Abrir menu principal

Lista de deputados federais do Brasil da 52.ª legislatura

Esta é a lista de deputados federais do Brasil da 52.ª legislatura do Congresso Nacional. Inclui-se o nome civil dos parlamentares, o partido ao qual eram filiados na data da posse e a quantidade de votos que receberam para sua eleição, sua unidade federativa de origem, bem como outras informações. Esta legislatura da Câmara dos Deputados durou de 1.º de fevereiro de 2003 a 31 de janeiro de 2007.

Mesa diretoraEditar

  Deputados do Governo
Imagem Cargo Nome Partido Estado
Presidente[1]
Severino Cavalcanti
(Severino José Cavalcanti Ferreira)
PP   Pernambuco
1° Vice-Presidente
José Thomaz Nonô
(José Thomaz da Silva Nonô Netto)
DEM   Alagoas
2° Vice-Presidente
Ciro Nogueira
(Ciro Nogueira Lima Filho)
PP   Piauí
1° Secretário
Inocêncio Oliveira
(Inocêncio Gomes de Oliveira)
PR   Pernambuco
2° Secretário
Nilton Capixaba
(Nilton Balbino)
PTB   Rondônia
3° Secretário
Eduardo Gomes
(Carlos Eduardo Torres Gomes)
PSDB   Tocantins
4° Secretário
João Caldas
(João Caldas da Silva)
PR   Alagoas
1° Suplente
Givaldo Carimbão
(Givaldo de Sá Gouveia Carimbão)
PSB   Alagoas
2° Suplente
Jorge Alberto Prado
(Jorge Alberto Teles Prado)
PMDB   Sergipe
3° Suplente
Geraldo Resende
(Geraldo Resende Pereira)
PPS   Mato Grosso do Sul
4° Suplente
Mário Heringer
(Mário Lúcio Heringer)
PDT   Minas Gerais

RelaçãoEditar

  Esta lista está incompleta. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-a.

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[2][3]

Os Deputados desta legislatura Partido Votação
Acre
Perpétua Almeida PCdoB 21.930
Nilson Mourão PT 17.720
Ronivon Santiago[nota 1] PPB 15.637
Júnior Betão PPS 11.933
Narciso Mendes[nota 1] PPB 11.897
Henrique Afonso PT 10.290
Zico Bronzeado PT 10.211
João Correia PMDB 9.399
Alagoas
João Lyra (PTB) PTB 112.949
Olavo Calheiros (PMDB) PMDB 80.405
João Caldas (PL) PL 69.539
Rogério Teófilo (PFL) PFL 64.899
Givaldo Carimbão (PSB) PSB 63.064
Maurício Quintella Lessa (PSB) PSB 56.032
José Thomaz Nonô (PFL) PFL 55.354
Benedito de Lira (PTB) PTB 53.409
Helenildo Ribeiro (PSDB) PSDB 45.085
Amapá
Janete Capiberibe (PSB) PSB 23.203
Dr. Benedito Dias (PPB) PPB 13.345
Nogueira (PT) PT 12.229
Hélio Esteves (PT) PT 12.049
Davi Alcolumbre (PDT) PDT 10.543
Coronel Alves (PSDB) PSDB 10.463
Gervásio Oliveira (PDT) PDT 10.082
Eduardo Seabra (PTB) PTB 7.644
Amazonas
Vanessa Grazziotin PCdoB 197.419
Carlos Souza PL 133.509
Átila Lins PFL 102.249
Pauderney Avelino PFL 75.029
Silas Câmara PTB 71.578
Francisco Garcia PFL 67.493
Humberto Michiles PL 57.319
Lupércio Ramos PL 50.588
Bahia
Antônio Carlos Magalhães Neto PFL 400.275
Nelson Pelegrino PT 257.438
Fábio Souto PFL 236.067
Paulo Magalhães PFL 191.619
Walter Pinheiro PT 183.916
Félix Mendonça PTB 156.695
Fernando de Fabinho PFL 150.545
Gedel Vieira Lima PMDB 149.606
José Carlos Aleluia PFL 125.836
Alice Portugal PCdoB 121.043
Zezéu Ribeiro PT 115.656
Luiz Carreira PFL 113.509
Gerson Gabrielli PFL 110.863
Jutahy Magalhães Júnior PSDB 102.748
José Rocha PFL 100.514
Guilherme Menezes PT 100.041
Jorge Khoury PFL 97.829
João Leão PPB 97.448
Aroldo Cedraz[nota 2] PFL 97.224
Daniel Almeida PCdoB 95.485
Cláudio Cajado PFL 95.480
Mário Negromonte PPB 88.916
João Almeida PSDB 76.098
Robério Nunes PFL 76.092
Luiz Bassuma PT 75.600
Josias Gomes PT 75.338
Jairo Carneiro PFL 65.782
Reginaldo Germano PFL 65.607
Luiz Alberto PT 62.322
José Carlos Araújo PFL 61.455
Jonival Lucas Júnior PMDB 60.095
Colbert Martins PPS 59.704
Coriolano Sales[nota 3] PMDB 56.041
Marcelo Guimarães Filho PFL 52.389
Zelinda Novaes PFL 51.196
Pedro Irujo PFL 47.905
Milton Barbosa PFL 47.661
Severiano Alves PDT 43.328
Edson Duarte PV 39.401
Ceará
Inácio Arruda (PCdoB) 302.627
Moroni Torgan (PFL) 224.242
Eunício Oliveira (PMDB) 193.651
Bismarck Maia (PSDB) 158.827
Léo Alcântara (PSDB) 143.742
Roberto Pessoa (PFL) 125.908
João Alfredo (PT) 112.144
Vicente Arruda (PSDB) 110.183
Raimundo Gomes de Matos (PSDB) 98.353
Pinheiro Landim (PSDB) 90.993
Aníbal (PMDB) 90.626
Leônidas Cristino (PPS) 90.599
José Pimentel (PT) 86.530
Almeida Lima (PL) 85.727
Marcelo Teixeira (PMDB) 85.033
Rommel Feijó (PSDB) 83.777
José Linhares (PPB) 83.161
Antônio Cambraia (PSDB) 82.921
Ariosto Holanda (PSDB) 82.712
Arnon Bezerra (PSDB) 82.263
Zé Gerardo (PMDB) 63.138
Pedro Ribeiro Filho (PL) 51.278
Distrito Federal
José Roberto Arruda PFL 324.248
Tadeu Filippelli PMDB 166.958
Maria José Maninha PT 98.049
Agnelo Queiroz PCdoB 95.879
Sigmaringa Seixas PT 78.580
Pastor Jorge PMDB 41.288
José Tatico PSD 29.997
Alberto Fraga PMDB 12.858
Espírito Santo
Nilton Baiano PPB 109.900
Marcelino Fraga PMDB 86.094
José Carlos Elias[nota 4] PTB 73.110
Iriny Lopes PT 70.234
Renato Casagrande PSB 69.721
Rose de Freitas PSDB 69.272
Marcus Vicente PSDB 65.954
Carlos Manato PDT 56.219
Feu Rosa PMDB 44.000
Neucimar Fraga[nota 5] PL 39.047
Goiás
Henrique Meirelles[nota 6] PSDB 183.046
Sandro Mabel PFL 147.387
Raquel Teixeira PSDB 126.854
Sandes Júnior PPB 126.777
Ronaldo Caiado PFL 114.728
Barbosa Neto PMDB 104.758
Jovair Arantes PSDB 98.784
Neide Aparecida da Silva PT 82.248
Luís Bittencourt PMDB 78.871
Rubens Otoni PT 77.181
Roberto Balestra PPB 76.851
Vilmar Rocha PFL 70.497
Pedro Chaves PMDB 68.802
Carlos Alberto Lereia PSDB 67.586
Leonardo Vilela PPB 63.715
João Campos de Araújo PSDB 61.323
Leandro Vilela PMDB 60.254
Maranhão
João Castelo[nota 7] PSDB 123.474
Sebastião Madeira PSDB 112.017
Sarney Filho PFL 111.479
Gastão Vieira PMDB 106.516
Pedro Novaes PMDB 99.679
Pedro Fernandes PFL 93.024
Clóvis Fecury PFL 83.078
Nice Lobão PFL 82.812
Paulo Marinho[nota 8] PFL 74.393
Antônio Joaquim Araújo PPB 70.041
Remi Trinta PL 68.347
César Bandeira PFL 66.312
Costa Ferreira PFL 64.719
Teresinha Fernandes PT 57.583
Neiva Moreira PDT 57.185
Luciano Leitoa PDT 47.432
Wagner Lago[nota 9] PDT 41.700
Ribamar Alves PSB 34.468
Mato Grosso
Pedro Henry PPB 120.846
Carlos Abicalil PT 118.120
Wellington Fagundes PL 114.098
Wilson Santos PSDB 94.267
Ricarte de Freitas PSDB 66.125
Rogério Silva PMDB 62.041
Celcita Pinheiro PFL 59.665
Telma de Oliveira PSDB 58.293
Mato Grosso do Sul
Vander Loubet PT 101.815
Waldemir Moka   PMDB 83.785
Dr. Antonio Cruz PMDB 76.443
Murilo Zauith PFL 68.356
Nelson Trad   PTB 59.239
João Grandão PT 53.901
Biffi PT 45.840
Minas Gerais
Patrus Ananias PT 520.046
Virgílio Guimarães PT 217.092
Eliseu Resende PFL 212.908
Vittorio Medioli PSDB 197.586
Maria do Carmo Lara PT 167.526
Danilo de Castro PSDB 156.840
Carlos Melles PFL 152.106
Marcio Reinaldo Moreira PPB 147.192
Narcio Rodrigues PSDB 141.469
Paulo Delgado PT 132.137
Bonifácio de Andrada PSDB 129.811
Eduardo Barbosa PSDB 126.285
Lincoln Portela PSL 124.841
Odelmo Leão[nota 10] PPB 123.026
Cabo Júlio PST 116.506
Fernando Diniz PMDB 115.480
Carlos William PST 111.572
Gilmar Machado PT 109.722
Mauro Lopes PMDB 108.193
Marcelo Siqueira PMDB 103.354
Anderson Adauto[nota 10] PL 100.838
Rafael Guerra PSDB 100.594
Osmânio Pereira PSDB 100.252
João Magno PT 99.976
Jaime Martins Filho PFL 99.685
Custódio Mattos PSDB 98.901
Roberto Brant PFL 96.769
Ivo José PT 92.673
Silas Brasileiro PMDB 89.882
Lael Varela PFL 87.328
João Magalhães PMDB 84.454
Saraiva Felipe PMDB 82.070
Herculano Anghinetti PPB 79.515
José Santana de Vasconcelos PFL 78.588
Sérgio Miranda PCdoB 78.287
Romeu Queiroz PTB 76.867
Edmar Moreira PPB 76.092
Aracely de Paula PFL 74.921
Ronaldo Vasconcelos[nota 10] PL 72.255
Mário Assad Júnior PL 72.075
João Paulo Gomes da Silva PL 71.197
Mário Heringer PDT 68.134
Isaías Silvestre PSB 68.058
Júlio Delgado PPS 67.681
Reginaldo Lopes PT 64.204
Geraldo Tadeu PPS 61.277
José Militão PTB 58.954
Francisco Gonçalves PDT 49.652
Athos Avelino[nota 10] PPS 44.369
Odair Cunha PT 34.846
Leonardo Monteiro PT 30.646
César Medeiros PT 29.459
Leonardo Matos PV 26.173
Pará
Jader Barbalho (PMDB)
PMDB
344.018
Wladimir Costa (PMDB)
PMDB
162.325
Paulo Rocha (PT) PT 130.974
Anivaldo Vale (PSDB)
PSDB
111.970
José Priante (PMDB)
PMDB
96.107
Nilson Pinto (PSDB)
PSDB
94.022
Vic Pires Franco (PFL) PFL 91.504
Zenaldo Coutinho (PSDB)
PSDB
85.041
José Geraldo Torres (PT) PT 79.262
Zequinha Marinho (PDT) PDT 76.177
Raimundo Santos (PL) PL 68.526
Nicias Ribeiro (PSDB) PSDB 67.093
Josué Bengtson (PTB) PTB 65.916
João Batista Babá (PT) PT 57.136
Ann Pontes (PMDB) PMDB 55.734
José Lima da Silva (PPB) PPB 47.281
Asdrúbal Bentes (PMDB) PMDB 42.280
Paraíba
Wilson Santiago PMDB 99.941
Ronaldo Cunha Lima PSDB 95.537
Benjamin Maranhão PMDB 95.151
Carlos Dunga PTB 82.228
Armando Abílio PSDB 80.245
Luiz Couto PT 77.432
Wellington Roberto PTB 76.526
Adauto Pereira[nota 11] PPB 76.356
Enivaldo Ribeiro PPB 74.680
Lúcia Braga PSD 72.449
Domiciano Cabral PSDB 69.668
Filemon Rodrigues PL 37.224
Paraná
Affonso Camargo PSDB 141.870
Max Rosenmann PMDB 140.218
Dr. Rosinha PT 124.117
Lupion PFL 121.702
José Janene PPB 119.501
Ricardo Barros PFL 118.036
Samek PT 114.659
Hauly PSDB 112.755
Odilio Balbinotti PSDB 112.428
Takayama PSC 110.850
Pernambuco
Carlos Eduardo Cadoca PMDB 211.864
Roberto Magalhães PSDB 204.768
Inocêncio Oliveira PFL 196.474
Miguel Arraes[nota 12] PSB 181.235
Armando Monteiro PMDB 145.948
André de Paula PFL 109.584
Maurício Rands PT 107.741
José Mendonça Bezerra PFL 94.578
Paulo Rubem Santiago PT 91.881
Fernando Ferro PT 91.750
Luiz Piauhylino PSDB 86.928
Severino Cavalcanti PPB 80.668
Pastor Marcos de Jesus PL 80.084
José Múcio Monteiro PSDB 78.610
Ricardo Fiuza PPB 77.469
Renildo Calheiros PCdoB 72.324
José Chaves PMDB 71.250
Joaquim Francisco PFL 70.949
Osvaldo Coelho PFL 70.301
Eduardo Campos PSB 69.975
Pedro Corrêa PPB 66.172
Gonzaga Patriota PSB 58.892
Pastor Francisco Olímpio PSB 57.544
Raul Jungmann PMDB 55.225
Roberto Freire PPS 54.003
Piauí
Francisca Trindade[nota 13] PT 165.190
Júlio César PFL 124.987
Marcelo Castro PMDB 93.614
Ciro Nogueira PFL 91.859
Mussa Demes PFL 86.370
Moraes Souza PMDB 81.143
Paes Landim PFL 78.487
Átila Lira PSDB 74.088
Afonso Gil[nota 14] PCdoB 73.883
Benedito Sá PSDB 73.257
Rio de Janeiro
Denise Frossard (PSDB) 385.111
Jandira Feghali (PCdoB) 264.384
Francisco Dornelles (PPB) 219.012
Bispo Rodrigues (PL) 192.640
Eduardo Paes (PFL) 186.221
Chico Alencar (PT) 169.131
Leonardo Picciani (PMDB) 151.942
Jorge Bittar (PT) 140.848
Miro Teixeira (PDT) 137.764
Nelson Bornier (PL) 134.597
Josias Quintal (PSB) 118.455
Rodrigo Maia (PFL) 118.455
Paulo Feijó (PSDB) 110.935
Eduardo Cunha (PPB) 101.495
Alexandre Cardoso (PSB) 98.252
Almerinda de Carvalho (PPB) 94.536
Arolde de Oliveira (PFL) 91.798
André Luiz (PMDB) 91.249
Ezequiel (PSB) 90.263
Bernardo Ariston (PSB) 90.263
Jair Bolsonaro (PPB) 88.945
Ronaldo Cezar Coelho (PSDB) 87.761
Paulo Baltazar (PSB) 85.287
Lindbergh Farias (PT) 83.468
Bispo Vieira Reis (PMDB) 79.203
Moreira Franco (PMDB) 77.813
Pastor Divino (PMDB) 77.489
Simão Sessim (PPB) 76.768
Fernando Lopes (PSB) 71.429
Julio Lopes (PPB) 69.627
Dr. Heleno (PSDB) 68.336
Maria Lucia (PMDB) 66.463
Alexandre dos Santos (PSDB) 66.058
Laura Carneiro (PFL) 62.472
Bispo João Mendes de Jesus (PDT) 59.740
Luiz Sérgio (PT) 58.809
Carlos Santana (PT) 58.204
Biscaia (PT) 58.204
Reinaldo Betão (PSDC) 41.228
Roberto Jefferson (PTB) 40.685
Fernando Gabeira (PT) 40.377
Elaine Costa (PDT) 39.477
Delei (PV) 39.392
Pastor Almir (PL) 34.081
Renato Cozzolino (PSC) 23.727
Sandro Matos (PSC) 20.435
Rio Grande do Norte
Fátima Bezerra PT 161.875
Álvaro Dias PMDB 138.241
Iberê Ferreira[nota 15] PTB 103.882
Ney Lopes PFL 97.425
Betinho Rosado PFL 92.888
Sandra Rosado PMDB 90.792
Henrique Eduardo Alves PMDB 85.437
Nélio Dias PPB 79.399
Rio Grande do Sul
Eliseu Padilha PMDB 190.420
Júlio Redecker PPB 188.213
José Otávio Germano PPB 176.571
Yeda Crusius PSDB 170.744
Maria do Rosário PT 143.901
João Augusto Ribeiro Nardes PPB 137.558
Luis Carlos Heinze PPB 132.395
Paulo Pimenta PT 128.495
Beto Albuquerque PSB 126.354
Darci Pompeo de Mattos PDT 112.832
Jorge Ribeiro Filho PMDB 112.792
Tarcísio Zimmermann PMDB 107.238
Paulo José Gouvea PL 103.959
Francisco Sérgio Turra PPB 100.529
Luciana Genro PT 99.629
José Ivo Sartori PMDB 98.903
Darcisio Paulo Perondi PMDB 96.817
Alceu Collares PDT 91.855
Nelson Fernandes PPS 87.693
Erico da Silva Ribeiro PPB 87.298
Adão Pretto PT 86.949
Cezar Augusto Schirmer PMDB 86.647
Enio Bacci PDT 84.238
Henrique Fontana PT 79.478
Orlando Desconsi PT 77.330
Edir de Oliveira PTB 75.003
Osvaldo Biolchi PMDB 74.284
Ary Vanazzi PT 73.277
Onyx Lorenzoni PFL 62.160
Neiva Marques PTB 61.637
Reinaldo Santos e Silva PTB 43.716
Rondônia
Confúcio Moura PMDB 39.559
Nilton Capixaba PTB 36.129
Agnaldo Muniz PPS 35.707
Marinha Raupp PMDB 31.963
Sérgio Carvalho PSDB 22.741
Miguel de Souza PFL 18.168
Eduardo Valverde PT 9.382
Anselmo Abreu PT 13.777
Roraima
Maria Helena Rodrigues PST 15.620
Chico Rodrigues PFL 15.475
Luciano Castro PFL 14.138
Alceste Almeida PL 9.436
Pastor Frankenbergen PPB 9.198
Suely Campos PFL 7.280
Moises Lipnik[4] PDT 6.664
Rodolfo Pereira PDT 6.488
Santa Catarina
Carlito Merss PT 140.657
Luci Choinacki PT 127.457
Odacir Zonta PPB 126.590
Gervásio Silva PFL 113.137
Adelor Vieira PMDB 105.464
Leodegar Tiscoski PPB 102.777
Edinho Bez PMDB 102.563
Paulo Afonso Vieira PMDB 85.393
Paulo Roberto Bauer PFL 81.400
João Pizzolatti PPB 81.364
Fernando Coruja PDT 76.063
João Matos PMDB 75.984
Cláudio Vignatti PT 67.993
Ivan Ranzolin PPB 62.848
Jorge Boeira PT 51.140
Mauro Passos PMDB 37.980
São Paulo
Enéas Carneiro PRONA 1.573.642
José Dirceu[nota 16] PT 556.768
José Eduardo Cardozo PT 303.033
Celso Russomanno PPB 261.635
Vicentinho PT 254.221
Michel Temer PMDB 252.229
Aloysio Nunes PSDB 250.936
Gilberto Nascimento PSB 240.664
Gilberto Kassab[nota 17] PFL 234.509
José Pinotti PMDB 209.105
Luíza Erundina PSB 207.396
Salvador Zimbaldi PSDB 199.930
João Paulo Cunha PT 196.945
Walter Feldman PSDB 186.216
José Mentor PT 182.956
Vanderval Santos PL 177.456
Robson Tuma PFL 175.366
Arnaldo Madeira PSDB 175.312
Iara Bernardi PT 166.138
Alberto Goldman[nota 18] PSDB 165.381
Telma de Souza PT 161.198
Carlos Sampaio PSDB 160.963
Valdemar Costa Neto[nota 19] PL 158.510
Ângela Guadagnin PT 153.931
Jefferson Campos PSB 153.622
Corauci Sobrinho PFL 149.971
Luiz Eduardo Greenhalgh PT 147.819
Mendes Thame PSDB 143.313
Professor Luizinho PT 142.812
Júlio Semeghini PSDB 138.907
Arlindo Chinaglia PT 136.402
Zulaiê Cobra PSDB 134.776
Aldo Rebelo PCdoB 134.241
Ricardo Berzoini PT 132.176
Delfim Neto PPB 131.399
Devanir Ribeiro PT 130.574
Milton Monti PMDB 130.235
Paulo Lima PFL 130.158
Neuton Lima PFL 127.677
Antonio Carlos Pannunzio PSDB 125.570
Orlando Fantazzini PT 123.163
João Batista PFL 121.255
Edna Macedo PTB 118.474
Dimas Ramalho PPS 116.581
Luiz Carlos Santos PFL 116.286
Luciano Zica PT 115.341
Lobbe Neto PSDB 114.586
Roberto Gouveia PT 113.494
Ivan Valente PT 110.034
Marcos Roberto Abramo PFL 109.468
Vadão Gomes PPB 108.533
Luiz Antônio de Medeiros PL 108.474
Vicente Cascione PSB 108.094
Jovino Cândido PV 99.357
Ricardo Izar PTB 99.320
Durval Orlato PT 95.591
Jamil Murad PCdoB 95.301
Nelson Marquezelli PTB 89.531
João Herrmann Neto PPS 87.090
Arnaldo Faria de Sá PTB 86.490
Claudio Magrão PPS 86.108
Luiz Antônio Fleury Filho PTB 82.429
Hélio Santos[nota 20] PDT 74.213
Evilásio Farias[nota 21] PSB 63.710
Marcelo Ortiz PV 36.486
Amauri Gasques PRONA 18.421
Irapuan Teixeira PRONA 673
Elimar Damasceno PRONA 484
Ildeu Araujo PRONA 382
Vanderlei Assis PRONA 275
Sergipe
Bosco Costa PSDB 71.614
José Carlos Machado PFL 67.722
Jackson Barreto PMN 57.949
Jorge Alberto PMDB 49.138
Heleno Silva PL 45.158
Mendonça Prado PFL 47.017
Cleonâncio Fonseca PPB 41.075
João Fontes PT 28.879
Tocantins
Kátia Abreu PFL 76.170
Homero Barreto PFL 43.829
Pastor Amarildo PPB 40.541
Eduardo Gomes PSDB 37.251
Maurício Rabelo PSD 35.628
Darci Coelho PFL 32.833
Ronaldo Dimas PSDB 29.359
Osvaldo Reis PMDB 25.851

NotasEditar

  1. a b Por decisões da justiça acatadas pela mesa diretora da Câmara dos Deputados foram cassados Narciso Mendes e Ronivon Santiago sendo efetivados João Tota e Chicão Brígido.
  2. Renunciou ao mandato em favor de João Carlos Bacelar nos últimos dias da legislatura a fim de assumir uma cadeira no Tribunal de Contas da União.
  3. Renunciou ao mandato em favor de Roland Lavigne em 2006 para evitar um eventual processo de cassação.
  4. Renunciou ao mandato em favor de Jair de Oliveira ao ser eleito prefeito de Linhares em 2004.
  5. Renunciou em 21 de agosto de 2006 para evitar a abertura de processo de cassação sendo efetivado Ricardo Santos.
  6. Renunciou ao mandato antes da posse em favor de Enio Tatico e assim foi nomeado presidente do Banco Central no governo Luiz Inácio Lula da Silva.
  7. Renunciou em 5 de janeiro de 2007 para assumir a presidência da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Porto de Itaqui) e em seu lugar assumiu Luís Rocha Filho.
  8. Perdeu o mandato em 11 de agosto de 2005 após ser condenado num processo iniciado em 1999 sob a acusação de venda irregular de ações da Companhia Energética do Maranhão e em seu lugar assumiu Albérico Filho.
  9. Foi nomeado secretário extraordinário de Assuntos Políticos de São Luís pelo prefeito Tadeu Palácio e em seu lugar foi convocado Eliseu Moura.
  10. a b c d Em 2004 Odelmo Leão, Anderson Adauto e Athos Avelino foram eleitos prefeitos em Uberlândia, Uberaba e Montes Claros, respectivamente, enquanto Ronaldo Vasconcelos foi eleito vice-prefeito de Belo Horizonte. A seguir Romel Anízio, Carlos Mota, Ademir Camilo e Vadinho Baião ocuparam as cadeiras parlamentares em aberto.
  11. Faleceu em Chapecó em 27 de dezembro de 2003 vítima de infarto fulminante e em seu lugar foi efetivado Marcondes Gadelha.
  12. Faleceu em Recife em 13 de agosto de 2005 e em seu lugar foi convocado Jorge Gomes.
  13. Faleceu em São Paulo em 26 de julho de 2003 vítima de aneurisma cerebral e assim foi efetivado Nazareno Fonteles.
  14. Faleceu em Teresina em 9 de agosto de 2004. Foi efetivado Simplício Mário (PT).
  15. Eleito vice-governador na chapa que reelegeu Wilma de Faria em 2006, Iberê Ferreira renunciou ao mandato no fim da legislatura em prol de Lavoisier Maia.
  16. A princípio licenciou-se do mandato parlamentar a fim de ocupar a chefia da Casa Civil, mas tão logo deixou o Executivo teve o mandato cassado em 1º de dezembro de 2005 por quebra de decoro parlamentar e assim foi efetivada Mariângela Duarte.
  17. Eleito vice-prefeito de São Paulo em 2004, renunciou ao mandato parlamentar em prol de Paulo Kobayashi.
  18. Eleito vice-governador de São Paulo em 2006, renunciou ao mandato parlamentar no último mês da legislatura em prol de Xico Graziano.
  19. Renunciou ao mandato parlamentar em 1º de agosto de 2005 e assim foi efetivado Fernando Estima.
  20. Eleito prefeito de Campinas em 2004, renunciou ao mandato parlamentar em prol de Ary Kara.
  21. Eleito prefeito de Taboão da Serra em 2004, renunciou ao mandato parlamentar em prol de Edinho Montemor.

Referências

  1. «Novo presidente da Câmara critica uso abusivo de MPs e defende independência do Legislativo». Senado Federal. Consultado em 21 de julho de 2019 
  2. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 8 de setembro de 2015. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  3. «BRASIL. Presidência da República: Lei nº 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 8 de setembro de 2015 
  4. Faleceu em Brasília em 17/06/2003 vítima de infarto sendo efetivado Almir Sá.

Ver tambémEditar