Abrir menu principal

Wikipédia:Esplanada/Arquivo/2004/Outubro

Nuvola apps ark.png
Arquivos da Esplanada

Pedido de ajudaEditar

Olá a todos

Não consigo ver imagens nas páginas, e não consigo perceber porquê.

Por exemplo: A página de Sacavém tem 3 imagens: o brasão, a bandeira e o mapa, estão lá mas eu não as consigo ver no meu computador, sei que estão porque já as vi noutro. No entanto, na página exlusiva do brasão e da bandeira consigo vê-las. Já alterei nas preferências para todas as opções possíveis de renderização (pensei que fosse por isso), mas nenhuma deu. Ajuda por favor. Juntas

Eu tenho um problema semelhante. O brasão e o mapa só apareceram depois de eu ter passado pelas páginas respectivas. A bandeira apareceu logo. --JoaoMiranda 12:55, 2 Out 2004 (UTC)
Obrigado João, mas eu nem assim resolvo o problema. No meu caso acho que tem a ver com a configuração da minha firewall. Juntas 20:23, 5 Out 2004 (UTC)
Não será um problema do browser? Experimenta com outro a ver se o resultado é o mesmo. Pode também ser um antivírus que esteja a bloquear PNGs por algum motivo estranho. -- Rui Malheiro 21:08, 5 Out 2004 (UTC)

Categorias e InterlinksEditar

Pessoal, acho que estamos com umas 5.000 páginas sem categorias, como pode ser visto na tentativa de lista Usuário:E2m/Páginas_não_categorizadas. Este número é impressionante, já que dele foram excluídos os lixos, as páginas de desambiguação e tudo mais que não era artigo no namespace principal. Além disso, recentemente foram criadas 5.000 páginas mecanicamente. Então, de uma base de uns 15.000 artigos, um terço não é categorizado. Quando sair uma dump nova, eu posso gerar de novo a lista. --E2m 07:32, 2 Out 2004 (UTC)

Também fiz uma lista rápida de quantas páginas na wikipédia estão sem interlinks, aquelas coisinhas azuis que nos levam de um artigo em português para outras línguas. Palpites a parte, temos 19.000 páginas sem interlinks. A wikipédia completa tem aproximadamente 23.000 artigos. --E2m 07:40, 2 Out 2004 (UTC)

Estas coisas não são as coisas mais importantes da wikipédia, claro. Contudo, não são de todo irrelevantes. --E2m 07:40, 2 Out 2004 (UTC)

E2m,

Você já conhece as Páginas especiais? Algumas listas já estão lá. --JoaoMiranda 12:34, 2 Out 2004 (UTC)

Claro que as conheço, mas como bom administrador, você deve saber que estas páginas especiais listam apenas as 1.000 primeiras páginas. A lista que eu fiz é completa. Talvez com alguns erros. --E2m 22:28, 2 Out 2004 (UTC)

Páginas com anomaliasEditar

Tem umas páginas que estão com anomalias no banco de dados, como:

  1. User:David Newton
  2. User:Claudomiro Jr
  3. User talk:Mdob
  4. User:Sinofreeman

--E2m 09:17, 2 Out 2004 (UTC)

Aparentemente, o namespace user: é o mesmo que Usuário:. Veja: User:E2m. O software trata os dois da mesma maneira e redirecciona-os para o mesmo endereço. Acontece o mesmo com imagem: e image:.
Mas que tipo de anomalias? Existe uma entrada para [[User:Claudomiro Jr]] e outra para [[Usuário:Claudomiro Jr]]? Ou [[Usuário:Claudomiro Jr]] não existe? --JoaoMiranda 12:42, 2 Out 2004 (UTC)

A anomalia é que no banco de dados elas estão com os títulos listados acima. Acho que seria o caso de mover, deletar o redirecionamento e mover de volta. --E2m 22:25, 2 Out 2004 (UTC)

Porto Claro - eliminação de páginas ficcionaisEditar

Existe uma praga na wikipédia. Um conjunto de artigos parasitas que têm de ser eliminados com urgência antes que sufoquemos nos seus disparates. São artigos que apresentam como verdadeiras as fantasias de alguém que se dedica ao hobby (respeitável mas que nada tem a ver com a criação de uma enciclopédia) do micronacionalismo. Vou pôr na lista de artigos para eliminar todos os artigos que se referem a Porto Claro (e outros do mesmo género, se os achar), deixando apenas, por exemplo, o inicial: Porto Claro - ainda que seja necessário expurgá-lo de "links ficção" ou seja links que têm a tendência de prolongar a mentira por toda a wikipédia como um cancro. O problema é tanto mais grave quanto alguns artigos que deviam conter material sério foram absolutamente contaminados. E que fique claro: se a comunidade votar pela manutenção desta porcaria na Wikipédia eu desisto do projecto até me informarem que mudaram de ideias. Está dito. Não penso, contudo, apagar os textos mas movê-los para a wikisource , na categoria de textos miscelâneos. Já agora: como é que se pode fazer isso: apenas copiando e colando? É que assim apaga-se o histórico (ou não é relevante se este é apagado ou não? - para mim é indiferente.) Manuel Anastácio 13:59, 2 Out 2004 (UTC)

Se se tiver que apagar o histórico lá terá que ser. Acho que já fazemos muito em conservar essas páginas. --JoaoMiranda 17:42, 2 Out 2004 (UTC)
Não me parece que o wikisource seja o local adequado para esses artigos. A minha opinião é que, como estão, estes artigos não têm lugar em nenhum projeto wikimedia. Faz sentido manter artigos que falem sobre as micronações, mas estritamente do ponto de vista enciclopédico, como ilustração do passatempo. Por mim apaga-se tudo o que sair destas linhas. -- Rui Malheiro 19:23, 2 Out 2004 (UTC)

Então não se move para lado nenhum? Gostaria que mais alguém se pronunciasse... É que assim há um empate de opiniões (para mim é indiferente para onde vão estas bambochadas, desde que não fiquem por aqui). Manuel Anastácio 20:14, 2 Out 2004 (UTC)

O wikisource é para outras coisas, como textos publicados que estão em domínio público, listas de números primos, etc. Não é um espaço para opiniões ou criação. --E2m 22:33, 2 Out 2004 (UTC)

Então apaga-se e mais nada? Ora, era essa a minha ideia há muito tempo, mas houve tanto barulho em relação a isto que esperei que os ânimos assentassem. Parece que é unânime que aquilo não tem cabimento em nenhum dos nossos projectos. Certo? Manuel Anastácio 15:38, 3 Out 2004 (UTC)

Não sei. Vou ver página por página e comentar na página de deleções. --E2m 15:56, 3 Out 2004 (UTC)

Estamos com muitos acessos de anónimosEditar

Estamos com muitos acessos de anónimos. Efeitos do comunicado de imprensa? Temos que redobrar a vigilância. Estamos a receber muito lixo e muito material que viola os direitos de autor. --JoaoMiranda 17:44, 2 Out 2004 (UTC)

Acho que seria adequado fazer uma entrevista com a impresa, a fim de divulgar a wikipédia e como ela funciona. Samuel Costa 17:39, 3 Out 2004 (UTC)

Traduções inacabadasEditar

Temos que decidir o que fazer com as traduções inacabadas. Algumas estão paradas há meses.

Por um lado, as traduções são úteis porque incentivam as pessoas a participar, pelo que proibir traduções não é uma boa ideia. Por outro, acabamos por ficar com muitos artigos encalhados. Se calhar deviamos definir um prazo a partir do qual, o texto em inglês pode ser eliminado, mantendo-se o texto já traduzido. --JoaoMiranda 18:09, 2 Out 2004 (UTC)

Por mim, tudo bem... Manuel Anastácio 20:12, 2 Out 2004 (UTC)

Um mês. --E2m 22:34, 2 Out 2004 (UTC)

Sou contra o fato de termos trechos de artigo em língua estrangeira. A Wiki em português é a única em que vejo esse tipo de coisa. Acho que o autor da tradução deveria publicar somente a parte já traduzida, deixando de lado o que estiver em língua estrangeira. Se alguém quiser colaborar com o artigo a partir de uma versão estrangeira, basta buscar a versão desejada a partir dos links à esquerda do artigo. Mas, para isso, o criador do artigo deve ser rigoroso a ponto de pesquisar as Wikipedias estrangeiras a fim de criar os links para essas versões, o que muita gente não faz... --mschlindwein 23:47, 2 Out 2004 (UTC)
Há dois problemas adicionais que são consequência direta dessas traduções inacabadas: o primeiro é o sem-número de referência a imagens que nunca foram carregadas na Wikipédia PT, e que aparecem como missing image nos artigos. Algumas vezes são imagens que aparecem logo ao lado do primeiro parágrafo, e sua falta depõe sensivelmente contra a Wikipédia.
O segundo problema é a não-tradução dos links, que acabam fazendo com que as referências a páginas não existentes (que ficam armazenadas na tabela brokenlinks do banco de dados) disparem. Além de carregar o servidor, essas referências acabam não servindo para nada, em termos estatísticos.
Peço um compromisso dos usuários, que evitem fazer traduções de algumas frases e colocar a marca {{emtraducao2}}. O ideal é traduzir os primeiros parágrafos (ou o primeiro parágrafo), e ir aos poucos retirando material das outras Wikipédias, se quiser continuar a tradução. Marcelo R. 04:34, 12 Out 2004 (UTC)
Como exemplo de problemas relacionados a links para termos em outros idiomas, veja-se páginas procuradas. A lista é encabeçada por artigos em espanhol, o que dificulta o trabalho daqueles que estão a localizar os artigos que realmente precisam ser desenvolvidos na Wikipédia em Português. Marcelo R. 15:33, 12 Out 2004 (UTC)

Títulos de livrosEditar

Acho que é importante começar a reflectir como se devem chamar os artigos que se referem a livros (ou outras obras literárias e filmes). Qual o nome que deve usar? O título original? Um dos títulos usados em Portugal ou no Brasil? Se for o segundo caso, entramos numa confusão porque não só os nomes costumam ser diferentes em Portugal e no Brasil como chega a haver mais mais de um título, consoante as edições... A minha opinião é que se deve optar pelo título original, com os devidos redirects das várias versões das traduções, de forma a não priveligiar uma tradução específica. Claro que no artigo, no primeiro parágrafo, devem entrar todos os títulos usados até ao momento nas várias traduções... Manuel Anastácio 15:58, 3 Out 2004 (UTC)

Acho que é um certo exagero colocar o título original. Seria como dizer: vamos usar electron para não ter que usar nem elétron nem electrão. Acho que uma avaliação por caso é mais indicada. --E2m 16:14, 3 Out 2004 (UTC)
Concordo com o E2m. Não vejo razão para não aplicar a regra habitual para estes casos: o título do livro fica como o seu autor o tiver colocado (desde que correto) e qualquer outro título deve ser criado como redirect e mencionado no artigo principal. Convém incluir sempre o título na língua original, mas não um redirect com esse título. -- Rui Malheiro 17:06, 3 Out 2004 (UTC)

GhostMaster (Etiene Sales)Editar

Duvido que o usuário que se registou como GhostMaster seja o verdadeiro autor do artigo Umbanda. Enviei um email ao autor, a partir da página onde o texto foi copiado e já vai algum tempo que não me responde. Creio que é alguém a fingir que é Etiene Sales e não o próprio, até porque, na página referida, está bem definido quais são as condições de uso do texto, em nada coincidentes com as condições da wikipédia. Se até depois de amanhã o autor não me responder ao email que lhe enviei, considero que o usuário GhostMaster está a ter comportamento fraudulento e, por isso, o texto será removido do artigo... Manuel Anastácio 17:17, 3 Out 2004 (UTC)

Olá Manuel, acredito que ele ainda não tenha visto sua mensagem, pois a mensagem que enviei para seu email particular ele respondeu, e temos que levar em conta que ele ainda não conhece a Wiki e ainda esteja se ambientando, já o conheço à alguns anos dos grupos da internet e apresentou-se para fazer a página atendendo ao convite que fiz nos grupos de discussão de Umbanda, é uma pessoa séria e não é dado a brincadeiras, pode ter certeza que é ele, e pode ter certeza que responderá sua mensagem assim que a ler. Jurema Oliveira 21:23, 3 Out 2004 (UTC)

OK, Jurema, vou esperar... Manuel Anastácio 01:26, 4 Out 2004 (UTC)

Pronto, afinal o GhostMaster é, realmente o autor da página. Já tenho a confirmação. O artigo Umbanda é legítimo. Manuel Anastácio 23:48, 4 Out 2004 (UTC)

Dúvida sobre traduçõesEditar

Eu traduzi um artigo do espanhol e coloquei uma daquelas marquinhas d revisão. Aí eu deixo ela lá, tiro depois d um tempo, o que que se faz? Mrcl 19:28, 3 Out 2004 (UTC)

Enquanto ninguém proceder uma revisão, sou da opinião que a marcação deve ser mantida... Marcelo R. 17:13, 8 Out 2004 (UTC)

IRCEditar

Estou aqui divulgando o canal de IRC da wikipédia novamente. Entrem no irc.freenode.org no canal #pt.wikipedia . --E2m 20:06, 3 Out 2004 (UTC)

Política e NormasEditar

Por que a página wiki Política e Normas não está funcionando? Também acho que deveria haver uma centralização das informações, que estão dispersas em várias páginas wiki. Além de haver informações sobre como editar e seguir estilos na página principal. Samuel Costa 01:22, 4 Out 2004 (UTC)

Você acho isto. Tudo bem, eu concordo. Também acho que você poderia centralizar todas estas informações no Wikipedia:Portal comunitário e na Ajuda:Página principal e nas páginas listadas nestas duas páginas. --E2m 22:25, 4 Out 2004 (UTC)

Estado Unidos da AméricaEditar

Reparei que há uma grande confusão relativamente à utilização de uma forma coerente para nos referirmos aos Estados Unidos da América. Olhando para categoria:Estados Unidos da América podemos ver os seguintes problemas:

  • Como classificar os nacionais dos EUA? Americanos está completamente errado. Norte-americanos está ligeiramente melhor, mas também errado. Estado-unidenses está mais correto, mas com a entrada em vigor do novo acordo ortográfico deverá escrever-se estadunidenses.
  • Como referir o país nas categorias? Há referencias a Cidades dos Estados Unidos da América e Subdivisões dos Estados Unidos. Enquanto a primeira forma está correta, a segunda é aceitável (por uso generalizado) mas ligeiramente ambígua. Penso que seria mais simples usar apenas a forma "EUA" quando nos referirmos a categorias dos Estados Unidos da América. Assim ficaria simplesmente Cidades dos EUA e Subdivisões dos EUA.

Se chegarmos a um consenso, proponho que se ponha um bot a tratar das alterações. -- Rui Malheiro 10:43, 8 Out 2004 (UTC)

É tão correcto chamar Norte-americano aos cidadãos dos EUA como Sul-Africano a um cidadão da União Sul Africana. Os fulanos do Lesoto também vivem no Sul da África. O Brasil já se chamou Estados Unidos do Brasil e os brasileiros nunca foram estadunidenses. O que interessa numa língua não é a lógica mas o uso corrente. E Norte-americano é uma palavra de uso corrente. --JoaoMiranda 17:57, 8 Out 2004 (UTC)

Concordo com o João Miranda. Toda a gente sabe que o Canadá e o México são da América do norte, mas norte-americano é, usualmente, usado apenas para os naturais dos EUA. Sou totalmente contra a imposição da palavra estadunidense - quem quiser que a utilize, eu não utilizarei e acho falta de respeito se mudarem para tal palavra os artigos onde usei o termo norte-americano que é perfeitamente legítimo e usado por quase toda a gente - se fôssemos a olhar para a etimologia das palavras, tinhamos de refazer muitas delas. Estadunidense pode ter lógica, mas é uma palavra de que não gosto - e como eu há muitos (e acho que devemos ser respeitados - a forma norte-americano está para durar, o que, creio, não acontece com "americano" que é, claramente uma tolice). Manuel Anastácio 18:43, 8 Out 2004 (UTC)

Fui um dos primeiros a levantar essa questão na Wikipédia, mas como uma opção (e possivelmente sugestão) de escrita. Concordo com o Manuel, americanos é errado e precisa ser evitado; norte-americano também é errado, mas deve ficar ao "gosto do freguês" escolher entre isso e estadunidense. Marcelo R. 17:49, 9 Out 2004 (UTC)

AstrologiaEditar

Por favor, deiam uma olhadela à Discussão:Aquário (astrologia) e digam-me o que pensam... Manuel Anastácio 22:32, 8 Out 2004 (UTC)

Waldir I e quejandosEditar

Amigos wikipédicos, bem sei que estive fora e que se calhar escapou-me qualquer coisa mas... O que é que é *isto*: Wikipedia:Páginas de ficção? O que é que estas páginas têm para fazer parte da wikipédia? Porque é que existe uma predefinicao a chamar a atencao que a página é ficcao? Será possível que Waldir I e o seu Reino Unido dos Açores tenham espaco aqui? Nao pode ir tudo para eliminacao rápida? Muriel 14:58, 9 Out 2004 (UTC)

A minha opinião é que já deviam estar apagadas há muito, muito tempo, mas houve objecçõe e, pasme-se, quem ficou irritado com a ideia... Essas páginas já existiam antes de teres vindo para a pt. Entretanto, fui esperando que as pessoas ganhassem juízo, o que, felizmente, aconteceu... Quanto à eliminação rápida, a verdade é que regras são regras e estas páginas não estão entre aquelas que se propõem para ser rapidamente eliminadas (há uma votação sobre isso)... Entretanto, porque não propões uma votação? Manuel Anastácio 18:07, 9 Out 2004 (UTC)

Municípios, cidades e freguesiasEditar

Tenho visto muitos (muitos mesmo) artigos sobre cidade, os quais possuem pouquissima informação, como latitude e longitude, população e estado pertencente. Não vejo por que criar-se tantos artigos, sendo que será raro o seu preenchimento. Também acho que deveria haver um padrão sobre os artigos de cidades (definindo o estilo de tabela a ser utilizado) dentro do livro de estilos. Samuel Costa 17:19, 9 Out 2004 (UTC)

Samuel, recomendo que você leia a filosofia da Wikipédia do Jorge em Usuário:Jorge#Filosofia de Wikipédia e a Wikipedia Discussão:Esboço. Destaco, desta última referência, uma frase: "(...) Portanto, acredito que devemos interpretar muito pouca informação de maneira relativa, levando em consideração (por exemplo), como ponto de comparação, outras enciclopédias." É melhor artigos com pouca informação do que links vermelhos, não achas? E se te incomoda tanto a pouca infomação, assume a tarefa de adicionar dados; as páginas não estão protegidas.
Além de quê, muita discussão (sobre formatos, estilos, etc) pode emperrar de vez o andamento dos trabalhos da Wikipédia... Discutir menos e produzir mais, entende?
Um último argumento: a adição desses artigos fez aparecer links para as cidades no Google. Imagine um cidadão de Delfim Moreira, uma cidadezinha com menos de 10 mil habitantes, que faça uma busca no Google e encontre a Wikipédia, vai pensar: "Caramba, eles têm um artigo até sobre minha cidade!" Isso pode ser um fator importante para incentivar o cara a adicionar informações sobre a cidade (como vem acontencedo) e até mesmo passar a colaborar na Wikipédia por simpatizar com o projeto. Marcelo R. 18:23, 9 Out 2004 (UTC)
Bem, como multiplicador acho que a colocação desses artigos se encaixa bem. Pelo visto por enquanto não há solução, então fica aqui apenas meu comentário. Samuel Costa 19:21, 9 Out 2004 (UTC)
Quanto à questão de normalizar os artigos sobre as cidades, isso faz sentido. O problema é ser mais uma coisa em para dispersar os colaboradores. Sugiro que cries um projeto com essa finalidade, pode ser que pegue... -- Rui Malheiro 19:45, 9 Out 2004 (UTC)

Plantas e vegetaisEditar

Há uma categoria para plantas e uma categoria para vegetais... Qual é a lógica?... Proponho que uma seja eliminada... Manuel Anastácio 19:14, 9 Out 2004 (UTC)

Existe uma diferença para alguns biólogos entre planta e vegetal; este último englobaria algas e, em algumas classificações (quando se fala em dois reinos - animal e vegetal), também fungos, cianofíceas e bactérias. Mas é uma classificação em desuso, e penso que seja melhor realmente eliminar a categoria plantas. Marcelo R. 19:29, 9 Out 2004 (UTC)

Pois, eu acho que se deveria eliminar, isso sim, a categoria vegetais... As algas teriam a sua categoria à parte. Mais opiniões? Manuel Anastácio 20:33, 9 Out 2004 (UTC)

"Planta" é um termo de uso menos preciso e menos científico do que "vegetal". Vejo que há uma grande confusão sobre os dois termos, precisamos realmente de um consenso entre os usuários... Marcelo R. 01:45, 10 Out 2004 (UTC)

Estou trabalhando para incluir tudo relativo ao Reino Vegetal (espécies, termos técnicos, etc.) na categoria "Botânica", inclusive aquelas duas categorias. Não existe muita diferença entre os termos "vegetais" e "plantas", e a existência das duas categorias é redundante. Vegetal é algo como uma entidade taxonômica (espécie pertencente ao Reino Vegetal), e planta é mais usado para nos referirmos a indivíduos. Mas honestamente, todo botânico prefere se referir às plantas como "plantas", e não vegetais (reservando o termo "vegetal" só para textos científicos, palestras, ocasiões oficiais). Ainda penso que a categoria "vegetais" poderia ser eliminada, já que "plantas" já tem um conteúdo considerável, inclusive com subcategorias. -- Monocromático 02:59, 10 Out 2004 (UTC)

O próprio artigo Vegetal é uma tradução literal e interminada de "Vegetable", que significa "hortaliça", e desconsidera o conceito que citei acima. Monocromático 03:01, 10 Out 2004 (UTC)
Desculpem mas estou engatinhamdo ainda em como traduzir artigos, e realmente algumas palavras devem ter passado, essa com certeza é uma delas vegetable tanto no tradutor do Google como no Babylon tem como significado (• vegetable [veg·e·ta·ble || 'vədʒtəbl] adj. vegetal, de vegetais s. vegetal, planta) e acredito que os revisores ão de perdoar uma principiante sem experiência, quanto as categorias estou seguindo a classificação do texto original em inglês, sempre que encontro um artigo sem categoria, vejo como está classificado em outros idiomas que o trabalho está mais adiantado quanto ao consenso de categorias. Jurema Oliveira 08:24, 10 Out 2004 (UTC)
Nesse caso, há que mover o texto de vegetal para hortaliça. Até porque parece que há alguma confusão, e fazer um redirect de vegetal para planta, fazendo nesse artigo as distinções que tiverem de ser feitas (que, por não me parecerem muitas não justificam dois artigos separados). Vegetal é um adjectivo que se aplica aos seres vivos do Reino Plantae, certo? Por exemplo, células vegetais, etc. Enquanto substantivo, creio que significa o mesmo que vegetal... O que podem querer é fazer uma categoria sobre hortaliças, mas essa deveria ser uma subcategoria da categoria Plantas (ou vegetais, se preferirem). Manuel Anastácio 08:22, 10 Out 2004 (UTC)
No artigo Food em inglês tem a distribuição das categorias no trabalho que lá foi feito, já coloquei no artigo alimento o trecho para traduzir Jurema Oliveira 08:56, 10 Out 2004 (UTC)
E no artigo em francês é classificado como légume o vegetable inglês, no Brasil se usa separadamente tanto hortaliça como legume, como é usado em Portugal? Jurema Oliveira 09:42, 10 Out 2004 (UTC)

Em Portugal existe alguma confusão quanto aos dois termos. Deixei no ciberdúvidas uma questão sobre o assunto, espero que me respondam. Sei, no entanto, que hortaliça costuma designar as plantas herbáceas comestíveis (couve, alface, nabiça), enquanto que legume também significa "vagem" (das ervilhas, favas, feijões e outras leguminosas)... Isso cria alguma confusão... Vamos esperar pela resposta do ciberdúvidas? Manuel Anastácio 10:00, 10 Out 2004 (UTC)

O assunto inicial... Ficamos com categoria plantas ou categoria vegetais? Como leigo em Botânica, respeito a opinião do Monocromático. Assim que ficar decidido moverei os artigos entre as categorias. Marcelo R. 15:56, 10 Out 2004 (UTC)

Tal com está subjacente nas palavras do Monocromático, e é a minha opinião também, elimina-se a categoria vegetais, move-se tudo para a categoria plantas. Acho que não há confusão nenhuma. Manuel Anastácio 18:56, 10 Out 2004 (UTC)

Quanto às hortaliças e vegetais, vejam a resposta do ciberdúvidas: http://ciberduvidas.sapo.pt/php/resposta.php?id=14317&palavras=hortali%E7a . É à escolha do freguês.Manuel Anastácio 23:55, 28 Out 2004 (UTC)

Como fazer perguntas de forma inteligenteEditar

Vão ao artigo Como fazer perguntas de forma inteligente, leiam-no e digam-me: isto é material enciclopédico? Se for, eu vou só ali dar um tiro na cabeça e cantar a La Traviata a imitar um rinoceronte! Tenham paciência: quando é que vão perceber o que é uma enciclopédia? A enciclopédia não serve para fazerem os vossos textozinhos sobre como se portar com um hacker! Para isso, façam um blog, uma página vossa na Internet, sei lá... Aqui não é o lugar próprio... Gostaria de ouvir opiniões porque eu já começo a ficar farto da irresponsabilidade de muitos wikipedianos da pt... Manuel Anastácio 20:32, 9 Out 2004 (UTC)

De acordo Manuel. É tão (im)próprio na Wikipédia como o artigo Como parecer cool num sábado à noite com muito gel e lantejoulas. Gostei do excerto:

"Chamamos este tipo de pessoa de "losers" (e por razões históricas às vezes escrevemos "lusers")."

Não vou comentar. Acho que em geral os brasileiros da Wikipédia merecem o meu respeito e não uma igual generalização. --Joaotg 21:34, 9 Out 2004 (UTC)

Isso deve ser eliminado, mas sem fazer essas sugestões ambíguas a respeito de brasileiros aqui na Esplanada. Marcelo R. 01:50, 10 Out 2004 (UTC)
Caro Marcelo, você tem razão. Não devemos entrar no jogo desse "camarada" aí. Mas me perdoe porque quando eu li aquilo me deu vontade de responder à letra. Também sou humano. Acho que me contive razoavelmente. Um abraço --Joaotg 11:34, 10 Out 2004 (UTC)
Sim, Joao, não devemos nos deixar levar por esses usuários que nem tem a coragem de se registrar e vêm aqui escrever bobagens. Abraço, Marcelo R. 15:52, 10 Out 2004 (UTC)
Se fossemos considerar aquilo como um "artigo", teria de ser revisto para um PVN, especialmente porque usa o termo hacker a torto e a direito, sem qualquer nexo. De qualquer forma eu não considero aquilo material enciclopédico, por mim põe-se em votação para apagar. -- Rui Malheiro 23:31, 9 Out 2004 (UTC)

Carnaval e Dia de ReisEditar

Já viram o artigo Carnaval? Quando é que se comemora o dia de reis no Brasil? Não é no dia 6 de Janeiro? Então porque é que o artigo o põe quatro dias antes da quarta feira de cinzas? E quando é que começam a comemorar o carnaval? Não é no Domingo gordo, ou seja, três dias antes (e não quatro, como alterou um anónimo)... Vamos lá pessoal do ocidente atlântico, digam lá de vossa justiça. Seria uma vergonha terem um artigo sobre o carnaval com incorrecções... Manuel Anastácio 18:59, 10 Out 2004 (UTC)

Segundo este artigo na Alemanha o carnaval começa no dia dos reis. Porem o atigo não está adequado. gbitten 23:31, 10 Out 2004 (UTC)
Olá Manuel, o dia de reis é 6 de janeiro no Brasil também, vai ser dificil de explicar..., o certo oficialmente seriam 3 dias de carnaval mas na verdade são quatro porque já começa na sexta feira, sem contar as cidades do nordeste que começam o carnaval uma ou duas semanas antes, hehe...deu pra entender? por isso ele fala em dia de reis.... hoje existe a indústria do carnaval que funciona o ano todo, dando emprego a muitos profissionais de todas as categorias, pintora, escultora, designers, artesanato, comércio de material para fantasias e adereços, o tema é muito vasto, já escrevi para alguns especialistas no assunto, estou aguardando resposta, só obtive resposta da coreografa de uma escola de SP que se propos a ajudar, vamos ver se aparece mais alguém. Jurema Oliveira 02:28, 13 Out 2004 (UTC)

Bossa Nova ou Bossa novaEditar

Tanto Bossa Nova quanto Bossa nova existem. O artigo "Bossa nova" é apenas um esboço. O artigo "Bossa Nova" está mais elaborado (ainda que incompleto). Qual o título que deve prevalecer? gbitten 00:07, 13 Out 2004 (UTC)

Muitos títulos de artigos sobre estilos musicais seguem o mesmo padrão de Bossa Nova (pelo menos quando da sua criação). Acho que é mais natural. --E2m 00:16, 13 Out 2004 (UTC)
Segui a sua sugestão. gbitten 01:42, 13 Out 2004 (UTC)

Aproveito o tema para fazer uma pergunta: o que se faz quando há dois artigos sobre o mesmo tema, um reduzidíssimo e outro completo? Esse é o caso de link/links e electronegatividade/eletronegatividade. Coloquei uma marca de fusão nos dois, mas se não houver problema (quanto ao histórico, etc), penso que o mais correto seria sobreescrever o conteúdo com um redirect de cara... E então? Marcelo R. 03:58, 13 Out 2004 (UTC)

Por mim, basta o redirect.gbitten 04:02, 13 Out 2004 (UTC)

Quanto a mim, fundem-se os artigos e escolhe-se o título mais adequado e de acordo com o que é costume na wikipedia. Por exemplo, por mim, ficaria link (singular), fazendo o redirect de links (aproveitando as informações que estejam em links). Quanto a ele(c)tronegatividade, manter-se-á o artigo mais antigo, fazendo o devido redirect, para não dar prioridade a uma norma ortográfica em detrimento da outra... Manuel Anastácio 17:58, 16 Out 2004 (UTC)

Utilização de maiúsculasEditar

Já agora, gostava de aproveitar para arrumar a questão das utilização de maiúsculas em títulos de artigos. Pelo que eu entendo, só se devem usar maiúsculas em títulos nos seguintes casos:

  1. Primeira letra do título (irrelevante, pois o software converte sempre a primeira letra para maiúscula)
  2. Primeira letra de nomes próprios
  3. Primeira letra das palavras que compõem o título de um livro, filme ou música, exceto artigos e proposições.
  4. Siglas e acrónimos

Esqueci algum caso? Estou mencionar algum a mais? -- Rui Malheiro 01:23, 13 Out 2004 (UTC)

Não entendo o porquê do número 3. gbitten 01:27, 13 Out 2004 (UTC)
Deve ser "A Insustentável Leveza do Ser" ou "A insustentável leveza do ser"? -- Rui Malheiro 01:37, 13 Out 2004 (UTC)
Deve ser como o original ou como a tradução para português (no caso de livros publicados em outras línguas), na minha opinião. --E2m 01:38, 13 Out 2004 (UTC)
Mmmm... isso varia de edição para edição e de país para país. Olhando de relance para a estante atrás de mim, tenho:
  • "a cidade dos deuses selvagens" de Isabel Allende, que no original é "La Ciudad de las Bestias"
  • "Retrato a Sépia" da mesma autora e pela mesma editora.
  • "O FOGO E AS CINZAS" de manuel da fonseca (o nome do autor está em minúsculas na capa)
As editoras muitas vezes escolhem a forma que lhes parece mais estética para um determinado livro. Aqui convém usar a mesma forma para todos os títulos, por uma questão de coerência. Além disso, nem sempre se tem um livro à mão para ir verificar como está escrito. E mesmo que se tivesse, haveria conflitos. A melhor solução é definirmos uma norma para isto (obviamente salvaguardando as devidas exceções). -- Rui Malheiro 02:12, 13 Out 2004 (UTC)
Vendo assim, realmente me parece adequado que títulos de obras (livros, filmes, pinturas, músicas, etc) iniciem as palavras em maiúscula. gbitten 02:17, 13 Out 2004 (UTC)
Não estava falando sobre o nome de capa mas sim sobre o nome para catálogo (ou seja, o real nome do livro). Páginas que podem ajudar:
--E2m 02:33, 13 Out 2004 (UTC)
O que deve ser consultado é a ficha catalográfica, que fica atrás da primeira página impressa do livro (pelo menos dos livros editados por editoras respeitáveis). Existe lá um treco chamado "Catalogação na fonte" ou CIP (Catálogo Internacional de Publicação). Lá se encontra o título e as informações em formato padronizado internacionalmente. Mas, pela minha experiência como bibliófilo, é muito raro do título ter palavras em maiúsculas no meio, geralmente é só a primeira mesmo...
Mais um link - Câmara Brasileira do Livro, e a pergunta-resposta sobre ficha catalográfica: [1]. Marcelo R. 03:56, 13 Out 2004 (UTC)
No que chamas ficha catalográfica do primeiro livro que tirei da estante: "ENSAIO SOBRE A LUCIDEZ", José Saramago, Editorial Caminho (ISBN 972-21-1608-8). Vi mais três ou quatro que não mencionam o título. A mim, tanto me faz de uma forma ou de outra, desde que se defina uma forma, de preferência a "correta". Como sou ignorante nesta matéria, passo. -- 07:25, 13 Out 2004 (UTC)
Não sou eu que chamo, é a CBL. Talvez a formatação da ficha catalográfica em Portugal siga outro padrão, mas no Brasil quase todo livro (pelo menos os vendidos em livrarias) vem com essa ficha. Encaminharei uma pergunta a alguns conhecidos que cursam Editoração, para ver se existe alguma recomendação quanto ao uso de minúsculas e maiúsculas no título. Se não houver, sou da opinião que se use maiúsculas apenas na primeira palavra. Marcelo R. 16:44, 13 Out 2004 (UTC)
Estive a pensar nisso, e agora já tenho uma opinião. Caso não exista uma norma equivalente nos países de língua portuguesa, prefiro usar a regra geral para os títulos de obras, ou seja maíusculas apenas para as siglas e nomes próprios. -- Rui Malheiro 23:33, 15 Out 2004 (UTC)

Eu, por mim, acho que que deveria prevalecer a primeira das tuas hipóteses: maiúscula para todas as palavras presentes num título de livro, música ou filme, excepto artigos e proposições - é, aliás, a forma mais comum e utilizada - e aquela que é mais intuitivamente utilizada... Manuel Anastácio 18:04, 16 Out 2004 (UTC)

Dúvida: Gostava de saber se a regra 3 (primeira letra das palavras que compõem o título de um livro, filme ou música, exceto artigos e proposições) se mantem, se não se mantem ou se fica ao critério de cada um. Obrigado! N&n's 15:00, 10 Nov 2004 (UTC)

Na buscaEditar

Olá a todos: Eu gostava de saber se é possível tornar a busca NÃO SENSÍVEL a maiúsculas e minúsculas ou se existe alguma razão para que tal não possa ser feito. Já me aconteceu várias vezes procurar um artigo (não sabendo de que forma ele escrito) e não ter nenhum resultado, vindo depois a descobrir que afinal esse tema existe. Por exemplo: procurei "tratado de badajoz". A resposta foi que não existia NADA, penso eu que no minímo a busca deveria encontrar "tratado" que existe, e "Tratado de Badajoz" que também existe. Obrigado e um abraço. Juntas 23:36, 20 Out 2004 (UTC)

Isso acontece porque, algumas vezes, o botão vai faz uma pesquisa como se você tivesse clicado em Busca, outras vezes não – por problemas de servidor carregado. Quando ele faz a Busca, retorna resultados semelhantes no título e artigos em que a palavra foi encontrada. Quando isso não está disponível, é sempre recomendável fazer a busca utilizando o Google, que é insensitivo. Marcelo R. 02:39, 23 Out 2004 (UTC)

Caros, conforme prometido, fiz a pesquisa junto a colegas da área de Editoração. A resposta é a seguinte: para títulos em português, deve-se respeitar a vontade do autor. Para traduções, no caso de idiomas de alfabeto latino, deve-se buscar o título original e a tradução bem-feita é aquela que respeita o mesmo padrão do título original. (A mais completa fonte para busca de títulos originais é a biblioteca do congresso estadunidense, http://catalog.loc.gov/ .) No caso de alfabetos não-latinos e que não possuam certa equivalência maiúscula/minúscula, só nesse caso a opção é do tradutor.

Paralelamente fiz uma busca na EN sobre o padrão adotado lá, e como eu esperava, é o Maiúscula minúscula minúscula... (ver [2] e [3]). Mas vocês sabem minha opinião sobre a EN e sobre adotar práticas de lá aqui: nem sempre vale a pena.

Sugiro, então, que sempre que possível façamos uma busca em acervos de confiança, no Brasil e em Portugal, para adotar a convenção do título. No Brasil, duas fontes interessantes são os sistemas de bibliotecas da USP (http://www.usp.br/sibi ) e da Unicamp (http://www.unicamp.br/bc ). Alguém pode sugerir outros (sugiram!)

Também sugiro a criação de um espaço específico para discussão de títulos equivalentes de livros em Portugal e no Brasil. Estou a ponto de escrever sobre alguns livros, mas não sei se a tradução foi a mesma. Essa e outras questões poderiam ser resolvidas lá. Marcelo R. 02:35, 23 Out 2004 (UTC)

Criar uma predefiniçãoEditar

Preciso criar uma predefinição (se não já houver uma) para umas imagens que estou trazendo da wiki inglesa. Lá a predefinição é : http://en.wikipedia.org/wiki/Template:Cc-by-nc-2.0

Devo utilizar a mesma nomeclatura (Cc-by-nc-2.0)? gbitten 19:46, 14 Out 2004 (UTC)

Estamos com várias predefinições do tipo {{Copyright...}. Sugiro {{Copyrightcc-by-nc-2.0}} Marcelo R. 23:24, 14 Out 2004 (UTC)
A wiki inglesa montou um estrutura interressante de licensas para imagens (ver aqui), se a comunidade tiver interesse eu me proponho a transporta-la para aqui. gbitten 23:48, 14 Out 2004 (UTC)
Eu acho que seria um desrespeito com o Rui e com o Patrick, que criaram o esquema {{Copyright...}, tão válido como o da EN... Mas aí é com eles. Marcelo R. 16:55, 15 Out 2004 (UTC)
Marcelo, não estou falando em trazer a nomeclatura inglesa, mas sim sua variedade de licenças, a nomeclatura das predefinições pode ser alterada para o padrão daqui. gbitten 13:17, 24 Out 2004 (UTC)
Acho boa ideia que se adopte o que já está (bem) feito. O esquema de marcação de direitos de autor da en: está bem evoluído e só vejo vantagens em adotarmos uma tradução. Mas para dar tempo a todos para digerir a ideia, sugiro que se começe por traduzir a página com as definiçõe como base de trabalho. -- Rui Malheiro 22:45, 15 Out 2004 (UTC)

Criei uma página para trazer estas licenças, sugestões são muito bem vindas:

gbitten 13:17, 24 Out 2004 (UTC)

Pedidos de eliminação rápidaEditar

Há imensos pedidos de eliminação rápida em Wikipedia:Eliminação rápida que não respeitam as regras. Alguns desses pedidos deviam estar em Wikipedia:Páginas para eliminar. Proponho por isso a adopção do procedimento seguinte:

  • todos os pedidos devem ser feitos em Wikipedia:Páginas para eliminar
  • quem quiser pedir uma eliminação rápida deve escrever (eliminação rápida) ao lado do nome da página para que a indicação seja visível no índice.
  • deve ser mantido o procedimento de colocar a data em que termina a votação.
  • as pessoas devem votar e comentar normalmente
  • o primeiro administrador que aparecer pode apagar a página se ela se encontrar nas condições para eliminação rápida
  • se a página não estiver nas condições de eliminação rápida, o aviso (eliminação rápida) deve ser retirado por um administrador.

--JoaoMiranda 03:07, 15 Out 2004 (UTC)

Acho excelente a idéia, ainda mais porque evita que o administrador tenha que monitorar duas páginas em separado. Marcelo R. 03:08, 16 Out 2004 (UTC)

Discordo totalmente - até porque ultimamente só eu é que tenho apagado páginas (mais ninguém o faz) e, por mim, torna-se mais difícil andar a verificar no enorme índice das páginas para eliminar quais são as que seriam de eliminação rápida. Já se votaram as regras de eliminação rápida - para mim, pelo menos, é mais prático manter as duas em páginas separadas (a não ser que alguém se proponha a fazer esse trabalho - nesse caso, calo-me). Só não sei se aquelas páginas que foram propostas antes da votação das novas regras devem agora ser eliminadas segundo as novas regras ou ainda se aplica a lei antiga (eu sei o que me vão dizer - aqui o pessoal é mais papista que o Papa, de modo que vamos ter que gramar durante mais um mês páginas que, de qualquer modo, serão eliminadas)... Manuel Anastácio 18:13, 16 Out 2004 (UTC)


Creio que as que não têm votos contra podem ser eliminadas emediatamente. --JoaoMiranda 18:18, 16 Out 2004 (UTC)

Albuns ou Discos?Editar

Com os artigos do Pink Floyd surgiu a necessidade de criar algumas categorias e fiquei na dúvida sobre a nomeclatura. Devo usar Categoria:Discos ou Categoria:Álbuns?

gbitten 12:55, 15 Out 2004 (UTC)

Acho que ambas as palavras, isoladas, tem outros significados. Sugiro "Álbuns musicais"
Osias 14:34, 15 Out 2004 (UTC)

E como traduzir categorias com:

  • Categoria:Pink Floyd albums
  • Categoria:1969 albums
  • Categoria:Progressive rock albums
  • Categoria:Psychedelic rock albums
  • Categoria:Double albums

gbitten 14:48, 15 Out 2004 (UTC)

quando tem rock no nome, ou Pink Floyd, pode ficar álbum, nos demais, sugiro algo como "(música)", tipo "álbuns duplos (música)"
Osias 15:20, 15 Out 2004 (UTC)
Penso que álbum seja o mais correto, pois remete à própria obra, à criação artística, não ao seu formato de distribuição. Quanto às traduções: não sei se nossa Wikipédia está suportando ainda tais níveis de especificação. Na EN eles tem até categorias para o ano de nascimento e morte das pessoas, o que acho francamento inútil. Marcelo R. 17:00, 15 Out 2004 (UTC)
Na minha modesta opinião, a wikipédia inglesa é um excelente exemplo de muitas coisas, mas não de categorização. É que há lá muita gente sem saber o que fazer, o que implica a uma sobrevalorização da ideia das categorias. Acho que não vão descansar enquanto cada artigo não tiver pelo menos 10 categorias. qEu acho que Less is more. Muriel 21:06, 15 Out 2004 (UTC)

Perfeitamente de acordo com a Muriel. Manuel Anastácio 18:14, 16 Out 2004 (UTC)

Como copiar imagens de outras wiki'sEditar

Não consigo perceber como se consegue copiar imagens de outras wiki's. Quem me ajuda? obrigado Juntas 20:51, 15 Out 2004 (UTC)

  • É fácil e barato. Gravas a imagem para o teu computador (jpeg ou png) e depois carregas aqui. Não te esqueças de acrescentar a fonte da imagem e outras informações importantes. Muriel 21:02, 15 Out 2004 (UTC)

Ok. só que fui á wiki inglesa para copiar uma imagem de lá, abri a imagem, cliquei em cima e fiz guardar imagem como: só que a única opção que me deu foi gravar como BMP o que é estranho visto a imagem ser um jpg. desisti pensando que não seria essa a forma de "tirar" de lá a imagem. A minha dificuldade principal está em tirar a imagem da wiki inglesa, porque carregá-la para aqui me parece fácil, desde que a tenha. Juntas 21:08, 15 Out 2004 (UTC)

  • Isso também me acontece e uma vez o Jorge pregou-me um raspanete a propósito disso (com razão porque eu sabia lá o que eram bmps). O que eu faço agora é gravar o bmp, abrir em photo paint (por ex) e exportar para jpeg. Se calhar há maneiras mais fáceis, mas eu não sei!... Muriel 21:24, 15 Out 2004 (UTC)

Já me safei, foi isso que fiz: The piper at the gates of dawn

É também o que tenho feito, ainda que isso de ficar gravado em bmp só tenha começado a acontecer às uns poucos de meses atrás. Quando comecei a exportar imagens da wikipédia a imagem ficava gravada no formato original. Não sei o que aconteceu, entretanto... Manuel Anastácio 18:16, 16 Out 2004 (UTC)

Não sei porquê, mas palpita-me que isso deve ser coisas do Internet Explorer. Eu nunca tive problemas desses, mas também não uso o IE. Para os que ainda usam windows, experimentem usar o Mozilla Firefox ou o Opera e vejam se esse fenómeno se mantém. -- Rui Malheiro 19:12, 16 Out 2004 (UTC)
É de facto uma característica do IE. Aparentemente (versão 6.0) só grava em bmp. Estranho ... --JoaoMiranda 19:36, 16 Out 2004 (UTC)
Não estou surpreso. Com todos os aproveitamentos que têm havido dos bugs existentes nas rotinas de leitura de JPG, é habitual que a solução da MS seja reduzir a funcionalidade. Ridículo, mas habitual... Eventualmente deve haver uma opção qualquer para repor a funcionalidade. Provávelmente acompanhado de um aviso de que o utilizador é responsável pelo que pode acontecer se tentar gravar um JPG no disco. -- Rui Malheiro 19:56, 16 Out 2004 (UTC)

Traduções inacabadas, 2Editar

Olá wikipedianos,

Gostaria de insistir num assunto já discutido aí em cima, mas dessa vez de modo mais pragmático. Proponho que as páginas marcadas com {{emtraducao2}} que:

  • tenham mais conteúdo (50 a 60%) em inglês ou outra língua do que em português
  • não tiverem sido editadas há mais de mês;
    • se o usuário for "tirar férias", deve colocar {{emtraducao}}; e
  • tenham afluentes ou interlinks a partir de outras Wikipédias

possam, conforme a disponibilidade dos que fazem a manutenção desta Wikipédia, ter os trechos não-traduzidos apagados, adicionando {{esboço}} se necessário, e adicionando o interwiki específico para a língua da qual parte a tradução.

Sei que alguns aqui utilizam a tradução in-loco, realmente é mais prática; mas penso que os critérios acima excluem boa parte dos artigos que realmente virão a ter a tradução completada.

Comentem, por favor. Marcelo R. 06:20, 16 Out 2004 (UTC)

  • Concordo em absoluto. Coisas por traduzir são feias de um ponto de vista estético e desmotivantes para quem quer escrever o artigo e que se pode sentir preso ao texto existente. Muriel 16:51, 16 Out 2004 (UTC)
Esta wikipédia é em português. Por isso, o que não for, apaga-se. Há sempre a ligação para outras línguas, por isso, quem quer traduzir ou acrescentar, que vá às devidas páginas (não dá assim tanto trabalho). Eu mesmo tenho algumas páginas que comecei a traduzir (a maior parte foi posta a traduzir por outros usuários - eu apenas continuei a tradução - e fiquei a meio devido a dificuldades pessoais no processo ou porque duvido do rigor do artigo original, o que acontece frequentemente). Por mim, se apagarem texto em inglês de artigos muito editados, por mim, não reclamarei - quanto aos avisos de tradução1 (em que se pede que não se deve editar) devem, pura e simplesmente ser banidos porque vão contra o espírito da wikipédia que é deixar que todos participem, quando quiserem. Manuel Anastácio 18:22, 16 Out 2004 (UTC)
Estou de acordo com tudo oo que foi dito, exceto num ponto: a predefinição:emtraducao tem utilidade. Muitas vezes o trabalho de tradução necessita de alguma pesquisa ou reformulação e não convém que duas (ou mais) pessoas trabalhem nele simultaneamente. No entanto, poderia substituir-se a emtradução por predefinição:em edição, que pressupõe um limite de um dia para a "exclusividade". -- Rui Malheiro 18:52, 16 Out 2004 (UTC)
  • Concordo interamente. gbitten 00:14, 21 Out 2004 (UTC)

LineuEditar

Ao acessar o artigo Lineu aparece:

O Banco-de-Dados não encontrou o texto de uma página que deveria ter encontrado: "Lineu".

Isto é geralmente causado pela procura de um diff antigo ou um histórico que leva a uma
página que foi eliminada.

Se este não for o caso, você pode ter encontrado um bug no software. Por favor, tome nota
da URL e comunique o erro a um administrador.

O que ocorre? gbitten 11:39, 16 Out 2004 (UTC)

O interressante é que através de um redirect é possivel acessá-lo: L.. gbitten 11:44, 16 Out 2004 (UTC)

Já deve estar corrigido. -- Rui Malheiro 19:04, 16 Out 2004 (UTC)

Chamada para o Wikilivros (Wikibooks)Editar

Um dos projectos irmãos da Wikipedia, o Wikilivros, tem a Versão Portuguesa muito pouco activa (quando se fala em participantes), como isto é tudo boa gente gostava de pedir aos mais dedicados (principalmente, mas também aos outros) para dedicarem uma parte do vosso tempo nas versões Portuguesas dos outros projectos wiki*, especialmente no Wikilivros que está a precisar de bastante colaboração para avançar um bocadinho mais depressa.

Se aquele tipo de "trabalho" (contribuir para livros didacticos) não vos agrada, então não vão para lá contrariados. Isto é apenas um chamamento para quem einda não reparou que há mais para alem da Wikipedia.

Wikilivros e Wikibooks.

João Jerónimo 20:24, 16 Out 2004 (UTC)

Categorias equivalentesEditar

É bastante comum o surgimento das categorias equivalentes como:

  • Softwares e Programas de computador
  • Frutos e Frutas
  • Astrónomos e Astrônomos

Apagar uma delas na maioria das vezes não tem efeito pois a categoria normalmente é recriada. Portanto sugiro que se esvazie uma delas e se coloque um aviso sobre a categoria equivalente. Veja este exemplo: Categoria:Astrônomos

Gostaria de saber se essa é uma idéia válida, e se devo fazer o mesmo com outros casos deste tipo.

gbitten 19:47, 18 Out 2004 (UTC)

É uma ideia. Pode-se experimentar. Se funcionar, óptimo. Se não, também não dá assim tanto trabalho eliminar uma experiência séria de trabalho... Manuel Anastácio 03:02, 19 Out 2004 (UTC)

No caso de frutos e frutas, acho que deve permanecer apenas frutos, porque nem todo fruto é fruta, mas toda fruta é um fruto, deu pra entender? Acho sua sugestão válida. Jurema Oliveira 03:35, 19 Out 2004 (UTC)
Oi Jurema, migrei todos os artigos para frutos. gbitten 12:37, 19 Out 2004 (UTC)
Existe também um problema com as categorias Ciência da computação e Informática, o nome Ciência da computação é mais técnico e Informática seria mais popular, mas são equivalentes, como tratamos isso? --LeonardoGregianin 19 Out 2004, 10:55 (UTC-4)
Leonardo, tenho dúvida da equivalência destas duas categorias, para mim Ciência da computação deve ser uma subcategoria da Informática. gbitten 15:16, 19 Out 2004 (UTC)

Concordo com a ideia e aplaudo a solução simples encontrada. Muriel 15:03, 19 Out 2004 (UTC)

Sitcom no BrasilEditar

É verdade o que foi dito por um anónimo na página sitcom, de que as comédias de situação se chamam "séries" no Brasil? Uma série não é um programa de ficção (comédia ou não) com alguns episódios? Reverte-se essa contribuição? Manuel Anastácio 00:15, 21 Out 2004 (UTC)

Pode reverter sem dúvida. gbitten 00:35, 21 Out 2004 (UTC)

Sem dúvida não. Veja http://www.band.com.br/portal/rede21.html - estamos de acordo que "A Feiticeira", "Agente 86" e "A Ilha da Fantasia" são sitcoms? No Brasil, são séries sim, a reversão foi indevida. -- anônimo 200.206.62.115

"A Ilha da Fantasia" não é um sitcom porem é uma série. gbitten 18:29, 21 Out 2004 (UTC)
No Brasil (pelo menos na minha parte dele) não se conhece o significado de sitcom. Usamos série ou comédia. --E2m 18:18, 21 Out 2004 (UTC)

Barrados no baile, Jornada nas estrelas, 24 horas, Carga pesada também são séries, porem não são sitcoms. A reversão a meu ver é devida. gbitten 18:26, 21 Out 2004 (UTC)

Gbitten, acho que você não percebeu a questão (os exemplos que dá demonstra-o - claro que isso são séries! Em Portugal também!)...E se for, por exemplo, "Os Sopranos" ou "Anjos na América" (não sei se os viram no Brasil, espero que sim)? Como chamam? Não é série na mesma? E se for uma peça cómica no teatro? Não é comédia na mesma? Estamos a falar apenas de comédias, televisivas, em que o tipo de humor corresponde às situações em que as personagens se encontram. Se no Brasil não tem um nome específico, não se deve, pura e simplesmente, dizer que se chamam séries. Leva a pensar que "série", no Brasil são sempre comédias de situação - o que duvido que seja. Em Portugal as sitcom também são séries - perceba-se... Mas a palavra série é mais geral. Claro que, em termos gerais, "A Feiticeira" é uma série (em Portugal também é) - mas, em termos específicos, é uma sitcom... Não acredito que no Brasil não haja um termo específico (ou que não se use "sitcom")... Manuel Anastácio 18:29, 21 Out 2004 (UTC)

Também usamos seriado, enlatado e minissérie, dependendo da série em questão. Acho que seriado é o que mais bate com sitcom. Enlatado seria bom também, não fosse pejorativo. --E2m 18:31, 21 Out 2004 (UTC)

Veja só em http://www2.teleseries.com.br/news20021103.htm: (site brasileiro - posso dar mais exemplos): "Estréia no Brasil Casamento Grego. A próxima grande sitcom?" ... Caro Gbitten, devia devia ter mais cuidado ao chegar a conclusões precipitadas... Quanto a "seriado e enlatado - Por amor de Deus - isso são as séries em geral, sejam ou não comédias! É assim tão difícil de perceber que todas as sitcom são séries, seriados ou enlatados mas nem todas as séries, enlatados e seriados são sitcom?! Não é uma relação de equivalência! Estão a fazer um raciocínio errado! Manuel Anastácio 18:36, 21 Out 2004 (UTC)

Manuel, releia meus comentarios que você vai perceber que estamos falando a mesma coisa. gbitten 18:38, 21 Out 2004 (UTC)
Olha, Manuel, nunca me fez falta o termo sitcom. Os canais de TV nunca falam em sitcom, falam apenas em série. Eu percebo o uso do termo, só que para mim é uma coisa completamente supérflua. Meu dicionário não registra o termo. --E2m 18:43, 21 Out 2004 (UTC)

Nem toda série é um enlatado. --E2m 18:43, 21 Out 2004 (UTC)

Peço desculpa, Gbiten, li "indevida" em vez de "devida" - mea culpa - li de forma apressada! Troquei os teus comentários com os do E2m... E2m: se queres não utilizar a palavra está à vontade, mas a wikipédia dá as informações que interessam a toda a gente - não a ti, em particular. Depois: toda a série televisiva é um enlatado para quem, pejorativamente, assim as consideram. Peço que tenhas tento nas palavras e saibas perceber quando estás errado (humildade não faz mal a ninguém - especialmente a um administrador)!... Manuel Anastácio 18:47, 21 Out 2004 (UTC)

Hehehe. Que história é essa Manuel? Onde estou errado? Onde eu disse que não deveria ter um artigo sitcom? Só estou tentando esclarecer que o termo é desconhecido para mim e acho que também o é para outros brasileiros. Note que o comentário:
Sem dúvida não. Veja http://www.band.com.br/portal/rede21.html - estamos de acordo que "A Feiticeira", "Agente 86" e "A Ilha da Fantasia" são sitcoms? No Brasil, são séries sim, a reversão foi indevida.
não foi feito por mim... --E2m 18:56, 21 Out 2004 (UTC)
Também estava tentanto explicar quais são os outros termos possíveis. É isto errado? --E2m 19:02, 21 Out 2004 (UTC)

É errado estar a defender que no Brasil as sitcom são conhecidas por "série" ou "seriado" - o que é um perfeito disparate. E, seja como for, os seus comentários foram totalmente despropositados ("nunca precisei desse termo"! - sem comentários; "é uma coisa supérflua - o meu dicionário não regista o termo" - desculpe-me dizer que esta frase não abona em relação à sua inteligência que tinha em melhor conta). E, ainda: o que você fez não foi propor outros termos possíveis - foi propor termos inadequados e sem qualquer lógica para o que estava a ser discutido. E fim de discussão. Manuel Anastácio 19:12, 21 Out 2004 (UTC)

E claro que o termo é desconhecido por si e por outros brasileiros (portugueses também)! É para isso que serve uma encilopédia: para ensinar aquilo que não se sabe a quem o quiser saber (infelizmente há quem não saiba nem queira saber...). Agora sim (acho eu): fim de discussão. Manuel Anastácio 19:15, 21 Out 2004 (UTC)

Claro que a enciclopédia deve ensinar. Claro que devemos ter um artigo sitcom. Vamos começar a esclarecer o que estava claro! Quando disse que nunca precisei do termo e que era uma coisa completamente supérflua estava tentando explicar como funcionam as coisas aqui. Ninguém vai parar alguém na rua e perguntar pela última sitcom. Disse também que seriado talvez fosse a melhor aproximação para sitcom, mas para mim também está claro que não é a mesma coisa. Percebo que a gente aqui costuma chamar de seriado este tipo de séries que têm temporadas, mas que não são necessariamente comédias. Acho que já estou fazendo considerações demasiado profundas sobre o assunto, mas se isto é um wiki, alguém vai poder chegar aqui e dar sua opinião comentando a minha. --E2m 19:43, 21 Out 2004 (UTC)
Errado é defender que sitcom é sinônimo de série. Certo é defender que que uma sitcom no Brasil vai ser chamada de série. Podes deixar, a próxima vez não vou fazer considerações. Pensei que elas enriqueceriam o debate, mas parece que ai residiu o meu único erro. Com relação a minha inteligência, parece que te enganei direitinho (desculpas pelo diminutivo, mas não pude resistir). --E2m 19:43, 21 Out 2004 (UTC)

Sinto-me algo responsável por esta discussão - na minha opinião, pouco produtiva -, uma vez que fui eu que coloquei o termo na wikipedia e pedi ao Manuel que investigasse junto de colegas brasileiros se no Brasil série equivalia a sitcom, quando vi que um usuário anónimo tinha escrito tal no respectivo artigo. O Manuel descobriu uma página brasileira na internet onde o termo sitcom é utilizado, pelo que este estrangeirismo também existe no Brasil. Por outro lado, outros confirmaram que série é um termo mais vasto no Brasil, o qual, tal como em Portugal, engloba qualquer tipo de série televisiva, seja ou não de humor. Digo-vos ainda que o termo é bastante antigo (já consta de dicionários ingleses há décadas) e está inclusivamente presente em, pelo menos, uma enciclopédia portuguesa. Se está ou não em alguma brasileira, desconheço, mas que é utilizado por brasileiros - mesmo que seja por uma minoria - é um facto, como provou o Manuel. Se vai entrar ou não no discurso do dia-a-dia no Brasil o futuro dirá. Em Portugal, antes da expressão alternativa série de humor, a qual até é mais aplicada a séries nacionais que norte-americanas, utilizavam-se expressões do estilo série para rir no discurso do nosso quotidiano... Como curiosidade, termino com um dado interessante. Considero que o termo britcom está inclusivamente mais difundido em Portugal, dado existir há alguns anos uma rubrica no canal televisivo 2: com esse nome, onde são transmitidas duas britcoms. No entanto, não conheço nenhum dicionário ou enciclopédia portuguesa que o contenha, ao contrário do que acontece com o termo sitcom.N&n's 20:22, 21 Out 2004 (UTC)

Manuel, pense um pouco no endereço do site que você citou. Mesmo que haja realmente algo no texto sobre "sitcom", esse termo é de desconhecimento geral no Brasil, só é usado por um número pequeno de pessoas que assiste televisão o dia inteiro, inclusive meta-canais que falam sobre próprios programas de televisão. Para citar mais uma fonte confiável, passo dois endereços do SBT, que é a segunda maior rede de tv do Brasil (a Bandeirantes, do link anterior, é a terceira; a primeira, Globo, não exibe enlatados por causa de padrões de qualidade). Ver: http://www.sbt.com.br/series/patroa/ (Além de ser o ator principal da série, Damon Wayans...) e http://www.sbt.com.br/series/friends/ (Friends é uma série que fala de amizade, principalmente...) Por falta de palavra adequada, no Brasil as sitcoms são chamadas de série, também. E foi isso que a pessoa queis dizer ao escrever aquilo.

Olá a todos: Não me querendo meter na discussão peço só para verem: http://www.rabisco.com.br/colunas/antropop/antropop01.htm emais este: http://www.estadao.com.br/divirtase/noticias/2004/set/20/40.htm

Lá, lá, laá... Vou fingir que não ouvi nada (já que aqui o pessoal é surdo, deixem-me fingir que também sou!... Esta gente gosta de legitimar a ignorância, é? - há desconhecimento da palavra no Brasil, por isso vamos dizer que sitcom = série!... Poxa! Dão-me cabo da paciência!) Manuel Anastácio 00:27, 22 Out 2004 (UTC)

só mais este: http://www.lifesitcom.blogger.com.br/2004_08_29_archive.html

Em dez miinutos descobri dezenas de sites brasileiros que falam em sitcomJuntas 00:30, 22 Out 2004 (UTC)

Concordo com o Manuel: toda sitcom no Brasil pode ser chamada série (ou comédia), mas nem toda série é uma sitcom. O termo sitcom é usado no Brasil, mas ainda não é um estrangeirismo utilizado (nem sequer conhecido) pela maioria dos brasileiros. -Diego UFCG 16:18, 22 Out 2004 (UTC)

Desgranelização de categoriasEditar

Olá! Queria fazer um convite para visitar esta página e dar uma opinião a respeito de uma necessária restruturação de parte da Categoria:Política. A minha proposta parece-me bem, mas comentários são essenciais! Obrigada, Muriel 12:13, 21 Out 2004 (UTC)

Desgranelização de categorias 2Editar

Seguindo o modelo da Muriel, fiz uma rápida proposta para categoria Pessoas. Aguardo comentários. gbitten 10:54, 22 Out 2004 (UTC)

Atividades da comunidadeEditar

Podemos criar uma atividade da comunidade (aquela ligação esquecida no topo da página Mudanças Recentes) específica para racionalização de categorias. O que acham? Marcelo R. 02:53, 23 Out 2004 (UTC)

Concordo. gbitten 18:37, 23 Out 2004 (UTC)

Contribuições do usuário InteiroEditar

O usuário Inteiro colocou uma série artigos que desconfio não ter valor enciclopédico:

Devo apagar seu conteúdo? gbitten 01:16, 23 Out 2004 (UTC)

Eu penso que sim, visto se tratar de artigos (segundo me parece) de divulgação de uma qualquer organização.Juntas 01:14, 23 Out 2004 (UTC)

Nenhum conteúdo deve ser apagado a não ser que seja lixo, spam ou material com direitos de autor. O local próprio para decidir se uma página deve ser eliminada é a página Wikipedia:Páginas para eliminar. As razões são as seguintes:
  • se o conteúdo é lixo deve ser apagado para não dar um mau exemplo ao resto da comunidade
  • se é material com direitos de autor idem
  • se a página tem interesse, o conteúdo nunca deve ser apagado mas melhorado
  • se o conteúdo não tem valor enciclopédico, essa análise deve ser feita pela comunidade, e a comunidade só pode avaliar conteúdos se esses conteúdos não forem apagados.
Quanto às páginas, o Mundo dos Inteiros não me parece que tenha interesse enciclopédico. Aldeia da Dona parece um artigo legítimo (ver: http://membres.lycos.fr/aldeiadadona/). As restantes têm interesse enciclopédico duvidoso. Parece que alguém quer divulgar os seus projectos artísticos. Alguns destes projectos têm umas poucas entradas no Google. --JoaoMiranda 02:09, 23 Out 2004 (UTC)
Uma das regras para inclusão em páginas para eliminar diz:
  • "Só podem entrar nesta lista páginas sem conteúdo. Páginas que tenham conteúdo devem ser previamente esvaziadas. Se o conteúdo tiver interesse deve ser incluído noutra página."
Como não tinha certeza do valor enciclopédico dos artigos preferi discurtir isso na esplanada antes de apaguar o conteúdo e colocar em votação em páginas para eliminar. gbitten 11:12, 23 Out 2004 (UTC)
Essa é uma regra que provavelmente tem que ser mudada. Quando escrevi essa regra pensava que o título era suficiente para que a decisão de eliminar fosse tomada. Estava a pensar em páginas com títulos manifestamente absurdos ou errados. No início, só apareciam páginas dessas. Na maior parte dos casos, as páginas a eliminar tinham conteúdos absurdos ou spam ou estavam vazias. Só agora é que começam a aparecer páginas com títulos correctos, mas que não têm interesse enciclopédico. Se pretendemos julgar o interesse enciclopédico, o melhor é julgar o conteúdo e não apenas o título. --JoaoMiranda 16:10, 23 Out 2004 (UTC)

Concordo. Essa regra tem, efectivamente, de ser mudada. Quanto a estes artigos, acho que se devem salvar o da aldeia. Quanto ao do Kim Prisu, até aceitava que continuasse se o autor não fosse o próprio, o que indica que é apenas um caso de promoção pessoal. Manuel Anastácio 16:56, 23 Out 2004 (UTC)

Depois de ler com atenção, chego à conclusão que Figuração livre é um artigo legítimo. Não sei, no entanto, se o redirect serve para alguma coisa. Entretanto, outr ELIMAR continua a publicitar-se sem dar cavaco a ninguém. Só por isso, acho que Kim Prisu deve ser eliminado - a nãop ser que alguém encontre informação que demonstre que é um artista digno de figurar na wikipédia, apesar da sua falta de vergonha na cara. Manuel Anastácio 19:54, 23 Out 2004 (UTC)

Não matem a criatividade. Por acaso, eu vi na Guarda a does anos uma exposição dele, é mesmo um trabalho único e com uma força deslumbrante, e sabem é que ele em duas exposições colectivas, expôs com JM BASQUIA, K. HARING assim que as vedetas da Figuração Livre francesa, e por cima e um artista que da muito e só ver o que faz na sua aldeia pelas artes sem subsídio de ninguém. Eu penso que um artigo sobre as novas figurações, e se já que o kim Prisu é um dos pioneiros em França como se lia nas criticas da comunicação social que ele tinha o dispor... Eu penso que e um artista que vale a pena. Elimar (Elisabete Martins elimar@netvisao.pt)

Nó AmericadoEditar

Alguém conhece este género de gravata? O Luís Dantas fala dele no artigo Nós de gravata como sendo o mesmo que four in hand. Procurei no Google e não vejo uma única menção a tal nó de gravata... Elimina-se a menção a tal nó? Se esse termo é usado, convém indicar onde e por quem é usado... Parece ser uma brincadeira ao nó amaricado... Que acham?... Manuel Anastácio 22:20, 23 Out 2004 (UTC)

É o nó americano, com erro ortográfico. É um dos mais populares e simples. --E2m 01:56, 25 Out 2004 (UTC)

populares ou pupularesEditar

encontrei uma página com o termo pupulares que desconhecia. Gostava de saber se no Brasil é correcto escrever-se dessa maneira ou pelo menos se é usual. Juntas 00:10, 24 Out 2004 (UTC)

Isso é erro, de certeza... Manuel Anastácio 01:41, 24 Out 2004 (UTC)

Pupulares não está registrada em meu dicionário, e eu nunca ouvi nem li essa forma. Marcelo R. 03:02, 24 Out 2004 (UTC)

3 500 a.C. ou 3.500 a.C?Editar

Uma dúvida (e preferia que fundamentassem as vossas opiniões em vez de dar opiniões sem fundamento): acham que devemos escrever como os números que ultrapassam os milhares, especialmente em datas? Com um ponto a separar as classes numéricas ou com um espaço, apenas? É preciso obter um consenso para a criação das novas páginas sobre anos antes de Cristo. Manuel Anastácio 02:11, 24 Out 2004 (UTC)

A minha opinião é que nenhuma delas faz lógica. a lógica será escrever 3500 - tal como escrevemos 2004 ou 1995 sem espaço e sem ponto. Juntas 02:17, 24 Out 2004 (UTC)

Concordo contigo. Mas isso complica a leitura de números maiores... Mais opiniões (gosto da opinião do Juntas, perceba-se...). Manuel Anastácio 02:19, 24 Out 2004 (UTC)

Estava a referir-me particularmente às datas. também concordo que com nºs grandes a leitura possa ser mais difícil. Se calhar o melhor seria usar os pontos (3.500.345) para todos os nºs à excepção as datas. Juntas 02:24, 24 Out 2004 (UTC)

Fundamentando em dados técnicos: segundo a convenção do Sistema Internacional de Unidades, deve-se usar espaços para separar os números em grupos de 3 algarismos, por exemplo, 3 500. Veja-se por exemplo um excerto do site da Sociedade Americana de Engenheiros Civis (http://users.vnet.net/cmstone/metric/mfacts1.htm ): "To make numbers easier to read they may be divided into groups of 3 separated by spaces (or half-spaces) but NOT commas."
Estou acostumado a lidar com documentos em biofísica que seguem essa convenção, mas duvido muito que fora da física ela seja adotada. O E2m, que é físico por formação, pode corroborar minha observação. Para evitar ir muito contra a norma do SI, eu prefiro que não se use ponto ou vírgula entre os grupos de algarismos. (Afinal, diz-se que os algarismos podem ser separados, mas fica claro que, se forem separados, só o podem ser por espaços). Marcelo R. 02:56, 24 Out 2004 (UTC)

Também é essa a minha opinião - o uso de espaços a separar as classes e não pontos (e nunca, mas nunca, vírgulas - a não ser a separar as unidades das décimas)... Apenas chamei a atenção porque há muita gente a copiar o sistema usado na wikipédia inglesa dos pontinhos... Manuel Anastácio 03:57, 24 Out 2004 (UTC)

Parece-me que para anos até 4 dígitos os devemos escrever como uma sequência (2004), com mais de 4, voto pela utilização do espaço em branco como separador. Brian 11:22, 24 Out 2004 (UTC)
Concordo com o Brian: até 4 dígitos como seqüencia (2005); com mais de 4 o uso do espaço como separador. Confesso talvez não ter seguido essa regra em traduções anteriores, mas vou revisá-las desde que possível. Abraços enciclopedistas, --Marcelo Schlindwein 12:23, 24 Out 2004 (UTC)

Pessoalmente, prefiro a notação científica. Nada de pontos e vírgulas só para casas decimais.N&n's 12:37, 24 Out 2004 (UTC)

É preciso obter um consenso para a criação das novas páginas sobre anos antes de Cristo. Manuel, não sei se concordarás comigo, mas para trás do ano 1000 a.C., tenho muitas dúvidas de que as datas possam ser provadas exactamente... Já dizia o meu professor de pré-clássicas para usar sempre o c. de circa para anos muito, muito antigos... quem me garante a mim, por exemplo, que Hammurabi reinou mesmo entre 1792 e 1750 a.C.? Há quem diga que foi entre -1814 e -1772... Compreendo a tua pergunta, mas acho que devemos ficar felizes se criarmos páginas pelo menos até ao ano 999 a.C. Antes disso, é complicado ter certezas. Mas reitero a posição de abocado. Anos até 4 dígitos, tudo pegado; a partir dos 10 000, intervalado por um espaço em branco, nada de pontos como na convenção britânica, e vírgulas só mesmo como separador decimal (pelo menos foi isso que aprendi na escolinha, só não sei é se ainda está em vigor... tantas reformas que o ensino sofre no nosso país...). Brian 14:53, 24 Out 2004 (UTC)

Sim, eu sei isso. Mas já há pessoas a fazerem links para 3.500 e outros a fazerem links para 3 500. Eu também acho estas páginas de cronologia dispensáveis - datas recuadas, entenda-se (só espero que ninguém decida criar, de forma automática, os anos até esta data, mais ou menos - caso contrário ficaremos com uma catrafada de artigos que NUNCA terão conteúdo (como acontece, espero eu que provisoriamente aos artigos dos anos que foram criados automaticamente e em que ninguém tem pegado desde então)... Manuel Anastácio 19:18, 24 Out 2004 (UTC)

Meus "cinco reis": datas, sem pontos nem espaços. Datas "antes de Cristo" estão de facto a ser muito contestadas... Politicamente incorretas! A mim, dá-me mais jeito o a.C. em vez do a.e.c. de "antes da era comum"...
Números grandes: minha opinião é que os americanos não servem como referência... Se eles não adoptam o sistema decimal e depois obrigam-nos a escrever tudo no dito cujo e a aprender as conversões todas! Eu costumo usar os pontinhos principalmente por causa dos nossos queridos "editores de texto" - se o número fica com espaços, o estúpido sistema divide-o em duas linhas, o que é um grande disparate...--Rui Silva 06:43, 25 Out 2004 (UTC)

Erros ortográficos na wikipédiaEditar

Já muito foi dito sobre artigos que são criados com um título errado e que depois ficam como redirects (o que chateia muita gente que, tal como eu, acha que isso apenas legitima o erro). Agora proponho: e se em vez de um redirect se fazer uma página com sugestões: por exemplo, a pessoa ao escrever mangnésio receberá uma mensagem que lhe diz: será que não queria dizer magnésio ou manganês?... Assim estaremos a indicar a forma correcta, o que não acontece com os simples redirects... Só não queria é que estas páginas de sugestão ortográfica contassem como artigos... (as páginas de desambiguação contam como artigos?)... Manuel Anastácio 02:18, 24 Out 2004 (UTC)

E então? Ninguém diz nada desta proposta? E eu que achava que ia resolver muitos dos problemas postos até agora com os redirects criados com erros ortográficos... Já vi que preferem as coisas como estão... Manuel Anastácio 19:21, 24 Out 2004 (UTC)

A ideia é boa, mas seria preciso fazer isso em quantas páginas? Podemos imaginar as formas como às vezes as pessoas escrevem certos nomes? Se quiseres tentar algo desse estilo, acho que o deves fazer. Mas por amor de Deus, não no mangnésio. Acho que nesse particular é preferível que, nas páginas do magnésio e do manganês surja logo no início uma chamada do género das páginas de desambiguação: este artigo é sobre o manganês, se andava à procura do magnésio, cliqueaqui. Brian 19:44, 24 Out 2004 (UTC)

Não Brian: a verdade é que a política da wikipédia (devido a regras imemoriais) é não apagar páginas - depois, as pessoas lá viram que tinha mesmo de ser porque havia páginas que não lembravam ao diabo. Mas continua-se a achar que se alguém cria uma página com um erro ortográfico comum, essa página deve ser mantida como redirect (tal regra não foi ainda a votação mas é comum achar-se que, mantendo essa página como redirect se está a ser pedagogicamente correcto, porque evita a criação da página, de novo com o título errado e "ensina" qual a forma correcta). Ora, o erro mangnésio pode vir a ser feito de novo por alguém. Se lhe aparecer uma página a indicar sugestões sobre aquilo que o usuário estará realmente a procurar (não estou a falar de páginas de desambiguação, mas páginas de esclarecimento para quem vai enganado), o erro não é repetido e já não se faz aquilo que eu acho incorrecto tal como é feito hoje em dia na wikipédia, que é redireccionar o erro para a página certa. Não estou a dizer que se devem criar de propósito estas páginas! Estou apenas a dizer que elas devem aparecer há medida que são criadas por usuários que as escrevem com erros ortográficos - não estou a dizer que nos devemos pôr a pensar nos erros possíveis - eles aparecem por si mesmos! E quanto a mangnésio: é nessas páginas que eu acho que este género de mensagem seria realmente pedagógica! Em vez de a pessoa esbarrar com um redirect para outra página (o que é impensável neste caso), depara com um texto onde a pessoa é levada a pensar naquilo que está realmente à procura, ao mesmo tempo que fica ciente de que estava a escrever mal a palavra!... Manuel Anastácio 20:15, 24 Out 2004 (UTC)

Estas páginas vão contar como artigos. Uma solução seria a página mangnésio ser um redirecionamento (que não conta como artigo) para wikipedia:mangnésio (que também não conta como artigo). --E2m 20:29, 24 Out 2004 (UTC)
Deixe-me entender melhor: páginas com erros do tipo lapsus calami seriam redirecionamentos para a página correta e páginas com erros que mostrem que há confusão de conceitos mereceriam tal texto explicativo, correto? --E2m 20:29, 24 Out 2004 (UTC)
Se for deste modo (ou de outro parecido) eu concordo com a idéia. --E2m 20:29, 24 Out 2004 (UTC)

Tudo o que disseste vai ao encontro daquilo que defendo, com uma diferença: se alguém fizer um erro "lapsus calami" ou "deslize ortográfico", a regra actual é fazer o redirect. Ora, eu, como muita gente, discorda disso (já que a pessoa fica a pensar que escreveu bem - não há correcção do erro). Eu penso que em vez do redireccionamento devia haver uma destas páginas onde a pessoa fica ciente de que errou, ao mesmo tempo que aprende quais as alternativas propostas por nós (que pode ser apenas uma alternativa que, ao não ser um redirect, se torna informativa e correctora - enquanto que o redirect está a dizer implicitamente à pessoa - "você escreveu bem a palavra!")... Não seria possível criar um namespace diferente, como Propostas:Mangnésio para onde seriam redireccionados os erros ortográficos? Manuel Anastácio 20:40, 24 Out 2004 (UTC)

É possível criar, mas os artigos neste namespace seriam ainda contados como artigos. Duas opções temos: incomodar algum desenvolvedor para que ele registrasse mais um namespace ou fazer um subnamespace, tal como no artigo wikipedia:erros:mangnesio. --E2m 20:59, 24 Out 2004 (UTC)
Já tinha andado a pensar nisso e acho que fazia sentido ter um namespace "desambiguação". O software MediaWiki permite usar mais de 16 namespaces. Não sei se isso pode ser usado na Wikipédia, como está, sem dificuldades. Vou investigar... -- Rui Malheiro 22:42, 24 Out 2004 (UTC)
Os 16 domínios já estão ocupados. Os ímpares são a discussão dos pares.
  1. 0 - padrão.
  2. 2 - usuário:.
  3. 4 - wikipedia:.
  4. 6 - imagem:.
  5. 8 - mediaWiki:.
  6. 10 - predefinição:.
  7. 12 - ajuda:.
  8. 14 - categoria:.
--E2m 23:03, 24 Out 2004 (UTC)
Eu sei disso. Estou a referir-me aos namespaces acima de {{ns:100}}, que são mencionados em m:Help:Namespace -- Rui Malheiro 23:30, 24 Out 2004 (UTC)
Venho pensado em uma tradução natural para a palavra namespace. O termo domínio seria muito inadequado? --E2m 21:00, 24 Out 2004 (UTC)
Eu acho que domínio é bastante adequado. -- Rui Malheiro 22:42, 24 Out 2004 (UTC)
Atualmente, as desambiguações são contadas como artigos em todas as wikipédias. Usando este esquema de redirecionamento, poderíamos retirá-las da parte enciclopédica do nosso sítio. Não sei se é do interesse geral da nação. --E2m 20:59, 24 Out 2004 (UTC)
Aproveito para perguntar de novo: vamos mover nosso namespace de wikipedia para wikipédia? --E2m 22:21, 24 Out 2004 (UTC)

De resposta à última intervenção do E2m Isso não daria muito trabalho sem grande importância imediata (e não vai criar outros problemas)? Quanto às desambiguações - também acho que é enganoso pensar nelas como artigos... Eu seria a favor dessa alteração para um novo "domínio"... Mas acho mais interessante poder criar os domínios para os erros, já que assim elimina-se o problema posto por muitos utilizadores como oSamuel Costa, o Hugo Rosa, × Sr. X ×, entre outros, que não concordam com a manutenção de páginas com erros ortográficos mas, que, acho, não porão qualquer objecção à sua manutenção com fins didácticos... (repare-se que as regras da wikipédia actuais "protegem" contra a eliminação os erros ortográficos comuns). Manuel Anastácio 22:27, 24 Out 2004 (UTC)

Não seria difícil mudar o domínio. Bastaria um pedido aos desenvolvedores. --E2m 23:03, 24 Out 2004 (UTC)
(off topic) qual a utilidade do domínio mediaWiki? gbitten 03:04, 25 Out 2004 (UTC)

Acho que é in topic: o domínio mediaWiki, se não serve para nada (ou serve?) poderia ser utilizado para outras coisas... Manuel Anastácio 19:11, 28 Out 2004 (UTC)

No mediaWiki estão armazenadas as mensagens do sistema. Este domínio só é editável por administradores. --E2m 20:22, 28 Out 2004 (UTC)
Complementando o E2m, são as mensagens da interface, que devem ser traduzidas para o idioma local, e avisos como o pedido de contribuição que aparecia ainda há pouco. Marcelo R. | @ 21:49, 29 Out 2004 (UTC)

MarilândiaEditar

Não é melhor fazer no artigo Marilândia uma página de desambiguação, onde se colocariam links para o município brasileiro e para a norte-americana Maryland, muitas vezes denominada Marilândia em textos portugueses? Não realizei tais mudanças por o artigo em causa conter bots.N&n's 10:39, 24 Out 2004 (UTC)

Concordo. Só não sei é se o artigo sobre o estado norte-americano deve seguir a nomenclatura oficial ou a aportuguesada (estamos a seguir New York, New Jersey, ou Nova Iorque e Nova Jérsia?)... Brian 11:20, 24 Out 2004 (UTC)
Se experimentares ver Nova Iorque, o artigo existe como tal. New York é apenas um redirect. De qualquer modo, na minha opinião, Marilândia obrigaria sempre a uma página de desambiguação. A minha proposta para quem dominar melhor os bots é:
        • mudar o conteúdo de Marilândia para Marilândia (Brasil).
        • fazer a página de desambiguação em Marilândia
        • se depois se resolver que o artigo da norte-americana Marilândia deve estar em Maryland, faz-se um redirect para lá.N&n's 12:25, 24 Out 2004 (UTC)
A discussão sobre nomenclatura é longa... No Brasil, ningém diz London, mas sim Londres. No entanto, dizem-se e escrevem-se muito New York, Nova York, mas raramente Nova Iorque (arghh..). Acho Marilândia e Nova Jérsia (Arghh mais indignado) horríveis para indicar os estados norte-americanos, vou sempre escrever Maryland e New Jersey. Um pouco de bom senso faz bem às vezes! Abraços enciclopédicos, --mschlindwein 12:33, 24 Out 2004 (UTC)
Julgo, no entanto, que concordas que uma página de desambiguação é necessária, independentemente de depois o artigo Marilândia ser um redirect para Maryland ou vice-versa.N&n's 12:41, 24 Out 2004 (UTC)

Seguindo o modelo de outros municípios brasileiros, deve ser Marilândia (Espírito Santo) e Benjamin Constant (Amazonas), ao invés de município (Brasil). Brian 12:34, 24 Out 2004 (UTC)

Já aprendi algo mais, hoje :)N&n's 12:40, 24 Out 2004 (UTC)

Benjamin ConstantEditar

Não é melhor fazer no artigo Benjamin Constant uma página de desambiguação, onde se colocariam links para o munícipio brasileiro e para o escritor e político francês de origem suíça do século XVIII? Não realizei tais mudanças por o artigo em causa conter bots.N&n's 10:43, 24 Out 2004 (UTC)

Id. comentário anterior. Brian 11:21, 24 Out 2004 (UTC)
Aqui não se coloca a questão de nomenclatura oficial ou aportuguesada, pois o termo tanto é o nome da pessoa como do município. Não fiz a alteração, devido a ter bots no artigo. Agradeço então que quem dominar melhor tal, faça a página de desambiguação e mude o conteúdo de Benjamin Constant para Benjamin Constant (Brasil).N&n's 12:28, 24 Out 2004 (UTC)
Ou melhor, como me ensinou o Brian, não para Benjamin Constant (Brasil), mas para Benjamin Constant (Amazonas).

AportuguesamentosEditar

Escreveu o Mschlindwein uns parágrafos mais acima, em Marilândia:

A discussão sobre nomenclatura é longa... No Brasil, ningém diz London, mas sim Londres. No entanto, dizem-se e escrevem-se muito New York, Nova York, mas raramente Nova Iorque (arghh..). Acho Marilândia e Nova Jérsia (Arghh mais indignado) horríveis para indicar os estados norte-americanos, vou sempre escrever Maryland e New Jersey. Um pouco de bom senso faz bem às vezes! Abraços enciclopédicos, --mschlindwein 12:33, 24 Out 2004 (UTC)

Acho que isso é uma discussão que é necessário ter aqui na esplanada. A wikipédia está cada vez maior, e há um cada vez maior número de artigos relativos a cidades ou regiões de países estrangeiros. Acho que se deve normatizar onde for possível, devendo, pois, a comunidade deliberar se prefere os artigos com os nomes na língua original ou a versão portuguesa/aportuguesada. Claro que em casos como Londres, que já há muito fazem parte da língua portuguesa, não restarão grandes dúvidas. Quanto aos estados norte-americanos, há uns mais simples de normatizar que outros: por exemplo Alasca por Alaska, as Dacotas por Dakota, creio que não causarão magno problema; Califórnia e Flórida com ou sem acentos é uma questão a ponderar, assim como Havai, Hawaii, Havaí (já agora, a sílaba tónica da palavra recai onde? É que há dois artigos a falar do estado Norte-americano: Havaí e Hawaii… urge uma fusãozita)… Nova Iorque e Nova Jérsia, como destinos de imigração portuguesa que foram durante muitos anos, são, pelo menos em Portugal, comummente aceites. A mim pessoalmente a Marilândia também me choca, mas o único aportuguesamento que acho francamente bárbaro é o de Orégão ou Óregão para Oregon (citando o Mschlindwein, «Arghh mais indignado»)… ah, e claro, o popular «massa-e-chuchas» por Massachusetts (lol)… O que realmente importa é estabelecer o padrão, para que seja idêntico para os 50 estados estadunidenses…

Vou dar um exemplo pessoal, neste caso, não relacionado com o inglês mas antes com o alemão. Eu traduzi os artigos Baviera e Baden-Württemberg, e na primeira coloquei o nome português de há muito tempo (ao invés de Bayern, como seria em deutsch); na segunda optei pela forma original em alemão, podendo, no entanto, ter também optado por um aportuguesamento qualquer, do tipo Bade(n)-Vurtemberg(a) ou Bade(n)-Wurtemberg(a) (já vi escrito Baden em português com e sem o «n» final, e Wuerttenberg com «v», «w», e com ou sem o «a» final). Agora imaginem o arghh que não seria, pex, um artigo do tipo Eslévico-Holsácia por Schleswig-Holstein, ou Francoforte do Meno por Frankfurt-am-Main lol

Criei também o artigo de Munique em Munique e não em München ou Muenchen (talvez estes possam servir de redirects, se alguém achar que se vai procurar o original em alemão), mas, por exemplo, o Amorim Parga criou o verbete Estugarda com a grafia original alemã em Stuttgart, sendo neste momento Estugarda o redirect. Não sei como é no Brasil, mas em Portugal creio que a forma Estugarda já está consagrada na língua vernácula há muito tempo.

Que fazer então? Acho que é uma discussão premente chegarmos a um consenso acerca desta problemática, antes que o número de questões semelhantes possa aumentar ainda mais.

P.S. já agora desculpem-me a densidade do texto, acho que escrevi demasiado, por isso é capaz de se tornar um pouco maçudo para ler... Brian 14:31, 24 Out 2004 (UTC)

Acho que os títulos originais, se não forem o título do artigo, devem ser redirects e devidamente indicados no primeiro parágrafo. Porque quem vai a uma enciclopédia vai à procura de um nome que lhe foi indicado por uma qualquer fonte que, pode, perfeitamente, utilizar os nomes originais. Manuel Anastácio 19:26, 24 Out 2004 (UTC)

Tudo bem... Mas isso não responde, de todo, à minha pergunta... para o futuro, escrevemos na língua original, em português, ou cada usuário decide no momento da criação do artigo? Brian 19:46, 24 Out 2004 (UTC)

Acho que é melhor ver caso a caso, dando a oportunidade ao primeiro editor de escolher. Se alguém achar que outro título é preferível, debate-se e faz-se ou não o "mover" para a página escolhida pela comunidade... Manuel Anastácio 20:17, 24 Out 2004 (UTC)

O problema dos aportuguesamentos surge com as várias grafias que aparecem: vejam Nova Orleães e Nova Orleans; New Orleans não existe... Os "espanhófonos" traduzem tudo - quando podem; também não acredito que digam Orégano para o estado norte-americano! No entanto, eu decidi fazer um redirect com discussão para Côte d'Ivoire... Na minha opinião, o nome original deve existir SEMPRE, seja redirect ou não.
Um problema parecido surge com nomes de línguas cuja grafia não está normalizada, como as Línguas Africanas: deve escrever-se Chaka, Tchaka ou Chaca? E o famoso Gungunhana que agora é usual OUVIR (não estou seguro se alguém escreve...) N'gungunhana? Parece que os redirects são sempre necessários, para dar maior acesso.--Rui Silva 07:11, 25 Out 2004 (UTC)


Caro Brian,

Ri muito com teus Argh, que devem ser bem parecidos com os meus. Concordo que devemos discutir sobre o assunto, antes que tenhamos 100000 artigos a corrigir ;o)... O problema com um termo aceito na língua vernacular é delicado: em Portugal, no Brasil ou em outro país lusófono? Um brasileiro jamais usará Estugarda, simplesmente porque o brasileiro médio não sabe que este termo é usado em Portugal para designar a cidade alemã de Stuttgart (se souber o que é e onde fica Stuttgart...)
Com essa, teremos artigos duplos com certeza. E' um problema complicado, pois teremos que vigiar tais artigos, mesclá-los e criar a redireção. Arregacemos as mangas, pois, e ao trabalho. Foi o que fiz ontem com Lyon, que existia também como Lião ('Aaaaargh prolongado final). Abraços enciclopédicos do Marcelo Schlindwein, aka --mschlindwein 08:24, 25 Out 2004 (UTC)
Bom pelo menos fiquei a saber que aí Estugarda não é uma forma vulgar. P.S. também acho Lião uma forma execranda lol Brian 12:40, 29 Out 2004 (UTC)

Sobre este tópico a minha opinião (e proposta) é a seguinte: Todos os artigos tenham por título nomes próprios (tipicamente pessoas e cidades, mas também regiões e mesmo países) deveriam ser referidos com um redirect. Isto é relativamente fácil de implementar para nomes que usam o alfabeto latino, mas mais complicado para os outros alfabetos (felizmente a nossa wikipédia usa UTF-8). -- Rui Malheiro 11:33, 2 Nov 2004 (UTC)

Metendo minha sonada colher numa discussão em que me citaram (há mais de uma semana, vêem que não leio muito isto aqui (é muita coisa!)): eu geral, sou a favor de aportuguesar coisas. Mas claro que há exceções. Eslé(s)vico-Holsácia é de doer. Munique não, Estugarda mais ou menos, e assim vai... talvez devêssemos criar uma página só para discutirmos isso, para termos claro que isso não é só uma faceta da surrada questão pt-pt e pt-br. Depende de preferência pessoal, também. Nessa página, a gente podia organizar por país, e aí por subdivisão, por último por cidade, e as pessoas iriam dizendo o que acham de cada opção, explicitando se vêm de Portugal ou Brasil e (outros) motivos pra achar o que acha. No fim das contas, acho que a discussão iria tornar mais claro o que é melhor de ser feito.
E já que estou falando nisso: sou a favor de traduzir mais regiões e departamentos da França do que se está fazendo. Poxa, com todo o respeito a quem criou a predefinição, Burgúndia me soa um pouquinho medieval. Ou anglicismo... Borgonha, vá lá, talvez seja galicismo, mas me soa mais próprio. Enfim, não vou me alongar, tá lançada a proposta de (herculeamente) discutirmos os nomes que forem aparecendo, até porque eu acho que um padrão a priori é difícil de encontrar, exceto se decidíssemos manter tudo no original (sou contra, claro). Amorim Parga 05:35, 3 Nov 2004 (UTC)
Só para dizer que concordo em absoluto com o que disse o meu colega historiador. Já agora, o motivo pelo qual referi o Amorim nesta discussão foi única e exclusivamente por haver movido o artigo de Estugarda para Stuttgart, mas como entretanto o Marcelo também já mo disse, essa é a forma mais comum aí desse lado do Atlântico, pelo que nihil magis obstat.
Por último, já que tb foi referida a predefinição das regiões francesas, tive a dar uma olhadela, e ficam aqui as variantes daquém-oceano, se alguém quiser trabalhar nisso (já agora, convinha também pô-las por ordem alfabética):
  • Alsácia
  • Alta-Normandia
  • Aquitânia
  • Auvergne
  • Baixa-Normandia
  • Bretanha
  • Borgonha (Burgúndia é alto-medieval mesmo, mas também existe)
  • Centro
  • Champagne-Ardenas
  • Córsega
  • Franco-Condado
  • Guadalupe
  • Guiana Francesa
  • Île-de-France (tb há a versão aportugesada Ilha-de-França, mas enfim...)
  • Languedoc(Languedoque)-Rossilhão(Russilhão)
  • Limousin
  • Lorena
  • Martinica
  • Midi-Pyrénées (Midi-Pirinéus)
  • Nord-Pas-de-Calais (Norte-Pas-de-Calais)
  • Pays de la Loire
  • Picardia
  • Poitou-Charentes
  • Provence-Alpes-Côte d'Azur (Provença-Alpes-Côte d'Azur)
  • Reunião
  • Rhône-Alpes (Ródano-Alpes)

André 19:47, 3 Nov 2004 (UTC)

Vou desistir de fazer links para nomes de estados americanos. Vou deixar o nome no original. Fui consultar na wiki pt e encontrei cada nome aportuguesado que é de matar. Algum entendido de plantão no assunto deve se manifestar e agir.Hinkel 14:30, 15 Nov 2004 (UTC)

Reversão de 1767Editar

Ao gravar a alteração do link de Marilândia no artigo 1767, enviando-o directamente para os EUA e não para a desambiguação, todo o artigo inexplicavelmente desapareceu. Pedia que um administrador o revertesse. Obrigado! N&n's 19:10, 24 Out 2004 (UTC)


Corrigido. A próxima vez você mesmo pode reverter, bastanto editar uma versão antiga do artigo. --E2m 19:31, 24 Out 2004 (UTC)


Os Nuklé-Art aparem sem no filme "MURMURES IMPATIENTS (série, Paris impromptu de Jacques Renard documentaire 1986 couleur 26min) " pode se confirmar em http://www.lapanse.com/pages/actu/forum_images.html Estão num livro e colaboraram "Pochoir à la une Solange Pierson, photographies de Guillaume Dambier (Nuklé Art) Paris: Editions Parallèles - 1986 ISBN: ?" Referenciado em http://www.parispochoirs.com/. h. seismãos

William DibEditar

Para os colegas brasileiros: acham que tem relevância enciclopédica criar artigos sobre os prefeitos dos vários municípios brasileiros (ver William Dib)? Se for assim, teremos de aceitar também um artigo que está proposto para eliminação sobre o presidente da Sertã, em Portugal... Manuel Anastácio 22:57, 24 Out 2004 (UTC)

Como você mesmo disse, sem relevância. gbitten 02:58, 25 Out 2004 (UTC)
Concordo com o gbitten, não vejo o interesse. Além do mais, teríamos que atualizá-los cada vez que houvesse eleições municipais ;o) E o Brasil tem muuuitos municípios ... --mschlindwein 09:58, 25 Out 2004 (UTC)
Só wikifiquei esse artigo porque tinha um afluente. Mas, dado que é um político de expressão apenas local, não deve ter um artigo enciclopédico. Em alguns casos é preciso manter os artigos de prefeitos, como Marta Suplicy, César Maia, Raul Pont, etc, porque são personalidades de destaque na política nacional e que podem vir a ocupar governos ou presidências. Não é bom criar uma regra do tipo "eliminam-se os prefeitos", deve prevalecer o bom-senso.
Pensei que tinha wikificado, mas desisti no meio do caminho. Provavelmente por desânimo quanto ao texto complexo :-) Marcelo R. 15:06, 25 Out 2004 (UTC)
O Dib é o prefeito de São Bernardo? Se for, é uma cidade importante e não se deve desprezar um artigo sobre ele. O ex-prefeito de Ribeirão Preto é hoje ministro, os de Campinas e Santo André foram assassinados e causaram bastante impacto nacional.

200.158.46.13 00:11, 19 Nov 2004 (UTC)

Caro anónimo. Se acha que Dib é relevante, faça o artigo. Ninguém será contra o artigo se este tiver informação séria e que, por si, justifique a sua existência. Agora, ficar apenas a informação de que é prefeito não-se-de-onde não chega nem justifica a manutenção do artigo. Manuel Anastácio 21:40, 21 Nov 2004 (UTC)

Manuel, adicionei uma breve biografia do Dib, e aviso de stub. Não encontrei a referência a esta página na lista de páginas a apagar, por isso adicionei-a lá no dia indicado originalmente na página (26/11). Sou novo na Wikipédia e espero ter agido corretamente. 200.158.46.13 23:38, 24 Nov 2004 (UTC)

WikimaniaEditar

Hi, I would like to remind people of the huge wikimania meetup planned next summer. Please visit the meta page for prospective participants : m:Wikimania:Participants. m:user:Anthere

À atenção dos administradoresEditar

Grupo Harpa é um artigo válido?

Por mim, elimina-se... Manuel Anastácio 20:03, 27 Out 2004 (UTC)

Eu também acho - é apenas publicidade. Mas será que os artigos das empresas de informática também não o são?... Com direito a categoria e tudo? A Microsoft talvez já tenha entrado para a História (ao menos como Microsloth, como eu vi na página irmã da Wiki, quando o servidor deu o berro...). Agora a Conectiva? A Amazon? Não concordo que entrem numa Enciclopédia.--Rui Silva 13:03, 28 Out 2004 (UTC)

A Amazon junto com o Yahoo, o EBay e o Google são os maiores cases de empresas "ponto com" existentes. Por isso acho que vale um artigo, já a Conectiva, acho que deveria haver apenas um artigo sobre a distribuição linux (Conectiva Linux) que em alguma parte mencionasse a empresa. gbitten 14:09, 28 Out 2004 (UTC)

Legumes, hortaliças, nozes e frutos secosEditar

Vejam o artigo legume - especialmente o Monocromático, que é da Botânica... Não deveria estar, antes, em leguminosa, já que legume = hortaliça? Como depreendi de uma dúvida que lancei no ciberdúvidas (ver discussão acima), a palavra legume, em português, perdeu o significado original, apenas, de leguminosa... Talvez uma pequena desambiguação não fique mal, ainda que seja necessário fazer algumas correcções. Manuel Anastácio 00:14, 29 Out 2004 (UTC)

Para mim, o conteúdo corresponde à palavra "vagem". Será que no Brasil se chama "legume"?... Além de ter problemas de tradução "one-seeded" significa "com uma só semente", eu não conheço expressão mais simplificada em português.--Rui Silva 11:51, 29 Out 2004 (UTC)

Há também o problema do artigo Noz, traduzido literalmente de Nut, que, creio, não deve ser noz em português (será o quê? Glande? Bolota?)... Manuel Anastácio 00:25, 29 Out 2004 (UTC)

Problema de tradução, novamente, com todo o respeito pela Jurema! Penso que o termo genérico em português é "amêndoa".

O que eu acho é que nem sequer há um termo em português que corresponda ao "nut" do inglês. Amêndoa também não me parece bem - reparem que para os ingleses "peanut" é algo como "noz-ervilha" ou "amêndoa-ervilha" - o que é intraduzível. Acho, apenas, que há traduções impossíveis. Estes artigos não podem ser, apenas, traduções literais - aliás, já pedi à Jurema para que fosse mais comedida nas traduções (e ela concordou), como podem ver na sua página de discussão. Acho apenas que estes artigos precisam de ser profundamente alterados e mover a informação que contêm para os locais apropriados, se é que há locais apropriados (reparem que algumas informações, com lógica na língua inglesa, deixam de ter qualquer relevância na língua portuguesa)... Há apenas um grande trabalho de revisão pela frente... Agradecia a ajuda de quem conhece declaradamente o assunto, como o monocromático... Com calma, tudo se faz (eu sei que ultimamente ando com pouca calma, não precisam de mo lembrar...). Manuel Anastácio 20:57, 29 Out 2004 (UTC)

Como o Monocromático não respondeu, eu criei a página de desambiguação noz e a noz (botânica) com um pouquinho da parte técnica, que encontrei no Dicionário da Sociedade da Língua Portuguesa de Lisboa. Também coloquei um comentário na Discussão:Noz (fruta) à qual o Mono respondeu!!!--Rui Silva 14:19, 31 Out 2004 (UTC)

Na questão do legume, uma desambiguação é necessária. No Brasil, chamamos quase qualquer coisa de origem caulinar e raízes, bem como frutos que comemos em pratos salgados e cozidos como "legumes". Mas "legume" também é um termo técnico para um determinado tipo de fruto, então ocorrem os dois significados. Quanto a Noz, eu vou ainda dar uma olhada no artigo em inglês e tirar dali o que serve para noz (as nozes comestíveis), noz (um termo botânico) e castanha (traduzida em inglês para "nut", sem muita distinção das nozes naquela língua). -- Monocromático 21:11, 31 Out 2004 (UTC)

As pessoas e os botsEditar

Que tal categorizar as pessoas por sobrenome? É possível fazer um bot? Entretanto: Vou criar duas novas categorias: Pessoas por nacionalidade (portugas, brasileiros, etc) e Pessoas por profissão (astronomos, desportistas, etc). Muriel 10:28, 29 Out 2004 (UTC)

Já tem um proposta para isso aqui. gbitten 11:36, 29 Out 2004 (UTC)

Caro Gbiten, desculpa, mas americano não é nacionalidade. Senão temos que acrescentar europeu, asiático, africano e oceânico à tua lista. Prefiro estado-unidense. E nos Chefes de Estado, falta príncipe (Mônaco, Liechtenstein...) Abraço, --Marcelo Schlindwein 22:21, 29 Out 2004 (UTC)
Pode-se fazer um bot, só preciso da descrição detalhada do que ele vai fazer. --E2m 23:57, 30 Out 2004 (UTC)
Há um problema com relação ao sobrenome. Em alguns casos, não é o último nome da pessoa que é o sobrenome mais conhecido. Por exemplo, Francisco de Paula Rodrigues Alves deveria ser categorizado na letra R, pois grande parte dos brasileiros o conhece diretamente como presidente Rodrigues Alves. Precisaria ser um bot assistido. E também é preciso saber onde garimpar os dados. Marcelo R. | @ 21:05, 31 Out 2004 (UTC)

AtividadeEditar

Ressuscitando (ou não) a página atividades (Wikipedia:Assuntos da comunidade), vou propor uma organização geral das categorias da Wikipédia em português. O objetivo é organizar melhor as categorias, pelo menos as principais (categorias como imagens do fotógrafo tal ficam de fora). A idéia básica é definir o que chamei de supercategorias, ou seja, categorias independentes, que não ficam dentro de nenhuma outra; e a partir daí, especificar uma lista geral de subcategorias.

Também acho interessante consultar, para inspiração apenas, a classificação de livros da Unesco (disponível em [4]) e a classificação decimal Dewey (CDD), disponível no livro do Dewey (é o sistema de chamadas comum em bibliotecas). Marcelo R. | @ 21:56, 29 Out 2004 (UTC)

Estava bem ativa a página das atividades. Para não colocar um conteúdo grande por lá, adicionei apenas uma nota e a página de organização de categorias fica em Wikipedia:Organização de categorias. Marcelo R. | @ 22:02, 29 Out 2004 (UTC)

Demografia do BrasilEditar

O artigo sobre o Brasil ainda não tem a secção Demografia do Brasil. Alguém por aí interessado em escrevê-la? --JoaoMiranda 19:19, 30 Out 2004 (UTC)

Feito o esboço (nos próximos dias, vou melhorando). Marcelo R. | @ 17:00, 7 Nov 2004 (UTC)

Novos domíniosEditar

Galera da wp, parece que se podem criar novos domínios, vejam a busca da meta:. Lá existem mais de 16 domínios diferentes. --E2m 00:18, 31 Out 2004 (UTC)

Conversei com os desenvolvedores e descobri que é fácil criar um novo domínio. Entretanto, precisa-se de um aval amplo da comunidade. Foi uma conversa chatíssima, com eles querendo ensinar os "idiotas" de como funciona o wiki. Portanto, manifestem-se! --E2m 05:47, 31 Out 2004 (UTC)
Eu concordo. gbitten 14:42, 31 Out 2004 (UTC)

Realmente a discussão foi chata, mas depois de pensar um pouco cheguei a conclusão que a tarefa do pessoal por trás do MediaWiki (canal #mediawiki do irc.freenode.org ) é justamente questionar ao máximo as modificações a serem introduzidas, para evitar experiências infrutíferas. Além de mim e do E2m, participaram da discussão, notadamente, TimStarling, brion e Jamesday (não sei qual é o username deles). Basicamente, os pontos levantados contra a adição de um namespace disamig foram os seguintes:
  • o uso de um namespace é contrário a idéia de desambiguações, pois o usuários precisaria digitar ou linkar [[disambig:xxx]] ao invés de [[xxx]], o que é inútil, pois se a pessoa sabe que existe a desambiguação, vai digitar/linkar o artigo que quer de uma vez;
    A respeito disso, argumentamos que seriam feitos os redirects a partir do namespace principal, e que redirects não são tecnicamente artigos. Foi preciso explicar que não se trata apenas de um problema de contagem de artigos, mas de significado, do que é um artigo, realmente. Mesmo assim não sei se eles entenderam as "implicações filosóficas" disso... Alguém (provavelmente brion) disse que é possível alterar o padrão de busca para incluir outros namespaces - infelizmente, isso não afeta as preferências de usuários já registrados.
Isso é irrelevante. O que se propõe é substituir as páginas tipo "Xxx (desambiguação)" por "Desambiguação:Xxx". Não vejo diferenças entre digitar uma forma ou outra. A principal "vantagem" da segunda é que os artigos de desambiguação deixam de contar como artigos para as estatísticas. -- Rui Malheiro 08:50, 3 Nov 2004 (UTC)
  • que o uso de namespaces pode se tornar muito corriqueiro;
Isso não é uma desvantagem para o que se está a debater. Essa possibilidade existe sempre, independentemente do objetivo do domínio.
  • que devem ser usadas categorias, que na EN já existe categoria para desambiguação e que deveríamos fazer o mesmo;
    Disse que já existe a categoria na nossa também, mas que os namespaces são algo além de uma categoria. Houve um argumento de que nada é maior que uma categoria - com o qual eu até concordaria, mas do ponto de vista do MediaWiki, as categorias são menos amplas que os namespaces.
Não é a mesma coisa. O facto de haver um domínio e categorias de desambiguação é valor acrescentado. -- Rui Malheiro 08:50, 3 Nov 2004 (UTC)
  • que não conseguiríamos deixar fora do namespace principal tudo que não fosse artigo, e que era inútil perseguir esse objetivo, com as desambiguações;
    Isso é o que mais atormentou a mim e ao E2m, pois basicamente disseram que somos burros ou incapazes de fazer uma enciclopédia organizada.
Este argumento é uma falácia. Basicamente estão a dizer que por não se conseguir tudo não vale a pena tentar fazer metade. -- Rui Malheiro 08:50, 3 Nov 2004 (UTC)
  • que pode ser um problema, se mudarmos de idéia, converter de volta todas as desambiguações.
    É o único ponto com o qual eu concordei.
Isso é falso. É muito simples voltar atrás, usando um bot. O único eveito colateral de voltar atrás (assumindo que isso seria necessário) é um crescimento da base de dados de histórico. -- Rui Malheiro 08:50, 3 Nov 2004 (UTC)
Desulpe-me por discordar, mas quando se deletam os redirecionamentos envolvidos no processo, não há crescimento algum da base de dados. --E2m 09:07, 3 Nov 2004 (UTC)
Há sim. Sempre que se faz uma alteração a uma página, a versão anterior é copiada para o histórico. E quando uma página é apagada, na verdade é movida para o histórico. Já agora, atualmente o histórico da wikipedia pt tem 194MB, contra 10MB dos artigos atuais e a tendencia será crescer. Note-se que não acho que isto seja relevante para a discussão atual. E já agora, pelo que percebi, não são só redirecionamentos. Serão criadas as próprias páginas de desambiguação no novo domínio. -- Rui Malheiro 10:34, 3 Nov 2004 (UTC)
Pelo que me lembro foi isso. Pensando sobre tudo, minha conclusão é que devemos arriscar. A chance de dar certo é maior do que dar errado. Precisamos explorar melhorar as possibilidades do software. Estarei offline até quinta-feira, mas caso a discussão se desenvolva bem até lá, proponho que seja instituído uma votação, é mais fácil para o MediaWiki perceber o consenso. Marcelo R. | @ 20:53, 31 Out 2004 (UTC)

Esse domínio poderia ter, depois, um subdomínio com propostas para os erros ortográficos que forem aparecendo? É que, pessoalmente, sou contra pôr os erros ortográficos nas desambiguações - erros são erros e não devem ser misturados com a desambiguação de conceitos homógrafos... O que defendo é a existência de propostas para quem erra na escrita de algo (e erros que sejam comuns e/ou dados pelos usuários da wikipédia). Voto a favor nestas condições... Manuel Anastácio 21:13, 31 Out 2004 (UTC)

É por isso que pedi que todos se manifestassem. A única coisa que fiz foi perguntar alguma coisa lá no canal meta:
Se alguém quisesse criar um novo domínio, seria difícil?
A resposta:
Não.
Claro, os çábios perguntaram para que era o domínio, pq nós tínhamos que ser diferentes, etc.
Agora, o que vamos fazer, temos que discutir. --E2m 21:21, 31 Out 2004 (UTC)
Um ponto importante é que todos os namespaces a serem adicionados precisam ser discutidos pela comunidade, cada um. E acabamos discutindo com eles também... Marcelo R. | @ 21:30, 31 Out 2004 (UTC)
Sugiro que se começe por delinear uma proposta de criação do novo domínio, quanto mais não seja para certificar que estamos todos a falar do mesmo. -- Rui Malheiro 08:50, 3 Nov 2004 (UTC)
É isto que francamente estou esperando, visto que eu não consigo decidir o que quero. --E2m 09:09, 3 Nov 2004 (UTC)
Qual é mesmo o processo para criar novos domínios locais? -- Rui Malheiro 10:34, 3 Nov 2004 (UTC)

Pergunta leigaEditar

Pergunta leiguíssima: se criarmos um namespace pras desambiguações, o usuário seria redirecionado para a página contida nesse namespace ao buscar uma página que é de desambiguação? Quero dizer, se eu fosse até a barra de endereços e digitasse http://pt.wikipedia.org/wiki/Cruzeiro seria redirecionado para /wiki/Desambiguação:Cruzeiro ? Esse redirecionamento seria automático ou precisaria ser criado o redirect? Porque, no último caso, confesso que a criação do namespace me parece um pouco desnecessária... Amorim Parga 03:18, 6 Nov 2004 (UTC)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikipedia:Esplanada#Erros_ortogr.C3.A1ficos_na_wikip.C3.A9dia ... Manuel Anastácio 03:57, 6 Nov 2004 (UTC)

Amorim, é possível fazer uma alteração no software para que ele faça buscas tanto no namespace principal quanto em um namespace criado. Mas isso seria um comportamento apenas para novos usuários - os usuários antigos precisariam reconfigurar suas preferências. A solução dos redirects é realmente um ponto fraco, que precisa ser melhor discutido. Marcelo R. | @ 14:29, 6 Nov 2004 (UTC)

Acho interessante a criação de namespaces para desambiguação e erros ortográficos (páginas esclarecendo os erros e indicando as correções), com o intuito de que os mesmo não sejam contados como artigos. Criar os redirects é um trabalho extra, mas não acredito que seja tão problemático. Uma sugestão para fazer um teste, seria criar os subdominios já referidos anteriormente, algo como: wikipedia: desambiguação: e wikipedia: erro:. Apesar de que um teste desse implicaria em duas mudanças e um crescimento maior do histórico, mas serviria para encontrar os problemas em implementar um dominio de desambiguação. Aproveitando que estamos falando de domínio, eu gostaria de saber porque há redirects de MediaWiki para Predefinições? E o que acham de um subdomínio para conter votações, é um pouco dificil de encontrá-las nas discussões, ou uma pagina no dominio wikipedia (algo como Wikipedia:Votações), contendo referencias adequadas? -- Hugo Rosa, × Sr. X × 19:44, 6 Nov 2004 (UTC)

O namespace MediaWiki contém as mensagens que são instaladas com o software (que se chama precisamente MediaWiki) e apenas podem ser editadas por administradores. Para possibilitar que certas mensagens possam ser livremente editadas por qualquer utilizador, elas são redirecionadas para o namespace Predefinição (em inglês: Template) que tem edição livre. -- Rui Malheiro 08:43, 15 Nov 2004 (UTC)

Configurando o WikiMediaEditar

(Essa mensagem foi inicialmente postada na págida de discussão de Mschlindwein)


Olá a todos

Gostaria de lhe pedir uma ajuda, você sabe onde eu encontro informações sobre como configurar um WikiMedia?

Por exemplo, como fazer com que apareça a Janela "Conteudo" nos arquivos....

Há alguma forma de fazer permissões de leitura a nivel de usuário no WikiMedia ( no Meta wiki só achei informações quanto a bloquear acesso a não autenticados, ou a não administradores, mas, como setar que o usuario José pode ler a página sobre campinas, e Maria não pode, ou que Maria pode escrever uma página sobre culinária e José só pode ler?)

Obrigado,

--Wundo Nazt'Aza 12:26, 31 Out 2004 (UTC)

As tuas perguntas serão melhor respondidas no site: meta.wikimedia.org . Lá já existem alguma documentação (a maior parte em inglês) e os usuários estão mais ligados com estas questões. --E2m 17:36, 31 Out 2004 (UTC)