Wikipédia:Fusão/Central de fusões

Disambig grey.svg Nota: Para solicitações de renomeação de páginas protegidas, veja Wikipédia:Pedidos/Páginas protegidas. Para manipulações de histórico de páginas, veja Wikipédia:Pedidos/Histórico. Para outros pedidos, veja Wikipédia:Pedidos.
Wikipédia:Manutenção » Central de fusões

A central de fusões lista artigos propostos a serem mesclados ou fundidos em um só artigo, como por exemplo quando dois ou mais artigos tratam de um mesmo assunto mas estão em artigos separados.

Esta seção foi criada em fevereiro de 2012 e concentra discussões sobre propostas de fusão de artigos que precisam da avaliação de mais de um editor para serem efetivadas (geralmente, por se tratar de um assunto que precisa da opinião de um editor mais especializado).

Ao encontrar artigos de fusão óbvia, basta realizar a fusão informando o fato no campo de texto "Resumo da edição:" ou "Sumário da edição:", não sendo necessário criar o item para discussão.[obs. 1]

Como propor uma fusão
Ver artigo principal: Wikipédia:Fusão

Somente proponha artigos que possam precisar de discussão prévia para ser fundidos (casos não óbvios).[obs. 1]

  1. Marque os artigos para fusão com {{fusão aqui|data=fevereiro de 2020}} e {{fusão lá|data=fevereiro de 2020}} ou, se não souber ao certo qual artigo deve ser considerado principal, com {{fusão|data=fevereiro de 2020}}.
  2. Siga a hiperligação deixada pela predefinição e crie a página de discussão; explique lá o motivo que o leva crer que a fusão deve ser feita.
    Nota: Pedidos de fusão abertos sem explicação, não sendo caso óbvio, devem ser cancelados.[obs. 2]
  3. Acrescente o debate nesta lista usando o botão abaixo: Inserir um novo debate

Se numa discussão de fusão onde alguns querem apagar ao invés de fundir, se após o tempo mínimo de duas semanas de discussão, não houver consenso ou expectativa de consenso, pode-se colocar em votação nas páginas para eliminar, tendo como opções iniciais as propostas debatidas, ex: (apagar; manter; e fundir)/(manter; e fundir;)/(apagar; fundir). Não se deve iniciar uma votação com a opção "apagar" quando esta não foi sugerida previamente na central de fusões.[obs. 3]

Em caso de múltiplas fusões: {{Fusão múltipla|Artigo A|Artigo B|Wikipédia:Fusão/Central de fusões/Artigo A; Artigo B; Artigo C|data=fevereiro de 2020}}.

Como arquivar uma proposta de fusão

É possível arquivar automaticamente a proposta ao adicionar a ferramenta archiveMergingProposals.js nas suas configurações personalizadas de JS.[obs. 4] Ao encerrar, coloque Sim ou Não antes do texto da conclusão do debate.

Para o arquivamento manual, coloque "fundido" ou "não fundir" em |resultado= a fim de que arquivá-la como fundida ou não fundida, e especificamente no arquivo do mês e ano em que a fusão foi concluída.


Quais são as estatísticas das propostas
[Atualizar dados]

Desde o início do recurso, já foram 694 decisões por não fundir e outras 1 546 decisões por fundir. As propostas inconclusivas não mais existem, entretanto há 1 proposta à espera da execução da decisão por fundir.

As propostas e indicações mais recentes estão listadas automaticamente abaixo.

33 propostas em discussão

Últimas propostas abertas e ainda não encerradas:

17 artigos para fusão

Artigos recentemente indicados para fusão:

Favor colocar a data nestes abaixo (insira {{subst:DATA}}):

Observações

PropostasEditar

Fabricação de dispositivos semicondutores; 22 nanômetros

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.

Vários artigos curtos sobre a história da indústria de semicondutores, apenas fazendo constar que diferentes tamanhos (nanômetros) foram usados ao longo do tempo, sempre reduzindo o tamanho... Essa pá de artigos podia estar "engordando" o artigo principal, ao invés de fazer uma trilha de migalhas... --Mister Sanderson (discussão) 14h41min de 12 de março de 2019 (UTC)

  Concordo --Stego (discussão) 02h00min de 17 de março de 2019 (UTC)

Stego, você se dispõe a responder ao comentário do Pórokhov?--Mister Sanderson (discussão) 21h16min de 27 de dezembro de 2019 (UTC)

  Concordo PVieiraCoding @ 11h22min de 26 de novembro de 2019 (UTC)

PVieiraCoding, você se dispõe a responder ao comentário do Pórokhov?--Mister Sanderson (discussão) 21h16min de 27 de dezembro de 2019 (UTC)

  Contra Os artigos não são mínimos desprezíveis e possuem muito potencial, segundo os interwikis   IW. Não faz sentido algum fundir pra desfundir depois. —Pórokhov Порох 13h26min de 25 de dezembro de 2019 (UTC)

Pórokhov, você sabe me dizer daqui a quantos anos a fusão será desfeita? Provavelmente não. Devemos nos basear em algo concreto: o estado atual dos artigos, não numa especulação sobre o que pode vir a acontecer sabe-se lá quando...--Mister Sanderson (discussão) 11h23min de 26 de dezembro de 2019 (UTC)
Mesma coisa daqui: Wikipédia:Fusão/Central de fusões/Vírus de computador; Antivírus. —Pórokhov Порох 18h49min de 27 de dezembro de 2019 (UTC)

  MisterSanderson, Stegop e PVieiraCoding, abri Wikipédia:Páginas para eliminar/22 nanômetros para resolver o impasse. —Pórokhov Порох 16h41min de 9 de janeiro de 2020 (UTC)

Vírus de computador; Antivírus

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.


O artigo antivírus até tem um número adequado de referências, mas o conteúdo não é muito extenso, e poderia ser perfeitamente abordado no artigo principal: Vírus de computador#Antivírus. Lá já existe uma seção para isto, que está sem fontes e possui conteúdo propagandístico: "A Panda Software criou um serviço de heurística que foi muito popular, porque detectou 98.92% dos vírus desconhecidos (não na sua base de dados) em um teste. Agora, as pessoas com esta heurística podem ficar 98.92% mais descansadas!"

Resolveriam-se dois problemas num golpe só, com essa fusão.

Mister Sanderson (discussão) 16h23min de 25 de março de 2019 (UTC)

  • Discordo. O artigo possui fontes confiáveis e independentes. Por mais que seja curto, não é razão para fusão. Aconselho que o aumente seu conteúdo ou ao menos adicione uma predefinição de esboço. —CaiusSPQR (discussão) 17h31min de 25 de março de 2019 (UTC)
CaiusSPQR, porquê curta extensão não é motivo para fusão, a seu ver?--Mister Sanderson (discussão) 19h04min de 25 de março de 2019 (UTC)
Não é porque o artigo é curto que ele deve ser fundido. Cá na Wikipédia em português, há muitos artigos que são curtos ou esboços. Um exemplo é couro cabeludo. Deveria esse artigo ser fundido com crânio ou cabeça? Creio que não, pois, por mais que sejam relacionados, não são a mesma coisa. Fundir não melhoraria o conteúdo do artigo; apenas ia mudar o artigo de local. Na Wikipédia, o mais importante não é a organização do artigo, mas sim o seu conteúdo; por isso, melhorar o artigo é mais importante que fundi-lo. —CaiusSPQR (discussão) 19h18min de 25 de março de 2019 (UTC)
CaiusSPQR, você está convidado para participar: Wikipédia:Fusão/Central de fusões/Couro cabeludo; Escalpo.--Mister Sanderson (discussão) 00h36min de 27 de março de 2019 (UTC)

  Concordo. Já é mais que tempo que se pense em primeiro lugar na forma de melhor esclarecer o leitor antes de alvitrar gratuitamente que "é relevante, logo pode ter artigo". Se há pouco conteúdo, então o leitor é esclarecido de forma mais eficaz tendo tudo num msmo artigo. --Stego (discussão) 23h02min de 31 de março de 2019 (UTC)

Stego, se dispõe a apreciar o comentário do Pórokhov?--Mister Sanderson (discussão) 21h06min de 27 de dezembro de 2019 (UTC)

  Contra O artigo antivírus não é um mínimo desprezível e possui muito potencial, segundo o interwikis   IW. Não faz sentido algum fundir pra desfundir depois. —Pórokhov Порох 13h27min de 25 de dezembro de 2019 (UTC)

Pórokhov, você sabe me dizer daqui a quantos anos a fusão será desfeita? Provavelmente não. Devemos nos basear em algo concreto: o estado atual dos artigos, não numa especulação sobre o que pode vir a acontecer sabe-se lá quando...--Mister Sanderson (discussão) 11h24min de 26 de dezembro de 2019 (UTC)
MisterSanderson eu até concordo com a sua premissa em muitos casos, mas depende do tamanho do artigo. Nesse caso específico do antivírus, quatro parágrafos referenciados, e que não são repetidos no artigo mais amplo, me parece que já é um esboço aceitável. Geralmente concordo com a fusão nesses casos quando é caso de WP:UMAFRASE ou então aqueles artigos "História do País X", "Cultura do País Z", "Geografia do país Y" que são menores que a seção de origem no artigo do país. —Pórokhov Порох 16h06min de 27 de dezembro de 2019 (UTC)

  MisterSanderson e Stegop, abri Wikipédia:Páginas para eliminar/Antivírus para resolver o impasse. —Pórokhov Порох 16h39min de 9 de janeiro de 2020 (UTC)

Government Communications Headquarters; Optic Nerve (programa de vigilância)

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.


O artigo sobre o programa de vigilância é curto o suficiente para ter sido desenvolvido no artigo principal, sobre a agência de espionagem que o desenvolveu. Não vejo real necessidade de se ter 2 artigos para isto.

Mister Sanderson (discussão) 17h48min de 29 de março de 2019 (UTC)

  Concordo --Stego (discussão) 22h56min de 31 de março de 2019 (UTC)

Protestantismo clássico; Protestantismo de linha principal

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.

Ambas as páginas falam da mesmo assunto. Lembrando que fiz a proposta de mudança de nome do segundo artigo. Artigos enciclopédicos sobre denominações protestantes ou afins vem sofrendo várias alterações de WP:PROPAGANDA, que fogem do consenso acadêmico, por parte de usuários que confessam esse tipo de fé.

Jimmymsg 17h37min de 2 de maio de 2019 (UTC)

  Concordo --Stego (discussão) 11h46min de 3 de maio de 2019 (UTC)

  Discordo -- As páginas não falam do mesmo assunto. Protestantismo clássico é um gênero, que tem duas espécies: Protestantismo de linha principal (Mainline) e Evangelicalismo. Ambas as páginas falam sobre essa divisão. Ambas, inclusive citam quais denominações protestantes brasileiras entrariam em cada classificação. A Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil, por exemplo, é parte tanto do Protestantismo clássico, quanto Mainline. Já a Igreja Presbiteriana do Brasil é parte do Protestantismo clássico e Evangelicalismo, enquanto as igrejas pentecostais em geral não parte do Evangelicalismo, mas não do Protestantismo clássico. São 3 conceitos diferentes. Vou editar as páginas para deixar isso mais claro. --Daniel Silva Mendanha (discussão) 17h53min de 4 de maio de 2019 (UTC)

A adequação dos conteúdos das páginas não foi promovido por razão de propaganda. A Página anteriormente chamada de "Prontestantismo Clássimo", criada por mim, foi editada por outro usuário, que colocou informações que não correspondiam a todos os protestantes tradicionais, mas sim aos "mainlines". Mudei o nome da página para "Protestantismo de linha principal" para adequar ao conteúdo nela presente. Adicionei conteúdo e criei outra página sobre "Protestantismo Clássico", que falasse apenas de coisas concernentes ao grupo maior, que tem dois subgrupos, os mainlines e evangélicos. --Daniel Silva Mendanha (discussão) 18h18min de 4 de maio de 2019 (UTC)

Convido os usuários :Stego, !Silent, Hume42, EVinente, DarwIn, Leon saudanha para opinarem, pois há muito tempo que a discussão permanece em aberto. Qual definição pode-se ter em relação a tal fusão levando em consideração a importância dos artigos relacionados às denominações religiosas bem como as recorrentes modificações sem fundamentos que elas sofrem? Lembrando mais uma vez que a definição "mainline" não se aplica às denominações protestantes brasileiras bem como a terminologia não é usada por nenhum teólogo, sociólogo ou historiador do Brasil para o nosso contexto. O termo "mainlines protestants" é usado apenas para definir ao grupo de denominações protestantes norte-americanas que possuem como característica uma liturgia semelhante (ou um pouco mais enxuta) que a da Igreja Católica, pedobatismo e uma teologia mais flexível não incluindo os batistas do Sul e algumas denominações presbiterianas, pois são consideradas como sendo evangelicalists protestants. O termo "protestantismo clássico" também não é encontrado em nenhuma obra. Saudações! Jimmymsg 04h37min de 20 de julho de 2019 (UTC)

Proponho então, uma eliminação do redirecionamento atual Protestantismo de linha principal porque ele redireciona para Protestantismo clássico. Acabei de fazer alterações no artigo chamado hoje de Protestantismo histórico para descrever somente o Protestantismo Mainline dos EUA. Sugiro alterar o nome desse artigo para "Protestantismo Mainline". Em que pese esteja em inglês, é um termo usado apenas para igrejas norte-americanas, então não vejo problema. Todavia, se preferirem mudar para Protestantismo de linha principal, também seria interessante. No artigo sobre Protestantismo clássico, deixei claro que a divisão mainline-evangélico só existe nos EUA. --Daniel Silva Mendanha (discussão) 04h42min de 21 de novembro de 2019 (UTC)

  Comentário Esta discussão está muito confusa! Jimmy.T. e Daniel Silva Mendanha, vocês estão há um tempo sem editar, mas espero que voltem logo e esclareçam.

Há ainda os termos Pentecostalismo e Neopentecostalismo, não mencionados aqui. A questão é que se a teoria do Daniel for correta, porque não há interwikis para um conceito-mãe tão importante, que abarcaria tanto evangelicalistas, quanto mainlines ? Eu até vejo mérito, parece fazer sentido, que Protestantismo histórico seja movido para Protestantismo de Linha Principal, como o Daniel tentou fazer, para combinar com o interwiki "mainline", e que os termos "protestantismo histórico" e "protestantismo clássico" apontem pro mesmo artigo! Mas sem interwiki, a impressão que fica é que "Protestantismo clássico" como conceito mãe é pesquisa inédita, ou talvez poderia ser redirecionado para Protestantismo simplesmente. Stego e Renato de carvalho ferreira, me corrijam se eu estiver errado.-- Leon saudanha 14h37min de 25 de dezembro de 2019 (UTC)

Romance de 30; Ciclo das Secas

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.

Olá. Penso que o verbete Ciclo das Secas deve ser fundido com o Romance de 30, pois o primeiro é um dos desdobramentos do último.--179.198.147.40 (discussão) 18h23min de 4 de junho de 2019 (UTC)

  Comentário Esta é muito difícil, seria necessário alguém mais especializado em literatura brasileira opinar, talvez o André Koehne. A escassez de fonte em ambos os artigos dificulta muito.-- Leon saudanha 14h40min de 25 de dezembro de 2019 (UTC)

Companhia Estadual de Energia Elétrica; Grupo CEEE

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.


GSIRENA (discussão) 18h23min de 24 de junho de 2019 (UTC)

@GSIRENA: Faltou a justificativa. Leefeniaures audiendi audiat 19h15min de 24 de junho de 2019 (UTC)

Justificativa: Companhia Estadual de Energia Elétrica e Grupo CEEE são a mesma empresa. GSIRENA (discussão) 21h27min de 24 de junho de 2019 (UTC)

Parece ser uma sucessora da outra. Não tenho certeza do costume do projeto para estes casos, melhor esperar alguém aparecer com precedente. Leefeniaures audiendi audiat 03h23min de 25 de junho de 2019 (UTC)

  Contra a princípio. De acordo com WP:Organizações, se há extinção de uma empresa para criação de uma nova (através de fusão, cisão, etc), então são duas empresas diferentes, e devem permanecer separadas. As fontes não são muito claras nesse sentido, mas se o artigo do Grupo CEEE diz que ela foi fundada em 2006, para todos os efeitos, até que se prove o contrário, os artigos devem permanecer separados.-- Leon saudanha 14h54min de 25 de dezembro de 2019 (UTC)

  Discordo O artigo Companhia Estadual de Energia Elétrica é sobre a empresa extinta na formação do Grupo CEEE (como esclareci no artigo da primeira), portanto é empresa distinta e conforme WP:Organizações os artigos devem permanecer separados. Lucasmf23 msg 03h05min de 11 de fevereiro de 2020 (UTC)

Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade; Distúrbio do déficit de atenção sem hiperatividade

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.


O artigo Distúrbio do déficit de atenção sem hiperatividade descreve apenas uma definição anterior do atual Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. Sugiro que a informação nele contida seja movida para o artigo que descreve o transtorno reconhecido atualmente, tal como feito na versão em inglês (nas seções ' Diagnosis' e 'History'). --Marc.2377 (discussão) 01h03min de 29 de julho de 2019 (UTC)


Eu deveria ter lido o Guia de edição/Fusão em sua totalidade antes de propor essa fusão. O guia menciona (ênfase minha):
Fusões a partir de março de 2012 devem passar pela central, a menos que sejam óbvias, como por exemplo páginas sobre o mesmo objeto e com basicamente o mesmo conteúdo.
Creio que este seja um caso de fusão óbvia, o qual eu poderia ter conduzido sem registrar na central de fusões. Estou correto? --Marc.2377 (discussão) 02h01min de 29 de julho de 2019 (UTC)
  • Discordo. Se o ICD-9 distingue as duas perturbações, penso que a Wikipédia também devia em artigos diferentes. —CaiusSPQR(discussão) 17h40min de 29 de julho de 2019 (UTC)]
Mas é o mesmo caso que o DSM: a versão antiga (ICD-9, de 1978), fazia tal distinção, no entanto a ICD-10, endossada pela OMS em 1990, não o faz.[1][2] Se consultar o link para a codificação do ICD-9 (neste artigo), verá que desde outubro de 2015 esse diagnóstico não é mais reconhecido internacionalmente. Uma nota histórica no artigo principal deveria bastar. --Marc.2377 (discussão) 21h45min de 29 de julho de 2019 (UTC)
      • O DSM, no entanto, ainda não faz uma distinção entre as duas perturbações? É considerado, com outro nome, como um subtipo de hiperatividade com défice de atenção. Então, assim como o artigo Síndrome de Asperger não foi fundido com Espetro autista, não acho que o artigo em discussão devia ser fundido. —CaiusSPQR(discussão) 22h16min de 29 de julho de 2019 (UTC)
Não. Receio que não tenha compreendido com clareza: Não são duas perturbações (embora essa tenha sido a crença no passado). Hoje, entende-se que é apenas uma. O que o DSM faz é definir "subtipos" (mais precisamente, apresentações) (ver pág. 60), mas a perturbação é uma, apenas.
Não tenho tanta familiaridade com o caso do Asperger e autismo. No entanto posso mencionar o fato de não termos vários artigos para os diferentes especificadores de transtorno depressivo maior (págs. 162 e 184 a 188). (A Wikipédia em inglês, por exemplo, tem um artigo específico para depressão com características atípicas, enquanto a nossa não tem, mas isso provavelmente se deve ao fato de que em inglês preferiram incluir uma maior riqueza de informações de modo que seria excessiva para o artigo principal sobre depressão. O que não é o caso do artigo Distúrbio do déficit de atenção sem hiperatividade. --Marc.2377 (discussão) 06h10min de 31 de julho de 2019 (UTC)
Na minha opinião, o maior problema aqui não é a fusão ou não das páginas, mas a qualidade da página principal que está...má. Nota-se uma melhoria em comparação ao que já esteve, com algumas boas contribuições recentes, mas acho que facilmente se conseguia melhorar e reorganizar a página. A distinção entre os diferentes tipos do transtorno penso que podem ser conjugados na mesma página, com a devida organização. Basta olhar para a versão do wiki em inglês.

CesareBonaparte (discussão) 19h47min de 4 de agosto de 2019 (UTC)

@CesareBonaparte: A enwiki cita os subtipos da perturbação, mas também possui o artigo próprio Attention deficit hyperactivity disorder predominantly inattentive.
Tens razão, e não é que seja contra a criação de uma página para o défice de atenção sem hiperatividade, assumindo que há pessoas interessadas em desenvolvê-la, e não ficar um mero esboço.
O que eu acho é que seria mais benéfico para já uma restruturação e reorganização da página "principal", que ainda conta por exemplo com a secção "Os dois lados de uma síndrome", que mais parece uma leitura do horóscopo do que uma descrição de um problema médico, e que apesar de já referir défice de atenção com hiperatividade e sem, também ainda têm secções mais antigas que não fazem distinção, exemplo: Fases da vida.
CesareBonaparte (discussão) 00h47min de 5 de agosto de 2019 (UTC)
(citação)
(...) a secção "Os dois lados de uma síndrome", que mais parece uma leitura do horóscopo do que uma descrição de um problema médico (...)
Obrigado. Eu não poderia concordar mais.
Agora, sobre a sua sugestão maior: Concordo. Sou extremamente favorável a uma revisão completa do texto atual, baseando-se na enwiki (o artigo sobre ADHD é um exemplo de excelente artigo, como também o são os artigos sobre metilfenidato e lisdexanfetamina - e muitas outras medicações aliás).
No entanto, creio que devemos avaliar cada sugestão de melhoria individualmente, tendo em mente que uma pequena melhoria incremental é melhor do que uma grande melhoria que pode demorar consideravelmente mais ou até mesmo nunca vir a acontecer (embora eu não ache que sucederá dessa forma).
Deste modo, ao meu ver, a melhoria que está sendo proposta aqui deve ser implementada imediatamente, por ser atomicamente consistente e relevante; a melhoria no artigo principal deve ser feita tão logo quanto possível; e a criação de uma página distinta para documentar o Transtorno do déficit de atenção predominantemente desatento (bem como as outras duas apresentações - predominantemente hiperativo/impulsivo, e combinado), deverá ser feita quando, como bem sugeriu, houver disponibilidade de tempo e disposição da parte dos utilizadores para escrever um artigo cujo conteúdo seja relevante o bastante para justificar uma página separada. --Marc.2377 (discussão) 21h34min de 5 de agosto de 2019 (UTC)

  Contra Marc.2377 e CesareBonaparte, os artigos não são mínimos, e o potencial dos interwikis   IW justifica manter em separado. Ainda que uma das doenças não seja mais reconhecida, sua importância histórica se mantém. Seria interessante que outras pessoas opinassem.-- Leon saudanha 15h10min de 25 de dezembro de 2019 (UTC)


Leon saudanha, eu não sou contra a cada subtipo ter a sua própria página, pelo contrário. Na minha opinião, o ideal será sempre vir a ter uma página separada para cada subtipo, mas tal como referi acima, de nada serve essa página existir se não possuir conteúdo.

Tendo em conta a página "principal", que ainda está com muito por melhorar, e a pouca actividade a nível de colaboradores na mesma, penso que seja um pouco irrealista esperar que o cenário ideal venha a acontecer nos próximos tempos. Daí a minha sugestão de priorizar antes de expandir.

Basta olhar para o exemplo da página Distúrbio do déficit de atenção sem hiperatividade, em que antes de o utilizador Marc.2377 ter feito uma revisão da mesma este ano, não era editada desde 2015. Cesare Borgia (discussão) 01h16min de 26 de dezembro de 2019 (UTC)

  CesareBonaparte, Leon saudanha, Marc.2377 e CaiusSPQR, abri Wikipédia:Páginas para eliminar/Distúrbio do déficit de atenção sem hiperatividade para resolver o impasse. —Pórokhov Порох 16h38min de 9 de janeiro de 2020 (UTC)

Lacóbriga; Estação Arqueológica de Monte Molião

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.


  • Proponho a fusão do artigo de Lacóbriga com o da Estação Arqueológica de Monte Molião, uma vez que as ruínas do Monte Molião são geralmente aceites como sendo a localização original da cidade de Lacóbriga. Assim, temos um artigo sobre a povoação em si e outro apenas sobre as ruínas, o que não faz sentido. Além disso, a maior parte da informação neste artigo já está no artigo principal sobre a História de Lagos, pelo que não existe necessidade de ter informação duplicada. AJPValente (discussão) 13h20min de 21 de agosto de 2019 (UTC)

Chamando Stegop, Renato de carvalho ferreira, JMagalhães, Jbribeiro1.-- Leon saudanha 15h28min de 25 de dezembro de 2019 (UTC)

Cultura hacker; Hacker (hobbysta)

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.

Na Wikipédia, anglófona, en:Hacker (hobbyist) redireciona para en:Hacker culture; proponho o mesmo na Wikipédia lusófona. Fgnievinski (discussão) 21h23min de 25 de agosto de 2019 (UTC)

@Fgnievinski: e daí que é feito assim na Wikipédia em inglês? Citação: WP:SOBRE#Visão geral escreveu: «Nosso projeto da Wikipédia em português não é necessariamente, nem principalmente, um projeto de tradução da versão inglesa. Temos como objetivo criar a nossa própria enciclopédia, mesmo que traduzindo e adaptando alguns artigos de outras línguas.» Então favor melhorar o argumento. Perceba também aqui como e onde as proposições de fusão devem ser feitas. --Luan (discussão) 17h43min de 13 de setembro de 2019 (UTC)

  Concordo, mas é preciso esclarecer a diferença entre Hacker (hobbysta) e Hacker (um subtipo do primeiro), e não entre Hacker (hobbysta) e cracker (sub-sub-tipo).-- Leon saudanha 15h34min de 25 de dezembro de 2019 (UTC)

  • Concordo A justificativa de quem propôs é ruim, mas penso que devam ser fundidos, especialmente quando são conceitos quase iguais, em que um pode se sobrepor ao outro. --CaiusSPQR(discussão) 02h05min de 20 de janeiro de 2020 (UTC)

Lampião; Lâmpada de querosene

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.


Acredito que, dessa vez, não estou fazendo uma proposta idiota! O lampião a querosene é obviamente um subtipo de lampião, sendo outros subtipos o lampião a azeite e o lampião a óleo de baleia, detalhados no artigo Lâmpada a óleo, e o lampião a gás, usado nos carrinhos de pipoca, o lampião a álcool, a gasolina, a diesel, etc...

Pois bem, o lampião a querosene é de fundamental importância na história dos lampiões como um todo. Por isto, questiono a razão do conteúdo estar dividido em dois artigos, sendo que nenhum deles é tão extenso que requeira existência separada. A informação sobre o lampião a querosene ficaria muito mais bem contextualizada no artigo principal. E, quanto aos outros tipos de combustíveis, bem, não existe artigo para eles todos! Se as outras modalidades de combustível não têm artigo próprio, porquê somente o querosene vai ter?

Mister Sanderson (discussão) 11h11min de 19 de agosto de 2019 (UTC)

  Concordo Stego (discussão) 10h55min de 10 de outubro de 2019 (UTC)

Esta aqui não é simples:

Pelo conteúdo atual, eu até aceitaria fundir, mas Kerosene lamp, mesmo descontando as seções sem fontes, ainda tem uma boa margem para expansão deste artigo.-- Leon saudanha

Leon saudanha, não entendi o que não é simples.--Mister Sanderson (discussão) 20h39min de 28 de dezembro de 2019 (UTC)
MisterSanderson é que Lâmpada de querosene tem   POTENCIAL de ser expandido a partir da versão anglófona.-- Leon saudanha 22h27min de 28 de dezembro de 2019 (UTC)

Distrito Federal do Brasil (1891–1960); Rio de Janeiro

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.

  Comentário Ao editor que encerrar esta discussão um lembrete: graças à inserção de elementos fiáveis à proposta, a mesma passa a versar sobre a fusão do artigo Distrito Federal do Brasil (1891–1960) com o artigo Guanabara.

Trata-se, a rigor, de uma entidade federativa anômala, uma cidade-estado reposicionada como capital do estado homônimo. Skartaris (discussão) 16h03min de 28 de outubro de 2019 (UTC)

  Concordo. Chronus (discussão) 16h14min de 28 de outubro de 2019 (UTC)

  Concordo. Fundir em Rio de Janeiro#Governo nacional.--PauloMSimoes (discussão) 17h02min de 28 de outubro de 2019 (UTC)

  Discordo. Não eram a mesma entidade. 2804:18:4018:EEC9:1:0:38AE:5A3F (discussão) 04h23min de 30 de outubro de 2019 (UTC)

Claro que não. Mas isso não impede que o conteúdo mínimo do verbete seja fundido na seção sobre a situação político-administrativa da cidade do Rio de Janeiro (cuja seção Governo nacional, já faz a citação sobre isso, bastando que se amplie com a fusão).--PauloMSimoes (discussão) 06h15min de 30 de outubro de 2019 (UTC)

  Discordo. Não eram a mesma entidade. 200.129.163.10 (discussão) 00h38min de 3 de novembro de 2019 (UTC)

  CONFORME Nada de novo.--PauloMSimoes (discussão) 23h03min de 3 de novembro de 2019 (UTC)
Opiniões vazias, sem qualquer base argumentativa, serão desconsideradas. Inclusive, vou abrir um pedido de verificação sobre esses dois IPs. Suspeito que houve uma tentativa de WP:POV aqui. Chronus (discussão) 06h37min de 4 de novembro de 2019 (UTC)

  Discordo. À semelhança dos artigos sobre o Estado da Guanabara, o Distrito Federal e o Município Neutro, o artigo em questão trata de um tema específico. Ao contrário de Salvador (Bahia), quando a capital foi para o Rio de janeiro, criou-se uma "forma específica" de denominar o lugar onde estivesse a capital do país. Assim, durante o Império a capital estava no Município Neutro. Na República ela está no Distrito Federal (sendo que, em dado período a cidade integrante do distrito era o Rio de Janeiro e depois passou a ser Brasília). Assim, penso que são assuntos separados. Optou-se na Wikipédia por tratar essa "forma específica" em três artigos. O ideal seria unir os três, de forma que houvesse um artigo só sobre a unidade onde situa-se a capital. Talvez (não aprofundei a análise) fosse o caso de eventual fusão no artigo do estado da Guanabara (que já narra essa sequência pela qual a cidade do Rio de Janeiro passou (e veja que nos três casos o território era o do atual município do Rio de Janeiro). Assim, penso que são assuntos distintos e não cabe a fusão.FábioJr de Souza msg 22h38min de 3 de novembro de 2019 (UTC)

@Fabiojrsouza: Citação: Fabiojrsouza escreveu: «Ao contrário de Salvador (Bahia), quando a capital foi para o Rio de janeiro, criou-se uma "forma específica" de denominar o lugar onde estivesse a capital do país. Assim, durante o Império a capital estava no Município Neutro. Na República ela está no Distrito Federal (sendo que, em dado período a cidade integrante do distrito era o Rio de Janeiro e depois passou a ser Brasília).» E todo esse histórico pode ser perfeitamente mencionado na seção "Governo nacional", conforme sugerido pelo PauloMSimoes. Citação: Fabiojrsouza escreveu: «O ideal seria unir os três, de forma que houvesse um artigo só sobre a unidade onde situa-se a capital.» Esse artigo já existe. Ao meu ver, o correto seria fundir Guanabara, Município Neutro e Distrito Federal do Brasil (1891–1960) na seção "Governo nacional" ou "História" do verbete Rio de Janeiro. Até porque todas essas entidades federativas correspondem exatamente ao território atual do município do Rio de Janeiro e esses três artigos não passam de esboços quase sem nenhuma fonte, o que, portanto, não justifica a manutenção de verbetes separados. Chronus (discussão) 06h37min de 4 de novembro de 2019 (UTC)
@Chronus: Respeito sua opinião, mas continuo discordando. Daqui a pouco Brasília vai ser fundida no Distrito Federal. Ainda mais em havendo o Estado da Guanabara (que, evidentemente, deve ser mantido). Se possui poucas fontes, que outras sejam adicionadas. Veja que a cidade do Rio de Janeiro não se transformou em Guanabara (deixando de ter o nome de Rio de Janeiro). Da mesma forma que existe Brasília e o Distrito Federal. São hierarquias diferentes, apesar do mesmo território. Assim, da mesma forma que o artigo do Brasil abarca suas fases de colônia, império e república. O Estado da Guanabara pode abarcar suas fase de Município Neutro, Distrito Federal e Estado.FábioJr de Souza msg 21h47min de 4 de novembro de 2019 (UTC)
Citação: Fabiojrsouza escreveu: «Respeito sua opinião, mas continuo discordando.» Se discorda, tem que apresentar algum contra-argumento. Citação: Fabiojrsouza escreveu: «Daqui a pouco Brasília vai ser fundida no Distrito Federal.» Uma coisa não tem relação com a outra. Brasília e Distrito Federal sequer ocupam a mesma área territorial. Logo, a comparação com o estado da Guanabara sequer tem sentido lógico. Citação: « Se possui poucas fontes, que outras sejam adicionadas.» Pois então irei apagar todo o conteúdo sem fontes desses três artigos que mencionei e, acredite, não vai sobrar muita coisa. Chronus (discussão) 00h13min de 5 de novembro de 2019 (UTC)

  Comentário Como força de expressão a frase "Daqui a pouco Brasília vai ser fundida no Distrito Federal" tem seu grau de impacto, mas do ponto de vista factual não têm razão de ser. Quanto ao Distrito Federal, o mesmo é uma unidade federativa destinada a abrigar a capital do país a partir da República, o único "senão" é que a história do Brasil e suas leis fizeram do DF uma unidade federativa "móvel". Skartaris (discussão) 23h43min de 4 de novembro de 2019 (UTC)

  Comentário A Guanabara, durante toda a sua história, coexistiu com o Distrito Federal engendrado para abrigar Brasília, separados devem ficar. Idem para Município Neutro.Skartaris (discussão) 23h50min de 4 de novembro de 2019 (UTC)

@Skartaris: O que venho dizendo aqui, para discordar da presente proposta é algo que, ao menos para mim, parece lógico. Mas pode ser que eu não esteja tendo a condição de usar as palavras adequadas para expressar-me. Enfim...
Você diz que a Guanabara coexistiu com o Distrito Federal. Tudo bem. Mas veja. A proposta aqui faz com que o DF (1890-1960) seja incorporado à cidade do Rio de Janeiro. Por essa lógica, se a Guanabara tinha a área da cidade do Rio de Janeiro?
Você disse que o Município Neutro deve ter artigo separado. Tudo bem. Mas veja. A constituição de 1891 diz:
"Art 2º - Cada uma das antigas Províncias formará um Estado e o "antigo Município Neutro constituirá o Distrito Federal", continuando a ser a Capital da União, enquanto não se der execução ao disposto no artigo seguinte.
Art 3º - Fica pertencendo à União, no planalto central da República, uma zona de 14.400 quilômetros quadrados, que será oportunamente demarcada para nela estabeIecer-se a futura Capital federal.
Parágrafo único - Efetuada a mudança da Capital, o atual Distrito Federal passará a constituir um Estado.(...)
Art 28 - A Câmara dos Deputados compõe-se de representantes do povo eleitos pelos Estados e pelo Distrito Federal, mediante o sufrágio direto, garantida a representação da minoria.(...)
Art 30 - O Senado compõe-se de cidadãos elegíveis nos termos do art. 26 e maiores de 35 anos, em número de três Senadores por Estado e três pelo Distrito Federal, eleitos pelo mesmo modo por que o forem os Deputados."(Grifo nosso) http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao91.htm
Vejamos a constituição de 1946:
"Art 1º - Os Estados Unidos do Brasil mantêm, sob o regime representativo, a Federação e a República.
§ 1º - A União compreende, além dos Estados, o Distrito Federal e os Territórios.
§ 2º - O Distrito Federal é a Capital da União.(...)
Art 26 - O Distrito Federal será administrado por Prefeito de nomeação do Presidente da República, e terá Câmara eleita pelo povo, com funções legislativas.(...)
§ 3º Os vencimentos dos Desembargadores do Tribunal de Justiça serão fixados em quantia não inferior a setenta por cento do que recebem os Ministros do Supremo Tribunal Federal; e os dos demais juízes vitalícios com diferença não excedente a trinta por cento de uma para outra entrância, atribuindo-se aos de entrância mais elevada não menos de dois terços dos vencimentos dos Desembargadores.(Redação dada pela Emenda Constitucional nº 1, de 1950)
§ 4º - Ao Distrito Federal cabem os mesmos impostos atribuídos por esta Constituição aos Estados e aos Municípios.(...)
Art 30 - Compete à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios cobrar:(...)
Art 56 - A Câmara dos Deputados compõe-se de representantes do povo, eleitos, segundo o sistema de representação proporcional, pelos Estados, pelo Distrito Federal e pelos Territórios.(...)
Art 111 - Haverá um Tribunal Regional Eleitoral na Capital de cada Estado, e no Distrito Federal."(Grifo nosso)
Ato das Disposições Constitucionais Transitórias (CF 1946)
"Art 4º - A Capital da União será transferida para o planalto central do Pais.(...)
§ 4 º - Efetuada a transferência, o atual Distrito Federal passará a constituir o Estado da Guanabara."http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao46.htm#adctart4
Peço desculpas pelas longas citações, mas elas mostram que o DF era muito diferente. Não era uma cidade. Era equivalente a um Estado. Tinha TRE (cidade tem TRE?). Tinha desembargador. Elegia deputado e senador. Então, pela característica própria, não tem como fundir com a cidade do Rio de Janeiro (desembargador do TJ da cidade do Rio de Janeiro?). Além do mais, é o antecessor do estado da Guanabara. Então, se é para fundir que seja na Guanabara.FábioJr de Souza msg 03h58min de 12 de novembro de 2019 (UTC)
@Fabiojrsouza: A Guanabara coexistiu com o Distrito Federal, nenhum de nós discorda. Quanto a este fato eu reafirmo que minha proposta não têm qualquer pendor para com a Guanabara. Quanto o Município Neutro invoco que o mesmo foi uma figura jurídica erigida sob a Constituição Imperial de 1824 e também não pretendo extingui-lo, mas o fato é que o DF que abriga Brasília é o mesmo que abrigou o Rio de Janeiro, pois é dever do mesmo servir como circunscrição territorial à capital do país, o que no caso brasileiro fez dele uma UF móvel. Assim o Município Neutro, a cidade do Rio de Janeiro e o Distrito Federal em si detêm artigos próprios e somente o artigo Distrito Federal do Brasil (1891–1960) se faz redundante. Suas citações do Art 2º e Art 3º junto com seu parágrafo único da Carta de 1891 em nenhum momento contrariam minhas afirmações neste parágrafo! Quanto aos Art. 28 e 30 as informações em questão foram tratadas, fática, editorial e historicamente como relativas a uma unidade federativa autônoma cuja extinção levou a agregarmos os mesmos junto à Guanabara. Skartaris (discussão) 11h14min de 12 de novembro de 2019 (UTC)
@Skartaris: Na verdade, não tenho nenhum problema com a manutenção de outros artigos. Só discordo da fusão na cidade do RJ. E citei a legislação apenas (e tão somente) para tentar mostrar que a cidade do RJ e o DF (de então) são diferentes. E acho que nisso concordamos.FábioJr de Souza msg 14h27min de 12 de novembro de 2019 (UTC)
 :@Fabiojrsouza: Por dever de justiça devo afirmar publicamente que a sua solução para esta proposta de fusão foi melhor do que a originalmente proposta por mim e o agradeço pelo acréscimo valioso e definitivo para o encaminhamento desta questão. Muito obrigado colega editor! Em meio ao novo rumo na discussão peço ao colega que manifeste de forma textual sua opinião quanto à nova proposta de fusão entre Distrito Federal do Brasil (1891–1960) e Guanabara. Skartaris (discussão) 15h49min de 12 de novembro de 2019 (UTC)
@Skartaris:   Concordo com a fusão do DF (1891–1960) no artigo da Guanabara.FábioJr de Souza msg 15h57min de 12 de novembro de 2019 (UTC)

@Fabiojrsouza: Sobre a Carta de 1946 o Art 1º e o § 1º destacam aspectos políticos, geográficos e políticos da organização territorial do país, eventual fusão de artigos não mudará este aspecto. Quanto ao o § 2º a realidade fática demonstrou por A mais B que a cidade do Rio de Janeiro, incrustada do Distrito Federal, serviu como Capital da União, embora os constituintes tivessem, gramaticalmente, apontado outra definição. Também a parte das competências não elidem a presente discussão, mas agradeço-te pela lembrança do Art 4º § 4º. Skartaris (discussão) 11h27min de 12 de novembro de 2019 (UTC)

  Comentário Agradecendo ao usuário @Fabiojrsouza: pelo auxílio e peço ao @Chronus: @PauloMSimoes: e demais editores participantes desta discussão que, à luz do exposto nesta e sobretudo em relação aos fatos mais recentes, peço aos mesmos que ao invés da fusão com a cidade do Rio de Janeiro o artigo Distrito Federal do Brasil (1891–1960) seja fundido, conforme o Art 4º § 4º da Carta de 1946, com o estado da Guanabara, hipótese correta conforme a lei. Skartaris (discussão) 11h38min de 12 de novembro de 2019 (UTC)

Me parece bem embasada a sugestão dos colegas Fabiojrsouza e Skartaris. O Distrito Federal antigo e o atual têm status de Unidade Federativa e segundo a legislação citada com muita propriedade Citação: § 4 º - Efetuada a transferência, o atual Distrito Federal passará a constituir o Estado da Guanabara, e também conforme a última frase no texto do artigo Distrito Federal do Brasil (1891–1960)   Concordo com a fusão deste verbete com o verbete da Guanabara.--PauloMSimoes (discussão) 13h30min de 12 de novembro de 2019 (UTC)
  Comentário Em face dos argumentos colocados, mudei minha opinião em relação ao início da discussão. Ou seja, de fundir com o artigo "Rio de Janeiro", alterei para fundir com o artigo "Guanabara". Para não causar confusão no encerramento, pensei em riscar minhas opiniões iniciais. Mas o novo rumo da discussão diverge do título com que foi aberta a discussão. Como proceder? Não se deveria abrir aqui mesmo uma nova seção para discutir a nova proposta? --PauloMSimoes (discussão) 17h59min de 12 de novembro de 2019 (UTC)
  Concordo em fundir Município Neutro e Distrito Federal do Brasil (1891–1960) com Guanabara. Chronus (discussão) 02h44min de 13 de novembro de 2019 (UTC)

  Comentário Editores @Fabiojrsouza:, @Chronus: e demais participantes, algo a dizer sobre a sugestão de @PauloMSimoes: quanto à proposta de @PauloMSimoes: em sua manifestação mais recente? Seria possível? Skartaris (discussão) 13h02min de 13 de novembro de 2019 (UTC)

@Skartaris: Se vai organizar melhor a discussão   Concordo.FábioJr de Souza msg 14h07min de 13 de novembro de 2019 (UTC)
@Fabiojrsouza: A ideia que me ocorre é cancelar esta discussão e abrir outra tendo apenas Distrito Federal do Brasil (1891–1960) e Guanabara como partes e gostaria que você fundamentasse o pedido dessa nova discussão em reconhecimento à sua melhor proposição e melhor enfoque ao analisar o presente caso. Skartaris (discussão) 14h13min de 13 de novembro de 2019 (UTC)
@Skartaris: Eu creio que, por economia processual, a presente poderia ser mantida. O Po aulo já concorda com a fusão alternativa e o Chronus também, apesar de ampliando. Creio que há um consenso no sentido de rejeitar a proposta inicial e um consenso médio no sentido de fundir o Distrito Federal do Brasil (1891–1960) na Guanabara. A questão do Município Meutro é que poderia ser deixada para outra proposta. Mas aguardo outras opiniões.FábioJr de Souza msg 14h23min de 13 de novembro de 2019 (UTC)
@Fabiojrsouza: Que assim seja (risos). Skartaris (discussão) 14h27min de 13 de novembro de 2019 (UTC)

  Pergunta: qual a diferença entre os três artigos e os artigos das províncias imperiais com os artigos dos estados federados? --Luan (discussão) 22h44min de 19 de novembro de 2019 (UTC)

@Luan: Têm como grande diferença a instituição e existência dos mesmos sob formas e sistemas de governos distintos do atual. Desculpe a resposta curta, mas por ora tá meio corrido. Skartaris (discussão) 09h56min de 20 de novembro de 2019 (UTC)
Além disso @Luan: a constituição das antigas províncias imperiais do Brasil difere dos atuais estados do país, vide a gigantesca Província de Mato Grosso, "mãe" dos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia. Skartaris (discussão) 12h40min de 20 de novembro de 2019 (UTC)
Como isso de "instituição e existência dos mesmos sob formas e sistemas de governos distintos" não se aplica ao Município Neutro vigente na monarquia e ao primeiro Distrito Federal e ao estado da Guanabara vigentes na república? E como tais critérios político-administrativos podem ser aplicados no nível nacional para criar diferenciação, mas não podem ser aplicados no nível subnacional com os mesmos propósitos? --Luan (discussão) 20h39min de 21 de novembro de 2019 (UTC)
O município neutro era uma figura jurídica do Brasil Império destinada a determinar e proteger a circunscrição da Corte e a meu ver é uma figura jurídica distinta. Skartaris (discussão) 10h27min de 22 de novembro de 2019 (UTC)
Essa frase não tem relação com as duas perguntas que fiz. Aguardo ainda a resposta para entender o critério proposto aqui do que deve ser fundido e o que deve ser separado. --Luan (discussão) 19h11min de 22 de novembro de 2019 (UTC)
@Luan: Creio que seja óbvio que realizar a proposta de fusão em questão não obriga que seja proposta a fusão de outros artigos em função de eventual semelhança de critério e/ou situação. A presente discussão originou-se da intenção de fundir artigos sobre a cidade do Rio de janeiro o Distrito Federal 1891-1960 por dizer respeito ao mesmo lugar. Chegou-se à conclusão de que seria o caso de fundir o Distrito Federal 1891-1960 com o artigo sobre o Estado da Guanabara. Ora, o Estado da Guanabara surgiu da transformação do DF em Estado da Guanabara (transformação ocorrida dentro do regime republicano - o que diferencia da transformação das antigas províncias em Estados). No entanto, veja que o artigo Lista de governadores da Paraíba, apesar de ser uma lista destinada a governadores da Paraíba (existe diferença entre governador e governante), apresenta a relação dos presidentes de província e governantes anteriores à proclamação da independência. Ademais, curioso que existem três predefinições: Governadores, presidentes de província e governantes da capitania.
Agora é uma situação a se pensar. Veja que é comum a divisão dos artigos no período de capitania, de província e de estado (muito embora, no caso da Paraíba, o artigo da província só tenha pouco mais de uma linha e meia). O artigo sobre Minas Gerais, por exemplo, possui mais conteúdo sobre a fase de província que o próprio artigo Província de Minas Gerais e que mais que o artigo Capitania de Minas Gerais.
É um assunto que, talvez seja polêmico, mas não creio que seja impossível haver, inclusive, uma fusão das capitanias e províncias nos estados (exceto se houver uma quantidade de conteúdo que justifique artigo separado).FábioJr de Souza msg 19h57min de 22 de novembro de 2019 (UTC)
@Luan: Eu propus originalmente a fusão entre os artigos do Distrito Federal do Brasil (1891–1960) com a da cidade do Rio de Janeiro. Felizmente, a visão acurada de @Fabiojrsouza: demonstrou, por A mais B, que minha proposição original carecia de sentido era, a rigor, uma péssima ideia. Agradeço mais uma vez ao Fábio reconhecendo a correção de sua sugestão em fundir os artigos Distrito Federal do Brasil (1891–1960) e Guanabara. Apoio a proposta do Fábio que está certo em dizer que "(...) a proposta de fusão em questão não obriga que seja proposta a fusão de outros artigos em função de eventual semelhança de critério e/ou situação", motivo pelo qual e desde já propugno pela existência em separado, por exemplo, do artigo Município Neutro. Skartaris (discussão) 00h47min de 23 de novembro de 2019 (UTC)
@Luan: Lamento, embora reconheça seu direito ao fazê-lo, que tenha considerado que minhas intervenções (ou ao menos uma delas) "não tivesse relação com as perguntas que você fez", afinal evoquei, tanto quanto possível, as nuances políticas e jurídicas capazes de delinear algumas diferenças entre a divisão territorial do país entre o Império e a República. Quando citei a "instituição e existência dos mesmos sob formas e sistemas de governos distintos" fiz apenas um comentário casual sobre uma situação à parte e formalmente dissociada da proposta em estudo. Se não me esmerei em explicar dessa forma, espero fazê-lo agora. Skartaris (discussão) 01h02min de 23 de novembro de 2019 (UTC)
@Skartaris e Fabiojrsouza: fiz perguntas para esclarecer o motivo pelo qual vocês defendem a fusão. Se o critério é o sistema político nacional, Município Neutro não seria incluído na fusão, mas o 1.º distrito federal, o estado federado e o município poderiam ser fundidos (pois todos existiram no regime republicano, enquanto aquele existiu no regime monárquico). Nesse sentido, artigos dos estados federados e das províncias também ficariam separados. Mas se o sistema político nacional importa, por que a categoria político-administrativa definida pelo próprio sistema político nacional não serve de critério também? Se a categoria político-administrativa subnacional é um critério, município, estado federado, província (imperial), capitania, distrito federal, território federal e município neutro são categorias diferentes e cada artigo relativo deve estar separado. Se o critério é territorial, o Goiás pré-1988 e o Goiás pós-1988 deveriam existir em artigos separados, por exemplo, tal como falado sobre a "província-mãe" Mato Grosso. Se o critério é tamanho do artigo, que tamanho é esse? Fundir só Guanabara (o estado) com o 1.º distrito federal (o distrito federal) é uma proposta baseada em qual critério? --Luan (discussão) 18h03min de 23 de novembro de 2019 (UTC)
@Luan: Se existiu um Império do Brasil devem existir artigos análogos, grosso modo. Não há necessidade, isto sim, de esticarmos ad aeternum o alcance de certos elementos fáticos da história. O estado de Goiás, por exemplo, não se divide em "Goiás pré e pós", o que existiu desde a divisão do mesmo foi um outro estado, o Tocantins. Este novo estado detém, como qualquer outro, uma circunscrição territorial delineada em lei (e não apenas um "critério territorial") a fim de assegurar-lhe a existência, assim, voltando ao caso em tela, a proposta do @Fabiojrsouza: assenta-se em leis como a 3.273 de de 01/10/1957 e a 3.752 de 14/04/1960 (textualmente afirmando que o "o atual Distrito Federal passará (...) a constituir o estado da Guanabara") e diante disso temos um "aspecto objetivo" a observar em prol da fusão entre o antigo Distrito Federal e a Guanabara. No frigir dos ovos, creio, nossos raciocínios terão mais semelhanças que diferenças. Skartaris (discussão) 18h47min de 23 de novembro de 2019 (UTC)
É natural que, em estados que sofreram divisão, você fale de regiões que não lhe pertencem mais para citar fatos que ali ocorreram antes da divisão. Então é natural que no artigo de Goiás possa constar fatos ocorridos em cidades que hoje integram Tocantins, mas que antes pertenciam a Goiás. Mas Goiás continua o mesmo. E em Tocantins, você vai dizer que seu território integrou Goiás e vai citar, na parte de história, fatos relacionados ao tempo em que o território integrou Goiás. Mas não vai tratar de assuntos próprios de Goiás atual.FábioJr de Souza msg 19h25min de 23 de novembro de 2019 (UTC)
@Luan: A ideia aqui é fundir Distrito Federal do Brasil (1891–1960) e Guanabara. Baseado em:
Ato das Disposições Constitucionais Transitórias (CF 1946):
Assim, faz mais sentido fundir esses artigos que fundir o Distrito Federal do Brasil (1891–1960) no artigo da cidade do Rio de Janeiro. Independentemente da área da cidade do Rio de janeiro e a área do Distrito Federal do Brasil (1891–1960) serem iguais, tratam-se de figuras distintas (o DF, por exemplo, não era uma cidade - já que cidades não têm desembargador. Coloquei, acima, trechos de atos normativos que mostram que o DF tinha características que eram inexistentes em municípios). Por mais que, conforme expliquei acima, existam artigos sobre os atuais estados que tratam de toda a história desde a época colonial (Minas Gerais, por exemplo, tem muito de períodos anteriores à República - não obstante existir o artigo Província de Minas Gerais (com três linhas, mas tem).), acho que o principal aqui (não obstante o direito de todos de querer enveredar por onde achar melhor) é que o estado da Guanabara sucedeu Distrito Federal do Brasil (1891–1960). Pretende-se fundir os artigos que tratam deses entes. A comunidade concorda? FábioJr de Souza msg 18h49min de 23 de novembro de 2019 (UTC)
Não estou negando que tenha havido a sucessão (longe disso!), do 1.º DF para a Guanabara. Fabio, você disse "DF tinha características que eram inexistentes em municípios". Na constituição atual, o DF não é nem município, nem estado, mas tem características de ambos. Assim, as características de estado que o DF tem não são encontradas nos municípios, e as características de município que o DF tem não são encontradas nos estados. Imagino que tal situação se repita na referida constituição de 1946 (estados e o DF não tivessem as mesmas características, justificando inclusive o nome diferente — nomes diferentes para coisas diferentes). Logo, se o 1.º DF não podia ser igualado a municípios, como poderia ser a estados? --Luan (discussão) 14h57min de 25 de novembro de 2019 (UTC)
@Luan: O que eu acho principal é que:"§ 4 º - Efetuada a transferência, o atual Distrito Federal passará a constituir o Estado da Guanabara." FábioJr de Souza msg 15h05min de 25 de novembro de 2019 (UTC)
Sim, Fabio, a entidade mudou de categoria/nível (deixou de ser distrito federal e virou estado federado), não foi só renomeada (num cenário em que poderiam ter optado por 2 distritos, por exemplo). O que ressalto é a diferença entre ser distrito federal e ser estado federado ("naturezas jurídicas" distintas). --Luan (discussão) 15h34min de 25 de novembro de 2019 (UTC)

Usiminas; Companhia Siderúrgica Paulista

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.

A Companhia Siderúrgica Paulista foi adquirida pela Usiminas, porém ambos os artigos possuem poucas fontes e não há motivo para o artigo da companhia adquirida ser mantido, já que não há fontes o suficiente e não há relevância, já que se trata de uma das usinas da Usiminas. Uma fusão seria benéfica, já que as poucas fontes do artigo da CSP junto ao seu conteúdo (que é pequeno) seriam passadas ao artigo da empresa restante.

JackCrazy5 Fale Comigo! 21h46min de 4 de dezembro de 2019 (UTC)

  Discordo Duas entidades diferentes, com histórias diferentes. É verdade que o artigo da COSIPA está fraco de fontes, mas é uma entidade sem dúvidas relevante para artigo próprio.-- Leon saudanha 15h44min de 25 de dezembro de 2019 (UTC)

Enel Brasil; Enel

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.

As duas não possuem texto para manter páginas próprias.

O "R" Aliado 06h52min de 20 de maio de 2019 (UTC)

  Discordo Apesar do Enel Brasil ter poucas referências, ficaria desproporcional o artigo final, a menos que sofresse uma forte navalhada, que seria contraproducente.-- Leon saudanha

Direito de uso; Usufruto

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.

Posso estar enganado, mas parecem ser a mesma coisa. Haveria alguém mais especialista no tema, que pudesse ajudar? —Pórokhov Порох 00h08min de 22 de dezembro de 2019 (UTC)

  Comentário Sem me aprofundar muito, se os textos estiverem corretos já dá pra perceber que não são a mesma coisa. Millbug fala 17h58min de 24 de dezembro de 2019 (UTC)
Millennium bug você é especialista na área. Mas veja, eu expandi o usufruto a partir do Inglês, e se estiver tudo certo, me parece que o direito de uso é uma forma de usufruto. A separação se justificaria, se houvesse bastante conteúdo referenciado, mas nem há, e os interwikis do direito de uso, que são apenas dois, en:Uso y habitación e, também estão muito ruins. —Pórokhov Порох 15h05min de 25 de dezembro de 2019 (UTC)
Eu não diria uma forma, mas uma outra espécie, mais restrita, do mesmo gênero. Millbug fala 20h14min de 25 de dezembro de 2019 (UTC)

  Comentário Existe o direito real de uso (art. 1225, V, do Código Civil do Brasil) e o direito real de usufruto (art. 1225, IV, do Código Civil do Brasil). São direitos reais diferentes. No uso a pessoa só retira do bem o suficiente para sua manutenção e de sua família. Já no usufruto ele retira toda a produção do bem. Exemplo.Uma propriedade gera uma renda de aluguel de cem reais. Uma pessoa precisa de 50 reais para sobreviver (é só um exemplo, ok?). Se o dono da propriedade conceder o direito de uso, a pessoa vai receber apenas os 50 reais. Se conceder o usufruto, ele recebe a renda toda.FábioJr de Souza msg 03h11min de 20 de janeiro de 2020 (UTC)

Feudalismo; Feudalismo na Europa

O artigo que deveria ser o principal, "feudalismo", é pobremente desenvolvido, enquanto que "feudalismo na Europa" tem uma abordagem extensa e muito mais detalhada. pelo que tenho visto, o conceito de feudalismo em seu sentido clássico só é aplicável à Europa, e há muita discussão sobre essa aplicabilidade a modelos mais ou menos similares não europeus, especialmente pelo papel determinante desempenhado pela igreja católica em sua formação e consolidação e outras características políticas, culturais, sociais e econômicas peculiares ao continente europeu. assim, parece-me que há redundância em mantermos dois artigos para essencialmente a mesma coisa. além disso, em termos mais práticos, as visualizações de "feudalismo", que sem dúvida é o termo procurado preferencialmente nas buscas, são cerca de cinco vezes maiores do que "feudalismo na Europa", o que está remetendo uma massa de leitores para um texto fraco, possivelmente sequer se dando conta que existe o outro artigo muito mais completo. proponho, assim, levar todo o conteúdo de "feudalismo na Europa" para o artigo principal "feudalismo".Tetraktys (discussão) 17h15min de 29 de dezembro de 2019 (UTC)

  Concordo. Mesmo que se assuma haver feudalismo no Japão como até hoje a historiografia aborda, que se faça um qualquer feudalismo no Japão. Feudalismo deve ficar com o artigo do sistema europeu.--Rena (discussão) 21h25min de 29 de dezembro de 2019 (UTC)

  Discordo - Em 04/12/2019 essa fusão, hoje proposta novamente, já havia sido recusada. Apesar do artigo "feudalismo" ser inferior ao "feudalismo na Europa, ele se presta bem a Wikipédia por ser sucinto e de fácil compreensão para quem quer ter apenas uma visão genérica sobre o assunto, o que é o caso da maioria dos leitores.--Sylvio Sant (discussão) 04h15min de 31 de dezembro de 2019 (UTC)

Sylvio Sant, poderia indicar uma ligação dessa tal discussão de fusão que, até onde sei, nunca ocorreu? O que se propôs foi fundir Feudalismo e Feudo, coisas bem distintas. O ponto que o Tetraktys levantou é que há dois artigos falando da exata mesma coisa e que são a mesma coisa.--Rena (discussão) 04h57min de 31 de dezembro de 2019 (UTC)
Rena Você tem razão! A sugestão de fusão foi mesmo Feudalismo e Feudo. Por sinal, daquela não participei e, vendo agora a proposta, teria aceitado a fusão. Mas, no caso desta proposta, continuo a argumentar que discordo da fusão porque vejo em "feudalismo" um artigo mais palatável para o tipo de leitor que temos hoje em dia e que quer tudo explicado em duas linhas.Já o outro artigo,[[feudalismo na Europa], que é mais específico, acredito deveria ser ampliado por ser bem interessante para um público mais exigente.Bom ano de 2020.--Sylvio Sant (discussão) 08h04min de 31 de dezembro de 2019 (UTC)
Sylvio Sant, não posso reconhecer a validade do seu argumento. não estamos no twitter, no facebook, ou em algum blog qualquer. isso aqui é uma enciclopédia. se as pessoas querem uma compreensão instantânea dos assuntos devem se dirigir a um mágico, e se têm preguiça de ler textos mais elaborados, bem, então é um problema inteiramente delas e não nosso. nossa obrigação é prover conteúdo de qualidade, como está fixado em nossa regras. além disso, como eu falei, não há consenso entre a crítica de que se possa aplicar o conceito de feudalismo a outros lugares que não a Europa, a não ser como um termo comparativo, e não descritivo, e mesmo assim, com muitos problemas conceituais insolúveis, já que ele deve suas características a um contexto europeu que é único. Tetraktys (discussão) 19h58min de 31 de dezembro de 2019 (UTC)
  • Discordo O artigo Feudalismo na Europa é muito grande, e possui conteúdo que não se aplica a um artigo geral como Feudalismo. Fundir os dois artigos não deixaria Feudalismo mais rico, mas inchado e com uma enorme generalização sobre o assunto, que se aplicaria apenas ao feudalismo europeu. --CaiusSPQR(discussão) 01h41min de 20 de janeiro de 2020 (UTC)

Pressão de degenerescência; Pressão de degenerescência eletrônica

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.


Os dois artigos tratam do mesmo assunto. Aquino510 (discussão) 18h40min de 5 de janeiro de 2020 (UTC)

  Discordo Pressão de degenerescência eletrônica diz respeito especificamente da pressão de degenerescência dos elétrons, já o outro artigo é sobre pressão de degenerescência em geral, que pode ser oriunda de outros férmions, como o nêutron.--Leone dá o papo 22h37min de 5 de janeiro de 2020 (UTC)
a proposta é de FUSAO dos dois artigos nao de eleminação portanto seu comentario não faz nenhum sentido. EM nenhuma outra wikipedia ha 2 artigos pra estes temas que são tratados em apenas 1 Aquino510 (discussão) 23h15min de 26 de janeiro de 2020 (UTC)
Você tem razão. O artigo de pressão de degenerescência dos elétrons pode ser uma seção do artigo de pressão de degenerescência sem problema algum.--Leone dá o papo 17h59min de 28 de janeiro de 2020 (UTC)

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Irmão Afonso

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.

Como biografia, o segundo artigo nada aponta de relevante, exceto por haver fundado a PUC-RS, e não apresenta fontes, exceto uma "bibliografia" primária (História da PUC-RS). A proposta de eliminação foi encerrada como inconclusiva. Yanguas diz!-fiz 17h43min de 6 de janeiro de 2020 (UTC)

@Yanguas: não é possível transferir para a central o que não foi resolvido em EC. O contrário pode até ser. A PE terminou inconclusiva por falta de quórum suficiente. O procedimento regular é esperar os 3 meses e submeter novamente a proposta. --Luan (discussão) 14h40min de 11 de janeiro de 2020 (UTC)
Nada a ver, Luan. Encerrada como inconclusiva significa página mantida. Não estou propondo PE, estou propondo fusão. Eu concordaria contigo se fosse uma página sem fonte alguma, mas não é o caso. Yanguas diz!-fiz 23h14min de 14 de janeiro de 2020 (UTC)
@Yanguas: não vou discutir esse assunto, é uma brecha nas regras dentre o par de procedimentos. Espero que você seja mais específico, exemplifique, a fusão proposta entre um artigo sobre uma organização e outro biográfico e haja anuências à tua proposta para que seja executada. --Luan (discussão) 15h44min de 18 de janeiro de 2020 (UTC)

Categoria:Bairros de Brasília; Categoria:Setores do Plano Piloto

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.


Na prática são sinônimos. —Pórokhov Порох 16h18min de 9 de janeiro de 2020 (UTC)

Nintendo Switch; Joy-Con

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.


O artigo sobre o controle joy-con é pequeno, e este apenas funciona no Switch. - Elilopes DEBATE 17h14min de 10 de janeiro de 2020 (UTC)

  • Discordo Ao observar outras wikis é possível perceber que Joy-Con pode ser bastante expandido, e há fontes suficientes que comprovam sua verificabilidade e notoriedade que não dependem de Nintendo Switch. Além disso, baseado no conteúdo atual, no das wikis e no das fontes, a informação no artigo não tem muita relação com Nintendo Switch, então é melhor haver dois artigos separados. --CaiusSPQR(discussão) 23h15min de 17 de janeiro de 2020 (UTC)
  •   Discordo Há conteúdo suficiente na web para expandir o artigo com referências. Sobre funcionar exclusivamente no Switch há outros artigos na wiki sobre controles de consoles bem desenvolvidos, como os da categoria "Controladores de jogos". Lucasmf23 msg 02h55min de 11 de fevereiro de 2020 (UTC)

Linux; GNU/Linux/2

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.


GNU/Linux e Linux são dois nomes diferentes para o mesmo tópico. Existe sim o kernel chamado Linux, mas para referir-se ao OS (ou família de OSs) GNU/Linux e Linux são sinónimos. Isto pode ser confirmado no website oficial do GNU (gnu.org), que prefere chamar o OS GNU/Linux em vez de Linux. No website está escrito, GNU/Linux is used by millions, though many call it “Linux” by mistake. [1]. Também é possível encontrar: The whole system is basically GNU with Linux added, or GNU/Linux. All the so-called “Linux” distributions are really distributions of GNU/Linux. [2] Mais info: FAQ --CaiusSPQR(discussão) 07h24min de 11 de janeiro de 2020 (UTC)

CaiusSPQR quando for abrir uma nova discussão de fusão, é interessante chamar os que participaram da discussão anterior, no caso, Wikipédia:Fusão/Central de fusões/Linux; GNU/Linux: Tetizeraz, Luizdl, MisterSanderson, Saturnalia0 e Leon saudanha. Mais imoportante, é preciso explicar, porque se hove consenso contrário na primeira vez, a conclusão agora deve ser diferente. Qual foi o mérito que não foi observado na primeiro discussão de fusão? —Pórokhov Порох 18h50min de 12 de janeiro de 2020 (UTC)

  Discordo Nada de relevante para a proposta mudou desde 2017 nos artigos, portanto minha opinião permanece a mesma. Obrigado pelo convite, Porokhov. Saturnalia0 (discussão) 18h55min de 12 de janeiro de 2020 (UTC)

@Saturnalia0: Disse que sua opinião permanece a mesma -- mas qual é sua opinião sobre a proposta de fusão entre GNU/Linux e o sistema Linux? Sinceramente, não percebi o seu argumento em oposição à primeira proposta de fusão. --CaiusSPQR(discussão) 21h55min de 12 de janeiro de 2020 (UTC)
Eu discordo, como explicitei acima, pelos motivos mencionados na discussão anterior... Não acho eu que possa ser mais claro. Saturnalia0 (discussão) 01h16min de 14 de janeiro de 2020 (UTC)
@Saturnalia0:E que motivos são esses? Não os percebi na primeira proposta. --CaiusSPQR(discussão) 21h17min de 16 de janeiro de 2020 (UTC)

  Discordo Logo no primeiro paragrafo do artigo Linux há uma menção referenciada de que a plataforma Linux é um sistema que utiliza um kernel Linux. («What is Linux?» (em inglês). The Linux Foundation ) GNU/Linux é um sistema operacional Linux, mas nem todos os sistemas operacionais da plataforma Linux usam as ferramentas da GNU, como o Android por exemplo.

A polêmica que exite sobre o termo GNU/Linux é que esse termo foi inventado pelo pessoal da GNU pelo fato de que Projeto GNU implementou ferramentas para um projeto de sistema operacional, e as distribuições Linux que começaram a se popularizar usavam essas mesmas ferramentas do GNU, assim eles defendiam que tais sistemas deveriam ser chamados por esse termo. Porém um dos principais argumentos contra é que também é utilizado outras mecanismos importantes para sistema, como a interface gráfica X11, que não têm relações com o GNU, e por esse e outros motivos as distribuições GNU/Linux continuaram a ser chamado geralmente apenas de Linux.

No entanto Linux é um termo mais abstrato, enquanto GNU/Linux é uma variante, assim como outros sistemas operacionais Linux que também possuem artigo próprio na Wikipédia como o Tizen, Android, LG webOS etc.--Luizdl discussão 20h28min de 12 de janeiro de 2020 (UTC)

@Luizdl: Você próprio concorda com meu argumento, como disse, GNU/Linux é um sistema operacional Linux. Se todo sistema GNU/Linux é Linux. Porquê não fundi-los? O próprio artigo GNU/Linux mal possui fontes, e nenhuma delas é sobre GNU/Linux, mas ou sobre GNU ou sobre Linux (núcleo). A própria secção "Distribuições" pode ser usada em Linux sem qualquer problema (não fosse a falta de fontes). Android não utiliza software GNU, mas isto não inviabiliza a fusão de GNU/Linux com Linux. A proposta de fusão não tem relação com Android - não é uma proposta de fusão entre Android e GNU/Linux ou Android e GNU. Também, qual o ponto de seu segundo parágrafo para esta proposta? Como ele refuta a proposta? A proposta é sobre a fusão dos artigos, não sobre a nomenclatura. Também, No entanto Linux é um termo mais abstrato, enquanto GNU/Linux é uma variante[carece de fontes]. Mesmo se provir fontes, este argumento também não é válido como oposição à fusão dos artigos, já que todo sistema GNU/Linux é Linux. Tizen, Android, LG webOS e outros possuem artigos na Wikipédia porque possuem notabilidade. Não é porque eles possuem artigos que GNU/Linux também deve possuir. CaiusSPQR(discussão) 21h55min de 12 de janeiro de 2020 (UTC)
Porque senão, usando a mesma lógica teríamos que fundir também artigos como Tizen, Android, LG webOS, Chrome OS etc, afinal são todos Linux.--Luizdl discussão 05h34min de 13 de janeiro de 2020 (UTC)
A questão da notabilidade também está clara, as distribuições de GNU/Linux são de longe os principais sistemas operacionais baseado na plataforma Linux, a ponto de normalmente ser chamado apenas de "Linux". Quanto a fonte para "Linux é um termo mais abstrato", já citei, mas cito outra também: What is Linux? "It is an open source and free operating system based on Linux kernel", ou seja, um sistema operacional Linux é basicamente um sistema que usa o kernel Linux.--Luizdl discussão 06h31min de 13 de janeiro de 2020 (UTC)
@Luizdl: Porque tais artigos são notáveis. Não são apenas um sistema operativo e um kernel combinados que possuem um artigo na Wikipédia cujo texto pode ser usados ou em GNU ou Linux. Sim, distribuições Linux são notáveis, por isso possuem seus respetivos artigos, além do artigo Distribuição Linux. Eu repito, um sistema GNU/Linux é um sistema que usa o kernel Linux, portanto todo sistema GNU/Linux é um sistema Linux. Possui fontes que digam que um sistema GNU/Linux é diferente de um sistema Linux? Porque há fontes que dizem que GNU/Linux é apenas uma nomenclatura preferida por FSF para sistemas Linux, como está escrito em gnu.org: GNU/Linux is used by millions, though many call it “Linux” by mistake.. Também: There are complete systems that contain Linux and not GNU; Android is an example. But it is a mistake to call them “Linux” systems, just as it is a mistake to call GNU a “Linux” system. ... If you call the whole GNU/Linux system “Linux”, you will find it necessary to say things like, “Android contains Linux, but it isn't Linux, because it doesn't have the usual Linux [sic] libraries and utilities [meaning the GNU system].” [3]. --CaiusSPQR(discussão) 21h17min de 16 de janeiro de 2020 (UTC)

Conforme pedido por Pórokhov irei explicar porque é necessário um novo consenso. Primeiramente, a primeira proposta não apresentou argumentos fortes para a fusão dos dois artigos, citando como inclusive como o artigo é lidado na enwiki. Esta proposta possui fontes nas quais baseio meu argumento. Na proposta anterior também, os argumentos apresentados falharam em considerar duas aceções diferentes para "Linux". Em geral quando se fala em Linux, uma pessoa pode referir-se ao kernel ou à família de OSs que comummente possui software desenvolvido para o OS GNU + o kernel Linux. Esta última aceção também se pode chamar GNU/Linux, que o website oficial do GNU prefere e recomenda (mas é um termo bem menos comum que simplesmente Linux ao se referir à família de OSs). A falha ao considerar o kernel e o OS como aceções distintas pode ser evidenciada pelo facto de Mister Sanderson corretamente afirmar que são três temas distintos, mas ter feito um link para Linux e não Linux (núcleo) quando se referiu ao kernel, além de desconsiderar o facto de GNU/Linux também poder ser chamado Linux: Existem 3 coisas diferentes: Linux (o kernel), GNU (o resto do sistema), e GNU/Linux, que é uma das possíveis junções de um kernel mais o resto do sistema. Isto não aparenta ter sido um simples erro de hyperlink, pois o próprio artigo na época [4] possuía um hatnote para desambiguar Linux e Linux (núcleo), e a própria introdução de Linux explicava que Linux é um termo utilizado para OSs que utilizam o kernel Linux. Saturnalia0 cometeu o mesmo erro: GNU/Linux é GNU com o kernel Linux. (O link que Saturnalia utilizou para "Linux" é Linux, não Linux (núcleo).) Por isso, e pelo facto de citarem o kernel em seus argumentos mas não a própria família de OSs, sinto que na primeira proposta as(os) editoras(es) a consideraram como uma proposta de fusão entre GNU/Linux e Linux (kernel), não GNU/Linux e Linux. --CaiusSPQR(discussão) 21h55min de 12 de janeiro de 2020 (UTC)

Quilombo; Quilombolas

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.


Quilombolas versa mais sobre comunidades quilombolas do que indivíduos quilombolas. Fgnievinski (discussão) 20h11min de 16 de dezembro de 2019 (UTC)

  •   Discordo Muito conteúdo em ambos os artigos para essa fusão. Lembrando que o conteúdo não é repetido, se fosse, eu seria a favor. Há ainda a possibilidade de se incorporar trechos de en:Maroons ao Quilombolas, e dar uma abordagem mais global ao artigo. —Pórokhov Порох 13h23min de 25 de dezembro de 2019 (UTC)

Predefinição:Apple; Predefinição:IPhone; Predefinição:IPod

Instruções: Acrescente essa discussão à Central de fusões para que ela seja vista por outras pessoas. Conforme a discussão avançar, arquive-a acrescentando ao campo |resultado = as expressões fundido ou não fundir.


Os artigos das predefinições iPhone e iPod já estão repetidos dentro da predefinição maior e mais completa Apple. Lucasmf23 msg 02h13min de 17 de janeiro de 2020 (UTC)

  • Discordo As predefs mais possuem diferenças que semelhanças. Além disso, a vantagem de cada predef é que um(a) leitor(a) que busca artigos relacionados a iPod ou iPhone por exemplo não precisa de buscar de entre todos os produtos da Apple aqueles específicos para iPod ou iPhone. --CaiusSPQR(discussão) 18h05min de 17 de janeiro de 2020 (UTC)

Convido o Luan, que marcou as predefinições para fusão, a dar sua opinião. Lucasmf23 msg 20h25min de 17 de janeiro de 2020 (UTC)

@Lucasmf23: obrigado por iniciar a discussão.
  • Realmente há enorme coincidência entre as navecaixas. Todas as hiperligações de IPod estão em Apple. Das 48 hiperligações azuis não repetidas e que não são redirecionamentos que contei em IPhone, somente EarPods (sem fontes), Apple earbuds (sem fontes), Apple Push Notification Service (indiquei para ESR), IAd (indiquei para ESR), Notas (aplicativo), VoiceOver, SpringBoard, IPhone SDK (indiquei para ESR), Cocoa Touch (indiquei para ESR) e WebKit não estão presentes em Apple. Imagino que essas dez hiperligações possam ser acrescidas à navecaixa sobre a Apple, sem problemas. Assim, penso que com essas informações, a motivação de "As predefs mais possuem diferenças que semelhanças" não se sustente.
  • A navecaixa sobre a Apple está organizada em grupos de hiperligações, dentre eles há os grupos chamados "iPhone" e "iPod". Imagino que essa organização satisfaça a hipótese da pessoa "que busca artigos relacionados a iPod ou iPhone", ao mesmo tempo que não distrai as pessoas com várias navecaixas com vários itens repetidos e em sequência. Assim, penso também que a segunda motivação para a discordância não se sustente.
Por isso, eu mantenho minha   concordância com a proposta de fusão, que fiz a marcação, mas não iniciei o debate. --Luan (discussão) 14h50min de 18 de janeiro de 2020 (UTC)
@Luan: Apenas observou os artigos que interseccionam entre iPod e Apple, e iPhone e Apple, mas ignorou todos os artigos (que são muitos) que estão em Apple mas não em iPhone ou iPod e que não têm relação com estes. Demais, os links que estão na predef iPhone e na predef iPod estão espalhados por Apple, o que mostra a diferença entre as predefs. Também ignorou as secções próprias que estão em iPhone, e as secções em Apple que enchem a predef e escondem as secções "iPhone" e "iPod". Assim, uma pessoa em busca de produtos e serviços específicos e relacionados a iPhone ou iPhone teria mais dificuldade de os encontrar em Apple do que na repetiva predef. Por isso "as predefs mais possuem diferenças o que semelhnças" é válido e verdadeiro. Fundir as predefs somente trazia desvantagens, e nenhuma vantagem. --CaiusSPQR(discussão) 01h34min de 20 de janeiro de 2020 (UTC)
Mas aí você está confundindo a função de uma navecaixa, que é a navegação. Não se trata de produtos e serviços exclusivos ao iPod, nem ao iPhone. E vale lembrar que a informação está, ou deveria estar e de forma verificável, no artigo de cada um desses dispositivos, logo, a pessoa não deve procurar informação na navecaixa, mas no artigo, oras. Você está querendo exigir detalhes demais da navecaixa, quando há tanta coincidência. --Luan (discussão) 15h14min de 23 de janeiro de 2020 (UTC)