Abrir menu principal

Wikipédia:Esplanada/Arquivo/2016/Dezembro

Nuvola apps ark.png
Arquivos da Esplanada

Índice

AnúnciosEditar

Pedido de administraçãoEditar

Lancei minha segunda candidatura à administração da Wikipédia. O pedido encontra-se aqui. Marquinhos 14h23min de 2 de dezembro de 2016 (UTC)

Wikipédia:Eliminadores/Pedidos de aprovação/Contreiras45/2Editar

Anuncio a todos que foi aberto um pedido de eliminador para o Contreiras45 D​ C​ E​ F. --Pap@ Christus msg 22h26min de 2 de dezembro de 2016 (UTC)

Candidatura a OversightEditar

Anuncio a todos minha candidatura para Oversight. !Silent (discussão) 00h36min de 7 de dezembro de 2016 (UTC)

Edit-a-thon 100 Mulheres - BBC e Wiki Educação BrasilEditar

Em ação inédita, o Brasil participará ativamente da série 100Women, promovida pela BBC World, que, anualmente, elege as 100 mulheres mais influentes do mundo. No encerramento desta quarta edição, dia 08 de dezembro, o grupo Wiki Educação Brasil apoiará as edições de verbetes sobre personalidades femininas na Wikipédia lusófona. O editathon prevê a criação ou melhoria de artigos das 100 mulheres elencadas pela BBC para o ano de 2016, bem como de mulheres de uma área bem específica: o patrimônio histórico e cultural.

Eventos presenciais no Rio e São Paulo:

  • São Paulo: Hotel George V – Praça Roquete Pinto, 09 - Alto de Pinheiros. Próximo à estação de metrô Faria Lima / Estação Pinheiros
  • Evento no Facebook
  • Rio de Janeiro: Hotel OK - Rua Senador Dantas, 24 - Cinelândia, Centro
  • Evento no Facebook

Convidamos a todos a colaborarem com o edit-a-thon e a compartilharem os posts em suas redes sociais. Aqueles que moram no Rio e São Paulo serão muito bem-vindos presencialmente, e os demais poderão colaborar conosco on-line, apoiando os novos editores e melhorando/criando os verbetes citados na página do edit-a-thon.

Abraços a todos

Rodrigo Padula (discussão) 12h16min de 7 de dezembro de 2016 (UTC)

Olá pessoal, seguiremos editando online os artigos listados no edit-a-thon. Esta atividade gerou grande repercussão para a Wikipédia no Brasil. A BBC Brasil compartilhou vários posts no twitter e facebook em suas contas oficiais para milhões de seguidores, citando a Wikipédia e nosso grupo em várias ocasiões. Foram centenas de compartilhamentos no twitter e facebook e milhares de visualizações. Gostaria de agradecer a todos que ajudaram e participaram, ressaltando a ajuda presencial do OTAVIO1981 no Rio de Janeiro e da JMGM em São Paulo. Esta atividade ampliou nossas redes de contatos com a BBC Brasil, BBC UK e estreitou relações com a Wikimedia UK. Ao término da atividade publicaremos um relatório mais detalhado do alcance e repercussão. Abraços Rodrigo Padula (discussão) 23h58min de 8 de dezembro de 2016 (UTC)

Falecimento de Luiza TelesEditar

Caros, após longos meses de luta contra o câncer, faleceu ontem à tarde a usuária Luiza Teles. Como alguns sabem, ela é minha mãe e me apresentou à Wikipédia. Ela faleceu em casa, junto da família.—Teles«fale comigo» 18h43min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)

  • Lucas, acabei de efetuar login na wiki e esta foi a primeira notícia com a qual me deparei. Deixo aqui apenas os meus sentimentos, pois certamente nada do que dissermos poderá aplacar a dor que está sentindo. Além de mãe, a Luiza foi uma das grandes editoras da ptwiki, e o seu legado não será esquecido. :( RadiX 18h57min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Deixo-te meus sentimentos, Teles. É uma perda enorme para ti e todos nós. Conheço a Luiza desde as primeiras edições. Impossível não lembrar dela ao pensar na Wikipédia. Cheguei a conhecer pessoalmente a Luiza em São Paulo, certamente uma pessoa motivadora e cheia de energia para fazer nosso movimento crescer. Hoje nossa comunidade está de luto. Lechatjaune msg 19h05min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Compartilho os pêsames ao Teles. Sem palavras para descrever a tristeza. Interagi pouco com a Dona Lulu mas aprendi muito com as contribuições dela, exemplo para todos nós. Ixocactus (discussão) 19h19min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Lucas, meus sentimentos. Eu amava a tua mãe. Fiquei muito triste mesmo, mas ela sempre estará na minha lembrança como uma amiga muito querida, apesar de virtual. Recebe meu carinho. Nice msg 19h21min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus sentimentos Teles, nada do que eu diga, vai diminuir sua dor. Que a guerreira descanse em paz, jamais será esquecida. JMGM (discussão) 19h24min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus sentimentos ao Teles e a toda família. Que ela descanse em paz. João Henrique (Mensagens) 19h44min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Humildemente tomei a iniciativa de proteger a página de Dona Luiza, e adicionar o aviso em sua PDU, por respeito. Qualquer coisa, podem reverter. Certa vez pude falar contigo aqui na Wiki. Desejo que nessa nova jornada encontre luz, e que seus familiares não se sintam desamparados. Fique em paz. --Zoldyick (Discussão) 19h50min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus pêsames à família. Christian msg 19h52min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Lamento em receber esta notícia, desejo que a família e os amigos tenham força neste momento e ofereço meus pêsames. Le Comte Edmond Dantès msg 19h53min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus sentimentos à família Rodrigo Padula (discussão) 20h23min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Lucas, eu sinto muito por sua perda. :( Meus sinceros votos de pesar a sua família pela perda irreparável. Edilson Vinentefale comigo 20h37min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Nem sei o que dizer, outra bomba em 2016 eu não esperava. Que Luiza não seja estimada apenas pelos seus familiares e amigos, mas que suas contribuições ao projeto nunca sejam esquecidas. Descanse em Paz. Bia Alencar Mensagens 20h40min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus pêsames ao Teles e família.--Arthemius x (discussão) 20h42min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus sentimentos ao Lucas e a toda a família. --HVL disc. 20h46min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
 
Descanse em paz, Luiza! Muito obrigado por tudo. Vinicius Siqueira MSG 21h00min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Os meus sinceros pêsames ao Teles e família por esta uma perca irreparável ! Fiquei abalado com esta notícia e sem capacidade de escrever o que me vai na alma. --João Carvalho deixar mensagem 21h03min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • @Teles: Agora que vi esta notícia chocante, lamento o falecimento de sua mãe, ela foi uma boa editora para a wiki, nunca nos esqueceremos dela! LUTO Gustavopédiafale! 21h12min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Teles,como já disse em seu face, sei bem o quanto palavras parecem vazias em momentos tristes como esse, mas desejo de coração que o retorno de Luiza ao mundo maior seja repleto de paz e que Deus possa trazer a você e sua família o necessário consolo para seguir em frente. Abraço! Biólogo 32 What? 21h45min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus sentimentos ao Lucas e família. Uma grande perda a esta comunidade.― Diana m 21h51min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Puxa vida, que notícia mais triste! A Wiki perde uma das editoras mais senatas do projeto. Desejo muita força ao Lucas e à família inteira para superar o difícil momento da perda. Gostaria de dizer que em um projeto colaborativo como o nosso, a forma com que a Luiza lidava com as situações mais polêmicas me ajudou muito a melhorar como editor e como pessoa. E acredito que a muitos daqui também. Muito obrigado, Luiza, pelo seu exemplo! Sentiremos sua falta! E já que estamos na Esplanada,   Discordo de sua partida... CasteloBrancomsg 21h59min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus pêsames ao Teles e à família. Luiza fez um trabalho importante aqui, vai fazer falta. Tetraktys (discussão) 22h03min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus sentimentos, caro amigo. Paz para sua família. --Joalpe (discussão) 22h31min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • As minhas profundas condolências, ela trabalhou em benefício da Wikipédia e ajudou a tornar este um lugar melhor, votos de paz e bonança. Para o Teles, sabes que estamos a teu lado no que precisares! Abraço, Gato Preto trovai-me! 22h52min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus pêsames à família, que notícia mais triste! DARIO SEVERI (discussão) 23h01min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus sentimentos à família. Uma ótima pessoa muito querida por todos. OTAVIO1981 (discussão) 23h25min de 10 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus sentimentos, Teles. Fronteira diga - veja 00h10min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus sentimentos ao Teles e toda sua família, vai fazer muita falta. --Pap@ Christus msg 00h52min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Triste notícia. Eu conheci a Luiza Teles uma vez quando veio para SP. Meus sentimentos ao Lucas e para toda a sua família. Vitor MazucoMsg 10h04min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Os meus sentido pêsames ao Teles e à sua família. A perda de uma mãe é algo que eu nem quero imaginar quanto deve custar. Tive muito pouco contacto com ela por aqui, mas deu para perceber que era alguém que gostaria de ter conhecido melhor e de quem todos vão sentir a sua falta por aqui, pela sua grande sabedoria e modo de abordar os problemas. Que descanse em paz. --Stegop (discussão) 12h45min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Com pesar que recebo esta notícia. Nas poucas, mas preciosas vezes em que tive interação com a Luiza, era sempre uma pessoa muito atenciosa e educada, sempre disposta a ajudar. É inestimável o seu valor a este projeto. Meus sentimentos à família. Halleldiga! 16h17min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Que Deus possa confortar o Lucas e toda a família Teles nesse momento difícil. Meus sinceros pêsames. --Hume42 17h05min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Sinceros sentimentos. Que em vidas futuras ela volte a editar na Wikipédia. --HTPF 18h05min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Triste...os meus pêsames e um grande abraço Teles. Carlos msg 21h02min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus sentimentos. Desejo força a toda família! Que Deus possa conforta-los... Instambul (discussão) 21h39min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Lucas, meus profundos sentimentos para essa tristeza. Tive o privilégio de conhecer sua mãe e ver seu entusiasmo pelo projeto quando visitei sua cidade, além dela contar como introduziu o projeto para você - que sensibilidade. Foi uma tarde maravilhosa em Salvador com ela e outros voluntários da Wikimedia. Os mais fraternos sentimentos nesse momento difícil para você e sua família. Um abraço Teles. --everton137 (discussão) 22h39min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Infelizmente uma grande perda à comunidade, suas contribuições serão reconhecidas eternamente, meus mais sinceros pêsames a toda família Teles, que Deus esteja a confortá-los nesse exacto momento. Athena La vie est drôle! 12h11min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Eu nunca cheguei a falar com eles (o Teles e mãe dele), mas desejo que Deus possa confortar sua família e que fique bem, pois seu legado não foi em vão. Mr. Fulano! 🔔Fale Comigo📩 12h42min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Os meus sentimentos e forte abraço ao Lucas. Lembrarei a Luiza Teles pelas suas boas contribuições e excelente relacionamento. Que Deus guarde a sua alma e conforte os seus familiares. Gonçalo Veiga (discussão) 00h41min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Prezado Lucas Teles, acabo de saber do falecimento de sua mãe e ainda estou chocada. Luiza foi uma presença querida e admirada por todos da wiki (talvez tenha sido um dos raros casos de unanimidade entre nós). Sempre ponderada e gentil, ela fará muita falta. Espero que, em sua memória, possamos todos aprender a ser também mais gentis e pacíficos uns com os outros.
    Desejo-lhe muita força para suportar esse momento, pensando que, de alguma forma, sua mãe está (e estará sempre) com você. Um abraço. --Yone (discussão) 19h10min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Lamento muito pela perda. Que Deus conforte toda a família que passa por este momento difícil da vida. WikiFer msg 20h04min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)

AdeusEditar

"Que o teu trabalho seja perfeito para que, mesmo depois da tua morte, ele permaneça.

Leonardo da Vinci

Pouco contato tive com a Luiza Teles. Mas este pouco foi possível verificar sua grandeza quando editava páginas, quando discutia nas PDUs e quando dialogava na esplanada. A comunidade lusófona sentira a sua falta. Os meus pêsames sinceros aos familiares e amigos. O "R" Aliado 00h12min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

  • Sinceros pêsames, Lucas. A conheci pessoalmente num Wiki-encontro em SP. Luiza fará uma falta enorme no nosso pequeno grupo.Jo Loribd 17h53min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Meus sinceros pêsames, Teles. Que Deus ampare você, toda sua família e amigos. Fabiano msg 21h07min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Sinto muito por este facto! A vida é assim. Apesar de a morte ser indesejável, é uma fase que todos homens estão sujeitos. É doloroso, mas, Teles, não deves perder a esperança. Estamos juntos, apesar de ser virtualmente, também nós sentimos a mesma dor! ⚡Contreiras45 👷 Algum problema? Diga! 21h15min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Minhas condolências, Teles. Desejo-lhe muita força nesse triste momento. Gabs Diga! Fiz! 00h04min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Teles, um choro contido veio a minha face, porque a notícia é... sem saber previamente dita, para que a dor nela contida fosse atenuada. Como diz o poeta: “Quem sabe que o tempo está fugindo descobre, subitamente, a beleza única do momento que nunca mais será…" Algo que ela mesmo recitou, e guardei, para agora relembrar, quando sobre a fugacidade do tempo, que reservava com minha filha, ela me disse: “Somos felizes, amigo.” É Teles, nós éramos felizes simplesmente sendo assim simples e domésticos ao lado de nossos filhos, quando um tempo nos restava. E se a contida lágrima me havia sido permitida, não o é mais, pelo repassar a lembrança do muito que em minhas preces o nome da Luiza esteve outrora, num momento em que por aqui nos relacionávamos de en passant; seu nome ao Altíssimo apresentava, se é que posso apresentar algo ou alguma coisa a quem tudo e todos conhece. Mas passou… é o tempo que se vai. Fica, só, todo o tempo do mundo, sem ela, mas com uma sincera lágrima, de quem não sabe se fica feliz pelo poder da eternidade de Deus, ou se triste, pela largueza da morte, infelizmente, maior que teu abraço. O abraço não segura a vida, mas pode segurá-la Outro: abraçar mais forte. A Verdade tem esse poder, de vencer esse abraço largo e triste que é a morte, levando o homem no caminho da luz inacessível. Porque nós vivemos na caverna, mas ela vai conhecer aquele que é o Pai das luzes. __ Observatoremsg 04h47min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Tinha muita admiração pela tua mãe. Sempre me acarinhou muito aqui. Forte abraço Luca! Vanthorn® 19h08min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Obrigado a todos pelas mensagens!—Teles«fale comigo» 14h46min de 21 de dezembro de 2016 (UTC)
  • @Luiza Teles: Infelizmente não estará mais a Luiza Teles na vida aqui da Terra, caso complicado, esse é o destino de todos nós, que todos consigam agora seguir em frente sem ela, a vida tem que seguir, já que aqui é a esplanada eu digo a minha proposta para o @Teles: e a todos, a minha proposta é: enquanto viver essa vida daqui da Terra procurar fazer coisas boas e ser honesto e procurar ser feliz, fazer essas coisas sempre na vida -- Fox de Quintal FQ (discussão) 04h20min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Só agora vi aqui esta tão triste notícia - Estava tão a Leste, que ainda ontem fui ver à lista de administradores se Dona Luiza ainda estava lá, para saber se a Bya era realmente a única mulher na administração. E quando vi isto aqui o meu coração afundou-se, pelo meu amigo Teles, e pelo tanto que tinha a aprender com Dona Luiza, pelo tão pouco que a conheci, e pelo muito que a admirava. Primeiro o Rui, agora a Luiza... São os nossos pais fundadores que se vão.. :|-- Darwin Ahoy! 04h40min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)
  • No primeiro dia útil deste novo ano resolvi voltar e logo me deparo com esta notícia tão triste. A Luiza foi uma usuária que me recebeu com um carinho imenso nesta comunidade e sempre, mesmo nos momentos complicados deste projeto, manteve um altíssimo nível em suas contribuições. Minhas condolências ao Teles. Meu carinho e minhas orações à família. José Luiz disc 23h17min de 2 de janeiro de 2017 (UTC)

Uma preocupaçãoEditar

Tenho notado a ausência repentina (estava bem ativo) e prolongada (desde 5/10/16) do editor MachoCarioca. Poucos dias antes, tive um pequeno atrito com ele sobre algumas edições no artigo Usain Bolt, que certamente não teve tanta importância para nenhum dos dois (aproveito até para pedir desculpas). Mas certamente isso não influenciou nessa ausência, pois fez várias edições depois, aliás muitas, quase que diariamente e no histórico de suas última edições, não se nota motivo para tal ausência. Estou preocupado... E aí, moço, cadê você ? PauloMSimoes (discussão) 15h34min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

PauloMSimoes, eu não sei onde vi (acho que foi numa publicação sobre o direito ao voto) que o MC faz algumas pausas longas. Talvez esse seja o caso agora. Edilson Vinentefale comigo 17h56min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
O MachoCarioca é assim mesmo, ele desaparece por semanas ou meses mas depois reaparece sempre, ainda bem. DARIO SEVERI (discussão) 05h16min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Dario tem razão, ele é assim mesmo, some sem avisar. Ele faz absoluta questão de preservar o anonimato, nunca compareceu a um encontro, ninguém sabe onde vive ou como contatar.Jo Loribd 10h12min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

@PauloMSimoes: Manda uma mensagem a página de discussão do @MachoCarioca:, derrepente ele aparece. Fox de Quintal FQ (discussão) 16h51min de 25 de dezembro de 2016 (UTC)

hahahaha.... O MC aparece quando dá na telha e não deixa pistas de quem é ou com chegar até ele. Parte da mística da ptwiki! José Luiz disc 23h26min de 2 de janeiro de 2017 (UTC)

Wikipédia:Semirrobôs/pedidosEditar

Olá, saudações!

Venho por este meio anunciar o pedido que efetuei, necessitando da vossa avaliação. ⚡Contreiras45 👷 Algum problema? Diga! 21h31min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

Wikipédia:Administradores/Pedidos de aprovação/Papa Christus/2Editar

Olá, anuncio que abri um pedido de aprovação para administrador. --Pap@ Christus msg 03h40min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)

New way to edit wikitextEditar

James Forrester (Product Manager, Editing department, Wikimedia Foundation) --19h32min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)

Wikipédia:Administradores/Pedidos de aprovação/Gonçalo Veiga/3Editar

Convido toda a comunidade a participar no meu PDA. Desde já obrigado. Gonçalo Veiga (discussão) 00h48min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)

Wikipédia:Administradores/Pedidos de opinião/Conde DantesEditar

Informo que abri o pedido acima. Le Comte Edmond Dantès msg 09h29min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)

Pedido de opiniãoEditar

Bom dia comunidade, informo que abri um pedido de opinião sobre a minha atuação administrativa no projeto. Agradeço a participação de todos. Edilson Vinentefale comigo 11h03min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)

PinguinsEditar

Os Pinguins... sempre eles. Halleldiga! 19h12min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)

Oxe, que onda! —Alan Moraes (discussão) 01h54min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)
kkkk, pior né? Halleldiga! 18h45min de 26 de dezembro de 2016 (UTC)

Apostas - 1 milhãoEditar

Alcançaremos provavelmente amanhã a marca de 950 000 artigos. Repetindo os milestones anteriores, estão lançadas as apostas para o milhão. Christian msg 21h07min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

  Pergunta ao @ChristianH: Tem algum gráfico demonstrando a evolução temporal para balizarmos nossa aposta "milhonária" ??     --Usien6 21h27min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)
@Usien6:, não que eu saiba. Podes usar as apostas para os 700 mil e anteriores como referência. Christian msg 21h29min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)
@Usien6 e ChristianH: Fiz este gráfico para termos uma noção. Pedrohoneto Diz·Fiz 22h17min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)
  Valeu! --Usien6 12h17min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)

Temos por aqui uma ferramenta semelhante para saber qual será o 1.000.000º artigo igual na enwiki? Pedrohoneto Diz·Fiz 21h31min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

Pesquisa Wikipédia - Por que algumas pessoas contribuem mais do que as outras?Editar

Pessoal,

Na minha dissertação do mestrado estou pesquisando os fatores que influenciam o nível de contribuição dos membros da Wikipédia.Ficaria muito grato se pudessem responder ao meu questionário. Leva só alguns poucos minutos:

https://form.jotformz.com/61228374874665

No final do questionário tem uma opção para deixarem o email caso queiram saber os resultados da pesquisa. Agradeço desde já! Luiz Fernando Silva Pinto, Mestrando em Administração, PPGA - UnB - Universidade de Brasília comentário não assinado de Luiz Fernando Silva Pinto (discussão • contrib) 20h23min de 22 de dezembro de 2016‎ (UTC)

Alguém já preencheu? Gustavopédiafale! 00h50min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
Sim, alguma duvida? DARIO SEVERI (discussão) 04h14min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)

Respondi todas as questões (acho que umas 30 questões em 7 páginas). Agora tenho só uma pergunta (que pode eventualmente também servir para uma pesquisa, futuramente): Luiz Fernando, dado o seu interesse pela WP, porque registrou-se em 2010 e nunca contribuiu com o projeto? PauloMSimoes (discussão) 04h40min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)

Gostei do formulário! Gustavopédiafale! 12h41min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Imagino que mais pessoas responderão ao formulário se passar a ser opcional ter que informar o seu nome de usuário. --ArgonSim (discussão) 08h36min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)

  • Respondi o questionário, mas tem um defeito grave, tentei mas o sistema não permite respostas 1 (em questões de 1 a 5) ou zero (em questões de 0 a 100), isso vai gerar distorções no resultado. Também chama os wikipedistas de wiquipedianos, além de achar que estamos aqui para ganhar medalhinhas, mas esses são defeitos leves.Jo Loribd 18h58min de 26 de dezembro de 2016 (UTC)
Coloque a opção para 2, depois coloque a opção para 1 e grave. Fox de Quintal FQ (discussão) 03h01min de 27 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Já tentei isso, não funcionou. Jo Loribd 11h30min de 27 de dezembro de 2016 (UTC)

GeralEditar

Identidade de gênero

Afinal, no caso de pessoas transgêneras e não-binárias, qual gênero deve ser usado? Está ocorrendo uma guerra enorme nas edições dessa página, inclusive com alguns ataques ofensivos à artista. Houve discussões também aqui, mas foram resolvidas quando, no site do TSE, Thammy foi classificado como homem. Deve-se usar o pronome preferido pela pessoa ou o registrado oficialmente? E em caso de falta de fontes? Luiz 01h11min de 7 de dezembro de 2016 (UTC)

Houve uma discussão similar recentemente, e a minha posição sobre este assunto permanece a mesma. As edições ocorridas no artigo Liniker (cantora) me parecem mal-intencionadas e não deveriam ser levadas em conta. Victão Lopes Diga! 02h02min de 7 de dezembro de 2016 (UTC)
Tem razão. É necessário haver um procedimento a seguir nestes casos. Temos que nos lembrar que género e sexo são coisas diferentes. Embora biologicamente a pessoa em causa seja do sexo masculino, há fontes que certificam que ela prefere ser tratada com o género gramatical feminino. O que é a wikipédia para lhe negar isso?JF (discussão) 02h13min de 7 de dezembro de 2016 (UTC)
De fato, parecem mal-intencionadas e preconceituosas as edições no artigo. Eu o movi por causa da entrevista dada pela Liniker à Rolling Stone Brasil, na qual afirmou preferir ser tratada no feminino. Victor, achei muito boa a sua ideia de alertar os editores sobre a preferência, será de muita ajuda. Acho melhor ainda a comunidade criar um ensaio sobre o tema, para evitar discussões próximas. Luiz 02h25min de 7 de dezembro de 2016 (UTC)
  Comentário Foi bom ter tocado nesse assunto. Estiva pensando numa proposta para o livro de estilo, mas ainda não tive tempo... Basicamente, a ideia é adotar completamente o gênero pós-transexualização nos casos em que o biografado tornou-se notório após tal fato e usar o tratamento misto nos demais casos. Outras ideias seriam: invalidar argumentos baseados em registro civil, (inclusive eleitoral) ou em procedimentos cirúrgicos; (especialmente transgenitalização) sendo considerados apenas dois gêneros: o do tratamento pela desinência masculina ("-o") e do tratamento pela desinência feminina. ("-a") Não sei se fui muito claro, mas o que acham desse esboço? --Usien6 12h23min de 7 de dezembro de 2016 (UTC)
Não sei se entendi muito bem. Você quer que seja usado o gênero da pessoa após ela tornar-se trans? Luiz 23h28min de 7 de dezembro de 2016 (UTC)
Deixe-me exemplificar: Lili Elbe tornou-se uma personalidade notória após transexualizar-se, do tratamento masculino para o feminino, portanto recebe esse último. Caitlyn Jenner já era notória antes de transexualizar-se, do tratamento masculino para o feminino, portanto recebe ambos. --Usien6 13h25min de 8 de dezembro de 2016 (UTC)
Entendi agora. Porém não sei se concordo; parece-me um pouco confuso usar os dois tratamentos em um mesmo texto. Luiz 18h51min de 9 de dezembro de 2016 (UTC)
@Usien6 e LuizM: Discussão semelhante foi feita em uma proposta do Sabia que, na qual estava em pauta a melhor maneira de se enunciar a curiosidade. O problema estava no fato de Andreja Pejić, no momento em que a lista foi publicada (2011), identificar-se como não binária, embora seja agora uma mulher trans. Como ficaria a redação de sua biografia, da lista de Mulheres Mais Sexy e da própria proposta, já que haveria anacronismo caso todas utilizassem o mesmo pronome? Não me parece ter sido atingido um consenso apenas pela discussão na proposta.
@Japf: Aproveito para esclarecer que o argumento XX/XY não deve ser tratado como puramente biológico, mas sim como cromossômico (ou seja, hierarquicamente submisso). Há outros argumentos biológicos que refutam a ideia de que uma mulher trans seja "biologicamente homem", como diferenças neuroanatômicas, neurofuncionais e gênicas. --ArgonSim (discussão) 22h04min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Então é melhor usar dois tratamentos diferentes: o anterior antes da mudança e o atual após a mudança? Por mais que eu acredite ser muito confuso, se a comunidade concordar... Luiz 00h13min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Então, porque quando a lista foi publicada, Andreja Pejić não havia realizado a cirurgia e quando essa curiosidade foi publicada na wiki-en foi a seguinte (... que a edição de 2011 das 100 mulheres mais sexy da FHM incluiu um homem?) e foi aceita, porém quando propus, houve quem discordasse, por isso fica a duvida, conta o fator físico ou biológico (que ainda "era homem") ou o de agora (uma transexual)?--Agent010 (discussão) 11h02min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)


  Comentário Considero mais objetiva e por conseguinte enciclopédica a classificação biológica, não deixa a lugar a ambiguedades e é perpétua. Gato Preto trovai-me! 14h28min de 13 de dezembro de 2016 (UTC) A aguardar o desenvolvimento da discussão. Gato Preto*trovai-me! 17h29min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Caramba pessoal, mas nós somos uma enciclopédia ou somos um site de tendências? Porque é que não se classifica as pessoas de acordo com a sua classificação biológica? Ou, mesmo não querendo usar a classificação biológica, classificar a pessoa como "UM transsexual" no caso de um homem que "mudou" para o outro lado, e "uma transsexual" no caso de uma mulher que "mudou" para o lado oposto? Existem usuários aqui que querem chamar determinada pessoa de acordo com o que "ela prefere ser chamada"... então, se eu preferir ser chamado de Darth Vader, vão mesmo começar a chamar-me isso? Santa paciência. Posso alongar-me ainda mais: para aquelas pessoas de atingem uma notoriedade enciclopédica suficiente para ter um artigo, e que não se identifiquem com o género masculino nem feminino, vão chamar o que? Terceiro género? Coisa? Objecto? Animal? Sinceramente. Espero que um dia destes o "presidente" da Coreia do Norte venha a público dizer que, a partir de determinada altura, que prefere que o tratem por "deus todo poderoso", e nesse dia, vamos alterar o artigo dele e trata-lo como ele "prefere" ser tratado. Se nós vamos começar a chamar as coisas pelos nome que elas preferem e não pelo que as classifica e identifica, então tomem essa decisão e eu deixarei de frequentar este espaço. Ou começamos a ser objectivos ou então isto virou uma brincadeira tendenciosa. Luís Angelo "Tuga1143 18h17min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Tuga1143! É o que eu penso também, quando foi publicada a lista, Pejić, ainda "era homem", e não vejo motivo para aqui na wiki-pt ser diferente--Agent010 (discussão) 21h22min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Caro @Tuga1143: Por algum acaso você chama Charlie Sheen de Carlos Irwin Estevez, ou Adoniran Barbosa de João Rubinato ?? Me parece que não... O que me parece, na verdade, é que há pura birra diante da impotência de se obrigar outra pessoa a ter certo comportamento sexual. Espero ter me equivocado --Usien6 21h45min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
  Subscrevo a opinião do Tuga1143 mas creio que a questão não é já biológica mas sim sequencial, mudar informações que podemos considerar "metadatos" pode trazer consequências a longo prazo, é mais consistente manter uma asseveração perpétuamente ou omiti-la do que modificá-la. Não se trata duma questão de "importência de se obrigar outra pessoa a ter certo comportamento sexual" mas sim de atribuir papeis funcionais únicos (DNIs), isto é, na Matemática x será sempre x e não é congruente para averiguar o valor numérico da expressão pôr 2 valores a esse termo, causaria problemas e o exercício estaria mal; é óbvio que não se pode mudar o comportamento sexual duma pessoa, aliás, esse não é o nosso objetivo, creio que a nossa meta é sintetizar informação e a melhor maneira de fazer isso é eliminar o genoma sobrante pela nossa selecção natural. Primando o argumento da temporalidade podemos pensar como o Agent010, o problema é estarmos neste caso a outorgar vários valores simultâneamente a determinado sujeito, isto causa reduplicação e mutações. Para findar gostaria de dizer que: vemos formigas mas não vemos elefantes. Gato Preto*trovai-me! 22h02min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
@Gato Preto: (1) A questão não é biológica: é social e gramatical. (2) De fato, pelo princípio da imutabilidade enciclopédica, as asseverações não podem ser alteradas, salvo na hipótese de novos esclarecimentos vindo à tona. Foi por isso mesmo que propus aquele sistema de tratamento misto para aqueles que se transexualizaram após adquirirem notoriedade. (3) Sua analogia com o campo da matemática é inválida. Asseverações matemáticas dependem de modelo previamente estabelecido e são completamente restritas a ele. Ou seja, dizer que "'x' sempre será 'x,'" assim como qualquer outra conclusão matemática, não tem qualquer serventia para o mundo real antes de se definir um modelo que estabelece a relação entre "x" e algum objeto real. (4) "Outorgar vários valores, simultaneamente, a determinado sujeito" é, querendo ou não, uma complexidade imposta pela natureza da realidade. A complexidade pode ser gerenciada, mas jamais será extinta. Att --Usien6 20h20min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)
Usien6, não vejo qualquer birra presente, e usar tal argumento denuncia nitidamente o núcleo do seu discurso. A wikipédia é uma enciclopédia online, não um local de tendências políticas ou de discursos/termos politicamente correctos. Tal como disse o Gato Preto e muito bem, o objectivo não é mudar o comportamento sexual seja de quem for, e quem pensar assim é de uma completa idiotice. O nosso objectivo aqui deve, sempre, mas mesmo sempre, sintetizar a informação de maneira objectiva e simples, devendo sempre claro referir que "tal individuo" atravessa ou atravessou determinados processos de alteração física ou comportamental, porém, começar a classifica-lo como algo "diferente" que na realidade ele não é... é completamente, na minha opinião, contra tudo o que simboliza a Wikipédia. Fazer este tipo de edições consoante o que "determinada pessoa acha" ou baseado em "determinadas tendências" só aumentará a distância que a Wikipédia tem a percorrer até se poder tornar uma fonte fidedigna de informação sintetizada. E volto mesmo a repetir-me: devemos sim referir que fulano x se identifica com o que quer que ele ache, contudo, devemos sempre orientar a informação do artigo pelo que realmente todo o mundo sabe que ele é em vez de aquilo que um individuo pensa que é. Luís Angelo "Tuga1143 22h50min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Caro @Tuga1143: Não sei por que me atribui "tendências políticas" e "discursos/termos politicamente corretos," mas, seja qual o raciocínio que lhe impingiu essa crença sobre mim, está equivocado. "Classificar [um indivíduo] como algo 'diferente' [daquilo] que, na realidade, ele não é" é exatamente o que pretendo evitar que ocorra nesse projeto. Mais uma vez, não defendo "edições consoante[s com] o que 'determinada pessoa acha' ou baseado em 'determinadas tendências'." Ainda quero de saber se você se refere a Adoniran Barbosa como "João Rubinato." --Usien6 20h20min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Sendo a Wikipédia totalmente sujeita a fontes fiáveis e independentes, não seria o mais certo utilizar o mesmo pronome que consta na fonte? Afinal, se você cita determinado site ou livro como referência, nada mais justo que utilizá-lo também como referência para esse caso. Isso não ajuda muito em casos em que a pessoa já era famosa antes da transição, mas pelo menos já é um começo. Parece-me mais adequado seguir essa lógica a ter que depender do ponto de vista que os editores têm sobre o assunto, pois concluir por conta própria o pronome mais adequado soa bastante semelhante a pesquisa inédita e por síntese. --ArgonSim (discussão) 22h38min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo--Agent010 (discussão) 17h29min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)
  Discordo da proposta do ArgonSim O princípio da verificabilidade limita-se à materialidade do conteúdo, não estendendo-se à sua formalidade. Tanto é, que esse Projeto conta com seu próprio livro de estilo. Ademais, o que faríamos quando uma dúzia de fontes utilizar um pronome, enquanto outra dúzia, igualmente fiável, usar outro ?? --Usien6 20h20min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)
@Usien6: O problema é que o pronome com o qual uma pessoa melhor se identifica não é questão de mera formalidade, pois carrega em si um conteúdo bastante grande. Uma coisa é você decidir se o dia de hoje é 16 de dezembro, 16-12 ou 12/16, pois não importa qual for sua opção, você ainda vai estar se referindo ao décimo sexto dia do décimo segundo mês; outra coisa é você estabelecer um padrão aos pronomes FTM e MTF baseado não em evidências externas, mas em um consenso opinativo, e declarar a partir disso se a pessoa é ele ou ela. O pronome repercute tanto na forma quanto no conteúdo do artigo, pois diz muito sobre o biografado. Não faria sentido, então, que essa escolha fosse feita a partir de deliberações generalizadas, cabendo às fontes independentes (e mais importantemente, fiáveis e imparciais) que reportem a preferência individual do biografado.
Como eu havia dito, isto ainda é um problema nos casos em que a pessoa era popular antes e depois da transição, como acontece com Thammy, que mesmo depois da transição ainda não havia manifestado preferência por um pronome ou outro. A melhor fonte para casos desse tipo ainda são as declarações individuais, pois apenas elas são consoantes às reais preferências da pessoa. Quando uma fonte fidedigna atestar que o biografado prefere que seja utilizado um pronome diferente daquele do nascimento, é muito provável que as outras de igual fiabilidade passem a fazê-lo também.
Aparentemente, a única wiki que conta com algo documentado a respeito é a wiki-en, mas está na forma de ensaio, não de diretriz consensual. O ensaio lida com alguns dos pontos levantados aqui, porém não está suficientemente bem-desenvolvido para que possa ser usado como guia no nosso caso. Talvez seja o caso de fazer como sugerido por Victor Lopes na discussão anterior: criar uma predefinição na página de discussão que cite a preferência de gênero, a fonte que a comprove, e que siga os moldes de predefinições de variantes da língua portuguesa. Coloca-se na infocaixa e na introdução o nome de nascimento e adapta-se o resto do texto ao pronome com o qual a pessoa se identifica. --ArgonSim (discussão) 23h54min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)
Caro @ArgonSim: Talvez eu não esteja entendendo muito bem qual seria sua posição.   Se uma certa fonte fiável diz que "ele prefere ser chamado por 'ela'," então defende que a biografia use pronomes masculinos, pois foi a escolha do redator fiável; ou defende que o verbete use pronomes femininos, afinal a fonte atestou que é essa a preferência da biografada ?? --Usien6 02h12min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
@Usien6: Seria (para mim) resumidamente: Fonte fiável declara que x pessoa disse que se sente mais confortável se for usado pronome diferente daquele do nascimento; fontes de igual fiabilidade seguem o relatado e passam então a utilizar tal pronome; artigo é adaptado para declaração mais recente da identidade de gênero, fazendo as substituições adequadas e mencionando a fonte que as cobre; se essa alteração for polêmica no sentido de que não há consenso entre fontes independentes e nenhuma declaração direta do biografado, apenas menciona-se esse fato no corpo do artigo e mantém-se o status quo em detrimento de boatos. Se "redator fiável" refere-se a quem escreveu o artigo na Wikipédia, então, não, ele não deverá ter prioridade sobre fontes externas, já que a Wikipédia cumpre papel de fonte terciária, sem ligação alguma ao biografado, e portanto sem autoridade sobre informações desse tipo. --ArgonSim (discussão) 16h04min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com o Tuga1143. Não percebo por que chamá-los "mulheres"/"homens" conforme as suas preferências. E por acaso a Wikipédia tem de se comprometer para com a preferência de quem quer que seja? Essa exigência apenas pode ser feita àqueles que convivem com estas pessoas. A Wikipédia não pode ter qualquer relação com isto. Chamar esse Liniker de mulher é estender uma bandeira de apoio à ideologias às quais a Wikipédia não deve estar associada para o seu próprio bem (aliás, nós não temos o direito e associá-la à ideologia nenhuma). Quer queira quer não, Liniker é homem (a foto dele na introdução é bastante clara, parece-me) e ele que vá exigir aos próximos a ele ser tratado como mulher. O que é a Wikipédia para atender aos caprichos de quem quer que seja? Raul Caarvalho (discussão) 19h23min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)

Ninguém aqui falou em chamar Liniker de mulher. Onde foi que você viu isso?? --Usien6 20h20min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)
Claro que não Usien6, é como neste artigo aqui, é sem dúvida uma cantora, filha de fulana tal, sobrinha de fulana tal, mas de jeito nenhum está implícito que a pessoa esteja a ser tratada e referida como uma mulher... como pode o Raul Caarvalho dizer que Thammy Miranda está a ser tratado como uma mulher? Isto é realmente intrigante. Luís Angelo "Tuga1143 20h35min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)
Oh, meu Deus! O artigo chama-se Liniker (cantora) e ele não está a ser tratado como uma mulher? Desde quando existe cantora homem? Iremos utilizar pronomes femininos quando nos referirmos ao rapaz, mas ainda assim estaremos o tratando como homem? É isto que me queres dizer? Queres mudar a língua portuguesa agora? Raul Caarvalho (discussão) 20h58min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)
Sim: o que está sendo proposto é tratar um homem pela desinência do gênero gramatical feminino. Enfim entendeu a diferença entre o que se propõe e aquilo que ninguém propos. Não vejo como estaríamos a mudar a língua portuguesa. Por acaso conhece algum respeitável gramático que diga que o gênero gramatical está indissociavelmente atrelado à composição cromossômica de cada indivíduo da espécie humana? Se conhece, me avise, pois eu não conheço... --Usien6 21h11min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)
@Usien6: E o que é que os filólogos tem a ver com o género gramatical e a composição cromossómica? É simples, a nossa língua usa "a"/"ela(s)" para XX e "o"/"ele(s)" para XY e devo dizer que a resposta linguística para a sua asseveração é clara: se for usado o género gramatical feminino para homens e vice-versa a frase é agramatical... sem debate plausível. Sds, Gato Preto*trovai-me! 21h44min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)
Bem, eu não falei nada sobre filólogos... Mas se fossemos presumir que "filólogo" é sinônimo de "gramático," então suas enunciações entrariam em auto-contradição. Começa dizendo que os gramáticos, que são aqueles que definem a gramática, não têm nada a opinar sobre cromossomos; e termina dizendo que cromossomos são de interesse da gramática, que é aquela definida pelos gramáticos. Decida-se, rapaz! --Usien6 00h25min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)
Gostaria de fazer um adendo, quando vossamecê grafou: Sim: o que está sendo proposto é tratar um homem pela desinência do gênero gramatical feminino. utilizou um argumento de tintes falaciosos, enviesado e viciado numa opinião fechada. Já estás a asseverar uma cousa que não é verdade, um homem terá a desinência masculina e uma mulher a feminina, tão simples e gramatical como isso. Gato Preto*trovai-me! 22h05min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)
Pois vejo que está a ter um dia de algaravias. No primeiro comentário, você já tinha refutado sua própria premissa. Agora, no segundo, decidiu reprovar sua própria conduta. Grafou: "É simples, a nossa língua usa 'a'/'ela(s)' para XX e 'o'/'ele(s)' para XY." Eu havia perguntado quem é o gramático que endossa a suposta relação entre gramática e biologia. De certa forma, é como se você tivesse respondido "esse cara sou eu." Ou seja, utilizou um argumento de tintes falaciosos, enviesado e viciado numa opinião fechada --Usien6 00h25min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)
Como escreveste dá para inferir que o foi dito foi uma aberração lógica quando esse foi o teu julgamento do teu pensamento. Gato Preto*trovai-me! 22h04min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)
Ora, estás a propor que utilizemos tratamentos femininos para seres nitidamente masculinos e pergunta-me se não está a mudar a língua? Penso que os próprios pronomes/artigos trazem a resposta em si ao serem intitulados femininos ou masculinos. Como bem falou o Gato Preto, masculino é XY; feminino é XX, não parece óbvio? Será preciso mesmo a análise de um gramático para esclarecer isto? Misturar as coisas não passa de um capricho que uns e outros tentam impor e que a Wikipédia não deve atender. E — antes que venha argumentar — não, tratá-los como biologicamente são não é atender aos caprichos daqueles que discordam disso, é respeitar a concordância nominal e manter-se neutro diante de ideologias às quais a Wikipédia não se deve associar! Já não diz na página que o Sr. Liniker prefere que se dirijam a ele pela forma feminina? Pois, está de bom tamanho! O leitor entenderá que não se trata de "homofobia" por parte da Wikipédia; trata-se de neutralidade. Raul Caarvalho (discussão) 22h51min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)
Pois cometeu o mesmo equívoco que já apontei na argumentação do colega Gato Preto. Diante da minha petição para que apontasse gramático que endossa a suposta vinculação, resolveu apresentar a si mesmo. Afinal, suas opiniões pessoais são, nas suas palavras, "obviamente" corretas. Em compensação, quando tentou prenunciar minha próxima fala, dessa vez acertou em cheio. De fato, sim, eu já pretendia declarar que: manter a neutralidade diante de certa corrente de pensamento não implica em atirar-se nos braços da corrente oposta. Att --Usien6 00h25min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)
Certamente, manter a neutralidade não é utilizar os dois gêneros em um mesmo artigo (como disseram mais acima), o que resultaria em uma confusão desnecessária. O que o Tuga1143 escreveu acima é perfeitamente a neutralidade que se espera: se é homem, é um transsexual e vice-versa. Quanto ao Liniker, ele é cantor, não cantora. Aceitemos, e ele também. E não, minha princesa, manter-se neutro não é "atirar-se à corrente oposta" (qual será essa corrente? Deixe-me pensar... "transfobia", aposto); manter-se neutro é não aderir às preferências de quem quer que seja! Diga-me, o que justifica o tratamento desse Liniker na forma feminina a não ser, única e exclusivamente, as preferências dele? O que, além disso, justifica o absurdo título "Liniker (cantora)" senão as preferências dele? Sinto dizer, mas isto não é neutralidade; isto sim é atirar-se a uma corrente! Raul Caarvalho (discussão) 00h53min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)
Somo à pergunta de Usien6 ainda não respondida sobre como chamam Adoniran Barbosa: quais são as características ditas masculinas que o leite possui, que inclusive nós lusófonos percebemos, mas hispanófonos não? quais as características ditas femininas que a orelha possui? e será que há características andróginas no champanhe, também referido como a champanha[1]? Seguindo a mesma ideia posta aqui de suposta "neutralidade", daqui a pouco vão alterar como as pessoas se autodeclaram em relação à religião, cor da pele, posições ideológicas, etc. --Luan (discussão) 22h40min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)

────────────────────────────  Comentário - Esta discussão está a ficar tão interessante que já comparam "leite", "orelhas" e "champanhe" com seres humanos... obrigado pelo momento de riso que me proporcionaram neste longo serviço em que hoje estou. Luís Angelo "Tuga1143 22h58min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)

Suas palavras e seu deboche só demonstram desconhecimento sobre a subjetividade do gênero gramatical e da realidade em geral. Realmente o leite deve ser também "nitidamente masculino", inclusive em termos biológicos e ter o par de cromossomos XY. Falar em "nitidamente masculinos" é nitidamente invadir liberdades individuais, esse é o problema em querer interferir no que uma pessoa é. Vale a pena ler WP:BPV, no trecho Uma orientação geral importante a considerar quando se escreve material biográfico de pessoas vivas é "não denegrir" e especialmente a seção WP:BPV#Dignidade humana básica. Ah, me esqueci de fazer uma observação sobre os nomes de usuário desta discussão: com certeza e objetivamente estão assim registrados na certidão de nascimento. --Luan (discussão) 23h43min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)
Luan, meu anjinho, parece-me que não entendeste. A neutralidade não está em negar o direito de alguém intitular-se o que quiser. O que está a ser proposto não é eliminar os títulos aos quais as pessoas são associadas ou se associam. Se alguém se diz católico, feminista, comunista, pouco importa. Leste o que escrevi sobre manter no artigo que o Liniker prefere ser tratado por mulher? Parece que não. Diga-me, dizer que um homem é um homem é o mesmo que omitir que uma feminista é uma feminista ou afirmar que uma feminista é antifeminista? Penso que não. No primeiro caso, temos um fato. No segundo, estaríamos ou a impedir que a verdade seja dita ou a cometer um grave erro, respectivamente. Além disso, esses rótulos são em geral indicados por fontes e uma pessoa pode vir a mudar de ponto de vista. Veja-se, pois, Olavo de Carvalho, que admitiu ajudar os comunistas, no passado, e hoje os combate ferozmente. Já o sexo de alguém não se escolhe; nascemos e pronto. Já nos é imposto desde antes de nascermos, nada temos a ver com isto. É diferente de optar pelo comunismo, pelo liberalismo, pelo cristianismo, pelas religiões africanas. Não importa se Liniker sente-se mulher; fata-lhe o principal e não há cirurgia que lhe o conceda (por mais que uma réplica seja feita, réplicas nunca serão a peça original). Por mais que ele se veja como uma mulher, isto não muda os fatos. É diferente de alguém ver-se como comunista, católico, etc.. Se Liniker, amanhã, considerar-se branco o que iremos fazer? "Liniker é uma cantora branca brasileira de soul...". Faz-me rir. Um homem, gramaticalmente, pertence ao gênero masculino (alguma vez viste uma homem?) e todos os demais substantivos que descrevem a sua ocupação ("cantor", "artista", "intérprete") devem estar flexionados no masculino (se possível, pois há os chamados substantivos comuns de dois gêneros e os sobrecomuns) e ser acompanhado por pronomes, artigos e adjetivos devidamente flexionados ("o/a artista", "o/a intérprete"). Além disso, as palavras que citou não apresentam qualquer relação para com a discussão. Aqui, trata-se sobre pessoas, não sobre quais palavras são masculinas ou femininas e por quê. Não vamos nós querer reinventar toda a língua portuguesa por causa de gente que... é melhor eu nem prosseguir. A língua tem a sua história. Respeitemo-na! Se por anos "leite" foi considerado um substantivo masculino iremos agora deixar que o chamem como preferirem para agradar uns e outros. Entenda a neutralidade proposta: dizer que Liniker, um homem, é uma cantora é impor uma ideologia ao leitor. Diferentemente, dizer que Liniker, um homem, é um cantor, mas prefere que o tratem por cantora (isto é, por mulher, o que já consta no artigo) é permitir ao leitor escolher aderir ou não à ideologia. Se ele concordar, que se refira ao rapaz como moça; senão, pelo menos a Wikipédia não será alcunhada "ideológica". Dizer que uma feminista é uma feminista, quando sustentado por fontes e, especialmente, pelas palavras da própria em entrevista, não é impor nada. O leitor, sendo contra ou a favor do feminismo, terá de engolir, como terá de engolir que Liniker prefere ser tratado por mulher, mesmo não sendo. O que não podemos é fazer a Wikipédia obrigá-lo a engolir isto ou, pior, convencê-lo de que ele é mulher. Deixemos isto para as revistas; elas o fazem bem. Raul Caarvalho (discussão) 23h58min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)
É lamentável que, em vez de ir adiante com sua defesa, reabra pontos de discussão que já estavam, ou ao menos, pareciam estar, fechados. Retornemos, então, a cada um desses pontos. (1) No seu primeiro comentário, queixou-se sobre uma suposta tentativa de falsear a materialidade das biografias, substituindo-se a palavra "homem" por "mulher," e vice-versa. Imediatamente, eu e o Tuga esclarecemos que isso, simplesmente, não estava em pauta. Ninguém fez proposta de tal natureza. É simplesmente incompreensível a sua insistência em atacar algo que ninguém defende. Não tendo nada mais a polir em esclarecimento tão cristalino quanto esse, sigo adiante… (2) Fez seu quarto comentário no seguinte contexto: eu havia lançado o desafio de que apresentasse um único exemplar de respeitável gramático que confirmasse a suposta relação entre cromossomos e gênero gramatical. Conforme já expliquei duas vezes, você tentou apresentar a si mesmo como o "respeitável gramático," afinal, sua opinião pessoal lhe parece "óbvia." Pois bem, mesmo após eu já ter apontado o flagrante vício do seu quarto comentário, você resolveu repetir as mesmas coisas, com outras palavras, esquivando-se de apresentar qualquer novidade argumentativa. Ora, me explique, meu Deus, qual é a serventia de tal conduta? (3) Na sequência, agora sobre o ponto do Luan, (a quem, por sinal, eu gostaria de parabenizar pela brilhante exposição de argumentos) aplica a mesma tática de repetição-repetição. Ele havia, astutamente, demonstrado que a designação de gêneros gramaticais é regida por critérios predominantemente arbitrários e inconsistentes, lançando a provocação para que se tentasse racionalizar tais arbitrariedades. Mesmo depois dele ter repreendido a reação escorregadiça do Tuga, você decidiu manter-se na untuosidade de que "as palavras que citou não apresentam qualquer relação para com a discussão." Pois bem, continuamos no aguardo para que demonstre a suposta diferença dos mecanismos de atribuição de gênero gramatical entre essas duas espécies de palavras. (4) Ao final, encerra seu comentário de maneira reveladora. Conforme eu já desconfiava, o matiz de suas clemências por "neutralidade," na verdade, pode ser traduzido como "meu ponto de vista é mais neutro do que o seu." Consoante a outro apontamento do Luan, lembro que é de suma importância, ao wikipedista, que tenha cuidado redobrado ao editar biografias de pessoas vivas. Fazendo um paralelo com o direito penal, onde se diz in dubio pro reo, pode se dizer, na Wikipédia, "na dúvida, a favor do biografado." (5) Enfim, para sair do atoleiro no qual esse discussão se meteu, sugiro que enuncie um argumento inovador, ou aborde, finalmente, a questão dos pseudônimos, a qual levanto pela quarta vez. Att --Usien6 02h12min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
Luan A tua definição de "dignidade" e "liberdade" é arbitrária e subjetiva, aqui esses termos não se debatem, aqui o que está a ser debatido é como os artigos serão feitos. Vejo que vossamecê ainda vive no século XIV, veja lá bem que o Tuga1143 jamais disse que ser homem é ser forte, ter muitas mulheres e não chorar, isso foi o que você disse, demonstrando o seu conceito de "homem" que é o mesmo do da pré-história, para você homem tem uns traços definidos socialmente, para mim e para no que importa nesta discussão são os pronomes e os cromossomas. Na sua perspectiva a natureza havia de estar na cárcere por obrigar às pessoas a terem XX ou XY... isso é patético. Onde é que se está a denegrir? O dictador da Coreia do Norte pode achar ofensivo que os chamemos e "dictador" e...? A sua observação dos nomes de usuários não tem nexo e, não sei se sabe mas é possível modificar o nome no registo civil. Gato Preto*trovai-me! 10h44min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

Depois de ler todos os comentários, proponho o seguinte: se, por ventura, ser encontrada uma fonte fiável que apresente que o biografado/biografada agora é considerado do outro gênero sob os olhos da lei (como aconteceu com Thammy Miranda, a exemplo), muda-se o artigo e passa-se a usar o novo tratamento. Caso contrário, mantém-se o biológico. Creio que é o mais sensato a se fazer. cósmicodisc 19h51min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário - Como já dito, uma das formas mais eficazes para manter a neutralidade da Wikipédia, é manter o sentido original, por exemplo (dizer que Liniker, um homem, é um cantor, mas prefere que o tratem por cantora- como dito pelo Raul Caarvalho), é passar informações sem ideologia e com neutralidade, deixando que cada leitor seja contra ou a favor por sí próprio--Agent010 (discussão) 20h09min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

@Agent010: Justo. Mas e no caso de pessoas que mudaram seu gênero legalmente? cósmicodisc 20h19min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
@Cósmico: Bom, neste caso não vejo problemas em deixar claro no artigo que "mudou seu gênero legalmente e prefere ser chamado de ela ou ele--Agent010 (discussão) 20h25min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
Mas e quanto ao tratamento no decorrer do artigo? Creio que é mais que correto usar o definido após a transição, até porque a lei, ao meu ver, é objeto incontestável nesse sentido. cósmicodisc 20h30min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

Como Usien esclareceu sobre meu primeiro comentário, não há objetividade ou relação entre cromossomos/biologia e gênero gramatical. Coisas que não possuem cromossomos ou nem estudadas pela Biologia são, possuem gênero gramatical na língua portuguesa. Então, não há como ainda sustentar essa relação. Sobre sua insinuação de invalidade pela inconstância humana, tenho de te apresentar uma coisa: Terra plana. Essa inconstância está presente na ciência. Está presente na língua também, vide significados históricos de ditador, democracia e enfezado. E por enquanto, está se defendendo teoria marginal para ferir a dignidade dos biografados. Trecho como por causa de gente que... é melhor eu nem prosseguir, Raul Caarvalho, remetem a um ataque implícito, só não sei se a quem está defendendo posição contrária ou a algum dos biografados em questão. Indiferente a isso, tal comentário é completamente repreensível. E o trecho mesmo não sendo [...] ou, pior, convencê-lo de que ele é mulher reflete uma posição contrária à dignidade da biografada. Argumento de que é fazer a Wikipédia obrigá-lo [o leitor] a engolir isto [ou aquilo] não tem cabimento, a Wikipédia não está para agradar ou concordar em todos os aspectos com todos os seus leitores, nem é possível isso. Mas isso não atrapalha o projeto de abrigar conteúdo enciclopédico verificável com imparcialidade que não fira biografados. Gato Preto, não sei onde me viu escrevendo essa noção de "homem". Favor não "pôr palavras na minha boca", isso não é um comportamento recomendável, nem frutífero para a discussão. O mesmo para o que considera patético. E muito boa argumentação: para mim e para no que importa nesta discussão são os pronomes e os cromossomas. A observação dos nomes de usuários foi somente para mostrar como os wikipedistas aqui preferem ser chamados, apesar do registro civil, e duvido muito que vossamecê tenha sido registrado como Gato Preto. Por fim, sobre a minha suposta definição de "dignidade" e "liberdade" arbitrária e subjetiva, vamos ao que está escrito nas páginas de referência para questões da comunidade:

As biografias da Wikipédia devem respeitar a dignidade humana básica dos biografados. Nossos artigos não podem servir para difamar ou ridicularizar alguém, direta ou indiretamente. Isso é profundamente importante quando se trata de indivíduos cuja notoriedade provém principalmente do facto de serem vítimas de ações de terceiros. Os editores da Wikipédia não devem agir, intencionalmente ou não, de forma a participar da vitimização ou de prolongá-la.

WP:BPV#Dignidade humana básica

Afirmar que "Liniker é [um homem mas] prefere ser tratado por mulher, mesmo não sendo" no artigo é negar-lhe direitos básicos, é participar da ridicularização e subjugação de sua dignidade e identidade, é torná-la, também na Wikipédia, vítima da transfobia. Isso independente da intenção de vocês, e da minha percepção diante dos trechos de comentários destacados. --Luan (discussão) 23h49min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

@Luan: Além-mar, depois de chegar e passar o Bojador, quero dizer que se "pus palavras na sua boca" retiro-o; quando disse isso não grafei a asseverar que tinhas escrito isso mas sim que o teu comentário deixava esse cheiro a esturro de insinuar certos parâmetros masculinos e femininos. Ninguém defende obrigar o leitor a isto ou aquilo, é absurdo e acho-o incoerente com a opinião dos outros, então para vossa senhoria tudo o que é diferente ó que tu achas é manipular ou fraudar. Acho que todos os que aqui discutimos temos um pouco de miolo para saber que não podemos andar a denegrir aos outros, entendo que refutas o meu argumento por considerares que é uma ofensa ao biografiado, discordamos neste ponto e acho que seria bom seguir nesse caso a resolução judicial acerca dessa pessoa. Foi importante teres captado a ironia usada em para mim, às vezes é preciso uma pisca de sátira.Em relação às pessoas que em vez de usarem argumentos, usam insultos e ofensas creio que não têm voz e jamais serão ouvidas, ignora-os e as melgas não lixar-te-ão. Saúdos, Gato Preto*trovai-me! 00h03min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

Sim, essa relação se sustenta por meio da própria história da língua portuguesa. Por que pensas que há artigos masculinos e femininos? Pensas que os artigos e pronomes foram assim nomeados a esmo? Já dizia Jerônimo Soares Barbosa, "[...] Algum gênio creador, conduzido pela Providencia, descobriu felizmente a arte de pintar, não já as coisas mesmas, mas os vocábulos que as representam [sic]" (BARBOSA: VII). "Como todos os animaes naturalmente se distinguem em duas classes ou generos, segundo os dois sexos de macho e de fêmea, teriam os gramáticos relacionado os nomes dos primeiros na classe ou gênero masculino e os dos segundo, no feminino [sic] [...] Porém, o uso das Linguas [sic] [...] vendo que a natureza lhe tinha prescripto a regra dos sexos na classe dos animaes, quiz seguir tambem a mesma no nomes das coisas que os não podem ter, fazendo por imitação uns masculinos e outros femininos [sic]" (BARBOSA: 85-6). Está explicado "o leite" e "a orelha", Luan? Foi um processo histórico. Não lhe posso responder por que essas palavras, especificamente, foram classificadas como pertencentes a esses gêneros, mas por certo há um processo histórico, que não podemos ignorar. Outras palavras, por sua vez, receberam as classificações por meio de um raciocínio lógico: "São do genero masculino todos os nomes substantivos que significam macho, assim proprios como appellativos, ou sejam de homens, como André, rei, ou de brutos, como Bucephalo, cavallo, ou de profissões e ministérios proprios do homem, como patriarcha, magistrado, sacerdote [sic] [...] São do genero feminino todos os nomes substantivos que significam femea, ou sejam proprios de mulher, como Mathilde, lgnez, ou appellativos de officios e coisas que lhes pertencem, como rainha, mãe, avó, madrasta, costureira, tecedeira; ou de brutos, como egoa, vacca, raposa, rata, etc. [sic] [...]" (BARBOSA: 87-8); "Todas estas regras seriam escusadas, se não houvesse a necessidade da concordância, e os adjectivos todos fossem de uma só terminação, como ha muitos. Porém como a maior parte delles tomam fôrmas genericas correspondentes aos generos dos nomes com que concordam, foi necessário distinguir e saber os generos dos nomes substantivos, para lhes applicar as fôrmas dos nomes adjectivos que o uso quiz lhes correspondessem. O genero pois do nome substantivo é quem determina, e, por conseqüência, mostra a fôrma adjectiva que com elle deve concordar, e não ás avessas. Se o artigo, que precede sempre o nome substantivo, e se o adjectivo que ordinariamente o segue, tomam, segundo o seu genero, ou a fôrma masculina ou feminina, e digo por ex.: o homem sábio, a mulher virtuosa, o artigo e os adjectivos tomam estas fôrmas genericas, porque suppôem já estabelecidos pelo uso da Lingua os generos d'estes dois nomes, homem e mulher, os quaes, se alguém os ignorasse, mal poderia fazer a concordância" (BARBOSA: 86). E podem perguntar, "Mas, tio, não há nada sobre os pronomes?". Eu digo-vos, "É claro que há, garotada! Vejamos": "O pessoal directo da 3.ª pessoa, êlle élla, êlles éllas (com o ê grande fechado na masculina e aberto na feminina), tem differentes palavras e terminações para estes dois casos, a saber: para o complemento objectivo ou accusativo, no singular o para o masculino e neutro, a para o feminino, e os, as no plural para os mesmos dois generos, todos com as suas vogaes pequenas [sic]" (BARBOSA: 106). Quando, Usien6, escreve-se "cantora" está implícito na palavra uma mulher. Foi a isso que a língua a submeteu. Se para ti, "cantora" é tanto homem quanto mulher, usa-o na tua casa, no teu dia-a-dia; na Wikipédia, seguimos a gramática e a história da língua estabeleceu-a conforme a lógica que se nos apresentava por meio da natureza (fêmea e macho, XX e XY — humanos). As palavras "cantor" e "cantora" trazem consigo história e não só, trazem também, implicitamente, referências aos sexos masculinos e femininos, respectivamente, remetem-se a isto, não há o que contestar (alguma vez visto uma cantor? Opa! Já fiz pergunta semelhante parágrafos acima). Já tive a oportunidade de dizer, mas repito: a língua tem a sua história. Respeitemo-na! Obedecemos à gramática, não aos caprichos de quem quer que seja. Raul Caarvalho (discussão) 05h22min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  • BARBOSA, Jerônimo Soares. Grammatica philosophica da lingua portugueza ou principios da grammatica geral applicados à nossa linguagem, 5.ª edição, Lisboa, Typographia da Academia Real das Sciencias.
Aliás, essa capacidade de ofenderem-se para com o termo "homem" é, no mínimo, curiosa. Diga-me, qual a ofensa em se falar a realidade? Liniker é homem e afirmou em entrevista que prefere ser tratado por mulher. Foi ele mesmo quem afirmou isto, e eu quem firo a dignidade dele? Além disso, o que constaria no artigo seria essa preferência, o "mesmo não sendo" é óbvio que não seria incluso, isto foi ênfase minha. Captou? E sim, sim, eu concordo que "a Wikipédia não está para agradar ou concordar em todos os aspectos com todos os seus leitores, nem é possível isso". Vê-se que o artigo feminismo é constantemente alterado por leitores que tentam deturpar o movimento, mas sempre são revertidos. Mas esse seu conceito de neutralidade é engraçado: tratamo-os por mulher, aderindo à ideologia, e estaremos sendo neutros. Ora, por Deus, onde está a neutralidade? Estou a pensar ser essa a sua linha de raciocínio: "Ah, incluiremos que ele prefere ser tratado por mulher e o leitor entenderá que a Wikipédia está apenas a atender a sua preferência, para não ferir a sua dignidade". Não, a Wikipédia estaria a atender os caprichos dele! Nada mais. Raul Caarvalho (discussão) 05h22min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
Eu concordo com o Raul. Por mais que Liniker prefira ser tratado como mulher, ele é, obviamente, um homem, e assim deve ser tratado no artigo. Um parágrafo ou nota explicando que ele prefere ser tratado pelo feminino, mas que a Wikipédia deve seguir a neutralidade, é o suficiente, a meu ver. Contudo, nos casos em que houve uma mudança de gênero legal nos documentos, sou a favor de uma transição completa para o novo tratamento. cósmicodisc 17h00min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
Caro @Raul Caarvalho: Obrigado por, finalmente, apontar o gramático pelo qual se procurava, ainda que já esteja falecido a exatos dois séculos. Tenho, comigo, uma cópia digital da 1.ª edição de Grammatica philosophica, de 1822. (Trata-se duma obra postumamente publicada.) Pude constatar, no entanto, que a minha edição foi paginada diferentemente da sua. E uma "foleada" não me foi suficiente para encontrar os trechos que transcreve. Seria de grande préstimo se pudesse me apontar os nomes do tomo e do capítulo ao qual se refere. Caro @Cósmico: Acontece que a Wikipédia não se subordina a decisões meramente cartoriais proferidas por estados nacionais. Entre outros motivos, por ser universal e imutável, não estando circunscrita por local, nem por tempo. Att --Usien6 18h06min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)
  Comentário Importante salientar que os projetos da Wikimedia só não podem violar as leis dos Estados Unidos, da Europa e os princípios da ONU. --ArgonSim (discussão) 12h42min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)

───────────────────────── @ArgonSim: quero fazer um pequeno adendo, na versão inglesa não faz menção alguma aos princípios da ONU. Por curiosidade, qual seria a violação legal em causa? Atenciosamente, Gato Pretotrovai-me! 20h54min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)

@Gato Preto: Bem notado. O aviso sobre a ONU está presente na tradução para a wiki-pt desde a versão original de 24 de setembro de 2004. A versão correspondente em inglês da qual foi traduzida continha um aviso semelhante sobre a ONU em 27 de agosto de 2004, mas que foi removido em 7 de junho de 2005 sem nenhuma justificativa no sumário de edição. Há uma explicação na página de discussão em 1 de dezembro de 2004 que talvez tenha a ver com essa mudança. Digo talvez por conta dessa diferença de sete meses entre proposta e implementação, e também porque a atualização feita foi meramente tangencial ao proposto na discussão. Enfim, se não fosse consensual a não necessidade de citar a ONU, alguém já teria revertido a mudança entre os onze anos que se passaram, então é provável que todos da wiki-en concordem com a remoção.
Note que eu não mencionei se está havendo (ou não) uma violação legal em curso; apenas transferi do aviso legal as limitações vigentes no quesito jurídico na Wikipédia. --ArgonSim (discussão) 21h46min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)
@ArgonSim: Percebo e obrigado pela boa resposta. Na boa, achei que como mencionaste essa questão legal pensei que teria alguma congruência respeito a algum dos argumentos utilizados na discussão; de qualquer maneira é sempre bom relembrar os princípios e as directrizes morais. Sds! Gato Pretotrovai-me! 17h19min de 21 de dezembro de 2016 (UTC)
@Gato Preto: É estranho ver essa disparidade no aviso legal daqui e da wiki-en, especialmente considerando que as normas de lá nesse aspecto são as que mais se aproximam das dos Estados Unidos, lugar onde o servidor está hospedado. É definitivamente o caso de se propor uma tradução atualizada aos avisos gerais, de maneira que contemple os consensos que ocorreram entre 2004 até hoje que não estão registrados na versão da wiki-pt. --ArgonSim (discussão) 00h04min de 22 de dezembro de 2016 (UTC)
@ArgonSim: Foi exactamente o que eu achei, neste caso devemos estar actualizados e sincronizados com a enwiki. Sds, Gato Pretotrovai-me! 09h24min de 22 de dezembro de 2016 (UTC)

Com relação ao artigo em si, existe uma questão mais complexa: Liniker se define como alguém de gênero fluido 1 e 2. Confesso que, dentro dos critérios existentes, não sei o que deveria ser feito. Não existe nenhuma discussão do tipo em alguma outra Wiki? Seria interessante para sabermos os que outras comunidades também tem a dizer. Fronteira diga - veja 23h40min de 22 de dezembro de 2016 (UTC)

Fronteira acho que não tem essa discussão porque na língua inglesa é fácil resolver isso: é só utilizar o "they" ao invés de he\she. O problema é que o português, como outras línguas latinas, não tem pronome neutro: é ele ou ela. Ai complica tudo. Se ele se declara gênero fluido, nem ele\ela é correto e sim o they, como não temos o they na língua portuguesa - que costuma ser traduzido para eles - o jeito é deixar o sexo de nascimento. Bia Alencar Mensagens 23h59min de 22 de dezembro de 2016 (UTC)
Sim. A forma menos controversa que eu pensei foi em reescrever o verbete da forma mais neutra possível, como: Liniker é vocalista da banda Liniker e os Caramelows, que canta e compõe músicas soul e black music. Fica um tanto quanto estranho em relação a maioria das biografias de música, mas me parece a forma mais possível. O grande entrave é o título do verbete... Fronteira diga - veja 00h04min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
Fronteira é uma boa solução e colocar uma nota sobre isso na discussão do artigo, para quando ocorrer guerra de edições. Bia Alencar Mensagens 00h07min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
Fronteira, de facto o mais fácil seria tratar o sujeito pelo sexo de nascimento, referindo no artigo, como é claro e já está referido, que o próprio prefere ser tratado como X e que não se identifica com A ou B... e o título ficaria "Liniker (cantor)", ou até se preferirem, "Liniker (artista)"... contudo há usuários que insistem em que o sujeito deve ser tratado "como ele prefere", independentemente da realidade. Luís Angelo "Tuga1143 00h10min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
Tuga1143 se ele prefere um termo neutro, não a problema nenhum a Wikipédia manter o termo neutro, mas não temos pronome neutro na língua portuguesa, logo eu concordo que deve ficar "Liniker (artista)", e quando for utilizar um pronome que seja o sexo de nascimento, e colocar uma nota na pág. de discussão sobre isso. Bia Alencar Mensagens 00h15min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
Vou tentar criar uma forma mais "neutra" em uma página de testes e, em seguida, apresento aqui. Fronteira diga - veja 00h16min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Proposta para o artigo de Liniker: Redação buscando o máximo de neutralidade possível: Usuário:Fronteira/Liniker. Caso aprovarem, passo para o domínio principal, fundindo o texto presente na página de testes. Sugestões e correções também são bem-vindas. Fronteira diga - veja 00h27min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)

  Apoio ótimo trabalho Fronteira. Bia Alencar Mensagens 00h36min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Aprovo,   bem feito--Agent010 (discussão) 00h45min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Apoio a versão do Fonteira --Usien6 02h57min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Apoio --Pap@ Christus msg 03h12min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Apoio esta nova versão, mas não podemos cair na ilusão de que o problema ficou resolvido... Liniker é apenas um de muitos artigos onde o mesmo problema existe... e haverá, de certeza, aqueles que não vai dar para escrever sem utilizar pronomes "o" ou "a"... Luís Angelo "Tuga1143 09h46min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Feito. E Tuga1443, sim. Mas a proposta que fiz é para pelo menos tentar resolver esta questão pontual. Agora precisamos pensar no que fazer para os demais casos. Fronteira diga - veja 15h35min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
Fronteira, nos demais casos deveríamos tratar a pessoa de acordo com o sexo com o qual nasceu, excepto nos casos em que a pessoa "mudou" legalmente de sexo no seu país; e, caso haja outro caso de "homens que preferem ser tratados como fulanas" ou "mulheres que preferem ser tratadas como fulano", devíamos referir no artigo as suas respectivas preferências, porém tratando-os de acordo com aquilo que são. Luís Angelo "Tuga1143 16h38min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  com o Tuga1143--Agent010 (discussão) 23h51min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Comentário Isso só vai adiar uma discussão inevitável, pois esse foi um caso específico em que foi possível proceder dessa maneira. A propósito, não seria melhor mover Liniker (cantora) para Liniker (artista)? Quem fizer a moção, por favor também corrija o texto na desambiguação correspondente. --ArgonSim (discussão) 07h47min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)
  Feito Luís Angelo "Tuga1143 11h37min de 25 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Passando só pra dizer que o resultado final ficou muito bom. Parabéns, Fronteira! cósmicodisc 23h01min de 29 de dezembro de 2016 (UTC)


Youtube

O Youtube está atualmente como spam na blacklist, a única wiki com esse absurdo. A colocação na lista, até onde eu sei, não houve ampla discussão com a comunidade. O Youtube pode sim ser usado como fontes, principalmente quando se trata de biografias; é muito melhor tem vídeos provando o que a pessoa falou do quer noticias; só porque existem vídeos do youtube q não são fontes fiáveis, não significa que o provedor deve ser classificado como SPAM. Se é assim, o Google, e qualquer mecanismo de busca deveria ser SPAM porque também mostra fontes não fiáveis. Fiz um pedido para remoção, mas !Silent disse que o Youtube está na blacklist lusófona desde que foi criado, e era bom saber o que a comunidade pensa sobre o assunto. Por isto abro este tópico. Bia Alencar Mensagens 21h49min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo fortemente. Até hoje não entendi esse problema com uso de vídeos do YouTube como fonte, principalmente se for da própria pessoa ou entidade em questão no artigo. !Silent (discussão) 21h57min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

Concordo com a remoção do YouTube da blacklist. Existem vários vídeos de sites confiáveis (CNN, The New York Times, Senado Federral, etc) hospedados no YouTube que poderiam referenciar artigos. Evidentemente que teremos de fiscalizar bastante o uso do YouTube como "fonte", mas penso que somos capazes disso. Érico (fale) 22h01min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo o youtube é um domínio com milhões de videos, inclusive de milhares de entidades e pessoas notórias. E além de haver aqueles que podem ser usados como referência, mesmo que esse uso fosse inválido não se justificaria bloquear o domínio inteiro. Vide o caso do facebook.-- Leon Saudanha 22h11min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Mais uma vez:

  • A presença do Youtube na spam blacklist não tem nada a ver com "fiabilidade". A blacklist não tem relação nenhuma com fiabiliade. A blacklist serve para impedir a inserção recorrente de URLs que violem regras.
  • O Youtube está na spam blacklist porque muito do conteúdo potencialmente fiável viola direitos de autor e este conteúdo que viola direitos de autor tem tendência a ser inserido em massa nos artigos. Quintal 22h42min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Discordo parcialmente. Per Antero de Quintal. Nada impede de um link do YouTube que seja verificado como fiável e com licença livre, possa ser adicionado à lista branca. Edilson Vinentefale comigo 22h46min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

EVinente Como o Leon disse, isso não justificativa bloquear o domínio inteiro; não faz sentido bloquear o domínio inteiro por causa de alguns vídeos entre trilhões. Que trabalho horrível será sempre que utilizar fonte do youtube colocar na lista branca; é só verificar as fontes e excluir as não fiáveis e que violam direitos autorais, como fazemos em todos os artigos Oo. Bia Alencar Mensagens 22h56min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Não são apenas alguns. A questão aqui é que a maioria dos vídeos/URLs com potencial interesse como fonte fiável têm grande probabilidade de serem precisamente os que violam direitos de autor. Por exemplo: uma cópia ilegal de um documentário, uma gravação ilegal de uma reportagem televisiva, etc. Estes vídeos são normalmente protegidos por direitos de autor e, a não ser que o upload tenha sido feito pelo detentor desses direitos, a sua situação no Youtube é ilegal. Fora isso, a maioria dos videos que não são protegidos são também os que não têm qualquer interesse para a Wikipédia: gatinhos fofinhos, pessoas a cair, amadores e por aí fora. Quintal 23h11min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Antero de Quintal mas uma vez, isso não justifica bloquear o domínio inteiro, existem milhões de canais legais no Youtube, de empresas respeitadas; não faz sentido bloquear um provedor por haver vídeos ilegais; então teríamos que bloquear as redes sociais também. A vídeos de jornais importantes, entrevistas de artistas\jornalistas e etc, que seria muito útil para Wikipédia, e estamos impedidos de colocar aqui. Bia Alencar Mensagens 23h15min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
O caso do youtube é o mesmo do facebook, instagram e twitter; estão classificados como não-fiáveis, a não ser que o link seja fiável. E para mim deveria ser o mesmo para o youtube. O provedor em si não é uma fonte fiável, o link tem que ser examinado por si só para determinar se o conteúdo é válido. É impossível colocarmos tudo no mesmo saco e fazer generalizações. Bia Alencar Mensagens 23h19min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
A inclusão na spam black list não tem nada a ver com fiabilidade. Tem a ver com violação de direitos de autor.
Geralmente quando um jornal ou uma estação de televisão disponibilizam no youtube um video de uma reportagem, têm quase sempre associada no seu site uma notícia em texto numa página HTML normal. Na maioria dos casos, o próprio video está incorporado nessa página. Nestas situações, a presença na black list não afeta a disponibilidade da fonte. O facebook não aloja conteúdo. O youtube sim. Quintal 23h26min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
O Facebook aloja conteúdo sim; inúmeros vídeos são postados lá também, como no youtube, e que são usados. Bia Alencar Mensagens 23h34min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Sim, desde há pouco tempo que também aloja, embora isso seja secundário em relação à função principal do site. O ponto aqui é que é evidente que o Youtube não é o único site que aloja vídeos. A questão é que, de entre todos esses sites que alojam vídeos, o Youtube é de longe aquele que mais é usado para spam. É por isso que ele está na black list, enquanto os outros não (por exemplo, o Vimeo não está). Quintal 23h44min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
  Comentário As políticas atuais do Google estão sendo bem rigorosas quanto ao upload de material que viola direitos autorais, tanto é que vídeos desse gênero dificilmente sobrevivem mais que um mês por lá. Talvez fosse o caso de criar uma categoria oculta em artigos que citam vídeos do Youtube; um bot patrulharia de tempos em tempos essas referências e, se elas estiverem mortas (i.e. vídeo com cara de :/), é indício de copyright strike, justificando sua remoção pelo bot. Já existe um bot que faz isso na en-wiki, mas ele averigua ligações mortas no geral, não apenas do YouTube. --ArgonSim (discussão) 23h22min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Mas, se possível, que seja aberta essa exceção apenas ao domínio principal. As PUs que marquei para ER até hoje dividem-se em quatro categorias: divulgação de rapper angolano, divulgação de youtuber, divulgação de empresa de quintal e divulgação de teorias conspiratórias; e me parece ser interessante a todos eles a capacidade de expandir seu poder propagandístico (ver). Concordo que seja possível utilizar vídeos do Youtube como referência, pois acabaria com a dependência de que uma fonte comente sobre a existência do vídeo para poder então citá-lo. No entanto, permitir que vídeos sejam usados como fonte vai servir como incentivo e maquiagem a pesquisa inédita e por síntese, o que vai exigir especial atenção dos patrulhadores de mudanças recentes. --ArgonSim (discussão) 23h22min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

Alguma vez foi proibido usar um video alojado no youtube como referência, assumindo que cumpre os critérios de fontes fidedignas? Alguma vez foi proibido usar material videográfico como fonte? Até existe uma predefinição de citação para isso: {{Citar vídeo}} Quintal 23h27min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Não podemos linkar vídeos do youtube que dá no mesmo, se o principal problema é violação dos direitos autoriais, é melhor ainda que o url seja linkado para o leitor saber que vídeo assistir. Bia Alencar Mensagens 23h32min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Não dá no mesmo. O autor antes do meu comentário "concorda" que "passe a ser permitido" usar obras videográficas como fonte. Isso insinua a existência de uma proibição atual, o que é claramente falso. Quintal 23h36min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Quintal não entendi que sua resposta ao ArgoSim era sobre isso. Enfim, você já deixou sua opinião fundamentada bastante clara e eu também, então, vou esperar que outros editores opinem sobre o assunto. Saudações. Bia Alencar Mensagens 23h40min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

@Antero de Quintal: Quando estava criando o artigo Batalhão do Sol do Norte, fui impedido de citar um pronunciamento oficial feito por eles, pois este estava hospedado no canal deles no YouTube. Inclusive, fiz o teste de novo e o mesmo ainda acontece: "Não foi possível salvar (gravar) a página devido ao bloqueio do filtro de spam." Estava (obviamente) me referindo a vídeos do YouTube, atual escopo dessa discussão; suprimi-o pois este era anafórico. Perceba, a propósito, que há hosts de vídeos muito mais relaxados quanto ao monitoramento de VDA, como o Dailymotion, que por acaso não está bloqueado. --ArgonSim (discussão) 23h44min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

O facto de um URL estar na black list não significa que você esteja "proibido" de o usar. Tem várias opções: 1) fazer um pedido na white list; 2) encontrar a mesma notícia numa página HTML; 3) encontrar o mesmo vídeo num host alternativo como o Vimeo; 4) citar os dados da obra videográfica sem o URL. Quintal 23h49min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
  • O Vimeo também está na blacklist, acabei de averiguar isso.
  • A URL estar na blacklist significa exatamente que eu estou proibido de usá-la, já que é impossível adicioná-la a um artigo.
  • Imagino que monitorar pedidos de bloqueio, de proteção, de desproteção, de restauro entre outros baste para as tarefas de administradores; não há razão para sobrecarregá-los ainda mais. Foi justamente esse o problema levantado pela Bya97 como resposta a EVinente.
  • O que eu quis dizer com "acabaria com a dependência de que uma fonte comente sobre a existência do vídeo para poder então citá-lo" foi exatamente um contraponto a ter que "encontrar a mesma notícia numa página HTML". No caso em que mencionei (do pronunciamento oficial), faria pouco sentido ter que apelar a uma fonte intermediária quando o vídeo em questão cumpriria o papel informativo e referencial de maneira inegavelmente superior. Muitas das vezes essa fonte intermediária sequer existe, sendo o editor obrigado a remover a informação por falta ou adicionar uma paráfrase horrível ao artigo: "Como declarado oficialmente em seu canal no YouTube, o grupo fez isso e aquilo", quando o destaque deveria ser dado ao que eles fizeram, não por onde disseram ter feito.
  • Citar os dados da obra (sem a URL) quando estes estão disponível apenas no YouTube é inexplicável, porque na possibilidade do leitor pesquisar por conta própria a referência citada, ele automaticamente a buscaria no YouTube, já que lá é o único lugar onde está disponível. Por que não diminuir o trabalho dele e linká-lo logo ao vídeo em questão, já que ele mais cedo ou mais tarde teria que fazê-lo de qualquer jeito? --ArgonSim (discussão) 00h06min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Citação: A URL estar na blacklist significa exatamente que eu estou proibido de usá-la, já que é impossível adicioná-la a um artigo. Não. No comentário anterior mencionei a forma de a poder acrescentar, fazendo um pedido, ou através de três soluções alternativas para citar a obra videográfica em questão.
  • Sobrecarrega menos pedir a inclusão ocasional de um item na white list do que todo o esforço com a verificação e reversão de um sem número de inserções indevidas por dia.
  • Os jornais e televisões de maior credibilidade e circulação têm quase sempre a mesma notícia em vídeo e numa página HTML. Não estou a ver nenhum caso em que uma informação só exista no Youtube. Se só existe no youtube, então o tópico não é coberto por múltiplas fontes fiáveis e independentes e não deve ser incluído no projeto.
  • O Youtube não é o único host de obras videográficas. Esse argumento é equivalente a dizer que é imprescindível um URL para o google books para poder citar livros. Não é. Quintal 00h27min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Discordo. Os vídeos do Youtube podem ser citados sem nenhum problema com a {{citar vídeo}}, já que ela não obriga a inserção de url. Ou seja: do mesmo modo como não é preciso colocar os links para o Google Books ou coisa que o valha para citar livros, ninguém é obrigado a colocar os links para citar vídeos. E vamos ser sinceros. Já há spam suficiente hoje em dia e os reversores não dão conta. A conversa agora é muito bonita, mas se liberar o YouTube, a realidade é que ninguém checará todos os links de todas as páginas para ver se são fontes fiáveis ou se estão violando direitos autorais. Pedrohoneto Diz·Fiz 23h52min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

Da mesma maneira que o ideal é que todos os artigos tenham fontes e nem por isso as pessoas são proibidas de editar sem colocar fontes. Se é pra proibir as coisas por nossa incapacidade de vigiar toda wiki, que isso seja geral; nos poupa todo o trabalho. Bia Alencar Mensagens 23h54min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Facebook, Instagram, Twitter, Tumblr e etc, também tem SPAM e violação de direitos autoriais, e nem por isso está bloqueado. Bia Alencar Mensagens 23h56min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Mas não com a dimensão do Youtube. O Youtube é um host de video. A violação de direitos de autor nesses outros sites é muito menor em escala e sem comparação possível. O Twitter não aloja livros, por exemplo, e Instagram e Tumblr são fundamentalmente para projetos pessoais. Além da questão dos direitos de autor, por ser um serviço de vídeo o Youtube presta-se também a ser usado como ferramenta para postar vídeos de trolling, assédio, spam ou teorias da conspiração, o que é raro acontecer com os outros sites. Quando foi a última vez que alguém reverteu spam de uma página do Tumblr, por exemplo? Eu em seis anos e dezenas de milhar de reversões não me lembro de um único caso. Quintal 00h10min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Então não frequenta o tumblr! pois eu sim, o que mais tem lá são imagens e vídeos que violam os direitos autoriais, as pessoas estão sempre pedindo para os outros não compartilhar as coisas sem o nome do autor; é isso todo dia lá. E o ArgoSim explicou acima perfeitamente; Aliás, o Youtube exclui vídeos que viola os direitos autoriais. Dificilmente hoje em dia se encontra vídeos de empresas conhecidas ilegalmente no youtube. Enquanto o Daily, que o Argo bem lembrou, nem isso faz e nem está bloqueado. Bia Alencar Mensagens 00h15min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Só porque determinado site também aloja conteúdo indevido, isso não significa que tenha que estar incluído na spam blacklist. A spam blacklist destina-se a conteúdo indevido e que também seja sujeito a inserção recorrente. Quando foi a última vez que reverteu a inserção de videos indevidos do Dailymotion? Ou do Tumblr? Quintal 00h30min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Quintal, respondendo sua resposta acima pelo ArgoSim: tem muitas informações que estão apenas no youtube, como entrevistas; e você está basicamente sugerindo que quando vermos um vídeo no youtube que sirva como fonte, devemos sair correndo procurando ele em outro lugar porque não podemos cita-lo diretamente, nada prático. Não lembro a última vez que reverti videos indevidos desse lugares, da mesma maneira que não apresentou nenhuma estática que vídeos do youtube impróprios são frequentemente colocados. Bia Alencar Mensagens 00h38min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Para mim parece muito mais razoável usar o Countervandalism Network como maneira de identificar usuários e IPs que estiverem causando problemas com a inserção de vídeos do YouTube (e do Vimeo, caso seja favorável sua remoção da blacklist). Afinal de contas, a maioria dos editores anônimos e novatos sequer adiciona referências às suas publicações, então há pouco risco deles linkarem VDA às notas. Os que normalmente colocam referências são os mais ativos, e estes costumam estar mais cientes das normas de edição.
Enfim, bloquear o YouTube por mero medo de spam ou VDA soa extremo demais; não seria melhor adicionar uma lista branca de referências permitidas, impedindo que qualquer coisa fora dela fosse citada? --ArgonSim (discussão) 00h34min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Exatamente de que forma é que esta página vai analisar se os URLs são ou não VDA? E o spam do youtube não ocorre em referências. Quintal 00h39min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

─────────────────────────É possível pelo CVN adicionar uma flag a usuários ou faixas de IP que andam causando problemas, de maneira que suas edições fiquem em destaque (cross-wiki e na wikia). o ip 177.52.144.138, por exemplo, está com uma flag com expiração para daqui a três meses, pois foi bloqueado e impedido de criar novas contas. Com o CVN scores ativado, você pode facilmente monitorar se ele fez algo impróprio ou não. Uma flag específica para usuários que fazem upload de arquivos protegidos por direitos autorais no Commons existe; algo semelhante poderia ser feito para vídeos do YouTube. --ArgonSim (discussão) 00h49min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Boa ideia Argo, gostaria de dizer que o controle de direitos autorais do youtube foi refeito desde 2007; e de acordo com suas estatísticas (q não posso linkar pq está no youtube! haha): "Em julho de 2016, o YouTube pagou US $ 2 bilhões aos detentores de direitos que optaram por rentabilizar as reivindicações desde que o Content ID foi lançado em 2007. A partir de julho de 2015, existem mais de 8.000 parceiros que usam o Content ID - incluindo as principais emissoras de rede, estúdios de cinema e gravadoras - que reivindicaram mais de 400 milhões de vídeos, ajudando-os a controlar seu conteúdo no YouTube e ganhar dinheiro em vídeos contendo material protegido por direitos autorais".

São números expressivos, que indica q a proteção do youtube, como eu já tinha percebido, está muito rígida; recentemente, li noticias de canais de youtubers famosos que saíram do ar por violações. O site não é uma terra sem lei como Antero dá a impressão de ser. Tem aproximadamente um bilhão de vídeos no youtube, se 400 milhões estão protegidos de violações dos direitos autoriais, qual o sentido desse bloqueio? Bia Alencar Mensagens 00h58min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Indicação Uma proposta igual a essa foi feita em 2015. ChristianH, Chronus, Victor Lopes, Stegop, Jbribeiro1, Lechatjaune, DARIO SEVERI, MachoCarioca, WikiFer, Zoldyick, GRS73, Maddox, Érico, He7d3r, OTAVIO1981 e Teles são usuários ativos que participaram da última discussão. --ArgonSim (discussão) 01h01min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Uma proposta igual a essa foi criada em fevereiro desse ano! E essa inclui uma lista de links para todas as outras discussões sobre o tema, mostrando que a discussão vai longe. Épico (disc)/(contrib) 01h51min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo. Também nunca entendi o problema em usar vídeos do YouTube com referência. É algo usual em outras Wikipédias. Chronus (discussão) 01h52min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Na ultima proposta foi citado isso pelo Helder ... "Pelo que vi, o domínio youtube.com foi bloqueado pela primeira vez em julho de 2007, pelo Rei-artur. Mas entre as edições que ele fez no mesmo dia, não encontrei qualquer menção a uma decisão da comunidade. Alguém sabe onde foi decidido o bloqueio? (perguntaram isso em agosto de 2007, mas ninguém respondeu)" ... .DARIO SEVERI (discussão) 03h02min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

(conflito de edições)   Concordo, pela enésima vez. Eu havia previsto que esta ideia seria proposta repetidas vezes por usuários diferentes ao longo do tempo conforme eles fossem percebendo o absurdo que é bloquear o YouTube. O que aconteceu desde então? Pois é. Wikipédias muito mais movimentadas que a nossa não impedem seu uso. Não vejo por que dificultar a verificação de uma informação, logo, não concordo com essa história de que apenas a url está bloqueada. Qual o sentido de bloquear um site mas aprovar o uso de seu conteúdo como referência? E só lembrando uma coisa importante que foi apontada nesta discussão: o bloqueio ao YouTube foi uma decisão unilateral, de um editor que sequer está ativo no projeto. Nesta mesma discussão, o Helder providenciou uma lista de ocorrências de tentativas de inserção de vídeos do YouTube. Podem conferi-la para constatarem se a questão do VDA é tão numericamente significativa assim. Victão Lopes Diga! 03h11min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário E chega a ser absurdo que o mesmo critério que o Rei-artur utilizou para bloquear o YouTube ainda seja mantido. Em 2007, o YouTube era basicamente um repositório de videocassetadas e músicas em 144p. Hoje, no entanto, ele é o mais importante em seu setor, servindo de hospedagem para inúmeras instituições sérias e fiáveis. --ArgonSim (discussão) 04h00min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Ele também é diariamente um dos meios de maior denúcia de problemas com direitos autorais, mesmo em inúmeras instituições que usam conteúdo restrito. --Zoldyick (Discussão) 04h08min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo o uso de vídeos do YouTube pode ser regulamentado, contanto que haja moderação em sua utilização, e apneas em situações de extrema necessidade, no caso de já haver outras fontes, por exemplo. ♪ Alberto79 ♪ Msg-Contributions 03h15min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Quem garantirá a "moderação em sua utilização" em um mundo virtual tão dinâmico como é a Wikipédia? Os editores sobrecarregados? A ideia carece de base que possa ser materializada em algo real. --Zoldyick (Discussão) 04h05min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Ao contrário do que foi citado pela Bia anteriormente, sim, isso já foi amplamente discutido aqui na Esplanada diversas vezes. E como nas vezes anteriores vale lembrar que o endereço URL do YouTube é inútil. Existe no projeto a {{Citar vídeo}}. Não há necessidade de se dar o endereço URL de um vídeo (seja ele do YouTube ou não), basta fazer o mesmo que é feito na {{Citar livro}} e {{Citar periódico}}. Como fonte no projeto, livros e jornais acadêmicos não precisam de URL, vídeos também não. Basta citar tudo que for necessário para uma fonte devidamente formatada, como autoria, título, língua, data etc. e gravar a edição. O uso do URL/do vídeo em si é irrelevante. A fonte, como matéria de verificabilidade, já foi citada.   Discordo como sempre. E ser usual em outras Wikipédias não quer dizer nada, cada uma com sua autonomia dentro das políticas da Wikimedia. --Zoldyick (Discussão) 03h17min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

E cadê as evidências que a maioria dos links do youtube postados na wiki são SPAM ou violações de direitos autoriais? (discussões anteriores provou que o número era insignificante) Tem sequer algum dado de outra wiki dizendo que o youtube causa problema para eles? eu trouxe os números aqui, que o youtube tem ao menos 400 milhões de vídeos protegidos contra violações de direitos autoriais. Até agora, nenhuma evidência foi dada que o youtube causou problemas a qualquer wikipédia. E como o Victor bem expôs, a decisão foi criada antes de 2007; o youtube tinha apenas 3 anos e nem tinha o sistema de proteção rigoroso como hoje. Sim, cada wikipédia tem sua autonomia, e é evidente que a maioria aqui discorda desse bloqueio. Bia Alencar Mensagens 12h08min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção do YouTube da blacklist pois como percebo há hoje em páginas das próprias empresas, instituições, organizações não governamentais e até de governos que possuem ligações em suas páginas oficiais para seu respectivos canais de publicações de vídeos no YouTube, creio então porque existe esta restrição de todo o provedor do YouTube? Sendo que há sim fontes fiáveis que são disponibilizadas lá, como já foi dito aqui, que são dos próprios detentores das obras lá expostas. Cito aqui para que haja uma melhor analise alguns sites que tem em seus domínios no rodapé de suas páginas oficiais ligações para seus canais oficiais no YouTube:

Entre outras milhares de instituições que também possuem canal oficial no domínio do YouTube.

Por isso, e mesmo por isso, creio ser necessário a reavaliação do bloqueio do URL. Rodrigo, Luz28 (MsG) 12h20min de 13 de dezembro de 2016 (UTC).

  Discordo Já foi explicado milhares de vezes, mas não custa nada explicar pela milésima primeira: o bloqueio contra o YouTube não tem nada que ver com fiabilidade, mas com direitos autorais. Também já se explicou que casos específicos podem ser liberados pela lista branca, sem problemas... --Usien6 13h35min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

E o argumento dos direitos autoriais já foi rebatido mas custa ignorar. Bia Alencar Mensagens 13h40min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Foi rebatido, não refutado. A alegação de que "há os canais X, Y e Z, que submetem materiais adequadamente licenciados" não refuta a premissa de que "há canais que submetem materiais em flagrante violação de direitos autorais." Adiante, ao contrário do que se insinua aqui, a aprovação de tal proposta implicaria num aumento da carga de trabalho sobre os voluntários. A proposito, ainda não consegui entender qual é a dificuldade em se abrir solicitações individualizadas para inclusão em lista branca. Enfim, pela milésima segunda vez, esclarece-se que é (e sempre foi) permitido apresentar vídeos do YouTube como fontes. Apenas impõe-se que, na hipótese de estarem adequadamente licenciados, solicite-se a inclusão dos URL na lista branca; e, na hipótese de estarem em flagrante VDA, abstenha-se de preencher o campo "URL" das transclusões de {{citar vídeo}}. Att --Usien6 19h29min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Usien6 prova que não se pode bloquear um domínio inteiro, que tem 400 milhões de vídeos que podem ser usados, por causa de outros. É o mesmo que bloquear o google pq ele pode mostrar fontes impróprias. É uma solução determinista e arbitrária; e mas uma vez, não foi apresentada nenhuma prova que os links do youtube deixam os voluntários sobrecarregados, nem um relato de alguma wiki que isso seja real. Criaram essa história fantasma sem prova apresentada. E como o Victor já expôs, nas discussões anteriores foi mostrado que o número de vídeos com VDA eram mínimos. Bia Alencar Mensagens 20h03min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Ora, pois se trata duma obviedade que dispensa estatísticas. Ainda assim, apresento-as, mais adiante. Como seria possível ser menos trabalhoso "catar" hiperligações inconformes dispersas por 950 mil verbetes que se metamorfoseam freneticamente em comparação a centralizar tudo na página de pedidos de inclusão em lista branca ?? E, falando nela, continuo querendo saber: qual é a dificuldade em utilizá-la ?? Uma rápida consulta a seu histórico revela que recebeu menos do que 50 edições nesse ano de 2016. Então, está, lógica e empiricamente, comprovado que o modelo atual, ao contrário do que aqui se insinua, não oferece sobrecarga sobre os voluntários. E se for, realmente, do seu interesse saber, pois apoio bloquear o Google por analogia ao AEDE   GOOGLE --Usien6 21h18min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Usien6 uma obviedade que apenas os videntes da wiki lusófona previram; não tem prova nenhuma que nas Wikipédias onde o Youtube está liberado haja problemas, afirmam um problema que não existe em lugar nenhum. E como eu falei, já foi dito anteriormente que os VDA são mínimos, não vai sobrecarregar nada. Fazer os editores sempre que quiserem utilizar um link realizar pedidos na lista branca que iria sobrecarregar os adms; e já entendi que está é a estratégia utilizada para não dá o braço a torcer, pq todo mundo concorda que bloquear ao domínio inteiro é arbitrário, por isso criaram esse gancho. É inacreditável que um bloqueio seja mantido tanto tempo baseando-se em suposições e nada concreto. Mas como Christian disse, o melhor é que ocorra uma votação, cada lado já deixou os argumentos bem claros e essa discussão já dura muitos anos, está na hora de dá um ponto final nisso. Bia Alencar Mensagens 21h31min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Pois veja como sua argumentação é desligada da realidade: "realizar pedidos na lista branca que iria sobrecarregar os adms." Como pode, meu Deus, utilizar o modo subjuntivo ("iria") para se referir a uma coisa que já é?? Já está demonstrado que, do jeito que está, não há sobrecarga. Como seria possível que, não se alterando nada, a sobrecarga passe a existir. Com um passe de mágica? --Usien6 21h41min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

─────────────────Já é? A maior parte dos editores que tentam colocar o YouTube como fonte numa página muito possivelmente desconhecem a Whitelist, e ao se depararem com aquele aviso, imaginam não ser possível utilizar o YouTube como fonte e resolvem deixar para lá. É o que eu imagino. Fora o trabalho que é toda vez que for adicionar uma referência numa página ter que ir fazer um pedido na Whitelist. !Silent (discussão) 21h45min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Façamos, então, um experimento. Se é verdade que os colegas não utilizam a página por desconhecer sua existência, então divulguemo-la amplamente. Aos quatro ventos. Se for constatada uma sobrecarga, serei o primeiro a propor a mudança. Att --Usien6 21h52min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
E pois veja como perdeu a argumentação ao discutir minha concordância verbal! hahaha. Prefere gastar tempo divulgando a página do quer liberar o youtube, mais prático, só para não dá o braço a torcer. Incrível. Bia Alencar Mensagens 22h03min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Entre "ha-ha-has," não se vê, no comentário acima, qualquer novidade argumentativa. O que se vê é um pombo enxadrista apostando no 14.º estratagema erístico. Ou seria o oitavo? Não consegue perceber a íntima relação entre gramática e raciocínio lógico porque não domina, nem um, nem outro. É notório. Por isso, em vez de argumentar, estampa um clichê, qualquer, sobre "braços" e "torcida." Acredita que divulgar os mecanismos internos do projeto seria "gastar tempo." Talvez prefira que esse sítio seja uma espécie de templo maçon: local cuja arquitetura só pode ser compreendida por quem o frequenta assiduamente. E por que outro motivo, além da conveniência de estar inserida no grupo numericamente maior, propõe uma votação, sendo que se trata dum processo de caráter excepcional? Realmente, é incrível... --Usien6 20h14min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
@!Silent, Usien6 e Bya97: Acho que não restam dúvidas sobre a falta de conhecimento da whitelist depois de verificarmos suas estatísticas de uso:
  • Pageviews totais em 2016: 1.104
  • Média: 3/dia
  • Edições totais: 71
  • Editores: 18
Mais cedo fiz uma proposta para ampla divulgação da página de desbloqueio, independentemente do YouTube ser ou totalmente desbloqueado no futuro. A proposta está no final da página. Gostaria de saber a opinião de vocês. Obrigado. — Alan Moraes (discussão) 13h40min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)

  Concordo. Mantenho a minha opinião anterior. José Luiz disc 14h16min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Em compensação, consigo ligar o http://www.4chan.org (inclusive o /b) ou o http://www.imgur.com sem problemas... Não testei o reddit, mas deve dar também. José Luiz disc 14h20min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção do YouTube da blacklist, acho que assim como na Wikipédia em inglês apenas os vídeos que estejam classificados como WP:SPAM devem ser  bloqueados! — Raphael Figueira (discussão) 14h38min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo pelos mesmos motivos que fiz a proposta no ano anterior. Estabelecer um consenso em um assunto com tantos argumentos prós e contra é praticamente impossível, sendo assim, apoio uma votação. Christian msg 20h31min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

A discussão mais recente sobre o assunto fez a descoberta de que não houve consulta ou decisão alguma da comunidade para incluir na blacklist. Também teve um resumo do que já havia sido argumentado até então. Aqui não li nada de novo. Acho que o mínimo é formalizar uma decisão e começar a discutir mecanismos de como monitorar a questão no início, caso seja decidido liberar.OTAVIO1981 (discussão) 22h08min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

OTAVIO1981 como os argumentos são os mesmos e teve infinitas discussões anteriores, acho que o jeito é abrir uma votação mesmo como o ChristianH sugeriu. Bia Alencar Mensagens 22h15min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Depois de trocentas discussões sobre o mesmo assunto ao longo dos anos e nenhuma delas ter chegado sequer perto de um consenso, o jeito é pôr em votação mesmo. !Silent (discussão) 22h26min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Acho que seria legal configurar um filtro para etiquetar os IPs e contas novas inserindo URL para o youtube por uma semana para facilitar a identificação e quantificação dos erros. Principalmente, seria importante o compromisso dos editores muito ativos de não inserir ligações corretas aos milhares antes de termos certeza que é possível dar conta dos erros, sob pena de ter que remover os links de youtube e voltar a situação anterior com um imenso retrabalho.OTAVIO1981 (discussão) 22h52min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Concordo, não veria problema com isso. !Silent (discussão) 22h58min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Também não vejo problema nisso, concordo. Bia Alencar Mensagens 23h01min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a liberação e a criação de um filtro para fazer um período de testes. Sugiro também criar a predefinição {{Citar YouTube}}. Mr. Fulano! 🔔Fale Comigo📩 13h19min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)

Redundante. Já existe a {{Citar vídeo}}, que mesmo em casos onde seria recomendável seu uso ela não é usada. Alias, há um excesso de predefinições de citação de fontes que quase nunca são usadas e quase ninguém lembra. --Zoldyick (Discussão) 16h38min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo As predefinições de citação estão passando por uma adaptação intensa para o formato LUA; a criação de uma nova específica para vídeos do YouTube ficaria depreciada quase que instantaneamente. Por mim, poderia ser criado um {{#ifeq:{{#lc:}}}} no campo |obra que verificasse se este foi preenchido com youtube ou coisa parecida. Se sim, uma categoria de monitoramento poderia ser adicionada ao artigo, e um patrulhador ou bot poderia então verificar se não há nada de errado com o vídeo adicionado. Da maneira como a proposta está sendo feita, o risco de que vídeos sem relação alguma com o conteúdo do artigo sejam adicionados é muito grande; a URL de um vídeo do YouTube consiste meramente em caracteres alfanuméricos, requirindo que alguém sempre cheque seu conteúdo. É de extrema necessidade, portanto, que se crie um mecanismo que adicione automaticamente o título do vídeo à ligação externa [youtube.com/watch?v= TÍTULO DO VÍDEO]. Caso contrário, sempre há o risco de que um vídeo como "Coloquei dez camadas de pó compacto, e o resultado vai te surpreender!" esteja escondido nas referências de um artigo idôneo. --ArgonSim (discussão) 19h00min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
Gostei da proposta do @ArgonSim: mas tenho dúvidas quanto a sua viabilidade técnica. Se bem entendi, um robô ficaria aguardando que uma predefinição categorize o verbete. É isso? Sabe dizer se já existe algum robô operando desse modo? E o que fazer quando o URL é inserido fora de qualquer predefinição de citação? É extremamente comum que novatos insiram a hiperligação diretamente, quando muito, dentro da etiqueta <ref>... --Usien6 20h14min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
PS.: Acho que não fui muito claro. Apesar de não ser familiarizado como robôs do MediaWiki, sei que a proposta é viável no critério possibilidade. O que questiono é: se é viável no critério performance. Vale notar que, depois da primeira ocorrência, a inclusão em categoria se torna idempotente. Ou seja, o robô teria que sempre vasculhar todos os verbetes dessa categoria, e não apenas aqueles recentemente incluídos. E será viável fazer com que esse robô monitore todas as edições do sítio procurando por URLs do YouTube fora da {{Citar vídeo}}? Talvez seria bem mais prático criar um filtro que etiquete toda edição que inserir a palavra "youtube" seguindo barra e/ou seguida de ponto. O que acha? --Usien6 20h23min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
@Usien6: Existe uma ferramenta que verifica bare URLs e substitui-as pelo formato {{citar web}}, adicionando o título da página, o site, o autor, a data de publicação e a data de acesso. Algo parecido poderia ser feito, mas com o bot fazendo isso apenas para ligações ao YouTube (como vai ser feito para o artigo com ligação para o YouTube ficar "flaggado" eu já não sei). Quando a URL é adicionada fora de uma <ref> é muito provável que ela esteja abandonada no meio do artigo, o que justifica perfeitamente que um patrulhador desfaça a edição por caracterizar-se como spam. --ArgonSim (discussão) 20h29min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
  Comentário O Citoid tem a capacidade de importar esses metadados automaticamente quando uma URL do YouTube é fornecida; talvez seja possível adaptá-lo para que um bot faça isso, também. --ArgonSim (discussão) 19h08min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
Caro @ArgonSim: Não conheço a fundo essa ferramenta que cita, mas me parece que abre um precedente tecnológico para uma lista branca especial, baseada em canais. Ou seja, para cada URL do YouTube inserida, um robô buscaria o identificador do canal que disponibilizou aquela mídia. Se esse identificador não consta na lista, reverte a edição, deixando uma explicação razoável na PDU do utilizador revertido. Att --Usien6 17h00min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)
  Comentário Não da para usar em Ligação Externas? Marcelo Aurélio Dombek (discussão) 19h49min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
@Marcelo Aurélio Dombek: Enquanto o YouTube permanecer na blacklist, qualquer ligação a ele fica bloqueada. --ArgonSim (discussão) 19h51min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção do Youtube da blacklist. A fiabilidade ou VDA tem de ser aferida caso a caso, nada justifica um ban global. Gonçalo Veiga (discussão) 01h05min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção do Youtube da blacklist. Só em casos extremos se deve banir um repositório inteiro devido a parte do seu conteúdo, ainda mais um de tão grande utilidade como o Youtube. Andar a colocar dezenas de links à mão na whitelist é infernal, uma burocracia perfeitamente desnecessária. Se alguém abusa sistematicamente na colocação de links para o Youtube, pois que seja bloqueado. Se um conteúdo em especial é constantemente colocado de forma indevida, que vá para a blacklist - agora o inverso é que não. Há um sem fim de documentários, programas noticiosos e outros conteúdos disponibilizados ali e devidamente licenciados, e que são efectivamente uma fonte preciosa para a construção dos artigos.-- Darwin Ahoy! 13h27min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a propositura de Bya97. Não vou me repetir nos argumentos favoráveis, porque já foram extensivamente postos e subscrevo-me a eles. Gostaria de fazer uma observação.

Se a principal preocupação com o YouTube são violações de direitos de autores, sinto informar que elas acontencem o tempo todo com imagens e fotografias usadas pelos mais diversos sites, que são geralmente usados aqui como fontes. Afinal, o que mais há na web são imagens e fotografias usadas sem a permissão dos autores, usadas sem citações dos devidos créditos ou sendo citadas meramente como "Reprodução/Nome da rede social", que é uma citação fajuta, portando os direitos desses autores são constantemente feridos mas ninguém parece dar muita importância a isto.

Se nos atêssemos a lógica de bloqueio do YouTube por eventualmente ferir direitos de autores, então talvez devêssemos, pelo mesmo motivo de desconfiança, bloquear preventivamente os sites da web que usam imagens, ou seja, teríamos que bloquear a web inteira praticamente. Ao menos, no YouTube, há mecanismos muito eficazes para se combater o uso indevido de vídeos por lá. Já com o uso indevido de imagens em sites, não tenho tanta certeza... —Alan Moraes (discussão) 16h06min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Qualquer um sabe que discordo dessa proposta, e antes que seja rebatido, direi o porque; não há nenhum consenso em retirar o Youtube da black-list, por causa do seu poder de acumular conteúdos potencialmente ilegais (que infligem alguma regra) e pela redundância com {{Citar vídeo}}. Não consigo imaginar como poucos voluntários teriam a capacidade de reverter inúmeros (milhares/se não milhões) videos hospedados nesta ferramenta (quase não damos conta dos spams dos angolanos), imagina inúmeros videos que desrespeitam alguma política? O debate apenas pressupõe que daremos conta, a falta de consenso prova que é essencial discutir meios termos e sair dos argumentos subjetivos, espero que outros comentários e ideias (como foi feito pelo ArgonSim) apareçam. Os únicos argumentos são a presença de canais fiáveis, mas em contraste, qualquer pessoa sabe que existe outros canais não fiáveis e com diversos vídeos que infligem regras que são respeitadas pelo projeto. A discussão é desnecessária e sem nenhuma previsão de consenso, não tem cabimento este tópico voltar ano após ano, apenas para os usuários darem suas opiniões e alguns comentários sem nenhuma credibilidade e formulação lógica em tentativas desnecessárias de refutar argumentos contrários de uma determinada visão, o resultado da discussão é sempre um conflito entre os usuários, criando um ambiente sobrecarregado. Acredito que os ambos os lados tem pontos positivos, mas nunca saimos do mesmo ciclo vicioso, onde a única preocupação é credenciar o "achismo" de cada um e pouco se discuti outras possibilidades, além de ninguém ouvir o outro lado (sempre rebatendo...), qualquer argumento que aparecer será rebatido... tenho a impressão que esse assunto virou uma batalha de ego. Esse assunto sempre irá ressurgir e quando ficar apenas nesse papo de liberar o link da black-list ou não, o consenso será impossível. Le Comte Edmond Dantès msg 20h06min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

DARIO SEVERI: pode concordar comigo que, essa discussão é tão viciosa, pois a origem da inclusão do Youtube na black-list em 2007 é desconhecida e questionável (corrige-me se me equivoquei na data). Le Comte Edmond Dantès msg 20h13min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo com o comentário de Conde Dantes, embora discorde de que seja mantido o YouTube na blacklist. É estranho analisar os Temas recorrentes e perceber como todas as discussões rotineiras se resumem aos mesmos argumentos e aos mesmos editores defendendo os mesmos pontos de vista. O resultado, como sempre, é que a proposta é arquivada e o status quo, mantido. Espero que essa proposta em específico sirva de outro propósito além de ser mais uma em Wikipédia:Temas recorrentes/YouTube, nem que seja para que se decida de uma vez por todas que ligações para o YouTube não devem ser feitas. --ArgonSim (discussão) 20h48min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
ArgonSim este é um bom exemplo de um caso absurdo , tanto que estão debatendo um degrau acima. A origem da inclusão é questionável, então que tente apresentar argumentos relacionado a esse ponto, nenhuma discussão (as mais recentes, pelo menos) foi aberta questionando tal fato, todas apresentam o mesmo discurso de preposição e os demais seguem a mesma linha, todas foram quase desnecessárias, digo quase porque essas propostas já provaram que não haverá consenso. Mas, continuam ressuscitando o assunto. Le Comte Edmond Dantès msg 20h55min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
Conde_Dantes, sobre {{Citar vídeo}}, você poderia dar um exemplo do uso da predefinição para a entrevista de Ayrton Senna ao Roda Viva em 86? O link do vídeo é https://www.youtube.com/watch?v=gpPUsXyqh3s. Se puder mostrar como ficaria o código e seu resultado, agradeço duplamente. —Alan Moraes (discussão) 21h38min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção da blacklist. O YouTube é uma fonte inesgotável de conhecimento, e deve ser aproveitado. cósmicodisc 21h13min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

O único de jeito de finalizar de vez esse assunto é votando, que é o que deve acabar acontecendo em breve. !Silent (discussão) 21h50min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

Conde_Dantes, concordo contigo que esta discussão não vai levar a um consenso devido já ter sido discutido muito sobre o assunto sem nenhum resultado e por isso sou favorável, como citou logo acima o colega !Silent, que o assunto seja finalmente levado a uma votação para se verificar se é uma minoria ou não que esta obstruindo isso. Porem não me envolvo em criar votações, pois da ultima vez que tentei levar uma delas adiante fui bloqueado por enfatizar que votações são a melhor maneira da comunidade se expressar ... se não existe um consenso. DARIO SEVERI (discussão) 23h36min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
Também acho que o melhor é a votação, cabe à proponente considerar essa opção quando analisar o resultado desta discussão. Havendo discussão por tempo razoável e maioria favorável nada obsta à abertura da votação. Gonçalo Veiga (discussão) 01h13min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
DARIO SEVERI e Gonçalo Veiga Eu discordo da votação, isso apenas servirá para desbloquear o Youtube da blacklist baseado em visões subjetivas. Não demoraria muito para refutar todos os comentários (pelo menos a grande maioria) dessa discussão ou das discussões anteriores, concordo com o Usien6, a existência de uma premissa não anula a existência de outra oposta. O que não é produtivo é voltar a discutir o mesmo tema até que se fechem os olhos, cedem a pressão de uma das partes. A discussão só serve para criar conflitos entre usuários e pouquíssimos usuários tentaram discutir possibilidades, acredito que apenas o MachoCarioca fez isso na discussão anterior. Tanto que na discussão anterior foi passado o dado que o Youtube é o link mais barrado pelo blacklist (se não me engano), então veio uma avalanche de usuários usar essa informação, oras, é de se pensar que 90% dessas tentativas poderiam ser maléficas? (Tentativas de spams, violações de direitos autorais ou até para conseguir mais "visualizações"), a blacklist pode está aliviando uma carga enorme das costas dos usuários do Wikipédia, mas não, são todos os argumentos subjetivos, sem nenhuma evidência... Esses argumentos de "as outras Wikis não barram o Youtube", "As outras Wikis não tem problemas com o Youtube", foram verificar se não tem? E se realmente for verdade não é de se estranhar isso? Porque as outras Wikis não podem ter restrições que proíbe qualquer ser vim aqui e colocar qualquer link que lhe convém? Qualquer um sabe que essa discussão não leva a nada, então porque não começam a pensar melhor? Por exemplo, acredito que é consenso unânime permitir no mínimo, apenas os usuários autoconfirmados, eliminando as tentativas de spams que vários ips tentam postar. Porque não criamos um filtro que proíbe os usuários com histórico de VDA de usar o Youtube? Mas é sempre a mesma história, tem que desbloquear o Youtube porque ... (só falam os pontos positivos da ferramenta), mas tem pontos negativos e nunca se chega a nenhum ponto. Le Comte Edmond Dantès msg 07h44min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
Ótimo Conde Dantes, desbloquear o YouTube inicialmente só para os usuários autoconfirmados e depois se observa o que acontece. DARIO SEVERI (discussão) 08h20min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
@Conde Dantes: Gostei muito dessa solução, de desbloquear apenas para autoconfirmados (ou até mesmo só para autorevisores) parece-me ideal. Se isso é possível fazer, que se faça. Penso que isso nem terá de ir a votação.-- Darwin Ahoy! 11h18min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
@Conde Dantes: por gentileza, poderiam me informar onde estão estes dados? Não seria possível analisar os dados, nem que fosse por amostragem, do tipo de vídeos que costumam ser postados pelos perfis já mencionados (anônimos, autoconfirmados, autorrevisores)? Se não for para liberar o YouTube totalmente, penso que seria mais prudente avaliar o histórico de forma mais concreta antes de se realizar qualquer teste, pois imagino que o esforço seja menor. comentário não assinado de Alan Moraes (discussão • contrib) 21h09min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção do Youtube na blacklist. Esta é uma daquelas discussões muito recorrentes do projeto - que eu venho com este mesmo posicionamento desde a discussão de 2013 - acredito que manter da forma que está é um equívoco e vou explicar o porquê. Todos nós sabemos que ela foi incluída da lista negra em 2007 sem consenso prévio - o administrador na época foi lá, colocou e até hoje virou motivo de discussão. Aparentemente, talvez muitos não saibam que o conteúdo de WP:YOUTUBE se encaixa apenas em caso de inclusão como ligação externa: Esta recomendação não se aplica a referências no texto ou documentos considerados no todo que sejam usados como fonte para as afirmações do texto, uma vez que devem aparecer nas secções "Referências" ou "Notas". Neste caso fica claro que o bloqueio do link do Youtube não é adequado já que o uso seria válido em caso de referenciar artigos no corpo do texto usando a predefinição {{Citar vídeo}} - apenas se fosse uma ligação externa que não seria correta, uma vez que de fato estaria divulgando VDA para o projeto. Agora entendemos o porquê da versão anglófona o uso do Youtube para referenciar conteúdo não é proibido e acredito que aqui não deveria passar por uma situação com essa.

Até apoio a ideia de criar um filtro de etiquetas para que toda edição com fontes do Youtube sejam etiquetadas, e em caso de contestação, uma boa conversa na página de discussão do artigo até atingir o consenso pela inclusão da blackslist ou não. Acredito que assim seja necessário para resolver este problema que vem tornando a principal pauta do projeto há quase 10 anos por ser de interesse majoritário dos editores. WikiFer msg 08h12min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção da blacklist concomitante com autorização de uso apenas por autoconfirmados. (eu preferiria até, com o Darwin, apenas por autorevisores) Tetraktys (discussão) 12h22min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  • O questão de liberar o YouTube para um pequeno grupo de editores familiarizados com as regras é que não vamos saber a dimensão real do verdadeiro problema, que é justamente os editores não-confirmados a inserir SPAM nos artigos. Outra questão é que o impedimento seria feito por filtros e eu não estou seguro que não-confirmados conseguiriam editar normalmente artigos com links pro YouTube. Isso precisaria ser acompanhado de perto para aplicar correções ao filtro caso necessário. Quem vai fazer isso, por acaso? Bom, mas se é para avançar com propostas intermediárias, em termos de filtro de edição existem três possibilidades: 1) Impedir a inserção por um determinado grupo. 2) Etiquetar todas as inserções para facilitar a verificação. 3) Impedir que editores insiram X links em Y artigos numa velocidade Z, que seria algo para apurar o SPAM. Eu sou favorável a seguir com a opção 2 e caso tivermos muitos problemas aplicar a opção 1 caso houver muitos erros ou 3 caso houver casos corretos mais com SPAM de algumas contas.OTAVIO1981 (discussão) 14h12min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
@OTAVIO1981: A priori, também defendo a opção 2 como teste inicial, pois a etiqueta identificará edições com links do Youtube. WikiFer msg 16h51min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
OTAVIO1981 usei a liberação do Youtube para autoconfirmados apenas como exemplo, o que defendo é que, essa discussão acabe sem ser por uma decisão majoritária. A questão é que toda vez esse assunto volta em pauta com o mesmo tema, e ninguém cria uma discussão para realizar as condições de um filtro, assim como você citou. Eu não apoio a liberação do Youtube, é muito fácil falar concordo com o desbloqueio apenas para autoconfirmados, pode haver 1000 usuários presentes no debate e ser consenso unânime! Entretanto, quem vai realizar tal coisa? Precisa acabar com esses argumentos fracos e subjetivos (que predominou quase toda a discussão). Sendo dois caminhos para acabar com essa discussão: (1) desbloqueia o Youtube apenas para o domínio principal e crie um mecanismo de verificação (se a situação ficar ruim, que volte para a blacklist) ou (2) reunir editores com conhecimento e discutir com eles os meios termos, sem esses argumentos de na outras wiki, canais confiáveis, fiabilidade. Sabemos que tem argumentos que se opõe a esses, porque insistem? Le Comte Edmond Dantès msg 16h56min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

Conde Dantes, excelente ideia, primeiro desbloqueia-se o Youtube para autoconfirmados, consoante o resultado se vê a viabilidade do alargamento para os demais utilizadores. E embora isso seja prerrogativa da proponente, posso dizer que concordo com o prolongamento da discussão para ver se pode existir consenso. Mas caso não se atinja o consenso, isto tem de ficar resolvido de vez, já cansa todos os anos haver propostas para remover o Youtube e porque há sempre discordos fica tudo na mesma após uma longa discussão inconclusiva. Há uma clara maioria favorável ao Youtube, não dá para adiar mais a remoção, se não houver consenso pois que se vote e acabe-se com a indecisão. Gonçalo Veiga (discussão) 17h16min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)


  Concordo com a retirada do YouTube da lista negra para usuários autorrevisores, posteriormente, se corresse bem experimentar-se-ia com autoconfirmados. Gato Pretotrovai-me! 17h42min de 21 de dezembro de 2016 (UTC)

Também me parece melhor liberar primeiro para autorevisores e depois, correndo bem, alargar a autoconfirmados, e por fim - hipoteticamente - a todos.-- Darwin Ahoy! 15h30min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Apoio a liberação gradual do uso de links de vídeos do YouTube a fim de cumprir com uma das diretrizes da Wikipédia. Não se justifica o bloqueio de um website inteiro no meio de tantas outras mídias em que podem ocorrer VDA simplesmente para resolver um problema que nem temos noção de quão impactante seria (ou pelo menos, não estou ciente de uma demonstração disso). --Luk3🔔📖 15h40min de 29 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Olá! Aos que defendem o uso da whitelist e que têm permissão de liberar vídeos do YouTube, gostaria de pedir que dessem uma olhada na página, porque fiz um pedido lá há seis dias e nada até agora. Obrigado. —Alan Moraes (discussão) 21h09min de 28 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Olá! Percebi que praticamente só eu estou usando a página de solicitação de desbloqueio e tenho sido muito bem atendido, por sinal. Verificando os arquivos de pedidos anteriores, constatei que em oito anos houve somente 86 pedidos de desbloqueio de endereço(s), tirando os meus. Isso dá menos de um pedido por mês! É muito pouco. Não é possível que na era dos YouTubers os fãs nem ao menos tentem pedir desbloqueio do canal dos seus YouTubers favoritos.

Por que será que tão poucas pessoas pedem desbloqueios? Vamos descobrir.

Ao tentar inserir um endereço bloqueado, aparece a página seguinte. Vejamos, no meio de bastante texto, aparecem 9 ligações para artigos com conteúdos enormes (Wikipédia:Direitos_de_autor#Violação de direitos de autor, Wikipédia:Verificabilidade, Wikipédia:Livro de estilo/Referências e notas de rodapé, Wikipédia:Fontes confiáveis, Wikipédia:Versões da língua portuguesa, Ajuda:Coisas a não fazer, Ajuda:Erros comuns, Wikipédia:Políticas e recomendações, Ajuda:Página principal) antes de chegarmos no link MediaWiki Discussão:Spam-blacklist, que não é ainda a página para pedido de desbloqueio! Mas estamos quase lá... ou não!

OK, a pessoa pode perceber antes o negrito Não foi possível salvar (gravar) a página devido ao bloqueio do filtro de spam e a primeira ligação que segue é para MediaWiki Discussão:Spam-blacklist. Mas deu para perceber a quantidade de informação sem relação com o bloqueio sendo jogada para o editor?

A partir de MediaWiki Discussão:Spam-blacklist, temos 14 ligações para artigos (MediaWiki:Spam-blacklist, Wikipédia:Ligações externas, Wikipédia em português, Spam, m:Talk:Spam blacklist, Ajuda:Guia de edição/Menus e ferramentas/Diferença entre edições, Predefinição:Diff2, en:Referral marketing, Redirecionamento de URL, m:Spam blacklist/About, Wikipédia:Direitos de autor, Título inválido, Ajuda:Expressões regulares) antes de aparecer:

* MediaWiki:Spam-whitelist - lista branca de ligações externas

Se a pessoa não tiver desistido antes, o que é bem capaz, e adivinhar que o caminho é por "lista branca de ligações externas", talvez ela clique em MediaWiki:Spam-whitelist. Aí o que acontece? A pessoa vai saber claramente como proceder para pedir liberação de um endereço? Claro... que não! Só se a pessoa clicar na aba Discussão é que será informada sobre como pedir a liberação.

Minha proposta

Enquanto o assunto não é definitivamente decidido pela comunidade, gostaria de sugerir que uma nova mensagem de aviso, destacada e com fundo vermelho, fosse informada ao bloquear um endereço:

A página não foi gravada porque youtube.com está bloqueado. Não concorda? Solicite desbloqueio.

Saiba mais sobre o filtro de spam da Wikipédia.

Em suma, penso que menos é mais, menos distrações e mais facilidade para ação do editor.

Agora compare a proposta com a mensagem atual, na verdade, parte dela.

  • Não foi possível salvar (gravar) a página devido ao bloqueio do filtro de spam. O filtro detetou pelo menos uma ligação externa que está bloqueada na Wikipédia lusófona ou em todos os projetos da Fundação Wikimedia, devido a uma das situações descritas na página Wikipedia:Ligações externas. Pode ter acontecido uma ou ambas das seguintes situações:
  • não adicionou a ligação externa bloqueada, mas ela já se encontrava presente na página;
  • adicionou a ligação externa bloqueada.

Para salvar (gravar) a página, por favor retire as ligações externas bloqueadas que são indicadas a seguir. O filtro de spam deteta apenas uma ligação externa bloqueada de cada vez. Em casos raros em que existam duas ou mais ligações externas bloqueadas, poderá ter que passar por este processo de novo.

  • Endereço bloqueado: youtube.com

O que acham? — Alan Moraes (discussão) 02h35min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)

  Perfeito --Usien6 15h19min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
  Perfeito -- WPTBR (discussão) 15h27min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
AUma página a editar sobre a mensagem é a MediaWiki:Spamprotectiontext, aguardarei mais um pouco para ver se há objeções. Chico Venancio (discussão) 15h37min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
Chico Venancio, de onde vem a parte Endereço bloqueado: youtube.com? — Alan Moraes (discussão) 15h40min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
Também tem MediaWiki:Spamprotectionmatch e é preciso verificar como dividir a mensagem proposta nas duas. (a princípio pensaria em branquear MediaWiki:Spamprotectiontext e colocar toda a mensagem em MediaWiki:Spamprotectionmatch, mas cabe analisar melhor). Chico Venancio (discussão) 15h42min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
Acho que ainda está faltando alguma coisa, já que o conteúdo de MediaWiki:Spamprotectionmatch aparece como item de uma lista. Imagino que outra página junte as duas partes. Obrigado. — Alan Moraes (discussão) 15h49min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
Caro @Alan Moraes: Apenas MediaWiki:Spamprotectiontext e MediaWiki:Spamprotectionmatch estão envolvidas. Vide linha 4160 de EditPage.php. Se você observar com atenção, verá que, além da segunda parte da mensagem, a primeira também é misteriosamente convertida em item de lista. Att --Usien6 16h10min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
@Usien6: Eita, é mesmo! Será a mensagem vem de onde você apontou? O código diz que mostraria um diff que não existe na tela atual]. Estou achando que a montagem é feita pela página que contém "Não insira textos protegidos por direitos de autor pois serão removidos. Garanta a verificabilidade das informações: cite sempre fontes fiáveis." Será que é? — Alan Moraes (discussão) 16h26min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
""Não insira textos protegidos..." vem de MediaWiki:Editnotice-0. — Alan Moraes (discussão) 16h30min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
@Usien6: Olá! Conseguiu descobrir mais alguma coisa? Estou com receio de alterar MediaWiki:Spamprotectionmatch porque ela poderia ser usada em algum log, já que seu formato é sucinto. Alan Moraes (discussão) 18h24min de 13 de janeiro de 2017 (UTC)
  Concordo Um aviso desses seria bem útil por hora. ♪ Alberto79 ♪ Msg-Contributions 21h05min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)


Apliquei, com alguma audácia, o que entendi ser o consenso aqui.

@Chicocvenancio: Massa! Talvez você consiga contornar temporariamente esse problema da lista colocando fazendo algo assim em MediaWiki:Spamprotectionmatch:
Atenção!

{{Início destaque|fundo=#ffeeee}}
A página não foi gravada porque '''$1''' está bloqueado. Não concorda? [https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=MediaWiki_Discuss%C3%A3o:Spam-whitelist&action=edit&section=new&preloadtitle=Desbloqueio+de+%5B%5B$1%5D%5D Peça o desbloqueio].

Saiba mais sobre o [[MediaWiki:Spam-blacklist/info|filtro de spam da Wikipédia]].
{{Fim destaque}}
Será que dá certo? Obrigado! Alan Moraes (discussão) 17h35min de 18 de janeiro de 2017 (UTC)
As mensagens estão documentadas em translatewiki:MediaWiki:Spamprotectiontext/qqq e translatewiki:MediaWiki:Spamprotectionmatch/qqq.
Em particular, a segunda mensagem é apenas para mostrar a string que foi detectada na edição bloqueada. Pelo que vi no código, a segunda mensagem é usada em outros lugares em que a primeira não é usada (talvez seja na API), então não acho boa ideia usá-la para um propósito diferente. O texto sobre a proteção contra spam deveria ficar todo na MediaWiki:Spamprotectiontext (deixando a outra apenas para menionar a string específica). Helder 21h56min de 18 de janeiro de 2017 (UTC)
@He7d3r: É, aí quebra um pouco da lógica que havia pensado porque é importante dizer, em uma única frase e logo na primeira, que a página não foi gravada e por que isso aconteceu. Se separar vai ficar esquisito. Funcionaria se fosse assim?
Em MediaWiki:Spamprotectionmatch:
Filtro de spam ativado.
E o mais importante, em MediaWiki:Spamprotectionmatch:

{{Início destaque|fundo=#ffeeee}}
A página não foi gravada porque $1 está bloqueado. Não concorda? Peça o desbloqueio.

Saiba mais sobre o filtro de spam da Wikipédia.
{{Fim destaque}}
A primeira linha contém apenas   para bular a lista.
Sem querer ser chato, mas já sendo, se a frase puder ser "A página não foi gravada porque $1 está bloqueado. Não concorda? Peça o desbloqueio" em vez da atual... Existe um sentido por trás de ser assim, com base nos princípios de en:Don't Make Me Think. Obrigado por ter investigado o assunto. Alan Moraes (discussão) 03h39min de 19 de janeiro de 2017 (UTC)
Mas isso é o que a frase original do MediaWiki fazia:

O texto que desejava gravar foi bloqueado pelo filtro de spam. Provavelmente este bloqueio foi causado por uma ligação para um sítio externo que consta da lista negra.

Ela não aparece só no caso de uma coincidência com a nossa lista local durante uma edição, pois o código do MediaWiki detecta SPAM em outros casos (por isso a frase tem o "provavelmente" ao falar da lista negra). Na sua proposta deixou de informar a possível causa logo na primeira frase, que é a única a aparecer em determinadas situações.
Além disso, se a orientação dada for "Não concorda? Peça o desbloqueio", acho que o link não deveria apontar para a discussão lista branca, mas sim da lista negra, pois é nela que são feitos os bloqueios/desbloqueios do que aparecer no lugar de "$1". A branca é apenas para exceções pontuais (como no caso do youtube.com por exemplo, que tem exceções para vídeos específicos). Outra opção seria, por exemplo, "Precisa de uma exceção? [Explique aqui]" ou algo do gênero (em vez de dizer como contestar o desbloqueio do site como um todo, coisa que nunca ocorrerá naquelas discussões, principalmente se for o YouTube). Helder 11h16min de 19 de janeiro de 2017 (UTC)
Concordo com as considerações do Helder, mas penso que talvez seja útil unificar as dicussões de bloqueio e exceção em um mesmo local. Caberia, então, aos administradores entender se é exceção ou desbloqueio o caso mais adequado para o pedido. Chico Venancio (discussão) 13h53min de 19 de janeiro de 2017 (UTC)

@He7d3r: Olá! Entendo o que você está falando, porém parece que você está pensando com a cabeça no sistema e no editor que maneja a blacklist e a whitelist, enquanto que eu estou pensando no editor comum querendo gravar sua edição. O intuito da mudança sugerida é somente fazer com que o editor comum consiga fazer um pedido na whitelist porque a maioria dos pedidos, julgo eu, devem se enquadrar mais em adições de exceções na whitelist do que em remoção de bloqueios na blacklist.
Você está correto na linguagem técnica, porém o editor fala outra linguagem. Então tenha em mente que o editor comum não entende o que são blacklist, whitelist, bloqueio na blacklist e exceção na whitelist. Por outro lado, tenho certeza absoluta que o editor que receber o pedido vai saber tratar o pedido tranquilamente, seja caso de desbloqueio na blacklist ou exceção na whitelist. Seria ótimo se o filtro de spam retornasse o endereço completo bloqueado em vez de apenas o domínio, mas o desenho dele é assim e vamos ter de lidar com isso.
Para casos que se tornem rotineiros, podemos adicionar instruções em MediaWiki Discussão:Spam-whitelist/Padrão, que é carregada por [1]. Por exemplo, poderíamos dizer "Se o pedido for sobre o YouTube, por favor, informe o endereço completo do canal ou vídeo que deseja desbloquear". Falando nisso, como é que faz para as instruções de [2] ficarem como as de [3]? Ficaria muito bacana!
Sobre os textos, sugiro o seguinte. Em MediaWiki:Spamprotectiontext, "O texto que desejava gravar foi bloqueado pelo filtro de spam", removendo a segunda frase que não é essencial.
Em MediaWiki:Spamprotectionmatch, "A página não foi gravada porque $1 está bloqueado. Não concorda? Peça o desbloqueio.", mantendo a proposta inicial de usar "bloqueado" e seu antônimo "desbloquado", em vez de adicionar um novo conceito, "exceção". Funcionaria bem também se fosse "A página não foi gravada porque $1 está bloqueado. Não concorda? Explique aqui."
Cumprimentos. Alan Moraes (discussão) 14h46min de 19 de janeiro de 2017 (UTC)

Criei WP:Votações/YouTube. GoEThe (discussão) 14h34min de 9 de fevereiro de 2017 (UTC)

A quem interessar possa, a votação foi iniciada hoje (20) e vai até 5 de março: Wikipédia:Votações/YouTube. Oxe (discussão) 13h52min de 20 de fevereiro de 2017 (UTC)


Youtube

O Youtube está atualmente como spam na blacklist, a única wiki com esse absurdo. A colocação na lista, até onde eu sei, não houve ampla discussão com a comunidade. O Youtube pode sim ser usado como fontes, principalmente quando se trata de biografias; é muito melhor tem vídeos provando o que a pessoa falou do quer noticias; só porque existem vídeos do youtube q não são fontes fiáveis, não significa que o provedor deve ser classificado como SPAM. Se é assim, o Google, e qualquer mecanismo de busca deveria ser SPAM porque também mostra fontes não fiáveis. Fiz um pedido para remoção, mas !Silent disse que o Youtube está na blacklist lusófona desde que foi criado, e era bom saber o que a comunidade pensa sobre o assunto. Por isto abro este tópico. Bia Alencar Mensagens 21h49min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo fortemente. Até hoje não entendi esse problema com uso de vídeos do YouTube como fonte, principalmente se for da própria pessoa ou entidade em questão no artigo. !Silent (discussão) 21h57min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

Concordo com a remoção do YouTube da blacklist. Existem vários vídeos de sites confiáveis (CNN, The New York Times, Senado Federral, etc) hospedados no YouTube que poderiam referenciar artigos. Evidentemente que teremos de fiscalizar bastante o uso do YouTube como "fonte", mas penso que somos capazes disso. Érico (fale) 22h01min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo o youtube é um domínio com milhões de videos, inclusive de milhares de entidades e pessoas notórias. E além de haver aqueles que podem ser usados como referência, mesmo que esse uso fosse inválido não se justificaria bloquear o domínio inteiro. Vide o caso do facebook.-- Leon Saudanha 22h11min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Mais uma vez:

  • A presença do Youtube na spam blacklist não tem nada a ver com "fiabilidade". A blacklist não tem relação nenhuma com fiabiliade. A blacklist serve para impedir a inserção recorrente de URLs que violem regras.
  • O Youtube está na spam blacklist porque muito do conteúdo potencialmente fiável viola direitos de autor e este conteúdo que viola direitos de autor tem tendência a ser inserido em massa nos artigos. Quintal 22h42min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Discordo parcialmente. Per Antero de Quintal. Nada impede de um link do YouTube que seja verificado como fiável e com licença livre, possa ser adicionado à lista branca. Edilson Vinentefale comigo 22h46min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

EVinente Como o Leon disse, isso não justificativa bloquear o domínio inteiro; não faz sentido bloquear o domínio inteiro por causa de alguns vídeos entre trilhões. Que trabalho horrível será sempre que utilizar fonte do youtube colocar na lista branca; é só verificar as fontes e excluir as não fiáveis e que violam direitos autorais, como fazemos em todos os artigos Oo. Bia Alencar Mensagens 22h56min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Não são apenas alguns. A questão aqui é que a maioria dos vídeos/URLs com potencial interesse como fonte fiável têm grande probabilidade de serem precisamente os que violam direitos de autor. Por exemplo: uma cópia ilegal de um documentário, uma gravação ilegal de uma reportagem televisiva, etc. Estes vídeos são normalmente protegidos por direitos de autor e, a não ser que o upload tenha sido feito pelo detentor desses direitos, a sua situação no Youtube é ilegal. Fora isso, a maioria dos videos que não são protegidos são também os que não têm qualquer interesse para a Wikipédia: gatinhos fofinhos, pessoas a cair, amadores e por aí fora. Quintal 23h11min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Antero de Quintal mas uma vez, isso não justifica bloquear o domínio inteiro, existem milhões de canais legais no Youtube, de empresas respeitadas; não faz sentido bloquear um provedor por haver vídeos ilegais; então teríamos que bloquear as redes sociais também. A vídeos de jornais importantes, entrevistas de artistas\jornalistas e etc, que seria muito útil para Wikipédia, e estamos impedidos de colocar aqui. Bia Alencar Mensagens 23h15min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
O caso do youtube é o mesmo do facebook, instagram e twitter; estão classificados como não-fiáveis, a não ser que o link seja fiável. E para mim deveria ser o mesmo para o youtube. O provedor em si não é uma fonte fiável, o link tem que ser examinado por si só para determinar se o conteúdo é válido. É impossível colocarmos tudo no mesmo saco e fazer generalizações. Bia Alencar Mensagens 23h19min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
A inclusão na spam black list não tem nada a ver com fiabilidade. Tem a ver com violação de direitos de autor.
Geralmente quando um jornal ou uma estação de televisão disponibilizam no youtube um video de uma reportagem, têm quase sempre associada no seu site uma notícia em texto numa página HTML normal. Na maioria dos casos, o próprio video está incorporado nessa página. Nestas situações, a presença na black list não afeta a disponibilidade da fonte. O facebook não aloja conteúdo. O youtube sim. Quintal 23h26min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
O Facebook aloja conteúdo sim; inúmeros vídeos são postados lá também, como no youtube, e que são usados. Bia Alencar Mensagens 23h34min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Sim, desde há pouco tempo que também aloja, embora isso seja secundário em relação à função principal do site. O ponto aqui é que é evidente que o Youtube não é o único site que aloja vídeos. A questão é que, de entre todos esses sites que alojam vídeos, o Youtube é de longe aquele que mais é usado para spam. É por isso que ele está na black list, enquanto os outros não (por exemplo, o Vimeo não está). Quintal 23h44min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
  Comentário As políticas atuais do Google estão sendo bem rigorosas quanto ao upload de material que viola direitos autorais, tanto é que vídeos desse gênero dificilmente sobrevivem mais que um mês por lá. Talvez fosse o caso de criar uma categoria oculta em artigos que citam vídeos do Youtube; um bot patrulharia de tempos em tempos essas referências e, se elas estiverem mortas (i.e. vídeo com cara de :/), é indício de copyright strike, justificando sua remoção pelo bot. Já existe um bot que faz isso na en-wiki, mas ele averigua ligações mortas no geral, não apenas do YouTube. --ArgonSim (discussão) 23h22min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Mas, se possível, que seja aberta essa exceção apenas ao domínio principal. As PUs que marquei para ER até hoje dividem-se em quatro categorias: divulgação de rapper angolano, divulgação de youtuber, divulgação de empresa de quintal e divulgação de teorias conspiratórias; e me parece ser interessante a todos eles a capacidade de expandir seu poder propagandístico (ver). Concordo que seja possível utilizar vídeos do Youtube como referência, pois acabaria com a dependência de que uma fonte comente sobre a existência do vídeo para poder então citá-lo. No entanto, permitir que vídeos sejam usados como fonte vai servir como incentivo e maquiagem a pesquisa inédita e por síntese, o que vai exigir especial atenção dos patrulhadores de mudanças recentes. --ArgonSim (discussão) 23h22min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

Alguma vez foi proibido usar um video alojado no youtube como referência, assumindo que cumpre os critérios de fontes fidedignas? Alguma vez foi proibido usar material videográfico como fonte? Até existe uma predefinição de citação para isso: {{Citar vídeo}} Quintal 23h27min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Não podemos linkar vídeos do youtube que dá no mesmo, se o principal problema é violação dos direitos autoriais, é melhor ainda que o url seja linkado para o leitor saber que vídeo assistir. Bia Alencar Mensagens 23h32min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Não dá no mesmo. O autor antes do meu comentário "concorda" que "passe a ser permitido" usar obras videográficas como fonte. Isso insinua a existência de uma proibição atual, o que é claramente falso. Quintal 23h36min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Quintal não entendi que sua resposta ao ArgoSim era sobre isso. Enfim, você já deixou sua opinião fundamentada bastante clara e eu também, então, vou esperar que outros editores opinem sobre o assunto. Saudações. Bia Alencar Mensagens 23h40min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

@Antero de Quintal: Quando estava criando o artigo Batalhão do Sol do Norte, fui impedido de citar um pronunciamento oficial feito por eles, pois este estava hospedado no canal deles no YouTube. Inclusive, fiz o teste de novo e o mesmo ainda acontece: "Não foi possível salvar (gravar) a página devido ao bloqueio do filtro de spam." Estava (obviamente) me referindo a vídeos do YouTube, atual escopo dessa discussão; suprimi-o pois este era anafórico. Perceba, a propósito, que há hosts de vídeos muito mais relaxados quanto ao monitoramento de VDA, como o Dailymotion, que por acaso não está bloqueado. --ArgonSim (discussão) 23h44min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

O facto de um URL estar na black list não significa que você esteja "proibido" de o usar. Tem várias opções: 1) fazer um pedido na white list; 2) encontrar a mesma notícia numa página HTML; 3) encontrar o mesmo vídeo num host alternativo como o Vimeo; 4) citar os dados da obra videográfica sem o URL. Quintal 23h49min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
  • O Vimeo também está na blacklist, acabei de averiguar isso.
  • A URL estar na blacklist significa exatamente que eu estou proibido de usá-la, já que é impossível adicioná-la a um artigo.
  • Imagino que monitorar pedidos de bloqueio, de proteção, de desproteção, de restauro entre outros baste para as tarefas de administradores; não há razão para sobrecarregá-los ainda mais. Foi justamente esse o problema levantado pela Bya97 como resposta a EVinente.
  • O que eu quis dizer com "acabaria com a dependência de que uma fonte comente sobre a existência do vídeo para poder então citá-lo" foi exatamente um contraponto a ter que "encontrar a mesma notícia numa página HTML". No caso em que mencionei (do pronunciamento oficial), faria pouco sentido ter que apelar a uma fonte intermediária quando o vídeo em questão cumpriria o papel informativo e referencial de maneira inegavelmente superior. Muitas das vezes essa fonte intermediária sequer existe, sendo o editor obrigado a remover a informação por falta ou adicionar uma paráfrase horrível ao artigo: "Como declarado oficialmente em seu canal no YouTube, o grupo fez isso e aquilo", quando o destaque deveria ser dado ao que eles fizeram, não por onde disseram ter feito.
  • Citar os dados da obra (sem a URL) quando estes estão disponível apenas no YouTube é inexplicável, porque na possibilidade do leitor pesquisar por conta própria a referência citada, ele automaticamente a buscaria no YouTube, já que lá é o único lugar onde está disponível. Por que não diminuir o trabalho dele e linká-lo logo ao vídeo em questão, já que ele mais cedo ou mais tarde teria que fazê-lo de qualquer jeito? --ArgonSim (discussão) 00h06min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Citação: A URL estar na blacklist significa exatamente que eu estou proibido de usá-la, já que é impossível adicioná-la a um artigo. Não. No comentário anterior mencionei a forma de a poder acrescentar, fazendo um pedido, ou através de três soluções alternativas para citar a obra videográfica em questão.
  • Sobrecarrega menos pedir a inclusão ocasional de um item na white list do que todo o esforço com a verificação e reversão de um sem número de inserções indevidas por dia.
  • Os jornais e televisões de maior credibilidade e circulação têm quase sempre a mesma notícia em vídeo e numa página HTML. Não estou a ver nenhum caso em que uma informação só exista no Youtube. Se só existe no youtube, então o tópico não é coberto por múltiplas fontes fiáveis e independentes e não deve ser incluído no projeto.
  • O Youtube não é o único host de obras videográficas. Esse argumento é equivalente a dizer que é imprescindível um URL para o google books para poder citar livros. Não é. Quintal 00h27min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Discordo. Os vídeos do Youtube podem ser citados sem nenhum problema com a {{citar vídeo}}, já que ela não obriga a inserção de url. Ou seja: do mesmo modo como não é preciso colocar os links para o Google Books ou coisa que o valha para citar livros, ninguém é obrigado a colocar os links para citar vídeos. E vamos ser sinceros. Já há spam suficiente hoje em dia e os reversores não dão conta. A conversa agora é muito bonita, mas se liberar o YouTube, a realidade é que ninguém checará todos os links de todas as páginas para ver se são fontes fiáveis ou se estão violando direitos autorais. Pedrohoneto Diz·Fiz 23h52min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

Da mesma maneira que o ideal é que todos os artigos tenham fontes e nem por isso as pessoas são proibidas de editar sem colocar fontes. Se é pra proibir as coisas por nossa incapacidade de vigiar toda wiki, que isso seja geral; nos poupa todo o trabalho. Bia Alencar Mensagens 23h54min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Facebook, Instagram, Twitter, Tumblr e etc, também tem SPAM e violação de direitos autoriais, e nem por isso está bloqueado. Bia Alencar Mensagens 23h56min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
Mas não com a dimensão do Youtube. O Youtube é um host de video. A violação de direitos de autor nesses outros sites é muito menor em escala e sem comparação possível. O Twitter não aloja livros, por exemplo, e Instagram e Tumblr são fundamentalmente para projetos pessoais. Além da questão dos direitos de autor, por ser um serviço de vídeo o Youtube presta-se também a ser usado como ferramenta para postar vídeos de trolling, assédio, spam ou teorias da conspiração, o que é raro acontecer com os outros sites. Quando foi a última vez que alguém reverteu spam de uma página do Tumblr, por exemplo? Eu em seis anos e dezenas de milhar de reversões não me lembro de um único caso. Quintal 00h10min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Então não frequenta o tumblr! pois eu sim, o que mais tem lá são imagens e vídeos que violam os direitos autoriais, as pessoas estão sempre pedindo para os outros não compartilhar as coisas sem o nome do autor; é isso todo dia lá. E o ArgoSim explicou acima perfeitamente; Aliás, o Youtube exclui vídeos que viola os direitos autoriais. Dificilmente hoje em dia se encontra vídeos de empresas conhecidas ilegalmente no youtube. Enquanto o Daily, que o Argo bem lembrou, nem isso faz e nem está bloqueado. Bia Alencar Mensagens 00h15min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Só porque determinado site também aloja conteúdo indevido, isso não significa que tenha que estar incluído na spam blacklist. A spam blacklist destina-se a conteúdo indevido e que também seja sujeito a inserção recorrente. Quando foi a última vez que reverteu a inserção de videos indevidos do Dailymotion? Ou do Tumblr? Quintal 00h30min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Quintal, respondendo sua resposta acima pelo ArgoSim: tem muitas informações que estão apenas no youtube, como entrevistas; e você está basicamente sugerindo que quando vermos um vídeo no youtube que sirva como fonte, devemos sair correndo procurando ele em outro lugar porque não podemos cita-lo diretamente, nada prático. Não lembro a última vez que reverti videos indevidos desse lugares, da mesma maneira que não apresentou nenhuma estática que vídeos do youtube impróprios são frequentemente colocados. Bia Alencar Mensagens 00h38min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Para mim parece muito mais razoável usar o Countervandalism Network como maneira de identificar usuários e IPs que estiverem causando problemas com a inserção de vídeos do YouTube (e do Vimeo, caso seja favorável sua remoção da blacklist). Afinal de contas, a maioria dos editores anônimos e novatos sequer adiciona referências às suas publicações, então há pouco risco deles linkarem VDA às notas. Os que normalmente colocam referências são os mais ativos, e estes costumam estar mais cientes das normas de edição.
Enfim, bloquear o YouTube por mero medo de spam ou VDA soa extremo demais; não seria melhor adicionar uma lista branca de referências permitidas, impedindo que qualquer coisa fora dela fosse citada? --ArgonSim (discussão) 00h34min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Exatamente de que forma é que esta página vai analisar se os URLs são ou não VDA? E o spam do youtube não ocorre em referências. Quintal 00h39min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

─────────────────────────É possível pelo CVN adicionar uma flag a usuários ou faixas de IP que andam causando problemas, de maneira que suas edições fiquem em destaque (cross-wiki e na wikia). o ip 177.52.144.138, por exemplo, está com uma flag com expiração para daqui a três meses, pois foi bloqueado e impedido de criar novas contas. Com o CVN scores ativado, você pode facilmente monitorar se ele fez algo impróprio ou não. Uma flag específica para usuários que fazem upload de arquivos protegidos por direitos autorais no Commons existe; algo semelhante poderia ser feito para vídeos do YouTube. --ArgonSim (discussão) 00h49min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Boa ideia Argo, gostaria de dizer que o controle de direitos autorais do youtube foi refeito desde 2007; e de acordo com suas estatísticas (q não posso linkar pq está no youtube! haha): "Em julho de 2016, o YouTube pagou US $ 2 bilhões aos detentores de direitos que optaram por rentabilizar as reivindicações desde que o Content ID foi lançado em 2007. A partir de julho de 2015, existem mais de 8.000 parceiros que usam o Content ID - incluindo as principais emissoras de rede, estúdios de cinema e gravadoras - que reivindicaram mais de 400 milhões de vídeos, ajudando-os a controlar seu conteúdo no YouTube e ganhar dinheiro em vídeos contendo material protegido por direitos autorais".

São números expressivos, que indica q a proteção do youtube, como eu já tinha percebido, está muito rígida; recentemente, li noticias de canais de youtubers famosos que saíram do ar por violações. O site não é uma terra sem lei como Antero dá a impressão de ser. Tem aproximadamente um bilhão de vídeos no youtube, se 400 milhões estão protegidos de violações dos direitos autoriais, qual o sentido desse bloqueio? Bia Alencar Mensagens 00h58min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Indicação Uma proposta igual a essa foi feita em 2015. ChristianH, Chronus, Victor Lopes, Stegop, Jbribeiro1, Lechatjaune, DARIO SEVERI, MachoCarioca, WikiFer, Zoldyick, GRS73, Maddox, Érico, He7d3r, OTAVIO1981 e Teles são usuários ativos que participaram da última discussão. --ArgonSim (discussão) 01h01min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Uma proposta igual a essa foi criada em fevereiro desse ano! E essa inclui uma lista de links para todas as outras discussões sobre o tema, mostrando que a discussão vai longe. Épico (disc)/(contrib) 01h51min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo. Também nunca entendi o problema em usar vídeos do YouTube com referência. É algo usual em outras Wikipédias. Chronus (discussão) 01h52min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Na ultima proposta foi citado isso pelo Helder ... "Pelo que vi, o domínio youtube.com foi bloqueado pela primeira vez em julho de 2007, pelo Rei-artur. Mas entre as edições que ele fez no mesmo dia, não encontrei qualquer menção a uma decisão da comunidade. Alguém sabe onde foi decidido o bloqueio? (perguntaram isso em agosto de 2007, mas ninguém respondeu)" ... .DARIO SEVERI (discussão) 03h02min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

(conflito de edições)   Concordo, pela enésima vez. Eu havia previsto que esta ideia seria proposta repetidas vezes por usuários diferentes ao longo do tempo conforme eles fossem percebendo o absurdo que é bloquear o YouTube. O que aconteceu desde então? Pois é. Wikipédias muito mais movimentadas que a nossa não impedem seu uso. Não vejo por que dificultar a verificação de uma informação, logo, não concordo com essa história de que apenas a url está bloqueada. Qual o sentido de bloquear um site mas aprovar o uso de seu conteúdo como referência? E só lembrando uma coisa importante que foi apontada nesta discussão: o bloqueio ao YouTube foi uma decisão unilateral, de um editor que sequer está ativo no projeto. Nesta mesma discussão, o Helder providenciou uma lista de ocorrências de tentativas de inserção de vídeos do YouTube. Podem conferi-la para constatarem se a questão do VDA é tão numericamente significativa assim. Victão Lopes Diga! 03h11min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário E chega a ser absurdo que o mesmo critério que o Rei-artur utilizou para bloquear o YouTube ainda seja mantido. Em 2007, o YouTube era basicamente um repositório de videocassetadas e músicas em 144p. Hoje, no entanto, ele é o mais importante em seu setor, servindo de hospedagem para inúmeras instituições sérias e fiáveis. --ArgonSim (discussão) 04h00min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Ele também é diariamente um dos meios de maior denúcia de problemas com direitos autorais, mesmo em inúmeras instituições que usam conteúdo restrito. --Zoldyick (Discussão) 04h08min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo o uso de vídeos do YouTube pode ser regulamentado, contanto que haja moderação em sua utilização, e apneas em situações de extrema necessidade, no caso de já haver outras fontes, por exemplo. ♪ Alberto79 ♪ Msg-Contributions 03h15min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Quem garantirá a "moderação em sua utilização" em um mundo virtual tão dinâmico como é a Wikipédia? Os editores sobrecarregados? A ideia carece de base que possa ser materializada em algo real. --Zoldyick (Discussão) 04h05min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Ao contrário do que foi citado pela Bia anteriormente, sim, isso já foi amplamente discutido aqui na Esplanada diversas vezes. E como nas vezes anteriores vale lembrar que o endereço URL do YouTube é inútil. Existe no projeto a {{Citar vídeo}}. Não há necessidade de se dar o endereço URL de um vídeo (seja ele do YouTube ou não), basta fazer o mesmo que é feito na {{Citar livro}} e {{Citar periódico}}. Como fonte no projeto, livros e jornais acadêmicos não precisam de URL, vídeos também não. Basta citar tudo que for necessário para uma fonte devidamente formatada, como autoria, título, língua, data etc. e gravar a edição. O uso do URL/do vídeo em si é irrelevante. A fonte, como matéria de verificabilidade, já foi citada.   Discordo como sempre. E ser usual em outras Wikipédias não quer dizer nada, cada uma com sua autonomia dentro das políticas da Wikimedia. --Zoldyick (Discussão) 03h17min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

E cadê as evidências que a maioria dos links do youtube postados na wiki são SPAM ou violações de direitos autoriais? (discussões anteriores provou que o número era insignificante) Tem sequer algum dado de outra wiki dizendo que o youtube causa problema para eles? eu trouxe os números aqui, que o youtube tem ao menos 400 milhões de vídeos protegidos contra violações de direitos autoriais. Até agora, nenhuma evidência foi dada que o youtube causou problemas a qualquer wikipédia. E como o Victor bem expôs, a decisão foi criada antes de 2007; o youtube tinha apenas 3 anos e nem tinha o sistema de proteção rigoroso como hoje. Sim, cada wikipédia tem sua autonomia, e é evidente que a maioria aqui discorda desse bloqueio. Bia Alencar Mensagens 12h08min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção do YouTube da blacklist pois como percebo há hoje em páginas das próprias empresas, instituições, organizações não governamentais e até de governos que possuem ligações em suas páginas oficiais para seu respectivos canais de publicações de vídeos no YouTube, creio então porque existe esta restrição de todo o provedor do YouTube? Sendo que há sim fontes fiáveis que são disponibilizadas lá, como já foi dito aqui, que são dos próprios detentores das obras lá expostas. Cito aqui para que haja uma melhor analise alguns sites que tem em seus domínios no rodapé de suas páginas oficiais ligações para seus canais oficiais no YouTube:

Entre outras milhares de instituições que também possuem canal oficial no domínio do YouTube.

Por isso, e mesmo por isso, creio ser necessário a reavaliação do bloqueio do URL. Rodrigo, Luz28 (MsG) 12h20min de 13 de dezembro de 2016 (UTC).

  Discordo Já foi explicado milhares de vezes, mas não custa nada explicar pela milésima primeira: o bloqueio contra o YouTube não tem nada que ver com fiabilidade, mas com direitos autorais. Também já se explicou que casos específicos podem ser liberados pela lista branca, sem problemas... --Usien6 13h35min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

E o argumento dos direitos autoriais já foi rebatido mas custa ignorar. Bia Alencar Mensagens 13h40min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Foi rebatido, não refutado. A alegação de que "há os canais X, Y e Z, que submetem materiais adequadamente licenciados" não refuta a premissa de que "há canais que submetem materiais em flagrante violação de direitos autorais." Adiante, ao contrário do que se insinua aqui, a aprovação de tal proposta implicaria num aumento da carga de trabalho sobre os voluntários. A proposito, ainda não consegui entender qual é a dificuldade em se abrir solicitações individualizadas para inclusão em lista branca. Enfim, pela milésima segunda vez, esclarece-se que é (e sempre foi) permitido apresentar vídeos do YouTube como fontes. Apenas impõe-se que, na hipótese de estarem adequadamente licenciados, solicite-se a inclusão dos URL na lista branca; e, na hipótese de estarem em flagrante VDA, abstenha-se de preencher o campo "URL" das transclusões de {{citar vídeo}}. Att --Usien6 19h29min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Usien6 prova que não se pode bloquear um domínio inteiro, que tem 400 milhões de vídeos que podem ser usados, por causa de outros. É o mesmo que bloquear o google pq ele pode mostrar fontes impróprias. É uma solução determinista e arbitrária; e mas uma vez, não foi apresentada nenhuma prova que os links do youtube deixam os voluntários sobrecarregados, nem um relato de alguma wiki que isso seja real. Criaram essa história fantasma sem prova apresentada. E como o Victor já expôs, nas discussões anteriores foi mostrado que o número de vídeos com VDA eram mínimos. Bia Alencar Mensagens 20h03min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Ora, pois se trata duma obviedade que dispensa estatísticas. Ainda assim, apresento-as, mais adiante. Como seria possível ser menos trabalhoso "catar" hiperligações inconformes dispersas por 950 mil verbetes que se metamorfoseam freneticamente em comparação a centralizar tudo na página de pedidos de inclusão em lista branca ?? E, falando nela, continuo querendo saber: qual é a dificuldade em utilizá-la ?? Uma rápida consulta a seu histórico revela que recebeu menos do que 50 edições nesse ano de 2016. Então, está, lógica e empiricamente, comprovado que o modelo atual, ao contrário do que aqui se insinua, não oferece sobrecarga sobre os voluntários. E se for, realmente, do seu interesse saber, pois apoio bloquear o Google por analogia ao AEDE   GOOGLE --Usien6 21h18min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Usien6 uma obviedade que apenas os videntes da wiki lusófona previram; não tem prova nenhuma que nas Wikipédias onde o Youtube está liberado haja problemas, afirmam um problema que não existe em lugar nenhum. E como eu falei, já foi dito anteriormente que os VDA são mínimos, não vai sobrecarregar nada. Fazer os editores sempre que quiserem utilizar um link realizar pedidos na lista branca que iria sobrecarregar os adms; e já entendi que está é a estratégia utilizada para não dá o braço a torcer, pq todo mundo concorda que bloquear ao domínio inteiro é arbitrário, por isso criaram esse gancho. É inacreditável que um bloqueio seja mantido tanto tempo baseando-se em suposições e nada concreto. Mas como Christian disse, o melhor é que ocorra uma votação, cada lado já deixou os argumentos bem claros e essa discussão já dura muitos anos, está na hora de dá um ponto final nisso. Bia Alencar Mensagens 21h31min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Pois veja como sua argumentação é desligada da realidade: "realizar pedidos na lista branca que iria sobrecarregar os adms." Como pode, meu Deus, utilizar o modo subjuntivo ("iria") para se referir a uma coisa que já é?? Já está demonstrado que, do jeito que está, não há sobrecarga. Como seria possível que, não se alterando nada, a sobrecarga passe a existir. Com um passe de mágica? --Usien6 21h41min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

─────────────────Já é? A maior parte dos editores que tentam colocar o YouTube como fonte numa página muito possivelmente desconhecem a Whitelist, e ao se depararem com aquele aviso, imaginam não ser possível utilizar o YouTube como fonte e resolvem deixar para lá. É o que eu imagino. Fora o trabalho que é toda vez que for adicionar uma referência numa página ter que ir fazer um pedido na Whitelist. !Silent (discussão) 21h45min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Façamos, então, um experimento. Se é verdade que os colegas não utilizam a página por desconhecer sua existência, então divulguemo-la amplamente. Aos quatro ventos. Se for constatada uma sobrecarga, serei o primeiro a propor a mudança. Att --Usien6 21h52min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
E pois veja como perdeu a argumentação ao discutir minha concordância verbal! hahaha. Prefere gastar tempo divulgando a página do quer liberar o youtube, mais prático, só para não dá o braço a torcer. Incrível. Bia Alencar Mensagens 22h03min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Entre "ha-ha-has," não se vê, no comentário acima, qualquer novidade argumentativa. O que se vê é um pombo enxadrista apostando no 14.º estratagema erístico. Ou seria o oitavo? Não consegue perceber a íntima relação entre gramática e raciocínio lógico porque não domina, nem um, nem outro. É notório. Por isso, em vez de argumentar, estampa um clichê, qualquer, sobre "braços" e "torcida." Acredita que divulgar os mecanismos internos do projeto seria "gastar tempo." Talvez prefira que esse sítio seja uma espécie de templo maçon: local cuja arquitetura só pode ser compreendida por quem o frequenta assiduamente. E por que outro motivo, além da conveniência de estar inserida no grupo numericamente maior, propõe uma votação, sendo que se trata dum processo de caráter excepcional? Realmente, é incrível... --Usien6 20h14min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
@!Silent, Usien6 e Bya97: Acho que não restam dúvidas sobre a falta de conhecimento da whitelist depois de verificarmos suas estatísticas de uso:
  • Pageviews totais em 2016: 1.104
  • Média: 3/dia
  • Edições totais: 71
  • Editores: 18
Mais cedo fiz uma proposta para ampla divulgação da página de desbloqueio, independentemente do YouTube ser ou totalmente desbloqueado no futuro. A proposta está no final da página. Gostaria de saber a opinião de vocês. Obrigado. — Alan Moraes (discussão) 13h40min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)

  Concordo. Mantenho a minha opinião anterior. José Luiz disc 14h16min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Em compensação, consigo ligar o http://www.4chan.org (inclusive o /b) ou o http://www.imgur.com sem problemas... Não testei o reddit, mas deve dar também. José Luiz disc 14h20min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção do YouTube da blacklist, acho que assim como na Wikipédia em inglês apenas os vídeos que estejam classificados como WP:SPAM devem ser  bloqueados! — Raphael Figueira (discussão) 14h38min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo pelos mesmos motivos que fiz a proposta no ano anterior. Estabelecer um consenso em um assunto com tantos argumentos prós e contra é praticamente impossível, sendo assim, apoio uma votação. Christian msg 20h31min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

A discussão mais recente sobre o assunto fez a descoberta de que não houve consulta ou decisão alguma da comunidade para incluir na blacklist. Também teve um resumo do que já havia sido argumentado até então. Aqui não li nada de novo. Acho que o mínimo é formalizar uma decisão e começar a discutir mecanismos de como monitorar a questão no início, caso seja decidido liberar.OTAVIO1981 (discussão) 22h08min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

OTAVIO1981 como os argumentos são os mesmos e teve infinitas discussões anteriores, acho que o jeito é abrir uma votação mesmo como o ChristianH sugeriu. Bia Alencar Mensagens 22h15min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Depois de trocentas discussões sobre o mesmo assunto ao longo dos anos e nenhuma delas ter chegado sequer perto de um consenso, o jeito é pôr em votação mesmo. !Silent (discussão) 22h26min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Acho que seria legal configurar um filtro para etiquetar os IPs e contas novas inserindo URL para o youtube por uma semana para facilitar a identificação e quantificação dos erros. Principalmente, seria importante o compromisso dos editores muito ativos de não inserir ligações corretas aos milhares antes de termos certeza que é possível dar conta dos erros, sob pena de ter que remover os links de youtube e voltar a situação anterior com um imenso retrabalho.OTAVIO1981 (discussão) 22h52min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Concordo, não veria problema com isso. !Silent (discussão) 22h58min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
Também não vejo problema nisso, concordo. Bia Alencar Mensagens 23h01min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a liberação e a criação de um filtro para fazer um período de testes. Sugiro também criar a predefinição {{Citar YouTube}}. Mr. Fulano! 🔔Fale Comigo📩 13h19min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)

Redundante. Já existe a {{Citar vídeo}}, que mesmo em casos onde seria recomendável seu uso ela não é usada. Alias, há um excesso de predefinições de citação de fontes que quase nunca são usadas e quase ninguém lembra. --Zoldyick (Discussão) 16h38min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo As predefinições de citação estão passando por uma adaptação intensa para o formato LUA; a criação de uma nova específica para vídeos do YouTube ficaria depreciada quase que instantaneamente. Por mim, poderia ser criado um {{#ifeq:{{#lc:}}}} no campo |obra que verificasse se este foi preenchido com youtube ou coisa parecida. Se sim, uma categoria de monitoramento poderia ser adicionada ao artigo, e um patrulhador ou bot poderia então verificar se não há nada de errado com o vídeo adicionado. Da maneira como a proposta está sendo feita, o risco de que vídeos sem relação alguma com o conteúdo do artigo sejam adicionados é muito grande; a URL de um vídeo do YouTube consiste meramente em caracteres alfanuméricos, requirindo que alguém sempre cheque seu conteúdo. É de extrema necessidade, portanto, que se crie um mecanismo que adicione automaticamente o título do vídeo à ligação externa [youtube.com/watch?v= TÍTULO DO VÍDEO]. Caso contrário, sempre há o risco de que um vídeo como "Coloquei dez camadas de pó compacto, e o resultado vai te surpreender!" esteja escondido nas referências de um artigo idôneo. --ArgonSim (discussão) 19h00min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
Gostei da proposta do @ArgonSim: mas tenho dúvidas quanto a sua viabilidade técnica. Se bem entendi, um robô ficaria aguardando que uma predefinição categorize o verbete. É isso? Sabe dizer se já existe algum robô operando desse modo? E o que fazer quando o URL é inserido fora de qualquer predefinição de citação? É extremamente comum que novatos insiram a hiperligação diretamente, quando muito, dentro da etiqueta <ref>... --Usien6 20h14min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
PS.: Acho que não fui muito claro. Apesar de não ser familiarizado como robôs do MediaWiki, sei que a proposta é viável no critério possibilidade. O que questiono é: se é viável no critério performance. Vale notar que, depois da primeira ocorrência, a inclusão em categoria se torna idempotente. Ou seja, o robô teria que sempre vasculhar todos os verbetes dessa categoria, e não apenas aqueles recentemente incluídos. E será viável fazer com que esse robô monitore todas as edições do sítio procurando por URLs do YouTube fora da {{Citar vídeo}}? Talvez seria bem mais prático criar um filtro que etiquete toda edição que inserir a palavra "youtube" seguindo barra e/ou seguida de ponto. O que acha? --Usien6 20h23min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
@Usien6: Existe uma ferramenta que verifica bare URLs e substitui-as pelo formato {{citar web}}, adicionando o título da página, o site, o autor, a data de publicação e a data de acesso. Algo parecido poderia ser feito, mas com o bot fazendo isso apenas para ligações ao YouTube (como vai ser feito para o artigo com ligação para o YouTube ficar "flaggado" eu já não sei). Quando a URL é adicionada fora de uma <ref> é muito provável que ela esteja abandonada no meio do artigo, o que justifica perfeitamente que um patrulhador desfaça a edição por caracterizar-se como spam. --ArgonSim (discussão) 20h29min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
  Comentário O Citoid tem a capacidade de importar esses metadados automaticamente quando uma URL do YouTube é fornecida; talvez seja possível adaptá-lo para que um bot faça isso, também. --ArgonSim (discussão) 19h08min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
Caro @ArgonSim: Não conheço a fundo essa ferramenta que cita, mas me parece que abre um precedente tecnológico para uma lista branca especial, baseada em canais. Ou seja, para cada URL do YouTube inserida, um robô buscaria o identificador do canal que disponibilizou aquela mídia. Se esse identificador não consta na lista, reverte a edição, deixando uma explicação razoável na PDU do utilizador revertido. Att --Usien6 17h00min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)
  Comentário Não da para usar em Ligação Externas? Marcelo Aurélio Dombek (discussão) 19h49min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
@Marcelo Aurélio Dombek: Enquanto o YouTube permanecer na blacklist, qualquer ligação a ele fica bloqueada. --ArgonSim (discussão) 19h51min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção do Youtube da blacklist. A fiabilidade ou VDA tem de ser aferida caso a caso, nada justifica um ban global. Gonçalo Veiga (discussão) 01h05min de 16 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção do Youtube da blacklist. Só em casos extremos se deve banir um repositório inteiro devido a parte do seu conteúdo, ainda mais um de tão grande utilidade como o Youtube. Andar a colocar dezenas de links à mão na whitelist é infernal, uma burocracia perfeitamente desnecessária. Se alguém abusa sistematicamente na colocação de links para o Youtube, pois que seja bloqueado. Se um conteúdo em especial é constantemente colocado de forma indevida, que vá para a blacklist - agora o inverso é que não. Há um sem fim de documentários, programas noticiosos e outros conteúdos disponibilizados ali e devidamente licenciados, e que são efectivamente uma fonte preciosa para a construção dos artigos.-- Darwin Ahoy! 13h27min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a propositura de Bya97. Não vou me repetir nos argumentos favoráveis, porque já foram extensivamente postos e subscrevo-me a eles. Gostaria de fazer uma observação.

Se a principal preocupação com o YouTube são violações de direitos de autores, sinto informar que elas acontencem o tempo todo com imagens e fotografias usadas pelos mais diversos sites, que são geralmente usados aqui como fontes. Afinal, o que mais há na web são imagens e fotografias usadas sem a permissão dos autores, usadas sem citações dos devidos créditos ou sendo citadas meramente como "Reprodução/Nome da rede social", que é uma citação fajuta, portando os direitos desses autores são constantemente feridos mas ninguém parece dar muita importância a isto.

Se nos atêssemos a lógica de bloqueio do YouTube por eventualmente ferir direitos de autores, então talvez devêssemos, pelo mesmo motivo de desconfiança, bloquear preventivamente os sites da web que usam imagens, ou seja, teríamos que bloquear a web inteira praticamente. Ao menos, no YouTube, há mecanismos muito eficazes para se combater o uso indevido de vídeos por lá. Já com o uso indevido de imagens em sites, não tenho tanta certeza... —Alan Moraes (discussão) 16h06min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Qualquer um sabe que discordo dessa proposta, e antes que seja rebatido, direi o porque; não há nenhum consenso em retirar o Youtube da black-list, por causa do seu poder de acumular conteúdos potencialmente ilegais (que infligem alguma regra) e pela redundância com {{Citar vídeo}}. Não consigo imaginar como poucos voluntários teriam a capacidade de reverter inúmeros (milhares/se não milhões) videos hospedados nesta ferramenta (quase não damos conta dos spams dos angolanos), imagina inúmeros videos que desrespeitam alguma política? O debate apenas pressupõe que daremos conta, a falta de consenso prova que é essencial discutir meios termos e sair dos argumentos subjetivos, espero que outros comentários e ideias (como foi feito pelo ArgonSim) apareçam. Os únicos argumentos são a presença de canais fiáveis, mas em contraste, qualquer pessoa sabe que existe outros canais não fiáveis e com diversos vídeos que infligem regras que são respeitadas pelo projeto. A discussão é desnecessária e sem nenhuma previsão de consenso, não tem cabimento este tópico voltar ano após ano, apenas para os usuários darem suas opiniões e alguns comentários sem nenhuma credibilidade e formulação lógica em tentativas desnecessárias de refutar argumentos contrários de uma determinada visão, o resultado da discussão é sempre um conflito entre os usuários, criando um ambiente sobrecarregado. Acredito que os ambos os lados tem pontos positivos, mas nunca saimos do mesmo ciclo vicioso, onde a única preocupação é credenciar o "achismo" de cada um e pouco se discuti outras possibilidades, além de ninguém ouvir o outro lado (sempre rebatendo...), qualquer argumento que aparecer será rebatido... tenho a impressão que esse assunto virou uma batalha de ego. Esse assunto sempre irá ressurgir e quando ficar apenas nesse papo de liberar o link da black-list ou não, o consenso será impossível. Le Comte Edmond Dantès msg 20h06min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

DARIO SEVERI: pode concordar comigo que, essa discussão é tão viciosa, pois a origem da inclusão do Youtube na black-list em 2007 é desconhecida e questionável (corrige-me se me equivoquei na data). Le Comte Edmond Dantès msg 20h13min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo com o comentário de Conde Dantes, embora discorde de que seja mantido o YouTube na blacklist. É estranho analisar os Temas recorrentes e perceber como todas as discussões rotineiras se resumem aos mesmos argumentos e aos mesmos editores defendendo os mesmos pontos de vista. O resultado, como sempre, é que a proposta é arquivada e o status quo, mantido. Espero que essa proposta em específico sirva de outro propósito além de ser mais uma em Wikipédia:Temas recorrentes/YouTube, nem que seja para que se decida de uma vez por todas que ligações para o YouTube não devem ser feitas. --ArgonSim (discussão) 20h48min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
ArgonSim este é um bom exemplo de um caso absurdo , tanto que estão debatendo um degrau acima. A origem da inclusão é questionável, então que tente apresentar argumentos relacionado a esse ponto, nenhuma discussão (as mais recentes, pelo menos) foi aberta questionando tal fato, todas apresentam o mesmo discurso de preposição e os demais seguem a mesma linha, todas foram quase desnecessárias, digo quase porque essas propostas já provaram que não haverá consenso. Mas, continuam ressuscitando o assunto. Le Comte Edmond Dantès msg 20h55min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
Conde_Dantes, sobre {{Citar vídeo}}, você poderia dar um exemplo do uso da predefinição para a entrevista de Ayrton Senna ao Roda Viva em 86? O link do vídeo é https://www.youtube.com/watch?v=gpPUsXyqh3s. Se puder mostrar como ficaria o código e seu resultado, agradeço duplamente. —Alan Moraes (discussão) 21h38min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção da blacklist. O YouTube é uma fonte inesgotável de conhecimento, e deve ser aproveitado. cósmicodisc 21h13min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

O único de jeito de finalizar de vez esse assunto é votando, que é o que deve acabar acontecendo em breve. !Silent (discussão) 21h50min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

Conde_Dantes, concordo contigo que esta discussão não vai levar a um consenso devido já ter sido discutido muito sobre o assunto sem nenhum resultado e por isso sou favorável, como citou logo acima o colega !Silent, que o assunto seja finalmente levado a uma votação para se verificar se é uma minoria ou não que esta obstruindo isso. Porem não me envolvo em criar votações, pois da ultima vez que tentei levar uma delas adiante fui bloqueado por enfatizar que votações são a melhor maneira da comunidade se expressar ... se não existe um consenso. DARIO SEVERI (discussão) 23h36min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
Também acho que o melhor é a votação, cabe à proponente considerar essa opção quando analisar o resultado desta discussão. Havendo discussão por tempo razoável e maioria favorável nada obsta à abertura da votação. Gonçalo Veiga (discussão) 01h13min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
DARIO SEVERI e Gonçalo Veiga Eu discordo da votação, isso apenas servirá para desbloquear o Youtube da blacklist baseado em visões subjetivas. Não demoraria muito para refutar todos os comentários (pelo menos a grande maioria) dessa discussão ou das discussões anteriores, concordo com o Usien6, a existência de uma premissa não anula a existência de outra oposta. O que não é produtivo é voltar a discutir o mesmo tema até que se fechem os olhos, cedem a pressão de uma das partes. A discussão só serve para criar conflitos entre usuários e pouquíssimos usuários tentaram discutir possibilidades, acredito que apenas o MachoCarioca fez isso na discussão anterior. Tanto que na discussão anterior foi passado o dado que o Youtube é o link mais barrado pelo blacklist (se não me engano), então veio uma avalanche de usuários usar essa informação, oras, é de se pensar que 90% dessas tentativas poderiam ser maléficas? (Tentativas de spams, violações de direitos autorais ou até para conseguir mais "visualizações"), a blacklist pode está aliviando uma carga enorme das costas dos usuários do Wikipédia, mas não, são todos os argumentos subjetivos, sem nenhuma evidência... Esses argumentos de "as outras Wikis não barram o Youtube", "As outras Wikis não tem problemas com o Youtube", foram verificar se não tem? E se realmente for verdade não é de se estranhar isso? Porque as outras Wikis não podem ter restrições que proíbe qualquer ser vim aqui e colocar qualquer link que lhe convém? Qualquer um sabe que essa discussão não leva a nada, então porque não começam a pensar melhor? Por exemplo, acredito que é consenso unânime permitir no mínimo, apenas os usuários autoconfirmados, eliminando as tentativas de spams que vários ips tentam postar. Porque não criamos um filtro que proíbe os usuários com histórico de VDA de usar o Youtube? Mas é sempre a mesma história, tem que desbloquear o Youtube porque ... (só falam os pontos positivos da ferramenta), mas tem pontos negativos e nunca se chega a nenhum ponto. Le Comte Edmond Dantès msg 07h44min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
Ótimo Conde Dantes, desbloquear o YouTube inicialmente só para os usuários autoconfirmados e depois se observa o que acontece. DARIO SEVERI (discussão) 08h20min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
@Conde Dantes: Gostei muito dessa solução, de desbloquear apenas para autoconfirmados (ou até mesmo só para autorevisores) parece-me ideal. Se isso é possível fazer, que se faça. Penso que isso nem terá de ir a votação.-- Darwin Ahoy! 11h18min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
@Conde Dantes: por gentileza, poderiam me informar onde estão estes dados? Não seria possível analisar os dados, nem que fosse por amostragem, do tipo de vídeos que costumam ser postados pelos perfis já mencionados (anônimos, autoconfirmados, autorrevisores)? Se não for para liberar o YouTube totalmente, penso que seria mais prudente avaliar o histórico de forma mais concreta antes de se realizar qualquer teste, pois imagino que o esforço seja menor. comentário não assinado de Alan Moraes (discussão • contrib) 21h09min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção do Youtube na blacklist. Esta é uma daquelas discussões muito recorrentes do projeto - que eu venho com este mesmo posicionamento desde a discussão de 2013 - acredito que manter da forma que está é um equívoco e vou explicar o porquê. Todos nós sabemos que ela foi incluída da lista negra em 2007 sem consenso prévio - o administrador na época foi lá, colocou e até hoje virou motivo de discussão. Aparentemente, talvez muitos não saibam que o conteúdo de WP:YOUTUBE se encaixa apenas em caso de inclusão como ligação externa: Esta recomendação não se aplica a referências no texto ou documentos considerados no todo que sejam usados como fonte para as afirmações do texto, uma vez que devem aparecer nas secções "Referências" ou "Notas". Neste caso fica claro que o bloqueio do link do Youtube não é adequado já que o uso seria válido em caso de referenciar artigos no corpo do texto usando a predefinição {{Citar vídeo}} - apenas se fosse uma ligação externa que não seria correta, uma vez que de fato estaria divulgando VDA para o projeto. Agora entendemos o porquê da versão anglófona o uso do Youtube para referenciar conteúdo não é proibido e acredito que aqui não deveria passar por uma situação com essa.

Até apoio a ideia de criar um filtro de etiquetas para que toda edição com fontes do Youtube sejam etiquetadas, e em caso de contestação, uma boa conversa na página de discussão do artigo até atingir o consenso pela inclusão da blackslist ou não. Acredito que assim seja necessário para resolver este problema que vem tornando a principal pauta do projeto há quase 10 anos por ser de interesse majoritário dos editores. WikiFer msg 08h12min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção da blacklist concomitante com autorização de uso apenas por autoconfirmados. (eu preferiria até, com o Darwin, apenas por autorevisores) Tetraktys (discussão) 12h22min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  • O questão de liberar o YouTube para um pequeno grupo de editores familiarizados com as regras é que não vamos saber a dimensão real do verdadeiro problema, que é justamente os editores não-confirmados a inserir SPAM nos artigos. Outra questão é que o impedimento seria feito por filtros e eu não estou seguro que não-confirmados conseguiriam editar normalmente artigos com links pro YouTube. Isso precisaria ser acompanhado de perto para aplicar correções ao filtro caso necessário. Quem vai fazer isso, por acaso? Bom, mas se é para avançar com propostas intermediárias, em termos de filtro de edição existem três possibilidades: 1) Impedir a inserção por um determinado grupo. 2) Etiquetar todas as inserções para facilitar a verificação. 3) Impedir que editores insiram X links em Y artigos numa velocidade Z, que seria algo para apurar o SPAM. Eu sou favorável a seguir com a opção 2 e caso tivermos muitos problemas aplicar a opção 1 caso houver muitos erros ou 3 caso houver casos corretos mais com SPAM de algumas contas.OTAVIO1981 (discussão) 14h12min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
@OTAVIO1981: A priori, também defendo a opção 2 como teste inicial, pois a etiqueta identificará edições com links do Youtube. WikiFer msg 16h51min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
OTAVIO1981 usei a liberação do Youtube para autoconfirmados apenas como exemplo, o que defendo é que, essa discussão acabe sem ser por uma decisão majoritária. A questão é que toda vez esse assunto volta em pauta com o mesmo tema, e ninguém cria uma discussão para realizar as condições de um filtro, assim como você citou. Eu não apoio a liberação do Youtube, é muito fácil falar concordo com o desbloqueio apenas para autoconfirmados, pode haver 1000 usuários presentes no debate e ser consenso unânime! Entretanto, quem vai realizar tal coisa? Precisa acabar com esses argumentos fracos e subjetivos (que predominou quase toda a discussão). Sendo dois caminhos para acabar com essa discussão: (1) desbloqueia o Youtube apenas para o domínio principal e crie um mecanismo de verificação (se a situação ficar ruim, que volte para a blacklist) ou (2) reunir editores com conhecimento e discutir com eles os meios termos, sem esses argumentos de na outras wiki, canais confiáveis, fiabilidade. Sabemos que tem argumentos que se opõe a esses, porque insistem? Le Comte Edmond Dantès msg 16h56min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

Conde Dantes, excelente ideia, primeiro desbloqueia-se o Youtube para autoconfirmados, consoante o resultado se vê a viabilidade do alargamento para os demais utilizadores. E embora isso seja prerrogativa da proponente, posso dizer que concordo com o prolongamento da discussão para ver se pode existir consenso. Mas caso não se atinja o consenso, isto tem de ficar resolvido de vez, já cansa todos os anos haver propostas para remover o Youtube e porque há sempre discordos fica tudo na mesma após uma longa discussão inconclusiva. Há uma clara maioria favorável ao Youtube, não dá para adiar mais a remoção, se não houver consenso pois que se vote e acabe-se com a indecisão. Gonçalo Veiga (discussão) 17h16min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)


  Concordo com a retirada do YouTube da lista negra para usuários autorrevisores, posteriormente, se corresse bem experimentar-se-ia com autoconfirmados. Gato Pretotrovai-me! 17h42min de 21 de dezembro de 2016 (UTC)

Também me parece melhor liberar primeiro para autorevisores e depois, correndo bem, alargar a autoconfirmados, e por fim - hipoteticamente - a todos.-- Darwin Ahoy! 15h30min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Apoio a liberação gradual do uso de links de vídeos do YouTube a fim de cumprir com uma das diretrizes da Wikipédia. Não se justifica o bloqueio de um website inteiro no meio de tantas outras mídias em que podem ocorrer VDA simplesmente para resolver um problema que nem temos noção de quão impactante seria (ou pelo menos, não estou ciente de uma demonstração disso). --Luk3🔔📖 15h40min de 29 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Olá! Aos que defendem o uso da whitelist e que têm permissão de liberar vídeos do YouTube, gostaria de pedir que dessem uma olhada na página, porque fiz um pedido lá há seis dias e nada até agora. Obrigado. —Alan Moraes (discussão) 21h09min de 28 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Olá! Percebi que praticamente só eu estou usando a página de solicitação de desbloqueio e tenho sido muito bem atendido, por sinal. Verificando os arquivos de pedidos anteriores, constatei que em oito anos houve somente 86 pedidos de desbloqueio de endereço(s), tirando os meus. Isso dá menos de um pedido por mês! É muito pouco. Não é possível que na era dos YouTubers os fãs nem ao menos tentem pedir desbloqueio do canal dos seus YouTubers favoritos.

Por que será que tão poucas pessoas pedem desbloqueios? Vamos descobrir.

Ao tentar inserir um endereço bloqueado, aparece a página seguinte. Vejamos, no meio de bastante texto, aparecem 9 ligações para artigos com conteúdos enormes (Wikipédia:Direitos_de_autor#Violação de direitos de autor, Wikipédia:Verificabilidade, Wikipédia:Livro de estilo/Referências e notas de rodapé, Wikipédia:Fontes confiáveis, Wikipédia:Versões da língua portuguesa, Ajuda:Coisas a não fazer, Ajuda:Erros comuns, Wikipédia:Políticas e recomendações, Ajuda:Página principal) antes de chegarmos no link MediaWiki Discussão:Spam-blacklist, que não é ainda a página para pedido de desbloqueio! Mas estamos quase lá... ou não!

OK, a pessoa pode perceber antes o negrito Não foi possível salvar (gravar) a página devido ao bloqueio do filtro de spam e a primeira ligação que segue é para MediaWiki Discussão:Spam-blacklist. Mas deu para perceber a quantidade de informação sem relação com o bloqueio sendo jogada para o editor?

A partir de MediaWiki Discussão:Spam-blacklist, temos 14 ligações para artigos (MediaWiki:Spam-blacklist, Wikipédia:Ligações externas, Wikipédia em português, Spam, m:Talk:Spam blacklist, Ajuda:Guia de edição/Menus e ferramentas/Diferença entre edições, Predefinição:Diff2, en:Referral marketing, Redirecionamento de URL, m:Spam blacklist/About, Wikipédia:Direitos de autor, Título inválido, Ajuda:Expressões regulares) antes de aparecer:

* MediaWiki:Spam-whitelist - lista branca de ligações externas

Se a pessoa não tiver desistido antes, o que é bem capaz, e adivinhar que o caminho é por "lista branca de ligações externas", talvez ela clique em MediaWiki:Spam-whitelist. Aí o que acontece? A pessoa vai saber claramente como proceder para pedir liberação de um endereço? Claro... que não! Só se a pessoa clicar na aba Discussão é que será informada sobre como pedir a liberação.

Minha proposta

Enquanto o assunto não é definitivamente decidido pela comunidade, gostaria de sugerir que uma nova mensagem de aviso, destacada e com fundo vermelho, fosse informada ao bloquear um endereço:

A página não foi gravada porque youtube.com está bloqueado. Não concorda? Solicite desbloqueio.

Saiba mais sobre o filtro de spam da Wikipédia.

Em suma, penso que menos é mais, menos distrações e mais facilidade para ação do editor.

Agora compare a proposta com a mensagem atual, na verdade, parte dela.

  • Não foi possível salvar (gravar) a página devido ao bloqueio do filtro de spam. O filtro detetou pelo menos uma ligação externa que está bloqueada na Wikipédia lusófona ou em todos os projetos da Fundação Wikimedia, devido a uma das situações descritas na página Wikipedia:Ligações externas. Pode ter acontecido uma ou ambas das seguintes situações:
  • não adicionou a ligação externa bloqueada, mas ela já se encontrava presente na página;
  • adicionou a ligação externa bloqueada.

Para salvar (gravar) a página, por favor retire as ligações externas bloqueadas que são indicadas a seguir. O filtro de spam deteta apenas uma ligação externa bloqueada de cada vez. Em casos raros em que existam duas ou mais ligações externas bloqueadas, poderá ter que passar por este processo de novo.

  • Endereço bloqueado: youtube.com

O que acham? — Alan Moraes (discussão) 02h35min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)

  Perfeito --Usien6 15h19min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
  Perfeito -- WPTBR (discussão) 15h27min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
AUma página a editar sobre a mensagem é a MediaWiki:Spamprotectiontext, aguardarei mais um pouco para ver se há objeções. Chico Venancio (discussão) 15h37min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
Chico Venancio, de onde vem a parte Endereço bloqueado: youtube.com? — Alan Moraes (discussão) 15h40min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
Também tem MediaWiki:Spamprotectionmatch e é preciso verificar como dividir a mensagem proposta nas duas. (a princípio pensaria em branquear MediaWiki:Spamprotectiontext e colocar toda a mensagem em MediaWiki:Spamprotectionmatch, mas cabe analisar melhor). Chico Venancio (discussão) 15h42min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
Acho que ainda está faltando alguma coisa, já que o conteúdo de MediaWiki:Spamprotectionmatch aparece como item de uma lista. Imagino que outra página junte as duas partes. Obrigado. — Alan Moraes (discussão) 15h49min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
Caro @Alan Moraes: Apenas MediaWiki:Spamprotectiontext e MediaWiki:Spamprotectionmatch estão envolvidas. Vide linha 4160 de EditPage.php. Se você observar com atenção, verá que, além da segunda parte da mensagem, a primeira também é misteriosamente convertida em item de lista. Att --Usien6 16h10min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
@Usien6: Eita, é mesmo! Será a mensagem vem de onde você apontou? O código diz que mostraria um diff que não existe na tela atual]. Estou achando que a montagem é feita pela página que contém "Não insira textos protegidos por direitos de autor pois serão removidos. Garanta a verificabilidade das informações: cite sempre fontes fiáveis." Será que é? — Alan Moraes (discussão) 16h26min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
""Não insira textos protegidos..." vem de MediaWiki:Editnotice-0. — Alan Moraes (discussão) 16h30min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)
@Usien6: Olá! Conseguiu descobrir mais alguma coisa? Estou com receio de alterar MediaWiki:Spamprotectionmatch porque ela poderia ser usada em algum log, já que seu formato é sucinto. Alan Moraes (discussão) 18h24min de 13 de janeiro de 2017 (UTC)
  Concordo Um aviso desses seria bem útil por hora. ♪ Alberto79 ♪ Msg-Contributions 21h05min de 11 de janeiro de 2017 (UTC)


Apliquei, com alguma audácia, o que entendi ser o consenso aqui.

@Chicocvenancio: Massa! Talvez você consiga contornar temporariamente esse problema da lista colocando fazendo algo assim em MediaWiki:Spamprotectionmatch:
Atenção!

{{Início destaque|fundo=#ffeeee}}
A página não foi gravada porque '''$1''' está bloqueado. Não concorda? [https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=MediaWiki_Discuss%C3%A3o:Spam-whitelist&action=edit&section=new&preloadtitle=Desbloqueio+de+%5B%5B$1%5D%5D Peça o desbloqueio].

Saiba mais sobre o [[MediaWiki:Spam-blacklist/info|filtro de spam da Wikipédia]].
{{Fim destaque}}
Será que dá certo? Obrigado! Alan Moraes (discussão) 17h35min de 18 de janeiro de 2017 (UTC)
As mensagens estão documentadas em translatewiki:MediaWiki:Spamprotectiontext/qqq e translatewiki:MediaWiki:Spamprotectionmatch/qqq.
Em particular, a segunda mensagem é apenas para mostrar a string que foi detectada na edição bloqueada. Pelo que vi no código, a segunda mensagem é usada em outros lugares em que a primeira não é usada (talvez seja na API), então não acho boa ideia usá-la para um propósito diferente. O texto sobre a proteção contra spam deveria ficar todo na MediaWiki:Spamprotectiontext (deixando a outra apenas para menionar a string específica). Helder 21h56min de 18 de janeiro de 2017 (UTC)
@He7d3r: É, aí quebra um pouco da lógica que havia pensado porque é importante dizer, em uma única frase e logo na primeira, que a página não foi gravada e por que isso aconteceu. Se separar vai ficar esquisito. Funcionaria se fosse assim?
Em MediaWiki:Spamprotectionmatch:
Filtro de spam ativado.
E o mais importante, em MediaWiki:Spamprotectionmatch:

{{Início destaque|fundo=#ffeeee}}
A página não foi gravada porque $1 está bloqueado. Não concorda? Peça o desbloqueio.

Saiba mais sobre o filtro de spam da Wikipédia.
{{Fim destaque}}
A primeira linha contém apenas   para bular a lista.
Sem querer ser chato, mas já sendo, se a frase puder ser "A página não foi gravada porque $1 está bloqueado. Não concorda? Peça o desbloqueio" em vez da atual... Existe um sentido por trás de ser assim, com base nos princípios de en:Don't Make Me Think. Obrigado por ter investigado o assunto. Alan Moraes (discussão) 03h39min de 19 de janeiro de 2017 (UTC)
Mas isso é o que a frase original do MediaWiki fazia:

O texto que desejava gravar foi bloqueado pelo filtro de spam. Provavelmente este bloqueio foi causado por uma ligação para um sítio externo que consta da lista negra.

Ela não aparece só no caso de uma coincidência com a nossa lista local durante uma edição, pois o código do MediaWiki detecta SPAM em outros casos (por isso a frase tem o "provavelmente" ao falar da lista negra). Na sua proposta deixou de informar a possível causa logo na primeira frase, que é a única a aparecer em determinadas situações.
Além disso, se a orientação dada for "Não concorda? Peça o desbloqueio", acho que o link não deveria apontar para a discussão lista branca, mas sim da lista negra, pois é nela que são feitos os bloqueios/desbloqueios do que aparecer no lugar de "$1". A branca é apenas para exceções pontuais (como no caso do youtube.com por exemplo, que tem exceções para vídeos específicos). Outra opção seria, por exemplo, "Precisa de uma exceção? [Explique aqui]" ou algo do gênero (em vez de dizer como contestar o desbloqueio do site como um todo, coisa que nunca ocorrerá naquelas discussões, principalmente se for o YouTube). Helder 11h16min de 19 de janeiro de 2017 (UTC)
Concordo com as considerações do Helder, mas penso que talvez seja útil unificar as dicussões de bloqueio e exceção em um mesmo local. Caberia, então, aos administradores entender se é exceção ou desbloqueio o caso mais adequado para o pedido. Chico Venancio (discussão) 13h53min de 19 de janeiro de 2017 (UTC)

@He7d3r: Olá! Entendo o que você está falando, porém parece que você está pensando com a cabeça no sistema e no editor que maneja a blacklist e a whitelist, enquanto que eu estou pensando no editor comum querendo gravar sua edição. O intuito da mudança sugerida é somente fazer com que o editor comum consiga fazer um pedido na whitelist porque a maioria dos pedidos, julgo eu, devem se enquadrar mais em adições de exceções na whitelist do que em remoção de bloqueios na blacklist.
Você está correto na linguagem técnica, porém o editor fala outra linguagem. Então tenha em mente que o editor comum não entende o que são blacklist, whitelist, bloqueio na blacklist e exceção na whitelist. Por outro lado, tenho certeza absoluta que o editor que receber o pedido vai saber tratar o pedido tranquilamente, seja caso de desbloqueio na blacklist ou exceção na whitelist. Seria ótimo se o filtro de spam retornasse o endereço completo bloqueado em vez de apenas o domínio, mas o desenho dele é assim e vamos ter de lidar com isso.
Para casos que se tornem rotineiros, podemos adicionar instruções em MediaWiki Discussão:Spam-whitelist/Padrão, que é carregada por [4]. Por exemplo, poderíamos dizer "Se o pedido for sobre o YouTube, por favor, informe o endereço completo do canal ou vídeo que deseja desbloquear". Falando nisso, como é que faz para as instruções de [5] ficarem como as de [6]? Ficaria muito bacana!
Sobre os textos, sugiro o seguinte. Em MediaWiki:Spamprotectiontext, "O texto que desejava gravar foi bloqueado pelo filtro de spam", removendo a segunda frase que não é essencial.
Em MediaWiki:Spamprotectionmatch, "A página não foi gravada porque $1 está bloqueado. Não concorda? Peça o desbloqueio.", mantendo a proposta inicial de usar "bloqueado" e seu antônimo "desbloquado", em vez de adicionar um novo conceito, "exceção". Funcionaria bem também se fosse "A página não foi gravada porque $1 está bloqueado. Não concorda? Explique aqui."
Cumprimentos. Alan Moraes (discussão) 14h46min de 19 de janeiro de 2017 (UTC)

Criei WP:Votações/YouTube. GoEThe (discussão) 14h34min de 9 de fevereiro de 2017 (UTC)

A quem interessar possa, a votação foi iniciada hoje (20) e vai até 5 de março: Wikipédia:Votações/YouTube. Oxe (discussão) 13h52min de 20 de fevereiro de 2017 (UTC)


Predefinições de usuário

O @Tuga1143: criou diversas páginas pessoais no domínio "Predefinição" (Predefinição:Tuga1143/Aeronaves, Predefinição:Tuga1143/Artigos bons, Predefinição:Tuga1143/Artigos criados, Predefinição:Tuga1143/Artigos destacados, Predefinição:Tuga1143/Aviação, Predefinição:Tuga1143/Biografias, Predefinição:Tuga1143/Diversos, Predefinição:Tuga1143/História, Predefinição:Tuga1143/Listas, Predefinição:Tuga1143/Listas destacadas, Predefinição:Tuga1143/Predefinições, Predefinição:Tuga1143/Trabalho a fazer), eu ia mover mas como não sei se é ou não correto, preferi perguntar antes de fazer qualquer coisa, pois eu mesmo tenho diversas "predefinições" para utilizar em minha PU e PDU, mas todas estão no domínio "Usuário". Eric Duff disc 16h38min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

Só uma observação: quando "Predefinições" são colocadas fora do domínio apropriado, não há como usar os recursos do MediaWiki que permitem testá-las facilmente (campo "Antevisão da página com esta predefinição" embaixo da janela de edição). Helder 18h12min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)
Eu também utilizo todas no domínio Usuário. Sempre acreditei que era o correto. cósmicodisc 21h14min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Peço desculpa a todos pelo inconviniente, e um sincero obrigado pelo aviso. Dentro de algumas horas (estou à 43 horas acordado, e preciso seriamente de ir descansar. Dentro de algumas horas, quando acordar, irei proceder à alteração das páginas para o domínio Usuário. Luís Angelo "Tuga1143 02h39min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Feito, movimentação concluída. Uma vez mais, obrigado pelo aviso. Luís Angelo "Tuga1143 20h43min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Passo pela mesma dificuldade que o colega Helder citou. Deveria haver meios de se contornar esse desativamento, por domínio, de funcionalidades de edição do MediaWiki... --Usien6 13h32min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)


Ligação com outras páginas da Wikipédia através de imagens.

Olá comunidade! Gostaria de saber sobre o uso de ligações em imagens para outras páginas da Wikipédia. É que desde sempre nos portais que eu realizo manutenção eu costumo colocar nas subpáginas dos portais relacionados uma imagem relacionada ao tema dos portais e incluir o link para a página do portal, que o usuário da Wikipédia ao clicar na imagem será direcionado para a página do portal, mas após realizar uma melhoria para a mesma ligação que estou acostumado a fazer e que facilita muito para as plataformas móveis na página do Portal:Tecnologia/rodapé realizado no dia 18 de dezembro de 2016 às 18h38min, o He7d3r desfez e alegou o seguinte:

Desfeita a edição 47501869 de Luz28: uso não permitido sem atribuição (vide licença)

só utilizei as imagens que são atribuídas nas outras Wikipédias e com base no Wikipédia:Portal/Diretório. Se não fosse para uso devido a desrespeito às licenças então deveria ter me comunicado para que eu utilizasse um imagem de uso em domínio público ou a imagem Ficheiro:Portal.svg  .

Então é permitido o uso da ligação para páginas através de imagens ou não? E o certo neste caso, qual seria? Eu constatei que as imagens mencionadas pelo usuário estão sob as licenças GNU e Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0. Rodrigo, Luz28 (MsG) 13h46min de 19 de dezembro de 2016 (UTC).

  Neutro Caro @Luz28: Quando uma figura carece de intraligação associada, o clique sobre ela leva à página que contêm a licença de uso. Quando uma intraligação é provida, esse comportamento é sobreposto. Na interpretação do Helder, isso configuraria uma violação da licença CC BY-SA 3.0 --Usien6 14h28min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)
Ok Usien6 entendi! Agora, mas se for esse o caso, então porque em vez de desfazer o que havia feito ele também não removeu a ligação das outras imagens que também estão com a ligação? Ou ainda porque não comunicou a mim o responsável pela manutenção do portal? Rodrigo, Luz28 (MsG) 15h57min de 19 de dezembro de 2016 (UTC).
Talvez esses outros ficheiros tenham licenças que admitam a sobreposição. Vale lembrar que já "deu rolo," por exemplo, com a licença CC BY-SA 4.0 no verbete Caqui, onde um colega buscava "forçar" uma forma específica de atribuição45675073] Att --Usien6 16h09min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)
Entendo! Então Usien6 pelo que vejo você é mais inteirado com as licenças de uso de imagens no c:Commons. Poderia verificar se eu violei outras licenças das imagens a seguir > Ligações das imagens onde eu incluí a ligação na página Portal:Tecnologia/rodapé, para os seus respectivos portais:

Ficheiro:PrirodneNauke.png 
Ficheiro:Nuvola botart.png 
Ficheiro:Nuvola apps kcmsystem.png 
Ficheiro:Radio icon.png 
Ficheiro:Desktop computer clipart - Yellow theme.svg 
Ficheiro:Apple logo black.svg 
Ficheiro:Googlelogoi.png 
Ficheiro:NewTux.svg 
Ficheiro:Microsoft logo.svg 
Ficheiro:Nuvola apps ksysv.png 
Ficheiro:Sportcar sergio luiz ara 01.svg 
Ficheiro:LogoOV.png 
Havendo tal violação do CC BY-SA 3.0 então eu não mais farei as ligações para os seus respectivos portais e removerei as que eu havia incluído nos portais onde realizo manutenção (que estão em uso há muito tempo sem ter havido este tipo de questionamento até hoje): Portal:Aviação, Portal:Robótica, Portal:Transporte, Portal:Náutico, Portal:Carros, Portal:Trens, Portal:Animangá, Portal:Jogos, Portal:Engenharia e Portal:Tecnologia. Rodrigo, Luz28 (MsG) 16h27min de 19 de dezembro de 2016 (UTC).
Caro @Luz28: Nesses casos que você acabou de citar, me parece não haver problemas em aplicar a intraligação. Vale lembrar que, no caso das logos do Google, da Apple e da Microsoft, estão envolvidas, não somente questões de direito autoral, mas também, questões de direito de marca. Você também citou ficheiros com licenças GNU envolvidas, que, posso lhe garantir, são extremamente complexas. De qualquer forma, acho mais seguro você contactar o colega Magog the Ogre. Ele parece ser "gente boa" e "arrisca" um português razoável. Att --Usien6 16h43min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)
Para evitar que haja uma extensão desta discussão Usien6, decidi remover as ligações e as imagens para as páginas dos portais na subpágina do Portal:Tecnologia, e farei o mesmo nos outros portais que eu realizo manutenção, afim de não causar mais inconvenientes com este tipo de edição pois eu não entendo destas licenças de imagens. Eu acreditava que por ter a atribuição do Creative Commons elas seriam de uso autorizado na Wikipédia. Buscarei alternativas sob o domínio público e as carregarei para o commons para poder usá-las ou ainda, eu mesmo as criarei e carregarei sob trabalho próprio e atribuirei no domínio público. Agora há problema de eu usar como ícone/ligação a imagem Ficheiro:Portal.svg   para todas as ligações?. Rodrigo, Luz28 (MsG) 17h10min de 19 de dezembro de 2016 (UTC).
Amigo, a aparente incompatibilidade entre a sobreposição de hiperligações e as licenças que demandam atribuição vem da minha suposição diante do comportamento do colega @He7d3r:. O melhor mesmo, é falar diretamente com ele. Sobre esse último ficheiro que você apontou, vejo que está "multi-licenciado," o que constituiu uma complicação adicional, muito além do meu parco entendimento sobre a matéria. Att --Usien6 17h52min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

────────────────────Entendi, e já contactei o usuário He7d3r, Usien6 ficarei no aguardo antes de realizar a alteração que mencionei obrigado. Estava pesquisando imagens vetoriais para usar em substituição destas que eu não usarei mais e encontrei este domínio http://publicdomainvectors.org/en/ com imagens supostamente em domínio público, será que poderei carregá-las para o commons, você poderia me ajudar para substituir as que eu não usarei mais? Rodrigo, Luz28 (MsG) 20h49min de 19 de dezembro de 2016 (UTC).

Honestamente, (talvez até demais…) não me agradaram muito as mídias que esse sítio disponibiliza. Se você observar bem, ele é patrocinado por uma agência de publicidade (no caso, a Shutterstock) que põe ali seus "restos" para instigar o usuário a entrar na versão comercial do sítio deles. Na verdade, os ícones atuais também me desagradam. Geralmente, quando queremos ícones de alta qualidade, vamos à categoria Icons by theme do Commons, selecionamos um único tema e buscamos, ali todos os ícones necessários. Se faltar algum, podemos, ou criar um novo, seguindo as diretrizes estéticas daquele tema; ou, partir para outro tema, até encontrar tudo; ou, em último caso, abandonar a pretensão de usar figuras. O importante é não misturar temas diferentes, ou o resultado estético será um desastre, tal como está agora. Manter consistência ainda apresenta a vantagem de que é costumário licenciar todos os itens duma coleção sob os mesmos termos. Posso lhe ajudar a percorrer essa "via sacra," mas em outro momento… Att --Usien6 21h17min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

A documentação enfatiza a necessidade de observar as exigências da licenca de cada imagem: en:Wikipedia:Images linking to articles, mw:Help:Images#Altering the default link target. As da Imagem:Portal.svg, são licenças que exigirem isso. Uma forma alternativa de cumprir o que os autores decidiram é colocar aquele ícone azul que aponta para a página de créditos, como em en:Wikipedia:Images linking to articles#With info link but no caption. Eu só devolvi os links de imagens que foram identificadas por um script meu, que consulta a API da extensão CommonsMetadata do Mediawiki para checar no Wikimedia Commons se a atribuição é necessária (pode procurar por AttributionRequired ... true para cada imagem). Helder 23h29min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

Ok He7d3r eu compreendi e já fiz pesquisas no commons para que eu possa adequar as imagens usadas como ligações para os portais correspondentes, e que estejam em domínio público para não haver a necessidade de utilizar uma imagem com o ícone azul que ficaria anti-estético em uma página de portal com ligações para os portais relacionados aqui estão as sugestões de substituição que eu encontrei no commons com licença em domínio público >
Imagens atuais Notas Imagens alternativas Notas
Ficheiro:PrirodneNauke.png  Licença GNU Lesser General Public License Ficheiro:Noun project 194.svg  Licença Domínio público
Ficheiro:Nuvola botart.png  Licença GNU Lesser General Public License Ficheiro:IC Carrier Icon.svg  Licença Domínio público
Ficheiro:Nuvola apps kcmsystem.png  Licença GNU Lesser General Public License Ficheiro:Emblem-system.svg  Licença Domínio público
Ficheiro:Radio icon.png  Licença Domínio público - -
Ficheiro:Desktop computer clipart - Yellow theme.svg  Licença CC0 Domínio público - -
Ficheiro:Animation2.gif Licença Atrribution Share-Alike 3.0 Unported Ficheiro:Wikibot gray.jpg  Licença CC0 Domínio público
Ficheiro:Apple logo black.svg  Licença Domínio público nos Estados Unidos pois foi publicado entre 1923 e 1977, inclusive, sem um aviso de direitos autorais. O Brasil segue a mesma lei dos 70 anos da morte do criador. - -
Ficheiro:Googlelogoi.png  Licença Domínio público por se tratar de simples forma geométrica ou texto - -
Ficheiro:NewTux.svg  Licença GNU General Public License Ficheiro:TUX-G2-SVG.svg  Licença Domínio público
Ficheiro:Microsoft logo.svg  Licença Domínio público por se tratar de figura geométrica simples Ficheiro:M box.svg  Licença Domínio público por se tratar de figura geométrica simples
Ficheiro:Nuvola apps ksysv.png  Licença GNU Lesser General Public License Ficheiro:Traffic lights icon.svg  Licença Domínio público por se tratar de simples figuras geométricas
Ficheiro:Heckert GNU white.svg Licença Copyleft, GNU Free Documentation License 1.3 e Attribution-Share Alike 2.0 Generic Ficheiro:License icon-gpl-3.svg  Licença Domínio público com atribuição em todo o mundo
Ficheiro:Yacht foresail.svg Licença GNU Free Documentation License e Attribution-Share Alike 3.0 Unported e Attribution 2.5 Generic Ficheiro:Quasiapsel.svg  Licença Domínio público CC0
Ficheiro:Noun project 1026.svg  Licença CC0 Domínio público universal - -
Ficheiro:Sportcar sergio luiz ara 01.svg  Licença Domínio público universal CC0 - -
Ficheiro:LogoOV.png  Licença Domínio público em todo o mundo - -

. Obrigado Rodrigo, Luz28 (MsG) 00h09min de 20 de dezembro de 2016 (UTC).

Com imagens em domínio publico não há problemas em trocar o link padrão por um que aponta para outro lugar, então acho que está ok. Helder 13h29min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)
Ok He7d3r e Usien6 muito obrigado pelos esclarecimentos, futuramente não cometerei mais este erro nos portais que eu realizar manutenção/atualização, Usien6 ficarei no aguardo da sua possibilidade de um dia ajudar-me em encontrar imagens mais adequadas para as ligações de correlatos dos portais. Agora então implantarei as imagens que eu encontrei para a substituição das outras que estavam em desacordo.  Curti   Abraços e boas contribuições, Rodrigo, Luz28 (MsG) 14h32min de 20 de dezembro de 2016 (UTC).

@He7d3r e Usien6: Ainda sobre este assunto, eu estava readequando as imagens nos portais que realizo manutenção e notei que o problema com as licenças e atribuições estão ocorrendo em mais portais do que se imagina, há a necessidade de pedir na WP:Coordenação robótica uma varredura nestes tipos de violação para serem corrigidos. O outro portal onde eu identifiquei o problema foi no Portal:Fórmula 1 que utiliza estas imagens Ficheiro:RadicalProsport-curve.jpg Licença CC 2.0 genérica, Ficheiro:Tennis Racket and Balls.jpg pior que a outra pois tem Attribution-Share Alike 3.0 Unported e mais a A-SA 2.5 Generic e 1.0 generic, Ficheiro:Ayrton Senna 9 - Cropped.jpg sob CC Attribution 2.0 Generic.   Rodrigo, Luz28 (MsG) 16h09min de 20 de dezembro de 2016 (UTC).

Sim, o problema é generalizado. Por essas e outras que sou contrário aos ícones de projeto. Hoje de manhã, andei pesquisando por ícones do tema Tango!, porém não achei nenhum relacionado a "transportes" e afins. Fiz um íconezinho para "aviação," mas não ficou "uma Brastemp…" --Usien6 17h17min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)
Usien6 eu conheço a categoria c:Category:Transport icons não é de projeto mas tem várias alternativas, como sou contribuidor no campo dos meios de transporte já andei procurando por imagens lá. Rodrigo, Luz28 (MsG) 17h31min de 20 de dezembro de 2016 (UTC).
De fato. Isso foi o que memotivou a fazer o script, pra facilitar a identificação destes casos. Helder 18h41min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)

Eu corrigi o erro do Portal:Fórmula 1 (Aqui), por favor Usien6 e He7d3r, vejam se ficou de acordo com as políticas de licença como sugeriu o He7d3r em colocar o ícone da bolinha azul direcionando para as informações da imagem. Rodrigo, Luz28 (MsG) 11h30min de 21 de dezembro de 2016 (UTC).

A parte da licença parece ok. Só não deveria usar <center>, que é um código obsoleto. Helder 13h15min de 21 de dezembro de 2016 (UTC)

Estou corrigindo o que eu estou encontrando sob os aspectos desta discussão, mas a dúvida é como não atrapalhar a estética do portal? Por exemplo as subpáginas do Portal:Cores estão com muitas imagens em desacordo com o tema desta discussão, mas se eu alterar irei arruinar a estética das páginas como proceder? As páginas que encontrei são as mostradas a seguir:

Erros que eu encontrei
Subpáginas Ficheiros
Portal:Cores/Lista/1 Ficheiro:Darica Fish 01516.jpg
Ficheiro:- Narcissus pseudonarcissus 02 -.jpg
Ficheiro:3 egg yolks.jpg
Ficheiro:Lemons pribyl.jpg
Ficheiro:Unidentified flower in parking lot.jpg
Ficheiro:Yellow.tang.arp.jpg   esta está em domínio público
Ficheiro:Tettigoniidae and Ranunculaceae 1 Luc Viatour.jpg
Ficheiro:Prunus mume in the market.jpg
Outras subpaginas do portal para análise
Portal:Cores/Lista/2Portal:Cores/Lista/3Portal:Cores/Lista/4Portal:Cores/Lista/5Portal:Cores/Lista/6Portal:Cores/Lista/7Portal:Cores/Lista/8Portal:Cores/Lista/9Portal:Cores/Lista/10Portal:Cores/Lista/11Portal:Cores/Lista/12Portal:Cores/Lista/13
As opções que eu conheço são estas:
  1. Restaurar o link para a descrição das imagens, que é a forma padrão de atribuição utilizada nas Wikipédias
  2. Cumprir as exigências da licença de outra forma:
    1. Incluir o link para a descrição no ícone  , via imagemap (pode não ser bom para a estética de algumas páginas)
    2. Dar crédito aos autores diretamente no texto das páginas onde as imagens forem utilizadas (incomum nas wikis, e pode ser controverso)
  3. Utilizar uma imagem cuja licença não exija atribuição, como CC0 ou domínio público (pode ser difícil de encontrar)
  4. Contactar o(s) autor(es) das imagens existentes para ver se eles têm interesse em abrir mão da atribuição, por exemplo, colocando a imagem sob domínio público (dificilmente o autor vai querer abrir mão disso também)
Gerei uma lista com 1500+ predefinições que contém "|link=" para inspecionar posteriormente... Helder 18h07min de 22 de dezembro de 2016 (UTC)
Ok entendi! Melhor então é remover a |link = das imagens para não atrapalhar a estética. Vou fazer desta maneira quando não atrapalhar a estética dos portais. Do contrário colocarei com a <imagemap>. Interessante esta lista de trabalho He7d3r se quiser eu posso te auxiliar na revisão desta lista de predefinições! Mais uma vez obrigado pelo auxílio   Rodrigo, Luz28 (MsG) 19h10min de 22 de dezembro de 2016 (UTC).
Ajuda sempre é bem-vinda! :) Helder 21h16min de 22 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário @He7d3r, Luz28 e Usien6: Se quiserem, posso criar ícones no domínio público para substituir os que estão irregulares, daí não é necessário dar crédito a ninguém. Dependendo do caso, o ícone com problema pode até mesmo estar com a licença errada, porque formas geométricas simples não podem ser protegidas por direitos autorais, ainda que sob licença CC. --ArgonSim (discussão) 11h22min de 28 de dezembro de 2016 (UTC)


Ajuda com arquivo de imagens destacadas

Olá alguém poderia me dizer sobre outra maneira de corrigir os erros de arquivamento das páginas que contém as imagens que foram destaque na PP. Estou desde ontem fazendo a moção manualmente de cada dia do ano dos citados abaixo para que fiquem corretos:

Meses Nota
Wikipédia:Imagem em destaque/Janeiro de 2007
Wikipédia:Imagem em destaque/Fevereiro de 2007
Wikipédia:Imagem em destaque/Março de 2007
Wikipédia:Imagem em destaque/Abril de 2007
Wikipédia:Imagem em destaque/Maio de 2007
Wikipédia:Imagem em destaque/Junho de 2007
Wikipédia:Imagem em destaque/Julho de 2007
Wikipédia:Imagem em destaque/Agosto de 2007
Wikipédia:Imagem em destaque/Setembro de 2007
Wikipédia:Imagem em destaque/Outubro de 2007
Wikipédia:Imagem em destaque/Novembro de 2007
Wikipédia:Imagem em destaque/Dezembro de 2007
Fazer a moção para as nomenclaturas dos dias com o nome do mês em minúsculo para aparecer nas páginas dos meses dentro da caixa da predefinição Wikipédia:Imagem em destaque/Mês2.
Wikipédia:Imagem em destaque/Janeiro de 2008
Wikipédia:Imagem em destaque/Fevereiro de 2008
Wikipédia:Imagem em destaque/Março de 2008
Wikipédia:Imagem em destaque/Abril de 2008
Wikipédia:Imagem em destaque/Maio de 2008
Wikipédia:Imagem em destaque/Junho de 2008
Wikipédia:Imagem em destaque/Julho de 2008
Wikipédia:Imagem em destaque/Agosto de 2008
Wikipédia:Imagem em destaque/Setembro de 2008
Wikipédia:Imagem em destaque/Outubro de 2008
Fazer a moção para as nomenclaturas dos dias com o nome do mês em minúsculo para aparecer nas páginas dos meses dentro da caixa da predefinição Wikipédia:Imagem em destaque/Mês2. Após o mês de Outubro de 2008 todos já estão corretos dentro das páginas dos meses posteriores.

Rodrigo, Luz28 (MsG) 16h31min de 21 de dezembro de 2016 (UTC).

@Luz28:, use Wikipédia:Imagem_em_destaque/Mês3 nestes meses que estão com a maiúscula.OTAVIO1981 (discussão) 00h07min de 22 de dezembro de 2016 (UTC)
Ok obrigado OTAVIO1981.  Curti Rodrigo, Luz28 (MsG) 00h47min de 22 de dezembro de 2016 (UTC).

A página do WP:Imagem em destaque/Julho de 2007 eu não consegui corrigir pois está protegida a nível de administradores. Rodrigo, Luz28 (MsG) 00h53min de 22 de dezembro de 2016 (UTC).

  Feita a correção em todas as páginas que estavam com o erro menos na citada acima por estar protegida. Rodrigo, Luz28 (MsG) 01h02min de 22 de dezembro de 2016 (UTC).


Wikipédia:Informe um erro

No Wikipédia:Informe um erro Os novos tópicos entravam pelo alto da página, quando se utiliza aqueles atalhos da coluna da esquerda, ultimamente estão entrando pela parte de baixo, alguém sabe o que aconteceu? Jo Loribd 14h08min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)

Corrigi, haviam removido as linhas de comentários que são usadas pelo script para localizar aonde colocar os erros. Chico Venancio (discussão) 14h37min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Valeu! Também estava estranhando. Cheguei até a me questionar se eu estava ficando "gagá…"   --Usien6 15h07min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Obrigado.Jo Loribd 17h54min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)


Wikipédia:Informe um erro

No Wikipédia:Informe um erro Os novos tópicos entravam pelo alto da página, quando se utiliza aqueles atalhos da coluna da esquerda, ultimamente estão entrando pela parte de baixo, alguém sabe o que aconteceu? Jo Loribd 14h08min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)

Corrigi, haviam removido as linhas de comentários que são usadas pelo script para localizar aonde colocar os erros. Chico Venancio (discussão) 14h37min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Valeu! Também estava estranhando. Cheguei até a me questionar se eu estava ficando "gagá…"   --Usien6 15h07min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Obrigado.Jo Loribd 17h54min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)


Propostas de eliminação em massa

O editor Épico está propondo arquivos de imagens para exclusão em massa, ocorre que ao menos no meu caso não tenho tempo de resolver o problema citado por ele da imagem ser muito grande em dimensão, reverti as marcas mas como disse não tenho tempo de arrumar essas imagens agora e só porque este usuário decidiu propor todas para eliminação. ― Diana m 02h43min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)

Descobri no Commons que o Gunnex não morreu, só desistiu de editar na wiki lusófona mesmo. Ele e o MachoCarioca, pelo que eu saiba, foram nossos melhores verificadores de conteúdo restrito. Aí descobri na PDU dele essa ferramentinha aqui: https://quarry.wmflabs.org/query/8497. Ela mostra todas as nossas imagens com altura superior à 500 pixels, o que: Citação: WP:URC escreveu: «Não serão permitidas imagens com mais de 500 pixels de altura.» Aí comecei a manda-las para ESR. O objetivo não era de fato salvá-las, era eliminá-las. Porque não cumprem a regra. A grande maioria das imagens dessa lista foi carregada por novatos que já não editam mais, então eu não tinha muitas esperanças. Só não mandei para ER porque ainda assim havia a possibilidade de se salvarem uma ou outra, como o Francisco Leandro fez com Ficheiro:Summer Eletrohits 2016.jpg. Enfim, aconteceu de um dos novatos ser a Diana. Não acho que isso seja caso de Esplanada, mas, já que está aqui, aproveito para indicar o script. Faço o apelo para que cuidem mais dessa área ou então que a limitação arbitrária de 500px, típica arbitrariedade de 2009, seja revista. - Épico (disc)/(contrib) 03h20min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)
Não sei se ficou claro, mas não discordo da regra que for que usou pra porpor, se existe a regra ok, nem tenho opinião formada sobre se deve ter 500px de altura ou 100px de altura, apenas discordo que tenha enviado vários arquivos de uma vez só para me pressionar a editá-las. Se você discorda dessa regra de dimensão ou foi "vítima" dela não acho que esse tipo de atitude tóxica vai promover a mudança que você quer. Tenha coragem e proponha a mudança da regra. ― Diana m 03h53min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)

  Sugestão: A melhor solução para resolver este problema é verificar todos os ficheiros acima de 500 pixels, salvar as imagens no PC/Notebook, abrir o Paint (editor de imagens do Windows), selecionar a imagem a ser ajustada, ir na opção redimensionar >> pixels (colocar a altura abaixo de 500, ex: 490 pixels). No final volta a carregar a imagem no tamanho certo (na opção de carregar uma nova versão) e apague a versão anterior da imagem com pixel com altura não-permitida, assim manteremos todas as imagens da URC no projeto, evitando eliminações desnecessárias que só prejudicará os artigos. O que vocês acham? Eu faço isso quando quero carregar imagens na Wikipédia mas não encontro com altura permitida no determinado link onde foi encontrado a imagem. WikiFer msg 04h44min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)

Não existe nada de arbitrário na limitação de 500 pixels de altura, assim como em áudios com mais de 128kbps e mais de 30 segundos de duração. Isto chamasse definir um padrão máximo para o uso de conteúdo restrito. Se com estas limitações já ocorrem abusos (não estou me referindo ao caso específico para deixar claro) imagine se cada um fizesse o que lhe desse vontade. A questão é que ler a política de Conteúdo restrito e a Ajuda:Conteúdo restrito antes de carregar qualquer coisa dá trabalho, é mais fácil apenas carregar o material. Fabiano msg 19h13min de 25 de dezembro de 2016 (UTC)
Mas a minha sugestão é simplesmente evitar que ocorra estes abusos. Não é apagando imagens com essas limitações que vai resolver o problema. São situações bem leves que dá pra ser resolvido numa boa. WikiFer msg 19h24min de 25 de dezembro de 2016 (UTC)
  • Pra que arrumar se é mais fácil apenas propor para eliminação? Porque enviei os arquivos fora da regra a "punição" é eu mesma ter que editar, os arquivos são "meus" não do projeto. Fiquem a vontade para excluir, não vou editá-los, façam como achar melhor. ― Diana m 19h35min de 25 de dezembro de 2016 (UTC)
Repito, minha manifestação não tem relação com o caso citado. Já mandei material do URC para ESR por problemas variados, quando foram corrigidos a marcação foi removida e continuam aqui. Porém, é necessário a correção, caso contrário por que eliminar alguns que apresentam problemas e manter outros? Quem carregou o material é irrelevante, corrigir o problemas seja como for que é a real questão. Fabiano msg 19h43min de 25 de dezembro de 2016 (UTC)


Identidade de género (2)


Saudações.

Grande parte dos usuários que participaram "nesta discussão" acreditam que a discussão chegou ao fim. Mas, na minha opinião, ainda não chegou ao fim. Porquê? Porque o resultado da discussão foi a alteração de um único artigo, quando na realidade nos devemos preocupar com todos os artigos semelhantes.

Depois de toda a discussão que houve, gostaria de voltar a deixar claro o seguinte: houve a enorme questão de quem queria tratar aquele ser humano de acordo com o modo como ele preferia ser tratado, e de quem queria tratar o mesmo de acordo com o género dele. Gostaria de propor uma "regra" para que possa servir de orientação em artigos do mesmo tipo:

  1. Tratar um indivíduo de acordo com o sexo dele, ou seja, se for homem trata-lo por "o" e se for mulher trata-la por "a";
  2. Se um individuo do sexo masculino for legalmente do sexo masculino mas preferir que o tratem no feminino, no artigo o próprio deve ser tratado no masculino, porém deixando claro algures no corpo do artigo que pessoa X prefere ser tratada no feminino (tendo isto que ter referências claro), e para indivíduos do sexo feminino, a mesma lógica;
  3. No caso de a pessoa mudar "legalmente de sexo e de nome", como por exemplo Kim Petras, tratar a pessoa por "a". Caso contrario, deve-se tratar o individuo pelo género com o qual ele é identificado.

Eu sei que a Wikipédia só se deve "preocupar" com as leis dos países onde possui os seus servidores, e que em muitos países a informação nela contida pode ser considerada "errónea" ou "ao contrário da lei", contudo creio que nesta base tudo pode ficar mais simples, dada a constante dúvida em artigos sobre biografias de pessoas que mudam de sexo, ou se identificam com X ou Y ou Z ou etc.

Além disto, creio que poderíamos incluir "uma linha orientadora" na Wikipédia:Biografias de pessoas vivas ou em Wikipédia:Princípio da imparcialidade, para que as pessoas saibam o que fazer quando deparadas com este tipo de artigos.

Gostaria de saber a opinião da comunidade sobre este assunto. Com os melhores cumprimentos, Luís Angelo "Tuga1143 23h35min de 29 de dezembro de 2016 (UTC)

  Sim, essa proposta tem sentido, como já havia me expressado antes--Agent010 (discussão) 10h54min de 30 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo, óbviamente. A única proposta com bom-senso. Conforme explicado nos alfarrábios das discussões. Gato Pretotrovai-me! 16h10min de 30 de dezembro de 2016 (UTC)
  Discordo Não somente da materialidade, quanto da formalidade: pra que abrir um novo tópico de Esplanada se já existe outro, ainda ativo?? --Usien6 16h50min de 2 de janeiro de 2017 (UTC)
PS.: Vale anotar que já é a segunda vez que os colegas Tuga e Gato Preto fazem "dessa."47511031] --Usien6 16h54min de 2 de janeiro de 2017 (UTC)


O elefante

O texto seguinte foi movido de: Wikipédia:Esplanada/anúncios#O elefante

Alguns sábios cegos perambulavam por uma estrada, na Índia, quando encontram um enorme animal. Um deles pega na tromba e diz "- É uma cobra"; outro pega na orelha e diz "- É uma palmeira"; outro pega numa perna e diz "- É uma torre"; outro ainda sobe no dorso do elefante e afirma "-É uma pedra imensa". E assim cada um, baseado apenas na sua experiência pessoal, tira uma conclusão baseada nos seus sentidos restantes. Já o sábio mais sábio e mais cego de todos, escutando os outros sábios e baseado nas informações armazenadas na sua memória e no seu raciocínio, afirma resolutamente "-É a Wikipédia". Jo Loribd 13h06min de 30 de dezembro de 2016 (UTC)

O texto acima foi movido de: Wikipédia:Esplanada/anúncios#O elefante -- Leon Saudanha 14h56min de 30 de dezembro de 2016 (UTC)
Jo Lorib movi para a Esplanada/Geral, fica melhor aqui ;-)! Boas edições, e feliz 2017  !  Vida longa e próspera!-- Leon Saudanha 14h56min de 30 de dezembro de 2016 (UTC)


Wikidata e filmes


Wikipédia:Wikidata/Filmes em língua portuguesa sem artigo

O texto seguinte foi movido de: Wikipédia Discussão:Projetos/Entretenimento#Filmes em língua portuguesa sem artigo Obs.: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

The above list is based on information from Wikidata and updated daily by bot. I tried to translate the column headers. There is a similar list on French Wikipedia and it led to a few new articles.

  • Unfortunately sometimes it also lists films for which we have two items at Wikidata. So it may be that there is already an article, but its item needs to be merged with the one in the list (see d:Help:Merge/pt).
  • Sometimes the language listed isn't the original language of the film, but a language included by error as someone in the film says a word in that language. This could be corrected at Wikidata as well.
  • For some films, the items don't have Portuguese labels yet. Once added, they appear in the list.

When available, links to articles in other languages are included.

I hope you find it helpful.

If you are interested in more Wikidata lists and need help building them, don't hesitate to contact me or ask at d:Wikidata:Request a query. Jura1 (discussão) 10h37min de 31 de dezembro de 2016 (UTC)


A lista acima é baseada em informações do Wikidata, e atualizada automaticamente todos dias por um robô. Eu tentei traduzir os cabeçalhos das colunas. A Wikipédia francófona possui uma lista similar, e ela já gerou alguns artigos novos.

  • Infelizmente algumas vezes lista-se artigos os quais possuímos dois itens no Wikidata. Desse modo, o artigo já existe e o seu item precisa ser fundido com o item da lista. (Ver Help:Fusão).
  • Em alguns casos a língua listada não é o idioma original do filme, mas uma língua incluída erroneamente porque alguém no filme diz alguma palavra nessa língua. Isso pode ser corrigido no Wikidata também.
  • Para alguns filmes, os itens não possuem rótulos em português. Uma vez adicionados, aparecerão na lista.

Quando disponíveis, as ligações para os artigos noutras línguas estão inclusas. Espero que achem a lista útil.

Se estiverem interessados em mais listas do Wikidata e precisarem de ajuda para construírem, não hesitem em me contactar ou pedir em d:Wikidata:Request a query. Escrito originalmente em inglês pelo usuário Jura1 (discussão) 10h37min de 31 de dezembro de 2016 (UTC).

O texto acima foi movido de: Wikipédia Discussão:Projetos/Entretenimento#Filmes em língua portuguesa sem artigo

Thanks for the translation. Jura1 (discussão) 06h32min de 5 de janeiro de 2017 (UTC)

PropostasEditar

Incorporação de Predefinição:Respondido em Wikipédia:Fusão/Central de fusões/Andamento

Olá pessoal! Estou aqui para sugerir a incorporação de {{respondido}} em Wikipédia:Fusão/Central de fusões/Andamento pois ajudaria bastante a enxergar o que já está concluído. Cheguei a utilizar ambas, por exemplo em Wikipédia:Fusão/Central de fusões/Predefinição:Info/Estação; Predefinição:Info/Estação 2; Predefinição:Info/Estação Metrô, mas o melhor seria se fosse possível uma coisa só. Entretanto, para isso seria necessário um robô para percorrer todas as páginas de propostas finalizadas para fazer as alterações necessárias. A proposta não está muito desenvolvida, mas gostaria de saber a opinião dos demais. Luan (discussão) 15h33min de 4 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário @Luan: Talvez seja o caso de modificar a predefinição para que a cor da caixa mude de acordo com o |resultado: sem consenso, não fundir, a fundir e fundido. Mas antes disso seria necessário decidir quais cores seriam para cada uma, tendo em mente uma forma que evite o efeito árvore de Natal. Se feito dessa maneira, não seria preciso empregar um robô para tal, bastaria atualizar o código da predefinição base {{Wikipédia:Fusão/Central de fusões/Andamento}}. --ArgonSim (discussão) 21h57min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)
Obrigado pelo comentário, ArgonSim. Editei a página e adicionei ícones (com base nas predefinições largamente utilizadas {{inconclusivo}}, {{aprovo}}, {{desaprovo}}, {{fundir}}) e uma nova cor de fundo para quando a proposta já estiver com um resultado. Espero que as alterações agradem. --Luan (discussão) 22h27min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
@Luan: Há cabeçalhos com "Proposta feita em 7 de dezembro de 2016 para a fusão das seguintes páginas: [[]]." em algumas propostas, como aqui, aqui e aqui. Curiosamente, as páginas das propostas estão com o cabeçalho sem esse erro ([1]). Você sabe se isso já acontecia antes? --ArgonSim (discussão) 02h01min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
@ArgonSim: não percebi qualquer erro onde você apontou. Ontem todas as propostas que constavam em Wikipédia:Fusão/Central de fusões e que o parâmetro das páginas não estava respondido, eu inseri as páginas para que aparecessem corretamente na Central. Explica melhor o que você viu? Luan (discussão) 20h53min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)
@Luan: Provavelmente era problema no cache da Wikipédia, pois agora os cabeçalhos já estão normais. Antes tinha [[]] em vez do nome das páginas a fundir. --ArgonSim (discussão) 21h07min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Redundâncias no artigo do Campeonato Brasileiro de Futebol

Venho notado que a página do Campeonato Brasileiro de Futebol contém uma quantidade excessiva de informações redundantes. Como um exemplo posso citar a tabela geral com a somatória dos pontos corridos que está aqui Na Era dos pontos corridos (desde 2003) e também aqui Ranking de Pontos a partir de 2003, sendo exatamente as mesmas tabelas com as mesmas informações! Outro exemplo é a enorme tabela do tópico de Campeões que poderia ser facilmente inclusa como Lista de campeões do futebol brasileiro da Série A, liberando um espaço enorme da página! Tentei argumentar na página Discussão:Campeonato Brasileiro de Futebol, mas foi pouco produtivo e pouca gente debateu a respeito. Acho que essa página está se tornando um grande repositório de informações redundantes! Sou fã de esportes, mas acho que essa página está enorme e poderia ser diminuída com atitudes simples como:

Esse artigo é muito legal, já aprendi muito com ele, mas pessoal é visível a quantidade massiva de informações redundantes aqui! Não se trata de clubismo ou de polêmica, se trata de bom senso! — Raphael Figueira (discussão) 07h59min de 6 de dezembro de 2016 (UTC)

  Apoio a remoção das listas; para estes casos é bastante a remissão à lista; do jeito que está além de redundante fica completamente desinteressante.
Quanto a aproveitar as "coisas" soltas,   Discordo que sejam reunidas numa seção que a própria Wiki recomenda sejam evitadas - WP:TRIVIA! Acresce que 90% delas não trazem fontes e devem ser apagadas; nos 10% restantes há pérolas como "foram Lima, Pelé e Pepe, ambos conquistaram" (ambos os três?!); melhor apagá-las, se não puderem, de acordo com o Livro de Estilo, ser aproveitadas ao longo do texto. Enfim, faça um enxugamento total e radical, a Wiki não merece aquilo do jeito que está... André Koehne (discussão) 12h38min de 6 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário @André Koehne: Agradeço pela sua opinião, eu só não fiz a remoção de algumas listas ainda devido ao fato da página ser muito visitada e editada (ela tem uma notoriedade alta), principalmente por usuário que não são cadastrados no projeto. Achei mesmo que uma alteração desse porte (se o que eu sugerir for feito) vai gerar muita intriga, sem uma discussão prévia bem fundamentada, alterar a página só seria um grande e desnecessário desgaste... — Raphael Figueira (discussão) 17h30min de 6 de dezembro de 2016 (UTC)
@Raphael Figueira: --   Concordo , havendo   aquela(s) ressalva(s), nos mesmos termos do André Koehne; como já havíamos visto, as listas ainda podem ser (e muito ǃ) as próprias informações; aliás, já vi algum (outro...) artigo com alguma etiqueta "de estar longo demais", o que torna o tema daqui ainda mais oportuno e importante ǃ -- WPTBR (discussão) 20h20min de 6 de dezembro de 2016 (UTC)

  Discordo em alguns pontos, como a remoção da tabela de campeões, ela deve permanecer apenas oculta (o padrão utilizado nos artigos das demais séries do Campeonato Brasileiro) e não expandida (como estava quando foi iniciada esta proposta). Bem como as seções e subseções: "Melhores campanhas", "Participações" (que, diferentemente do artigo principal, é apenas um resumo com os vinte clubes que mais participaram do campeonato) "Total de temporadas entre os quatro primeiros", "Campeões invictos", "Sobre os campeões", "Sobre as partidas finais" e "Sobre clássicos", pois as informações e estatísticas contidas nessas seções têm relevância para quem se interessa pela história do Campeonato Brasileiro.   Concordo com exclusão das seguintes seções e subseções: "Artilheiros", "Maiores goleadas", "Na Era dos pontos corridos (desde 2003)" e "Participações na Série A no modelo atual", por serem exatamente iguais aos seus respectivos artigos principais. SEPRodrigues (discussão) 12h06min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

@SEPRodrigues: Apesar de não termos chegado num consenso geral, fiz algumas alterações iniciais no artigo eliminando as seções e subseções sugeridas, porém creio que o artigo está longe do ideal! A começar pelo número absurdo de curiosidades que estão distribuídas ao longo do artigo! Também creio que ainda exista muita redundâncias, mas, é complicado fazer alterações massivas em artigos populares como esse! — Raphael Figueira (discussão) 21h52min de 22 de dezembro de 2016 (UTC)
@Raphael Figueira: Não recomendo a alteração das demais seções para evitar a retirada de informações relevantes que possam está contidas nelas. Concordo que realmente é muito complicado fazer alterações massivas no referido artigo, e acredito que seria bastante benéfico se houvesse uma participação de peso nessa discussão para que através das diversas opiniões se chegasse a um consenso sobre quais alterações devem ser feitas. Mas infelizmente a participação dos editores deixa a desejar! SEPRodrigues (discussão) 23h20min de 22 de dezembro de 2016 (UTC)

  Indicação Faço um convite aos usuário @Alexandre M. B. Berwanger: e @SEPRodrigues: que estavam participando da discussão aqui que também participem com a gente desse debate! — Raphael Figueira (discussão) 18h37min de 6 de dezembro de 2016 (UTC)

  Discordo, e não houve consenso para a lista ser apagada como foi, usando como argumento essa discussão. As listas enriquecem as páginas. Infelizmente estou sem tempo de me alongar em discussões, por problemas pessoais, mas fica registrada a minha opinião comentário não assinado de Alexandre M. B. Berwanger (discussão • contrib) 08h55min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Comentário @Alexandre M. B. Berwanger: amigo, não vou entrar em uma guerra de edição com você, não quero me desgastar com esse assunto, mas isso já vem sem discutido a muito tempo e sim, houve um consenso parcial com um dos poucos opositores ao projeto que é o @SEPRodrigues:. Caso você não saiba ou pouco conheça a Wikipédia não encoraja redundância de informação, e o que mais tem nesse artigo é isso! Alias nada foi apagado, apenas foi eliminada páginas redundantes! Por fim, se você não tem tempo para discutir o assunto, não faça reversões nas edições, pois, isso vem sendo tratado desde muito antes de você opinar aqui! — Raphael Figueira (discussão) 16h33min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
Para mim, como a Wikipédia é uma enciclopédia colaborativa, considero apagar informações colocadas por terceiros no mínimo anti-fraterno, se não em desencontro a própria filosofia que norteia a sua existência, que é a democratização das informações. O que é redundância para mim, que trabalho com números há 31 anos, ou para você, não me parece ser para a grande maioria do povo brasileiro, que creio não ter condição de analisar tabelas com profundidade e precisa de ver a informação mais detalhada em tabelas específicas. Não acredito que esse aqui seja o melhor lugar para debater, se não nas páginas de discussão dos artigos, onde participam todos os que colaboram e se interessam por ele, no caso deste artigo, muitos editores e não o universo pequeno dos que se manifestam aqui. A guerra de edição não é comigo, pois as suas edições já haviam sido revertidas por outro editor. Apenas considerei a sua posição de usar esta página de discussão como justificativa para valer a sua opinião e reverter a edição dele, indevida, pois os debates aqui não demonstram o consenso que apoie isso. Como já disse acima, estou sem tempo para debates e já havia escrito isso no resumo da edição da reversão.

Atenciosamente, Alexandre M. B. Berwanger (discussão) 21h08min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)

@Alexandre M. B. Berwanger: Sim o principio da Wikipédia é a colaboração, mas isso não significa que a Wikipédia é um lugar sem regras que qualquer um pode colocar o que quiser (Wikipédia:O que a Wikipédia não é) sem padronização (Wikipédia:Livro de estilo). Aqui não está sendo em momento algum discutida as informações na sua maioria (com exceção das curiosidades, as quais nem foram alteradas nessa última edição), está sendo discutido a duplicação descarada de informação. Citação: (...) que é a democratização das informações. O que é redundância para mim, que trabalho com números há 31 anos, ou para você, não me parece ser para a grande maioria do povo brasileiro, que creio não ter condição de analisar tabelas com profundidade e precisa de ver a informação mais detalhada em tabelas específicas. Você fala tanto de democratizar, mas você mesmo não está sendo democrático, lembre-se clamor popular não é unanimidade aqui, isso tem outro nome: populismo, e a Wikipédia é regida por imparcialidade (Wikipédia:Princípio da imparcialidade)! Essa sua fala faz parecer que eu exclui alguma coisa, e não foi o que aconteceu, qualquer pessoa com a minima capacidade cognitiva pode acessar as informações direto do artigo utilizando a predefinição  Ver artigo principal! Também não acredito que esse seja o melhor lugar para se debater, tanto que eu abri um debate aqui Discussão:Campeonato Brasileiro de Futebol#Redundância de Informação antes de utilizar a Esplanada, porém, as únicas pessoas que participaram foram você e o @SEPRodrigues:. Citação: A guerra de edição não é comigo, pois as suas edições já haviam sido revertidas por outro editor. E por que elas já haviam sido revertidas? Porque o usuário que reverteu, além de ter um histórico extenso de reversões contraditórias, foi bloqueado 3 vezes nos últimos meses. Tanto é que não foi justificada a primeira reversão e eu voltei a versão que eu fiz! Se essa é sua justificativa para reverter minha edição e isso para você é ser democrático, então me desculpa, você não está sendo, isso que você fez foi arbitrário! Pouco me importa se você tem ou não tempo para debates, não entre em um debate se você não tem tempo, pois essa informação é irrelevante aqui... — Raphael Figueira (discussão) 14h51min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a proposta de limpar o tópico de Raphael Figueira. Há muita informação que deveria ser movida para outros artigos. Um exemplo é a seção Campeonato_Brasileiro_de_Futebol#Campeões. No artigo bastaria ter a lista dos campeões por ano e total de títulos (vice-campeonato não é título!) por clube, assim como é no artigo destacado da en:Premier_League#Champions. —Alan Moraes (discussão) 11h47min de 3 de janeiro de 2017 (UTC)

Tipo Sanguíneo disponibilizado na "Info Biografia"

Gostaria de sugerir que a informação do tipo sanguíneo de pessoas nas biografias fosse disponibilizado na "Info/Biografia"...

Pois cada vez mais a genética esta ligada a diversos fatores... Ibirapuera (discussão) 14h45min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)IbirapueraIbirapuera (discussão) 14h45min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

No Wikidata, já foi foi discutida e criada uma propriedade exclusivamente para os casos em que há fontes confiáveis. A discussão de lá traz argumentos que também podem se aplicar aqui (por exemplo, se a informação já está acessível publicamente em fontes secundárias, já não é uma informação privada). Helder 10h51min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Quase favorável Dada a dificuldade de se verificar dados desse tipo, concordo apenas se a adição for feita com base exclusivamente no que constar na propriedade do Wikidata, pois vândalos raramente atuam por lá. Caso contrário, começariam a adicionar desenfreadamente o tipo sanguíneo em qualquer biografia, o que serviria apenas para aumentar a carga de patrulhadores e reversores. Resumidamente, poderia ser colocado na {{Info/Biografia}} um parâmetro que adicionasse automaticamente o tipo sanguíneo na infocaixa ({{#property:P1853}}), sem que fosse possível editá-lo ou adicioná-lo diretamente pela infocaixa, mas apenas pelo Wikidata. --ArgonSim (discussão) 22h07min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

  Discordo Além de ser uma informação médica privada, não estou a ver qual é exatamente o interesse enciclopédico. Quintal 22h23min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

  Discordo, pois muitas vezes se questionam sobre não deixar o artigos, tais como biografias informações supérfluas, como aquelas que aparecem em currículos. Informações desse tipo, creio eu, que seja muito pessoal, e quem quer saber tipo sangiíneo de alguém? Alessandro Silva (discussão) 00h02min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Discordo não é uma informação enciclopédica, propícia para edições sem fontes. Informação deste tipo é incomum na internet e vai ser motivo de diversas especulações. O "R" Aliado 00h29min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Discordo sem interesse enciclopédico. Tetraktys (discussão) 03h28min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Discordo dado não enciclopédico, ainda que fosse não haveria disponibilidade de fonte para confirmar. Ao leitor comum da Wikipedia é uma informação sem utilidade. Geanàs ordens 03h49min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Discordo com os outros. Dado irrelevante enciclopedicamente. Não somos revista sensacionalista nem site de fofocas para abrigar esse tipo de informação.-- Leon Saudanha 14h42min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

Migrar Aviso-médico para Info/Patologia

Estava sendo discutido aqui (2007), aqui (2008), aqui (2008), aqui (2009), aqui (2011), aqui (2015) e aqui (2016) o destino do {{Aviso-médico}} em artigos sobre medicina, mas não parece ter havido consenso ou alguma decisão tomada até então. Proponho, portanto, que o uso da predefinição seja novamente revisto, haja vista que:

  • A metapredefinição utilizada, {{ambox}}, está configurada com o parâmetro |tipo = conteúdo, majoritariamente utilizado em avisos de manutenção no artigo (como {{parcial}}, {{revisão}}, {{parcialcontroverso}}, {{sem-fontes-bpv}}, {{mais notas-bpv}}, {{sem notas}}, {{não enciclopédico}} e {{sem-fontes}}). Assim, nota-se a disparidade entre seu uso recorrente e como está sendo empregada no momento em {{Aviso-médico}}: No primeiro caso, basta corrigir o artigo para então remover o aviso de manutenção; no segundo, o artigo poderia estar em destaque e ainda assim se exige que esteja marcado com o aviso.
  • Da maneira como está formatada, pode causar erros na apresentação do artigo, como o que ocorre em Eritema, onde o conflito entre a infocaixa e o {{Aviso-médico}} faz com que um espaço em branco enorme seja adicionado ao corpo do texto. O mesmo ocorreria se em vez da infocaixa fosse uma imagem ou qualquer outro objeto flutuante.
  • Como argumentado em 2008 por Jp, a prática é pouquíssimo difundida em outras wikis (e até desencorajada), e está servindo como precedente para outros disclaimers, como: "Aviso: a Wikipédia não dá conselhos jurídicos", "Aviso: a Wikipédia não conheceu este indivíduo pessoalmente" e "Aviso: a Wikipédia não possui registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia". Ademais, Explosivos primários e secundários, um artigo com potencial destrutivo muito maior, não conta com nenhum aviso desse gênero. Hiperbolicamente, seria necessário alertar por um {{Aviso-morte}} no artigo destacado Água que aspirá-la é muito arriscado, e que fazê-lo colocaria sua vida em risco.
  • Em 2005, uma votação decidiu por excluir um aviso praticamente igual, porém para automedicação, tendo sido aprovada unanimemente com 15 votos favoráveis à sua remoção. Entre os argumentos utilizados para sua remoção, estava o fato de que o uso da predefinição feria o princípio da imparcialidade, pois dava a entender que a Wikipédia estaria tentando coagir seu leitor a fazer ou não algo, e que apenas a consulta à classe médica é realmente indispensável.
  • O leitor casual da Wikipédia raramente dá atenção a avisos e notas. O status quo poluído da Internet condicionou-nos a ignorar quaisquer quadrados alarmantes que apareçam numa página, seja um aviso sobre o risco da automedicação ou uma propaganda sobre descontos na Black Friday. Da mesma maneira que muitos nunca clicaram em Avisos gerais no rodapé do site (e é quase certo que você sequer sabia que esse link estava lá), são poucos os que já leram por completo o texto em {{Aviso-médico}}, e menos ainda os que já passaram do primeiro parágrafo em WP:Aviso médico.
  • O uso da predefinição põe em risco toda a credibilidade do artigo, sugerindo que este não possui função alguma. Afinal, se o aviso tem como meta alertar a pessoa para ficar cético quanto a todo conteúdo da página em questão, para que serve aquele artigo, se há um atestado declarando que nada nele é confiável? Se o que está exposto no artigo de fato não é confiável, este deve ser revisado urgentemente — não por colocar em risco a saúde de um indivíduo, mas simplesmente por ferir o princípio da verificabilidade.

Mais por responsabilidade jurídica que por preocupação que a eliminação do aviso acarrete algo, proponho que este seja incluído ao final da infocaixa {{Info/Patologia}}, de maneira semelhante ao que é feito na wiki-fr, wiki-es, wiki-af e wiki-gl. Para isso, criei duas predefinições diferentes, que podem ser vistas postas em prática aqui:

A infocaixa {{Info/Química}} faz uso de um recurso extremamente semelhante a esse, e até hoje ninguém da Wikimedia foi preso por incentivar a overdose por clonazepam. A outra solução seria simplesmente abolir esse aviso, o que já foi feito na maioria das wikis que consultei. --ArgonSim (discussão) 19h24min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário São usuários ativos que participaram das discussões/votações passadas: Lord Mota, Antero de Quintal, Gato Preto, Leon saudanha, Danilo.mac, Giro720, Usien6, João Carvalho, Contreiras45, Kleiner, !Silent, Darwinius, Vitor Mazuco, Burmeister, FML, Barão de Itararé, André Koehne, DutchDevil, Nice poa, Gerbilo, GoEThe, Mwaldeck, Albmont, Vini 175, GRS73, RafaAzevedo, Carlos Luis M C da Cruz, Lechatjaune, Stegop, Hermógenes Teixeira Pinto Filho, Gonçalo Veiga, MachoCarioca, Robertogilnei e Garavello. --ArgonSim (discussão) 19h25min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Sem mais delongas. eu era a favor de migrar esse aviso para a discussão, mas acho que na infobox fica melhor realmente. !Silent (discussão) 20h11min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

@!Silent: Para qual das duas versões: a discreta ou a completa? --ArgonSim (discussão) 20h17min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)
Completa. !Silent (discussão) 20h23min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo findemos com isto duma vez por todas. Apoio pelos argumentos dados que fazem todo o sentido; acho bem os dous modelos apresentados pelo ArgonSim, pessoalmente prefiro a versão completa embora as duas estejam bem. O ideal seria abolir o aviso mas não seria correcto visto que os "avisos gerais" estão numa localização pouco estratégica. Gato Preto trovai-me! 20h22min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo - Acabar com esses avisos de vez. Se insistirem muito na sua existência, aceito a versão discreta. --João Carvalho deixar mensagem 21h04min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Seria adequado que a predefinição {{Aviso-médico}} fosse reaproveitada para casos em que um usuário — anônimo ou registrado — pede conselhos médicos pela página de discussão de um artigo, como o que ocorreu aqui. A predefinição poderia ser adaptada ao formato de mensagens de aviso em PDU, seguindo a formatação desta aqui, por exemplo, mas com   no lugar de  . --ArgonSim (discussão) 21h13min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo, o modelo do Aviso-PE é uma boa base de partida. Gato Preto trovai-me! 21h34min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário

  1. Eu discordo de se recriar o aviso na infobox. No passado, o aviso já esteve no rodapé (exatamente da forma que se propõe aqui) e já foi removido há bastante tempo. As razões porque discordo são as mesmas pelas quais toda a gente aqui discorda da presença do aviso no artigo. Dito de outra forma: eu concordo com toda a gente nesta discussão: é este "aviso" em si que não faz nenhum sentido. Portanto, perante essas razões é indiferente se ele fica em cima, em baixo, à esquerda, à direita, numa caixa azul, numa caixa laranja ou dentro da infobox. O problema é o aviso e a sua a presença na página, seja em que parte da página for.
  2. Esta tag, totalmente contrária ao propósito de uma tag de manutenção, foi inserida em massa nos artigos entre 2009 e 2010. Desde aí tem sido sistematicamente removida. Hoje em dia é extremamente raro encontrá-la em artigos de qualidade 4, ABs ou ADs. No entanto, devido ao spam em massa ainda subsiste em inúmeros artigos. Mas quem tiver interesse é só ir remover.
  3. Dito isto, existem inúmeras possibilidades de se transformar o aviso em qualquer coisa de realmente útil. Por exemplo, uma tag de manutenção para artigos de medicina que realmente estejam escritos de forma indevida, ao oferecer conselhos ou guias de tratamento. Ou, como sugeriram em cima, um aviso para PDUs. Concordo com qualquer coisa. Quintal 23h45min de 11 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo com a criação de um aviso de manutenção específico a artigos médicos problemáticos, de maneira análoga aos avisos de manutenção {{sem-fontes-bpv}} e {{mais notas-bpv}}, específicos para biografias de pessoas vivas.
  Neutro quanto à remoção definitiva de um aviso médico nas páginas, pois imagino ser difícil que se atinja um consenso a respeito (nove anos se passaram e nada até agora). --ArgonSim (discussão) 05h03min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com o aviso médio na infocaixa --Usien6 15h28min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

@Usien6: Para qual das duas versões: a discreta ou a completa? --ArgonSim (discussão) 17h10min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)
@ArgonSim: Talvez "Leia o aviso médico" apenas, para "mandar" que o usuário acesse a página com o texto completo --Usien6 19h21min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Apoio levar o aviso para uma nota, tal como Usien6 propôs, para a infocaixa.   Concordo também em haver um aviso para artigos que levianamente se proponham substituir um médico e outro para quem pedir conselhos médicos na Wikipédia. --Luan (discussão) 22h44min de 12 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com o existência do aviso médico e com sua transferência para a infocaixa, especialmente por questão de estética. Não tenho opinião formada sobre o aviso a utilizar ser o discreto ou o completo... na minha opinião os dois são bons. Nice msg 02h15min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)


  Concordo, com a substituição do aviso para textos mal escritos/sem fontes para manutenção. André Koehne (discussão) 23h07min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)

Já fui em tempos idos a favor do aviso chamativo, hoje sou contra. Continuo achando necessário que as pessoas saibam que as informações aqui podem ser 100% corretas e podem ser 100% erradas, por isso não se pode confiar nelas cegamente. Quero dizer, também não se pode confiar cegamente em nenhum estudo, livro ou profissional, mas nestes casos sempre há um responsável (o profissional tem seu nome a zelar, bem como a editora ou autor da obra). Na Wikipédia não existe o mesmo senso de responsabilidade, por isso o risco é maior. Mas passei a ser contra porque aprendi e fui totalmente convencido de que os avisos são totalmente ignorados pelos leitores. Quem é esclarecido não precisa do aviso. Quem precisa do aviso não o lê ou não dá valor ao que ele diz. Portanto, fico favorável a qualquer proposta de remoção/discrição. Kleiner msg 12h35min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo, com o uso deste aviso na infobox tanto faz o completo ou o resumido. Mas deverá ser utilizado também na {{Info/Química}}. Barão de Itararé (msg) 10h36min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

@Barão de Itararé: Já existem duas ligações ao aviso médico na {{Info/Química}}: uma ao topo e uma embaixo, mas ambas são bem discretas. --ArgonSim (discussão) 12h20min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

@!Silent, Gato Preto, João Carvalho, Antero de Quintal, Usien6, Luan, Nice poa, André Koehne, Kleiner e Barão de Itararé: É consenso unânime que {{ambox}} é inadequado como veículo do aviso médico, mas não foi comum a todos o que deve ser feito com ele. Alguns propuseram que a ligação ao aviso fosse feita com a versão completa, enquanto outros optaram pela versão discreta, por qualquer uma ou pela sua remoção por completo.

Proponho, se todos estiverem de acordo, que a versão discreta ligeiramente modificada seja utilizada como infocaixa para artigos sobre patologia, com   Leia o aviso médico no rodapé. Proponho, também, a adoção de três novas predefinições: {{Aviso-med}} (aqui) serviria como aviso em PDU para usuários que pedirem conselhos médicos em discussões de artigo ou outros lugares, como o que ocorreu nesta discussão. As outras duas, feitas com base em avisos de manutenção para biografias de pessoas vivas, seriam utilizadas em artigos sobre saúde: {{Sem-fontes-med}}} (aqui) categorizaria o artigo em !Artigos sobre tópicos de saúde sem fontes desde mmmm de aaaa, !Artigos de saúde que carecem de fontes e !Artigos de ciência que carecem de fontes; enquanto {{Mais-notas-med}} (aqui) categorizaria o artigo em !Artigos sobre tópicos de saúde que carecem de notas de rodapé desde mmmm de aaaa, !Artigos de saúde que carecem de notas de rodapé e !Artigos de ciência que carecem de notas de rodapé. Sugestões quanto aos textos e categorias adicionadas são sempre bem-vindas.

Caso concordem, será necessário apenas transferir os códigos para as páginas correspondentes, derivar as documentações a partir de avisos de manutenção semelhantes, adicionar <noinclude> em {{Aviso-médico}} e, com um bot, retirar a predefinição depreciada de seus afluentes no domínio principal. --ArgonSim (discussão) 12h20min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com tudo que foi proposto acima. !Silent (discussão) 12h41min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo com o exposto acima. Gato Pretotrovai-me! 13h55min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo com esta última proposta de ArgonSim. Luan (discussão) 17h12min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário Não vejo qual é a necessidade de criar novas marcas ou de usar categorizações que não seguem o padrão atual. Isso só vai causar barafunda, principalmente se a moda pega, pois vão aparecer uma série de marcas. O padrão atual é, por exemplo, para ciência: {{mais notas||ci|data=dezembro de 2016}} categoriza em Categoria:!Artigos de ciência que carecem de notas de rodapé e em Categoria:!Artigos que carecem de notas de rodapé desde dezembro de 2016.
Concordo que se crie um novo código de categorização (p/ex: "saúde") equivalente ao "ci" para ciência. Por sua vez as categorias associadas seriam subcats das de ciência.
Entretanto sugiro ao ArgonSim que não altere {{Manutenção/Categorizando por assunto}} enquanto não se decidir o que fazer --Stegop (discussão) 21h54min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

@Stegop: O problema em se utilizar o {{mais-notas}} genérico é que a categorização extra em saúde e/ou ciência seria feita apenas se o editor que adicionasse o aviso de manutenção colocasse na marcação o(s) parâmetro(s) correspondente(s) à(s) categoria(s). Muitas das pessoas, no entanto, utilizam o FastButtons para a marcação de artigos, o qual não oferece suporte para essa função específica. Se a categorização em saúde passasse a ser opcional, o propósito único de utilizá-la como compilação de todos os artigos médicos marcados como problemáticos não seria cumprido, já que apenas os poucos com {{mais notas||saúde|data=mmmm de aaaa}} estariam ali.
O outro motivo para que se crie avisos de manutenção é justamente para que haja um texto específico a artigos de saúde que são problemáticos, com ligações a páginas específicas ao assunto e reforçando que passagens de aconselhamento que carecem de fontes deverão ser removidas, não sendo igualmente viável marcá-las com {{carece de fontes}} ou predefinições do gênero. Da mesma maneira que informação difamatória tem caráter extremamente danoso ao projeto — o que justifica a existência de {{mais-notas-bpv}} e {{sem-fontes-bpv}} — achismos médicos e pseudocientíficos são igualmente prejudiciais, e estariam mais bem-assinalados se acompanhados por um aviso de manutenção específico (não que este seja essencial).
Quanto à modificação do código em {{Manutenção/Categorizando por assunto}} e em {{Manutenção/Categorizando por assunto/subcats-doc}}, fi-lo mais para ver se seria possível criar uma nova categoria específica para artigos de saúde do que como mudança definitiva. Como citado, usei como base as categorias adicionadas automaticamente com {{mais-notas-bpv}} e {{sem-fontes-bpv}}, isto é, !Biografias de pessoas vivas que carecem de mais fontes desde mmmm de aaaa e !Biografias de pessoas vivas sem fontes desde mmmm de aaaa. O padrão seguido foi o que já era utilizado por essas duas predefinições; a única mudança feita foi em |Tipopágina=Biografias de pessoas vivas, alterado para |Tipopágina=Artigos sobre tópicos de saúde.
Fiz o possível para que essas novas predefinições fossem equivalentes às que já são amplamente utilizadas, com o único empecilho de que a criação de novas categorias em {{Manutenção/Categorizando por assunto}} não está documentada, agravado ainda mais pela bifurcação estranhíssima na adição de categorias, feita tanto por {{{#if:{{{categoria|}}}}} como por {{#switch:abreviação|{{#lc:{{{2|}}}|{{{3|}}}|{{{4|}}}...=}}}} (com algumas [ambiente|,amb; arte|,arte; biografia|,bio] redundantes entre os métodos)
Não vejo como a adição desses dois avisos de manutenção serviriam de pretexto para a criação de mais e mais e mais. Não enxergo essa bola de neve como algo possível e até mesmo provável. A propósito, já viu o número absurdo de avisos de manutenção que o Twinkle da wiki-en disponibiliza? R: (76 no total). Isso sim é barafunda. --ArgonSim (discussão) 00h47min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

Ativar a opção de bloqueio para os filtros de edição

Prezados,

Proponho solicitar a ativação do recurso de bloqueio para os filtros de edições. Com o recurso ativo, será possível bloquear por um período de tempo configurado no phabricator um IP ou conta nova, que atingir uma determinada quantidade de disparos num intervalo de tempo (variável configurada localmente).

Principais questões:

1) Como fica registrado tais bloqueios?

R: O Mediawiki gera uma pseudo-conta denominada Filtro de edições D​ C​ E​ F que efetuará tais bloqueios. O registro fica disponível do mesmo modo que para outros editores.

2) Os IPs bloqueados serão avisados em sua PDU?

R: Não, mas é possível configurar um robô para monitorar a atividade da conta e avisar, caso a comunidade considere necessário. Não faz parte do escopo desta proposta tal recurso (robô).

3) Qual o período de tempo ideal?

R: Fiz uma estimativa para o filtro 10 que 92% dos vândalos desiste depois de 15 min. Portanto, o pedido inicial é que o bloqueio seja de 1h. Todos os filtros que utilizarem o recurso utilizarão este período de tempo.

4) Quantas tentativas em que intervalo podem ser feitas antes do bloqueio ser efetuado?

R: Esta variável é configurada localmente para cada filtro. Inicialmente, fiz um levantamento para o filtro 10 (caracteres repetidos) e é possível ativar para os IPs que dispararam o filtro mais de 6 vezes num intervalo de tempo de 1h. Pode parecer alto, mas a redução deste número depende de analisar este registro e identificar em que situação há incidência de editores bem intencionados a disparar o filtro. Não é consensual a taxa de acerto do filtro mas até o momento tenho imaginado algo em torno de 98%. Tenho a expectativa de ser possível efetuar o bloqueio a partir de 3 disparos do filtro.

5) Quais outros filtros podem utilizar o recurso?

R: A expectativa é de utilizar nos filtros de xingamentos (7, 18, 70, 141, 143, 144), mas isso depende de análise individual do filtro.


Discussões anteriores (em outros espaços):Próximo nível, segunda tentativa e esboço desta proposta.

Quem tiver outras perguntas, pode colocar nesta parte de cima para dar visibilidade a questão, comentários gerais na parte debaixo. Sds, OTAVIO1981 (discussão) 22h46min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)


  Concordo vai ajudar muito contra vândalos insistentes. Além disso, quando essa capacidade estiver ativa para filtros de xingamentos vai servir também contra aqueles vândalos cujas ações só são registradas nos filtros, não sendo efetivadas.-- Leon Saudanha 23h01min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo mas a conta mencionada já foi registrada. --Filtro de Edições (discussão) 23h15min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)  Esse comentário foi inserido por um fantoche de Matheus de Sousa Lopes}

@Filtro de Edições: existe como você mudar o seu nome pedindo em Wikipédia:Renomeação de conta, só não sei se o nome Filtro de Edições ficaria disponível para registro após isso, também não sei se depois de mudado o nome se poderia mudar de novo, eu acho que só se pode trocar de nome uma vez só não sei. Fox de Quintal FQ (discussão) 23h50min de 13 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo. Essa ideia do Otávio é de uma necessidade sem par para a estabilidade da Wikipédia. E sobre a conta, essa conta pode ser usurpada. É mais uma brincadeira sem graça de um banido querendo tumultuar a Wikipédia. Edilson Vinentefale comigo 00h09min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)

@EVinente: Não se preocupe com a conta, a conta criada ficou com Edições em maiúsculo e a pseudoconta está em minúsculo da próxima faz direito. Mas   Aprovo a proposta, e espero que resolva esses problemas. Mr. Fulano! 🔔Fale Comigo📩 12h46min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo vai ser muito útil para combater vandalismo, bela iniciativa do Otavio. Bia Alencar Mensagens 13h36min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)

  Pergunta Vejo que muitos novatos "se batem" quando tentam adicionar a sigla "Cu" referindo-se ao elemento cobre. Essas tentativas também seriam "pegas" por essa proposta? --Usien6 20h39min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)

@Usien6:, não. Filtros que lidam com a situação de falsos positivos não devem ter esta opção de bloqueio ativada.OTAVIO1981 (discussão) 22h20min de 14 de dezembro de 2016 (UTC)
Nesse caso,   concordo Também seria interessante exibir uma mensagem que explique claramente que a insistência implicará no bloqueio --Usien6 13h37min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário: 1) Os usuários que forem bloqueados tem que ser avisados, e já que é para avisar que seja a mesma conta que vai bloquear o usuário.

2) Este programa deverá ser sempre analisado, pois qualquer errinho na programação fará que usuários sejam bloqueados injustamente, e mesmo que se ache que o programa já estiver perfeito não estará, sempre mesmo assim deverá ver uma forma de melhorar este programa.

3) Coloque mensagens de reversões também.

Conclusão: se forem fazer este robô o façam completo e bem feito, algo que sempre seja o melhor. Fox de Quintal FQ (discussão) 01h19min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)

1) O único aviso que será exibido será na própria interface do MediaWiki, do mesmo modo que é feito para filtros com outras configurações.
2) Concordo. O recurso só será ativado nos filtros com uma margem de erro próxima de zero.
3) Não. O filtro não faz reversões.
4) Não é um robô.OTAVIO1981 (discussão) 09h30min de 15 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo. Quanto ao uso em filtros de xingamentos, acredito que num primeiro momento só seria possível nos filtros 7, 143 e 144, que possuem zero (ou praticamente isso) de falsos positivos. Os filtros 18, 70 e 141 ainda acusam uma quantidade um pouco mais considerável de falsos positivos que não deve ser desprezada, porém os três possuem termos que claramente nunca seriam usados num contexto válido, então estes poderiam ser reorganizados num novo filtro, talvez. !Silent (discussão) 13h14min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

Infobox Papa

Já verificaram que a infobox dos Papas é muito incompleta? Tem muito menos informações sobre os Papas do que há nas infoboxs dos bispos ou cardeais. Não tem por exemplo informação importante como datas/locais ordenação como diácono, padre e bispo, ou criação como cardeal. Não digo que tenha de ser uma infobox gigante como a da Wiki castelhana mas por ex se for como na inglesa já era melhor. Proponho incluir na infobox Papa estes e/ou outros dados. Que tal aproveitar o dia de anos do Papa para dar um jeito nisso? Dux Æ 16h16min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

Não vejo porque não ser ampliada, mas seria bom ouvir o que Jbribeiro1 tem a dizer sobre isso; ele é o nosso principal editor em assuntos sobre a Igreja Católica. Bia Alencar Mensagens 16h37min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

  Apoio. É um tema fundamental. A infobox tem de estar à altura. cósmicodisc 22h53min de 17 de dezembro de 2016 (UTC)

Maior divulgação dos PDAs

Olá.

Proponho que todos os PDAs passem a receber a mesma divulgação dada a pedidos de verificador e supressor. Ou seja, que todos os usuários com direito ao voto recebam avisos da votação, se assim o quiserem.

Historicamente os pedidos de administração contam com uma participação menor da comunidade. Porém, este problema se agravou nos últimos meses. Tivemos PDAs de ex-administradores que terminaram com menos de 25 votos. Está cada vez mais raro ver um PDA com mais de 30 votos. Ter 40 editores participando ficou para a antiguidade.

Este é um problema extremamente grave por vários motivos. Ter administradores aprovados com baixa participação da comunidade faz com que eventualmente a qualidade destes piore, pois uma parte considerável de editores votam a favor de tudo e sempre. E, muitas vezes, tais editores são pouco criteriosos. Lembrando que um administrador é aprovado com apenas 10 votos.

A experiência que tivemos com as votações de verificadores e supressores significou uma evolução, pois não apenas a participação traduzida em votos aumentou, mas também a participação com perguntas e a qualidade da avaliação. Pelos arquivos é possível atestar que pedidos foram rejeitados por mais editores. Não significa que a qualidade dos candidatos piorou, mas que pedidos que fracassariam com 6 votos contrários passaram a ser rejeitados por mais de 20. É extremamente desmotivante quando se tem um pedido mal sucedido como resultado de poucos votos. Mas quando essa parcela é alta, o candidato tem a garantia de que parte significativa da comunidade o disse "melhore aqui, não faça mais isso". Sem falar que uma votação com mais votos reduz a possibilidade de fraudes.

Por último, considero esta apenas mais uma etapa para aprimorarmos a avaliação dos candidatos e posteriormente a qualidade dos administradores. Espero que reflitam sobre isso e, claro, opinem também. Érico (fale) 05h03min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a sugestão do Érico, quanto maior a participação mais representativa é a opinião da comunidade. Quem não quiser receber avisos retire o nome da lista como eu fiz. DARIO SEVERI (discussão) 06h30min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a proposta e acho que devia ser extensível a todas as votações gerais (não contando com PEs e EADs). Para mim mais grave que a falta de votantes (que existe, é um facto) é a questão da integridade das votações, que com poucos votantes fica claramente sob maior risco de fraude. Já que a restrição anti-sock do direito ao voto não passou ao menos pode aumentar-se o número de votantes e assim diminuir o impacto dos votos fraudulentos. Gonçalo Veiga (discussão) 07h24min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a proposta. PDAs precisam da participação de grande parte da comunidade. WikiFer msg 08h41min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a proposta do Érico, a ferramenta de administrador é muito poderosa e deve ter o maior foco possível juntamente com os pedidos de verificador, supervisor. Mais participação geralmente implica mais pergunta e análise, por conseguinte a comunidade pode fiscalizar e pronunciar-se devidamente. Gato Pretotrovai-me! 10h49min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Tetraktys (discussão) 11h29min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo E além de mandar aviso (ao usuários que quiserem receber), colocar também em MediaWiki:Watchlist-details, para aparecer no topo das PVs. !Silent (discussão) 13h06min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo quanto mais participação da comunidade, melhor. Bia Alencar Mensagens 14h29min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Eu mesmo já tinha um projecto desse em mente, mas era para os pedidos de desnomeação. Só uma pergunta Érico, isto também valerá para pedidos de desnomeação e opinião? Mr. Fulano! 🔔Fale Comigo📩 03h40min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

@Mr. Fulano: Não propus acima. Após ler seu comentário passei a considerar relevante incluir os pedidos de remoção. Seria bom se você entrasse em contato com todos os editores que comentaram aqui para que eles também avaliassem sua proposta. Érico (fale) 03h55min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)
@DARIO SEVERI, WikiFer, Gonçalo Veiga, Gato Preto, Tetraktys, Bya97, Marcelo Victor, Fox de Quintal e Zoldyick: Concordam com que eu propus acima, em se avisar também os pedidos de remoção? Mr. Fulano! 🔔Fale Comigo📩 12h27min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo também. Bia Alencar Mensagens 12h30min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo também, com os de aprovação, remoção e opinião. Gato Pretotrovai-me! 14h18min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo também, com os de aprovação, remoção e opinião (2). WikiFer msg 17h15min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo também, incluindo os pedidos de aprovação, opinião e remoção. Gonçalo Veiga (discussão) 02h19min de 21 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo também, incluindo os pedidos de aprovação, opinião e remoção.comentário não assinado de DARIO SEVERI (discussão • contrib) 04h36min de 21 de dezembro de 2016 (UTC).

  Concordo com a proposta. Mvictor Fale 03h48min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Já fizeram algo igual, só que é só para eleger verificador de contas e supervisores e esqueceram os administradores. Fox de Quintal FQ (discussão) 16h31min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

@Érico: Já fizeram isso para verificadores de contas e supervisores, tem uma lista de pessoas que recebem mensagens, eu acho melhor utilizar a mesma lista, pois se alguém quiser parar de receber mensagens, será muito inconveniente ter que tirar o nome de duas listas.comentário não assinado de Fox de Quintal (discussão • contrib) 19 de dezembro de 2016, 16 horas e 35 minutos (UTC)

@Fox de Quintal: Sim. Isso está escrito nos primeiros parágrafos desta proposta. Érico (fale) 00h42min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo --Zoldyick (Discussão) 16h36min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo incluindo também pedidos de remoção. Vanthorn® 04h00min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Tetraktys (discussão) 13h09min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)

Ainda não cheguei a uma conclusão se haveria, de fato, uma real vantagem em ampliar a visibilidade em tais situações. Os pedidos para CH e oversighter demandam um quórum mínimo, daí a necessidade da divulgação estendida. Quanto aos pedidos de remoção de administradores, preocupa-me a exposição do usuário, a despeito dos benefícios inerentes que já foram apontados na discussão acima, além de algumas questões de ordem ética, a depender do motivo da remoção. Contudo, ainda não tenho uma posição a respeito. RadiX 02h30min de 21 de dezembro de 2016 (UTC)

Não é benéfico termos PDAs sendo decididos com uma participação mínima da comunidade. Conforme disse acima, quando se tem uma parte da comunidade que vota a favor de tudo sempre, é bem provável que a qualidade dos administradores piore com o tempo, pois a avaliação que deveria ser rígida não foi feita. Quanto aos pedidos de remoção, não considero uma exposição indevida, pois esses pedidos são abertos para debater a atuação do administrador e não ele em si. Ademais, é mais humilhante quando se tem as ferramentas removidas como resultado de uma baixa participação comunitária ou sem ter havido violação das regras. Ainda sobre os pedidos de remoção, acho muito importante que o envio das mensagens só poderia ser feito com o aval dos burocratas, que avaliariam se aquele pedido cumpre com as regras. Desta forma, ninguém será exposto indevidamente. Érico (fale) 02h39min de 21 de dezembro de 2016 (UTC)
Não apontei malefícios no modelo de divulgação proposto. Talvez porque não existam. Ou, talvez, porque o único problema seria a vulgarização de um processo criado para situações que demandam maior exposição em determinado ínterim, contrastando com os pedidos de aprovação de administradores, que ocorrem com maior trivialidade. Talvez a melhor solução fosse alterar esse sistema baseado em votações para outro apoiado em decisão por consenso. Os pedidos de aprovação de administradores constituem uma exceção entre os demais, desconsiderando-se os pedidos para verificador e oversighter, os quais, obrigatoriamente, requerem contagem de votos. RadiX 02h36min de 27 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo em aumentar a visibilidade dos pedidos de aprovação, opinião e remoção. Percebo isso como um avanço que implica principalmente na qualidade de avaliação. --Pap@ Christus msg 15h26min de 22 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Significa mais participação da comunidade--Agent010 (discussão) 03h40min de 8 de janeiro de 2017 (UTC)

Depois de mais de um mês de debate, está claro que houve consenso para a aprovação das mudanças propostas. Por eu ser o autor de uma das propostas, outro editor poderia implementar o consenso alcançado aqui? Obrigado. Érico (fale) 01h12min de 20 de janeiro de 2017 (UTC)

Como ninguém se manifestou, encerro esta proposta como aprovada por consenso unânime e aplicarei o resultado. Érico (fale) 02h01min de 26 de janeiro de 2017 (UTC)

Como isso vai ser implementado exatamente? Eu sugiro enviar uma mensagem única a todos informando sobre a possibilidade de inscrição numa determinada lista. Assim, os que quiserem vão se inscrevendo.—Teles«fale comigo» 16h46min de 26 de janeiro de 2017 (UTC)

Eu nem sabia da existência desta discussão de esplanada, que aparentemente, sem o meu conhecimento e sem qualquer explicação, decidiu usar uma lista na qual eu estava inscrito para outros propósitos. A isto habitualmente chama-se spam, e naturalmente que já removi o meu nome de lá, mas quero deixar claro que não considero o que aconteceu aqui, de todo, uma boa prática. No mínimo devia-se ter avisado quem está inscrito nessa lista que o propósito da mesma havia mudado, ou usar uma lista diferente em opt-in, como sugerido acima pelo Teles.-- Darwin Ahoy! 16h40min de 27 de janeiro de 2017 (UTC)
Essa página já existe e é usada há muito tempo para este mesmo propósito. Várias mensagens já foram encaminhadas contendo avisos sobre pedidos. Não gostar desses avisos é uma opção, da mesma forma que remover o nome da lista também é. Érico (fale) 17h10min de 27 de janeiro de 2017 (UTC)
Está escrito no cabeçalho dessa lista, de forma bem clara: "Esta lista contém o nome dos usuários que deverão ser notificados acerca das votações para a escolha de verificadores de contas e supervisores. Não deverá ser utilizada para outros fins." Hoje foi a primeira vez que essa lista foi usada para efeitos diversos do propósito com que foi criada, tanto quanto eu tenho conhecimento. Não considero o que você fez, Érico, uma atitude correcta, e desaprovo-a fortemente. Em todo o caso já me removi dessa bendita lista de spam, pelo que da minha parte o assunto está encerrado.-- Darwin Ahoy! 17h25min de 27 de janeiro de 2017 (UTC)
Está desatualizado. É só mudar. A comunidade decidiu, de forma unânime, que os PDAs merecem tanta visibilidade quanto os pedidos de verificador e supressor. Não há controvérsia aqui, só drama. Érico (fale) 17h27min de 27 de janeiro de 2017 (UTC)
A questão é que você ao implementar essa decisão daqui por sua conta usando essa lista, que não foi criada para esse efeito nem tampouco faz parte desta proposta, desvirtuou a decisão anterior sobre supressores e verificadores, de tal modo que quem, como eu, quer ser avisado sobre as eleições de supressores e verificadores, que são obviamente mais raras e mais importantes que as de administrador, agora tem que levar com esse spam dos PdAs. Não tem drama nenhum, só trapalhice e falta de visão da sua parte. Quando corrigirem isso, se alguma vez corrigirem, por favor me avisem para que volte a repor a minha inscrição na lista.-- Darwin Ahoy! 17h50min de 27 de janeiro de 2017 (UTC)
  • Para solucionar esse impasse, eu proponho que seja criada outra lista para os interessados em receber os avisos dos pedidos de administração. Algumas pessoas removeram seus nomes da lista hoje, após a divulgação do primeiro PDA nesses moldes, algo que não vinha ocorrendo nas últimas votações para verificador e supervisor. Se possível, o ideal seria perguntar aos inscritos na lista atual se desejam também ser notificados acerca dos pedidos de administração (opt-in) RadiX 18h04min de 27 de janeiro de 2017 (UTC)
  •   Concordo, essa parece-me ser a solução ideal. Pode ser enviada uma mensagem única a todos os participantes da lista de notificação de eleições de supressores e verificadores sugerindo a inscrição nessa segunda lista. Assim o incómodo é minimizado, e a informação chega a quem a quer.-- Darwin Ahoy! 18h09min de 27 de janeiro de 2017 (UTC)
Discordo. Cria-se outra lista mantendo todos os nomes da atual. Quem quiser que remova seu nome. Foi assim que ocorreu com a primeira lista e fazer o contrário para a segunda significa dar menor importância aos PDAs, o que é errado e a própria comunidade assim decidiu com esta proposta. E definitivamente não é de hoje que as pessoas removem seus nomes daquela lista - e isso continuará ocorrendo, o que é normal. Érico (fale) 18h16min de 27 de janeiro de 2017 (UTC)

  Concordo, pois além de propiciar uma maior participação da comunidade, na escolha de quem deve ajudar no desenvolvimento do projeto. D última vez que votei a favor em um candidato, me decepcionei. Infelizmente muitos se esquecem de que no informativo sobre administradores diz o seguinte: Citação: Os sysops não possuem "autoridade" em especial, sendo, portanto, iguais a todos os outros em termos de responsabilidade editorial. Alguns wikipedistas consideram os termos "operador de sistema" e "administrador" inadequados, uma vez que apenas indicam editores da Wikipédia a quem foram levantadas restrições de segurança e desempenho a umas quantas funções do software porque pareceram ser dignos de confiança. Isso acontece também com alguns reversores, que acham que as coisas tem que ser do jeito deles e ponto. Isso tem que acabar. Esse negócio de eleger qualquer um, sem capacidade de entender e sem capacidade de se manter imparcial é furada. Alguns querem favorecer seus apadrinhados e vice- versa. Alessandro SIL manda 10h22min de 28 de janeiro de 2017 (UTC-3).

  • Proponho então criarmos uma nova lista, a partir da lista atual, exclusivamente para os pedidos de administração e, em seguida, enviar uma mensagem a todos os "inscritos", informando-os acerca do procedimento aprovado e sobre a possibilidade de removerem o seu nome caso não queiram receber essas notificações. Será que teríamos um consenso dessa forma? RadiX 03h27min de 29 de janeiro de 2017 (UTC)
Também serão enviadas mensagens desse tipo aos inscritos da lista para pedidos de CU / OS? Isto é, pediremos se eles querem continuar recebendo as mensagens? Érico (fale) 13h04min de 29 de janeiro de 2017 (UTC)
O foco é a divulgação dos pedidos de administração por este método, que é algo novo. A maioria dos que não querem ser notificados sobre as votações para checkuser já removeu o seu nome da lista, mas não vejo problemas em consultá-los a respeito também. Eu, por exemplo, não quero ser notificado diretamente sobre os pedidos de administrador, mas quero receber avisos sobre os de checkuser/oversighter. RadiX 01h48min de 13 de fevereiro de 2017 (UTC)
A nova lista já foi criada e usada. Érico (fale) 01h54min de 13 de fevereiro de 2017 (UTC)

Acabar com as prorrogações de votação em Eliminações por Consenso


A seguinte discussão encontra-se encerrada. Por favor não a modifique Comentários posteriores devem ser feitos numa nova secção. Segue-se um resumo das conclusões obtidas nesta discussão. Proposta aprovada com apenas a oposição de Gonçalo Veiga, cuja proposta de adendo contou com apoio nulo.



Olá, editores!

Tenho observado que as PEs são muito ineficientes. Uma das coisas que observei e constatei é que as prorrogações de votações são inúteis! Para quem não sabe, o processo da PE funciona assim:

  1. 7 dias de discussão;
  2. 7 dias de votação, se a discussão for inconclusiva;
  3. 7 dias de prorrogação da votação, se a votação anterior não teve nenhuma opção com 4 apoiadores E 2/3 dos votos.

Desde 2015, na etapa de prorrogação, a contagem é por maioria simples, a fim de desestimular fantocharias. Inicialmente, era por 2/3 E 4 apoiadores, como na primeira etapa de votação. Porém, as estatísticas em que se basearam aquela proposta eram referentes a 100 PEs em 2012, época na qual a Eliminação por Consenso (EC) ainda não estava implementada.

Produzi, na minha página Usuário:MisterSanderson/Observatório das PEs/Consenso votado/2016-1, dados sobre todas as PEs fechadas nos 6 primeiros meses de 2016, que amontam a um total de 783.

PEs fechadas   Foram votadas   Votadas de novo   Votar de novo mudou algo
   783      →       62       →        29       →           2
                   7,91%             3,70%               0,25%

Não é muito trabalho, por muito pouco? Por conta de 2 PEs (Henrique Aparecido de Lima e Mari Alexandre) onde o "eliminar" que estava ganhando passou a ser um "manter", 29 foram prorrogadas. Se essas 29 que estavam inconclusivas tivessem sido fechadas como "inconclusivas" lá na primeira etapa de votação, e portanto as 29 páginas mantidas, evitava-se a prorrogação inútil sem perder nada: nem os artigos, nem o tempo dos voluntários, nem o esforço dos voluntários. E as PEs ficariam mais simples.

Se as 29 PEs tivessem sido fechadas como "inconclusivas" (ao invés de prorrogadas), isso significa que 4 PEs "eliminar" acabariam como "manter", vamos ver:

  1. Datamark Ltda.
    Antes de prorrogar: (3 votos) 3 eliminar (100%) x 0 manter (0%). (nenhuma opção atingiu o mínimo de 4 votos)
    Depois de prorrogar: (5 votos) 5 eliminar (100%) x 0 manter (0%).
  2. Psicologia cristã
    Antes de prorrogar: (25 votos) 16 eliminar (64%) x 9 manter (36%).(nenhuma opção atingiu a porcentagem mínima de 66% - 2/3)
    Depois de prorrogar: (29 votos) 18 eliminar (62%) x 11 manter (38%). Deu no mesmo, continuou sem os 66% - 2/3.
  3. Paulo Neves
    Antes de prorrogar: (2 votos) 2 eliminar (100%) x 0 manter (0%).(nenhuma opção atingiu o mínimo de 4 votos)
    Depois de prorrogar: (2 votos) 2 eliminar (100%) x 0 manter (0%). Deu no mesmo, continuou sem os 4 votos.
  4. Hablan por la Espalda
    Antes de prorrogar: (4 votos) 3 eliminar (75%) x 1 manter (25%).(nenhuma opção atingiu o mínimo de 4 votos)
    Depois de prorrogar: (4 votos) 3 eliminar (75%) x 1 manter (25%). Deu no mesmo, continuou sem os 4 votos.

Ora... Como vemos, 3 das 4 continuaram inconclusivas, e só não foram fechadas como tal por causa da mudança na regra para que se fechasse por maioria simples... Que alguma opção não tenha 66% dos votos, até pode-se aceitar, mas não ter nem 4 votos? Em 2 das 4, não apareceu ninguém mais pra voltar e o "placar" continuou o mesmo. Em 1, Datamark Ltda., é que o resultado "eliminar" foi devidamente confirmado. SÓ UMA.

Sabe, não existe mágica pra fazer as PEs se tornarem conclusivas... Se não apareceram nem 4 editores para votar numa opção, é porquê ninguém se importa com aquela PE. E se nenhuma opção consegue 2/3 dos votos (66,66...%), é porquê não tem como solucionar mesmo. Não adianta ficar prorrogando.

Então, é isso que proponho: quando a primeira etapa de votação for inconclusiva, fecha-se como inconclusiva e mantém-se o artigo por inconclusão. Quem não gostar, re-propõe a eliminação depois de 3 meses, como mandam as regras vigentes.

Houve já uma proposta sobre isto, feita pelo Leon saudanha em 15 de julho de 2015: Wikipédia:Esplanada/Arquivo/2015/Julho#Diminuir as duas semanas da fase de votação da PE. Na época, eu me opus pois queria estatísticas que comprovassem a inutilidade das prorrogações. Muito bem, eu mesmo as fiz e aí estão. Mudo meu posicionamento para   Concordo. --Mister Sanderson (discussão) 13h16min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo essas prorrogações em geral não mudam nada. Só servem para adiar aplicar uma decisão praticamente já estabelecida. Dispensável e redundante-- Leon Saudanha 13h28min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo e fico muito satisfeito de ver uma proposta que apresente dados e análise para explicar o benefício da proposta. Parabéns!OTAVIO1981 (discussão) 13h31min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo e também lhe dou os parabéns pelo belo trabalho feito em provar a ineficiência das prorrogações. Bia Alencar Mensagens 14h20min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo, eficiência é importante num projeto colaborativo. E se está provado que é ineficiente... --Luk3🔔📖 15h26min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a proposta pois se a prorrogação de uma votação não muda em nada no resultado final não tem porque continuar existindo, ou seja, encerrou os 7 dias iniciais de votação e não deu os 2/3 necessários, que encerre logo como   inconclusiva e está ótimo. WikiFer msg 19h07min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

WikiFer, não é só alcançar 2/3 de votos em uma opção, tem que alcançar pelo menos 4 votos também.--Mister Sanderson (discussão) 19h20min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)
@MisterSanderson: Exatamente, já que menos de 4 votos numa opção não é quórum suficiente de votação. WikiFer msg 19h28min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Tetraktys (discussão) 22h36min de 18 de dezembro de 2016 (UTC)

  Pergunta Se a proposta for aprovada, mudaria o prazo para que o artigo possa ser candidatado a PE novamente quando a anterior tiver sido   inconclusiva? --ArgonSim (discussão) 02h43min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

@ArgonSim: Mesmo com a proposta aprovada toda PE cujo resultado for inconclusiva, terá que esperar os 3 meses para reabrir novamente. WikiFer msg 02h46min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)
ArgonSim, ArgonNão, conforme escrito na caixinha amarela de destaque que tem a proposta dentro: Citação: Quem não gostar, re-propõe a eliminação depois de 3 meses, como mandam as regras vigentes. (grifo meu)--Mister Sanderson (discussão) 03h09min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

  Apoio Mr. Fulano! 🔔Fale Comigo📩 03h46min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

  Apoio --Zoldyick (Discussão) 03h55min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Excelente ideia! --Wikimasterbz Fale 13h27min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo. For God's sake. Edilson Vinentefale comigo 13h37min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

  Neutro Mesmo sem entender o porquê da pressa, fico indiferente --Usien6 18h25min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

Usien6, não é só buscar velocidade nos encerramentos, mas eficiência de gasto de recurso de voluntários: o tempo de vida deles (necessariamente finito), o tempo que dedicam ao projeto (e no qual poderiam estar fazendo outra coisa mais produtiva, como criando artigos), e o esforço necessário. Cada vez que uma votação precisa ser fechada, os eliminadores têm que ver se:
  • todos os participantes têm direito ao voto:
    • está logado?
    • editou pela primeira vez há mais de 90 dias da abertura da votação?
    • fez pelo menos 300 edições no domínio principal antes do começo da votação?
    • é sockpuppet?
    • o usuário votou com mais de uma conta dele?
  • alguma opção atingiu 4 votos - ok, é evidente, só olhar;
  • alguma opção alcançou 3/4 dos votos - somar o total de votos (18 eliminar + 11 manter = 29 votos) e fazer uma regra de 3 (18*100/29 = 62,06%, que é menor que 3/4 = 66,666...%)
Tudo isso à toa! Porquê não faz diferença de qualquer maneira. Da primeira vez, pode até ser necessário, mas fazer de novo pra prorrogação não é necessário e não traz vantagem. O que não traz vantagem, pode trazer desvantagem, como apontei.
No tempo que o eliminador perde checando tudo isso de novo, ele poderia fechar mais PEs. Ou menos eliminadores seriam necessários para dar conta da mesma carga de trabalho (menos campanhas "precisamos de eliminadores"). Ou eles teriam mais ânimo no serviço, por ser menos maçante... Ou cada eliminador teria uma carga de trabalho menor, terminaria o que tem de fazer e iria cuidar de outra coisa... Se o Einstein tivesse uma carga de trabalho muito pesada no escritório, ele não teria escrito a Teoria da Relatividade. Quem sabe temos um Einstein em   POTENCIAL, mas ele está ocupado com burocracia? (hahahahha)
Citação: artigo "Albert Einstein" escreveu: «Os textos do Ano Miraculoso são trabalhos acadêmicos que estabeleceram Einstein como um dos físicos mais importantes do mundo. Não só publicou artigos importantes nesse ano, mas também encontrou tempo para escrever outros 23 de revisão para uma série de revistas. Realizou tudo isso em seu tempo livre depois que chegava em casa do trabalho. No início de 1905 tinha 25 anos, era um homem de família, com dois anos de casamento, e encontrou tempo para pensar sobre física. Independentemente de como conseguiu concentrar-se com sua vida agitada, os resultados alcançados nesse ano foram notáveis. Estão entre os trabalhos mais profundos já publicados na física.» (grifos meus) --Mister Sanderson (discussão) 20h03min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)
@MisterSanderson: Se a questão é a de tempo dispendido analisando a validade dos votos, posso fazer um script que dê conta dos aspectos mais mecânicos… --Usien6 20h34min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)
Usien6, aprovada a proposta ou não, tudo indica que esse script seria bom para os eliminadores.--Mister Sanderson (discussão) 20h46min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo. Até o momento, nada me parece verificar a eficiência das prorrogações. • L‘éditeur? 18h59min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo. Com esses dados apresentados, é mais que óbvia minha decisão. cósmicodisc 22h31min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo José Luiz disc 19h16min de 20 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Já que é demonstrado que são ineficientes, as prorrogações tem que ser mesmo abolidas. --Pap@ Christus msg 03h15min de 21 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Com a ineficiência do prorrogamento das PEs mostrada tão detalhadamente, creio que a única opção lógica seria extingui-la. --Hume42 03h35min de 21 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Celeridade num projeto como o nosso é sempre importante, então se algo é ineficiente, corta-se ou reinventa. !Silent (discussão) 14h14min de 22 de dezembro de 2016 (UTC)

  Neutro - Uma vez que discordo em absoluto de qualquer sistema de votações para definir o que deve ou não constar do projecto, é-me perfeitamente indiferente se estas são prorrogadas ou não.-- Darwin Ahoy! 14h58min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)


A discussão acima encontra-se encerrada. Por favor não a modifique. Comentários posteriores devem ser feitos numa nova secção.


Como está o andamento dessa proposta? Foram feitas as alterações nas políticas? Ao mínimo falta a alteração do texto padrão das PEs. Chico Venancio (discussão) 18h37min de 19 de fevereiro de 2017 (UTC)

Chicocvenancio, já fiz alterações nas políticas e predefinições, mas não sei se faltou algo. Eu não tinha atualizado aqui pois o Gonçalo Veiga estava enchendo o saco com a proposta sem apoio dele, e eu estava sozinho tendo que lidar sozinho, então preferi não voltar à página e deixar ele quieto.--Mister Sanderson (discussão) 21h08min de 20 de fevereiro de 2017 (UTC)
Faltou o Wikipédia:Páginas para eliminar/Novoapagar. Eu faria as edições, mas ainda não compreendi completamente porque alguns entenderam que essa proposta passa o limite para maioria simples de votos. Chico Venancio (discussão) 00h32min de 21 de fevereiro de 2017 (UTC)
Chicocvenancio, a primeira etapa de votação tem uma regra de contagem (2/3 dos votos), e a segunda etapa (abolida) tinha outra regra de contagem (50%+1) desde 2015. Uma pessoa (abaixo) entendeu que acabar com a prorrogação acaba com o 50%+1 e que isso é um problema, mas ninguém concordou com essa pessoa sobre isso ser um problema. Se você vir algum problema nisso, diga. Atualmente não tem nem porquê discutir.
Eu cheguei a mexer na Wikipédia:Páginas para eliminar/Novoapagar sim, dia 6 de fevereiro. Agora revisei e tirei mais um pedaço sobre prorrogação. Falta alguma coisa mais ali?--Mister Sanderson (discussão) 21h44min de 21 de fevereiro de 2017 (UTC)
Perfeito agora na Wikipédia:Páginas para eliminar/Novoapagar. Creio que foi na discussão do Oxe e do Zoldyick que fiquei confuso. Me parece que ambos ficaram com impressão que a votação passou para maioria simples. Chico Venancio (discussão) 21h52min de 21 de fevereiro de 2017 (UTC)
Chicocvenancio, o fórum legítimo para discussão dessas mudanças de regra é a Esplanada, se eles não vierem aqui se manifestar ou criarem um tópico pra eles, eu não tenho nem sequer como ficar sabendo. De qualquer forma, a proposta ficou 2 meses aberta e só teve oposição de 1 usuário que foi ignorado pelos outros participantes (não os convenceu). Não pretendo ficar mais vários meses recebendo manifestações de pessoas...--Mister Sanderson (discussão) 23h48min de 21 de fevereiro de 2017 (UTC)
@Chicocvenancio: Foi o Zoldyick quem achou que agora as votações eram por maioria simples e eu, em algum momento, posso ter pensado o mesmo. O problema é que a política foi alterada mas as mudanças não foram adequadamente anunciadas, nem se explicou como seriam tratadas as PEs que iniciaram antes da alteração e acabaram depois dela. Oxe (discussão) 23h55min de 21 de fevereiro de 2017 (UTC)
Oxe e Zoldyick, ou seja, vocês seriam contra se mudasse para 50%+1 como o Gonçalo Veiga queria, mas não se opõem a continuar sendo 2/3? OK! Sobre não anunciar direito: eu disse acima que me senti perdendo tempo na discussão abaixo e preferi fazer as alterações sem mexer diretamente com o editor em questão.--Mister Sanderson (discussão) 23h58min de 21 de fevereiro de 2017 (UTC)
Já mudou de maioria simples para 50%+1? Oxe (discussão) 00h01min de 22 de fevereiro de 2017 (UTC)
Oxe, sua pergunta nem ao menos faz sentido (maioria simples é o mesmo que 50%+1), mas se quer a resposta, pode ler a discussão acima com o Chicocvenancio? Tenho absoluta certeza de que sua dúvida foi respondida antes mesmo de ser feita.--Mister Sanderson (discussão) 00h08min de 22 de fevereiro de 2017 (UTC)
É mesmo? Quanto é 50%+1 de um número ímpar de votantes, por exemplo, 11? Se você disser que são 6 você está errado. É cada coisa que se lê. Oxe (discussão) 00h14min de 22 de fevereiro de 2017 (UTC)
Oxe, enquanto estás correto matematicamente esse seu comentário não ajuda muito. Certamente que o Sanderson quis dizer a mesma coisa pelas duas expressões. Chico Venancio (discussão) 14h29min de 22 de fevereiro de 2017 (UTC)
@Chicocvenancio:, precisão é indispensável quando se está a discutir ou explicar modificações de políticas, porque redações dúbias e imprecisas são fontes de muitos desentendimentos aqui na Wikipédia. Oxe (discussão) 14h55min de 22 de fevereiro de 2017 (UTC)

Bom, vamos lá: eu citei a maioria simples de forma precipitada (?!?!). Acontece que antes dessa discussão a da modificação das regras, após uma PE ser prorrogada em votação (21 dias) as coisas eram decidias em maioria simples: vence a opção de tiver um voto a mais. Na tentativa de evitar contradições nas políticas, acho que deveríamos ao menos discutir isso antes de encerrar o caso. --Zoldyick (Discussão) 03h09min de 22 de fevereiro de 2017 (UTC)

Zoldyick, existiam duas etapas de votação: a primeira era decidida com 2/3, e a segunda com 50%+1. Eu propus acabar com a segunda votação, então sobrou somente a primeira, que é decidida com 2/3. O que você quer discutir?--Mister Sanderson (discussão) 10h09min de 22 de fevereiro de 2017 (UTC)
@MisterSanderson: Se não atingir esses 2/3 fica como, inconclusivo? -- Darwin Ahoy! 11h39min de 22 de fevereiro de 2017 (UTC)
(me intrometendo) Isso. Chico Venancio (discussão) 14h29min de 22 de fevereiro de 2017 (UTC)
Darwinius, está escrito no texto da proposta, que é o quadrinho amarelo lá em cima. Pessoas que estão caindo de para-quedas não estão lendo a discussão e me dando trabalho de repetir o que já falei.--Mister Sanderson (discussão) 17h59min de 27 de fevereiro de 2017 (UTC)
Por mais que eu dê voltas a isto, a minha posição continua a ser   Neutro. A votação nem devia existir: Onde já se viu, "votar" para eliminar ou manter conteúdo, quando esse conteúdo rege-se é pelas regras do projecto e não pela vontade da maioria. Existindo, ambos os sistemas propostos parecem maus, é difícil para mim perceber qual seria o menos mau.-- Darwin Ahoy! 14h40min de 22 de fevereiro de 2017 (UTC)
A maldade é inevitável, Darwin. Você sabe tão bem quanto eu que é impossível a criação de um sistema que obedeça as regras e, simultaneamente, atenda a vontade da maioria. Ainda mais sabendo que a minoria pode fazer barulho com "argumentos". --Zoldyick (Discussão) 15h41min de 22 de fevereiro de 2017 (UTC)
Darwinius, eu não poderia acabar com as 2 etapas de votação de uma só vez. O ideal é que no futuro seja tudo encerrado por consenso somente. Mas 62 PEs (quase 8%) foram levadas para votação em 2016/1. Se você quiser pegar essas 62, analisar, e apresentar à comunidade como era desnecessário ou incorreto serem votadas, ótimo; elas estão em Usuário:MisterSanderson/Observatório das PEs/Consenso votado/2016-1. O que eu preferi fazer foi: acabar com a prorrogação primeiro, para depois que as PEs estiverem rolando sem prorrogação de votação (2017/1 ou 2017/2), medir o que aconteceu nelas e ver se na prática realmente era indevido. E aí sim, propor qualquer coisa que seja.--Mister Sanderson (discussão) 18h10min de 27 de fevereiro de 2017 (UTC)
Darwinius, eu estive pensando: se ao invés de propor simplesmente acabar com a primeira etapa de votação (a que sobrou), você propusesse transformar essa etapa de votação em uma etapa de prorrogação da discussão, eu acho que as chances da sua proposta ser aprovada seriam muito maiores. O que você acha?--Mister Sanderson (discussão) 15h09min de 5 de março de 2017 (UTC)
Sanderson, eu não concordo em acabar com a maioria simples (50% + 1 é a mesma coisa). No passado, antes desse método existir, qualquer pseudoartigo que tivesse 5 votos pela manutenção e 7 para eliminação era mantido (2/3 de 12). O mesmo caso, só que para eliminação, se fosse o resultado inverso. Acontece que isso dá a falsa sensação de que a vontade da comunidade está em conformidade com as regras vigentes de conteúdo e de eliminação. Exemplos de pseudoartigos ganhando discussões relativamente fáceis de se decidir, e de artigos salváveis que são enviados pras PEs, é o que não falta. A maioria simples também não é perfeita: um voto a mais determinará o futuro de um verbete. Mas me parece ser o mais correto, se for contar com um sistema de 2/3 onde muitas vezes há vontade da maioria e as políticas podem ser negligenciadas. --Zoldyick (Discussão) 15h41min de 22 de fevereiro de 2017 (UTC)
Zoldyick, em 2016/1, 62 PEs (7,91%) foram para votação, das quais 29 foram prorrogadas (3,70%), e 33 não (4,21%). Isso já mostra que não vai ser mantido/eliminado "qualquer pseudoartigo", porquê ainda existe uma etapa de consenso primeiro que resolve 92,09% dos casos. O que eu gostaria era que você apresentasse uma análise com base nas 33 PEs fechadas por 2/3 em 2016/1, e não simplesmente falasse "me parece", "muitas vezes" e "podem ser". Caramba, eu tive que analisar 783 pra fazer essa proposta, e as pessoas que estão contra não querem analisar nem 33. Eu sei é que o ônus da prova cabe a vocês. Eu já disse isso abaixo, pro Gonçalo Veiga, e ele também só me apresentou achismos. --Mister Sanderson (discussão) 18h25min de 27 de fevereiro de 2017 (UTC)
@MisterSanderson e Zoldyick: É verdade que eu caí de paraquedas, e nem sei bem que quadrinho amarelo é esse de que você fala, Sanderson. Tem uma proposta aí em cima num quadrinho amarelo, no meio dessa discussão, ainda é isso que tá valendo? Em todo o caso, eu acho todo este sistema demasiado complexo e burocrático, por isso por norma afasto-me das PEs. Eu estou mal habituado, que no Commons essas discussões duram o tempo que precisarem durar. Quando é coisa óbvia, um administrador fecha logo, mesmo que seja minutos depois da criação. Quando é assunto muito controverso, a discussão pode levar meses, literalmente. Mas no fim sempre se encontra um consenso, sem ser preciso votações nem toda essa complicação. Mas são realidades e comunidades diferentes, fazer o quê. Seja o que for que decidirem aqui, será difícil eu concordar, de modo que o melhor mesmo é desconsiderarem a minha opinião.-- Darwin Ahoy! 18h15min de 27 de fevereiro de 2017 (UTC)
Darwinius, sobre discussões sobre algo óbvio ou não-óbvio, eu tenho outra análise em andamento: Usuário Discussão:MisterSanderson/Observatório das PEs/2016/FF. Se quiser trocar uma ideia, ajudar a fazer, és bem-vindo.--Mister Sanderson (discussão) 18h38min de 27 de fevereiro de 2017 (UTC)

Anunciei no Café dos Eliminadores a aprovação da proposta.--Mister Sanderson (discussão) 19h25min de 27 de fevereiro de 2017 (UTC)

Proposta de adendoEditar

Proposta de sock

  Discordo A alteração das regras em 2015 que implementou a maioria simples no prolongamento das votações visou acabar com as minorias de bloqueio (muitas vezes reforçadas com socks). A ser aprovada esta proposta faria voltar tudo ao antigamente em que muito lixo era mantido pois para eliminar era preciso 2/3 dos votos e para manter bastava 1/3+1. A alteração do sentido da votação raramente acontecer no prolongamento (prorrogação) não invalida o incentivo anti-sock que a regra da maioria simples tem para o projecto, pelo contrário até reforça, as PEs têm menor risco de fraude. Gonçalo Veiga (discussão) 15h18min de 3 de janeiro de 2017 (UTC)

@Gonçalo Veiga: Na verdade a implementação da prorrogação não incentivou em nada na questão dos "anti-socks", já que mais de 90% das PEs prorrogadas tiveram o mesmo resultado na votação inicial de 7 dias. Antigamente a comunidade ainda presumia a manipulação de socks em votação, mas anos se passaram e foi provado que nada disso influenciou. Se houvesse influência, consequentemente esta justificativa faria sentido, mas não é o caso. WikiFer msg 16h35min de 4 de janeiro de 2017 (UTC)
@WikiFer: Pois a minha teoria é que a regra da maioria simples desincentivou o uso de socks nas votações das PEs, com ou sem prorrogação. Saber que para manter o artigo (opção recorrente do uso de socks) na votação normal (1ª volta/turno) são precisos 2/3 dos votos e que mesmo na prorrogação (2ª volta/turno) são precisos 50% claramente desincentiva o uso de socks. Parecendo simples esta proposta é uma alteração muito substancial, pois para manter o artigo passa a bastar 1/3+1 dos votos e nem se admite prorrogação. É mesmo um retrocesso, havendo um incentivo ao retorno dos socks. Gonçalo Veiga (discussão) 09h29min de 8 de janeiro de 2017 (UTC)
Gonçalo Veiga, aguardo você apresentar os dados que confirmam a sua teoria.--Mister Sanderson (discussão) 09h31min de 26 de janeiro de 2017 (UTC)
Citação: Gonçalo Veiga escreveu: «A ser aprovada esta proposta faria voltar tudo ao antigamente em que muito lixo era mantido» Isso é Reductio ad absurdum! Se você olhar os dados que produzi, apenas 3,70% das PEs são prorrogadas; você fala como se fossem prorrogadas a maioria delas ("tudo"), quando na verdade, estamos falando de menos de 4% delas...--Mister Sanderson (discussão) 09h31min de 26 de janeiro de 2017 (UTC)

  Pergunta Se o objectivo é somente acabar com as prorrogações nas PEs porque não aplicar as regras actuais da prorrogação à votação normal, com a regra da maioria simples a ser logo aplicada ao fim de uma semana de votação? Gonçalo Veiga (discussão) 09h38min de 8 de janeiro de 2017 (UTC)

Se o objectivo é somente acabar com as prorrogações nas PEs porque alterar as regras actuais de prorrogação da votação normal, com a regra da maioria simples a ser logo aplicada ao fim de uma semana de votação?--Mister Sanderson (discussão) 09h35min de 26 de janeiro de 2017 (UTC)

@MisterSanderson: As prorrogações foram poucas/ineficazes precisamente porque as regras actuais desincentivam os socks ao dificultarem e muito a sua actividade/eficácia. Considerando que os socks são primordialmente usados para manter lixo, posso resumir assim o problema desta proposta.

Regras actuais:
Votação normal - para manter são exigidos 2/3 dos votos (é preciso muito sock, dá vontade de nem tentar)
Prorrogação - para manter são exigidos 50%+1 dos votos (mais acessível, mas ainda assim difícil de alcançar)

Regras desta proposta:
Votação única - para manter basta 1/3 dos votos (incentivo claro ao uso de socks, pois em PEs semi-desertas como tanto sucede bastam alguns socks activos para atingir essa proporção)

Conclusão: Muito para além do fim das prorrogações esta proposta altera substancialmente as regras no sentido da facilitação do número de votos exigido para manter um artigo contestado, o que agrava o risco de viciação por uso de socks. Lembro até que as regras não prevêem sequer a anulação dos votos suspeitos nas PEs pelos burocratas, como sucede nos PDAs, pelo que qualquer relaxamento das regras equivale a um incentivo claro ao regresso em força do uso de socks no processo de eliminação. Gonçalo Veiga (discussão) 03h50min de 31 de janeiro de 2017 (UTC)

Citação: Gonçalo Veiga escreveu: «as regras actuais desincentivam os socks ao dificultarem e muito a sua actividade/eficácia» {{carece de fontes}}. Você apenas está afirmando aquilo em que você crê, mas como eu já lhe pedi antes: você tem dados estatísticos que confirmam sua teoria na prática? Você ACHA que impede socks, e só. Quanto à sua proposta, é o que eu já disse: eu apenas propus "acabar com as prorrogações", já você, está propondo "acabar com as prorrogações" + "mudar as regras da votação normal". O seu adendo à minha proposta não teve apoio nenhum nos mais de 20 dias que esteve aberto, a minha proposta teve, e acho que o consenso tende pra minha então. Porquê nenhum dos 16 editores que deixaram "concordo" pra minha proposta original não se manifestaram concordando com sua proposta de adendo? Eu pretendo fazer o seguinte: simplesmente concluir aqui, e depois, se você quiser mudar as regras da votação normal, crie uma proposta à parte na Esplanada mesmo.--Mister Sanderson (discussão) 09h20min de 31 de janeiro de 2017 (UTC)
Pois talvez os editores acima não tenham percebido que o real objectivo da proposta não seja acabar com as prorrogações mas sim mudar radicalmente as regras da votação, passar dos actuais 2/3 na 1ª semana e 50%+1 na 2ª semana para uma semana única em que passam a bastar 1/3 dos votos para manter artigos contestados. Isso você não disse, pelo que não há qualquer consenso para uma proposta que não é clara nos seus objectivos. Se era para passar entre os pingos da chuva, lamento mas não dá. Gonçalo Veiga (discussão) 13h02min de 31 de janeiro de 2017 (UTC)

Expandir NPAL para enquadrar outras formas de intimidação


Observei algumas condutas que, não são, mas deveriam, configurar flagrantes violações à política de Não proferir ameaças legais (NPAL). Seguem algumas dessas ocorrências:

Proponho, então, a expansão dessa política para que enquadre toda e qualquer forma de intimidação contra a Comunidade que envolva terceiras partes, tais como, mas não limitado a:

  • Imprensa, em geral, seja tradicional, ou "de guerrilha";
  • organizações não-governamentais, inclusive a SaferNet; (essa, note-se, valendo-se da ingenuidade dos internautas, é integralmente devotada à intimidação)
  • Fundação Wikimedia;
  • políticos e partidos políticos;
  • instrumentos extrajudiciais do Estado; e
  • quaisquer outras…

Por "instrumentos extrajudiciais do Estado" entenda-se, tomando o estado brasileiro como exemplo, o inquérito policial, do Poder Executivo, e a comissão parlamentar de inquérito, do Poder Legislativo. Aos incrédulos, vale lembrar que a autoridade máxima do judiciário brasileiro já invocou um desses contra nós…!

Naturalmente, também deve ser proibida a inquisição de dados e documentações pessoais, bem como registros técnicos (como endereço de IP) de editores, senão por expressa previsão normativa.

O que acham? --Usien6 02h48min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)

Acredito que está tudo em ordem em questão disso, mas gostaria de ouvir o restante da comunidade sobre a proposta. Em relação ao ocorrido, me assusta a quantidade de gente que acha que ter um artigo da Wikipédia é um direito protegido por lei ao invés de um privilégio, e que pode atropelar as regras do projeto. --Luk3🔔📖 03h50min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Exato É exatamente isso que parecem pensar… --Usien6 15h37min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
Infelizmente eu discordo. Vejo que no caso apresentado houve ameaças legais e o usuário foi devidamente bloqueado. Qualquer ameaça deve ser vista como violação as regras de civilidade, possivelmente como ataque pessoal, mas não convém misturar ameaças legais com ameaças de ir a imprensa (ou, especialmente, a WMF). No caso concreto da queixa-crime que sofri pela autoridade que mencionas não houveram ameaças on-wiki ou contato direto comigo. Ameaças foram feitas na imprensa e depois através da PF. Chico Venancio (discussão) 13h05min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
Caro @Chicocvenancio: A ideia, aqui, não é de proibir ninguém de recorrer a esses meios. O que se busca é coibir é a intimidação. Muitas vezes o prolator sequer tem a real intenção de "fazer acontecer." Apenas quer "dar um susto" para ver se consegue algum privilégio… E, não estou conseguindo me lembrar onde, mas eu li algo sobre a WMF não receber queixas contra certos tipos de decisões da Comunidade… Att --Usien6 15h37min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
Eu vejo que ambos os casos citados já se encaixam em ameaças legais, assim não vejo muita utilidade. Mas também não vejo porque não ser expandido mais. Bia Alencar Mensagens 13h09min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
Negativo: Não se encaixam na atual versão da política WP:NPAL. Nem um, nem outro --Usien6 15h37min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)

Padrão para Predefinição de navegação

Sugiro a criação de uma diretriz que defina claramente os padrões para Wikipédia:Predefinição de navegação em relação ao seu estado!

Venho notado que a maioria dessas predefinição de navegação estão com o |estado = collapsed, e venho fazendo um grande esforço para adequar todas as predefinição possíveis, porém, tive algumas alterações revertidas na Predefinição:Michael Jackson e para não entrar em uma guerra de edições tentei tirar minhas dúvidas aqui.

Pesquisando um pouco mais descobri que já houve uma extensa discussão sobre o assunto aqui, porém nunca se chegou a um consenso e essa questão ficou parada. Gostaria de retomar esse assunto, para que, quem sabe chegar há um consenso!

Minha opinião é que todas as predefinições devem estar como collapsed, já que elas podem atrapalhar a dinâmica da página caso sejam muito extensa. Também criaria um padrão que impediria deixar as páginas umas de um jeito outras de outro. Caso essa não seja a escolha mais adequada, ainda sim creio que deve-se deixar bem claro em algum lugar (pode ser aqui mesmo) os padrões do estado das predefinições, sejam eles collapsed ou autocolapsedRaphael Figueira (discussão) 03h04min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)

Acho que autocollapsed por padrão seria melhor. Se eu não me engano, o comportamento é que se houver uma única predefinição, ela é estendida, e se houver múltiplas, ela é colapsada. E então deixar um parâmetro (opcional) para se quiser forçar que mantenha-se estendida, se for muito relevante pro artigo. --Luk3🔔📖 03h53min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo, a regra deve ser colapsada, como bem colocou o Luk3. André Koehne (discussão) 14h49min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Discordo Não entra na minha cabeça como é que isso poderia causar tamanha controvérsia !! A predefinição {{Navbox}} já traz autocollapse como padrão: pra que mudar ?? Na pior das hipóteses, que se "empurre" a decisão ao editor do domínio principal através do código | estado = {{{estado|{{{state|autocollapse}}}}}}. Att --Usien6 15h54min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
  Comentário @Usien6: amigo, tudo bem que você não concorde, mas você há de convir que essa informação não está bem descrita aqui Wikipédia:Predefinição de navegação onde deveria ao menos se falar os motivos de ser autocolapsed ou collapsed. — Raphael Figueira (discussão) 16h39min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)
Pois é exatamente isso que estou falando: se o ensaio se cala, por que raios não utilizar o parâmetro padrão da predefinição ?? --Usien6 19h23min de 23 de dezembro de 2016 (UTC)

Depreciar Predefinição:ADOL

Como podem ver na página da predefinição {{ADOL}}, sua única função é informar na página de discussão de um artigo que o assunto ao qual se trata foi destacado em outras wikis. O Wikidata realiza esse mesmo papel, porém de maneira inegavelmente superior, bastando indicar pelo interwiki se foi concedido ao artigo algum status especial. --ArgonSim (discussão) 13h09min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)

Estou de acordo -- Dbastro (discussão) 15h01min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo por depreciar a predefinição, já que o WikiData já faz esta função. WikiFer msg 18h14min de 24 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo A predef não se faz mais necessária. !Silent (discussão) 18h07min de 25 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo. Ver também en:Wikipedia:Templates for discussion/Log/2011 July 5#Template:WikiProject Echo. Além disso, considero redundante manter localmente categorias do tipo "!Artigos destacados na Wikipédia em ***", pois o MediaWiki gera uma lista equivalente sem exigir trabalho manual nas Wikipédias: basta acessar a wiki do idioma desejado e consultar a Special:PagesWithBadges. Helder 18h51min de 27 de dezembro de 2016 (UTC)
  Concordo --Pap@ Christus msg 20h45min de 27 de dezembro de 2016 (UTC)

  Feito Acho extremamente improvável que alguém se oponha. É necessário pedir na Coordenação Robótica a retirada da predefinição das páginas em que está transcluída? --ArgonSim (discussão) 10h18min de 26 de dezembro de 2016 (UTC)

Mudança de símbolos identificações em Wikipédia:Tópicos destacados

Saudações,

gostaria de propor que, na página Wikipédia:Tópicos destacados e na semelhante sobre Tópicos Bons, em vez de os artigos estarem identificados com aqueles símbolos de "ponto de interrogação", que fiquem identificados com os respectivos símbolos que os identifica como bons ou destacados, como no equivalente anglófono...

Gostaria de saber a opinião da comunidade relativamente a este assunto. Luís Angelo "Tuga1143 20h15min de 31 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo Não tem nem lógica usar um símbolo de interrogação para se referir a algum conteúdo destacado. !Silent (discussão) 20h47min de 31 de dezembro de 2016 (UTC)

Acontece que as imagens que costumavam ilustrar essas páginas Citação: He7d3r em 47526360] escreveu: «estão sob licenças que exigem atribuição (CC-BY-SA-3.0, GFDL, etc), e portanto só podem ser utilizadas mantendo o link para a página onde é dado crédito ao(s) autor(es)». Suponho que essa seja uma discussão relacionada. Algumas tem uma solução relativamente mais simples, como a Imagem:Cscr-featured1.png, que possuiu uma versão vetorial que está no domínio público. Para outras, existiria uma solução intermediária simples, embora não necessariamente de bom design, que seria deixar o link aberto para a imagem no Commons. - Épico (disc)/(contrib) 21h42min de 31 de dezembro de 2016 (UTC)

  Comentário - Tal como podemos ver nesta página, os icons   e   são livres... para a proposta que fiz, que outros icons necessitaríamos nós? Se for preciso mais algum, creio que não existe problema em trabalhar com o que já existe, ou então falamos com alguém da comunidade (ou alguém que nós conhecemos) para fazer determinados icons que nós achemos necessários... Luís Angelo "Tuga1143 22h00min de 31 de dezembro de 2016 (UTC)

  Concordo com a proposta. Gato Pretotrovai-me! 21h07min de 8 de janeiro de 2017 (UTC)