pontos
1   Espanha 209
2   Itália 205
3   Suécia 203
4   Alemanha 185
5   Reino Unido 176
Portugal recebeu mais pontos de:
Rank País Pontos
1   França 250
2   Espanha 249
3   Suíça 188
4   Bélgica 120
5   Alemanha 118

Prémios Marcel BezençonEditar

Prémio Imprensa

Ano Artista Canção Resultado na final Pontos Anfitriã
2008 Vânia Fernandes "Senhora do Mar (Negras Águas)" 13º 69 Belgrado

Prémio Artístico

Ano Artista Canção Resultado na final Pontos Anfitriã
2017 Salvador Sobral "Amar pelos dois" 758 Kiev

Prémio Composição

Ano Canção Compositor(es)
Letra (l) / Música (m)
Artista Resultado na final Pontos Anfitriã
2017 "Amar pelos dois" Luísa Sobral Salvador Sobral 758 Kiev

Veja tambémEditar

Links externosEditar

Referências

  1. «Portugal regressa à Eurovisão em 2017» 
  2. [O'Connor, John Kennedy. The Eurovision Song Contest - The Official History. Carlton Books, UK. 2007 ISBN 978-1-84442-994-3]
  3. «Boletim do Dia - Televisão». casacomum.org. Diário de Lisboa. 23 de março de 1963. Consultado em 29 de maio de 2021 
  4. «Boletim do Dia - Televisão». casacomum.org. Diário de Lisboa. 21 de março de 1964. Consultado em 29 de maio de 2021 
  5. «Boletim do Dia». casacomum.org. Diário de Lisboa. 20 de março de 1965. Consultado em 29 de maio de 2021 
  6. «Boletim do Dia». casacomum.org. Diário de Lisboa. 5 de março de 1966. Consultado em 29 de maio de 2021 
  7. «Boletim do Dia - Programa de TV». casacomum.org. Diário de Lisboa. 8 de abril de 1967. Consultado em 29 de maio de 2021 
  8. «Boletim do Dia - Programa de TV». casacomum.org. Diário de Lisboa. 6 de abril de 1968. Consultado em 29 de maio de 2021 
  9. «Dia a Dia - Programa de Hoje». casacomum.org. Diário de Lisboa. 29 de março de 1969. Consultado em 29 de maio de 2021 
  10. «A África também vai ver o Grande Prémio da Eurovisão». casacomum.org. Diário de Lisboa. 3 de abril de 1971. Consultado em 29 de maio de 2021 
  11. «Canal da Crítica». casacomum.org. Diário de Lisboa. 3 de abril de 1971. Consultado em 29 de maio de 2021 
  12. «Televisão». casacomum.org. Diário de Lisboa. 25 de março de 1972. Consultado em 29 de maio de 2021 
  13. «Televisão». casacomum.org. Diário de Lisboa. 7 de abril de 1974. Consultado em 29 de maio de 2021 
  14. «Televisão». casacomum.org. Diário de Lisboa. 6 de abril de 1974. Consultado em 29 de maio de 2021 
  15. «Televisão». casacomum.org. Diário de Lisboa. 22 de março de 1975. Consultado em 29 de maio de 2021 
  16. «Televisão». casacomum.org. Diário de Lisboa. 3 de abril de 1976. Consultado em 29 de maio de 2021 
  17. «Rádio». casacomum.org. Diário de Lisboa. 3 de abril de 1976. Consultado em 29 de maio de 2021 
  18. «Televisão». casacomum.org. Diário de Lisboa. 7 de maio de 1977. Consultado em 29 de maio de 2021 
  19. «Televisão». casacomum.org. Diário de Lisboa. 22 de abril de 1978. Consultado em 29 de maio de 2021 
  20. «Rádio». casacomum.org. Diário de Lisboa. 22 de maio de 1978. Consultado em 29 de maio de 2021 
  21. «Televisão». casacomum.org. Diário de Lisboa. 31 de março de 1979. Consultado em 29 de maio de 2021 
  22. «Rádio». casacomum.org. Diário de Lisboa. 31 de março de 1979. Consultado em 29 de maio de 2021 
  23. «Hoje - RTP1». casacomum.org. Diário de Lisboa. 19 de abril de 1980. Consultado em 29 de maio de 2021 
  24. «Rádio». casacomum.org. Diário de Lisboa. 19 de abril de 1980. Consultado em 29 de maio de 2021 
  25. «Televisão - Hoje RTP1». casacomum.org. Diário de Lisboa. 4 de abril de 1981. Consultado em 29 de maio de 2021 
  26. «Rádio». casacomum.org. Diário de Lisboa. 4 de abril de 1981. Consultado em 29 de maio de 2021 
  27. «Hoje - RTP1». casacomum.org. Diário de Lisboa. 24 de abril de 1982. Consultado em 29 de maio de 2019 
  28. «Hoje - RTP1». casacomum.org. Diário de Lisboa. 23 de abril de 1983. Consultado em 29 de maio de 2021 
  29. «Rádio». casacomum.org. Diário de Lisboa. 23 de abril de 1983. Consultado em 29 de maio de 2021 
  30. «Hoje - RTP1». casacomum.org. Diário de Lisboa. 5 de maio de 1984. Consultado em 29 de maio de 2021 
  31. «Rádio». casacomum.org. Diário de Lisboa. 5 de maio de 1984. Consultado em 29 de maio de 2021 
  32. «Televisão - RTP1». casacomum.org. Diário de Lisboa. 4 de maio de 1985. Consultado em 29 de maio de 2021 
  33. «Televisão - RTP1». casacomum.org. Diário de Lisboa. 3 de maio de 1986. Consultado em 29 de maio de 2021 
  34. «Televisão - RTP1». casacomum.org. Diário de Lisboa. 9 de maio de 1987. Consultado em 29 de maio de 2021 
  35. «Televisão - RTP1». casacomum.org. Diário de Lisboa. 30 de abril de 1988. Consultado em 29 de maio de 2021 
  36. «Televisão - RTP1». casacomum.org. Diário de Lisboa. 6 de maio de 1989. Consultado em 29 de maio de 2021 
  37. «Amanhã - RTP1». casacomum.org. Diário de Lisboa. 4 de maio de 1990. Consultado em 29 de maio de 2021 
  38. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u «ESC2017: Praça do Comércio é o local escolhido para a votação de Portugal». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 29 de maio de 2021 
  39. «José Carlos Malato comentador em Kiev». 6 de abril de 2017. Consultado em 29 de maio de 2021 
  40. «Portugal: Nuno Galopim e José Carlos Malato serão os comentadores para o Festival Eurovisão». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 29 de maio de 2021 
  41. «Filomena Cautela é a porta-voz de Portugal na Grande Final do Festival Eurovisão 2017». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 29 de maio de 2021 
  42. «Confirmado - Parque das nações recebe o Eurovision Village de 2018» 
  43. a b c d e f g h i j «Festival Eurovisão da Canção». www.marktest.com. Consultado em 30 de maio de 2021 
  44. «MEDIAMONITOR - Televisão, Rádio, Imprensa, Outdoor, Cinema e Clipping - Grupo Marktest». www.mediamonitor.pt. Consultado em 30 de maio de 2021 
  45. a b c «Eurovisão 2005». www.marktest.com. Consultado em 30 de maio de 2021 
  46. «Concursos na Tv: análise dos últimos anos». www.marktest.com. Consultado em 30 de maio de 2021 
  47. «Audiências Tv em Maio de 2008». www.marktest.com. Consultado em 30 de maio de 2021 
  48. a b c «Festival Eurovisão da Canção». www.marktest.com. Consultado em 30 de maio de 2021 
  49. «Audiências Tv em Maio de 2010». www.marktest.com. Consultado em 30 de maio de 2021 
  50. «ESC2011: 1ª semi-final lidera audiências». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  51. a b c «ESC2016: Conheça as audiências do Festival Eurovisão na RTP». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  52. «Audiências desiludem na segunda semifinal». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  53. «ESC2013: Saiba as audiências da semifinal 1». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  54. «ESC2013: Conheça as audiências da semifinal 2». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  55. «Final do ESC2013 foi o segundo programa mais visto da RTP1». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  56. «Portugal: Semifinal do ESC2014 atinge o oitavo lugar nas audiências». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  57. «ESC2014: Segunda semifinal atinge 325 mil espectadores». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  58. «ESC2014: Concorrência arrasa audiências da RTP1». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  59. «ESC2015: Primeira Semifinal acompanhada por 300 mil portugueses». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  60. «Portugal: 750 mil portugueses acompanharam a eliminação de Leonor Andrade». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  61. «ESC2015: Final da Eurovisão vista por 503.500 portugueses». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  62. «Portugal: Semifinal 1 do Festival da Eurovisão acompanhada por 270 mil espectadores». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  63. «Portugal: Semifinal 2 do Festival da Eurovisão acompanhada por 250 mil espectadores». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  64. «Portugal: 893 mil portugueses acompanharam a semifinal do Festival Eurovisão». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  65. «ESC2017: Saiba as audiências da semifinal 2 na RTP1». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  66. «Portugal: Festival Eurovisão arrasa com as audiências televisivas». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  67. «Portugal: 1 milhão de portugueses viram a semifinal do Festival Eurovisão em direto». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  68. «Festival da Eurovisão volta a liderar audiências». Espalha-Factos. 11 de maio de 2018. Consultado em 30 de maio de 2021 
  69. «Portugal: Final do Festival Eurovisão 2018 foi líder absoluta das audiências». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  70. «Portugal: Mais de 920 mil espectadores acompanharam a primeira semifinal do Festival Eurovisão 2019». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  71. «Portugal: Mais de 445 mil espectadores acompanharam a segunda semifinal do Festival Eurovisão 2019». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  72. «ESC2019: Final do Festival Eurovisão 2019 acompanhada por 553 mil portugueses». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  73. «ESC2021: Primeira semifinal acompanhada por 294 mil espectadores na RTP1». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  74. «ESC2021: 744 mil espectadores acompanharam a semifinal 2 do Festival Eurovisão 2021». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  75. Madeira, RTP, Rádio e Televisão de Portugal-RTP. «Eurovisão 2021 foi líder de audiências». @rtppt. Consultado em 30 de maio de 2021 
  76. «Você Sabia que...». www.marktest.com. Consultado em 30 de maio de 2021 
  77. «Portugal: 550 mil espetadores acompanharam o Eurovision's Greatest Hits». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  78. «Portugal: 488 mil espectadores acompanharam o 'Eurovision: Europe Shine A Light' na RTP1». ESC PORTUGAL | A Eurovisão em Português. Consultado em 30 de maio de 2021 
  79. http://andtheconductoris.eu/

Ligações externasEditar