Abrir menu principal

Lista de governadores de Goiás

artigo de lista da Wikimedia

Esta é uma lista de governantes de Goiás. Até 1721, o território que hoje é Goiás fazia parte da Capitania de São Paulo. Até 1749, o território chamou-se "Minas de Goiás" e de 1749 até a independência do Brasil, Capitania de Goiás.

Governador de Goiás
Brasão de Goiás.svg
Ronaldo Caiado em abril de 2019.jpg
No cargo
Ronaldo Caiado

desde 1 de janeiro de 2019
Duração 4 anos
Criado em Brasil colônia
Primeiro titular Rodrigo César de Meneses
Sucessão Eleição direta
Website http://www.goias.gov.br/paginas/governo-de-goias/perfil-governador

Após a independência, tornou-se "Província de Goiás", nome que perdurou até a Proclamação da República.

Goiás é um estado da federação, sendo governado por três poderes, o executivo, representado pelo governador, o legislativo, representado pela Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, e o judiciário, representado pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás e outros tribunais e juízes. Também é permitida a participação popular nas decisões do governo através de referendos e plebiscitos.[1]

Goiânia é o município com o maior número de eleitores, com 958,4 mil destes. Em seguida aparecem Aparecida de Goiânia, com 277,6 mil eleitores, Anápolis, com 260,2 mil eleitores, Luziânia (117,7 mil eleitores), Rio Verde (114,8 mil eleitores) e Águas Lindas de Goiás, Trindade e Itumbiara, com 85,9 mil, 77,2 mil e 65,1 mil eleitores, respectivamente. O município com menor número de eleitores é Anhanguera, com 1,1 mil.[2]

Tratando-se sobre partidos políticos, todos os 35 partidos políticos brasileiros possuem representação no estado.[3] Conforme informações divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com base em dados de abril de 2016, o partido político com maior número de filiados em Goiás é o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), com 140 310 membros, seguido do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), com 79 305 membros e do Partido Progressista (PP), com 56 604 filiados. Completando a lista dos cinco maiores partidos políticos no estado, por número de membros, estão o Partido dos Trabalhadores (PT), com 47 173 membros; e o Democratas (DEM), com 45 643 membros. Ainda de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, o Partido Novo (NOVO) e o Partido da Causa Operária (PCO) são os partidos políticos com menor representatividade na unidade federativa, com 27 e 59 membros, respectivamente.[3]

Índice

Governantes do período colonial (1721 — 1822)Editar

Minas dos Goyazes foi a primeira divisão administrativa, ainda dependente da Capitania de São Paulo, tendo sido seu primeiro governante, à época, Bartolomeu Bueno da Silva Filho entre 1727 e 1749' o qual fora investido na função de superintendente. Estes nomes, abaixo, eram os governadores da Capitania de São Paulo.

Minas de Goiás (dependente da Capitania de São Paulo)
Nome Imagem Início do mandato Fim do mandato
1 Rodrigo César de Meneses 5 de setembro de 1721 15 de agosto de 1727
2 Antônio da Silva Caldeira Pimentel 15 de agosto de 1727 15 de agosto de 1732
3 Antônio Luís de Távora 15 de agosto de 1732 28 de agosto de 1737
4 Gomes Freire de Andrade 1º de dezembro de 1737 12 de fevereiro de 1739
5 Luís de Assis Mascarenhas 12 de fevereiro de 1739 24 de agosto de 1748
6 Gomes Freire de Andrade 24 de agosto de 1748 8 de novembro de 1749
Capitania de Goiás
Nome Imagem Início do mandato Fim do mandato
1 Marcos José de Noronha e Brito 8 de novembro de 1749 31 de agosto de 1755
2 Álvaro Xavier Botelho de Távora 31 de agosto de 1755 7 de julho de 1759
3 João Manuel de Melo 7 de julho de 1759 13 de abril de 1770
4 Antônio José Cabral d'Almeida 13 de abril de 1770 15 de agosto de 1770
5 Antônio Carlos Xavier Furtado de Mendonça 15 de agosto de 1770 26 de julho de 1772
6 José de Almeida Vasconcelos Soveral e Carvalho 26 de julho de 1772 17 de maio de 1778
7 Pedro da Costa 17 de maio de 1778 16 de outubro de 1778
8 Luís da Cunha Meneses 16 de outubro de 1778 27 de junho de 1783
9 Tristão da Cunha Meneses 27 de junho de 1783 25 de fevereiro de 1800
10 João Manuel de Meneses 25 de fevereiro de 1800 27 de fevereiro de 1804
11 Francisco de Assis Mascarenhas 27 de fevereiro de 1804 28 de novembro de 1809
12 Fernando Delgado Freire de Castilho 28 de novembro de 1809 2 de agosto de 1820
13 Antônio José Marques da Costa Silva 2 de agosto de 1820 4 de outubro de 1820
14 Manuel Inácio de Sampaio e Pina Freire 4 de outubro de 1820 30 de dezembro de 1821
15 Manuel Inácio de Sampaio e Pina Freire
Antônio Pedro de Alencastre
Paulo Couceiro d'Almeida Homem
Francisco Xavier dos Guimarães Brito e Costa
Luís da Costa Freire de Freitas
João José do Couto Guimarães
30 de dezembro de 1821 8 de abril de 1822

Governantes do período imperial (1822 — 1889)Editar

Província de Goiás
Legenda

     Partido Conservador

     Partido Liberal

     Partido Popular

Nome Imagem Partido Início do mandato Fim do mandato Observações
Primeiro Reinado (1822-1831)
1 Álvaro José Xavier
José Rodrigues Jardim
Raimundo Nonato Jacinto
Joaquim Alves de Oliveira
Luís Gonzaga de Camargo Fleury
Partido Popular[4] 8 de abril de 1822 14 de setembro de 1824
2 Caetano Maria Lopes Gama
  Partido Popular[4] 14 de setembro de 1824 24 de outubro de 1827 Visconde de Maranguape
3 Miguel Lino de Morais Partido Popular[4] 24 de outubro de 1827 14 de agosto de 1831
Período regencial (1831-1840)
4 Luís Bartolomeu Marques Partido Liberal[5] 14 de agosto de 1831 31 de dezembro de 1831
5 José Rodrigues Jardim Partido Liberal[5] 31 de dezembro de 1831 20 de março de 1837
6 Luís Gonzaga de Camargo Fleury Partido Conservador[6] 20 de março de 1837 4 de setembro de 1839
7 José de Assis Mascarenhas Partido Conservador[6] 4 de setembro de 1839 1º de março de 1841
Segundo Reinado (1840-1889)
8 José Rodrigues Jardim Partido Liberal[5] 1º de março de 1841 13 de novembro de 1841
9 José de Assis Mascarenhas Partido Conservador[6] 13 de novembro de 1841 19 de março de 1842
10 Francisco Ferreira dos Santos Azevedo Partido Conservador[6] 19 de março de 1842 10 de junho de 1842 Vice-Presidente da Província no cargo de titular
11 José de Assis Mascarenhas Partido Conservador[6] 10 de junho de 1842 9 de novembro de 1842
12 Francisco Ferreira dos Santos Azevedo Partido Conservador[6] 9 de novembro de 1842 17 de outubro de 1843 Vice-Presidente da Província no cargo de titular
13 José de Assis Mascarenhas Partido Conservador[6] 17 de outubro de 1843 29 de março de 1844
14 Francisco Ferreira dos Santos Azevedo Partido Conservador[6] 29 de março de 1844 30 de junho de 1844 Vice-Presidente da Província no cargo de titular
15 José de Assis Mascarenhas Partido Conservador[6] 30 de junho de 1844 19 de setembro de 1845
16 Joaquim Inácio Ramalho Partido Conservador[6] 19 de setembro de 1845 19 de fevereiro de 1848 Barão de Água Branca
17 Antônio de Pádua Fleury Partido Conservador[6] 19 de fevereiro de 1848 11 de junho de 1849
18 Eduardo Olímpio Machado Partido Conservador[6] 11 de junho de 1849 11 de julho de 1850 Vice-Presidente da Província no cargo de titular
19 Antônio Joaquim da Silva Gomes Partido Liberal[5] 11 de julho de 1850 20 de dezembro de 1852
20 Francisco Mariani Partido Liberal[5] 20 de dezembro de 1852 25 de abril de 1854
21 Antônio Augusto Pereira da Cunha Partido Conservador[6] 25 de abril de 1854 8 de maio de 1854
22 Antônio Cândido da Cruz Machado Partido Conservador[6] 8 de maio de 1854 28 de setembro de 1855 Vice-Presidente da Província no cargo de titular

Visconde do Serro Frio

23 Antônio Augusto Pereira da Cunha Partido Conservador[6] 28 de setembro de 1855 1º de agosto de 1857
24 João Bonifácio Gomes de Siqueira Partido Conservador[6] 1º de agosto de 1857 8 de outubro de 1857 Presidente interino
25 Francisco Januário da Gama Cerqueira Partido Liberal[5] 8 de outubro de 1857 1º de maio de 1860
26 Antônio Manuel de Aragão e Melo Partido Liberal[5] 1º de maio de 1860 21 de abril de 1861
27 José Martins Pereira de Alencastre Partido Liberal[5] 21 de abril de 1861 26 de junho de 1862
28 Caetano Alves de Sousa Filgueiras Partido Liberal[5] 26 de junho de 1862 5 de novembro de 1862 Vice-Presidente da Província no cargo de titular
29 João Bonifácio Gomes de Siqueira Partido Conservador[6] 5 de novembro de 1862 8 de janeiro de 1863
30 José Vieira Couto de Magalhães   Partido Liberal[5] 8 de janeiro de 1863 5 de abril de 1864
31 João Bonifácio Gomes de Siqueira Partido Conservador[6] 5 de abril de 1864 27 de abril de 1865
32 Augusto Ferreira França Partido Conservador[6] 27 de abril de 1865 29 de abril de 1867 Vice-Presidente da Província no cargo de titular
33 João Bonifácio Gomes de Siqueira Partido Conservador[6] 29 de abril de 1867 11 de outubro de 1868
34 Ernesto Augusto Pereira Partido Conservador[6] 11 de outubro de 1868 6 de outubro de 1870 Vice-Presidente da Província no cargo de titular
35 João Bonifácio Gomes de Siqueira Partido Conservador[6] 6 de outubro de 1870 25 de abril de 1871
36 Antero Cícero de Assis Partido Conservador[6] 25 de abril de 1871 6 de outubro de 1871 Vice-Presidente da Província no cargo de titular
37 João Bonifácio Gomes de Siqueira Partido Conservador[6] 6 de outubro de 1871 8 de outubro de 1871
38 Antero Cícero de Assis Partido Conservador[6] 8 de outubro de 1871 25 de junho de 1878 2° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
39 Teodoro Rodrigues de Morais Partido Conservador[6] 25 de junho de 1878 22 de agosto de 1878 1° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
40 Luís Augusto Crespo Partido Conservador[6] 22 de agosto de 1878 14 de janeiro de 1879 Presidente Interino
41 Teodoro Rodrigues de Morais Partido Conservador[6] 14 de janeiro de 1879 18 de março de 1879 1° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
42 Aristides de Sousa Spínola   Partido Conservador[6] 18 de março de 1879 28 de dezembro de 1880
43 Teodoro Rodrigues de Morais Partido Conservador[6] 28 de dezembro de 1880 1º de fevereiro de 1881 1° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
44 Joaquim de Almeida Leite Morais Partido Conservador[6] 1º de fevereiro de 1881 9 de dezembro de 1881
45 Teodoro Rodrigues de Morais Partido Conservador[6] 9 de dezembro de 1881 20 de junho de 1882 1° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
46 Cornélio Pereira de Magalhães Partido Conservador[6] 20 de junho de 1882 20 de setembro de 1882 2° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
47 Teodoro Rodrigues de Morais Partido Conservador[6] 20 de setembro de 1882 22 de fevereiro de 1883 1° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
48 Antônio Gomes Pereira Júnior Partido Conservador[6] 22 de fevereiro de 1883 25 de outubro de 1883 3° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
49 Antônio José Caiado Partido Liberal[5] 25 de outubro de 1883 6 de fevereiro de 1884
50 Camilo Augusto Maria de Brito Partido Liberal[5] 6 de fevereiro de 1884 3 de setembro de 1884 1° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
51 Antônio José Caiado Partido Liberal[5] 3 de setembro de 1884 1º de novembro de 1884
52 José Acioli de Brito Partido Liberal[5] 1º de novembro de 1884 17 de outubro de 1885 2° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
53 Júlio Barbosa de Vasconcelos Partido Liberal[5] 17 de outubro de 1885 7 de janeiro de 1886 3° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
54 Guilherme Francisco Cruz Partido Liberal[5] 7 de janeiro de 1886 27 de fevereiro de 1886 Presidente Interino
55 Júlio Barbosa de Vasconcelos Partido Liberal[5] 27 de fevereiro de 1886 14 de agosto de 1886 3° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
56 Luís Silvério Alves Cruz Partido Conservador[6] 14 de agosto de 1886 9 de agosto de 1887
57 Antônio Pereira de Abreu Júnior Partido Conservador[6] 9 de agosto de 1887 9 de agosto de 1887 1° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
58 José Joaquim de Sousa Partido Conservador[6] 9 de agosto de 1887 11 de agosto de 1887 Presidente Interino
59 Felicíssimo do Espírito Santo Partido Conservador[6] 11 de agosto de 1887 20 de outubro de 1887 2° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
60 Fulgêncio Firmino Simões Partido Conservador[6] 20 de outubro de 1887 3 de janeiro de 1888
61 Felicíssimo do Espírito Santo Partido Conservador[6] 3 de janeiro de 1888 6 de janeiro de 1888 2° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
62 Fulgêncio Firmino Simões Partido Conservador[6] 6 de janeiro de 1888 20 de fevereiro de 1888
63 Felicíssimo do Espírito Santo Partido Conservador[6] 20 de fevereiro de 1888 6 de março de 1889 2° Vice-Presidente da Província no cargo de titular
64 Elísio Firmo Martins Partido Conservador[6] 6 de março de 1889 4 de agosto de 1889
65 Eduardo Augusto Montandon Partido Conservador[6] 4 de agosto de 1889 6 de dezembro de 1889

Governantes do período republicano (1889 — 2019)Editar

Já no período republicano, os governadores ainda eram denominados "presidentes" até a Revolução de 1930[7]. O termo "governador" aparece na primeira Constituição Estadual de Goiás, de 1890,[8] mas, já no ano seguinte, foi feita nova Constituição Estadual, em que o termo "governador" é trocado para "presidente".[9] A Constituição Estadual de Goiás de 1891 manterá o termo "presidente" ao longo das sucessivas reformas sofridas (1905, 1908, 1911, 1921, 1929); é apenas com a Constituição Estadual de 1935 que o termo passa a ser "governador",[10] sendo assim a maneira como se designam os governantes de Goiás até hoje.[11]

  Mandatários eleitos por votação direta
  Mandatários que assumiram o governo por serem vice-governadores
  Mandatários eleitos por votação indireta ou que assumiram na qualidade de representantes do Poder Legislativo
  Mandatários nomeados diretamente pelo governo central em épocas de convulsão político-social e ditadura militar
Nome Imagem Partido Início do mandato Fim do mandato Observações
Primeira República Brasileira (1889-1930)
Junta governativa goianense de 1889   7 de dezembro de 1889 24 de fevereiro de 1890 Governo provisório[12]
1 Rodolfo Gustavo da Paixão   Militar 24 de fevereiro de 1890 20 de janeiro de 1891 Presidente de Estado nomeado pelo Governo Federal[12]
2 Bernardo Albernaz Partido Moderado Republicano

PMR

21 de janeiro de 1891 30 de março de 1891 Presidente de Estado nomeado pelo Governo Federal[12]
3 João Bonifácio Gomes de Siqueira Partido Moderado Republicano

PMR

30 de março de 1891 20 de maio de 1891 Presidente de Estado nomeado pelo Governo Federal[12]
4 Constâncio Ribeiro da Maia Militar 20 de maio de 1891 18 de julho de 1891 Presidente de Estado interino[12]
5 Rodolfo Gustavo da Paixão   Militar 18 de julho de 1891 7 de dezembro de 1891 Presidente de Estado nomeado pelo Governo Federal[12]
6 Constâncio Ribeiro da Maia Militar 7 de dezembro de 1891 19 de fevereiro de 1892 Presidente de Estado interino[12]
7 Brás Abrantes Militar 19 de fevereiro de 1892 17 de julho de 1892 Presidente de Estado nomeado pelo Governo Federal[12]
8 Antônio Caiado Militar 17 de julho de 1892 1º de julho de 1893 Presidente de Estado por eleições indiretas[12]
9 José Inácio Xavier de Brito Partido Moderado Republicano

PMR

1º de julho de 1893 16 de julho de 1895 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
10 Antônio Caiado Partido Moderado Republicano

PMR

16 de julho de 1895 18 de julho de 1895 Presidente de Estado por eleições indiretas[12]
11 Francisco Leopoldo Rodrigues Jardim Partido Moderado Republicano

PMR

18 de julho de 1895 9 de julho de 1898 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
12 Bernardo Albernaz Partido Moderado Republicano

PMR

9 de julho de 1898 1º de novembro de 1898 Presidente da Assembléia no cargo de titular[12]
13 Urbano Coelho de Gouveia Partido Moderado Republicano

PMR

1º de novembro de 1898 10 de junho de 1901 Presidente de Estado por eleições indiretas[12]
14 Bernardo Albernaz Partido Moderado Republicano

PMR

10 de junho de 1901 12 de agosto de 1901 Presidente da Assembléia no cargo de titular[12]
15 José Xavier de Almeida Partido Moderado Republicano

PMR

12 de agosto de 1901 14 de julho de 1905 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
16 Miguel da Rocha Lima Partido Moderado Republicano

PMR

14 de julho de 1905 11 de março de 1909 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
17 Francisco Bertoldo de Sousa Partido Moderado Republicano

PMR

11 de março de 1909 1º de maio de 1909 Presidente da Assembléia no cargo de titular[12]
18 José da Silva Batista Partido Moderado Republicano

PMR

1º de maio de 1909 24 de julho de 1909 Vice-Presidente de Estado no cargo de titular[12]
19 Urbano Coelho de Gouveia Partido Moderado Republicano

PMR

24 de julho de 1909 30 de março de 1912 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
20 Joaquim Rufino Ramos Jubé Partido Moderado Republicano

PMR

30 de março de 1912 24 de maio de 1912 Vice-Presidente de Estado no cargo de titular[12]
21 Herculano de Sousa Lobo Partido Moderado Republicano

PMR

25 de maio de 1912 10 de junho de 1913 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
22 Joaquim Rufino Ramos Jubé Partido Moderado Republicano

PMR

10 de junho de 1913 31 de julho de 1913 Vice-Presidente de Estado no cargo de titular[12]
23 Olegário Herculano da Silva Pinto Partido Moderado Republicano

PMR

31 de julho de 1913 6 de julho de 1914 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
24 Salatiel Simões de Lima Partido Moderado Republicano

PMR

6 de julho de 1914 30 de junho de 1915 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
25 Joaquim Rufino Ramos Jubé Partido Moderado Republicano

PMR

30 de junho de 1915 6 de maio de 1916 3° Vice-Presidente de Estado no cargo de titular[12]
26 Salatiel Simões de Lima Partido Moderado Republicano

PMR

6 de maio de 1916 13 de outubro de 1916 1° Vice-Presidente de Estado no cargo de titular[12]
27 Aprígio José de Sousa Partido Moderado Republicano

PMR

13 de outubro de 1916 9 de maio de 1917 2° Vice-Presidente de Estado no cargo de titular[12]
28 Salatiel Simões de Lima Partido Moderado Republicano

PMR

9 de maio de 1917 14 de julho de 1917 1° Vice-Presidente de Estado no cargo de titular[12]
29 João Alves de Castro Partido Liberal

PL

14 de julho de 1917 21 de dezembro de 1918 Presidente da Assembléia no cargo de titular[12]
30 Joaquim Rufino Ramos Jubé Partido Moderado Republicano

PMR

21 de dezembro de 1918 24 de abril de 1919 Vice-Presidente de Estado no cargo de titular[12]
31 João Alves de Castro Partido Liberal

PL

24 de abril de 1919 14 de julho de 1921 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
32 Eugênio Rodrigues Jardim Partido Moderado Republicano

PMR

14 de julho de 1921 27 de julho de 1923 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
33 Miguel da Rocha Lima Partido Moderado Republicano

PMR

27 de julho de 1923 31 de março de 1924 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
34 Joaquim Rufino Ramos Jubé Partido Moderado Republicano

PMR

31 de março de 1924 25 de abril de 1924 Vice-Presidente de Estado no cargo de titular[12]
35 Miguel da Rocha Lima Partido Moderado Republicano

PMR

25 de abril de 1924 14 de julho de 1925 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
36 Brasil Caiado Partido Liberal

PL

14 de julho de 1925 13 de julho de 1929 Presidente de Estado eleito em comícios populares[13]
37 Joaquim Rufino Ramos Jubé Partido Democrático

PD

13 de julho de 1929 14 de julho de 1929 Vice-Presidente de Estado no cargo de titular[12]
38 Alfredo Lopes de Morais Partido Liberal

PL

14 de julho de 1929 11 de agosto de 1930 Presidente de Estado por eleições indiretas[12]
39 Humberto Martins Ribeiro Partido Liberal

PL

11 de agosto de 1930 27 de outubro de 1930 Presidente de Estado por eleições indiretas[12]
40 Carlos Pinheiro Chagas Partido Liberal

PL

27 de outubro de 1930 30 de outubro de 1930 Presidente de Estado por eleições indiretas[12]
Segunda e Terceira Repúblicas Brasileiras (1930-1945)
Junta governativa goiana de 1930   Sem partido 30 de outubro de 1930 23 de novembro de 1930 Governo provisório[14]
41 Pedro Ludovico Teixeira   Aliança Liberal

AL

23 de novembro de 1930 3 de novembro de 1932 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
42 Mário de Alencastro Caiado Aliança Liberal

AL

3 de novembro de 1932 20 de dezembro de 1932 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
43 Pedro Ludovico Teixeira   Aliança Liberal

AL

20 de dezembro de 1932 31 de julho de 1933 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
44 José Carvalho dos Santos Azevedo Partido Democrático

PD

31 de julho de 1933 8 de setembro de 1933 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
45 Pedro Ludovico Teixeira   Partido Democrático

PD

8 de setembro de 1933 21 de junho de 1934 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
46 Inácio Bento de Loyola Partido Democrático

PD

21 de junho de 1934 19 de julho de 1934 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
47 Vasco dos Reis Gonçalves Partido Democrático

PD

19 de julho de 1934 3 de agosto de 1934 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
48 Pedro Ludovico Teixeira   Partido Democrático

PD

3 de agosto de 1934 9 de outubro de 1934 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
49 Heitor Morais Fleury Partido Democrático

PD

9 de outubro de 1934 18 de outubro de 1934 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
50 Pedro Ludovico Teixeira   Partido Democrático

PD

19 de outubro de 1934 26 de setembro de 1935 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
Taciano Gomes de Mello Partido Democrático

PD

27 de setembro de 1935 20 de outubro de 1935 Governador interino[15]
50 Pedro Ludovico Teixeira   Partido Democrático

PD

21 de outubro de 1935 6 de novembro de 1945 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
Quarta República Brasileira (1945-1964)
51 Eládio de Amorim Partido Trabalhista Republicano

PTR

6 de novembro de 1945 18 de fevereiro de 1946 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
52 Filipe Antônio Xavier de Barros Partido Trabalhista Republicano

PTR

18 de fevereiro de 1946 4 de agosto de 1946 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
53 Paulo Fleury da Silva e Sousa Partido Social Democrático

PSD

4 de agosto de 1946 18 de agosto de 1946 Governador interino
54 Filipe Antônio Xavier de Barros Partido Social Progressista

PSP

18 de agosto de 1946 12 de setembro de 1946 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
55 Belarmino Cruvinel Partido Social Democrático

PSD

12 de setembro de 1946 22 de outubro de 1946 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
56 Joaquim Machado de Araújo Partido Social Progressista

PSP

22 de outubro de 1946 22 de março de 1947 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República[14]
57 Jerônimo Coimbra Bueno   União Democrática Nacional

UDN

22 de março de 1947 30 de junho de 1950 Governador eleito em sufrágio universal
58 Hosanah Guimarães União Democrática Nacional

UDN

30 de junho de 1950 30 de janeiro de 1951 Vice-governador eleito, assumiu o cargo de Governador
59 Pedro Ludovico Teixeira   Partido Social Democrático

PSD

31 de janeiro de 1951 12 de março de 1955 Governador eleito em sufrágio universal
60 José Ludovico de Almeida Partido Social Democrático

PSD

12 de março de 1955 31 de janeiro de 1959 Governador eleito em sufrágio universal
61 José Feliciano Ferreira Partido Social Democrático

PSD

31 de janeiro de 1959 31 de janeiro de 1961 Governador eleito em sufrágio universal
62 Mauro Borges   Partido Social Democrático

PSD

31 de janeiro de 1961 26 de novembro de 1964 Governador eleito em sufrágio universal
Quinta República Brasileira (1964-1985)
63 Carlos de Meira Mattos Militar 26 de novembro de 1964 23 de janeiro de 1965 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República
64 Emílio Rodrigues Ribas Jr Militar 23 de janeiro de 1965 31 de janeiro de 1966 Interventor Federal nomeado pelo Presidente da República
65 Otávio Lage Aliança Renovadora Nacional

ARENA

31 de janeiro de 1966 15 de março de 1971 Governador eleito em sufrágio universal pela UDN, com o fim do pluripartidarismo, se filiou na ARENA
66 Leonino Caiado Aliança Renovadora Nacional

ARENA

15 de março de 1971 15 de março de 1975 Governador eleito indiretamente pela Assembléia Legislativa, e confirmado pelo Governo Federal
67 Irapuan Costa Jr   Movimento Democrático Brasileiro

MDB

15 de março de 1975 15 de janeiro de 1979 Governador eleito indiretamente pela Assembléia Legislativa, e confirmado pelo Governo Federal
68 Ary Valadão Partido Democrático Social

PDS

15 de março de 1979 15 de março de 1983 Governador eleito indiretamente pela Assembléia Legislativa, e confirmado pelo Governo Federal
Sexta República Brasileira (1985-presente)
69 Iris Rezende Partido do Movimento Democrático Brasileiro

PMDB

15 de março de 1983 13 de fevereiro de 1986 Governador eleito em sufrágio universal
70 Onofre Quinan Partido do Movimento Democrático Brasileiro

PMDB

13 de fevereiro de 1986 15 de março de 1987 Vice-governador eleito, assumiu o cargo de Governador
71 Henrique Santillo Partido do Movimento Democrático Brasileiro

PMDB

15 de marco de 1987 15 de março de 1991 Governador eleito em sufrágio universal
72 Iris Rezende Partido do Movimento Democrático Brasileiro

PMDB

15 de março de 1991 2 de abril de 1994 Governador eleito em sufrágio universal
72 Agenor Rezende Partido do Movimento Democrático Brasileiro

PMDB

2 de abril de 1994 1º de janeiro de 1995 Presidente da Assembleia Legislativa, assumiu o cargo de Governador
73 Maguito Vilela Partido do Movimento Democrático Brasileiro

PMDB

1º de janeiro de 1995 2 de abril de 1998 Governador eleito em sufrágio universal
74 Naphtali Alves Partido do Movimento Democrático Brasileiro

PMDB

2 de abril de 1998 24 de novembro de 1998 Vice-governador eleito, assumiu o cargo de Governador
Helenês Cândido Partido do Movimento Democrático Brasileiro

PMDB

24 de novembro de 1998 1º de janeiro de 1999 Governador eleito pela Assembleia Legislativa, assumindo
cargo de Governador
75 Marconi Perillo   Partido da Social Democracia Brasileira

PSDB

1º de janeiro de 1999 1º de janeiro de 2003 Governador eleito em sufrágio universal
1º de janeiro de 2003 31 de março de 2006 Governador reeleito em sufrágio universal
76 Alcides Rodrigues Partido Progressista

PP

31 de março de 2006 1º de janeiro de 2007 Vice-governador eleito, assumiu o cargo de Governador
Alcides Rodrigues Partido Progressista

PP

1º de janeiro de 2007 1º de janeiro de 2011 Governador reeleito em sufrágio universal
77 Marconi Perillo   Partido da Social Democracia Brasileira

PSDB

1º de janeiro de 2011 1º de janeiro de 2015 Governador eleito em sufrágio universal
1º de janeiro de 2015 7 de abril de 2018 Governador reeleito em sufrágio universal
78 José Eliton Júnior Partido da Social Democracia Brasileira

PSDB

7 de abril de 2018 1º de janeiro de 2019 Vice-governador eleito, assumiu o cargo de Governador
79 Ronaldo Caiado   Democratas

DEM

1º de janeiro de 2019 Eleito Governador eleito em sufrágio universal
Legenda
cor significado
verde mandatários eleitos por votação direta
marron mandatários que assumiram o governo por serem vice-governadores
azul mandatários eleitos por votação indireta ou que assumiram na qualidade de representantes do Poder Legislativo
bege mandatários nomeados diretamente pelo governo central

Ver tambémEditar

Referências

  1. Supremo Tribunal Federal (STF) (10 de novembro de 1999). «Lei nº 9.868 de 10 de novembro de 1999». Consultado em 26 de junho de 2011 
  2. SUDAM (maio de 2016). «Consulta Quantitativo - Goiás (GO)». Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Consultado em 27 de maio de 2016 
  3. a b «Filiados - Tribunal Superior Eleitoral (TSE)». Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Abril de 2016. Consultado em 29 de maio de 2016 
  4. a b c «Do Império à República: a história dos partidos políticos no Brasil, em 13.11.2014». www.tse.jus.br. Consultado em 19 de outubro de 2018 
  5. a b c d e f g h i j k l m n o p q «O Liberalismo no Brasil - Os primeiros partidos - Fernanda Barth». Fernanda Barth. 3 de fevereiro de 2016 
  6. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as Dutoit, Yann Picand, Dominique. «Partido Conservador (Brasil Império) : definição de Partido Conservador (Brasil Império) e sinónimos de Partido Conservador (Brasil Império) (português)». dicionario.sensagent.com. Consultado em 5 de outubro de 2018 
  7. AMARAL, A. Barreto. Dicionário de História de São Paulo. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2006. pp. 506-507, verbete "Presidentes do Estado de Goiás".
  8. Constituição Estadual de Goiás de 1890, artigo 30.
  9. Constituição Estadual de São Paulo de 1891, artigo 27.
  10. Constituição Estadual de São Paulo de 1935, artigo 25.
  11. Constituição Estadual de São Paulo de 1989, artigo 37.
  12. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab «Política dos governadores - História». InfoEscola. Consultado em 10 de dezembro de 2018 
  13. a b c d e f g h i j k l m «República e Eleição no Brasil». www.historianet.com.br. Consultado em 10 de dezembro de 2018 
  14. a b c d e f g h i j k l m n o p q «Código dos Interventores | CPDOC». cpdoc.fgv.br. Consultado em 10 de dezembro de 2018 
  15. «Governantes de Goiás e símbolos estaduais» (PDF)