Abrir menu principal

Lista de deputados federais do Brasil da 50.ª legislatura

Esta é a lista de deputados federais do Brasil da 50.ª legislatura do Congresso Nacional. Inclui-se o nome civil dos parlamentares, o partido ao qual eram filiados na data da posse e a quantidade de votos que receberam para sua eleição, sua unidade federativa de origem, bem como outras informações. Esta legislatura da Câmara dos Deputados durou de 1.º de fevereiro de 1995 a 31 de janeiro de 1999.

Índice

Composição das bancadasEditar

Partido Líder Bancada Posição
PMDB Michel Temer[1]
107 / 513
Governo
PFL Inocêncio de Oliveira
92 / 513
Governo
PPB Odelmo Leão
79 / 513
Governo
PSDB José Aníbal
66 / 513
Governo
PT Jaques Wagner
50 / 513
Oposição
PDT Miro Teixeira
34 / 513
Oposição
PTB Vicente Cascione
32 / 513
Governo
PSB Eduardo Campos
15 / 513
Oposição
PL Valdemar Costa Neto
13 / 513
Governo
PCdoB Aldo Rebelo
10 / 513
Oposição
PMN Nilson Gibson
4 / 513
Oposição
PSD Marquinhos Chedid
3 / 513
Independente
PSC Elton Rohnelt
3 / 513
Independente
PPS Sérgio Arouca
2 / 513
Independente
PRN José Gomes da Rocha
1 / 513
Oposição
PRP Adhemar de Barros Filho
1 / 513
Independente
PV Fernando Gabeira
1 / 513
Oposição

Líder do Governo: Germano Rigotto[2]

RelaçãoEditar

  Esta lista está incompleta. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-a.

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[3][4]

Os Deputados desta legislatura Partido Votação
Acre
Carlos Airton PPB 12.780
Chicão Brígido[nota 1] PMDB 11.636
Célia Mendes PPB 10.894
Mauri Sérgio[nota 2] PMDB 10.850
João Maia[nota 3] PSDB 7.583
Zila Bezerra PMDB 7.422
Ronivon Santiago[nota 3] PPB 6.965
Francisco Diógenes[nota 4] PMDB 5.363
Alagoas
Talvane Albuquerque PPB 61.706
José Thomaz Nonô PMDB 50.938
Albérico Cordeiro PTB 41.770
Luís Dantas[nota 5] PSD 37.449
Moacir Andrade PPB 35.418
Benedito de Lira PFL 34.217
Augusto Farias PSC 32.442
Fernando Torres PSDB 31.221
Ceci Cunha[nota 6] PSDB 30.410
Amapá
Fátima Pelaes PFL 7.755
Sérgio Barcelos PFL 6.860
Murilo Pinheiro PFL 6.361
Eraldo Trindade PPB 5.549
Raquel Capiberibe PSB 4.971
Valdenor Guedes PPB 4.858
Gervásio Oliveira PSB 4.411
Antônio Feijão PTB 4.256
Amazonas
Artur Virgílio Neto PSDB 69.924
Luís Fernando PMDB 68.487
Euler Ribeiro PMDB 45.585
José Melo[nota 7][nota 8] PPB 42.104
João Tomé Mestrinho PMDB 35.935
Pauderney Avelino PPB 35.232
Átila Lins PFL 31.793
Alzira Everton PPB 27.536
Bahia
Luís Eduardo Magalhães[nota 9] PFL 138.084
Marcos Medrado PPB 82.065
José Rocha PFL 71.903
Roland Lavigne PL 70.993
Benito Gama PFL 69.540
Félix Mendonça PTB 66.645
Eujácio Simões PL 60.122
Eraldo Tinoco PFL 56.318
José Carlos Aleluia PFL 54.236
Jorge Khoury PFL 53.852
Jairo Azi PFL 51.615
Jonival Lucas PFL 47.388
Roberto Santos PSDB 45.885
Pedro Irujo PMDB 44.223
Simara Ellery PMDB 43.285
Prisco Viana PPB 43.377
Jairo Carneiro PFL 42.247
Domingos Leonelli PSDB 42.218
Luiz Moreira PFL 42.070
Aroldo Cedraz PFL 41.452
Manoel Castro PFL 41.423
Haroldo Lima PCdoB 39.043
Cláudio Cajado PFL 36.678
Leur Lomanto PFL 38.093
Ubaldino Júnior[nota 10] PSB 37.690
Coriolano Sales PDT 35.997
Geddel Vieira Lima PMDB 34.770
Luiz Braga PFL 33.997
Sérgio Carneiro PDT 33.988
Nestor Duarte PMDB 33.916
Ursicino Queiroz PFL 33.754
Alcides Modesto PT 30.511
Jaques Wagner PT 30.033
João Almeida PMDB 29.904
João Leão PSDB 29.135
Mário Negromonte PSDB 28.966
Fernando Gomes[nota 10] PMDB 26.865
Beto Lélis[nota 10] PSB 24.395
Severiano Alves PDT 22.222
Ceará
Antônio Balhmann PSDB 124.667
Leônidas Cristino PSDB 92.520
Inácio Arruda PCdoB 91.687
Jackson Pereira[nota 11] PSDB 90.886
José Linhares PPB 78.183
Roberto Pessoa PFL 74.516
Ubiratan Aguiar PSDB 74.350
Gonzaga Mota PMDB 70.596
Pimentel Gomes PSDB 70.362
Firmo de Castro PSDB 70.300
Marcelo Teixeira[nota 12] PMDB 67.471
Nelson Otoch PSDB 65.312
José Gerardo[nota 13] PSDB 63.217
Edson Queiroz Filho[nota 14] PPB 60.789
Paes de Andrade PMDB 53.923
Aníbal Gomes PMDB 53.585
Arnon Bezerra PSDB 48.652
Pinheiro Landim PMDB 47.690
José Pimentel PT 44.582
Antônio dos Santos PFL 43.881
Vicente Arruda PSDB 43.549
Rommel Feijó PSDB 43.053
Distrito Federal
Chico Vigilante PT 57.697
Wigberto Tartuce[nota 15] PP 57.649
Osório Adriano PFL 53.864
Augusto Carvalho PPS 45.782
Benedito Domingos[nota 16] PPB 39.070
Jofran Frejat PPB 35.897
Agnelo Queiroz PCdoB 23.979
Maria Laura Pinheiro PT 19.849
Espírito Santo
Rita Camata PMDB 74.146
Theodorico Ferraço[nota 17] PTB 56.753
Jorge Anders[nota 17] PSDB 48.866
Adelson Salvador PSB 26.242
Luiz Durão PDT 24.738
Roberto Valadão PMDB 24.074
Feu Rosa PSDB 24.023
Nilton Baiano PMDB 22.824
Luiz Buaiz PDT 22.782
João Coser PT 21.365
Goiás
Lídia Quinan PMDB 103.486
Sandro Mabel PMDB 61.735
Roberto Balestra PPB 47.647
Maria Valadão PPB 44.614
Pedrinho Abrão PTB 42.812
Marconi Perillo[nota 18] PPB 40.258
Barbosa Neto PMDB 36.188
José Gomes da Rocha PRN 34.886
Pedro Canedo PL 34.662
Rubens Cosac PMDB 33.493
Orcino Gonçalves PMDB 30.492
Jovair Arantes PSDB 29.788
Aldo Arantes PCdoB 29.545
Pedro Wilson Guimarães PT 29.057
Josias Gonzaga[nota 19] PMDB 28.041
João Natal PMDB 27.935
Vilmar Rocha PFL 25.827
Maranhão
Sarney Filho[nota 20] PFL
João Alberto Souza[nota 21] PMDB
Davi Silva[nota 22] PFL
Gastão Vieira[nota 21] PMDB
Antônio Joaquim Araújo PFL
Remi Trinta PMDB
Francisco Coelho[nota 21] PFL
Márcia Marinho PSC
Domingos Dutra[nota 23] PT
Eliseu Moura PFL
César Bandeira PFL
Mauro Fecury PFL
Sebastião Madeira PSDB
Pedro Novais PMDB
Roberto Rocha PMDB
Magno Bacelar PDT
Jaime Santana PSDB
Haroldo Saboia[nota 24] PT
Mato Grosso
Roberto França[5] PSDB 108.127
Antônio Joaquim PDT 36.170
Rogério Silva PPB 32.173
Wellington Fagundes PL 30.023
Gilney Viana PT 28.713
Tetê Bezerra PMDB 27.911
Rodrigues Palma PTB 26.490
Augustinho Freitas[5] PPB 20.956
Mato Grosso do Sul
André Puccinelli PMDB 65.091
Marisa Serrano PSDB 40.641
Dilso Sperafico PSDB 38.462
Marilu Guimarães PFL 38.164
Nelson Trad PTB 35.019
Saulo Queiroz PSDB 30.632
Oscar Goldoni PDT 29.595
Flávio Derzi PPB 24.455
Minas Gerais
Newton Cardoso[nota 25] PMDB 179.169
Danilo de Castro PSDB 113.179
Eliseu Resende PFL 108.343
Aécio Neves PSDB 105.385
Ademir Lucas[nota 26] PSDB 99.980
Humberto Souto[nota 27][nota 28] PFL 92.111
Saraiva Felipe PMDB 87.257
Odelmo Leão PPB 83.135
Chico Ferramenta[nota 29] PT 80.431
José Rezende PTB 79.968
Vittorio Medioli PSDB 71.998
Maria Elvira Ferreira PMDB 71.251
Roberto Brant PTB 69.214
Osmânio Pereira PSDB 63.284
Paulo Delgado PT 60.848
Carlos Melles PFL 56.684
Zaire Rezende PMDB 54.726
José Elias Murad PSDB 51.612
Carlos Mosconi[nota 30] PSDB 51.609
Sérgio Naya[nota 31] PPB 51.385
Silas Brasileiro PMDB 51.244
Paulo Heslander PTB 50.442
Jair Siqueira[nota 32] PFL 49.544
Maurício Campos[nota 33] PL 49.519
Mário de Oliveira PPB 49.042
José Santana de Vasconcelos PFL 46.992
Raul Belém PFL 46.785
Romel Anízio PPB 46.382
Lael Varela PFL 46.218
Mauro Lopes PFL 44.671
Fernando Diniz PMDB 43.663
Marcos Lima PMDB 41.800
Bonifácio de Andrada PTB 41.449
Filemon Rodrigues PTB 40.378
Ronaldo Perim PMDB 40.294
Genésio Bernardino PMDB 39.862
Hugo Rodrigues da Cunha PFL 39.825
Eduardo Barbosa[nota 34] PSDB 38.605
Aracely de Paula PFL 38.454
Antônio do Vale PMDB 37.709
Marcio Reinaldo Moreira PPB 36.997
Ibrahim Abi-Ackel PPB 35.547
Leopoldo Bessone PTB 35.256
Jaime Martins Filho PFL 33.963
Israel Pinheiro Filho[nota 35] PTB 33.543
Armando Costa PMDB 28.337
Tilden Santiago PT 26.307
Nilmário Miranda PT 25.917
Sílvio Abreu Júnior PDT 24.512
Sérgio Miranda PCdoB 23.013
Sandra Starling PT 21.377
João Fassarella PT 20.721
Herculano Anghinetti PMN 17.781
Pará
Elcione Barbalho PMDB 153.860
Raimundo Santos PPB 48.617
Anivaldo Vale PPB 40.845
Benedito Guimarães PPB 34.724
Paulo Rocha PT 32.891
Gerson Peres PPB 32.635
José Priante PMDB 31.929
Giovani Queiroz PDT 31.250
Ana Júlia Carepa[nota 36] PT 31.117
Paulo Titan[nota 37] PMDB 26.484
Hilário Coimbra PTB 25.245
Antônio Brasil PMDB 24.687
Nicias Ribeiro PMDB 24.419
Socorro Gomes PCdoB 22.252
Vic Pires Franco PFL 21.515
Olávio Rocha PMDB 21.072
Ubaldo Corrêa[nota 38] PMDB 20.468
Paraíba
Cássio Cunha Lima[nota 39] PMDB 157.609
Wilson Braga PDT 64.271
Gilvan Freire PMDB 57.566
Ivandro Cunha Lima PMDB 53.748
José Luiz Clerot PMDB 42.964
Armando Abílio PMDB 41.233
Adauto Pereira PFL 35.213
Efraim Morais PFL 34.595
Álvaro Gaudêncio Neto PFL 34.094
Enivaldo Ribeiro PPB 33.303
José Aldemir PMDB 32.657
Roberto Paulino[nota 40] PMDB 31.644
Paraná
Max Rosenmann PMDB 90.324
Reinhold Stephanes PFL 76.956
Paulo Cordeiro PTB 68.908
Maurício Requião PMDB 65.857
Homero Oguido[nota 41] PMDB 60.732
Dilceu Sperafico PPB 51.157
Luciano Pizzato PFL 55.021
Ricardo Barros PFL 54.049
Odílio Balbinotti PDT 51.773
Luiz Carlos Hauly PSDB 51.329
Basílio Villani PPB 47.748
Abelardo Lupion PFL 44.783
José Janene PPB 44.538
Elias Abraão[nota 42] PMDB 43.953
José Borba PTB 42.923
Valdomiro Meger PFL 42.929
Afonso Camargo PPR 42.845
Renato Johnsson PPB 42.740
Flávio Arns PSDB 42.507
Hermes Parcianello PMDB 42.459
Fernando Ribas Carli PDT 37.144
Nelson Meurer PPB 35.934
Ricardo Gomyde PCdoB 35.350
Vilson Santini[nota 43] PTB 47.857
Antônio Ueno PFL 30.068
Werner Wanderer PFL 32.920
João Iensen PTB 31.308
Paulo Bernardo[nota 44] PT 20.459
Padre Roque PT 19.790
Nedson Micheleti PT 19.439
Pernambuco
Roberto Magalhães Melo PFL 229.483
Eduardo Campos PSB 133.347
Inocêncio Oliveira PFL 87.306
Humberto Costa PT 84.493
José Múcio Monteiro PFL 88.539
Osvaldo Coelho PFL 61.085
Sérgio Guerra PSB 58.152
Mendonça Filho PFL 58.152
Luiz Piauhylino PSB 54.412
Pedro Corrêa Neto PFL 52.704
João Colaço PSB 72.895
Zé Chaves PSB 69.414
José Jorge PFL 37.739
Salatiel Carvalho PPB 36.430
Tony Gel PFL 34.839
Fernando Lyra PSB 32.699
Zé Mendonça PFL 32.181
Severino Cavalcanti PFL 31.405
Carlos Guerra PFL 30.966
Nilson Gibson PMN 30.512
Wolney Queiroz PDT 28.407
Gonzaga Patriota PSB 28.257
Fernando Ferro PT 27.490
Wilson Campos PSDB 25.300
Vicente Gomes PDT 23.797
Piauí
Ari Magalhães PPB 76.198
Benedito Sá PSDB 74.983
Júlio César PFL 68.426
Alberto Silva PMDB 65.061
Heráclito Fortes PFL 60.975
Mussa Demes PFL 56.240
Felipe Mendes PPB 54.260
Paes Landim PFL 52.570
Ciro Nogueira PFL 46.938
João Henrique PMDB 34.469
Rio de Janeiro
Candidato Votos
Francisco Silva PPB
Laprovita Vieira PPB
Laura Carneiro PPB
Marcelo Cerqueira PPB
Nelson Bornier PL
José Egydio PL
Álvaro Valle PL
Ronaldo Cezar Coelho PSDB
Márcio Fortes PSDB
Eduardo Mascarenhas PSDB
Vanessa Felippe PSDB
Alexandre Santos PSDB
Aldir Cabral PFL
Arolde de Oliveira PFL
Procópio Lima Netto PFL
Rubem Medina PFL
Miro Teixeira PDT
José Maurício PDT
Cidinha Campos PDT
Edson Ezequiel PDT
Itamar Serpa PDT
Fernando Lopes PDT
Marcia Cibilis Viana PDT
José Carlos Coutinho PDT
João Mendes PTB
Fernando Gonçalves PTB
Roberto Jefferson PTB
Lindberg Farias PCdoB
Jandira Feghali PCdoB
Milton Temer PT
Carlos Santana PT
Sérgio Arouca PPS
Alexandre Cardoso PSB
Fernando Gabeira PV
Francisco Dornelles PPB
Jair Bolsonaro PPB
Amaral Netto PPB
José Carlos Lacerda PPB
Roberto Campos PPB
Simão Sessim PPB
Eurico Miranda PPB
Moreira Franco PMDB
Candinho PMDB
Noel de Oliveira PMDB
Jorge Wilson PMDB
Rio Grande do Norte
Henrique Eduardo Alves PMDB 108.322
Carlos Alberto[nota 45] PFL 58.255
Cipriano Correia PSDB 56.786
Iberê Ferreira[nota 46] PFL 56.165
Betinho Rosado PFL 50.628
Augusto Viveiros PFL 49.937
Ney Lopes PFL 47.652
Laíre Rosado PMDB 46.884
Rio Grande do Sul
Paulo Paim PT
Germano Rigotto PMDB
Yeda Crusius PSDB
Augusto Nardes PPB
Nelson Proença PMDB
Odacir Klein PMDB
Darcísio Perondi PMDB
Hugo Simões Lagranha PTB
Nelson Marchezan PPB
José Fortunati PT
Jair Soares PFL
Paulo Ritzel PMDB
Esther Pillar Grossi PT
Adolfo Fetter Júnior PPB
Adylson Motta PPB
Jarbas Lima PPB
Eliseu Padilha PMDB
Mendes Ribeiro Filho PMDB
Carlos Renan Kurtz PDT
Telmo Kirst PPB
Airton Langaro Dipp PDT
Matheus Schmidt Filho PDT
Osvaldo Biolchi PTB
Adão Pretto PT
Wilson Cignachi PMDB
Carlos Cardinal PDT
Ezidio Pinheiro PSDB
Enio Bacci PDT
Waldomiro Fioravante PT
Miguel Rossetto PT
Luiz Fernando Mainardi PT
Rondônia
Silvernani Santos PPB 20.996
Expedito Júnior PL 20.198
Ildemar Küssler PSDB 19.224
Confúcio Moura PMDB 17.396
Carlinhos Camurça PPB 15.573
Emerson Pires PSDB 14.744
Eurípedes Miranda PDT 12.900
Marinha Raupp PSDB 11.683
Roraima
Moises Lipnik PTB 14.349
Luis Barbosa PTB 7.542
Luciano Castro PPB 6.571
Alceste Almeida PTB 5.180
Chico Rodrigues PTB 4.107
Salomão Cruz PFL 3.146
Elton Rohnelt PSC 2.969
Robério Araújo PSDB 2.517
São Paulo
Celso Russomanno PSDB 233.482
Franco Montoro PSDB 223.558
José Genoino PT 192.230
Robson Tuma PL 166.953
Carlos Apolinário PMDB 164.874
Telma de Souza PT 138.082
Vadão Gomes PPB 123.388
Luiz Carlos Santos PMDB 113.383
Ary Kara PMDB 102.979
Jorge Tadeu Mudalen PMDB 98.103
Celso Daniel[nota 47] PT 96.957
Wagner Rossi PMDB 96.755
Corauci Sobrinho PL 95.712
João Melão Neto PL 95.075
Delfim Neto PPB 94.573
Fausto Martello PPB 91.630
José Pinotti PMDB 90.780
Arnaldo Faria de Sá PPB 90.091
Beto Mansur[nota 48] PPB 86.711
Paulo Lima PFL 82.673
Marcelo Barbieri PMDB 78.390
Marta Suplicy PT 76.132
Ricardo Izar PPB 75.419
Fábio Feldmann PSDB 74.714
Antônio Kandir PSDB 72.720
Marquinho Chedid PSD 72.427
Michel Temer PMDB 70.968
Maluly Neto PFL 69.361
Valdemar Costa Neto PL 68.492
Jurandir Paixão[nota 49] PMDB 61.267
Alberto Goldman PMDB 61.244
Ayres da Cunha PSDB 60.311
Welson Gasparini PPB 59.518
Paulo de Velasco PSD 58.765
Cunha Bueno PPB 57.635
Carlos Nelson PMDB 57.228
Wagner Salustiano PPB 56.676
Edinho Araújo PMDB 56.218
Hélio Bicudo PT 55.722
Hélio Rosas PMDB 55.615
Nelson Marquezelli PTB 53.371
Aloysio Nunes PMDB 53.210
Duilio Pisaneschi PTB 53.089
Vicente Cascione PL 53.053
José Augusto PT 51.539
Jair Meneguelli PT 50.374
Antonio Carlos Pannunzio PSDB 49.745
Fernando Zuppo PDT 48.139
Zulaiê Cobra PSDB 46.483
Aldo Rebelo PCdoB 45.240
José Coimbra PTB 45.016
José de Abreu[nota 50] PSDB 43.028
Salvador Zimbaldi PSDB 42.734
Luiz Gushiken PT 41.946
Régis de Oliveira[nota 51] PSDB 40.198
João Paulo Cunha PT 40.049
Koyu Iha PSDB 38.858
José Aníbal PSDB 37.884
Almino Afonso PSDB 35.563
Ushitaro Kamia PSB 35.415
Tuga Angerami PSDB 35.244
Sílvio Torres PSDB 32.604
José Machado PT 32.297
Maurício Najar PFL 31.404
Antônio da Cunha Lima PDT 30.512
Eduardo Jorge PT 28.775
Arlindo Chinaglia PT 28.323
Ademar de Barros Filho PRP 27.279
Ivan Valente PT 26.828
Luciano Zica PT 26.445
Sergipe
Cleonâncio Fonseca PPB 41.867
Jerônimo Reis[nota 52] PMN 38.974
José Teles de Mendonça PPB 33.811
Bosco França PMN 32.074
Carlos Magno PFL 28.216
Adelson Ribeiro PMDB 27.904
Wilson Cunha PMDB 27.810
Marcelo Deda PT 26.463
Tocantins
Paulo Mourão PPB 27.893
Osvaldo Reis PPB 25.098
João Ribeiro PFL 22.438
Antônio Jorge[nota 53] PPB 21.780
Dolores Nunes PPB 21.727
Darci Coelho[nota 53] PFL 19.365
Udson Bandeira PMDB 17.418
Freire Júnior PMDB 17.164

Referências

  1. «Folha de S.Paulo - Líder do PMDB exige mais cargos federais - 5/3/1995». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 22 de julho de 2019 
  2. «Biografia do Deputado(a) Federal GERMANO RIGOTTO». Portal da Câmara dos Deputados. Consultado em 22 de julho de 2019 
  3. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 8 de setembro de 2015. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  4. «BRASIL. Presidência da República: Lei nº 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 8 de setembro de 2015 
  5. a b Durante a legislatura o TSE cassou Augustinho Freitas e em seu lugar assumiu Murilo Domingos e na mesma época Roberto França foi eleito prefeito de Cuiabá permitindo assim a efetivação de Pedro Henry.

NotasEditar

  1. Chicão Brigido foi secretário municipal de Representação Política e Cidadania de Rio Branco e foi substituído por Adelaide Néri.
  2. Mauri Sérgio foi eleito prefeito de Rio Branco em 1996 e permitiu assim a efetivação de Regina Lino.
  3. a b João Maia e Ronivon Santiago renunciaram em 21 de maio de 1997 em meio ao Escândalo da Reeleição e assim foram efetivados Emílio Assmar Sobrinho e João Tota.
  4. Francisco Diógenes renunciou em 4 de dezembro de 1995 a fim de assumir uma vaga de conselheiro no Tribunal de Contas do Acre e assim foi efetivado Osmir Lima.
  5. Foi secretário de Saneamento e Energia no governo Divaldo Suruagy; em razão disso foi convocado Olavo Calheiros.
  6. Foi assassinada em 16 de dezembro de 1998, dia em que recebeu o diploma para um novo mandato. Foi efetivado José Costa.
  7. Foi secretário de Educação no governo Amazonino Mendes, daí a convocação de Carlos da Carbras.
  8. O suplente anterior deu lugar a Cláudio Chaves ao assumir a secretaria extraordinária do Gabinete do Governador e depois ao eleger-se prefeito de Parintins em 1996.
  9. Faleceu em 21 de abril de 1998 em Brasília sendo efetivado Jaime Fernandes.
  10. a b c Em 1996 Ubaldino Júnior, Fernando Gomes e Beto Lélis foram eleitos prefeitos de Porto Seguro, Itabuna e Irecê, respectivamente. Foram efetivados Walter Pinheiro, Luiz Alberto e Colbert Martins
  11. Faleceu em Fortaleza em 26 de julho de 1995 vítima de aneurisma da aorta. Em sua vaga foi efetivado Ariosto Holanda que licenciou-se para ocupar a Secretaria de Ciência e Tecnologia sendo convocados Edson Silva e Raimundo Gomes de Matos para exercer o mandato.
  12. Licenciou-se para assumir a Secretaria Municipal de Serviços Públicos de Fortaleza na administração Antônio Cambraia ao longo do segundo semestre de 1995 sendo convocado Raimundo Bezerra, este último eleito prefeito de Crato em 1996. Com a posse de Juraci Magalhães em 1997 foi nomeado Secretário Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente sendo convocado Aécio de Borba.
  13. Renunciou em 01/01/1997 para assumir a prefeitura de Caucaia sendo efetivado Edson Silva.
  14. Alegando "razões de foro íntimo" renunciou em 15 de julho de 1997 sendo efetivado Paulo Lustosa.
  15. Licenciou-se nos últimos dias da legislatura em favor de Enyr Laprovita Vieira para assumir o cargo de secretário do Trabalho no terceiro governo de Joaquim Roriz.
  16. Renunciou ao mandato nos últimos dias da legislatura em favor de João Brochado para assumir o mandato de vice-governador do Distrito Federal na chapa de Joaquim Roriz.
  17. a b Theodorico Ferraço foi eleito prefeito de Cachoeiro de Itapemirim em 1996 e no mesmo ano Jorge Anders elegeu-se prefeito de Vila Velha e assim foram efetivados Etevalda Menezes e Marcus Vicente.
  18. Renunciou ao mandato parlamentar nos últimos dias da legislatura após sua eleição para governador de Goiás em 1998 e assim foi efetivado Antônio Faleiros.
  19. Josias Gonzaga foi secretário do Meio Ambiente no governo Maguito Vilela.
  20. Nomeado ministro do Meio Ambiente ao final da legislatura pelo presidente Fernando Henrique Cardoso sendo convocado Nan Souza em janeiro de 1999.
  21. a b c Três deputados federais compuseram a equipe governamental: João Alberto de Souza como secretário de Governo, Gastão Vieira como secretário de Educação e Francisco Coelho como secretário de Agricultura. Por isso convocaram os suplentes Nan Souza, Albérico Filho e Costa Ferreira.
  22. Foi assassinado em Imperatriz em 23 de setembro de 1998 sendo que Costa Ferreira foi efetivado em seu lugar.
  23. Eleito vice-prefeito de São Luís na chapa de Jackson Lago em 1996, foi substituído por Neiva Moreira.
  24. O banco de dados do TSE o referencia como eleito, mas a Câmara dos Deputados diz que José Carlos Saboia exerceu o mandato até que o titular assumisse em 1996 devido a uma recontagem de votos.
  25. Renunciou ao mandato em 1996 a fim de assumir a prefeitura de Contagem e por isso foi efetivado Neif Jabur.
  26. Afastou-se do mandato para ocupar a Secretaria de Esportes, Lazer e Turismo.
  27. Renunciou em 24/08/1995 para assumir uma cadeira de ministro no Tribunal de Contas da União.
  28. Deixou o parlamento em favor de Edson Soares que foi eleito prefeito de Teófilo Otoni em 1996 e permitiu que João Magalhães fosse efetivado.
  29. Renunciou ao mandato em 1996 a fim de assumir a prefeitura de Ipatinga e por isso foi efetivada Joana d'Arc Guimarães.
  30. Afastou-se do mandato para ocupar a Secretaria de Assuntos Municipais.
  31. Teve o mandato cassado por quebra de decoro parlamentar em 15 de abril de 1998 e por isso foi efetivado Mário Assad Júnior.
  32. Renunciou ao mandato em 1996 a fim de assumir a prefeitura de Pouso Alegre e por isso foi efetivado Wagner do Nascimento.
  33. Afastou-se do mandato para ocupar a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo.
  34. Afastou-se do mandato para ocupar a Secretaria do Trabalho, da Assistência Social, da Criança e do Adolescente.
  35. Afastou-se do mandato para ocupar a Secretaria de Transportes e Obras Públicas.
  36. Eleita vice-prefeita de Belém em 1996 na chapa de Edmilson Rodrigues, foi substituída por Geraldo Pastana.
  37. Eleito prefeito de Castanhal em 1996, foi substituído por Asdrúbal Bentes.
  38. Faleceu em Brasília à 21 de abril de 1996 e em seu lugar foi efetivado Mário Martins.
  39. Renunciou ao mandato parlamentar em favor de Ricardo Rique ao ser eleito prefeito de Campina Grande em 1996.
  40. Eleito vice-governador na chapa que reconduziu José Maranhão ao governo, Roberto Paulino renunciou ao mandato no fim da legislatura em prol de Vituriano de Abreu.
  41. Faleceu em 24 de fevereiro de 1997 e em seu lugar foi efetivado Moacir Micheletto.
  42. Faleceu num acidente automobilístico em 18 de setembro de 1996 e em seu lugar foi efetivado Djalma de Almeida César.
  43. Foi eleito prefeito de Prudentópolis em 1996 e em seu lugar foi efetivado Chico da Princesa.
  44. Nomeado secretário de Fazenda de Mato Grosso do Sul pelo governador Zeca do PT, foi substituído por Márcio Matos.
  45. Faleceu em 22 de dezembro de 1998 e em seu lugar foi efetivada Ana Catarina Alves.
  46. Licenciou-se em prol de João Faustino a fim de ocupar a Secretaria do Trabalho e Ação Social no governo Garibaldi Alves Filho.
  47. Eleito prefeito de Santo André em 1996, renunciou ao mandato parlamentar em prol de Luiz Eduardo Greenhalgh.
  48. Eleito prefeito de Santos em 1996, renunciou ao mandato parlamentar em prol de Lamartine Posella.
  49. Filho do político de mesmo nome.
  50. Homônimo do ator José de Abreu.
  51. Eleito vice-prefeito de São Paulo em 1996, renunciou ao mandato parlamentar em prol de Arnaldo Madeira.
  52. Renunciou após ser eleito prefeito de Lagarto em 1996 sendo efetivado Pedro Valadares.
  53. a b Durante a legislatura o suplente Ary Valadão foi convocado em lugar de Antônio Jorge quando este ocupava o cargo de Secretário de Administração no governo Siqueira Campos e quando Darci Coelho ocupou o mesmo cargo logo em seguida.

Ver tambémEditar