Abrir menu principal

Wikipédia:Esplanada/Arquivo/2016/Fevereiro

Nuvola apps ark.png
Arquivos da Esplanada

Índice

AnúnciosEditar

Listas atualizadas automaticamente a partir do WikidataEditar

O Magnus Manske criou um robô para criar/atualizar listas nas Wikipédias consultando os dados já migrados para o Wikidata. O ListeriaBot se encarrega de atualizar a lista local diariamente, conforme novos itens (ou dados sobre eles) forem adicionados ao Wikidata. Fiz um teste e obtive a seguinte lista:

Para mais detalhes, ver mensagem original (em inglês) e a documentação da Predefinição:Lista do Wikidata. Helder 23h28min de 8 de setembro de 2015 (UTC)

Falando nisso, Helder, tem como alterar a nossa {{coor dms}} para que ela pegue as coordenadas diretamente do Wikidata como na itwiki (exemplo)? Idealmente no formato dms e não decimal como foi feito lá, menos comum por aqui. José Luiz disc 13h21min de 9 de setembro de 2015 (UTC)
Respondido em Usuário Discussão:Jbribeiro1#Re: Coordenadas. Helder 00h53min de 10 de setembro de 2015 (UTC)
@He7d3r: Não sei se é burocracia demais, mas não deveria o robô ter sido aprovado antes de rodar? Ou podemos abrir uma exceção?—Teles«fale comigo» 15h47min de 21 de janeiro de 2016 (UTC)
Não sei. Mas há alguns comentários sobre isso em en:Wikipedia:Bots/Requests for approval/ListeriaBot. Helder 16h38min de 21 de janeiro de 2016 (UTC)
Aliás, atualmente ele só foi requisitado em 4 páginas. Helder 16h44min de 21 de janeiro de 2016 (UTC)
Bloqueado :( Helder 20h01min de 10 de fevereiro de 2016 (UTC)

Palestra na Campus Party 2016Editar

Olá pessoal apresentarei nesta sexta-feira(na virada pra sábado) na Campus Party em São Paulo uma palestra sobre os projetos Wikimedia e os resultados dos projetos que estamos desenvolvendo via Grupo Wikimedia Brasileiro de Educação e Pesquisa.

Maiores informações sobre a apresentação: Wikipédia: Muito além de uma enciclopédia online Rodrigo Padula (discussão) 01h49min de 29 de janeiro de 2016 (UTC)

Muito interessante! Um simples Wikipedista (disse e fiz) 03h47min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)

Wikipédia:Administradores/Pedidos de aprovação/PedrohonetoEditar

Depois de pensar muito, decidi tentar ser administrador. Já agradeço a participação de todos. Pedrohoneto D C 01h56min de 30 de janeiro de 2016 (UTC)

Wikipédia:CheckUser/Candidaturas/Marcelo VictorEditar

Olá a todos,

Comunico que abri uma solicitação do estatuto de verificador de contas e desde já agradeço pela participação de todos. obrigado Mvictor Fale 05h44min de 4 de fevereiro de 2016 (UTC)

Manutenção programada da base de dados - 9 de fevereiro de 2016Editar

Daqui por duas horas e meia é provável que ocorram alguns problemas especialmente ao salvar páginas. Não temam que não é o fim do mundo e muito menos um vilão mascarado de developer responsável, que conseguiu aceder aos servidores. Trata-se de uma operação de manutenção que deve durar uns 5 minutos, pelo menos em teoria ;) Portanto se entre as 23:00 e as 23:59 (UTC) sentirem dificuldades técnicas na wiki não desesperem, e podem aproveitar para dar uma espreitadela aos corsos. Mais info em Wikitech:Planned Maintenance-February 9 2016Alchimista Fala comigo! 20h35min de 9 de fevereiro de 2016 (UTC)

WikiEncontro no Porto - Wikinorte 6Editar

A Wikimedia Portugal está a organizar o Wikinorte 6, um wikiencontro a ter lugar no Porto no próximo dia 6 de março. Além do convívio, está em discussão a comemoração dos 15 anos da Wikipédia Lusófona, que terão lugar a 11 de maio, entre outras atividades. A haver interessados, poderemos aproveitar o wifi e solicitar uma sala para um Edit-a-thon. Ideias, confirmações e informações em Wikipédia:Encontros/WikiNorte/6. Alchimista Fala comigo! 16h17min de 10 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Alchimista: Excelente notícia! Vocês estão planejando algo para o Dia internacional da Mulher? Estamos articulando atividades no Rio e São Paulo. Como anda o capítulo português? Há vários meses não converso com o João Rodrigo Padula (discussão) 18h18min de 19 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Rodrigo Padula: para já não, mas seria algo interessante a fazer. Se puderes, aparece no irc, estamos por lá agora, seria interessante :D Alchimista Fala comigo! 22h19min de 19 de fevereiro de 2016 (UTC)

Wikipédia:Eliminadores/Pedidos de aprovação/Gean VictorEditar

Saudações a todos!

Passando aqui para anunciar o pedido de aprovação para eliminador do Gean Victor. --Pap@ Christus msg 02h23min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)

Wikipédia:CheckUser/Candidaturas/Érico/2Editar

Olá. Eu solicitei a renovação por mais um ano como verificador de contas. Votos e comentários devem ser feitos aqui. Agradeço a participação de todos desde já. Érico (msg) 23h09min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)

Wikipédia:Oversight/Candidaturas/EduardofeldEditar

Convido a comunidade a participar da votação. Grato. E. Feld fala 02h40min de 21 de fevereiro de 2016 (UTC)

Wiki na FolhaEditar

Bem legal. Os estudantes de ciência que publicam e revisam artigos da Wikipédia. José Luiz disc 02h53min de 21 de fevereiro de 2016 (UTC)

Eliminadores - Pedidos de aprovaçãoEditar

Criado o meu pedido para tornar-me eliminador. Garavello (discussão) 14h35min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

Diretora executiva da Wikimedia Foundation renunciou ao seu cargoEditar

Olá pessoal,

A Lila pediu pra sair e não será mais a diretora executiva da Wikimedia Foundation. A fundação -e a comunidade internacional estão em crise a algum tempo, depois de muitas discussões, saídas de funcionários da fundação e muitos e-mails na lista wikimedia-l ela anunciou sua saída. Agora o board vai conduzir a transição de liderança até a escolha de uma nova pessoa para o cargo máximo da fundação Rodrigo Padula (discussão) 19h38min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

Bastante tenso. Uma linha do tempo da crise. --everton137 (discussão) 00h26min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)
Finalmente. Essa turma do Vale do Silício não tem absolutamente nada a ver com o que a Wikipédia é ou gostaria de sair. Já vai tarde. José Luiz disc 00h37min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)
Qual a importancia disso pro editor mediano da Wiki? MachoCarioca oi 04h44min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)
Várias dezenas de pessoas pertencentes à Fundação que gere os sites sairam nos últimos dois meses. Em último caso, isso pode ou poderia levar a que o site funcione mal, ou mesmo feche. Isso sem juízo de valor sobre a actuação de ninguém. GoEThe (discussão) 09h36min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)
Minha leitura pessoal: durante seu período à frente da WMF, Lila focou em Tecnologia e aumentou a performance dos sites e várias melhorias na edição e navegação foram resultado de suas ações, causando um aumento do número de editores, por exemplo. Porém, a forma como tais projetos foram conduzidos pôs em dúvida sua liderança e o pessoal da WMF estava desmotivado (de acordo com pesquisa encomendada pela ex-VP de Recursos Humanos), o que poderia (concordando aqui com a visão do GoEThe) colocar a perder os avanços conquistados, mesmo na área de TI. Isso só para responder à pergunta do MC, sem falar no desgaste junto às demais áreas que não foram priorizadas e nos grandes debates em torno do superprotect e do desenvolvimento da ferramenta de busca, que acho que não afetam diretamente o editor mediano. CasteloBrancomsg 14h35min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)
Acrescentando, a estratégia dela também alienou uma quantidade grande de comunidades fortes, como a enwiki e a dewiki. Como impacto, algumas tiveram que engolir as melhorias tecnológicas dela sem consulta prévia ou muito antes de estarem estáveis, o que de fato atrapalhou muito, inclusive aqui. Outras, mais fortes, lutaram contra e o stress foi bem grande. Isso para não falar do superprotect... José Luiz disc 22h12min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

Texto interessante sobre o caso no site The Wikipedian:Search and Destroy:The Knowledge Engine and the Undoing of Lila Tretikov Rodrigo Padula (discussão) 17h07min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

Propostas de projetos e programas do Grupo Wikimedia Brasileiro de Educação e PesquisaEditar

Olá pessoal, estamos formulando algumas ideias de projetos e programas para o ano visando apoiar os projetos Wikimedia e o fortalecimento do movimento Wikimedia no Brasil.

Abri alguns tópicos e propostas na Esplanada/Propostas para coletar feedback e verificar a real necessidade de cada proposta, conto a participação e comentários de todos vocês para amadurecer essas idéias e seguir em frente com o planejamneto. Abraços Rodrigo Padula (discussão) 16h10min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

Wikipédia:Administradores/Pedidos de remoção/Gonçalo VeigaEditar

Informo que foi aberto um pedido de remoção das ferramentas do administrador Gonçalo Veiga. Lord MotaFala 01h37min de 27 de fevereiro de 2016 (UTC)

Destaques da Wikimedia, Janeiro de 2016Editar

Estes são os destaques do blog da Wikimedia para janeiro de 2016.
About · Subscribe · Distributed via MassMessage (wrong page? Correct it here), 20h48min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

GeralEditar

Limpeza de navecaixas sobre televisão

Estava fazendo edições em alguns artigos de televisão e acabei chegando neste, da TV Cidade Verde de Teresina. Indo até o final, percebo que há diversas navecaixas de canais de televisão em diversas regiões do Piauí (21, no total!), indicando os canais sintonizados nesses locais (WP:GRADE?). E a maioria vão para os mesmos artigos, já que nem todas as cidades com predefinição possuem emissoras de televisão instaladas. Pensei em mandar algumas para eliminação, mas percebi também que o mesmo ocorre em outros artigos que estão lotados de predefinições "vazias" com o mesmo tema.

Gostaria de propor um consenso sobre o que deveria ser feito para reduzir essas navecaixas "vazias". E trouxe para cá porque houve uma proposta semelhante recente que não foi adiante devido a baixa participação da comunidade.

Jardel fale 09h20min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)

Se a caixa de navegação não navega, manda pra EC.--Mister Sanderson (discussão) 09h48min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)
Não tinha ficado sabendo desta proposta. Bem, Jardel, um bom jeito de diminuir um pouco a quantidade destas caixas é olhar nas interwikis e ver o que fazem lá na EN e ES, para dar possíveis ideias de fusão ou eliminação de algumas predefinições. Mas para caixas relacionadas a temas do Brasil/Portugal, acho que o jeito vai ser abrir debate e ver consenso para cada uma, é o jeito, a Wikipédia é uma democracia, democracias são lentas e burocráticas. Um simples Wikipedista (disse e fiz) 02h04min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)


Procurando relatos de usuários sendo autenticados como outros usuários

Olá a todos,

tivemos relatos de um erro de autenticação grave que resultou em pessoas sendo autenticadas em contas diferentes. Estamos tentando reunir informações sobre o que possa ter acontecido e quantos usuários presenciaram o erro. Caso tenha conhecimento disto acontecendo nas últimas semanas, por favor, diga-nos em um destes lugares:

É possível encontrar mais detalhes em phab:T126069. /Johan (WMF) (discussão) 10h41min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)

Foi isso que aconteceu comigo no Commons há algum tempo atrás. Me acusaram de sock até. Que pena que demorou para eles assumirem isso. Justice has been done. Vitor MazucoMsg 13h38min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Quem são eles, Mazuco? Assumiram o quê? Do que se alimentam?
@Johan (WMF): In case are not yet, may I subscribe you to this related bug?—Teles«fale comigo» 22h23min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Esse reconhecimento errado de conta de utilizador é gravíssimo, a pessoa entra com seu usuário e se depara com outra conta aleatória, já tinha visto esse tipo de reclamação em outros sites, mas na Wikipédia ainda não. Espero que os editores de todas as Wikipédias que foram importunados com isso relatem o ocorrido para os engenheiros corrigirem o quanto antes esse bug do software wiki, afim de não atingir mais pessoas. --Pap@ Christus msg 03h09min de 9 de fevereiro de 2016 (UTC)


Programa de tutoria

Há uma lista imensa de usuários solicitando tutoria. Seria bom se alguns tutores se interessassem em adotar alguns usuários. Obviamente que não precisa ser todos, até é inviável, mas alguma ajuda nesta área é extremamente necessária. Érico (msg) 00h39min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)

Irei me responsabilizar por alguns. É sempre bom fazer isso :) Um simples Wikipedista (disse e fiz) 01h49min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Depois de tanto tempo sem resposta, é provável que a maioria nem responda.—Teles«fale comigo» 02h42min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Outra coisa é a necessidade de os tutores encerrarem as tutorias. Há várias abertas há meses e inativas.—Teles«fale comigo» 02h44min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)


Situação atual das fontes em amostra aleatória

Eu fiz uma breve pesquisa de quantidade de páginas sem fontes, usando a ferramenta "página aleatória". Concentrei-me em páginas que não possuem nenhuma fonte ou nenhuma seção nominada "referências". São 29 por cento da amostra de 100 páginas. A situação é atenuada porque algumas páginas usam ligações externas como fontes, já alertei editores sobre isso. De outro lado, muitas páginas possuem número insuficiente de fontes ou citam mais livros que sites. Achei alarmante a quantidade de páginas desprovidas da tag "sem fontes", o que representa uma falha no controle das páginas novas. Abaixo eu listo as páginas verificadas, com a marca do ✘ ao lado das que não possuem pelo menos uma referência nominalmente identificada.

  1. Samoa (orca)
  2. Soledade Martinho Costa
  3. Dynastinae
  4. Éparcy
  5. Smithfield (Nebraska)
  6. Cattolica Eraclea
  7. Louvenne
  8. 500 Milhas de Indianápolis de 1960
  9. Ulysses Ferraz
  10. Dalton Girão Barroso
  11. Ramada
  12. Jegun
  13. Masindi (distrito)
  14. Rare (álbum)
  15. Nanaca Crash
  16. Buturugeni
  17. 3218 Delphine
  18. Iucateque
  19. Caladenia clavigera
  20. Mistelgau
  21. Rio Falgu
  22. PowerVR
  23. Ornézan
  24. Ptilocephala monteiroi
  25. Lista de ferramentas e serviços da Microsoft
  26. Aloe rigens
  27. Smart Package Manager
  28. Zhou Tong
  29. 850 a.C.
  30. Strobilacanthus
  31. Urretxu
  32. San Geronimo
  33. Gileno
  34. Flovilla
  35. Bifrenaria calcarata
  36. William Morris Hunt
  37. Rujevac (Ljubovija)
  38. Escrita Tolong Siki
  39. Vaudoncourt (Meuse)
  40. Discografia de Damares
  41. Vera Cruz do Oeste
  42. Association Sportive Beauvais Oise
  43. Dragão Amarelo
  44. Grzegorz Woźny
  45. Ituglanis boticario
  46. 339 Dorothea
  47. Músculo cricotireóideo
  48. Acer negundo mexicanum var. mexicanum
  49. Louis Borno
  50. Guilherme Centazzi
  51. 25908 2001 BJ
  52. Imigração brasileira no México
  53. Hall da Fama do UFC
  54. Guémar
  55. Dalbergia orientalis
  56. Covelo do Gerês
  57. Eberhard Godt
  58. Espagíria
  59. Solar de Nossa Senhora dos Remédios
  60. Klabin
  61. Campo (Veneza)
  62. Autoconceito
  63. Aa (arquiteto)
  64. Terryville (Connecticut)
  65. Phil Davis (lutador)
  66. Cube Cove
  67. Pera de sucção
  68. 236988 Robberto
  69. Cardcaptor Sakura: The Movie
  70. Eleutherodactylus cadenai
  71. Wacław Martyniuk
  72. Copeia
  73. Sargento Amauri Soares
  74. Bifrost (cavalo de troia)
  75. Conde de Iveagh
  76. Igúzquiza
  77. Estação Centro Metropolitano
  78. Gunningen
  79. Charles Dodge
  80. Nacer Abdellah
  81. Lonchocarpus phlebophyllus
  82. NGC 5949
  83. Estados Anysios de Chico City
  84. Alf Goddard
  85. Heróis da Resistência
  86. Bacalhau à Narcisa (restaurante)
  87. Macropus parryi
  88. Sir Richard Phillips
  89. Apteromantis
  90. João Paulo Silva
  91. Burgo
  92. Alchemilla tianschanica
  93. Covilhã
  94. Eduardo Fischer
  95. João II de Constantinopla
  96. Conquista romana da Britânia
  97. NGC 1270
  98. Beleza Bahia
  99. Batalha de Estelas
  100. Máquina de estados finitos estendida

Zordaz (discussão) 16h56min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)

Existem também muitas referências mal formatadas. Zordaz (discussão) 16h58min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
Não há uma falha no patrulhamento das páginas novas, e sim a falta de usuários com o interesse, mesmo que eu tenha notado que o número aumentou ultimamente. É humanamente impossível que todas as páginas, uma por uma, sejam corrigidas, acrescentadas fontes, formatadas, recicladas etc. Por isso são verificadas se cumpre os critérios para manutenção (caso não, será proposta para eliminação), aplicados alguns ajustes voluntariamente ou então feitas marcações para que um futuro editor possa fazer o trabalho. 🍁 Editeur ? 17h20min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
Eu esperava uma porcentagem maior, não está tão má. Zordaz (discussão) 17h37min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
Citar mais livros que sites não é falha. Livros são fontes também.--Mister Sanderson (discussão) 00h04min de 15 de fevereiro de 2016 (UTC)
É, mas já vi gente reclamar de fontes que não podem ser verificadas facilmente. Eu esperava bem mais verbetes sem fontes, a wiki deve ter melhorado. Zordaz (discussão) 17h29min de 15 de fevereiro de 2016 (UTC)
Estão reclamando indevidamente, não há política alguma que impeça fontes offline.--Mister Sanderson (discussão) 01h16min de 22 de fevereiro de 2016 (UTC)
De fato. Helder 01h05min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Repeti a pesquisa, desta vez com apenas 10 páginas. O padrão se manteve, são 30 por cento os textos sem referências.

  1. Brasão de armas da Etiópia
  2. Beth Hart
  3. Lençóis
  4. Na Estrada 2003-2004
  5. Hugo Aguiar
  6. Našuškovica
  7. Pedro Friedhofen
  8. Saint-Escobille
  9. Patáz (distrito)
  10. 17 State Street

Zordaz (discussão) 04h08min de 17 de fevereiro de 2016 (UTC)

OK, mas e aí? A solução é etiquetar como "sem-fontes" as que não estão com a etiqueta; e as que têm a etiqueta há anos, mandar para eliminação.--Mister Sanderson (discussão) 01h16min de 22 de fevereiro de 2016 (UTC)


"Curta" a Wikipédia em Português no Facebook?!

Eu percebo a ideia da coisa, e é até possível que em pt-br nem fique assim tão mau, mas em pt-pt isto é péssimo: https://gyazo.com/81392490b57a625860af5a35eba976a3 . Ou se muda isso para qualquer coisa neutra, como "Recomende a Wikipédia em Português no Facebook", ou assume-se de uma vez a bandalheira com "Pá, pessoal, bora cortir a Wikipedia no Face! xD"...--- Darwin Ahoy! 09h05min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)

Darwinius, esse "curtir" é como se chama no Brasil o botão de "gostar" no Facebook aí em Portugal... não é tentativa de socialização da Wikipédia ou coisa assim. haha Vítor (discussão) 09h11min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
É, em Portugal não funciona mesmo. Sugiro "Siga a Wikipédia em português no Facebook". GoEThe (discussão) 09h16min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
Mas qual é problema em deixar a palavra curtir? O que isso é de negativo para os portugueses? Vitor MazucoMsg 12h34min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
Para mim nem é tanto ser negativo ou positivo, o botão "curtir" em Portugal chama-se "gostar". Ninguém iria saber o que isso quer dizer. GoEThe (discussão) 14h11min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo em substituir por "Siga". É efectivamente uma palavra que não se enquadra ali, pela falta de qualidade, de requinte, e como tal pode até ser visto como simplesmente algo que "soa brasileiro". Önni disc 12h49min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)

Concordo com a substituição por "siga"; fica melhor para ambos.
Não é o tópico da discussão, mas, aproveitando a deixa: e quanto ao termo "palavra-passe" na tela de login? Este é um termo geralmente não inteligível no Brasil.
Podia-se abrir exceção a uma alternativa neutra neste caso (e apenas neste), em se tratando da tela principal. :) RadiX 12h54min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
Concordo, tem uma palavra alternativa? Vitor MazucoMsg 13h52min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
Vitor Mazuco, infelizmente não tenho. Mas pensei que poderíamos deixar "palavra-passe (senha):" naquele campo... RadiX 14h11min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
Hummm, então ser assim "Senha (palavra-chave)" já que os brasileiros são a maioria. Vitor MazucoMsg 15h32min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
Aproveitando a deixa, sugiro também substituir o domínio "Usuário". Este é um termo não inteligível em Portugal. Quintal 13h54min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
Melhor abrirem outra discussão para mudanças não relacionadas. GoEThe (discussão) 15h40min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
Preferências » Internacionalização » Língua » pt-BR. Assim, serão exibidas as traduções disponíveis para a vossa vertente da língua portuguesa. E isto não é feito de "maiorias", a Wikipédia é lusófona, ponto. ⠧⠌⠞⠕⠗ (♪) 15h47min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
Vide Wikipédia:Esplanada/propostas/Uso do português de Portugal, pt-PT (4mar2012). Helder 16h49min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
"Palavra-passe" e "palavra-chave" não funcionam no Brasil. Acho que não adianta sugerir termos que só funcionam em Portugal para substituir por termos que não funcionam no Brasil. Net Esportes (discussão) 17h37min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
  •   Concordo com Siga. José Luiz disc 13h39min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
  •   Concordo com "Siga". Pedrohoneto Diz·Fiz 14h26min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo com "siga" ou talvez "acompanhe", já que a apalavra "curtir" gera algum problema em uma parcela significativa dos leitores e editores. Victão Lopes Diga! 14h31min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo em alterar para "Siga". Quando inseri o texto, não sabia que em Portugal se usa um termo diferente, mas faz sentido. Sendo "Siga" bom pra todos, não vejo motivo pra não mudar de imediato.—Teles«fale comigo» 16h32min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)

É, "curtir" é gíria, não deveria ser usado no banner, pois outros países não necessariamente têm o mesmo linguajar...--Mister Sanderson (discussão) 05h05min de 19 de fevereiro de 2016 (UTC)


Consulta sobre aviso/ameaça em PDU de administrador

Este é um tópico novo. Se foi você quem o começou, clique aqui para inserir a sua mensagem.

Wikipédia:Esplanada/geral/Consulta sobre aviso/ameaça em PDU de administrador (20fev2016)


Contas inativas e vigilantes de páginas

Alguém sabe informar se quando alguém se desliga do projeto sua página de "artigos vigiados" pode ser esvaziada externamente?

Minha preocupação está, justamente, quando olhamos o número de vigilantes de alguma página e, por vezes, encontramos números superiores a 20 - o que imagino possa estar se referindo a editores que há muito deixaram de editar, quando mesmo nem usam mais suas contas...

Também não existe nenhuma recomendação (que eu saiba) dizendo ao editor que manifeste o desejo de "ir embora" para que limpe seus artigos vigiados.

Grato a quem puder informar, André Koehne (discussão) 22h18min de 20 de fevereiro de 2016 (UTC)

André, na forma que pretendes não há essa função e penso que seria extremamente danoso suprimir informações vinculadas a conta pessoal devido a um tempo arbitrário de inatividade.
Contudo, penso que a função que deseja poderia ser atendida por uma métrica do tipo "número de vigilantes ativos", possivelmente até definindo essa atividade temporalmente, com várias listas "número de vigilantes ativos na última semana", "... no último mês", "... nos últimos seis meses". Me parece que essa função ainda não está disponível, mas certamente seria uma função bem útil. Chico Venancio (discussão) 00h18min de 21 de fevereiro de 2016 (UTC)
Isso já existe nas informações da página, disponíveis através de um link no menu lateral (desde julho de 2015). Por exemplo, para o artigo Brasil temos:
Número de vigilantes da página550
Número de vigilantes que consultaram as edições recentes da página75
Helder 11h21min de 21 de fevereiro de 2016 (UTC)
Subscrevo. Seria bem útil. José Luiz disc 01h03min de 21 de fevereiro de 2016 (UTC)


Renomeação de categorias

Olá. Um IP entrou em contato comigo para sugerir a renomeação da categoria Estrelas pornográficas dos Estados Unidos para "Atores pornográficos dos Estados Unidos." Para mim, faz todo o sentido mudar "estrelas" para "atores." No entanto, não mudei o nome das categorias (são mais do que uma) porque há vários artigos nelas e tive a impressão de que já houve discussão semelhante, mas não lembro onde. Érico (msg) 22h52min de 21 de fevereiro de 2016 (UTC)

O mesmo IP me contatou primeiramente sugerindo essa moção, que também me parece fazer sentido, mas sugeri que contatasse outro usuário. 🍁 Editeur ? 23h05min de 21 de fevereiro de 2016 (UTC)
  •   Concordo A padronização nas categorias profissionais deve ser seguida. Vanthorn® 01h50min de 22 de fevereiro de 2016 (UTC)
  • Concordo, pelo exposto e pelo bom senso. RadiX 13h06min de 22 de fevereiro de 2016 (UTC)
  •   Concordo pelo exposto. --Leon Saudanha 14h53min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

O Alchimista disse que o bot dele pode fazer essa tarefa. Mais alguma opinião? Érico (msg) 22h06min de 22 de fevereiro de 2016 (UTC)

  •   Concordo, sempre que via não entendia porque escolheram este nome para estas categorias. Eric Duff disc 11h06min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

Solicitei a alteração na coordenação robótica. Lord MotaFala 21h58min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

Surgiu uma dúvida na recategorização que trago para cá. A categoria Categoria:Estrelas pornográficas afro-americanas seria mudada para Categoria:Atores pornográficos afro-americanos, contudo esta última categoria já existe para os actores masculinos. Como procedo, fica como cat genérica, e a Atrizes pornográficas afro-americanas‎ uma sub-cat? Há o caso similar em Categoria:Estrelas pornográficas afro-brasileiras, mas só com o caso de actrizes. Fica o masculino como geral, e o feminino como subcategoria? Alchimista Fala comigo! 09h46min de 9 de março de 2016 (UTC)
Por mim, que fiquem todos no masculino, da mesma forma em que é feito em outras categorias (exemplo: Categoria:Políticos). Érico (fale) 01h19min de 11 de março de 2016 (UTC)
Discordo. Acho que deve existir uma categoria para os atores e outra para as atrizes. Ver: Categoria:Atrizes. Lord Mota 16h18min de 13 de março de 2016 (UTC)
Podem tentar chegar a um consenso? O Script está pronto à um mês, falta somente saber qual a direcção a seguir. Alchimista Fala comigo! 09h23min de 29 de abril de 2016 (UTC)
Também concordo com a separação em atores e atrizes. Vanthorn® 15h44min de 29 de abril de 2016 (UTC)
De forma alguma farei objeção quanto a isso. Que se criem duas categorias então. Não há problema aqui. Érico (fale) 17h10min de 29 de abril de 2016 (UTC)
Ok Érico, de qualquer modo pode colocar-se na Categoria:Atores pornográficos uma chamada Ver também:Categoria:Atrizes pornográficas e vice-versa. Vanthorn® 17h19min de 29 de abril de 2016 (UTC)
Não concordo muito com a existência de duas categorias não. Nenhuma outra categoria tem separação por gênero, por que só essa deveria ter? Leon Saudanha 21h03min de 29 de abril de 2016 (UTC)
@Leon saudanha: Veja por favor a Categoria:Mulheres por ocupação. Precisamos de sair deste impasse. Vanthorn® 01h48min de 30 de abril de 2016 (UTC)
@Vanthorn: note que boa parte dos artigos que possuem essas categorias também possuem a versão masculina dela, ou seja, mesmo quando é usada a separação de categorias por gênero, a que é mais genérica também é usada. De qualquer forma, para mim, a separação de categorias por gênero deve ser discutida em outra proposta, e não nessa; e então se aplicar o consenso sobre o tema original abordado aqui--Leon Saudanha 13h55min de 30 de abril de 2016 (UTC)
@Leon saudanha: A separação em categorias por género faz todo o sentido, basta ver o que está já está implementado em outras wikis e verificar o nosso atraso algo machista que ainda reina por aqui. Aliás, isso já foi discutido aqui. Vanthorn® 14h35min de 30 de abril de 2016 (UTC)

@Vanthorn: se a separação ocorrer com todas eu não vejo problema, a questão é que o que está se propondo aqui é a separação de uma única categoria por gênero; tem que se avaliar se o que for decidido aqui poderá ser usado como precedente para as demais categorias--Leon Saudanha 16h21min de 30 de abril de 2016 (UTC)

@Leon saudanha: Penso que o que for decidido aqui possa ser utilizado como discussão precedente para demais categorias específicas em que se justifique essa desambiguação. Vanthorn® 18h13min de 30 de abril de 2016 (UTC)

@Vanthorn: nesse caso, não me oponho mais a separação por gênero dessa categoria.--Leon Saudanha 21h11min de 30 de abril de 2016 (UTC)

  Concordo --Usien6 16h16min de 19 de dezembro de 2016 (UTC)


Páginas molde

Eu ando patrulhando a página de Mudanças Recentes, e vez ou outra eu encontro páginas como se fossem molde, feitas por vários usuários sock puppets, para outro usuário editar. Eu gostaria de saber se tem como impedir isso de alguma maneira, pois é muito chato o tempo inteiro ter que ficar marcando páginas para ER. Mr. Fulano! (discussão) 01h03min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Você não é obrigado a ficar o tempo inteiro marcando páginas para ER. Se você acha que isso lhe incomoda, você poderá realizar este procedimento quando você estiver tranquilo. Na Wikipédia existem vários editores que poderão marcar estas páginas para ER também. WikiFer msg 05h30min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

Todas as páginas são feitas para outros também editarem, poderia explicar melhor o que entende por páginas molde? GoEThe (discussão) 08h40min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)
São umas páginas sem conteúdo, escrito para você escrever nela e os temas para serem incluídos. Um exemplo de páginas assim é a página Ministério A Arca, que foi eliminada, mas algum eliminador ou administrador pode visualizá-la. É só estou falando aqui, por ter se tornado um problema recorrente e talvez alguém aqui consiga dar um jeito nisso. Mr. Fulano! (discussão) 16h50min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)
@WikiFer:, @GoEThe: Acho que o Fulano quer dizer aquelas páginas que começam assim: "Em assunto, nomedoartigo é...". Vítor (discussão) 16h54min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)
São essas páginas aí mesmo. Mr. Fulano! (discussão) 17h00min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)
Não sei pq, mas sempre quando vem uma página com esse conteúdo, eu fico rindo e meto a predef de ER. Vítor (discussão) 19h45min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Em criações de artigos novos, após digitar o nome do artigo e depois de acionar o botão criar página, aparece o conteúdo da predefinição {{Artigos novos guia}} que é na verdade as instruções para a criação de novas páginas. Muitos usuários, acabam não substituindo essas dicas pelo texto de seu artigo, isto acontece mais porque muitos estão iniciando o primeiro contato com a Wikipédia e a falta de conhecimento contribui muito, dessa forma, aparecem muitas criações somente com o título e o conteúdo da predefinição. --Pap@ Christus msg 19h21min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

Eu nem sabia que existia essa predefinição. Eu sempre achei que era um sock puppet de alguém que queria vandalizar a Wikipédia, já que era sempre artigos de coisas sem sentido e de várias contas novas. Então vou continuar marcando essas páginas para ER, já que não tem conteúdo, a não ser se alguém quiser criar um bot para apagar essas páginas automaticamente. Mr. Fulano! (discussão) 21h05min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)
E talvez até poderiam "melhorar" a predefinição (diminuindo-a) de modo que os anônimos/novatos não achem que a Wikipédia fez o artigo pra eles e não ficarem brotando uns 5 desses por dia. Vítor (discussão) 21h13min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)
Ou melhor, em vez de ter uma predefinição, deveria haver uma página exemplo, assim as pessoas olham lá como se faz um artigo, e criam o seu, sem ter que colocar uma predefinição, e assim ia reduzir o número de páginas criadas desse jeito. Mr. Fulano! (discussão) 21h22min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)
Pode ser criado um filtro para não poderem gravar páginas novas com esse texto exacto. GoEThe (discussão) 09h22min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Concordo, excelente solução, GoEThe.--- Darwin Ahoy! 14h15min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Concordo, agora é só alguém solicitar a criação do filtro. Mr. Fulano! (discussão) 16h30min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Concordo também Vítor (discussão) 16h51min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Vítor:, @Darwinius:, @GoEThe: Já que 3 pessoas concordaram, peço para alguém solicitar a criação do filtro, já que eu não sei onde solicita. Mr. Fulano! (discussão) 01h28min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Mas se alguém criar o artigo, fazendo pequenas modificações no molde e o filtro não identificar, isso não vai resolver muita coisa. É necessário analisar isso também, pois o filtro bloquearia criação de artigos molde sem nenhuma alteração no molde. WikiFer msg 02h56min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

@WikiFer: Mas resolveria parte do problema. Se você tiver alguma ideia para acabar com isso, coloca aqui. Mr. Fulano! (discussão) 20h01min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

A proposta é boa. Vou chamar duas pessoas que entendem de filtros para comentar aqui: @He7d3r: e :@OTAVIO1981:, a ideia é viável? Lord MotaFala 22h14min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

É perfeitamente viável e dentro do escopo dos filtros. Peço que indiquem páginas que foram eliminadas com estas características para elaborarmos uma expressão que detecte a maioria dos casos. Vou trabalhar nisso o mais rápido possível. Sds, OTAVIO1981 (discussão) 22h37min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)
São muitas, vou passar a lista:

Não consegui achar o resto das páginas pois tem muitas edições nas minhas contribuições. Mas se alguém tiver paciência para ver as outras, pode ver lá. E eu imagino que outros usuários já tenham visto páginas semelhantes. Espero que isso ajude! Mr. Fulano! (discussão) 22h54min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

Jurava que tinha um filtro lidando com isto mas não achei. Bem, podemos começar com algo simples como:

texto := '(?:[^a-záâãéêíóôõúç\-]|^)(?:uma seção|nomedoartigo|algumas dicas|lista de itens|lista numerada|idioma estrangeiro|mostrar previsão|aqui vai o texto)s?(?:[^a-záâãéêíóôõúç\-\/]|$)';

added_lines irlike texto

& article_namespace == 0

& article_recent_contributors ==

Este código vai detectar novos artigos com qualquer uma destas frases. Helder, se estiver de acordo podemos ativar por uma semana para analisar os falsos positivos e depois passar a etiquetar. Sds, OTAVIO1981 (discussão) 23h22min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

Otavio, adicionei a parte "nomedoartigo" pois eu só lembro de página nova vindo assim (com esse texto-guia) por causa desse trecho... pode tirar se isso quebra o código ou algo assim. Vítor (discussão) 00h12min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)
Talvez o que viu foi a excessão que há no filtro 113? Helder 20h06min de 27 de fevereiro de 2016 (UTC)

Não seria melhor deixar de usar a predefinição como "preload" e usar apenas um "editnotice" que seria lido (e talvez copiado)? Alternativamente, em vez da página Wikipédia:Artigos novos/Guia-Pronto para submeter permitir que seja digitado diretamente o título final do artigo, ela poderia encaminhar o usuário para sua página de testes pessoais (ou a página de testes coletiva). Helder 20h06min de 27 de fevereiro de 2016 (UTC)

Hélder, a ideia do sitenotice sem o preload pode funcionar parcialmente. Estes editores vão colar o sitenotice e salvar do mesmo jeito. Não acho uma boa direcionar para a página de testes pois o guia permite anônimos de criar e a coletiva é esvaziada periodicamente.OTAVIO1981 (discussão) 01h48min de 28 de fevereiro de 2016 (UTC)

Atualização, analisei aleatoriamente o registro de abusos e o filtro parece detectar bem os casos para o qual foi criado. O próximo passo seria etiquetar mas esta etiqueta dificilmente apareceria pois este filtro dispara com o 120 (páginas novas sem referências) que avisa e etiqueta. Acho prudente ter uma base de análise maior para ja colocar desautorizando, se for o caso.OTAVIO1981 (discussão) 21h32min de 5 de março de 2016 (UTC)

@OTAVIO1981:, o filtro já foi criado a 19 dias, e todos os artigos filtrados já foram eliminados ou marcados para ER. Eu acho que seria melhor se já bloqueasse a criação de páginas desse tipo, e assim o trabalho dos verificadores iria reduzir bastante. Mr. Fulano! (discussão) 00h34min de 17 de março de 2016 (UTC)
@OTAVIO1981, He7d3r, Vítor, WikiFer, GoEThe, Darwinius, Lord Mota, Papa Christus e Gato Preto: Olá pessoal, venho aqui, meses depois, para querer saber, o filtro será implantado para começar a bloquear artigos assim? Todo dia são criados artigos desse tipo e se repararem todos os artigos filtrados já foram eliminados e acredito que com o filtro reduzirá bastante o trabalho dos verificadores. Mr. Fulano! 🔔Fale Comigo📩 20h21min de 28 de julho de 2016 (UTC)
Removi "uma seção" pois causou falsos positivos. Acho que ja podemos passar ao modo de avisos.OTAVIO1981 (discussão) 21h27min de 28 de julho de 2016 (UTC)
@Mr. Fulano:, fiz um pequeno ajuste e se tudo der certo dentro de 3 dias passo o filtro para o modo aviso. Vamos usar o aviso padrão (MediaWiki:abusefilter-warning) ou um personalizado?OTAVIO1981 (discussão) 11h54min de 29 de julho de 2016 (UTC)
@OTAVIO1981: Eu acho que pode deixar o aviso padrão, desde que na descrição do filtro dê para entender o problema e assim o usuário possa fazer as correcções. Mr. Fulano! 🔔Fale Comigo📩 16h20min de 29 de julho de 2016 (UTC)
@OTAVIO1981: Já passou um tempo, eu acho que já pode passar o filtro para modo aviso. Só uma dúvida, o filtro vai etiquetar também?
@Mr. Fulano:, o filtro já está no modo aviso. Alguns editores deixaram de salvar mesmo podendo fazê-lo (exemplo 1, exemplo 2 e exemplo 3). Alguns editores estão modificando a versão seguinte para outros textos que não será possível detectar (Ver a versão eliminada de Video porn, atelie da Agatha e Carrionofobia) então receio que não temos como melhorar muito a eficiência do filtro. É de notar também que alguns estão melhorando significativamente a versão seguinte a ponto dos textos serem indicados a ESR.OTAVIO1981 (discussão) 21h19min de 9 de agosto de 2016 (UTC)


Nossa falta de atenção foi parar no G1...

Alguém aqui sabe entender como um artigo falso sobreviveu aqui durante 5 anos e meio?--Leon Saudanha 15h02min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

 
Biografia falsa
Porque o único modo de identificar artigos falsos é checando as fontes, e isso não é feito de maneira ostensiva. Se não temos condições de encontrar fontes para todos artigos é natural que também não temos como ficar checando as fontes dos artigos referenciados. Danilo.mac(discussão) 15h24min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)
Isso infelizmente é bastante comum, só esta semana ao trabalhar na Categoria:!Artigos de ciência que carecem de fontes encontrei um artigo sobre um Dia da informática que parece não existir, e em Volvismo foi dito que o conceito foi craido por um tal de Emti Chavanmco que parece ser uma invenção. A primeira informação permaneceu desde 2009 e a segunda 2008.
Em algumas Wikipédias há uma lista de artigos falsos para ter um registo dessas ocorrências. Mas o que fazer quando até usuários com muitos anos de casa também fazem experimentos desse género (ver Usuário:Albmont/Humor#Experiência de inception de informação falsa). GoEThe (discussão) 15h26min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)
@GoEThe e Danilo.mac: o que chama atenção nesse caso não só é o tempo que o artigo permaneceu aqui, pois no meio de milhares de artigos sem fontes, podem até haver mais assim, e sim o facto de pelo menos 5 usuários experientes terem o editado sem sequer checar a veracidade da informação. Mas é bom notar que o inverso também acontece:a artigos cuja notoriedade é evidente, possuindo WI com até dezenas de fontes que são marcados para eliminação simplesmente por não terem fontes.--Leon Saudanha 16h06min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

<conflito> Subscrevo o GoEThe e acrescento: é a condescendência com artigo bem-feitinho, duas fotos falsas e três fontes mixurucas que nem comprovam o principal: a profissão do sujeito, que o tornaria notório aos nossos critérios. Tenho quase certeza de que, não fosse a reportagem, essa biografia fosse mantida numa PE. Até aquele fantocheiro famoso apareceria pra votar, com um de seus bonecos que ainda devem andar por aí. Yanguas diz!-fiz 16h14min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

Proponho ainda o bloqueio ad aeternum do IP que criou a "gracinha". Yanguas diz!-fiz 16h20min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

Normal, também temos propagandas, VDAs, difamações, material de fã-site e outras inadequações que sobrevivem anos e anos, mesmo sendo editadas por editores experientes. Não tem muito o que fazer. O artigo estava razoavelmente bem formatado, e muitos costumam pular alguns WP:PORCOS ao patrulhar páginas. Victão Lopes Diga! 16h31min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

O problema é o bicho preguiça generalizado que faz com que quase ninguém verifique o conteúdo, enviando-se a toda a hora para PE artigos comprovadamente enciclopédicos por não estarem formatados ou não terem fontes, por pura preguiça de quem os envia que não faz a menor verificação, ao mesmo tempo que se mantêm porcarias como essa e outra que tive de mandar para ESR, mesmo tendo todos os indícios de fake, não fosse ser revertido por ser artigo antigo, formatado e com fontes.--- Darwin Ahoy! 17h35min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Geralmente esse tipo de artigo (bem-feitinho mas falso) costuma mesmo enganar quem está monitorando as páginas novas, porém creio que na época, uma verificação mais rigorosa do conteúdo e das fontes teria reparado o problema. É claro que hoje a nossa comunidade está bem mais ativa e mais esperta do que há 5 anos atrás e acredito que se esse artigo tivesse sido criado hoje, alguém teria detectado como falso. --Pap@ Christus msg 18h18min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

Além disso, hoje temos outras ferramentas para ajudar na detecção de edições problemáticas (ver mais abaixo). Helder 17h50min de 1 de março de 2016 (UTC)

  Comentário A culpa não é de ninguém daqui. Ninguém é pago para rever todos os artigos para que seja considerado uma falha. A "culpa" é única e exclusivamente dos engraçadinhos que criam artigos falsos. Aliás, se todos os editores ativos passassem apenas a verificar integralmente as páginas novas, duvido que sobrasse tempo para editar e melhorar os artigos. Dito isto, a melhor forma de evitar estas situações é permitir a criação de artigos apenas por registados e a partir de x edições no domínio principal, como acontece na en.wiki. Quintal 18h51min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

Porém, mesmo se houvesse consenso local, isto poderia ser barrado como em outros projetos (ver m:Limits to configuration changes#Outright rejection). Helder 17h54min de 1 de março de 2016 (UTC)

  Comentário Com a ajuda de editores mais experientes, eu consegui barrar algumas fraudes tão bem elaboradas como essa. Zordaz (discussão) 23h40min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

  • Nenhuma novidade, já ocorreu antes não durou tanto. Mas teve que passar por PE. Claro que a "culpa é de quem não fiscaliza as mudanças recentes", jamais do criador ou daqueles que desrespeitam as regras do projeto, criam artigos sem fontes ou com fontes que não provam nada. Tem artista que vendeu mais CDs na Wikipédia que em toda sua carreira real e isto ocorre diariamente. Fabiano msg 23h52min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Concordo com o Fabiano, isso não é novidade, ja eliminei uma dezena de artigos idênticos, com anos de existência na wiki, infelizmente faz parte, temos que lidar com isso. Mvictor Fale 23h59min de 23 de fevereiro de 2016 (UTC)

Também acho que os principais responsáveis são os vândalos. Poderiam ter ensinado o estagiário auxiliando este a melhorar verbetes na área de direito, ele certamente aprenderia a ter que checar fontes para qualquer coisa que aqui adicionasse. Mas parece mais fácil encontrar por aqui pessoas mais aptas para a zombaria do que para o ensino e a difusão do conhecimento.

Sou a favor da criação de verbetes ser feita por contas registradas. --everton137 (discussão) 01h51min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)P. S. Comparem que nas outras línguas há muitos hoax também, alguns por muito mais tempo.

  Comentário. Nenhuma novidade. Só não vamos imputar a responsabilidade aos voluntários que diariamente se debruçam sobre o projeto, de maneira incansável. A culpa é unicamente dos vândalos, e o fato é nada além de uma exploração maliciosa do espírito wiki. RadiX 01h59min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Nenhuma novidade. Eu mesmo já mandei vários fakes pra lata do lixo. Também cheguei a ver, em algum grupo do facebook que não me recordo qual, vários desocupados (um adjetivo bem apropriado para esses tipos) que se reuniam para fazer, na linguagem deles, "sabotagens" e "zoeiras" em artigos de jogadores de futebol e personalidades visadas. Enfim... Infelizmente é (e será) assim enquanto houver aqueles que sentem algum prazer em danificar o projeto. Como alguns colegas que comentaram acima, também simpatizo a ideia de somente usuários registados poderem criar novas entradas, e se ainda assim esses criassem fakes, que fossem banidos. Talvez até não seria essa a solução definitiva, mas não teríamos tantos a adicionar na lista. Geanàs ordens 04h55min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Também sou a favor da criação de novos artigos ser feita apenas por autoconfirmados. Apesar de Senhor do Vale Cabrito, por exemplo, ser criação dum registado, esse agora está na mira e muito dificilmente fará o mesmo outra vez.--- Darwin Ahoy! 08h44min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário A responsabilidade - não a culpa - por situações como esta (que se repetem há anos em todas as Wikipédias) é de todos os intervenientes e a comunicação social presta um bom serviço em alertar uma das partes - os consulentes - para isto. Porque o projecto Wikipédia sempre assumiu que não pretende ser o pináculo da fiabilidade. Sempre pretendeu, isso sim, ser um ponto de partida resumido para que se investiguem as coisas noutras fontes. À revelia das intenções de quem criou esta ideia, o público em geral foi ganhando a noção que a Wikipédia é a fonte mais fiável para tudo. Há que contrabalançar essa noção generalizada e isso não é, de forma alguma, uma tentativa de menosprezar o projecto. Aliás, nunca existiu nenhuma fonte a que não tivessem sido apontadas falhas, imprecisões, ou cujo conteúdo não tivesse sido contestado por outras fontes de igual categoria. Entenda-se que o sistema (as regras) que rege a Wikipédia (independentemente de mais complexo - a Wikipédia em inglês, por exemplo - ou menos burocrático) permite que se criem conteúdos falsos, seja um artigo no seu todo ou conteúdos dentro de um artigo. Prova disso é que vários artigos falsos fazem parte da história do sistema mais complexo e escrutinado, a Wikipédia em inglês, alguns dos quais chegaram a ser aprovados como "Bons". Aos editores das diversas Wikipédias cabe a tarefa de encararem tudo (incluindo o que vem da Wiki-En) com algum cepticismo e tentarem investigar tudo e mais alguma coisa (isto dá um trabalho monumental, o regime é de voluntariado e as edições acontecem a uma velocidade alucinante); aos consulentes, cabe a tarefa de explorarem as fontes expostas, entre outras e não exigirem do projecto aquilo que ele não pretende ser; por fim, cabe à comunicação social alertar o público em geral para o que foi exposto anteriormente. Por mais restrições que sejam colocadas aos editores neste projecto aberto, o sistema continuará a possibilitar a criação de conteúdo falso num universo demasiado amplo para que existam voluntários suficientes para escrutinarem tudo. Eu posso (mas não quero) enganar os outros voluntários, mas a questão importante aqui é: não posso enganar consulentes como eu que, fruto de uma atitude séria adquirida por hábito, vou consultar as fontes e bibliografia usadas e cruzar informação entre várias fontes, sendo a Wikipédia apenas uma de entre várias.85.243.156.147 (discussão) 17h10min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

Atualizaram a notícia no G1 dizendo que o artigo foi eliminado, e dessa vez explicaram o funcionamento da Wikipédia, graças ao Leon saudanha que enviou um e-mail ao G1 explicando (boa iniciativa!). Danilo.mac(discussão) 19h08min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Danilo.mac: O pessoal do OTRS também tem mérito, a maioria das informações vinculadas lá foi dada por eles --Leon Saudanha 22h02min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)
Parabéns ao OTRS também pela iniciativa, acho importante esclarecer a imprensa nesses casos. Eu também mandei e-mail nesse e em outros casos que a Wikipédia foi notícia na imprensa, mas acho que eles só levam a sério quando dizem que é administrador ou quando o e-mail é @wikimedia.org como é o caso do OTRS. Danilo.mac(discussão) 00h01min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Danilo.mac: apóio sua candidatura a sysop rsrs. Na verdade, eles me perguntaram por e-mail se a wikipédia piossuia e-mail oficial, então eu dei o do OTRS--Leon Saudanha 00h09min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

Curiosamente, os modelos do ORES que estimam as chances de revisões serem revertidas ou prejudiciais dizem que teria acontecido exatamente o que aconteceu: com base no que o algoritmo "aprendeu" analisando umas 20000 edições anteriores feitas na Wikipédia lusófona, os modelos estimam que a primeira versão deste artigo falso tinha 83% de chances de ser prejudicial, e apenas 31% de chance de ser revertido! Helder 14h04min de 1 de março de 2016 (UTC)

@He7d3r: Esse modelo parece-me extremamente útil. É possível extrair listas de artigos que se encaixem em intervalos de percentagens no sentido das que citou?--- Darwin Ahoy! 14h34min de 1 de março de 2016 (UTC)
@Darwinius: Sim. Apesar de não ser bem o que sugeriu, há uma lista em WP:Projetos/AntiVandalismo/Edições possivelmente prejudiciais que estávamos revisando aos poucos para encontrar vandalismos antigos não revertidos. Ela consistia de edições que eram as mais recentes em alguns artigos, e que tinham grande probabilidade de serem prejudiciais (segundo os modelos de outubro do ano passado). Acredito que já esteja disponível um modelo mais recente do que aquele usado para gerar a lista, mas como ainda não concluímos a revisão ela ainda pode ser útil. Helder 17h44min de 1 de março de 2016 (UTC)
Talvez esta outra lista seja um pouco mais próxima do que gostaria? Helder 22h05min de 1 de março de 2016 (UTC)


Baixa participação nas PEs

Pessoal, está muito baixa a participação nas PEs — e eu não me isento dessa falha. Há votações vencendo hoje e amanhã sem nenhum voto.

Gostaria de pedir a participação de todos.


Yanguas diz!-fiz 22h07min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

Eu tenho opinado semanalmente. Mas não quero votar, em geral.--Mister Sanderson (discussão) 01h34min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

Participar nas PEs é bom, eu gosto de comentar nestas páginas. --Pap@ Christus msg 02h15min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

É bobagem participar nas PE's, quando sabemos que não existem discussões, só resultados previsíveis (eliminação sistemática), só usuários impondo eliminações por mero gosto pessoal (ou alguém acha que se limitar a postar "Sem fontes confiáveis, sem verificabilidade, sem artigo" significa discutir algo?). Assim, o projeto vai morrendo aos poucos. O que era para ser algo coletivo, transformou-se na enciclopédia de poucos. O último que sair apague a luz. . . Sorocabano 32 (discussão) 23h17min de 28 de fevereiro de 2016 (UTC)

Sorocabano 32, se essa crítica é dirigida a mim, tenho que dizer que acho-a bem besta.--Mister Sanderson (discussão) 10h21min de 15 de abril de 2016 (UTC)

PropostasEditar

YouTube como fonte fiável

Hoje em dia o YouTube não é mais o mesmo. Uma grande quantidade de conteúdo sério, responsável e fiável é vinculado por lá. Estes conteúdos produzidos por canais notórios e de empresas que até mesmo possuem artigos neste projeto. Não vejo o real motivo para que o endereço "youtube.com" esteja no filtro de bloqueios. Edito intensamente apenas nesta Wikipédia, mas creio que como a en.wiki, outras já aderiram o site como uma fonte fiável. Quando estava trabalhando no artigo Cidade de Deus (filme) achei conteúdo do diretor Fernando Meirelles sobre o filme em entrevistas. Uma me chamou atenção pois foi falado vários assuntos que não achei em outros sites, e só existia no YouTube. No canal da SescTV.

A proposta é: considerar ele como qualquer outro site. Como bem vemos, existem sites nada confiáveis e que possuem conteúdo duvidoso, e obviamente o YouTube também contém muitos vídeos que não poderiam ser usados como fonte fiável. Por outro lado, assim como qualquer outro site, reitero que existe conteúdo no YouTube que atende a verificabilidade que este projeto pede. Com a avaliação de fontes sendo feita normalmente, como sempre foi feita.

Quando se usa um livro como fonte por aqui, é colocado o número da página. No caso dos vídeos, poderiam ser os minutos. Então, devendo ser acrescentado algo sobre no livro de estilo e um campo de preenchimento "|minutos=" na predefinição:Citar web. Enfim, espero termos uma discussão produtiva e que "youtube.com" seja removido do filtro de bloqueio. PauloHenrique Qual foi? 18h05min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário
  1. Houve uma discussão exatamente igual a esta há dois meses.
  2. O youtube não é "fiável" nem "não fiável" porque o Youtube não é uma fonte. O Youtube é um serviço de alojamento. O que pode ser uma fonte são determinados vídeos ou documentários que estão lá alojados.
  3. O motivo de bloqueio do Youtube não é a fabilidade. É o facto de a maioria do que está lá alojado violar direitos de autor.
  4. Os vídeos devem ser referenciados com a {{Citar vídeo}} (e não a citar web), que inclusive tem o campo para o minuto. Quintal 18h24min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
Desconhecia a predefinição de vídeo. Sim, o site é de alojamento, porém, como falei, empresas notórias publicam conteúdo sério e não vejo razão para estes não serem considerados fiáveis. PauloHenrique Qual foi? 18h32min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
Sim, em princípio obras videográficas publicadas por fontes reputadas e independentes são fontes fiáveis. E então? Quintal 18h35min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
(conflito de edições) Citei um exemplo de conteúdo no primeiro paragrafo desta proposta. A proposta é considerar o conteúdo dos vídeos como qualquer conteúdo de outro site. Qualquer fonte usada nos artigos pode passar por avaliação de algum usuário. Se o usuário considerar tal fonte um "VDA" ou que não é fiável ele normalmente remove e explica na discussão ou no sumário. Recorrer a algo já feito, é melhor do que bloquear o YouTube. PauloHenrique Qual foi?
O bloqueio do Youtube não tem nada a ver com fiabilidade. Continuo sem perceber porque é que isso está sempre a ser mencionado. O youtube encontra-se bloqueado por padrão devido ao facto de maior parte do que é linkado violar direitos de autor. Quintal 18h52min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Contra A proposta repete o que já foi proposto há três meses sem trazer qualquer novidade argumentativa --Usien6 msg • his 19h28min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
Só para constar: das últimas 10000 (5000+5000) tentativas de salvar edições com ligações externas bloqueadas, 2712 (27%) eram para o YouTube. Será mesmo verdade que mais de 1356 deles eram para vídeos que violam direitos autorais? Helder 19h38min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Apoio O youtube pode ser sim utilizado como fonte, desde que o canal ou a pessoa/empresa que carregou o video é fiável. Não podemos generalizar tudo. Vitor MazucoMsg 19h47min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
Mas por questão de praticidade isso poderia ser feito sem removendo os usos indevidos (minoria?), em vez de bloqueando os usos adequados. Helder 19h50min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
Pela 26262346ª vez,   apoio o desbloqueio do YouTube. Propostas como esta sempre foram e continuarão sendo feitas repetidas vezes, com argumentações diferentes e por parte de usuários diferentes, mostrando que a ideia goza de bastante simpatia por aqui. A recorrência pode ser chata ou irritante, mas é mera consequência da morosidade da comunidade em atualizar-se.
@He7d3r: tem como isolar somente os casos do YouTube, para pegarmos uma amostra aleatória e verificarmos quantos são VDAs? Isso nos daria uma noção razoável do tamanho real do problema. Victão Lopes Diga! 20h17min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Victor Lopes: coloquei a lista filtrada com 854 links (sem repetições) na página de testes. Helder 14h16min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)
Muito obrigado, Helder! Cliquei em dez links aleatórios na lista (1, 43, 92, 135, 340, 426, 580, 635, 721 e 842). Sete eram de canais oficiais, dois eram muito provavelmente VDAs e um eu não soube determinar (na dúvida, seria melhor não usar). Victão Lopes Diga! 21h03min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário O que me surpreende nos que apóiam tal proposta é a aparente falta de entendimento que vídeos podem ser utilizados. Ter uma URL para onde é possível ver online tal vídeo é mera comodidade. Nem todos vão conferir a URL de uma página assim como uma minoria confere a página de um livro em outras situações de referenciação. Tenho a sensação que os apoiadores acreditam que a wikipédia só pode ser escrita a partir de conteúdo disponivel online e incluído na seção de referências. Enfim, mesma proposta sem nada de novo. Todavia, lembro que o impacto de liberar a URL é pequeno. Acho que vale mais a pena ter uma noção apurada do impacto e perguntar se a comunidade está disposta a pagar o preço. OTAVIO1981 (discussão) 22h34min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)

Um cálculo de padaria só para ilustrar: As 10 mil tentativas que o Hélder mencionou ocorreram num período de aproximadamente 60 dias. Então, são 45 URLs do YouTube por dia. A cada 30 min alguém vai inserir uma URL do qual será necessário verificar se houve vda. Não sei dizer no momento qual seria o aumento percentual do trabalho de reverter mas creio que seja pouco. Isso me faz lembrar de outro ponto. Sou   absolutamente contra liberar só para autorrevisores mediante filtro de edições. OTAVIO1981 (discussão) 22h55min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
Estou de acordo com OTAVIO1981, que seja liberado apenas para autorrevisores, esses que têm a confiança da comunidade. – discussão Fábio 23h08min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
Favor ler o que escrevi. Sou contra liberar só para um grupo de editores.OTAVIO1981 (discussão) 23h13min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
É por eu li e interpretei rápido. – discussão Fábio 23h21min de 1 de fevereiro de 2016 (UTC)
"Verificabilidade" virou "mera comodidade" e não me avisaram? Por que ainda existe o campo "|url = " em {{citar web}} e {{citar jornal}} então? O argumento do VDA não faz sentido, inúmeros sites (incluindo redes sociais e blogs) contêm violações de direitos autorais e não são bloqueados. Essa censura seletiva contra o YouTube nunca foi adequadamente justificada. Victão Lopes Diga! 03h37min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Victor Lopes:, informar a URL não tem nada a ver com a verificabilidade no caso de vídeos e jornais. Tal conteúdo não precisar estar disponível online para cumprir a verificabilidade. Se for informado os parâmetros de autor, título, produtora,etc o leitor pode procurar por conta propria e encontrar o vídeo em qualquer repositório de vídeos ou numa videoteca assim como um livro que não está disponível online. As páginas de internet por outro lado só podem ser localizadas se for informada a URL utilizada para consulta e só servem como fontes somente se ativas justamente por isso. OTAVIO1981 (discussão) 08h31min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)
Não exatamente. Com certos parâmetros, também é possível chegar a uma página da web sem saber a url. Aliás, o uso de urls "soltas" como fonte (exemplo aqui) é desencorajado justamente porque, se elas saem do ar, fica difícil saber qualquer informação sobra a página. Nesse caso que eu citei é mais fácil porque o link contém o título das matérias, mas nem sempre é assim. Victão Lopes Diga! 21h03min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Apoio o uso do YouTube como fonte fiável. Se fosse feita uma checagem, seria possível afirmar se tal vídeo é de uma fonte confiável (por exemplo, o selo de conta verificada que aparece em alguns perfis. Evitaria de utilizar vídeos de fontes secundárias que poderiam violar algum direito legal). Jardel fale 04h32min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)

O Youtube não é uma fonte para ser ou não ser fiável. O Youtube é um repositório de vídeos. E nada nas regras o impede de usar como fonte as obras videográficas porventura alojadas no Youtube ou noutros repositórios. Quintal 10h11min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Apoio, algumas fontes fiáveis tem o youtube como principal plataforma de divulgação de seu material (ou alguns materiais advindos de fontes fiáveis estão alojados apenas no youtube), e o fato do mesmo estar bloqueado impede a utilização destas fontes fiáveis de maneira satisfatória, já que uma ligação externa capaz de levar o leitor diretamente para a fonte mencionada seria impossível. Além disso o youtube tem uma política que é contrária a utilização de material que viole direitos autorais, assim como a Wikipédia (é claro que alguma coisa passa desapercebida, assim como aqui). Cada material que tiver o um ligação externa do youtube como fonte deveria ser individualmente revisado, ao invés de se bloquear qualquer link do youtube, incluindo aqueles advindo de fontes fiáveis, somente pelo fato de existir algumas ligações flagrantes de VDA, isso seria punir os inocentes por crimes cometidos por culpados. --Skeptikós (discussão) 15h07min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)

O bloqueio do youtube não impede a citação de qualquer vídeo que lá esteja alojado. Ver comentário do Otavio. Quintal 18h14min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)

@PH, caso seja necessário, visto que ja houve inúmeras tentativas de discussão sobre esse tema, talvez precise fazer uma votação definindo bem esses parâmetros e regras de utilização do Youtube como fonte. Deixar claro de que forma pode ser utilizado o site para referenciar nossos conteúdos. Que acha? Vitor MazucoMsg 16h33min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)

O Youtube não é uma fonte. O Youtube é meramente um repositório online de obras videográficas. As fontes são as obras videográficas. Quintal 18h14min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Apoio o desbloqueio do youtube, de acordo com o comentário do Skeptikós. --Pap@ Christus msg 16h38min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Apoio o desbloqueio, pois o mesmo não é bloqueado em outras wiki como a wiki-en, e também não faz o menor sentido possuirmos uma predefinição de {{Citar vídeo}} enquanto que o principal repositório de vídeo conhecido encontra-se bloqueado.--Luizdl discussão 21h21min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)

Para citar um vídeo não é obrigatório uma ligação para uma cópia online desse vídeo. Tal como para citar um livro não é obrigatório indicar uma fotocópia ou fornecer um link para o google books. Se fosse obrigatório, como é que você citava obras videográficas em trabalhos em papel? Quintal 22h02min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)
Não é obrigatório mas facilita a verificação de outros editores que podem não ter acesso a obra, ou seja, é uma cortesia para quem quiser verificar. Quanto ao VDA, o próprio Google procura remover os vídeos quando o detentor dos direitos solicita.--Luizdl discussão 22h10min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)
Então o URL é só uma questão de conveniência. Quintal 22h17min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)
E o bloqueio, uma questão de inconveniência. Helder 00h50min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Pergunta Os usuários que apóiam a proposta poderiam dar exemplos de informações que gostariam de referenciar mas não conseguem porque só existe no YouTube? Talvez ajude a entender melhor o porque da sanha em liberar o repositório. OTAVIO1981 (discussão) 22h22min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)

Um bom exemplo de um suposto uso seria em algum artigo sobre energia em que alguém poderia citar um pronúnciamento da presidente Dilma sobre a "integração energética entre Brasil e Bolívia" no canal do Palácio do Planalto, como em https://www.youtu be.com/watch?v=5qppMMKaBeI (remova o espaço entre "youtu be" para visualizar).--Luizdl discussão 22h44min de 2 de fevereiro de 2016 (UTC)
O exemplo só vem criar um argumento para que não seja desbloqueado. Esse mesmo vídeo e a descrição completa do conteúdo podem ser acedidos diretamente no blog do Palácio do Planalto. Isto é o que acontece na maioria dos canais de instituições fiáveis: é possível aceder ao mesmo vídeo alojado no youtube diretamente no site da instituição. Logo, menos uma razão para o desbloqueio. Quintal 01h37min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Já a razão "ele é bloqueado porque viola direitos de autor" é fraquissima, pois existem milhares e milhares, talvez milhões e milhões, que não o fazem. A generalização não pode ser aplicada no caso. Deve haver uma razão bem melhor que esta pra que videos lá hospedados sejam aceitos como referencias em outra wikis. Talvez a razão do bom senso. MachoCarioca oi 01h44min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
O bloqueio do youtube não tem nada a ver com fiabilidade de referências. Nada o impede aqui de usar vídeos que estejam alojados no youtube como referência. Quintal 01h59min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
(alteração em 16h34min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC))Não posso falar por mimSou suspeito para falar, pois sou administrador e posso editar a whitelist sempre que preciso. O bloqueio não me atrapalha tanto. Victão Lopes Diga! 01h10min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Apoio O q não for fiavel se retira, o que não dá é ser burro e se bloquear totalmente o Youtube que hj é entupido de informações pertinentes e validas sobre uma miriade de assuntos. A exceção ali hj é não ser fiavel. MachoCarioca oi 01h15min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)

O bloqueio do youtube não tem nada a ver com fiabilidade. O bloqueio do youtube tem a ver com violação de direitos de autor. O bloqueio não o impede de consultar essas informações pertinentes e as citar como fontes. Quintal 01h29min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Com ele bloqueado não entendi como se pode citar algum video alojado nele como fonte. MachoCarioca oi 01h33min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Por sinal, tbém não sei onde fica esse "citar video" nos meus botoes aqui não tem nada, seria uma boa descobrir. MachoCarioca oi 01h39min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
MachoCarioca >> {{Citar vídeo}}. A predefinição funciona de forma semelhante ao {{Citar livro}}, ou seja, não é necessário dar endereço URL. Basta preencher os parâmetros conforme vai indicando a própria predefinição. --Zoldyick (Discussão) 01h48min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
@MC: Como? É muito simples. Como sempre se fez, antes sequer de haver internet e se continua a fazer em qualquer documento. Suponhamos que estou a usar como fonte a afirmação "the lions approach quietly" que é dita aos 6.30 minutos deste documentário: https://www.youtu be.com/watch?v=MLC0EX8c1OQ
Viu? Não precisei do URL para o youtube e a citação está completa (editar esta página para ver código prrenchido). Quintal 01h51min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Sim, mas o {{Citar livro}} tem nos botões e o {{Citar vídeo}} não, é isto q estou dizendo; e não sei porque. MachoCarioca oi 01h53min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Quais botões de que gadjet? Levante a questão no café dos programadores para ser incluída. Quintal 01h54min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Compare esse "preenchimento manual" com a facilidade que seria poder usar o Editor Visual para preencher tudo automaticamente a partir da URL (teste na enwiki, com um link qualquer do YouTube). Helder 02h45min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)

Citação: Zoldyick escreveu: «Vai ser muito interessante ver, independentemente dos resultados dessa discussão, daqui a 1 ano, uma nova discussão, com os mesmos argumentos, para se bloquear ou liberar o uso do YouTube na Wikipédia. Se estivéssemos em uma savana ou uma selva, eu diria que estamos "andando em círculos"...» Errei, foi menos de 1 ano... --Zoldyick (Discussão) 01h17min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)

Pomba eu não estou entendendo a historia. Segundo o Antero, o bloqueio do Youtube não impede o uso como fonte do q lá está alojado, é isso? Como fazer então? É necessario qdo se coloca uma ref colocar o end dela. Esse exemplo do antero acima do Attemborough, como se checa o video se estiver no Youtube? Ou nesse exemplo não está? Não é necessario checar on line? MachoCarioca oi 01h56min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Como é que você "checa" referências a livros? Quintal 02h00min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Se não tiver copia on line, não checo ou compro o livro, por isso mesmo colocam o que querem nisso. Serve o mesmo pra videos? Digo que está lá e acabou? Quem quiser q acredite quem não quiser q se dane? Me parece algo idiota, já que pode ser checado facilmente se o endereço estiver ao alcance online. Cada vez me parecem mais frágeis as razoes para o bloqueio total. MachoCarioca oi 02h08min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
O acesso ao livro não se faz só pela compra. Pode verificar o conteúdo numa biblioteca, numa livraria, no google books ou, de forma menos legal, por torrents, download ou troca de ficheiros. No entanto, você não pode inserir nas referências do projeto ligações para torrents ou sites de download de pdfs ilegais pois não? O princípio com os videos é o mesmo. Você não pode inserir na wikipédia URLs para cópias ilegais desse vídeo. No entanto, se as pessoas quiserem verificar o conteúdo nada as impede de procurar no google e aceder a cópias ilegais desse vídeo. Mas uma coisa é fazerem isso à responsabilidade delas e fora do projeto. Outra é o site da wikipédia alojar URLs para cópias ilegais. Quintal 02h49min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
VC está levando a coisa para um lado que não tem qualquer senso, ninguém vai se enfiar numa livraria para procurar uma referencia para um verbete da Wikipedia. Esta é uma enciclopedia on line e todo jeito ela deve ser consultada online, seu texto e suas fontes, sempre que for possivel. Trata-se de burocracia sem noção sem qualquer sentido prático. A coisa é simples demais: o Youtube tem videos que servem como fontes válidas e videos que não sevem. É saber separar aqui. Apenas isso. A proibição geral não tem qualquer sentido. MachoCarioca oi 21h13min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Não há nenhuma proibição de usar como fonte obras videográficas alojadas no youtube. Quintal 01h12min de 4 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Contra O youtube é tão cheio de fontes válidas quanto de VDAs. O real problema é que a Wikipédia perde fontes quando usuário desiste de referenciar por não conhecer a spam-whitelist, e é fato pouca gente conhece, que a página não funciona como deveria. Por que não adicionar uma mensagem em MediaWiki:Spamprotectiontext/pt-br explicando como e onde se pede o desbloqueio do url? Nakinndiscussão 02h03min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)

E porque acha q vao pedir desbloqueio de cada url do Youtube que quiserem usar? Existem milhoes de fontes validas no youtube, vao pedir liberação a cada ref necessaria? Se tem tanta fonte valida como diz, pq bloquea-lo totalmente? MachoCarioca oi 02h08min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
  • Chega a ser engraçado esta história de "aquilo que for VDA se remove", me lembrou a história ou seria "estória" do controle do URC? Todo mundo ia fiscalizar, não ocorreriam problemas e somente quem era contra que estava errado sobre suas preocupações. Hoje o URC tem dezenas ou talvez centenas de imagens que a fonte é um link perdido na internet, que não tem link, que não tem categoria e assim por diante. Mas o argumento da facilidade do controle retorna, nem vou perder tempo em comentar o "controle do Google" sobre os direitos autorais; pois se existissem não teria assistido um filme completo de mais de duas horas alguns dias, se alguém tiver interesse pesquise no site por "filmes completos" para ver o tal controle em ação. E por fim o YouTube não é fonte, apenas um repositório de vídeos. Fabiano msg 02h10min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
O interessante é que o maior controlador do URC aqui sou eu, e mesmo assim desmotivado pq os proprios adms sabotaram meu controle, aprovando aberrações de uso aqui como a enxurrada de URCs num mesmo verbete. Mas qto ao "direito de autor", a questão não me parece bem o controle aqui, mas a qualificação geral para saber o que é e o que não é violação de direito de autor. Muita coisa q dizem ser violação de direito de autor no Youtube nao o é. É o que sempre digo, a coisa toda "depende", é uma questão de Ciencias Humanas. No Youtube, como em qualquer fonte, tudo depende, mas se está boqueando tudo. E é material para ser usado apenas como ref, como fonte, não material para fazer daqui como o URC.MachoCarioca oi 02h14min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Outra vez: nada o impede de usar o que lá está alojado como fonte. Quintal 02h38min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Só dificulta à toa a vida de editores (vide exemplo mais acima) e leitores... Helder 02h45min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Dificulta porquê se o URL não é essencial na citação? Quintal 02h50min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Porque tendo apenas a URL do YouTube o citoid usado pelo Editor Visual preenche todos os dados automaticamente, como faz para qualquer URL. Helder 12h17min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Verdade, isto facilita exponencialmente o trabalho de edição. Concordo. RadiX 14h16min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)

Quintal, não precisa ficar repetindo que o "YouTube não é uma fonte, e bla...". Todos sabemos que o que está em discussão é o CONTEÚDO do YouTube, que vejam só, é o que faz o site ser o que ele é... o YouTube. Nesta discussão toda, o que está em questão é, se nada impede usar o YouTube como referência, o por que do bloqueio? Aí veem o: URL não é necessário no momento da referência de algo que está TOTALMENTE ONLINE. Oi? Obviamente que é! Então podemos esquecer tudo o que foi discutido para termos a política de verificabilidade. Não faz sentido vir com "o bloqueio do youtube não impede a citação de qualquer vídeo que lá esteja alojado". (Aí outro aparece dizendo: Não tem nava a ver com "verificabilidade" e sim com VDA).
Citação: MachoCarioca escreveu: «Já a razão "ele é bloqueado porque viola direitos de autor" é fraquissima, pois existem milhares e milhares, talvez milhões e milhões, que não o fazem. A generalização não pode ser aplicada no caso. Deve haver uma razão bem melhor que esta pra que videos lá hospedados sejam aceitos como referencias em outra wikis. Talvez a razão do bom senso.»
O que deve ser feito é considerar o [conteúdo do] YouTube como qualquer outro conteúdo de outro site. Se há discórdias no uso de várias fontes nos artigos, como sempre vejo, e sempre tem uma saída (seja na página de discussão ou simplesmente removendo e explicando no sumário) na remoção ou contínuo dela, porque diabos não aplicar isto ao uso do "YouTube.com/..." como fonte. (Aí outro aparece dizendo: Não tem nava a ver com "verificabilidade" e sim com VDA). PauloHenrique Qual foi? 09h31min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Esta discussão cansativa nunca retornará resultados se não se transformar em votação da forma que @Vitor Mazuco: também falou, ao meu ver. PauloHenrique Qual foi? 09h31min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)

Não. O Youtube não é "como qualquer outro site" no sentido em que alega. Quando você usa o texto de uma página web como fonte, é essa página que é a sua fonte e o seu documento. Pelo contrário, o Youtube e outros repositórios semelhantes não têm conteúdo próprio. São meros repositórios que alojam documentos de terceiros. A fonte, o documento, é esse trabalho de terceiros. Se usar como fonte um vídeo da NASA, a fonte não é "o youtube": é o vídeo da NASA, que pode ter cópias no youtube, no vimeo, no site da instituição, etc.
Até aqui tudo bem. Afinal, o google books também faz a mesma coisa para os livros: aloja documentos de terceiros. Mas porque é que um está bloqueado e o outro não? Porque no google books não há VDA, enquanto no Youtube a maioria do conteúdo com potencial interesse como fonte é VDA e está lá alojado de forma ilegal. E enquanto continuarem a aparecer comentários que se baseiam na afirmação sem nexo de que "o youtube é uma fonte", continuarão a aparecer respostas de que o youtube é um mero repositório de cópias de vídeos de terceiros e que são essas obras que são as fontes. Quintal 10h23min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Também não precisa generalizar. Nem todo o catálogo de vídeos do YouTube são cópias de vídeos de terceiros. Jardel fale 11h09min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Não generalizei. Escrevi que a maioria do conteúdo com potencial interesse como fonte é VDA. Por favor leia com atenção antes de tirar conclusões precipitadas. Quanto à questão das cópias, por favor entenda que no contexto da distribuição de documentos de vídeo, o termo cópia designa toda e qualquer reprodução de um documento original. Sendo o original o ficheiro no computador do uploader, o ficheiro armazenado no youtube (ou qualquer outro site) é uma cópia desse ficheiro original. Portanto, nesse sentido qualquer vídeo no youtube é uma cópia, tal como qualquer cd, dvd ou mp3 é uma cópia de um master original. Dito isto, essa cópia pode ser legal ou ilegal. Depende se é autorizada ou não pelo detentor dos direitos de autor. Quintal 11h12min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)

Citação: Antero escreveu: «Outra vez: nada o impede de usar o que lá está alojado como fonte.»

Outra vez: e segundo o exemplo dado por vc mais lá acima, o video-fonte fica sem poder ser checado se não tem uma URL. Diferente de bibliografia. Qual o interesse para o projeto de fontes de videos que não podem ser checados ou para os quais haja uma grande dificuldade para isso? Nenhuma. MachoCarioca oi 21h17min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)

Estamos discutindo em círculos. Eu tendo a ser favorável a liberar o repositório pois o impacto em corrigir os erros me parece muito pequeno. Pessoalmente acho que uma quantidade pequena de vídeos pode efetivamente ser utilizada mas quem usa um vídeo de modo errado já está por aqui usando outras páginas incorretamente então, haver erros a princípio não justifica a proibição. A facilidade que o Hélder tem mencionado é um ponto a favor, mas que só os experientes vão conhecer. Não sei se conta muito a favor mas é algo a considerar...OTAVIO1981 (discussão) 21h35min de 3 de fevereiro de 2016 (UTC)
Sou a favor da remoção da url genérica do YouTube na blacklist, porque o benefício de facilitar a verificação de uma referência é muito maior do que o prejuízo potencial com links para conteúdo que violam direitos de autor. Se houver muitas inserções de links para conteúdo indesejado ou reclamações pontuais, é sempre possível incluir algumas urls específicas na blacklist, assim como são tratados os links de spammers. Lembremos que este projeto é uma enciclopédia colaborativa. A prioridade é fornecer e verificar referências. Os controles são importantes, mas deve-se ter em mente que são acessórios à atividade principal da WP. Embora seja possível citar um vídeo sem incluir seu endereço (e um livro sem link para uma versão online), há de se concordar que é muito mais fácil para os demais editores da WP checar um conteúdo online e por isso deveríamos preferir usar conteúdo disponível online sempre que possível, e indicar o link sempre que possível. CasteloBrancomsg 02h49min de 4 de fevereiro de 2016 (UTC)
Afinal, a MediaWiki:Spam-blacklist é para combater SPAM, não para fazer controle de qualidade de URLs... Helder 15h26min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)
Aproveito para chamar atenção ao fato de que o percentual de edições feitas com o Editor Visual na Wikipédia em português é significativamente maior do que o das demais wikis (vide phab:T115724). Helder 15h26min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Apoio Particularmente na área da computação, que é de meu interesse, existem muitas conferências e apresentações que estão hospedadas no YouTube que poderiam ser interessantes de serem diretamente disponibilizadas nas próprias referências do artigo. A área de jogos eletrônicos também poderia se beneficiar com vídeos de seus lançamentos ou declarações de desenvolvedores em convenções conceituadas como a E3. --Luk3M🔔📖 14h50min de 5 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Eu acho que só se deveriam aceitar como fontes fiáveis os videos do Youtube provenientes de contas confirmadas. --Gato Preto (discussão) 16h09min de 6 de fevereiro de 2016 (UTC)

Nunca foram proibidos. Quintal 16h51min de 6 de fevereiro de 2016 (UTC)
..."só" foi dificultada a sua inclusão nos artigos. Helder 17h01min de 9 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário A ideia é boa, mais contas como: Contas oficiais de governo, contas oficiais de empresas grandes e com grandes informações. Mais continua sendo uma ótima ideia mais agora você pode conversar com os administradores sobre isso JackCrazy5 Fale Comigo! 18h11min de 9 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Sugestão Gostaria de acrescentar também a ideia de um filtro, se possível, que marque a edição de artigos que acrescentem referências com links do YouTube (igual ao filtro que avisa que foi criada uma página nova sem referência, próximo ao sumário de edição). Isso pode ajudar a verificar o conteúdo das referências com maior facilidade. --Luk3M🔔📖 01h02min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Contra Por dois motivos principais, primeiro: já não é surpresa a aparição de inúmeros artigos sobre blogueiros, vlogueiros, pessoas com canais no Youtube e diversos outras coisas ligadas a redes sociais e/ou canais de compartilhamentos, muitos desses biografados não contém nenhuma notoriedade para constar sua presença na Wikipédia! Muitos dos artigos são criados por fãs, imagina esses artigos totalmente referenciado pelos próprios videos do biografado ou por videos de outros canais relacionados? Conteúdo totalmente fora do teor enciclopédico com fontes fiáveis que se encaixaria em muitas políticas do site. Segundo: perdi as contas de quantos vídeos do Youtube em que os conteúdos eram o mesmo ou semelhantes, existe diversos vídeos com músicas e cenas de filmes, infringindo os direitos autoriais dos detentores da canção e dos longos metragens, infelizmente é um verdadeiro sítio de VDA. Sabemos que os usuários que estão nessa discussão são a minoria, muitas contas são criadas por motivos únicos seja para sabotar artigos, para promover seus negócios ou seus nomes! Porque ainda não perguntaram se a comunidade do Wikipédia seria capaz de verificar todos os vídeos, quem postou, o canal se a informação é verdadeira e se não viola VDA de todos url inseridos como fonte? Gean Victor. msg 10h42min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)

Citação: imagina esses artigos totalmente referenciado pelos próprios videos do biografado ou por videos de outros canais relacionados?: Terão o mesmo destino que todos os outros artigos sem fontes fiáveis e independentes: ESR. Há anos funciona assim. Quanto ao segundo argumento, veja aqui que a situação não é tão grave quanto fazem parecer que é. Victão Lopes Diga! 16h34min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)
ESR se os artigos contém Fontes em tese fiáveis? Veja essa PE, seu canal tem um selo verificável! O canal Nostalgia tem um selo verificável e tem VDA, até acumula processos judiciais, a verdade qualquer um pode postar no Youtube! Não creio que os usuários novatos terão maturidade de distinguir um url livre sem nenhum problema. Terminando, você escolheu 10 links aleatórios de quantos da lista? 900 ? 1000 ? Enfim, não me comprometo em ficar verificando todos os vídeos postados no Youtube. Gean Victor. msg 17h05min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)
Desculpe, você falou em "artigos totalmente referenciado pelos próprios videos do biografado ou por videos de outros canais relacionados" e me indica uma PE referente a um artigo que usava sites diversos como fontes, não entendi. Mais fácil do que postar um VDA no YouTube é postar um VDA na Wikipédia, onde "qualquer um pode postar", mesmo sem conta. Há pouco tempo peguei esse caso gritante. É essa censura seletiva que eu não entendo, várias páginas na internet violam direitos autorais, mas nunca nos preocupamos em conferir link por link pra ver se de repente não usaram uma foto sem permissão. A própria Wikipédia é aberta a VDAs colocados diretamente aqui. Por fim, o selo verificável significa que o YouTube reconhece que o canal pertence a quem diz pertencer, só isso. Não é um selo de qualidade. Há selos semelhantes no Facebook e no Twitter, por sinal. Victão Lopes Diga! 21h15min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)
Olá @Victor Lopes: acho que não expressei bem a minha ideia, a PE citada foi apenas para ilustrar, minha opinião é que ao desbloquear o Youtube da black list do Wikipédia deixaria tudo mais parcial, os canais do Youtube pertence a qualquer pessoa, qualquer pessoa pode inserir vídeos no site e seria um processo doloroso e complicado para etiquetar quais dos milhões de canais do Youtube estaria apto, inclusive o selo não tem significância de qualidade o que torna o processo mais difícil. Por exemplo a biografada na PE que eu listei, eu e você pode achar que os vídeos dela não esteja apto para ser usado como fontes para nenhum artigo, mas com certeza pode aparecer outros usuários que acham que o canal está e ai o que acontece? Gean Victor. msg 11h27min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
É que muitos desses canais de youtubers são canais de humor ou de dicas para assuntos do dia-a-dia. Não vejo um cenário em que eles sejam usados recorrentemente como fontes. É complicado ficar removendo os links cada vez que alguém põe uma referência de um youtuber irrelevante num artigo? Talvez, mas corremos o mesmo risco o tempo todo com blogs diversos de pessoas sem relevância que escrevem sobre música, literatura, cinema, etc. Eu entendo a sua preocupação, mas não vejo como algo que piore consideravelmente a situação na qual já nos encontramos. Ainda defendo que os benefícios superam os problemas. Victão Lopes Diga! 16h31min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário — considerar o Youtube como fonte fiável é tão absurdo como colocar na autoria de um texto ou de uma foto "Internet" ou "Google"; ou considerar em abstrato que publicações são fontes fiáveis. O Youtube é uma plataforma, um "meio", não uma publicação, pelo que, mesmo que os casos de VDA e outros não fossem mais que muitos, nunca se poderia considerar "fonte" fiável, pois há lá de tudo. Se não passa pela cabeça de ninguém dizer que a "livraria X" é fonte fiável (o que pode ou não ser fiável são livros que lá estejam à venda", não a livraria), o mesmo se passa com o Youtube. Posso estar enganado, mas ficaria surpreendido se, caso o youtube não estivesse na lista negra, a percentagem de spam/fancruft/vda e afins não constituísse a esmagadora maioria das ocorrências, por isso parece-me que é prudente manter o sistema atual: quem quer incluir URL's, pede para eles serem removidos da lista negra. --Stegop (discussão) 11h34min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Quanto mais insistem no argumento do "os vídeos do YouTube podem ser citados, só estamos bloqueando a plataforma", mais fica claro que o objetivo é impor uma dificuldade apenas porque sim - não por um acaso, a maioria dos que votaram contra pode editar a whitelist. Isso só me deixa mais otimista quanto à inevitabilidade da futura liberação do YouTube. Não virá com esta proposta exatamente, mas, como eu disse, a ideia continuará sendo reapresentada em momentos diferentes, por usuários diferentes e com argumentações diferentes até que a comunidade se adeque aos novos tempos. Victão Lopes Diga! 16h34min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)

Nunca me verá adicionar o que quer que seja na white-list sem fazer um pedido, como qualquer editor sem estatutos. Não protesto quando vejo fazer inclusões sem haver pedidos, mas não me parece um bom princípio. Daí que o argumento de "pode editar a whitelist" não se aplica a mim: posso mas não edito para incluir os "meus" URL's. --Stegop (discussão) 16h54min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Apoio Depois de pensar, concordo, mais tem que ser um canal confiável.JackCrazy5 Fale Comigo! 17h14min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Não apoio por ora. Quais serão os critérios para definir o que é fiável ou não no YouTube? A maioria dos canais são individuais baseadas em opiniões pessoais, fica muito difícil classificar o que pode ser confiável ou não. Não consigo imaginar quais canais seriam, mas se for criar esta regra para liberar meia dúzia, é melhor deixar do jeito que está. 🍁 Editeur ? 17h26min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)

Com certeza vai ficar pesado cada página que usar vídeo. Positiba (discussão) 17h30min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Positiba: O "peso" das páginas não tem qualquer relação com esta discussão: não são os vídeos que são inseridos nos artigos, mas sim os seus URLs. Helder 17h58min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo com a remoção da URL do Youtube da Blacklist pois todo mundo sabe que desde 2013 eu venho defendendo esta proposta e acredito que todos já sabem o porquê. Portanto, quero deixar um adendo para ficar mais detalhado:

  • Uma das coisas que muitos não tenham percebido é que o conteúdo listado em WP:YOUTUBE me parece que só é válido para os administradores, até porque somente administradores podem referenciar artigos com a fonte do Youtube. Até aí tudo bem: O problema é que se isso já estivesse na política dos administradores talvez faria algum sentido;
  • Outra coisa que devo acrescentar e que todos já conhecem é que na versão anglófona, é liberado o uso do URL para referenciar artigos, enquanto aqui possui o mesmo conteúdo de lá (traduzido) e só administradores podem utilizá-lo;
  • A lista negra de SPAM em relação ao URL do Youtube entra em contradição, até porque a lista de SPAM virou um portal principal para links do Youtube e não para conteúdo publicitário e de divulgação. É como disse o próprio Helder em 7 de fevereiro de 2016 às 15h26min: Citação: Helder escreveu: «Afinal, a MediaWiki:Spam-blacklist é para combater SPAM, não para fazer controle de qualidade de URLs...»;
  • Quanto ao suposto VDA que dizem, não será a Wikipédia que será alvo de VDA, e sim, o responsável pela conta no Youtube. No momento que um artigo é referenciado por fontes independentes, com certeza o uso da URL no Youtube é fundamental para complementar uma informação não-existente em outros sites. O que será permitido na Wikipédia é apenas o URL, para esclarecer melhor a informação encontrada no artigo/lista.

Para finalizar, a manutenção dela na blacklist prova que as coisas se tornam contraditórias, e por isto não devemos continuar com a contrariedade por muitos e muitos anos neste projeto. É necessário que a mudança ocorra logo, para que tenhamos uma enciclopédia online cada vez mais rico em informações bem verificáveis. Não custa nada permitir a URL para facilitar o trabalho de quem costuma verificar as informações. WikiFer msg 02h20min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)

Desculpe, mas tenho que fazer uma observação: Citação: Quanto ao suposto VDA que dizem, não será a Wikipédia que será alvo de VDA, e sim, o responsável pela conta no Youtube. Isto é totalmente falso. Por favor informe-se corretamente sobre a questão antes de comentar e levar pessoas ao engano. Se você partilha uma ligação para conteúdo que sabe ser ilegal, perante a justiça é igualmente responsável. Ver também en:WP:COPYLINK. Quintal 03h21min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
O link que você apresentou traz uma boa informação sobre esta questão. Bom, em relação aos conteúdos ilegais do Youtube carregados e partilhados recentemente, acabam sendo eliminadas automaticamente do site porque já há canais oficiais responsáveis por estes vídeos. Pelo menos no Brasil muitas emissoras de televisão não aceitam o carregamento de seus conteúdos recentes por lá. No entanto, existe bastante conteúdo "ilegal" que foi carregado no Youtube antes de 2009 por exemplo e que até hoje é mantido lá e os responsáveis pela mesma nunca optaram pela remoção destas. Não seria necessário abrir uma exceção para estes alojamentos de conteúdo que tampouco os responsáveis importam? WikiFer msg 04h52min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
O facto de os detentores dos direitos não "reclamarem" não faz com que o conteúdo ilegal passe a ser legal. Quintal 17h42min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Apoio O youtube pode ser sim utilizado como fonte, desde que o canal ou a pessoa/empresa que carregou o video é fiável e   Concordo com a remoção da URL do Youtube da Blacklist. Dr. LooFale comigo 03h50min de 16 de abril de 2016 (UTC)

ResumoEditar

Pessoal, vou resumir tudo que já foi discutido. Peço que complementem e corrijam:

 Contra remover

  1. O YouTube aloja muitas violações de direitos autorais (VDAs) e isto aumentaria o trabalho de verificar as mudanças recentes.
  2. Grande parte dos vídeos livres que o Youtube aloja são vídeos pessoais que não servem como referência. Os vídeos de melhor qualidade para o uso como referências (reportagens, documentários, etc) são na sua maioria protegidos por direitos de autor e o Youtube aloja cópias ilegais.
  3. As fontes de maior credibilidade e qualidade disponibilizam páginas web no seu próprio site com os mesmos vídeos alojados no youtube.
  4. Para citar um vídeo como fonte não é obrigatório o URL.
  5. O custo humano em patrulhar, confirmar e reverter dezenas de violações de direitos de autor por dia é superior ao benefício da liberalização total do URL, que nem sequer é um campo obrigatório.
  6. Desde que o vídeo seja legal, é possível abrir exceções a URLs específicas na Spam-whitelist (atualmente com 252 vídeos e 25 canais do YouTube).
  7. Embora qualquer página ou documento online possa violar de direitos de autor, o problema do Youtube é a elevada proporção (75-80%) de material que viola direitos de autor.[1]

 A favor da remoção

  1. Outras páginas da internet também podem alojar violações de direitos autorais.
  2. A possibilidade de inserir a URL permite o preenchimento automático das referências usando o citoid.
  3. Não são só os links ruins que ficam fora da lista branca, pois alguns não a conhecem e outros simplesmente desistem
  4. Outras páginas da internet também não servem como fontes.
  5. Conforme cálculo preliminar, a liberação do YouTube implicaria num acréscimo de trabalho inferior a 6% (partindo do principio que nem todos os links serão revertidos.
  6. Links não são inseridos apenas em referências, pois alguns servem como ligações externas.
  1. «YouTube Again Beats Viacom's Massive Copyright Infringement Lawsuit». Hollywood Reporter. Consultado em 12 de fevereiro de 2016 

A proposta alternativa mais recorrente é liberar só para autorrevisores mediante filtro de edições. @He7d3r:, pode comentar os pros e contras?

Peço que complementem os tópicos ao invés de ir concordando ou não repetindo argumentos já ditos.OTAVIO1981 (discussão) 12h21min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)

A investigar:
Helder 23h16min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Sobre o último item: sim, atrapalha. Na verdade, ele simplesmente impede a página traduzida de ser gravada até que o link seja removido da tradução. E o pior é que o aviso de erro não é muito claro, e provavelmente usuários mais novatos acabam desistindo. Victão Lopes Diga! 16h31min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Com os dados apresentados foram 45 tentativas por dia, o que pode ser absorvido no monitoramento da MR. Isto representa um aumento de trabalho de quantos no monitoramento da MR?OTAVIO1981 (discussão) 13h54min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)

Não compreendi muito bem os argumentos "Outras páginas da internet também podem alojar violações de direitos autorais." e "Outras páginas da internet também não servem como fontes.". Estamos aqui a falar especificamente do youtube, e não de "outras páginas". Isto não me parece nem um argumento a favor nem contra. Pelo mesmo princípio, também se poderia incluir nos argumentos contra que "outras páginas também estão na blacklist". Quintal 13h56min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)

A tarefa de verificar se uma URL constitui VDA ou se é fiável ou não já faz parte do trabalho de quem monitora a MR. Então, alegar que o YouTube contém VDA e vídeos que não servem de referência também não pode ser um argumento contra. O fato é que a internet está cheia disso, e não só o YouTube. E o comparativo com a blacklist nao procede. Ali estão inseridos SPAMs: urls indesejaveis que são inseridas numa velocidade maior do combate ao vandalismo. Periodicamente deveríamos remover os links inativos ou que não estão mais tentando inserir.OTAVIO1981 (discussão) 16h10min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Isso não responde à questão que coloquei. Então também vou dizer que esses dois argumentos "não procedem" e removê-los da lista... Quintal 19h20min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
O que eu quis dizer é que o trabalho de verificar VDA e fiabilidade já é feito na MR para todas as urls inseridas. Portanto, o YouTube é mais um que vai ser analisado dentre milhares de páginas. Não vai ser um trabalho inédito ou completamente diferente do que já é feito. Os pontos podem ser reformulados para esclarecer melhor. Por mim pode remover o item 1 e 2 contra e o 1 e 4 a favor. Inclui porque foram citados. OTAVIO1981 (discussão) 19h46min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
O que é que o 1 e o 2 têm a ver com a questão? São argumentos misteriosos sobre "outras páginas"? Não. São específicos sobre o youtube. Continuo sem perceber em que é que afirmar "Outras páginas da internet também não servem como fontes." é um argumento contra ou a favor da presença do URL do youtube na blacklist. Quintal 20h01min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
O YouTube não está na SPAM-blacklist porque contém VDA ou fontes não confiaveis. Fosse somente está razão, muitas outras páginas deveriam ser prontamente incluídas. A razão básica para incluir URL na SPAM-blacklist são SPAMs, que são inseridos numa velocidade maior do combate ao vandalismo. Os pontos 1 e 4 contrapõem está falsa ideia de que o YouTube é bloqueado SÓ por ter VDA ou fontes não confiaveis. OTAVIO1981 (discussão) 02h04min de 13 de fevereiro de 2016 (UTC)

custo humano em reverter edições indesejáveisEditar

O ponto aqui é medir qual é o aumento. Obviamente qualquer aumento na quantidade de erros implica em mais trabalho mas estamos falando do quanto exatamente? Minha ideia é apurar melhor este número para comentários. Numa análise superficial temos 250 mil edições por mês das quais 9% são revertidas (fonte) o que da uma média de 750 reversões por dia. As 45 do YouTube são um aumento de 6%. Não sei se é muito. O número deve ser melhor apurado na minha opinião. OTAVIO1981 (discussão) 16h10min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)


Impacto no preenchimento das predefinições de citaçãoEditar

A frase

Para citar um vídeo [do YouTube] como fonte não é obrigatório o URL.

tem dois problemas:
  1. Só estão em discussão as páginas do YouTube (que têm URLs), não os vídeos em DVD que mencionou no sumário, e portanto, a inserção dos vídeos do YouTube é feita manualmente se não puder usar a URL. Helder 14h19min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
    Não é "manualmente". Para citar um vídeo não é obrigatória a apresentação de um URL. Ponto. A fonte é a obra videográfica e o que é obrigatório é a identificação do título, autor, data e, dependendo do caso, de quem a produziu. Quintal 14h24min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
    Vide imagem ao lado. Como serão preenchidos os campos da predefinição (título, data, etc) se não escolher a opção automática? Helder 14h32min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
    O seu comentário diz respeito a uma nomenclatura específica do universo do editor visual da wikipédia. O mundo não é só o editor visual. Para citar um vídeo, esteja alojado no youtube, numa cópia de um dvd ou numa gravação da televisão, não é nem nunca foi obrigatória a indicação de um URL. A afirmação termina por aí. "Manual" só existe no contexto do editor visual. Quintal 14h43min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
    Não é sobre a nomenclatura. Para citar um vídeo que possua alguma URL (os demais, que só existam em dvds ou na tv nem tem como ser bloqueados na SpamBlacklist, então não fazem diferença para este argumento) você tem duas opções:
    1. Informar manualmente o título, data, etc nos campos da predefinição
    2. Deixar que estes campos sejam preenchidos automaticamente pelas ferramentas que usam o citoid a partir da URL
    E um terço das edições é feita pelo Editor Visual, então é universo bem grande de editores. Helder 15h04min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
    O que é que o editor visual e o número de edições com o editor visual têm a ver com a questão? Para citar uma obra videográfica numa referência não é obrigatória a indicação de um URL. Ponto. A frase termina aqui. Esse conceito de "manual" vs. "automático" só existe no contexto muito particular dos títulos das opções de um gadget. Quintal 15h11min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
    E se o editor não quiser digitar título e data à toa? Helder 15h21min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
    Por que não facilitar o uso com algo tão simples como o desbloqueio? Não há consenso para manter isso bloqueado, só cerca de meia dúzia de usuários vê problema em desbloquear algo que aparentemente só está bloqueado aqui. É por isso que a wiki-pt não vai pra frente, é cheia de picuinhas em tudo. VDA não é desculpa, sempre quando os detentores dos direitos requerem ou o Google apaga, ou caso os detentores do direito preferir, os rendimentos com os anúncios vão para os detentores dos direitos ao invés pra quem postou o vídeo.--Luizdl discussão 16h14min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
  2. No caso de vídeos que serão utilizados apenas na seção de ligações externas, a URL é obrigatória. Helder 20h46min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Sim. E então? É evidente que se for usado como recurso externo, e não como referência, a ligação é imprescindível. Mas o que é que isso tem a ver com a discussão? O problema começou porque você teimava em inserir no ponto 4 dos argumentos contra a palavra "manualmente". Se reparar com atenção, o que está no ponto 4 refere-se à citação de fontes, não a ligações externas. Quintal 20h55min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Pois é, e o bloqueio existente impede a inserção das ligações externas. E no caso da inserção de referencias, ter que digitar o título e data não é prático comparado com a opção que teríamos sem o bloqueio. Ou seja: o bloqueio prejudica tanto a inserção de ligações externas quanto a de referências. Helder 21h07min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
E o que é que isso tem a ver com a questão do "manual"? Parece-me que está apenas a dar voltas e mais voltas, repetindo eternamente as mesmas coisas sem nenhum propósito definido. Quintal 21h14min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Ué: ter que escrever o título e data, digitando letra por letra, é a opção "manual" (seja ela feita no código-wiki ou na interface do Editor Visual). Isto não é prático. E a opção prática (automatizar o preenchimento, seja pelo Editor Visual ou outros gadgets) é impedida pelo bloqueio existente. Então possibilitar essa automação é um ponto a favor da remoção. Simples assim. Helder 21h24min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Outra vez arroz? A dicotomia "manual vs automático" só existe no contexto de um gadget específico do editor visual. Logo, o qualificativo "manual" só existe no universo limitado desse gadget. Alguém escreveu que não era um ponto a favor da remoção? Ninguém implicou com esse ponto a favor. Você é que implicou com o ponto 4 da lista dos argumentos contra. Que conversa mais sem sentido. Quintal 21h36min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
O "manual" foi inserido para deixar claro o contexto em que é válida a afirmação de que não é preciso o URL ao "citar um vídeo como fonte": só ao preencher manualmente. Discordo da sua remoção. Helder 22h24min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)

Referenciar conteúdo online e não colocar a URL, é referenciar? Pra mim, não.Editar

Voltas e mais voltas e nada estabelecido nesta discussão. O que vejo que tem mais destaque são duas questões, a de 'não ser obrigatório o uso do URL no momento de referência um conteúdo que está totalmente online'. Tenho que testificar algo levantado no artigo, e para isto existe um vídeo alojado no YouTube por algum canal notório e responsável, logo fiável. Nesta ocasião, apenas eu vejo a necessidade de por o URL do vídeo? Empregado a isto, com certeza vem toda a nossa politica de verificabilidade.

A outra é a questão levantada pelo Otávio, "vale mais a pena ter uma noção apurada do impacto e perguntar se a comunidade está disposta a pagar o preço". Não diria pagar o preço, pois como bem ele falou é uma atividade já executada por aqui. PauloHenrique Qual foi? 14h58min de 13 de fevereiro de 2016 (UTC)

@PauloHenrique:, o contra argumento desta questão é que estando corretamente referenciado, você pode buscar pelo vídeo no repositório de sua preferência. Numa analogia a livros, eu faço a referência mas você busca na biblioteca da sua preferência. Não podemos jamais nos apegar a ideia que referenciar é estar online. Sobre a outra questão que abordei, eu realmente gostaria de mais comentários a respeito. OTAVIO1981 (discussão) 16h24min de 13 de fevereiro de 2016 (UTC)
Para mim, é. Uma "referência" a um conteúdo não tem a obrigação de ter URL, mesmo que este conteúdo esteja na internet. Sou contra a obrigação de se incluir um link. Mas acho que é "fortemente recomendável" facilitar o acesso de outros editores a um conteúdo que você usou como referência em sua edição, para simplificar a checagem. É uma boa prática, e uma questão de boa vontade e demonstração de boa fé. Afinal, se a consulta foi feita na web, o link é super fácil de incluir, muitas vezes é a informação mais fácil que se tem, além do título, e mais até do que o autor ou a data. Que motivo alguém teria para referenciar pelas informações mais difíceis e omitir a mais fácil? Esconder a publicação? Dificultar a checagem? Isso põe em dúvida a referência apresentada, com certeza. Mas entendo que pode haver casos em que a url não é fácil de achar. Você pode estar acessando uma informação por uma imagem (print screen) de um site ou por um serviço agregador (não sei o nome técnico para essas coisas que compilam textos de vários lugares diferentes e te mostram em um celular, por exemplo). Nesses casos, você tem o título, a publicação, às vezes até o autor e a data, mas não pode não ter o link. Vale incluir o que você tiver, então. Mas há de se convir que essa é a exceção, não a regra. Agora, se a fonte está no YouTube, que motivo eu teria para inverter nosso senso comum e omitir, deliberadamente, o link da fonte que eu usei para referenciar uma informação? Se a fonte utilizada está disponível online no YouTube, é melhor incluir a informação sem fonte, citar a fonte sem o link ou citar a fonte com o link para o YouTube? Essa é a questão que temos que responder. Para mim, é sempre melhor fornecer o link. CasteloBrancomsg 19h08min de 13 de fevereiro de 2016 (UTC)
Também não vejo motivo para omitir tais links deliberadamente. Helder 23h26min de 13 de fevereiro de 2016 (UTC)
Acho contraproducente impedir que os editores insiram nas referências (sem ter que pedir liberação) o URL de um vídeo confiável, quando o editor já tem isso em mãos.
A outra grande questão é que o bloqueio atual não afeta só as tentativas de uso nas referências, mas também o seu uso como ligações externas (em que só é preciso um título e, claro, a URL). Helder 23h26min de 13 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Não acham que só é verificável aceitar como ref válida videos de canais verificados?  Gato Preto  18h17min de 15 de abril de 2016 (UTC)

@Gato Preto: A questão nem é essa de optar apenas por liberação de links externos de canais verificados, é a confusão que existe entre SPAM e VDA. O youtube está bloqueado na blacklist por conta de VDA e não de SPAM, que se torna algo contraditório. WikiFer msg 03h32min de 29 de abril de 2016 (UTC)
@WikiFer:Percebo, só achei que estes seriam os únicos que poderiam fazer algum tipo de referência fiável como o canal verificado de alguma TV muito conhecida etc. Eu considerava que o YouTube estaria bloqueado por SPAM pois teóricamente é mais lógico, contudo, é verdade que também apresenta o risco de VDA.  Gato Preto  13h38min de 29 de abril de 2016 (UTC)

Por que o YouTube foi bloqueado?Editar

Pelo que vi, o domínio youtube.com foi bloqueado pela primeira vez em julho de 2007, pelo Rei-artur. Mas entre as edições que ele fez no mesmo dia, não encontrei qualquer menção a uma decisão da comunidade. Alguém sabe onde foi decidido o bloqueio? (perguntaram isso em agosto de 2007, mas ninguém respondeu) Helder 00h49min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)

Se não houve discussão da comunidade, não tem impedimento nenhum para desbloquear.--Mister Sanderson (discussão) 18h11min de 15 de abril de 2016 (UTC)
Então o caso é diferente. Se não houve qualquer discussão para a inclusão, deve ser removido. Quintal 21h17min de 15 de abril de 2016 (UTC)
Desculpa Antero de Quintal, mas proponho algo melhor. Se não houve qualquer discussão para a inclusão do site na lista de bloqueio, por que não paramos para formalizar a utilização do link do youtube(já que é alojamento e blábláblá) como fonte? É bem nesse momento que podemos refinar a qualidade da ptwiki, pode-se deixar qualquer um por o link, e aí vamos voltar àquela ideia dos 10 000 links coletados pelo He7d3r em 60 dias, ou podemos dispor de um lugar para aprovação(creio que é assim que é feito atualmente) e somando a esta última ideia ou não, fazer disto uma característica(esqueci o termo correto) dos grupos de usuário. Caçador de Palavras (discussão) 01h28min de 16 de abril de 2016 (UTC)
Hã? Quintal 01h30min de 16 de abril de 2016 (UTC)
Somente proponho formalizar a utilização do link do youtube como fonte. Visto que há a possibilidade de liberar geral, daí surge o meu receio de voltarmos àquela situação que o Helder nos trouxe, das 10 000 edições(pra colocar o youtube na wiki) em 60 dias. Como solução, vejo que podemos definir a adição do youtube como link de fonte para autorrevisores, a exemplo, somando ou não com uma página de pedidos de adição para quem não seja autorrevisor. Sou aberto a outras possibilidades, mas o que é fixo do meu entendimento é o   Concordo em liberar o youtube. Caçador de Palavras (discussão) 02h55min de 16 de abril de 2016 (UTC)
@Caçador de Palavras: Mas aquela situação continua: entre os últimos 5000 registros de edições interrompidas pela lista negra de SPAM, 1112 contém "youtu". Ou seja, de cada 5 edições que a nossa lista negra impede de serem salvas, uma é por causa de algum link para o YouTube. Helder 03h15min de 16 de abril de 2016 (UTC)

───────────────────────── @He7d3r: Então, você tem alguma sugestão sobre o modo de procedermos? Li em algum lugar que já há um filtro, é o suficiente? Caçador de Palavras (discussão) 03h19min de 16 de abril de 2016 (UTC)   Concordo em liberar o youtube. Dr. LooFale comigo 04h47min de 16 de abril de 2016 (UTC)

@He7d3r:

Helder, resposta à sua pergunta estão nestes links. Quanto a infinidade de debates, como já comentado por outro, posto o recorrente assunto, poderiam indexar todos os diálogos em uma página, por ordem cronológica, assim ficaria mais fácil perceber no que o debate está cíclico, ou se as soluções já não estão ao alcance das mãos, ou se há um argumento relevante como novidade a ser registrado. Cumprimentos. __ Observatoremsg 04h34min de 21 de abril de 2016 (UTC)

Ver WP:Temas recorrentes/YouTube. GoEThe (discussão) 08h32min de 21 de abril de 2016 (UTC)

Dado que não houve discussão prévia para inclusão do Youtube na Spam blacklist, e pela discussão acima, alguém o retira da black list? GoEThe (discussão) 12h41min de 29 de abril de 2016 (UTC)

  Concordo com a instituição de um filtro para que só os autorrevisores possam adicionar links do youtube.  Gato Preto  13h46min de 29 de abril de 2016 (UTC)


  Discordo de limitar a inclusão aos autorrevisores utilizando um filtro, conforme já explicado. Eu tenho receio de remover pelo tempo e status quo que a decisão adquiriu com o tempo. Se ninguém se opor dentro de alguns dias vou remover mas preferia uma votação que validasse a remoção e principalmente que fossem pensados alternativas para monitorar os primeiros meses. OTAVIO1981 (discussão) 16h59min de 29 de abril de 2016 (UTC)

  Concordo Ao meu ver, atualmente o Youtube tem um sistema de verificação, onde canais de maiores relevância tem um selo dado pelo próprio site de usuário verificado. Entendo que canais verificados, podem ser responsabilizados por todas informações de caráter enciclopédico... Atualmente programas de televisão já começaram a ser publicados no youtube, o Sistema de Brasileiros de Televisão (SBT) por exemplo já adotou a medida para acompanhar o novo jeito de assistir televisão. E com isso está upando no Youtube, muitas informações de caráter enciclopédico, que são necessárias para Wikipedia ao meu ver. Programa de entrevista por exemplo rendem muitas informações inéditas que enriqueceriam os artigos de varias personalidade. E eu gostarias muito de usar esse videos como fontes. Liberem logo por favor. Luanderson Camilo (discussão) 16h39min de 17 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo em remover o bloqueio pelo menos por alguns dias, mas criando um filtro antes que etiquete a edição para ajudar a monitorar essas inclusões. Fiz uma pesquisa no banco de dados contando os bloqueios feitos pela spamblacklist no último mês de maio, no total foram 2802 bloqueios, dos quais 837 foram por links do youtube (30% do total, cerca de 28 por dia, pouco mais de um por hora). Acho que isso não vai sobrecarregar os patrulhadores, e com um filtro monitorando as inclusões fica mais fácil acompanhar. Danilo.mac(discussão) 18h51min de 13 de junho de 2016 (UTC)

Modificação da Predefinição:Aviso-propaganda

Bom dia a todos! Venho aqui para propor uma modificação da Predefinição:Aviso-propaganda. Eu creio que para realçar que se quer transmitir teria mais força visual que estivesse em negrito "não faça propaganda" que como está agora "não faça propaganda". Atenciosamente, --Gato Preto (discussão) 15h38min de 6 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Apoio Todo o aviso deve estar em destaque. PauloMSimoes (discussão) 15h46min de 6 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Feito Como é uma alteração mínima, e parece-me bastante consensual, tomei a liberdade de alterar isso na predefinição. Caso alguém não concorde, pode reverter.--- Darwin Ahoy! 15h58min de 6 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Concordo. --Pap@ Christus msg 16h02min de 6 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Concordo --Gato Preto (discussão) 16h07min de 6 de fevereiro de 2016 (UTC)
Só pra reforçar,   concordo. Victão Lopes Diga! 16h32min de 6 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Pergunta e aí Gato Preto, como ficou esta proposta?--Mister Sanderson (discussão) 20h51min de 15 de junho de 2016 (UTC)

@MisterSanderson: Foi modificada neste diff, a alteração já está feita. Aprovada!    Gato Preto  20h58min de 15 de junho de 2016 (UTC)

Cat-a-lot

Olá, eu vi ontem o Vtrnascimento utilizando o Cat-a-lot e resolvi também instalar o mesmo, e utilizei um pouco para facilitar um pouco meu trabalho. Ajuda muito, mas vejo que o mesmo pode fazer muitas edições muito rapidamente, e que reparei que entope toda página de "Mudanças Recentes", eu acho que se deveria ser permitido o uso mais compulsivo apenas para bot, pois pelo menos não apareceria nas MR e limitar o uso para demais usuários para poucas edições, se qualquer usuário quiser utilizar, é só criar uma conta bot ou utilizar sua conta de bot existente para utilizar, pois o Cat-a-lot me parece ser um software automático, e fica difícil acompanhar a MR com tantas edições seguidas, e não dá nem para filtrar as edições. Eric Duff disc 19h34min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)

  • Deve ser criado um limite, nas últimas 500 edições nas mudanças recentes praticamente aparece apenas o usuário. Isto cria dificuldade no acompanhamento das mesmas, fazendo com que eventuais vandalismos não possam ser verificados ou que passem despercebidos. Fabiano msg 19h38min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)
    Sim, eu usei entre ontem e hoje, mas dava um tempinho e não eram tantas ao mesmo tempo. Como eu disse na discussão do Vtrnascimento, eu não sei se tem outra solução, eu estou dando apenas uma sugestão de limitar o uso mais intenso a bots porque o Cat-a-lot é uma ferramenta semiautomatizada, você seleciona as páginas e a ferramenta modifica em segundos todas as páginas selecionadas, chega a ser mais automatizada e rápida que usar o AWB, que é limitado a três edições por minuto para usuários normais e é liberado o uso maior apenas a bots. A vantagem é que as edições de bots dá para ocultar nas MR, já a edições de usuários comuns acredito que não dê, pois fica como edições como outra qualquer. Mas se tiverem outras soluções é só falarem, eu estou apenas dando uma sugestão. Eric Duff disc 20h00min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)
    1. Qualquer usuário pode fazer edições sucessivas [com ou sem Cat-a-lot] desde que não exceda os limites de frequência (mw:Manual:$wgRateLimits), mas não importa se são edições totalmente manuais (talvez salvas quase simultaneamente se forem usadas várias abas do navegador) ou auxiliadas por gadgets, scripts de usuário (instalados em subpáginas ou direto no navegador - com Greasemonkey).
    2. É fácil filtrar as mudanças recentes com este gadget:

      Filtro para listas: permite filtrar quase toda página com listas (como páginas de históricos, de contribuições e de privilégios de utilizadores) com expressões regulares. [comentários]

      (por exemplo, digitando "Cat-a-lot:" no filtro)
    Helder 21h09min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)
    Bom, eu nunca usei os filtros, por isso nem dei pitaco sobre filtro. Se filtrar as edições, do jeito que está no link que você citou, o usuário pode utilizar a ferramenta e não aparecerá na MR Helder? Eric Duff disc 21h27min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)
    Como podem ver ao ativar o gadget e seguir o link acima, a lista só inclui as edições do usuário que não não mencionam "Cat-a-lot:". E se clicar em "Inverter", verá somente as que mencionam "Cat-a-lot:". Helder 15h17min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
    Mas isto depende de alterar esta configuração. Não é algo padrão, e também não pode ser feito por usuários anônimos a observarem as mudanças recentes. Logo, não resolve totalmente o problema. RadiX 21h36min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)
    A execução de scripts/gadgets por usuários não registrados é possível, mas é feita diretamente no navegador (via extensões como a que citei, ou em bookmarklets, ou ainda diretamente no console do navegador), pois não há gadgets para estes usuários. Helder 15h17min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
  • Ou deveria ser utilizado em grande frequência por uma conta de robô, ou com a combinação de uma flood flag temporária para o usuário, para não inundar a páginas de mudanças recentes, na minha opinião. RadiX 20h31min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)
@RadiX: O que é uma flood flag? Vítor (discussão) 20h35min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)
É basicamente o mesmo que uma flag de robô, mas em razão do nome, não causa tanto estranhamento a ser utilizada para edições em contas não automatizadas. Não está implementada localmente. Em algumas wikis está ativada e é usada por pequenos períodos, conforme a necessidade. RadiX 20h39min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)
Essa flag limita em alguma coisa as edições? Tipo, após certo no de edições a flag é "acionada"? Vítor (discussão) 20h43min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)
Precisa ser atribuída, a pedido, quando o usuário for realizar correções ou ajustes em massa, e removida, após o término das ações. Mas idealmente é que se façam edições por um script automatizado caso as alterações sejam muito frequentes. Porém, não deixa de ser uma opção para edições manuais mais esporádicas. RadiX 20h52min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)
  • Aparentemente ambas soluções tem problemas e teriam que ter alguém para ativar "algo". Outra coisa que pensei, seria melhor criar uma limitação de grupos de usuários a poderem utilizar a ferramenta como acontece com o Huggle e o AWB? Eric Duff disc 22h29min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)

Talvez exista algo no c:MediaWiki:Gadget-Cat-a-lot.js que faça as edições com a ferramenta serem ignoradas nas MR, @RadiX: e @He7d3r:? Vítor (discussão) 22h51min de 7 de fevereiro de 2016 (UTC)

Os usuários não tem como usar scripts para definir se suas edições vão ou não aparecer nas mudanças recentes (isto é, para incluir ou remover a si mesmo do grupo de robôs). Então não há como um gadget ter esta capacidade, que é dos burocratas. Helder 15h20min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Por isso o grupo flood é mais viável que o de robôs, uma vez que pode ser manipulado por um administrador, geralmente. E isto facilita o gerenciamento. RadiX 17h29min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Está sugerindo a criação de um novo grupo de usuários? Quais seriam as permissões atribuidas aos seus membros? Qual seria a diferença em relação ao grupo dos robôs? Helder 17h41min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Haveria a necessidade de uma única permissão para o grupo flooder: bot, sem os demais direitos associados ao grupo bot, apenas para a filtragem das edições. RadiX 18h06min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Eu discordo da criação de um grupo deste tipo (em paralelo ao dos robôs), pois passaríamos a ocultar além das edições robóticas (resultantes de processos totalmente automatizados - o código fonte dos robôs, previamente aprovados pelo grupo de aprovação de robôs) edições que são baseadas no bom senso dos usuários (as quais deveriam estar juntas às demais, em vez de misturadas com edições robóticas).
Além disso, o propósito do grupo é contraditório com a ideia de não dar as demais permissões que são atribuídas aos robôs (por exemplo: se o objetivo é ocultar edições em massa de certos usuários, qual a lógica de continuar sujeitando-os aos limites de frequência baseados no número de IP [isto é, não dar a permissão "autoconfirmed"]? E por que tais usuários precisariam continuar resolvendo captchas se supostamente são humanos por não estar no grupo de robôs? etc para cada uma das permissões dos robôs...). Helder 19h53min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
A flood flag possui apenas esta permissão no Meta-Wiki, e funciona bem para edições massivas, categorizações e ações administrativas em massa. Não possui outras permissões agregadas pois geralmente é utilizada por usuários confiáveis que já possuem algumas destas permissões em seu grupo de usuário, como os autoconfirmados ou autorrevisores, por exemplo. RadiX 20h12min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)

Depois de toda esta discussão, eu acho que deve-se limitar o uso de X edições por minuto para editores "normais" e quem quiser fazer mais edições, já que o gadget consegue fazer muitas edições de uma vez, utilizar ou criar uma conta de bot mesmo no caso de utilizar muitas vezes, e alguma das soluções ditas para usuários que forem utilizar esporadicamente porém em maior número de edições simultâneas. Eric Duff disc 16h22min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)

Eu não acho que deva ser implantada essa coisa de bot pois na Wiki inglesa isso não acontece (além de lá isso ser um gadget ativável nas preferências - ou seja, sem pedido). Vítor (discussão) 16h37min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Como assim? Se for reduzido ainda mais o número de edições permitidas ($wgRateLimits), não haverá como editar esporadicamente em maior número de edições simultâneas. Helder 16h39min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Eu não sou especialista em gadgets, filtros e outras partes de programação, então apresentem uma solução, pois o que não dá é editar 200 páginas em poucos segundos e entupir a MR, eu acho o gadget muito bom e prático, e aliás até estou usando. Eric Duff disc 16h44min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Eu não sei se me entenderam, não estou dizendo que tem que criar um bot para usar, mas criar um bot para ter o estatuto de bot, pelo menos para quem for editar usando o Cat-a-Lot editando 40, 50, ou mais edições simultâneas de uma vez várias vezes seguidas, pois o gadget é capaz de editar mais de 100 edições em poucos segundos, imagina, dá para editar milhares de páginas em pouco tempo, ficando impossível achar qualquer coisa na MR, como estava acontecendo. Outro detalhe que nem existe documentação do gadget na Wikipédia anglófona, e poucos usuários usam por lá também, eu pelo menos não achei nada por lá. Eric Duff disc 16h54min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Mas não é o gadget que permite aos usuários editar várias vezes consecutivas. Isso é possível sem qualquer script... Não há como impedir uma coisa sem impedir a outra (scripts rodam nos computadores dos usuários, não no servidor - e um bloqueio feito pelo servidor [como $wgRateLimits] também afetaria quem não utiliza scripts). Helder 17h10min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Sim, a frequência de edição é definida pela configuração do mediawiki. Não há como alterar isto via scripts ativados na conta de um usuário. RadiX 17h27min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Uma solução possível para não inundar as mudanças recentes e facilitar o seu monitoramento seria utilizar com menos intensidade o Cat-a-lot, principalmente em horários que possuem bastante alterações nos artigos. --Pap@ Christus msg 18h15min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Mas não basta esconder as edições patrulhadas nas MRs para isso não acontecer? Eu nunca percebi esse problema todo com "inundações de MRs" e até com a limitação de edições via AWB, basta ocultar as edições dos autorevisores, é para isso mesmo que serve esse estatuto.--- Darwin Ahoy! 19h02min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)

Para quem monitora vandalismo e spam, a inundação da página de mudanças recentes é um problema. É possível filtrar as edições patrulhadas ou de outra forma, mas com isto o monitoramento fica restrito, além de ser algo que precisa ser feito toda; não é assim configurado por padrão. RadiX 19h49min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Se está monitorando vandalismo, deve marcar como "patrulhadas" as edições que analisa e sempre ocultar as edições patrulhadas nas mudanças recentes, para otimizar o trabalho conjunto dos que fazem isso. Sendo assim, O monitoramento de vandalismo não é afetado por edições de usuários que já tem a permissão autopatrol. Helder 20h16min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Exato. Basta definir em suas preferências se quer que Especial:Mudanças recentes mostre apenas as edições a revisar (as marcadas com !) ou também aquelas consideradas confiáveis (que incluem as edições de usuários normais, que já receberam a permissão autopatrol devido ao seu conhecimento das políticas e recomendações do projeto, e que por isso não estão sujeitos ao limite de velocidade imposto aos novos usuários e aos não registrados). Helder 20h16min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
O meu comentário foi no sentido de apontar a perda da possibilidade de ver outros tipos de edição ao se alterar o filtro desta maneira. Nem todos os usuários utilizando-se do Huggle ou irc para monitorar as edições suspeitas, e muitas querem visualizar outras coisas ao mesmo tempo. RadiX 20h35min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Mas eu também não uso Huggle nem IRC para isso. Utilizo a própria Especial:Mudanças recentes para isso. E sempre que aparecem inúmeras edições com algum padrão que eu gostaria de ignorar, digito o texto comum a elas no filtro de listas e vejo só o que interessa. Helder 21h08min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)
Eu uso o irc ou Huggle, geralmente. Mas às vezes visualizo a página estando deslogado. Há, também, usuários que, como afirmei, não gostam de filtrar as edições, e sentem-se incomodados com a inundação. Ou seja, os filtros não resolvem o problema em diversas situações. RadiX 02h17min de 9 de fevereiro de 2016 (UTC)

No meu caso, toda vez que alguém "imunda as MRs" com alguma ferramenta, edição repetitiva, etc. eu uso o filtro de edições anônimas, só para acompanhar as edições de editores anônimos. A desvantagem é que não há como acompanhar as edições de usuários registrados também. No caso dos últimos dias com esse Cat-a-lot ficava insuportável, não dava pra ver nada se eu não filtrasse as MRs para o modo anônimo, era uma coisa incrível, só tinha visto algo assim com editores que usavam o Huggle e o AWB ao mesmo tempo. Não posso dizer que a ferramenta não ajuda, desconheço ela, mas ela atrapalha quem monitora as mudanças recentes. --Zoldyick (Discussão) 20h00min de 8 de fevereiro de 2016 (UTC)

  • Acho que um bom-senso de quem for usar seja a melhor solução, até porque, como vimos, tem como contornar o problema na própria página de MR, mas muitos se incomodam. Eric Duff disc 01h45min de 9 de fevereiro de 2016 (UTC)
O facto de ser possível não deve significar que se deva fazer, não consigo encontrar, mas há algures por ai uma regra precisamente para evitar estas inundações nas mudanças recentes, não só porque causam distúrbio a quem as acompanha, mas também porque não é, de longe, a melhor maneira de realizar edições massivas. Os gadjets e user scripts têm limitações, são bons para ajudar as tarefas rotineiras, mas não devem ser encarados como ferramentas de utilização massiva, e não é somente pela questão da flag, há igualmente que ter em conta a forma como lidam com os servidores. Numa categoria com 100 páginas, pelos que tenho visto, e neste não posso confirmar, um gadjet faria cerca de 201 pedidos aos servidores, enquanto que um bot bem programado uns 102, cerca de metade.
Sobre o Cat-a-lot, reparei que a generalidade das edições são de redirecionamento de categorias, e o alch bot (Usuário(a):Alch Bot/category redirect log) percorre as categorias marcadas com a {{redirecionamento de categoria}} e redireciona-as, ou seja, há uma alternativa que causa menos incómodo. Alchimista Fala comigo! 23h46min de 11 de fevereiro de 2016 (UTC)

Meio off-topic: eu só vou usar a ferramenta Cat-a-lot massivamente das 3 da manhã até as 4 e pouca (pois às 5 já começa a entrar gente), obviamente por ser o período de menor movimento, e isso é o que eu pensava em fazer desde o começo (para não atrapalhar os outros usuários na manutenção). Vítor (discussão) 11h37min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Vítor:, já há um bot a fazer essa tarefa, e como expliquei anteriormente, tarefas como essas devem ser efetuadas preferencialmente por bots. Correres um script a fazer a mesma tarefa que o bot, ainda para mais na mesma altura vai criar conflitos de edição, e eventualmente deitar o bot abaixo.
Como o próprio Eric Duff afirmou no início do texto, esse script realiza uma tarefa tipicamente de bot, e no meu entender, no mínimo é um semi-bot a efectuar uma tarefa de bot sem permissão, usando uma conta geral, sem qualquer limite de velocidade, desrespeitando as normas quer de semi-bot quer de bot.
Deixo uma pergunta: qual o interesse em gastar tempo e discernimento humano em tarefas repetitivas e padronizadas quando podem ser efetuadas por bots, libertando os humanos para tarefas onde são realmente necessários? Alchimista Fala comigo! 12h42min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Alchimista: Mas é que, nessas horas q falei, eu vou mexer nas categorias que ainda não foram movidas (há muitas ainda), não nas categorias já movidas e 'não-vazias'. Vítor (discussão) 16h48min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Digo de novo, porque na Wiki inglesa (e no Commons) essa ferramenta é completamente permitida (podendo ser ativada nas preferências por quaisquer usuários, incluindo novatos, e também não há limite de edições para isso) - e aqui tem que haver esse alarde todo de "sem permissão", "semi-bot"? Vítor (discussão) 12h51min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Portanto no teu entender não há problema nenhum em usar um script que pode causar distúrbios só porque o seu uso é permitido na en e no commons? Uma vez mais, utilizar um script semi-automatizado ou mesmo automatizado não é por si só um problema, se há uma recategorização urgente de uma categoria com umas 5 páginas, não vejo grandes problemas, mas a utilização massiva já é diferente, tanto mais quanto não seja pela discussão que já está a gerar. Além do mais, na en não é completamente permitido, tal como afirmas, é permitida a utilização responsável, podes até consultar a en:Wikipedia:Bot_policy#Definitions, onde encontras o seguinte:
E na Assisted editing guidelines temos:
Por cá, na Wikipédia:Política de robôs temos:
  1. Bots (abreviação de "robots") são programas ou scripts que realizam edições automatizadas, sem a necessidade de intervenção humana.
  2. As edições assistidas abrangem sobretudo scripts e ferramentas especificas para operar a baixa velocidade, com o intuito de auxiliar a edição, sendo que a decisão final da edição cabe ao operador. Qualquer programa ou ferramenta que não permite ao usuário visualizar e editar cada uma das instruções para fazer essa edição (isto é, aquele que pode editar, sem necessitar do operador aprovar a mudança) é considerado um robô.
Ou seja, tanto cá como na en é permitido o uso do script, tanto esse como outros que dão para efetuar edições massivas, no entanto, embora possa ser usado para realizar um número diminuto de edições, em grandes quantidades tal não é permitido. Até porque cria a estranha situação de haver scripts a operar numa conta de bot, sujeito a regras rígidas, com aprovação prévia e flag condizente, e um outro script a fazer a mesma tarefa de forma massiva, a correr numa conta humana de forma menos ineficiente, ainda por cima a criar incómodo tanto a humanos como a bots. Alchimista Fala comigo! 13h47min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Eu vi um adm usando ela massivamente (mais de 100 edições seguidas) na en... isso pode? Vítor (discussão) 14h08min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
No final das contas voltamos ao que dizia no começo, será melhor quem quiser utilizar o script criar uma conta de robô? Limitar o uso de usuários a poucas edições ou só permitir a bots? Eric Duff disc 13h56min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Se for assim, claro, a poucas edições (de 10 a 15 talvez) por [insira tempo aqui]... E saibam que a ferramenta, além de mover cats (função move) ela também pode adicionar categorias a elementos dentro das categorias (função copy), então o Alch bot não tem exatamente a mesma função. Vítor (discussão) 14h08min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Vitor, o Alch Bot não tem função automática para inserir categorias, mas tem script para isso. Se for solicitado na wp:coordenação robótica ele ou outro que pode usar o script adiciona a categoria. Além do mais, em casos de alterações massivas como estas, convém pedir na cr, até porque permite que possam ser desenvolvidos novos scripts e novas soluções por devs de cá, e deixar-mos de ficar dependentes do que se faz lá fora. O stegop por exemplo, foi pedir ajuda na adição de umas categorias por causa da recategorização em espanha, e neste momento está em fase de testes finais um novo script para uma nova tarefa do Alch Bot precisamente para adicionar novas categorias, bastando inserir uma predef numa página (Usuário(a):Alch Bot/Es Recat). Sobre o user da en, depende do que estava a fazer, em alguns casos são permitidos, outros podem escapar. Mas quem gere isso lá é o grupo de aprovação de bots deles, e em casos de abusos costumam ser inflexiveis.
Eric Duff, eu preferiria não criar muitas limitações. De momento, se há uma categoria com a marcação de redirecionamento de categoria, os bots já passam por lá. Se houver uma categoria que vai ser eliminada, pode ser marcada com o redirecionamento, e se tiver de ser eliminada com urgência e ninguém responder em tempo útil na wp:cr, o script pode ser útil. Ou seja, tal como as coisas estão, estes scripts podem ser usados, mas tratando-se de edições tipicamente de bot, restringidas a casos específicos, que são dificil de tipificar. Não faz sentido criar contas de bot quando há outros scripts que fazem a tarefa de forma mais eficiente, não faz sentido usar em casos onde não há urgência e os artigos vão ser movidos por bots e vão, mas convém não ter as coisa inflexiveis em demasia. Se houver casos onde possa ser útil pode fazer-se como na en, pergunta-se na wp:cr ou ao wp:GAB, e em último caso como aqui, à comunidade. Alchimista Fala comigo! 14h50min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)
Alchimista, é que eu estou criando subcategorias, e rara exceções as moções chega a mais de dez, normalmente bem menos que isso, no final das contas dá quase na mesma que utilizar o Hot-Cat, mas com a diferença que não preciso abrir por exemplo várias abas. No final das contas, o bom-senso seria a melhor solução. Eric Duff disc 14h57min de 12 de fevereiro de 2016 (UTC)

Eu acho que isso deveria ter sido discutido antes de começar a usar, como fazemos com ferramentas até menos importantes.—Teles«fale comigo» 16h50min de 13 de fevereiro de 2016 (UTC)

Teles, é por isto que abri este tópico, eu dei uma parada, mas como ninguém se opôs ao uso continuei usando, mas se quiserem que parem o uso por ora para se discutir o script não vejo problemas. Eu já dei minha opinião sobre o mesmo aí em cima. Eric Duff disc 17h02min de 13 de fevereiro de 2016 (UTC)
Em se tratando de edições em massa e frequentes, o ideal é que as modificações sejam realizadas apenas através de um conta de robô, de acordo com os motivos citados anteriormente. Edições em massa mais eventuais e específicas poderiam ser feitas, a meu ver, através de conta principal de usuário, porém, não sem uma flood flag. RadiX 17h42min de 13 de fevereiro de 2016 (UTC)

Se esse Alch Bot é suposto movimentar o conteúdo de categorias redireccionadas, deve andar a falhar, pois passou quase uma semana desde que o redireccionamento foi feito até o conteúdo ser movido, e foi o Vítor que o moveu. Eu francamente não percebo tanta tempestade que fazem com este assunto, isto é uma ferramenta que é bastante usada noutros projectos, onde também se faz patrulhamento de mudanças recentes, mas faz-se da maneira correcta escondendo as edições patrulhadas, e por isso não atrapalha. Eu não tenho nada contra estas coisas serem feitas por bots, mas se seres humanos querem faze-las, antes eles que os bots.--- Darwin Ahoy! 15h32min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Darwinius: eu concordo com a sua exposição. Embora seja uma tarefa a ser executada preferencialmente por robôs, não pode ser exclusiva a este grupo. Daí o fato de ter proposto a flood flag para auxiliar nesse aspecto: uma permissão simples que pode ser adicionada (temp.) e removida de acordo com a necessidade. RadiX 16h11min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Darwinius: Porque o Alch Bot faz a recategorização das páginas no mínimo, salvo erro, 7 dias após a marcação do redirecionamento, na altura foi a data acordada, para evitar que utilizassem isso como vandalismo, e dar tempo que outros humanos possam ter conhecimento da marcação, mas o período pode ser alterado. Em Usuário(a):Alch Bot/category redirect log podes ver que há categorias in cooldown period., precisamente nesse compasso de espera. E o problema não é o uso da ferramenta, mas a forma como é usada.
@Eric Duff:, mesmo sendo poucas de cada vez, convém olhares para o panorama geral. Repara no caso de Categoria:Desporto na Espanha em 2010, são somente 10 artigos, certo? No entanto, numa breve vista de olhos, implica a recategorização de mais de 40 páginas em Categoria:Espanha nos Jogos Olímpicos, e nestas 17 páginas de Categoria:La Liga, que podem ser facilmente recategorizadas com uma única edição, evitando duplas categorizações como esta, mais umas 50 em Categoria:Grande Prêmio da Espanha, ou seja, é acaba por resultar numa recategorização massiva. Correndo um bot para recategoriar essas, ai já não há grande problema em recategorizares as que sobram, e sendo poucas, o cat-a-lot não causa grande incómodo. Alchimista Fala comigo! 01h05min de 15 de fevereiro de 2016 (UTC)

Extinção do GAB

Olá. Eu proponho a extinção do Grupo de aprovação (GAB), um grupo burocrático que muitas vezes mais atrapalha do que ajuda. De seus cinco membros atuais, três não participam do processo de aprovação de robôs ou semi-robôs há mais de um ano. Os outros dois são burocratas. Portanto, faço três propostas:

  • 1: O GAB passará a ser extinto e suas atribuições serão dadas aos burocratas;
  • 2: Se a proposta acima não obtiver consenso, que o grupo acima permaneça "atuando", mas que passe a compartilhar suas atribuições com os burocratas;
  • 3: Que os administradores também passem a responder aos pedidos de AWB e Huggle.

Sem dúvidas que, com a extinção do GAB ou o compartilhamento das funções com os burocratas/administradores, pedidos como para o Huggle ou AWB não serão mais respondidos depois de anos, como já ocorreu algumas vezes. Érico (msg) 14h50min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo, pela minha experiência tem sido um grupo que atrapalha mais do que resolve, e não vejo qualquer necessidade na sua manutenção.--- Darwin Ahoy! 15h37min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Concordo com a extinção, mas quem irá fazer a aprovação dos pedidos? E onde será feito os pedidos? Vitor MazucoMsg 15h52min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Vitor Mazuco: Não pensei em mudar o modo como são feitos os pedidos. No entanto, não me oponho se os pedidos de AWB e Huggle passarem a ser feitos em uma única página (como no caso dos autorrevisores e reversores). Érico (msg) 16h10min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Concordo com todos os pontos da proposta. Grupo basicamente inativo e desnecessário, além de que, os poucos membros que ainda atuam, são também burocratas. RadiX 16h04min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Érico: eu gosto do formato atual, pois preserva o histórico das páginas. Também concordo com a proposta de atribuir aos adms a avaliação desses pedidos, uma vez que eles são automaticamente aprovados a utilizar a ferramenta e, portanto, devem conhecer suas regras de uso. Faz mais sentido e certamente agilizará o processo. RadiX 16h17min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
Administradores são "automaticamente aprovados a utilizar" o que?Helder 16h44min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
O AWB e o Huggle. Érico (msg) 16h48min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
Membros atuais: Alchimista, Beria, Castelobranco, Danilo.mac e Diego Queiroz. Helder 16h44min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo. Já faz tempo que aquilo não funciona. Biólogo 32 What? 17h08min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo Subscrevo todos os argumentos acima. Quintal 17h22min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Neutro. Eu não sei se os administradores são escolhidos por seus conhecimentos nessa área. Muitos nem conhecem o AWB e isso não precisa ser um problema, mas eles podem não ser capazes de participar dos processos de escolha de novos semirrobôs. Por um lado, podemos dizer que administradores que conhecem o funcionamento dos semirrobôs podem participar do processo, enquanto outros que não tenham saibam ter esse discernimento de que não devem participar. Por outro lado, não acho ruim a existência de um grupo 'ativo' que não necessariamente tenha acesso a alguma ferramenta, mas que tenha sido reconhecido pela comunidade por saber do funcionamento de robôs e semirrobôs e, por isso, possam ajudar no processe de escolha. Na minha opinião, não seria necessário extinguir, pois os que sabem do funcionamento dificilmente deixam de saber, mas concordo em criar regras não muito rígidas de absenteísmo e assegurar que a escolha não seja exclusiva do GAB, especialmente na ocorrência de inatividade de membros.—Teles«fale comigo» 17h31min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo. Existem ainda dezenas de pedidos sem qualquer resposta: Pedidos de operação de semirrobôs a encerrar, Pedidos de operação do AWB, por exemplo. Vanthorn® 17h34min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo Principalmente da distribuição das funções aos administradores, diminuindo o tempo de resposta aos pedidos de aprovação dos semirrobôs. Também não deixo de ressaltar essa colocação do Teles, ela é muito relevante. --Pap@ Christus msg 20h36min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)


O GAB não está a funcionar da melhor forma, concordo plenamente, mas acabar com o grupo é, a meu ver, um retrocesso. A ideia original da sua criação foi juntar quem melhor percebe de robôs, para que os pedidos de bot fossem mais técnicos e menos burocráticos, onde se tentasse apurar se o operador tinha conhecimentos mínimos de como e quando um bot deveria ser operado, o que levou a que houve-se mais rigor, e acima de tudo mais pedagogia, pois em vez dos aprovo / reprovo passou a haver conselhos para melhorar os scripts e as operações do bot, assim como outras explicações técnicas, e lembro que apesar de comentarem essencialmente sobre os pedidos de semi-bot, a extinção do GAB implica igualmente que a aprovação de bots terá de passar para outro grupo.
Sobre o actual sistema de aprovação de semi-bots, pessoalmente nunca me senti confortável, e conforme propus em Wikipédia_Discussão:Robôs/Grupo_de_aprovação#Alteração no método de aprovação de semi-bots, no meu entender um sistema melhor seria algo similar como na aprovação de bots. Em vez de haver um consenso, quem pretende ter permissão para operar um semi-bot deve explicar qual a tarefa que pretende realizar e como, e haver a pedagogia de quem estiver a analisar o pedido explicar como proceder da forma mais eficaz, afinal ninguém nasce ensinado, mas para poder explicar, precisa compreender a ferramenta e saber como usa-la correctamente, algo que se adquire com experiência, isto a manter-se a aprovação sob a alçada do GAB.
Por último, pessoalmente gostaria de ver mais utilizadores envolvidos nestas questões. O GAB trouxe mais discussão aos pedidos de bot e fez com que quem lida-se mais com essa componente passa-se a falar mais. Foi a partir dessas discussões que nasceu o ptwikis e outros scripts, porque no caso dos bots era cada um para seu lado, tal como nos semi-bots acontece neste momento. E a comunidade pode envolver-se, mesmo sem entrar em grandes tecnicismos. Os pedidos em aberto não estão listados em Wikipédia:Semirrobôs/pedidos, logo não apareceram nas páginas vigiadas, há tarefas de manutenção que continuam a ter de ser efetuadas, podem ser feitas propostas para melhorar os processos. Alchimista Fala comigo! 23h54min de 14 de fevereiro de 2016 (UTC)
Alchimista, as duas únicas pessoas que realmente fazem alguma coisa no GAB é você e o Diego. Os outros três estão inativos nesta área há mais de um ano (e até quatro!). Como vocês são burocratas, não vejo problemas em passar a atribuição aos burocratas. O grupo não será extinto, pois, sendo sincero, ele já não funciona mais. Apenas acabará com algo burocrático, a meu ver. De qualquer forma, não me oponho em manter o grupo e compartilhar as atribuições com os burocratas, mas discordo de não fixar uma política mínima de atividade para seus membros. Érico (msg) 00h01min de 15 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Érico:, mas os inativos podem ser removidos, ou colocados como inactivos, mas pelo menos fica a existência do grupo permite que não sysops ou não burocratas participem activamente e tomem as decisões. O Rjclaudio fez parte do grupo sem ser sysop ou burocrata, o Diego Queiroz integrou o GAB mesmo antes de ser eliminador, o Danilo.mac pouco mais fazia do que lidar com questões relacionadas com bots, a Béria quando entrou já não era sysop nem buro, ou seja, é muito mais fácil termos quem tenha conhecimentos técnicos para avaliar pedidos técnicos existindo o grupo, mesmo sendo eu e o Diego os únicos activos, sendo simultaneamente burocratas, percebes? Eu pessoalmente não perco nada se o grupo for dissolvido, passando para os burocratas continuo a poder aprovar na mesma, mas o problema é que se fecha uma porta a quem não queira submeter-se a um pedido de sysop ou burocrata para poder aprovar somente bots ou semi-bots. Por isso é que por mim ou os burocratas ou os sysops poderiam igualmente aprovar os semi-bots, assim tinha-mos a hipótese de ter mais gente envolvida, e acima de tudo, facilitar o envolvimento novos utilizadores nos processos de aprovação. Alchimista Fala comigo! 00h30min de 15 de fevereiro de 2016 (UTC)
Mas eu penso que todos que detêm conhecimentos sobre a utilização e o funcionamento de robôs podem (e devem) participar do processo de avaliação. Independentemente de estarem ligados a um "GAB" ou não, de serem burocratas ou não. Esta proposta de extinção do GAB é apenas pró-forma. O grupo está extinto há muito tempo. RadiX 00h48min de 15 de fevereiro de 2016 (UTC)
  •   Concordo. Subscrevo a opinião do RadiX. José Luiz disc 02h00min de 15 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo com a proposta inicial do Érico e com os itens 1 e 3. Não faz sentido a existência do GAB. Embora o objetivo dele, conforme dito acima, fosse ser mais técnico e menos burocrático acaba que ele involuntariamente tornasse muito burocrático e (nos casos de semirrobôs) pouco técnico. No meu pedido de acesso ao AWB tive a sorte de o Érico se tornar membro do GAB, caso contrário seria possível que o pedido ficasse na "geladeira". O Rena também tinha feito um pedido que foi encerrado pelo Teles, mas só foi feito depois de um ano e dois meses. O resultado? Aparentemente o Rena desistiu da ferramenta, que é muito útil. Enfim, algo que era para ser menos burocrático se tornou mais burocrático, e algo que era para se tornar mais técnico, hoje, olhando a realidade dos pedidos de semirrobôs, não é quase nada técnico, só é nos pedidos de robôs. --Zoldyick (Discussão) 13h26min de 15 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Discordo pela posição do Alchimista. Lembro que muitas vezes usuários que detêm conhecimento suficiente para avaliar essas questões podem não cumprir os critérios ou mesmo desejar possuir estatutos. Lembram do primeiro PdA do He7d3r? Por que os burocratas que possuem capacidade e desejo de atuar nessas questões não entram no GAB agora? Chico Venancio (discussão) 23h59min de 15 de fevereiro de 2016 (UTC)

No caso, seria justamente o contrário, conforme já informado acima. Embora apenas burocratas poderiam atribuir o estatuto, todos podem participar. Não há necessidade de existir um grupo que não funciona... há anos. Érico (msg) 00h02min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)
No caso dos semi-bots, a decisão de passar para o GAB começou mal, tirando o rj que chegou a participar. Concordo quando se referem que não funciona em relação as semi-bots, mas em relação aos bots o caso não é o mesmo, e foi para esse efeito que foi criado. E da mesma forma que se diz que todos vão poder participar se passar exclusivamente para os burocratas, aplica-se exactamente o mesmo ao formato actual, todos podem participar neste momento e ajudar a que as coisas passem a funcionar. Alchimista Fala comigo! 08h20min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Discordo, nem todos os burocratas tem conhecimentos para saber analisar correctamente um pedido, porque para explicar como proceder no uso da ferramenta, é necessário compreendê-la. Hoje os que participam no grupo são burocratas, mas nos tempos vindouros, outros poderão querer integrá-lo sem o ser, ou simplesmente resignar aos privilégios de burocrata e permanecer no GAB. Seria mais produtivo incentivar nova gente para integrar o grupo do que excluí-lo. Quanto à participação dos administradores nos pedidos do AWB e Huggle, não vejo nenhum inconveniente, uma vez que também eles participam na avaliação e atribuição do estatuto de reversor, cujo direito ao uso está correlacionado. Önni disc 08h51min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)

Não vejo como incentivar "nova gente" a integrar algo que nunca existiu de fato. A meu ver, o que exclui a participação de outros interessados, com conhecimento na área, é a criação de grupos fechados assim. A priori, concordo com a proposta de atuação direta dos burocratas, mas também faço um adendo para que todos com capacidade de avaliar os pormenores técnicos dos pedidos de robôs, indistintamente, possam igualmente atuar, sem que, para este fim, seja necessário criar um "cercadinho" de poderes. O que este projeto precisa é de um sopro de ar fresco. Menos burocracia, e mais iniciativa. RadiX 10h37min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)
RadiX, mas a condição que se propõe a fim de que a participação passe a integrar os burocratas, continuará reduzida um grupo fechado, com mais um senão: é que de todos os burocratas, só os mesmos dois que actualmente integram o grupo de aprovação compreendem e são capazes de proceder eficazmente na avaliação dos pedidos. Önni disc 10h52min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)
Önni, Eu não estou propondo isto. Eu concordo com a inclusão dos burocratas, desde que esta não seja limitante. RadiX 11h09min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)
E eu também compreendo os pedidos e posso avaliá-los, como fazia anteriormente. Parei de atuar após a criação deste grupo fechado. RadiX 11h39min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)
Continuará a ser limitante se as funções do grupo forem atribuídas estritamente aos burocratas; por outro lado, será um grupo aberto se os burocratas também eles o passarem a integrar. A pensar no que há-de vir (um número de interessados mais composto) o espaço deve estar receptivo a novos utilizadores que não burocratas; daí a indispensabilidade de um grupo. Önni disc 11h59min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Önni: Quem tem de avaliar consensos e atribuir a flag são os burocratas, o GAB não tem nada que ver com isso, e a sua existência de modo algum permite que quem não é burocrata faça esse tipo de coisa. O que acontece actualmente é que este grupo é uma espécie de curral ou funil por onde se obrigam todos os processos a passar, sem qualquer lógica e com grande prejuízo do projecto, pois a discussão e o consenso devem ser abertos, e não dependentes de burocracias desnecessárias como, no caso, o processo de aprovação para fazer parte do GAB, o "consenso" (se é que pode ter esse nome) limitado a um número muito reduzido de pessoas, e o tempo absurdo (anos) que os processos ficam aqui empatados por ineficácia desses poucos integrantes do grupo.--- Darwin Ahoy! 12h10min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Darwinius: o consenso de adesão ao curral como lhe chamas, não é muito diferente de qualquer outra nomeação, à exceção de poder ser fechado por qualquer utilizador se o consenso for evidente. Qualquer editor com direito de voto pode participar na nomeação, e qualquer editor pode fechar. No caso dos pedidos de aprovação de bots e depois com a adição dos semi-bots, qualquer pessoa pode participar, nunca esteve vedada a participação de editores externos ao GAB. Alchimista Fala comigo! 12h53min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Alchimista: A questão não é a participação no consenso estar vedada a outros, mas sim a atribuição da flag pelos burocratas estar dependente dum organismo intermédio que não só não adianta nada ao processo, como o atrapalha e empata sobremaneira, o GAB. Quanto a isso não creio que exista defesa possível, pelo que o único caminho lógico é a sua extinção.--- Darwin Ahoy! 12h58min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)
No caso dos bots tem funcionado, os semi-bots são um caso diferente porque foram passados para a alçada do GAB sem se ter certas precauções. Como tinha dito anteriormente, não foram avisados da proposta, eu só posteriormente tive conhecimento, e porque o rj entretanto me avisou. E o problema é que se forem avaliados por consenso, não vejo porque tem de ser o GAB a verificar se há um consenso, isso até os sysops podem fazer como faziam anteriormente. Só faz sentido no meu entender o GAB sozinho ou com os burocratas envolverem-se nesses pedidos se a discussão for mais técnica, como no caso dos bots. Sobre o proceso de flag, na en, têm o en:Wikipedia:Bot Approvals Group, de onde foi inspirado o GAB, onde têm mais gente, é certo, mas também muitos mais pedidos de bot, e mais complexos, e o problema que indicas não se verifica. Alchimista Fala comigo! 13h07min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Alchimista: O "tem funcionado" é muito relativo, no ano passado houve um pedido de bot que levou três meses para ter sequer uma primeira reacção, outro levou mais de um mês, e isto num anedótico total de cinco pedidos. O processo é morosíssimo e desencorajador. Em todo o caso, como eu disse acima, é uma estrutura completamente desnecessária, pois quem pertence ao GAB e participa na aprovação dos pedidos pode perfeitamente continuar a participar, apenas perde a exclusividade da aprovação, que me parece francamente errada e prejudicial. E Deus nos livre de se começar a importar tudo da wiki-en para aqui, este é um projecto muitíssimo mais pequeno com uma mão cheia de editores activos, e um número insignificante de pedidos de bot. Só para se ter uma ideia, no ano passado a wiki-en teve cerca de cento e cinquenta pedidos de bot. Nós tivemos cinco. Não há mesmo nada que justifique a existência de uma camada adicional de pura burocracia, empatando os pedidos durante meses e dando um peso desmesurado à decisão de uma ou duas pessoas que são relativamente activas nesse grupo.--- Darwin Ahoy! 14h20min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Não me parece que haja uma proposta clara para se lidar com as aprovações de bots após a possível dissolução do GAB. Os Burocratas passariam a realizar a avaliação técnica ou passariam a avaliar o consenso do pedido? Caso a passem a realizar avaliação técnica, devemos passar a cobrar esse conhecimento na candidatura de burocratas? Chico Venancio (discussão) 01h34min de 17 de fevereiro de 2016 (UTC)

Conduziriam os testes e aprovariam, ou aprovariam em função da avaliação de um terceiro capacitado (vide adendo abaixo). A existência deste conhecimento como métrica de avaliação já consta na atual política de burocratas: "Agregar conhecimento geral das políticas e recomendações do projeto, e aprofundado daquelas relacionadas à gestão de privilégios: editores de interface, eliminadores, robôs, administradores e burocratas". RadiX 01h50min de 17 de fevereiro de 2016 (UTC)

Adendo ao item 1Editar

Para que fique clara a minha posição a respeito, trago para apreciação este adendo ao item 1 da proposta original:

Adendo ao item 1 da proposta:

  • Extinção do GAB
  • Burocratas processam e avaliam os pedidos de robôs de acordo com as diretrizes da política respectiva.
  • Quaisquer outros usuários com conhecimento na área também podem auxiliar no processamento dos pedidos, bem como atuar na condução dos testes necessários.

RadiX 12h37min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)

No caso, os burocratas apenas atribuiriam o estatuto de robô (como é feito hoje) e o resto todos poderiam participar. De acordo. Érico (msg) 19h36min de 16 de fevereiro de 2016 (UTC)
Poderiam avaliar e atribuir, ou atribuir em função da avaliação de um terceiro etc. Sem criar limitações fixas. RadiX 00h52min de 17 de fevereiro de 2016 (UTC)
Foi mais ou menos o que eu intencionava dizer. Os burocratas apenas atribuem; os outros (inclusive os burocratas interessados) que participariam da discussão. Enfim, conforme sua proposta. Érico (msg) 03h22min de 17 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Concordo com o adendo, é a opção mais lógica e viável para este projecto.--- Darwin Ahoy! 00h29min de 17 de fevereiro de 2016 (UTC)

Não entendo porque neste momento mais pessoas não participam nas discussões sobre robôs (não é proibido nem desencorajado), e duvido que a extinção do GAB vá fazer com que aumente a participação. Ou seja, não se vai resolver o problema apenas extinguindo o grupo. GoEThe (discussão) 10h19min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)

Talvez pelo fato de ser atribuída exclusividade para avaliação e aprovação a este grupo, na atual conjuntura. RadiX 10h28min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
A minha memória é falha mas acho que os burocratas também podiam encerrar pelo menos algumas destas discussões, ou anteriormente também faziam parte do GAB automaticamente. Mas posso estar errado. De qualquer forma, acho que seria de discutir reestruturar os diferentes pedidos de bot, awb, huggle, etc para simplificar o sistema. Mas pode ficar para outra proposta. GoEThe (discussão) 11h07min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
Concordo com o GoEThe. O GAB é responsável pela análise e aprovação de pedidos mas obviamente a participação da comunidade é livre. Fosse um espaço restrito como o café dos administradores, até entendia a ideia de exclusividade mas não é o caso. A maioria não participa porque não entende absolutamente nada do assunto. E se a ideia é acelerar os pedidos, que tal participar? OTAVIO1981 (discussão) 11h09min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
@GoEThe: e @OTAVIO1981: Eu concordo com o RadiX, . Ninguém está a dizer que acabar com o curral/GAB é necessariamente uma receita para o sucesso, mas o facto é que aquilo funcionava como um funil, criando uma dependência absolutamente desnecessária e meramente burocrática da aprovação de um grupo intermédio, bem ao estilo da função pública. O facto é que num projecto tão pequeno como este, esta multiplicação de estruturas é um estorvo bastante significativo. Acresce a isso aquilo que o RadiX sugeriu: É lógico que o facto de se ter afunilado o processo da aprovação de bots para uma espécie de grupinho de elite não oficial, que tinha inclusive uma espécie de eleições próprias tornou bem menos atraente a participação da comunidade. E eu concordo e apoio que se aproveite para simplificar o processo todo, já que estamos com a mão na massa, pois com a extinção do GAB os pedidos de semi-bot terão de ser encaminhados para algum lado, que pode bem já ficar definido qual é. Por mim pode ser como já foi sugerido, uma página simples de aprovação na board dos administradores, para tudo quanto é semi-bot.--- Darwin Ahoy! 11h15min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
@GoEThe e OTAVIO1981: de nada adianta "participar" na medida em que um grupo possui a prerrogativa de avaliação e aprovação, não sendo vinculativa a opinião da restante comunidade. Daí a minha proposta de abrir as discussões a quaisquer interessados (burocratas e outros usuários com conhecimentos na área), extinguindo esta exclusividade (GAB). RadiX 11h27min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
Só para ser claro, não estou contra a extinção, estou mais para o neutro, seguindo o Teles. As discussões e o grupo estão abertos a burocratas e outros usuários com conhecimentos na área, mas percebo que deve haver constrangimento em juntarem-se ao GAB, mesmo que n seja o GAB a aprovar os seus próprios membros. Além disso, e corrijam-me se eu estiver errado, mas tb já n há pedidos para o Huggle (disponível automaticamente para reversores), e não há nenhum pedido para AWB aberto, pelo menos listado em Wikipédia:Semirrobôs/pedidos. GoEThe (discussão) 13h03min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)
Citação: GoEThe escreveu: «As discussões e o grupo estão abertos a burocratas e outros usuários com conhecimentos na área, mas percebo que deve haver constrangimento em juntarem-se ao GAB, mesmo que n seja o GAB a aprovar os seus próprios membros.» Acredito que isto seja factível, tendo-se em visto as burocracias envolvidas no ingresso e a própria inatividade dos membros. É uma possibilidade. RadiX 13h07min de 18 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Neutro Concordo que o GAB é muito burocrático para a pequena quantidade de pedidos de robôs que temos aqui, quando eu aprovava um robô eu era obrigado a dizer para o operador que o robô dele estava aprovado mas não podia usá-lo, pois eu ainda tinha que pedir a um burocrata para dar a flag, o que sempre achei uma situação muito burocrática. Por outro lado, permitir que um robô seja aprovado sem a análise de quem conhece o funcionamento dos robôs pode deixar passar um erro de programação que vai gerar um erro de edição em centenas ou até milhares de páginas, que dificilmente será percebido pois poucos patrulham edições de robôs com flag. Portanto eu até concordo com a extinção do GAB, desde que os burocratas se certifiquem de que aqueles que comentaram a favor da aprovação do robô são operadores de robô experientes. Quanto aos semirrobôs (em que o operador precisa ver o dif e dar um comando antes de cada edição) eu   Concordo que possam ser aprovados por administradores. Danilo.mac(discussão) 21h52min de 22 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Discordo Pode até ser burocrático, mas a demanda de pedidos é tão baixa que não vejo motivo pra mudar. Temos um déficit muito grande de usuários com conhecimentos técnicos avançados nas ferramentas wiki, API, etc. Deixar essas atribuições a cargo de um administrador/burocrata faz parecer que que a aprovação de um Bot depende unicamente de questões políticas e de conduta do usuário, mas, na verdade, há aspectos técnicos muito mais relevantes a se considerar. Os membros do GAB são programadores e têm condições de inspecionar código para apontar falhas e até corrigir erros quando necessário. --Diego Queiroz (discussão) 11h57min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Diego Queiroz: Mas uma solução como o Danilo.mac propôs resolveria isso, sem manter a parte burocrática, não acha?--- Darwin Ahoy! 12h25min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

Adendo ao item 1 da proposta:

  • Extinção do GAB
  • Burocratas processam e avaliam os pedidos de robôs de acordo com as diretrizes da política respectiva.
  • Outros usuários com conhecimento na área também podem auxiliar no processamento dos pedidos, bem como atuar na condução dos testes necessários. Para tanto, é necessário ser um operador de robôs experiente.

Ajustei a proposta de acordo com as considerações do Danilo.mac. RadiX 12h34min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Continuo discordando Dizer que o burocrata deve "certificar-se que foi analisado por um usuário experiente" é vago demais. Quem são os usuários experientes? Como um burocrata vai determinar isso se o GAB não existe? Como um burocrata leigo vai diferenciar os usuários com experiência em programação daqueles que estão ali apenas palpitando? Oras, os usuários experientes são os membros do GAB, e o GAB seleciona seus próprios membros, simples assim. Quer um jeito melhor de identificar eles? Entendo que toda proposta que vise simplificar o processo de aprovação e concessão de privilégios na Wikipédia deve ser considerado mas, honestamente, não entendo o que essa proposta pretende evitar. Se fosse possível, gostaria que apontassem um caso que a existência do GAB causou algum tipo de entrave na aprovação de um Robô/Semirrobô. Talvez tenha alguma discussão que eu tenha perdido... --Diego Queiroz (discussão) 05h06min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Diego Queiroz: em várias. Veja o comentário do Zoldyick acima. Tem algumas que duraram mais de um ano! Ninguém respondeu porque não havia respaldo em nenhuma regra que permitia aos administradores ou burocratas fazerem isso. Érico (fale) 05h10min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)
Ok. Os pedidos de semirrobôs às vezes ficam esquecidos, de fato. Mas não consigo ver como a extinção do GAB mudaria isso, nem acho esse um argumento válido para pedir a extinção dele. Se quiserem afrouxar as rédeas para os semirrobôs, eu concordo (esses pedidos poderiam ser feitos em WP:Pedidos/Outros). E quando falo semirrobôs estou dizendo os pedidos de AWB, porque ninguém faz pedido de Huggle, já que o acesso ao Huggle 3.x é concedido automaticamente com o estatuto de Reversor (só o Huggle 2.x precisa de aprovação e duvido que alguém ainda o use). O GAB é responsável pela aprovação do AWB mas, como ele é lento, quase ninguém usa e, às vezes, acabamos esquecendo de vigiar a página ou de responder os pedidos em um tempo adequado. Mas cabe dizer que é responsabilidade do interessado questionar os membros do GAB e pedir a aprovação do pedido, não? --Diego Queiroz (discussão) 05h28min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)
De fato é, mas esperar um ano? Enfim, respeito a sua opinião, mas eu penso que o grupo atualmente mais atrapalha do que ajuda. Érico (fale) 05h31min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)
  • O fato de a escolha de novos membros ser restrita aos "membros atuais", sob um pretexto tecnicista, equivaleria a restringir o direito de escolha de novos administradores apenas aos atuais administradores, alijando os demais membros da comunidade do processo.
  • Enfim, temos um consenso ao menos para extinguir essa exclusividade de atuação?, liberando outros usuários capacitados e burocratas? Ou será necessário abrir outra proposta? RadiX 12h25min de 15 de abril de 2016 (UTC)

Proposta final (Robôs)Editar

  Ver discussão: Semirrobôs
  • Extinguir a exclusividade do GAB
  • Permitir aos burocratas conduzir os testes e avaliar os pedidos de robôs de acordo com as diretrizes da política respectiva.
  • Também permitir a outros usuários com conhecimento na área auxiliar no processamento dos pedidos, atuando na condução dos testes necessários. Para tanto, é necessário ser um operador de robôs experiente.
  • Quando os testes forem conduzidos por um usuário que não pertença ao grupo dos burocratas ou ao GAB, os pedidos devem ser, preferencialmente, avaliados e concluídos por um membro de qualquer um desses dois grupos.

@Érico, Darwinius, Vitor Mazuco, He7d3r, Biologo32, Antero de Quintal, Teles, Vanthorn, Papa Christus, Alchimista, Jbribeiro1, Zoldyick, Chicocvenancio, Önni, GoEThe, OTAVIO1981, Danilo.mac e Diego Queiroz: será que podemos chegar a uma posição consensual a partir da proposta reformulada nesta seção? RadiX 01h40min de 30 de abril de 2016 (UTC)

  Concordo e acrescentaria um prazo permitido de absenteísmo para os membros do GAB. Não precisa ser pouco tempo. Dois anos, a meu ver, são suficientes. Érico (fale) 01h42min de 30 de abril de 2016 (UTC)

  Concordo com a proposta do Randix, e também concordo com a observação deixada pelo Érico. --Zoldyick (Discussão) 02h21min de 30 de abril de 2016 (UTC)

  Concordo com a proposta e com um prazo de absenteísmo menor (1 ano). Vanthorn® 02h31min de 30 de abril de 2016 (UTC)

  Concordo com a Proposta final.  Gato Preto  21h48min de 30 de abril de 2016 (UTC)

  Concordo.—Teles«fale comigo» 03h03min de 1 de maio de 2016 (UTC)

concordo. GoEThe (discussão) 10h31min de 1 de maio de 2016 (UTC) A redação precisa de melhorias. Não é o GAB que conduz testes, por exemplo. GoEThe (discussão) 07h58min de 4 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo. José Luiz disc 19h23min de 1 de maio de 2016 (UTC)

  Discordo Não entendi o que se refere a exclusividade do GAB. Pra mim a proposta é puramente extinguir por extinguir. Extinguir porque não gosto/acho que atrapalha. Membros com conhecimentos técnicos que queiram avaliar robôs podem pedir para entrar para o GAB. Ele nunca foi um grupo restrito ou fechado. Também não lembro de algum membro não técnico que tenha solicitado algum teste e ele não tenha sido executado (a verdade é que nenhum usuário técnico solicita testes). Aprovar um robô sem avaliação técnica é um absurdo, independente do prazo que essa avaliação requeira por indisponibilidade de membros. Se vocês querem liberar o AWB, porque o uso dele não é danoso, OK, eu concordo. Mas não confundam semirrobôs com robôs. Um robô descontrolado pode fazer um bom estrago. --Diego Queiroz (discussão) 12h13min de 2 de maio de 2016 (UTC)

Extinguir a exclusividade significa permitir que as avaliações sejam feitas ou por burocratas, ou por membros do GAB, ou por outros usuários com experiência na área, e a aprovação final por burocratas ou membros do GAB. Em momento algum isto significa aprovar robôs "sem avaliação" técnica, pelo que o seu argumento acima não procede. O grupo é, sim, exclusivo e fechado, e já foram apontadas inúmeras situações de morosidade devido à inatividade da maioria dos membros. Não se justifica a exclusividade, nem tal estrutura, para uma wiki com a dimensão da ptwiki. Além disso, os membros iniciais do GAB foram escolhidos pela comunidade, assim como os burocratas, razão pela qual não se pode afirmar categoricamente que uns têm mais experiência do que outros. Sem mencionar a existência de muitos usuários com conhecimento técnico e que não fazem parte de qualquer desses grupos. A reformulação da proposta provocou a adesão de usuários que eram contrários à sua aprovação, pois a oposição devia-se à extinção do grupo, que foi substituída por um termo de não exclusividade. No mais, ninguém está confundindo semirrobôs com robôs, nem é esta a questão. RadiX 13h32min de 2 de maio de 2016 (UTC)
O que é preciso para ser atendido/não esquecido? Vanthorn® 15h11min de 2 de maio de 2016 (UTC)
Como é que é? Executar essas tarefas não é atribuição do GAB, mas do operador do Bot (se é que existe um Bot que faça tarefas como as que são solicitadas na coordenação robótica). O simples levantamento disso como argumento mostra a necessidade da existência dele. Aponte um caso que a existência do GAB causou morosidade na aprovação de um robô (não confunda com semirrobô) e eu mudo minha opinião. Já disse e repito: se querem afrouxar as rédeas para os semirrobôs, eu não me oponho. Mas os "robôs puros", isto é, aqueles que usam Pywikibot ou programação direta via API, exigem avaliação técnica profunda. A existência do GAB é de destacar os usuários que possuem o conhecimento mínimo para realizar tais avaliações. --Diego Queiroz (discussão) 23h29min de 2 de maio de 2016 (UTC)
Pensando em tudo isso, vejo que o grande problema é que temos poucos usuários com conhecimentos técnicos na Wiki. De cabeça me ocorre o Helder, o Danilo, o Alchimista e o Silent (perdão caso tenho esquecido alguém). E destes, quase todos não são membros dos mais ativos. Reconheço que existe um problema nisso, mas honestamente, não vamos resolver esse problema com "de agora em diante não precisamos mais de um técnico para avaliar"... --Diego Queiroz (discussão) 01h29min de 3 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo.--- Darwin Ahoy! 11h46min de 3 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo. Biólogo 32 What? 13h37min de 3 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo Quintal 11h52min de 4 de maio de 2016 (UTC)

O que motiva esta proposta é a demora para analizar pedidos, mas os pedidos que geralmente ficam esquecidos são os de semirrobô, e esses eu acho que poderiam ser analisados até por administradores, esse ponto dos semirrobôs não foi nem tratado nessa proposta final. E nos pedidos de robôs, como eu tinha dito antes, eu seria favorável que burocratas avaliassem se eles se certificassem que quem opinou tem experiência em robôs, da forma como está redigida ("Permitir aos burocratas processar e avaliar os pedidos de robôs de acordo com as diretrizes da política respectiva") não deixa isso claro, e os termos "processar", "avaliar" e "analisar" também não deixam claro por exemplo quem pode autorizar o período de testes em um pedido de robô (atualmente só membros do GAB podem). E como eu concordo com os argumentos do Diego Queiroz mas também acho que os pedidos não podem ficar esquecidos, eu proponho dar uma semana para os membros do GAB se manifestarem antes que os burocratas possam analisar os pedidos. Então proponho essa nova redação a proposta:

  • Os burocratas estão autorizados a fazeram a função dos membros do GAB em pedidos de robôs e semirrobôs caso nenhum membro do GAB analise o pedido no período de uma semana.
  • Os burocratas, ao analisarem pedidos de robôs e semirrobôs na ausência dos membros do GAB, devem pedir a opinião de operadores experientes de robôs se entenderem que os comentários feitos no pedido não constituem suficiente embasamento técnico para tomar uma decisão acerca do prosseguimento do pedido.

A principal diferença dessa proposta em relação a anterior é que estabelece um prazo para os membros do GAB se manifestarem, cita os semirrobôs e deixa claro que funções do GAB como a de autorizar período de teste passam aos burocratas e não aos que comentam no pedido. Com isso resolvemos o problema da possível inatividade do GAB garantido o máximo possível de análise técnica. Acredito que todos que já concordaram com a proposta anterior também estejam de acordo com esta proposta, e espero que o Diego e o Alchimista também concordem com esta proposta para termos um consenso incluindo os membros ativos do GAB. Danilo.mac(discussão) 17h17min de 3 de maio de 2016 (UTC)

  Discordo. Esta contraproposta visa manter o status quo, haja vista que atribui a prerrogativa de aprovação ao GAB, algo que não pode existir, tampouco é justificado pelas dimensões desta wiki. O objetivo da última proposta não foi o de extinguir o GAB, mas o de 1) permitir a condução dos testes pelos burocratas, membros do GAB ou outros usuários; e 2) atribuir a responsabilidade pelo encerramento do pedido (ou seja, a aprovação ou não) aos membros do GAB ou burocratas. Indistintamente e sem prerrogativas, com vistas a dirimir a burocracia e a agilizar o processo. Os membros do GAB poderão continuar atuando livremente e, somente em caso de plena inatividade, não conseguirão participar da discussão. Portanto,   Discordo por completo desta contraproposta e de toda e qualquer alternativa direcionada a manter o status quo e privilégios do GAB. RadiX 01h22min de 4 de maio de 2016 (UTC)
Idem. Curioso notar que somente membros do GAB são contrários a proposta. Deveriam ter tamanha pressa para responder pedidos que ficaram abertos por anos. Lamento essa crítica pública, mas ela é inevitável. Érico (fale) 01h27min de 4 de maio de 2016 (UTC)
Eu não sou contrário a proposta, já deixei mais acima a minha posição neutra em relação a extinção do GAB, logo não tenho nenhum apego ao cargo. Estou fazendo uma nova proposta apenas para tentar um consenso, e também porque entendo a preocupação do Diego, robôs podem de fato causar muitos danos. Se mantiverem a proposta anterior pelo menos deixem claro quem será responsável por autorizar o período de testes e incluam os semirrobôs no texto. Danilo.mac(discussão) 02h01min de 4 de maio de 2016 (UTC)
Editei o texto da proposta final para que este ficasse mais claro. RadiX 02h09min de 4 de maio de 2016 (UTC)

  Discordo da proposta. Sugiro que mais usuários participem ou busquem participantes com capacidade técnica para avaliar robôs e participar do GAB. Aprovar robôs sem conhecimento/dicussão técnica é muito perigoso. Chico Venancio (discussão) 18h41min de 11 de maio de 2016 (UTC)

@Chicocvenancio: "Sugiro que mais usuários participem ou busquem participantes com capacidade técnica para avaliar robôs e participar do GAB" isso é empurrar o problema com a barriga, não resolve coisa nenhuma. Nós estamos a ter esta discussão justamente porque o GAB é uma estrutura disfuncional e burocrática que não atrai ninguém, com a excepção de um ou dois que já estão lá dentro mas que manifestamente não são suficientes para pôr a coisa a funcionar. Se você conseguir tirar GABistas da cartola para encher o cercado, Chico Venâncio, ficar-lhe-emos todos muito gratos, até lá precisamos de outra solução. E não sei porque você tem tanto medo da cuca, e confia tanto na fada Sininho, o maior destroço que eu já vi aqui dentro feito por um robot foi justamente feito por um operado por um membro do GAB.--- Darwin Ahoy! 11h12min de 29 de maio de 2016 (UTC)

Proposta final (Semirrobôs)Editar

  Ver discussão: Robôs
  • Extinguir a prerrogativa do GAB na avaliação.
  • Também permitir aos burocratas e administradores avaliar e concluir os pedidos de semirrobôs de acordo com as regras vigentes, após o período de discussão de uma semana.

Adicionando a proposta para os semirrobôs, não contemplada na seção anterior. RadiX 02h20min de 4 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo Semirrobôs são muito menos perigosos que robôs, robô você dá start e vai fazer outra coisa, quando volta ele já fez dezenas ou centenas de edições, semirrobô tem que olhar o dif e clicar em salvar em cada edição, não existe muito risco se o operador conhecer as regras do projeto e tiver o mínimo de atenção. E por não ter flag os erros são mais facilmente identificados por outros editores. Danilo.mac(discussão) 02h29min de 4 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo. Önni disc 11h03min de 4 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo Quintal 11h52min de 4 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo Semirrobôs não são perigosos e acho que qualquer usuário pode aprovar sem problemas. Se brincar, até poderia associar a operação do AWB com algum estatuto, igual já acontece com o Huggle 3.x. --Diego Queiroz (discussão) 17h26min de 4 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo Semirrobôs não são perigosos, semirrobôs não são tão perigosos. A permissão de conceder a utilização do software não deve ser menos rigorosa ou atenta. Vanthorn® 17h42min de 4 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo Já estava bem na hora de administradores e burocratas terem autonomia para avaliar pedidos de ferramentas semirrobóticas AWB e Huggle, assim evitará o prazo demorado no pedido, sem a necessidade da avaliação do grupo de aprovação de robôs (GAB). WikiFer msg 01h51min de 8 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo  Gato Preto  19h27min de 19 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo Ricardo Ferreira de Oliveira Diga 23h33min de 23 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo. --Pap@ Christus msg 16h27min de 26 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo. Millbug fala 04h16min de 29 de maio de 2016 (UTC)

  Concordo.--- Darwin Ahoy! 11h05min de 29 de maio de 2016 (UTC)

  Comentário Esta proposta já foi aprovada e fechada? Se a resposta for negativa acho que já é hora de findá-la até porque a decisão e a opinião da comunidade parece unânime.  Gato Preto  17h18min de 24 de junho de 2016 (UTC)

Acredito que há consenso para a aplicação, tanto desta, quanto da proposta sobre os robôs. Se todos estiverem de acordo, poderemos encerrar a discussão e aplicar o resultado. RadiX 02h16min de 25 de junho de 2016 (UTC)
  • Pessoal, temos consenso para as duas mudanças propostas? Podemos prosseguir e aplicar o resultado? RadiX 20h53min de 18 de setembro de 2016 (UTC)

Já deveria ter sido aplicado a muito tempo. !Silent (discussão) 16h57min de 30 de setembro de 2016 (UTC)

  Feito e   Feito. RadiX 04h17min de 1 de outubro de 2016 (UTC)

Programa de reconhecimento para colaboradores Brasileiros

Olá pessoal, desde os tempos de programa catalisador venho pensando nessa ideia e não consegui tirá-la do papel. Agora, através do Grupo Wikimedia Brasileiro de Educação e Pesquisa quero tirar isso do papel, portanto eu gostaria de discutir com vocês critérios e informações relevantes para criarmos um programa de reconhecimento mensal dos principais colaboradores da Wikipédia aqui no Brasil. Pretendo solicitar recursos ou material junto a Wikimedia Foundation para reconhecer e retribuir os esforços de colaboradores chave do nosso movimento. Podemos pensar e uma ferramenta automática ou então um sistema de indicação de nomes. O que acham e como poderíamos trabalhar essa idéia? Seria bacana termos kits com camisas, adesivos, mochilas e outros materiais da Wikipédia para enviar para os colaboradores nomeados. O que acham? Como podemos seguir com essa ideia? Medalhas e cervejas via página de discussão são legais, mas acho que uma caixinha chegando pelo correio seria ainda mais bacana para quem dedica tanto tempo a esse importante projeto, Abraços! Rodrigo Padula (discussão) 03h25min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

Olá, Rodrigo Legal. Quanto "à caixinha pelo correio", talvez alguns queiram enviar uma "carta bomba" para algum desafeto...  (brincadeirinha).   Apoio a ideia. Lembro que número de edições não deve ser critério, com todas "as máquinas de edição" que existem por aí. Acho incrível um editor conseguir fazer cem edições por minuto. Não sei bem o que sugerir, mas gostaria de ganhar uma camiseta ou um boné (uns cinco mil reais também me incentivariam bastante, rsss). Bom, deixando de piadinhas, primeiro teríamos que definir os critérios. O que pode ser ? Acho que para começar, o número de agradecimentos recebidos seria um bom "termômetro". Penso também em se elaborar uma página para indicações, onde editores pudessem indicar colegas que achem merecedores. Sei que isso é polêmico para alguns, que vão ter "visões" de editores se comunicando nos becos escuros da off-wiki...É isso, por enquanto.
PauloMSimoes (discussão) 05h00min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)
Caixinha bomba eu aprova, principalmente para alguns administradores que não sabem pedir desculpas e/ou desfazer as suas lambança.Mvdiogoce (discussão) 11h28min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)
Rodrigo, em 2009 tive uma breve iniciativa escolha de novato em destaque, talvez possa servir de inspiração. O sistema era simples, alguém nomeava e outros poderiam endossar, e eu verificava as edições e pronto. Mandava uma medalha para a página de discussão. GoEThe (discussão) 09h30min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)
Interessante, meu principal objetivo é oferecer suporte e recursos para reconhecer "fisicamente" e "offline" com algum tipo de brinde/presente em nome da WMF e toda a comunidade de colaboradores e usuários. Podemos pensar tanto em usuários das antigas quanto novos usuários. No ponto de vista de vocês, quantos usuários e quais tipos de contribuições poderiamos premiar por mês? Minha idéia é fazer um plano anual com essa premiação sendo anunciada e enviada mensalmente, além dessa premiação, fariámos a divulgação externa em nossos blogs e redes sociais para que o trabalho feito aqui dentro também possar ser reconhecido lá fora. Todas as idéias e contribuições de vocês serão muito bem-vindas nesse processo. Posso conversar com nossos amigos do capítulo português e fazer dessa proposta algo que cubra não somente o Brasil mas também nossos amigos portugueses. Conto com vocês para delinear melhor essa iniciativa de reconhecimento e engajamento. Rodrigo Padula (discussão) 13h09min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)
Sim, entendi. Há várias coisas a ter em consideração:
  • Qualquer dado pessoal deverá ser mantido confidencialmente, a não ser que haja autorização do próprio.
  • Nem todo o mundo poderá querer dar sua morada física, ou mesmo participar e ter seu nome divulgado.

Dito isto, acho que a quantidade de editores premiados dependerá se há nomeações suficientes. Aconselharia a começar por 1 por mês e depois se for preciso aumentar. Ou então não ter tanta periodicidade. Pensando nisso, havia uma iniciativa acho q da própria WMF deste género de dar brindes a usuários nomeados por outros. meta:Merchandise giveaways. GoEThe (discussão) 13h22min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

Com certeza dados pessoais não serão divulgados, aqueles que se sentirem confortáveis para serem entrevistados e terem uma divulgação maior, o faremos. Podemos iniciar com 1 nomeação mensal e depois expandir, inclusive para outros projetos, podemos pensar também em alguns nomes para serem nomeados anualmente pelo "conjunto da obra" :-) Rodrigo Padula (discussão) 13h43min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)
Aproveitando a ideia do projeto de 2009, das condecorações dadas a novatos, criado pelo user:GoEThe, se poderia iniciar no mesmo modelo, sem uma premiação física, mas uma condecoração, como primeiro passo, por conta desta dificuldade levantada de expor os dados pessoais. Contudo, tenho algumas sugestões. 1- Ao invés de uma medalha padrão já existente, poderia se criada uma medalha exclusiva, em nome do projeto; 2- Para implantar a premiação física, ver a possibilidade de enviar os dados pessoais, como endereço para correspondência, para o email particular do coordenador do projeto, que se comprometeria a não divulgá-los; 3- Na impossibilidade da opção 2, separar as premiações em medalhas e prêmios físicos àqueles que autorizarem a divulgação de seus dados. Ou melhor: dentre aqueles que se destacassem e fossem condecorados, por exemplo, "medalhados" do 1º ao 5º lugar, que fariam jus também à premiação física, receberiam os prêmios os que autorizassem a divulgação dos dados. São apenas ideias, para operacionalizar. Os critérios e parâmetros para avaliação, seria uma outra discussão.
PauloMSimoes (discussão) 15h52min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)
Além da premiação física, podemos elaborar badges/userbox/medalhas virtuais também, inclusive já estou em contato com alguns designer para nos dar uma força nesse sentido. A pessoa nomeada para receber uma premiação fisica, pode recusá-la tb sem problemas, dai não será necessario compartilhar dados pessoais. Só para detalhar, os dados pessoais seriam usados apenas para envio do material e não seriam compartilhados ou publicados na wiki Rodrigo Padula (discussão) 15h57min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

Não acho uma ideia muito boa. O reconhecimento em si não é ruim, mas a expectativa de reconhecimento é, pois quando o reconhecimento não vem leva a frustração. Eu acredito que devemos colaborar com a Wikipédia porque acreditamos que estamos levando conhecimento e fazendo algo de bom à sociedade, e não porque esperamos ser reconhecido pelos nossos esforços. E a escolha dos mais merecedores pode ser percebida como injusta por alguns, levando a comparações e mexendo com alguns egos. Eu particularmente acharia melhor estabelecer um parâmetro fixo, por exemplo 10 mil edições, a partir do qual os wikipedistas têm direito de solicitar uma camiseta, isso pelo menos daria mais isonomia e evitaria comparações. Danilo.mac(discussão) 16h06min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

Por experiência própria em outros projetos colaborativos e comunidades, a falta de reconhecimento desengaja muito mais pessoas do que as brigas de egos por reconhecimento de outros. Com parametros bem definidos e recursos, conseguiremos reconhecer ao longo do tempo todos aqueles que de alguma forma merecem reconhecimento. Esse parametro que você disse mesmo de 10.000 edições poderia ser um parametro para um tipo de reconhecimento. Podemos reconhecer por combate ao vandalismo, por criação de novos artigos, por administração. Assim como temos medalhas para várias áreas e tipos de contribuições, podemos reconhecer também seguindo esses critérios. Eu realmente estou interessado em fazer um experimento ao longo deste ano e inicio de 2017, dai poderemos avaliar o impacto e seguir ou nao com o projeto ao longo dos próximos anos. Rodrigo Padula (discussão) 16h33min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Discordo com veemência de colocar nº de edições como parâmetro, pelo que já expus na minha primeira mensagem. Além disso, a expectativa de atingir o limite só para obter o prêmio acaba por incorrer em sério risco de edições sem critério, sem citar fontes, etc. A Wikipédia não precisa de "produção", mas de "qualidade".
PauloMSimoes (discussão) 18h37min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

@PauloMSimoes:, @GoEThe:, @Mvdiogoce:, @Danilo.mac:, @Yanguas:, @Leon saudanha:, @RadiX:, @Teles:, @Zoldyick: Existem várias possibilidades de reconhecimento, podemos analisar vários pontos e não somente o número de edições, minha proposta é trabalhar com uma abordagem mista e flexível. Pretendo solicitar recursos e produzir material para reconhecer o máximo de colaboradores possíveis, tentando reconhecer e engajar antigos e novos colaboradores. Vocês concordando com a proposta, posso abrir uma página para uma discussão mais profunda sobre o projeto e parametros, realmente esta iniciativa é algo que eu gostaria de experimentar ao longo dos próximos meses em caráter experimental Rodrigo Padula (discussão) 03h49min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Rodrigo Padula: acho que todos percebemos sua determinação em concretizar este projeto. Estou pronto a colaborar com o que for preciso.
PauloMSimoes (discussão) 03h59min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)
Acredito que os melhores reconhecimentos seriam pelas edições mesmo. Seja em artigos ou resoluções de conflitos e discussões, seja por criação de conteúdo ou por reverter vandalismo, acredito que algo assim seria positivo para editores que são engajados no projeto. --Zoldyick (Discussão) 05h05min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)
  • A Wikipédia não é feita pra "reconhecer" nada. Dubladores, dentistas, engenheiros, cidadãos comuns, estudantes... qualquer profissional pode ter sua biografia desde que seja notório, o que pode ser comprovado com fontes fiáveis. Categoria nenhuma merece o privilégio reclamado pelo proponente. O que precisamos é maior vigilância sobre filmografias, pois é grande a incidência de citações de dubladores sem fontes, ou com fontes não fiáveis, como fã-sites e blogues. Por fim: este projeto não se chama "dublopédia", e serei contrário a qualquer tentativa de caracterizar a Wikipédia nesse sentido. Yanguas diz!-fiz 13h18min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Yanguas: acho que você não leu ou não entendeu a proposta direito, a idéia é criar um mecanismo para reconhecer colaboradores, as pessoas que realmente trabalham e contribuem com esse projeto, isso não tem nada a ver com biografias e dubladores. A proposta é criar uma forma e eleger a cada mes um número de colaboradores para receberem algum brinde, camisa ou outra coisa da Wikimedia Foundation, como forma de agradecimento pelas colaborações e edições na Wikipédia. Rodrigo Padula (discussão) 14h13min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo só espero que isso não suba a cabeça dos usuários, fazendo com que eles editem apenas por reconhecimento e brindes. Isso daqui não é um jogo, e sim trabalho sério--Leon Saudanha 14h38min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

Esta é uma grande ideia. Me fez lembrar outra iniciativa semelhante. Eu acho que nós poderíamos criar uma página de discussão, onde os usuários indicariam outros a receberem estas premiações. Mas não pode ficar apenas nisso, pois não deve ser um prêmio de popularidade. Por exemplo: quem já destacou cinco artigos e permanece ativo poderia receber algum destes presentes sem precisar ser indicado. Também não acho que número de edições deve ser critério. Tem muita gente com menos edições que cria conteúdo de qualidade. Penso que seria interessante também valorizar os administradores/eliminadores, e premiá-los por suas ações (não é fácil eliminar dez mil páginas, ou bloquear dois mil vândalos, por exemplo - ver estatísticas desde 2005). Enfim, eu acho que estes seriam critérios interessantes a serem usados. Érico (msg) 20h41min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

Apesar de achar que ninguém deve editar a Wikipédia esperando reconhecimento eu   Apoio a experiência, pelo menos vamos poder medir qual impacto esse projeto pode trazer. Danilo.mac(discussão) 23h14min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Rodrigo Padula, o que aconteceu com a sequência disto, depois de um mês ? Cooled down and died ?
PauloMSimoes (discussão) 23h26min de 31 de março de 2016 (UTC)

@PauloMSimoes: a discussão ainda está aberta para sugestões e ideias. A proposta não morreu, agora estou estudando formas de viabilizar a proposta e fontes de recursos para financiar essa ideia Rodrigo Padula (discussão) 10h39min de 1 de abril de 2016 (UTC)


A idéia foi aprovada pela Wikimedia Foundation, agora é mandar bronca no projeto e nas métricas! Contribuições, ideias e pitacos são bem-vindos! Rodrigo Padula (discussão) 18h23min de 21 de junho de 2016 (UTC)

Concurso fotográfico e de edição de artigos - Wiki Loves The Olympics

Olá pessoal, desde 2014 venho organizando algumas edições do Wiki Loves Earth e Wiki Loves Monuments no Brasil. Este ano devemos organizar novamente este concursos e em breve anunciaremos na esplanada novidades sobre o planejamento.í Além desses dois concursos, pretendo trabalhar em uma nova iniciativa, por isso venho aqui compartilhar uma outra idéia que venho pensando para aproveitar o evento das Olimpíadas Rio 2016 para promover concursos culturais que beneficiem a Wikipédia e Commons.

Estou pensando em seguir/copiar o modelo do Wiki Loves Earth/Monuments e lançar no Brasil nos próximos meses esse concurso, visando a melhoria de verbetes sobre biografias de atletas, arenas, história das olimpíadas e esportes olímpicos. O concurso seria divido com premiação em duas categorias: melhores fotografias e melhores contribuições a artigos(artigos criados e melhorados). Gostaria de saber se alguem aqui teria interesse em participar e apoiar essa nova empreitada, a ideia é criar um concurso replicável de forma que ele possa ser realizado nas próximas sedes olímpicas e permita além da participação local, uma participação internacional. O que acham e quem está a fim de participar dessa empreitada? Bora? Rodrigo Padula (discussão) 15h11min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

Acho bem interessante, mas que tipo de premiação tem em mente para incentivar a participação dos editores? Net Esportes (discussão) 17h07min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)
Como fizemos no Wiki Loves Earth e Wiki Loves Monuments, pretendemos fazer uma premiação em dinheiro, pois além de facilitar tem questões da legislação brasileira quanto a concursos culturais. Poderia chamar a atenção de editores dessa área sobre a proposta @Net Esportes:? Rodrigo Padula (discussão) 17h14min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

Eu posso ajudar a organizar, mas não garanto boas fotos pois não sou muito bom com a câmera. No Commons eu vi diversas imagens de qualidade postadas no âmbito dos concursos passados - inclusive, algumas se tornaram destacadas lá. Certamente será uma iniciativa positiva, ainda mais levando em conta o grande potencial de turistas fotógrafos que virão ao país neste ano. Érico (msg) 20h48min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

Interessante, seria uma ótima ideia. Gabriel St. fale! 20h53min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Gabriel Estella: Sim, bora estruturar isso? Anima dar uma força?

De onde viria o dinheiro do prêmio? como seria o pagamento? Como seria a tributação? Como foi feito em outros concursos? Net Esportes (discussão) 14h19min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Net Esportes: a Wikimedia Foundation oferece varias linhas de fomento para projetos, despesas, pagamento de pessoal, premiações e etc. Nos concursos anteriores eu escrevi os projetos e submeti para a WMF pedindo recursos. Esses recursos foram repassados e depositados em uma conta no Brasil com prestação de contas mensal para a WMF. Os pagamentos foram feitos diretamente aos vencedores com deposito em dinheiro. Então, o Wiki Loves The Olympics seguiria este mesmo padrão. Porém este ano além do concurso fotográfico, queria estruturar uma premiação para a criação e melhoria de artigos, daí a comunidade precisaria ajudar com parametros e métricas para que possamos montar um comite de avaliação para selecionar e premiar as melhores contribuições e colaboradores. Nos concursos fotograficos normalmente criamos um juri de fotografos experientes para eleger as melhores fotos Rodrigo Padula (discussão) 15h44min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)
Eu estive dando uma olhada no Wiki Loves Earth e achei muito bem organizado e estruturado. Levando em consideração o suceso alcançado lá, pelo número de fotos enviadas, acredito que não tem com que se preocupar. Acho que pode fazer e a divulgação/repercursão se dará naturalmente ao longo do processo. Net Esportes (discussão) 15h48min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Net Esportes: Sim, o WLE gerou ótimos resultados, principalmente em 2015. Ao todo com esses concursos: 2 edições do WLE e 1 edição do WLM trouxemos mais de 25.000 imagens e cerca de 3.000 novos usuários no commons. O grande desafio aqui no concurso das olimpiadas será montar e definir metricas para premiar escrita e melhoria de artigos. Sugestões? Rodrigo Padula (discussão) 16h05min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

Eu dou o meu apoio moral e o meu esforço. Já estou em parceria com o Rodrigo uns 2 anos e muito coisa positiva saiu depois que nos juntamos. Vai muito além do WLE e do MLM. Infelizmente não sou fotografo e não tenho equipamento fotográfico, além de não morar no Rio. Mas sempre edito temas interessantes e dou meu apoio para as iniciativas que valem apena. Muitos artigos da área olímpica vão ser criados nos próximos meses. Criar conteúdo de qualidade com imagens de qualidade é algo muto bem vindo e válido. --Zoldyick (Discussão) 06h10min de 27 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Pergunta Como se daria o concurso na parte de edição de artigos? Por enquanto, essa é minha única preocupação sobre isso.—Teles«fale comigo» 08h04min de 27 de fevereiro de 2016 (UTC)

Esse é o principal ponto que precisamos discutir com a comunidade da Wikipédia para definir critérios e métricas pra viabilizar esse concurso cultural de edição. A parte do concurso fotográfico é mais tranquila. Rodrigo Padula (discussão) 01h43min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Uma grande diferença a outros concursos do formato "Wiki Loves ..." é que o WLE e WLM são renováveis e federados, ou seja, são feitos para ser repetidos no mesmo país(es) e podem ser transportados para outros países e ter uma organização independente. Não quer dizer que não se possa fazer, mas o conceito é na minha opinião um pouco diferente. Além disso, considere também que se vai depender de turistas virem tirar fotos, a logística de entregar prémios talvez seja mais complicada pelo potencial de ter que enviar prémios para todo o mundo. Deveria haver também uma lista finita de objectos/áreas/pessoas a fotografar a certa altura. Um modelo alternativo a seguir é o do Wikipédia:Wikipédia Toma a Cidade. GoEThe (discussão) 16h54min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Podemos seguir esse modelo, criando um concurso que possa ser repetido a cada 4 anos ou 2 anos (incluindo olimpiadas de inverno). Geralmente a primeira edição tem um foco local/nacional como projeto piloto e depois é expandido a outros países. Podemos focar na geração de conteúdo para a Wikipédia lusófona ( de forma indireta beneficiaremos outros países) e depois detalhar os learnings e resultados para que os próximos paises sede possam replicar o modelo. Para o concurso de artigos, podemos nos basear nessa proposta ou criar algo novo Rodrigo Padula (discussão) 17h12min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Sugestão Para avaliar os artigos, poderia premiar os editores que mais aumentaram a qualidade dos artigos (exemplo: artigos de qualidade 1 viram de qualidade 4, artigos de qualidade 3 viram destacados). Gabriel St. fale! 21h07min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Sugestão Dar uma olhada em en:Wikipedia:Contests#Writing (past and completed) e en:Wikipedia:Contests#Writing (current and future). Fgnievinski (discussão) 09h49min de 2 de março de 2016 (UTC)

Navegando por aqui achei o WikiPrenda, acho que podemos pegar algumas idéias também. De acordo com a legislação brasileira, para evitar a necessidade de registros e homolocação junto a Caixa Economica o concurso cultural não pode promover marcas ou produtos, o que nos leva a oferecer sempre prêmios em dinheiro. Acham viável oferecer uma premiação em dinheiro? Se sim em quais categorias e quantos premiados por categoria? Qual valor acham adequado? Para fotografias variamos entre R3.000 - R$1.000 para os três primeiros colocados do WLE e WLM. Precisamos pensar nisso para que eu possa avaliar a viabilidade de solicitar recursos junto a WMF.Rodrigo Padula (discussão) 03h39min de 3 de março de 2016 (UTC)

Os prêmios parecem bons. Mas e os critérios se seleção para redação de textos? Fgnievinski (discussão) 00h56min de 4 de março de 2016 (UTC)

A idéia foi aprovada pela Wikimedia Foundation, agora é mandar bronca no projeto e nas métricas! Contribuições, idéias e pitacos são bem-vindos! Rodrigo Padula (discussão) 18h23min de 21 de junho de 2016 (UTC)

Ainda não ficou claro como vão ocorrer as edições em artigos. Esta comunidade já passou por uma experiência ruim com concursos assim. Trazer usuários inexperientes em massa no passado apenas serviu pra dar mais trabalho aos revisores com grande parte das edições revertidas.—Teles«fale comigo» 17h04min de 25 de junho de 2016 (UTC)

As edições ocorrerão da mesma forma que ocorrem hoje, acessando os artigos e editando :-) o que muda são as orientações. Na página do concurso colocaremos instruções detalhadas para novos usuários, pretendemos realizar edit-a-thons e oficinas para guiar usuários interessados. Justamente por isso abri essa discussão, para que problemas anteriores não se repitam e a comunidade possa chegar a um consenso de uma melhor forma. Rodrigo Padula (discussão) 17h21min de 25 de junho de 2016 (UTC)
E como pretende lidar com o aumento do fluxo de edições? Espero que entenda que o assunto é sério e que tivemos uma péssima experiência no passado. Responder com ironia não ajuda em nada. Os revisores já atuam sobrecarregados e aumentar a carga de forna irresponsável só vai fazer com que artigos sejam protegidos é usuários bloqueados.—Teles«fale comigo» 17h30min de 25 de junho de 2016 (UTC)
Não estou sendo irônico, falei sério mesmo. A forma de editar não muda, o que vai mudar serão as orientações sobre como participar e como e o que editar. Infelizmente este é um problema que teremos que lidar, pois nem todos seguirão as orientações. Como acontece no Commons, muitas pessoas carregam selfies e fotos fora do contexto do concurso, mas o volume de contribuições boas, são sempre mais significativas do que as ruins. Não tem como ter mais gente contribuindo sem atividades externas que estimulem a participação de novos colaboradores sem experiência. A única forma de aprender a editar é editando. Rodrigo Padula (discussão) 17h41min de 25 de junho de 2016 (UTC)
Acho que não entendeu a dimensão do problema. Isso fica patente ao comparar a Wikipédia com o Commons. Ao carregar uma foto, eu não altero outra anterior e as pessoas não vão buscar de imediato a foto no Google. Uma imagem pode ficar no ar sem incomodar ninguém por anos e muitas vão sendo eliminadas aos poucos.Isso é diferente para artigos, já que estes serão ainda mais procurados nas Olimpíadas e qualquer alteração interfere em conteúdo já existente. Ao entrar na Wikipédia por vias normais, uma moderada quantidade de usuários inexperientes são responsáveis por uma demanda de reversão e tutoramento. Um concurso como esse se feito de forma irresponsável promove um aumento vertiginoso na entrada de usuários inexperientes acarretando um aumento no trabalho dos revisores e tutores de uma forma que esta comunidade pode não suportar. A forma responsável de lidar com isso é tomar medidas antes de isso acontecer e não abrir o concurso e ver o que acontece. Eu insisto que mantenha apenas o concurso fotográfico e desista do concurso editatorial até mostrar como pretende lidar com a enxurrada de edições danosas que precisarão ser revistas.—Teles«fale comigo» 18h36min de 25 de junho de 2016 (UTC)
Concordo com o Teles. Acho que um concurso Wki Loves the Olimpics nos mesmos moldes do WLM tem tudo para dar certo. Porém, concurso para editar artigos são muito mais complexos e requerem uma boa participação da comunidade.OTAVIO1981 (discussão) 22h46min de 25 de junho de 2016 (UTC)

@Teles: Entendo muito bem a dimensão do problema, conheço as diferenças entre Commons e Wikipédia, potenciais danos e potenciais ganhos. Estou em contato com organizadores de concursos em outras Wikipédias para avaliar como implementaram isso por lá. Por isso lancei essa proposta aqui em fevereiro, ela não brotou do nada hoje, inclusive acho que poderia ter se pronunciado anteriormente para promover esse debate com mais antecedência. Importante avaliar um pouco mais a fundo as opiniões dos demais colaboradores que participaram da discussão, identificar potenciais colaboradores para só daí definir em que moldes se dará o concurso. Gostaria também de saber o link das experiências anteriores e números que justifiquem seu temor. Em hipótese alguma faremos algo danoso e irresponsável, por isso antes de lançar qualquer projeto, sempre discuto e tento debater aqui na esplanada, acho isso uma atitude bem transparente e responsável. Além disso, o concurso de edição poderia ser mais direcionado ao publico que já edita e o de fotografias para o público externo Rodrigo Padula (discussão) 03h05min de 26 de junho de 2016 (UTC)

@Érico: ,@Gabriel Estella:,@Net Esportes:,@Zoldyick:, @GoEThe: ,@Fgnievinski: ,@OTAVIO1981: , @Leon saudanha: @Gato Preto: @Danilo.mac: @Usien6: @Önni: @Caçador de Palavras: @Mjunii: @MachoCarioca: @Yanguas: @RadiX: @Papa Christus: @He7d3r: gostaria de uma visão mais detalhada de vocês sobre potenciais soluções para que possamos seguir com o projeto gerando o melhor resultado possível. Rodrigo Padula (discussão) 03h05min de 26 de junho de 2016 (UTC)

Como assim acha que eu deveria ter me pronunciado antes? Eu me pronunciei logo acima sobre isso em fevereiro. Você disse que seria necessário discutir sobre isso mas o projeto foi aprovado, aparentemente, sem nenhuma resolução ou qualquer discussão sobre isso.—Teles«fale comigo» 03h45min de 26 de junho de 2016 (UTC)
Vc fez a mesma pergunta "como seriam editados os artigos?", não colocou pontos sobre problemas passados ou qualquer referencia. Como nos concursos que vemos por aí, a ideia é ter uma lista de artigos a serem melhorados, ilustrados, criados e etc. O diferencial é que teremos uma área especifica, como no WLE e WLM com orientações e dicas de como participar e editar, apontando para uma lista de tutores e uma página de inscrição. Como já falei aqui, é importante a participação da comunidade na criação dos critérios de premiação, avaliação e acompanhamento. Não acredito que teremos um número tão grande quanto o de uploaders no commons. Preciso realmente de referencias passadas para poder mensurar melhor. Uma coisa é fato, nosso grupo tem gerado muita repercussão na mídia e a ideia é botar a boca no trombone pra trazer mais gente de fora. Portanto uma força tarefa com colaboradores experientes é fundamental. Alguns aqui já demonstraram interesse em ajudar, se eles confirmarem, dá pra tirar a proposta do papel. Rodrigo Padula (discussão) 04h00min de 26 de junho de 2016 (UTC)
Eu fiz a pergunta é você respondeu que esse é o principal ponto a ser discutido com a comunidade. Por que não discutiu? Como aprovou uma proposta sem que o principal ponto fosse discutido? Seu plano é criar um banner, uma premiação e esperar pra ver o que vai acontecer, como já ocorre nos concursos fotográficos nos quais nem as perguntas dos participantes são respondidas, pois o seguimento é insignificante e sua existência é sustentada apenas por números?—Teles«fale comigo» 04h17min de 26 de junho de 2016 (UTC)
Recebemos feedback positivo aqui e fora da Wiki, decidimos avançar com a proposta e garantir recursos para que concurso cultural fosse realizado. Agora é definir detalhes. Conversei com a WMF e membros da comunidade internacional que aprovaram e elogiaram a proposta. Hoje mesmo a Wikimedia Espanha demonstrou interesse em realizar um concurso de edição sobre o tema e vamos unir esforços.Sobre os demais concursos, eles geram resultados muito bons para o movimento(mais de 30.000 imagens, quase 4.000 novas contas), porém confesso que o engajamento da comunidade ainda é pequeno, e a retenção também, como acontece em todos os países participantes, o que mesmo assim não invalida sua existência e realização. Pelo visto você não acompanha nossas páginas no Facebook e todo o volume de perguntas e respostas que lidamos frequentemente em todas essas edições. Se observar os resultados do Picture of the Year de 2014 e 2015, fotos de qualidade e destaque promovidas no Commons, verá que temos feito um barulho significativo. O WLE e WLM não são apenas um devaneio e projeto irresponsável como você coloca, todos os resultados tem sido positivos e reconhecidos pela comunidade internacional e se tudo der certo o Wiki Loves The Olympics vai seguir o mesmo caminho Rodrigo Padula (discussão) 04h56min de 26 de junho de 2016 (UTC)

@Teles: poderia indicar algum concurso realizado aqui na Wiki onde ouve algum problema ou inconveniente para o projeto? O que aconteceu nele? --Zoldyick (Discussão) 06h46min de 26 de junho de 2016 (UTC)

Wikipédia:Esplanada/propostas/Por favor, acabe-se com os wikiconcursos do género "grande prémio" (15fev2012).
Ver também: Usuário Discussão:Gato Preto/Wikigincana#Contagem dos pontos. Helder 12h11min de 26 de junho de 2016 (UTC)
Observando o artigo Jogos_Olímpicos_de_Verão_de_2016 vejo que há um volume gigantesco de conteúdo a ser criado e melhorado. Creio que esta possa ser uma boa oportunidade. Se além do concurso on-line promovermos eventos satélites em várias cidades com maratonas de edição e treinamento, com certeza o impacto positivo poderá ser muito grande. Temos hoje bons materiais em português, basta criarmos uma estrutura bem organizada, apontando para materiais de suporte e tutoria creio que teremos bons resultados. Wikimedia Espanha e Amical já estão avançando com planejamento do concurso para a Wikipédia em espanhol e catalão Rodrigo Padula (discussão) 13h39min de 26 de junho de 2016 (UTC)
Na prática, quem avaliaria se o impacto de um eventual "concurso de edição de artigos" é positivo ou negativo, e segundo que critérios? (não, "bytes de código-fonte" não mede qualidade - até seria possível usar o ORES, onde há como criar um modelo "wp10" de IA que leva em conta mais parâmetros, mas além de levar tempo [acabei de fazer um pedido no Phabricator, fornecendo os dados iniciais], também pode não medir exatamente o que precisaria ser medido para avaliar o impacto do concurso...)
E, considerando que a comunidade não dá conta nem do fluxo "normal" de edições negativas, quem faria o que se o impacto fosse negativo? Qual seria o plano B para minimizar/impedir os danos? Helder 14h11min de 26 de junho de 2016 (UTC)
Gostaria de criar um comitê de avaliação com alguns editores ativos e membros do user group para avaliar as contribuições dos participantes, como fazemos no Commons com um corpo de jurados. A ideia é fazer uma analise quantitativa e qualitativa, seguindo um modelo de pontuação como o proposto aqui neste concurso do Iberocoop. Se o impacto for negativo, aplicamos as regras da Wikipedia bloqueando e revertendo o que for necessário e paramos de divulgar externamente o concurso. Mas não espero um volume muito grande de edições de artigos como temos de submissões num concurso fotográfico. Enviar fotos é mais fácil que editar, leva menos tempo, bem menos trabalhoso. Acho que não teremos um pico de edições em artigos maior do que quando um assunto vira pauta da midia, materia no fantástico ou jornal nacional. Rodrigo Padula (discussão) 14h26min de 26 de junho de 2016 (UTC)
É exatamente por ser mais trabalhoso editar, e por gastar mais tempo, que os critérios não podem ser simplistas como "mais código wiki = mais pontos". Sou contra isso (como já mencionei na discussão da Wikigincana proposta pelo Gato Preto), pois o resultado é gente copiando conteúdo de outras fontes que não estão sob CC-BY-SA para a Wikipédia só para ter código wiki, e editores ativos tendo que investigar mais casos de VDA do que o usual só para descobrir quantos pontos os participantes ganham por suas edições... Helder 14h46min de 26 de junho de 2016 (UTC)

@He7d3r: por isso acho que precisamos definir uma boa estratégia com a participação de todos aqui para que possamos fazer este experimento. Não há como trazer mais gente pra Wikipédia sem arriscar em projetos como esse, acabamos perdendo muitas boas oportunidades por temer o resultado. Simplesmente não fazer e desistir não é uma boa saída. Vários capítulos e wikipedias estão tocando esse tipo de projetos anualmente, precisamos estudar melhor a solução e avançar. Rodrigo Padula (discussão) 14h51min de 26 de junho de 2016 (UTC)

  • Já foi indicado o caso mal sucedido, então pergunto: existe algum concurso de edição com resultado satisfatório? Pessoalmente, desconheço. Sobre os problemas do primeiro e único caso indicado, o principal problema foi o aumento no volume de edições numa quantidade além da capacidade de monitoramento. Então, para começar, é preciso que um grupo considerável de editores ativos e vigilantes compre a ideia. Os artigos do primeiro concurso também eram limitados a uma lista, mas isso não impediu o problema. Pelo que me lembro, não foi pensado em indicar páginas de ajuda e mesmo que fosse, outro problema é que evidências sugerem que os avisos são ignorados.OTAVIO1981 (discussão) 15h37min de 26 de junho de 2016 (UTC)

Me lembro de já ter participado de várias discussões e tentativas de chamar mais gente para a Wikipédia no passado, o que eu aprendi com essas experiências foi que quando incentivamos as pessoas a contribuir, elas contribuem com boa fé mas sem prestar a devida atenção às regras, e por isso acabam sendo revertidas, ficam frustradas e abandonam o projeto. Na minha opinião os projetos para atrair mais voluntários têm que ensinar as principais regras do projeto antes pedir para que os novatos editem, e seria bom se conseguíssemos focar esses projetos em públicos-alvos que tenham maior possibilidade de se manterem ativos a longo prazo. Um exemplo de forma que acredito ser mais efetiva de atrair novos voluntários é fazer um video explicando o funcionamento e as principais regras da Wikipédia e divulgar em canais que tenham afinidade com nossa ideologia de divulgar o conhecimento de forma colaborativa. Eu colaborei com Wiki Loves Earth, mas sinceramente não acho que concursos conseguem trazer voluntários que se mantêm ativos a longo prazo. Danilo.mac(discussão) 21h28min de 26 de junho de 2016 (UTC)

Danilo, então, é uma boa. Muitos editores que entram em Wiki concursos em geral querem participar da melhor forma possível, só que não entendem muito bem a lógica wiki de edição. Incentivar mais vídeos ou outros métodos de aprendizagem não seria benéfico apenas para o concurso (que em um mês ou menos acaba), seria benéfico para toda a Wiki, um legado que melhoraria a didática de ensinar os novatos bem intencionados a editar de forma correta. Eu também já pensei em uma alternativa diferente da dia criar mais e mais páginas informativas. Poderíamos ter infográficos interativos de instrução. Eles poderiam ser reaproveitados em diversas áreas, para além do Domínio Principal. O que acham? --Zoldyick (Discussão) 21h55min de 26 de junho de 2016 (UTC)

A questão de conteúdo nos artigos a serem editados durante esses concursos de fato é algo que deve ter uma atenção maior. Entretanto, pode dar certo se mais editores experientes e interessados se reunissem em grupos de tutoria, vigiassem e acompanhassem as contribuições dos editores. Fiscalização é importante, assim como fazer um projeto desses angariar mais editores e melhorar a qualidade dos verbetes é. Estou disposto a retomar o sistema de tutoria de novatos interessados em participar dos concursos (em especial para os Jogos Olímpicos do Rio), com uma maior interação com os participantes. A ideia é não só vigiar as edições, como instruir, via PDU, o que fazer e o que não fazer. Poderia dar certo se mais pessoas se motivassem. Se um eventual verbete for modificado de forma que contradiz as políticas de conteúdo é o caso de reversão. Sem essa de tentar melhorar algo que é ruim, pois isso leva (muito) tempo e pode ser algo inútil. No geral, a participação de mais editores experientes pode contribuir para a realização do concurso. --Zoldyick (Discussão) 21h42min de 26 de junho de 2016 (UTC)

  Comentário Acho uma boa ideia essa nova maratona de edição. Mas como levantou o Zoldyick, deveríamos ter esse cuidado de instruir os participantes. E também sugestiono que essa atividade possa ser realizada em uma espécie de "sandbox". Assim, poderíamos ter mais controle sobre conteúdos a serem adicionados no domínio principal, ao mesmo tempo em que não restringiríamos as atividades dos editores participantes. Mjuniifale comigo 21h46min de 26 de junho de 2016 (UTC)

@Mjunii: como estamos muito em cima da hora para planejar bem um concurso de edição, acho que será mais prudente avançarmos com o concurso de fotografias e videos e durante os jogos organizarmos alguns encontros e maratonas de edição em várias cidades do Brasil. Abri a proposta de trabalho abaixo e essa votação para ver se alguém tem algum pouco contra ou comentário adicional para que possamos avançar.Rodrigo Padula (discussão) 21h18min de 28 de junho de 2016 (UTC)

Proposta de trabalhoEditar

Olá pessoal, como não há consenso sobre a realização do concurso de edição, sugiro mudarmos um pouco o escopo, como o @Teles: @He7d3r: e @OTAVIO1981: disseram, esse concurso pode gerar um volume muito grande de trabalho extra e como eu acabo de avançar com outros projetos e outras frentes para o segundo semestre, vários colaboradores do nosso user group estarão dedicando tempo a essas novas iniciativas.

Proponho então a realização do Wiki Loves The Olympics como um concurso cultural de fotos e vídeos, cobrindo as arenas, legado olimpico, competições, atletas e equipamentos olímpicos. No lugar do concurso de edição, podemos promover maratonas de edição, com eventos satélite em varias cidades onde tenhamos Wikipedistas para articular e tocar esses encontros, promovendo o uso do material recebido durante o concurso cultural, como estamos fazendo nesta força tarefa do Wiki Loves Earth. Rodrigo Padula (discussão) 12h55min de 27 de junho de 2016 (UTC)

Interessados em colaborar com o projetoEditar

  1. Rodrigo Padula (discussão) 12h55min de 27 de junho de 2016 (UTC)
  2. Leon Saudanha 13h13min de 27 de junho de 2016 (UTC)
  3. OTAVIO1981 (discussão) 08h51min de 29 de junho de 2016 (UTC) para eventual oficina.
  4. Hume42 (discussão) 20h39min de 29 de junho de 2016 (UTC)
  5. Mjuniifale comigo 14h35min de 30 de junho de 2016 (UTC) Vou tentar tirar fotos dos complexos e de alguns atletas, quando for possível, já que vou estar atuando como voluntário na Vila Olímpica.
  6. --Zoldyick (Discussão) 02h53min de 1 de julho de 2016 (UTC)

Comentários Acho que não precisa votar se vai ser feito do mesmo modo que os outros concursos fotográficos. Pode contar comigo numa eventual oficina no RJ.OTAVIO1981 (discussão) 21h41min de 28 de junho de 2016 (UTC)

Sim, havia criado o bloco de votação pensando na ideias original, modifiquei para listar apenas os interessados. Rodrigo Padula (discussão) 04h04min de 29 de junho de 2016 (UTC)


Já iniciei a criação dos templates e campanha no commons e página do concurso aqui. Ainda há vários detalhes para serem concluídos como a criação das categorias no commons, lista de itens a serem fotografados, bem como IDs para o Upload Wizard. Ajuda e comentários são muito bem-vindos! Rodrigo Padula (discussão) 14h48min de 21 de julho de 2016 (UTC)

Impedir contas novas de moverem páginas

Proponho que seja estabelecido um maior rigor na permissão de movimentação de páginas por contas novas. Talvez que somente os autorrevisores o possam fazer ou que seja estabelecido um número mínimo de edições no domínio principal, tal como acontece com o carregamento de conteúdo restrito (um minimo de 300 edições?).

Considero que os novatos não deveriam ter essa permissão simplesmente porque presume-se que não conhecem bem o funcionamento o projeto. Vejo que as outras wikis são mais rigorosas quanto a isso, por exemplo: há algum tempo atrás na wiki-es tive que pedir para que um administrador movesse um artigo pra mim pois tenho poucas edições lá.

Na maioria das vezes que vejo uma conta nova utilizando esse recurso sempre é para fazer alguma movimentação sem consulta prévia, para fazer testes ou mesmo para vandalizar. Nesse caso recente, antes de ser bloqueada, a conta fez cinco ou seis moções para títulos totalmente diferentes com o óbvio propósito de vandalizar ou testar a ferramenta.

Além disso, como sabem, existe um fantocheiro (MissionFix D​ C​ E​ F) que cria dezenas de socks para fazer moções de páginas sem consenso e/ou justificativas com base em seu POV pessoal. Além de obrigar a proteger páginas por causa disso (esta conta, por exemplo, forçou a proteção das páginas onde ele promovia GEs), toda vez que esses socks são descobertos, é preciso que ficar desfazendo as várias movimentações indevidas dele.

Enfim, não encontro benefícios em manter essa permissividade e acho que devemos discutir o estabelecimento de um critério mais rigoroso para permitir esse tipo de edição. Lord MotaFala 21h49min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo Autorrevisor parece-me um bom threshold. Quintal 22h08min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo em tornar mais rígido o acesso à ferramenta. Não tenho opinião sobre o requisito mínimo para poder usá-la, tanto um número mínimo de edições quanto o estatuto de autorrevisor me parecem adequados. Temos alguma página específica para pedir a mudança de títulos de páginas? Porque mesmo limitando o acesso à ferramenta, todos os usuários ainda devem ter o direito de ao menos solicitar uma mudança, da mesma forma que solicitam proteções, restauros, bloqueios, etc. Victão Lopes Diga! 23h14min de 24 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo que passe a ser restrito no mínimo a autorrevisores. Editores que não o sejam podem solicitá-lo a qualquer momento na página de discussão da página. Vanthorn® 00h52min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo Já não era sem tempo. Yanguas diz!-fiz 03h02min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo com o Antero quanto ao estatuto Autorrevisor ou entao um número mínimo de edições Rodrigo Padula (discussão) 03h26min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo Autorrevisor ou número mínimo de edições, até ips estavam movendo títulos. JMGM (discussão) 04h11min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

Dados esses acontecimentos indevidos com este recurso,   Concordo que a moção de páginas seja permitida em razão do número de edições no domínio principal, no entanto   Discordo que a movimentação passe a ser realizada somente a partir de autorrevisor. --Pap@ Christus msg 09h20min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

JMGM, IPs não podem mover artigos. Acabei de testar isso, e não dá mesmo. Restringir a mudança de título a autorevisor parece-me restritivo demais, pois irá aumentar o número de pedidos de moção e, pior ainda, o número de moções corta e cola, sem a devida atribuição e de mais difícil detecção. Um bom meio termo seria aumentar os requisitos para que uma conta nova se torne auto-confirmada, que se não me engano, é de fazer 10 edições e ter 4 dias. GoEThe (discussão) 09h44min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo mas endosso o que o @GoEThe: falou acima sobre moções manuais. Creio que ter pelo menos 90 dias de registro e 500 contribuiçõess no domínio principal como condição para uma conta realizar moções seria mais plausivel que necessitar da flag de autorrevisor.--Leon Saudanha 17h14min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

Na verdade não sei se vai resolver muito a questão de mudança de títulos, uma que a maioria das mudanças vem sendo feitas por administradores que depois impedem a contestação e o retorno para o título anterior. Um exemplo é os artigos Wikipédia:Mediação de conflitos/Casos/2012-01-29-Subdivisões de Marrocos Wikipédia:Fusão/Central de fusões/Subdivisões de Marrocos; Regiões de Marrocos, Monte Ararat e mais uma centena de casos. JMGM (discussão) 19h58min de 25 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário: Acho que exigir autorrevisor é exagerado. Nos forçaria a criar um mecanismo de solicitação de moção muito eficiente e que seria solicitado com frequência e não acho que estamos preparados pra isso ou pelo menos não vejo um bom plano. Autoconfirmado também é pouco, mesmo a nossa wiki sendo uma das poucas com critérios diferenciados pra esse grupo. Eu acho que exigir um certo número de edições e criar uma forma organizada e acessível de pedir moção talvez seja o mais prudente.
É importante notar que quando alguém não enxerga o botão de moção no artigo, muitas vezes faz moção indevida através da cópia e cola. Isso, na minha opinião, é até mais chato de corrigir do que uma moção verdadeira.—Teles«fale comigo» 00h26min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Teles: corrigir moções do tipo "copiar e colar" não é mais dispendioso, o problema é que já há coisas demais pra pouco mais de 20 administradores realmente ativos fazerem...--Leon Saudanha 17h20min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Parcialmente, concordo Concordo com a imposição de restrições, mas entendo que exigir o estatuto de autorrevisor é um grande exageiro. Sugiro um limiar de 50 edições em qualquer domínio. --Usien6 D​ C​ E​ F 15h45min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo com uma quantidade de dias/edições para a moção de páginas, mas discordo da restrição aos autorrevisores. Sugiro no mínimo 15 dias de registro e 100 contribuições no DP para os usuários poderem mover as páginas. Não seria uma quantidade muito rígida, mas nem tão simples como se tornar autoconfirmado. Pedrohoneto Diz·Fiz 17h32min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo Autorrevisor é um bom parâmetro na minha opinião. Ricardo Ferreira de Oliveira Talk 17h34min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Exigir autorrevisor me parece excessivo. No entanto, concordo que se faz necessária alguma restrição. Sou favorável a um limiar de edições entre 50 e 100, como sugerido, para usuários autoconfirmados. RadiX 18h05min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

Concordo que exigir autorrevisor seja radical, mas como disse o Teles acima manter para os autoconfirmado é insuficiente. Acho que devemos exigir um número de edições maior do que estes 50 ou 100 edições que foram sugeridos. Considerando que WP:URC exige que o usuário tenha mais de 500 edições válidas no domínio principal, sou favorável a um número entre 200 e 300 edições no domínio principal. Lord MotaFala 21h13min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo para usuários autoconfirmados com 100 edições no domínio principal em 15 dias de registro, pois é um requisito suficiente para o editor ter um desempenho melhor no projeto antes de pensar na possibilidade de mover um artigo. Acredito que ter o estatuto de autorrevisor é muita burocracia para realizar uma simples moção (isto é um guia de edição). WikiFer msg 21h29min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo com restrição por número de edições + tempo de registro. Quanto a valores, diria que 100 edições e 15 dias de registro seriam bons números IMHO. Garavello (discussão) 21h32min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Concordo O motivo da abertura desta proposta é relevante. Acho que o redirecionamento deveria também ser barrado para contas novas, pois já observei novatos redirecionar suas PDU/PU para outras contas antigas ou outras contas recém criadas com a alegação de concentrar paginas de usuários em suas múltiplas contas. O "R" Aliado 21h44min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

  •   Pergunta. Desculpa mas não entendi porque alguns estão sugerindo "dias de registro" logo acima, o que isso tem a ver com a proposta? Lord MotaFala 22h48min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)
Dias de registro da conta. Por exemplo, se fosse definido 50 edições, num dia só alguém faria as 50 edições e sairia movendo páginas a torto e a direito. Ocritérios eria o editor ter X edições e Y dias de registro pra poder mover páginas. Garavello (discussão) 01h49min de 27 de fevereiro de 2016 (UTC)
Está a presumir má-fé. Se de tal princípio partisse, o editor estaria bloqueado antes mesmo que concretizar as 50 edições. Önni disc 13h39min de 28 de fevereiro de 2016 (UTC)

Enquanto não houver um sistema de solicitação para movimentações de páginas efectivo, onde administradores possam colaborar, não concordo que seja apropriado exigir um número mínimo entre 200 e 300 edições no domínio principal, ou mesmo restringir a moção de títulos a autoconfirmados, pois irá gerar uma série de problemas a novatos bem intencionados. Önni disc 13h39min de 28 de fevereiro de 2016 (UTC)

O título da página de pedidos para páginas protegidas pode ser modificado para ficar claro que também são aceites movimentações. Quintal 06h23min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Também   Discordo de aumentar para autorrevisor (Önni, acho que é isso que também quererá dizer, neste momento a movimentação já é restrita a auto-confirmados). Movimentações corta e cola ficam muitas vezes anos sem ser detectadas [1], e é mais fácil detectar movimentações erradas, e menos burocrático fazer essa limpeza do que ter que criar mais uma fila de coisas para administradores fazerem. GoEThe (discussão) 09h18min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Sim, tem razão, referia-me às 200 ou 300 edições para autoconfirmados como foi acima sugerido. Não sei se é possível, mas se o botão "mover" gerasse uma opção para efectuar um pedido de movimentação da página, o qual ficaria registado numa página como Pedidos/Páginas protegidas, usuários que não cumprissem os requisitos das 300 edições estariam favorecidos. Aliás, isso facilitaria bastante a renomeação de páginas para títulos que são redireccionamentos que, creio eu, só administradores o podem fazer. Önni disc 09h46min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
Sim, isso seria muito bom. Também não sei se é possível. Já agora, Lord Mota, na Wikipédia espanhola, como mencionou na proposta, é preciso ter 50 edições e 4 dias de registo para ser autoconfirmado e poder mover páginas (es:Wikipedia:Autoconfirmados. GoEThe (discussão) 10h03min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Outra sugestão seria, só podem mover páginas quem tem mais de 10 anos de Wikipédia, que acham da ideia? JMGM (discussão) 11h48min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Por favor, o debate está a correr civilizadamente, vamos tentar mantê-lo assim. Pode ser? GoEThe (discussão) 11h57min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Tá então vamos falar sério GoEThe? Atualmente já existe restrição para moção de artigos não só para novatos e ips, mas para todos. Encontramos o esclarecimento em Status quo que diz: "Tempo para que um artigo seja considerado estável - O tempo necessário para considerar que uma versão é estável varia de acordo com a visibilidade do tópico e o número de vigilantes do artigo. Como regra geral, menos de duas semanas não pode ser considerado como versão estável e mais de um mês certamente será considerado como versão estável."

  • Em outro ponto diz: "Desrespeito ao consenso anterior[2] - Uma edição que desrespeite o consenso anterior não pode ser considerada estável. Se já houve um consenso para manter uma determinada versão do texto, só se pode alterar essa versão se houver um novo consenso e a versão que está de acordo com o consenso será considerada a versão estável."
  • Se uma versão é considerada estável após um mês da criação ou última edição não contestada, é um consenso, portanto entra a segunda parte que é a regra geral, "só se pode alterar essa versão se houver um novo consenso", o que não vem acontecendo. Andam fazendo moções sem discussão e muito menos consenso contrariando o Status_quo inicial e final.
  • "Status_quo/Artigos novos - Se houver objeção à existência de um artigo novo, este deve ser marcado para eliminação e seguir os processos normais da política de eliminação. O artigo novo não deve ter seu conteúdo removido por outros métodos além destes, de forma não consensual. Seu texto pode ser parcialmente removido, ou este artigo pode ser redirecionado, mas se houver objeção, a versão inicial do artigo deve ser respeitada, sendo esta considerada como versão estável. Uma marcação de ESR pode ser considerada, mas caso haja discordância, se a impugnação for corretamente efetuada, deve-se permitir uma votação, e não reverter à versão da tag de ESR."
  • Resumo: A primeira edição é estável após 30 dias portanto é um consenso. A última edição não contestada também é um consenso após 30 dias. Esse consenso só poderá ser mudado se houver um outro consenso, nesse caso significa que nenhum artigo poderá ser movido sem um novo consenso. Espero que tenha entendido.JMGM (discussão) 06h54min de 1 de março de 2016 (UTC)
Não é segredo nenhum que eu acho as regras sobre status quo uma aberração, mas não é isso que está em discussão aqui. GoEThe (discussão) 08h06min de 1 de março de 2016 (UTC)
Como que não é isso que estamos discutindo aqui? Pode ser uma aberração mas está lá e tem que ser cumprida. Se lá diz, que só se pode alterar essa versão se houver um novo consenso, então ninguém seja lá que for, poderá fazer moção sem um novo consenso se o artigo estiver numa versão estável. É isso.JMGM (discussão) 08h46min de 1 de março de 2016 (UTC)
O que está a ser proposto é aumentar a restrição de contas novas para mover páginas, devido a vandalismo recorrente por exemplo do MissionFix. Não as regras de status quo, nem guerras de edição sobre os títulos de artigos. Isso são outra questões, não menos importantes, apenas que devem decorrer noutra página. GoEThe (discussão) 08h54min de 1 de março de 2016 (UTC)
Mas se já é restrito a todas as contas só poder fazer moções após um novo consenso, concorda que as contas novas já estão incluídas? É isso que estou dizendo, já é restrito, o que falta é fazer cumprir o que já está escrito, ninguém pode fazer moção de artigo estável sem um novo consenso. JMGM (discussão) 05h18min de 2 de março de 2016 (UTC)
Ainda estamos a falar de coisas diferentes. Uma coisa é a capacidade técnica de mover páginas (neste momento só contas autoconfirmadas têm a capacidade técnica para mover páginas), que é o que se está a discutir aqui, outra é o procedimento editorial para mover páginas, principalmente quando a mudança é controversa. Para isso é melhor abrir outra página de discussão. GoEThe (discussão) 08h26min de 2 de março de 2016 (UTC)

Acabei de reler a discussão e só agora percebi que está a ocorrer um equívoco aqui: minha proposta não visa alterar o grupo dos autoconfirmados. O objetivo desta proposta é estabelecer um número definido de edições para que as contas autoconfirmadas tenham acesso a ferramenta de mover. Se alguém pretende mexer nisso por favor que abra outra discussão, pois se começarmos a discutir a alteração desse grupo aqui o consenso ficará impraticável, já que além das divergências de opiniões sobre o número de edições, haverá discordâncias sobre o tempo de registro das contas também (coisa que já está a ocorrer logo acima com cada um citando um período diferente).

Se vocês consideram que a exigência de 200 ou 300 edições é exagerada, posso ceder para 100 edições para facilitar um consenso. Também concordo com a sugestão de existência de uma página para solicitação de movimentações, será útil para novatos e IPs e certamente poderá reduzir movimentações tipo corta e cola. Lord MotaFala 21h40min de 2 de março de 2016 (UTC)

Não concordo que a exigência de 200 ou 300 edições seja exagerada se houver uma página de solicitação e uma opção que automatize o pedido de movimentação em cada artigo. Sem um mecanismo eficiente e simples os novatos bem intencionados terão imensa dificuldade para entender o processo, principalmente quando detectam erros em títulos que mais ninguém vê. Önni disc 21h52min de 2 de março de 2016 (UTC)
A exigência de que os usuários tenham pelo menos 10 edições e 4 dias de registro para que consigam mover páginas é implementada (1) definindo no InitialiseSettings que usuários nestas condições formam o grupo dos "autoconfirmed" e então (2) atribuindo a este grupo a permissão "move". Para que seja exigido um número diferente de edições, deveria ser alterada a definição do grupo (como fizeram na eswiki e outras wikis), ou removida deste grupo e colocada em outro (digamos, o grupo "autoreviewer"). Helder 17h22min de 19 de março de 2016 (UTC)
@He7d3r: Seria necessário remover a capacidade de mover dos autoconfirmados e criar um novo grupo de atribuição automática capaz mover páginas.—Teles«fale comigo» 17h31min de 19 de março de 2016 (UTC)
Eca! Já temos grupos demais para explicar às pessoas... Helder 17h40min de 19 de março de 2016 (UTC)
Mas qual seria o impedimento em aplicar tal recurso? É visível que há unanimidade para adoção de um mecanismo mais rígido. Lord Mota 23h57min de 12 de abril de 2016 (UTC)

Eu concordei com autorrevisor, mas não tenho objeções a que sejam 100, 200 ou 300 edições. O argumento da proliferação de movimentações manuais é bastante pertinente. Só acho que se for um número baixo, como 100, deve-se acrescentar também um mínimo de dias superior aos 4 dias de autoconfirmação, talvez uns 15. Quintal 21h57min de 2 de março de 2016 (UTC)

  Discordo que a movimentação passe a ser realizada apenas por autorrevisores (conforme foi explicado pelo GoeThe, Radix, Pap@ Christus, Leon Saudanha, Teles e outros) no entanto   Concordo que a moção de páginas seja permitida apenas a editores com um número de edições razoável no domínio principal. Nice msg 03h53min de 7 de março de 2016 (UTC)

E então, como ficamos? É visível que há consenso unânime para a existência de uma restrição ao acesso dessa ferramenta, entretanto falta estipular o número de edições. Alguém poderia entrar em contato com os programadores para perguntar se a sugestão do Önni é viável? Lord Mota 23h24min de 9 de março de 2016 (UTC)

Muito interessante a fala do Helder e do Teles sobre autoreviewer. Retirar de todos, inclusive dos administradores a permissão mover, iria resolver quase todos problemas de moção que temos. JMGM (discussão) 03h04min de 20 de março de 2016 (UTC)

Só para tomarem conhecimento ou tomarem providências [3] e salientar que o número de novatos que fazem moções é mínima em vista do que administradores vêm fazendo a anos. JMGM (discussão) 23h53min de 22 de março de 2016 (UTC)

  Concordo Acho que só haviam de poder fazê-lo de autorrevisores para cima, supõe-se que sabem as regras e que são editores de confiança. --Gato Preto Ter-te-ei ouvido? 23h56min de 22 de março de 2016 (UTC)

Projeto de apoio a comunidade - design, ilustração e diagramação

Olá pessoal, nos últimos anos tenho recebido contato de vários amigos interessados em colaborar com a Wikipédia mas muitos não sabem como. Vários interessados trabalha com web design e ilustração. Gostaria de saber se é interesse da comunidade a criação de um programa de apoio com design, ilustração e diagramação, onde designers voluntários apoiariam a comunidade neste sentido. Durante os WLE e WLM 2015 pagamos profissionais da área para dar apoio nesta área com a criação de material para divulgação online e impressa e isso gerou bons frutos para os concursos. Acham que seria interessante ter algo do tipo com pessoas colaborando e atendendo pedidos da comunidade para ilustração de artigos, criação de info caixas, userboxes, medalhas padronizadas para reconhecimento de usuários e também slides e material de apoio? Estou em contato com alguns profissionais da área que me apoiam em projetos dentre outros voluntários que poderiam participar e contribuir com a comunidade neste sentido. Pretendo incluir essa iniciativa de apoio a comunidade dentro do planejamento anual do Grupo Wikimedia Brasileiro de Educação e Pesquisa Rodrigo Padula (discussão) 15h52min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

  Comentário Posso ajudar em alguma coisa... --Usien6 D​ C​ E​ F 16h41min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

O apoio envolve criação de conteúdo ou apenas qualquer outro tipo de apoio que não se relacione com criação de conteúdo?—Teles«fale comigo» 07h59min de 27 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Teles: como descrito na proposta, o apoio seria com design, diagramação e ilustração. Rodrigo Padula (discussão) 02h10min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Rodrigo Padula: Se isso envolve criação de conteúdo, não acho legal pagar por isso sem uma causa maior associada... e grants assim costumam ser negados por esse motivo até onde sei. O dinheiro deveria ser investido em ações que de alguma forma aumentem a participação de voluntários.—Teles«fale comigo» 02h44min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Teles: A idéia é trazer gente nova para apoiar nessa área com apoio de profissionais da área que possam ajudar na melhoria visual e criação, como por exemplo no desenvolvimento de brochuras, material de apoio, infográficos, melhorando conteúdos já criado e apoiando em novos projetos desenvolvidos pela comunidade, como os WikiProjetos, redes sociais, WLE, WLM e demais campanhas dentro e fora da Wiki. Aqui na Wikipédia, o principal intuito dessa postagem é avaliar se existe demandas por diagramação, gráficos e ilustração de forma que possamos criar um projeto de apoio neste sentido, atraindo colaboradores e voluntários de fora da Wiki para apoiar o trabalho na Wiki. Rodrigo Padula (discussão) 03h43min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Rodrigo Padula: Eu não entendi muito bem a parte voluntária da proposta. Eu me pergunto se as ações pagas não apenas atrairão pessoas pelo dinheiro sem deixar frutos além desse trabalho e depois essas pessoas irão embora. A ideia pode ser boa se houver já alguma atividade voluntária sólida com uma demanda para um trabalho pago para o qual não haja expectativa de ser realizado voluntariamente.—Teles«fale comigo» 04h01min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
Também fiquei na dúvida sobre o que está exactamente a ser proposto. Se for criação de infraestrutura para que seja mais fácil pessoas das áreas gráficas contribuírem com trabalho voluntário para a Wikipédia, acho que seria uma boa ideia; se for para criar um sistema para pagar criação de conteúdo, acho má ideia. GoEThe (discussão) 10h12min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

@GoEThe:, @Teles: Minha proposta consiste na criação de uma área dentro da Wikipedia/Commons onde colaboradores possam solicitar apoio de diagramação, design e ilustração. Esses pedidos poderão ser atendidos por qualquer pessoa que deseje contribuir com essas demandas. A idéia é montar um time de colaboradores, mas para começar o projeto pretendo incluir algumas horas de profissionais que nos apoiarão em projetos como o Programa de Educação, WLE e WLM ao longo do ano. Então caso alguem precise criar uma userbox, info caixa ou precise de algum diagrama para ilustrar algum artigo, poderão solicitar isso através de uma área específica aqui dentro. Essa proposta não envolve criação de conteúdo, apenas no apoio a melhoria visual e estruturação de conteúdos criados por voluntários Rodrigo Padula (discussão) 13h25min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Tal como os textos, as imagens, infografias, ilustração e elementos gráficos são conteúdo. Já existem vários projetos como os que descreve, mas são todos feitos por voluntários. Esse é o princípio dos projetos Wikimédia. Não percebi a lógica da colaboração paga. Quintal 13h30min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
Quando me refiro a conteúdo, quero dizer textos. Temos algumas demandas para projetos como o WLM, WLE, WLTO e Programa de Educação que não são supridas por voluntários como os apresentados aqui, portanto teremos que pagar profissionais para fazer esse tipo de material, já tendo profissionais trabalhando nisso, queria ver se eles também poderiam apoiar em algo aqui criando um programa organizado que tb atraia mais colaboradores, pois temos muitas infocaixas e diagramas feios e mal feitos precisando ser refeitos, o intuito não é substituir trabalho voluntário e sim apoiá-lo, mas caso esse tipo de contribuição não seja bem-vinda aqui de forma estruturada, focaremos apenas nos projetos citados. Rodrigo Padula (discussão) 14h27min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
Imagens, infografias, ilustração e elementos gráficos também são conteúdo. Está a propor pagar a pessoas para criar conteúdo. Isso não é diferente de pagar a pessoas para escrever texto. Que isso seja feito para os documentos e iniciativas da Fundação Wikimédia e dos capítulos locais é uma coisa; trata-se de despesas de funcionamento que são retiradas do orçamento. Agora, querer financiar a criação de conteúdo pago nos projetos é uma coisa completamente diferente. Quintal 14h33min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC )
Sim,mas são conteúdos diferenciados que demandam habilidades especiais. Com essa proposta não pretendo substituir trabalho voluntário e sim apoiar com a produção de material que ajude e estimule o trabalho colaborativo. No Brasil não temos capítulo como em Portugal, mas temos o Grupo Wikimedia Brasileiro de Educação e Pesquisa que é um grupo afiliado à Wikimedia Foundation que possui várias demandas. Estamos criando um plano anual com vários projetos e um deles trata do engajamento de novos colaboradores e apoio aos projetos Wikimedia. Nos concursos fotográficos como o WLE e WLM estimulamos a colaboração e incorporação de conteúdo na Wikipédia e Commons através de premiação em dinheiro, para estruturar e realizar esses concursos precisamos de profissionais que apoiem e coordenem as atividades, pois infelizmente não temos voluntários para tocar esses projetos. Só tivemos a primeira etapa nacional em 2014 devido a dedicação de profissionais pagos que conseguiram tirar o plano do papel e em 2015 repetimos o feito com bons resultados pra os projetos Wikimedia também pagando profissionais. Então, podemos incluir algumas horas de apoio para a comunidade caso alguém tenha alguma demanda especial, podemos criar isso como um projeto, de forma que outras pessoas posam se juntar a nós nesse esforço ou então deixar como está, se tá tudo lindo e não precisam de apoio aqui blz, podemos focar em outros esforços e ajudar conforme necessário em projetos pontuais. Rodrigo Padula (discussão) 15h24min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
Texto também exige habilidades especiais. Seja texto, imagens ou infografias, trata-se de pagar a alguém para editar/criar conteúdo. Não é uma questão de "não precisar de apoio". É uma questão de pagar a alguém para melhorar o conteúdo. Não é esse o princípio do projeto. O princípio do projeto assenta no trabalho voluntário e a partir do momento em que o dinheiro das doações começar a servir para pagar a alguém a criação de conteúdo, a Wikipédia deixa de ser a Wikipédia e passa a ser uma editora como todas as outras. Duvido seriamente que alguma vez fosse concedido financiamento para esse tipo de propostas. Quintal 15h31min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
Todos os concursos fotográficos são feitos com base em recursos de doação convertidos em premiação, seja em produtos ou dinheiro, pensando dessa forma todos os fotografos que estao enviando imagem, estao fazendo isso por dinheiro ou premiação e isso seria ruim para o projeto, mas não é isso que ocorre, o pagamento de alguns gera estimulo para que muitos contribuam e façam deste projeto algo ainda maior. Entendo o seu ponto aqui, mas o intuito dessa proposta não é pagar alguém para produzir conteúdo e sim apoiar áreas de baixo nível/qualidade de contribuição para alavancar mais contribuições. Vou tentar desenhar melhor a minha ideia/proposta pois creio que não estou conseguindo apresentar aqui seus objetivos. Rodrigo Padula (discussão) 15h57min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
Eu até sou a favor de contribuições pagas, mas para tarefas chatas, massantes e de baixa qualificação, tarefas necessárias de manutenção que ninguém se anima em fazer, o que não é o caso de design. No commons existe o Graphic Lab onde voluntários atendem a solicitações ligadas a design, e creio que se existisse uma página semelhante de pedidos aqui na ptwiki para pedir desenhos e tabelas provavelmente apareceriam voluntários para ajudar também. Sugiro criar uma página para pedidos para verificar a demanda por esse tipo de solicitação e a capacidade dos voluntários de atenderem tais pedidos para podermos verificar a real necessidade dessa proposta. Se a proposta fosse para colaborações pagas para referenciar artigos que estão a anos sem fontes eu até apoiaria. Danilo.mac(discussão) 17h46min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Danilo.mac: que tal iniciarmos ambas propostas? Onde e como poderíamos abrir essa página de solicitações par que possamos iniciar esse time de apoio? Eu fiz essa proposta e iniciei essa discussão por não conhecer nada do tipo na Wikipédia lusófona, em todos os ultimos projetos tanto do catalisador quanto do nosso user group tivemos que pagar gente pra fazer. Quanto ao trabalho de referencias, estamos organizando alguns edit-a-thons, se puderem fazer uma lista de artigos sobre mulheres para o edit-a-thon do dia internacional da mulher que estamos organizando no Rio e SP, já seria uma forma de fazer uma projeto piloto com trabalho totalmente voluntário, daí podemos expandir para um concurso com premiação, o que acham? Rodrigo Padula (discussão) 18h49min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Para criar a página é preciso escolher um nome e ter um consenso, eu sugiro Wikipédia:Café dos designers. A referenciação eu usei apenas como exemplo, acho melhor deixar isso para outro tópico para evitar misturar os assuntos. Danilo.mac(discussão) 21h53min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
@Danilo.mac: acho que além do Café dos designers, seria interessante abrir também Pedidos a designers, por mais que designer não seja um estatuto. @Dianakc:, @Antero de Quintal:, @Teles:, @GoEThe:, @Usien6: o que acham de criarmos essas áreas para identificarmos as demandas e aprofundarmos nessa discussão? Rodrigo Padula (discussão) 02h21min de 1 de março de 2016 (UTC)
Acho que só uma página para concentrar discussões e pedidos é suficiente, ainda não sabemos o quanto essa página será usada. Danilo.mac(discussão) 03h02min de 1 de março de 2016 (UTC) obs: não recebi a notificação
@Danilo.mac: a sessão expirou quando cliquei em salvar, daí foi como IP, talvez por isso não receberam notificação @Dianakc:, @Antero de Quintal:, @Teles:, @GoEThe:, @Usien6: , acho que podemos abrir essa área Café dos Designers e estruturar ali as ideias gerais do projeto. Desta forma já ficará mais fácil indicar um local para que nossos amigos designers possam frequentar e contribuir com a comunidade, tenho pelo menos uns 4 possíveis interessados Rodrigo Padula (discussão) 04h30min de 1 de março de 2016 (UTC)
Existe a página WP:Imagens pedidas. GoEThe (discussão) 07h54min de 1 de março de 2016 (UTC)
@GoEThe: Acho que podemos expandir essa página criando o Café dos Designers e Fotógrafos, assim damos mais visibilidade e estruturamos melhor esses pedidos, seria um bom lugar para evoluirmos e expandirmos as discussões em torno dos concursos fotográficos que organizaremos esse ano também. Bora? Em maio ja teremos o WLE, em Setembro o WLM e se tudo correr bem, no meio teremos o WLTO :-) Rodrigo Padula (discussão) 13h39min de 1 de março de 2016 (UTC)

Olá pessoal, podemos abrir então o Wikipédia:Café dos Designers e Fotógrafos? Já estamos iniciando o planejamento de alguns projetos e essa iniciativa vai ser importante para reunir colaboradores da area de fotografia e design num mesmo espaço. Rodrigo Padula (discussão) 13h46min de 2 de março de 2016 (UTC)

Não sei se "café" é o termo certo. Suponho que a ideia seja criar um en:Wikipedia:Graphics Lab, semelhante ao que já existe em 20 wikipédias, não? Quintal 14h11min de 2 de março de 2016 (UTC)
@Antero de Quintal: Exatamente isso. Como poderemos iniciar a criação e organização dessa iniciativa? Rodrigo Padula (discussão) 14h35min de 2 de março de 2016 (UTC)
Suponho que primeiro será a criação das páginas do projeto. Como já há um modelo, basta traduzir e adaptar. Quintal 14h45min de 2 de março de 2016 (UTC)
@Antero de Quintal: e quanto ao nome? Mantemos em inglês? Alguma proposta/ideia? Rodrigo Padula (discussão) 16h42min de 2 de março de 2016 (UTC)
Wikipedia:Laboratório Gráfico fica ok pra Portugal tb ? Rodrigo Padula (discussão) 16h44min de 2 de março de 2016 (UTC)
Atelier ou estúdio seria mais compreensível, mas sei que no Brasil seria antes ateliê, pelo que talvez estúdio seja melhor. GoEThe (discussão) 17h04min de 2 de março de 2016 (UTC)
Em língua portuguesa, "laboratório" não me parece ser usado neste contexto. Parece-me mais correto "Oficina gráfica", por exemplo, ou estúdio, ou gabinete. Quintal 17h05min de 2 de março de 2016 (UTC)
No Brasil usamos Laboratório e Lab para esse tipo de coisa, creio que Oficina ou Estúdio sejam termos compatíveis também. Rodrigo Padula (discussão) 17h11min de 2 de março de 2016 (UTC)

Comecei a criar as páginas do Wikipédia:Estúdio Gráfico, vou tomar como base o link sugerido pelo @Antero de Quintal: da en:Wikipedia:Graphics Lab, toda ajuda é sempre muito bem-vinda :-) Rodrigo Padula (discussão) 20h48min de 2 de março de 2016 (UTC)

  • Vim comentar que acompanhei toda essa discussão/planejamento e vou procurar auxiliar na tradução da página apesar desse código ser um pouco complexo pra mim, espero não atrapalhar, não sei nada de Design. (até como pedir algo hehehe) Mas o intuito da ideia é muito bom para a Wikipédia, acredito, finalizo desejando muito sucesso a iniciativa e endossando o apoio de vocês ao edit-a-thon das mulheres. Caçador de Palavras (discussão) 03h57min de 4 de março de 2016 (UTC)

Olá pessoal, a proposta do Wikipédia:Estúdio_gráfico ja está implementada, no ar e recebendo e atendendo pedidos. O Antero deu uma força com melhorias nas páginas e predefinições e o Raphael já começou a contribuir atendendo o primeiro pedido de ilustração ;-) Rodrigo Padula (discussão) 01h03min de 25 de maio de 2016 (UTC)

Archive.is na Spamblacklist

Existe uma discussão ocorrendo em MediaWiki_Discussão:Spam-blacklist#Archive.is sobre colocar o archive today na blacklist. Para resumir o que eu entendi, FixDefunktDomain (DctribAElogsBMF) e seus fantoches vem trocando links do archive.today por archive.is, já que o segundo link é o endereço atual do site, e os links estavam expirados. Pensei bem e não acho que esse seja um problema aqui na Lusófona, pois embora o Archive.is esteja na Blacklist da Anglófona, na nossa ele não está, e se não está, por enquanto essas trocas de endereço são válidas.

Dito isso, vocês são a favor de acrescentar o Archive.is na Black list? Estou trazendo esse caso pra Esplanada porque ele não é simples, envolve um arquivador de referências usado há algum tempo entre nós. O argumento para colocá-lo na blacklist da Anglófona é que ele é capaz de arquivar páginas que são feitas para não serem arquivadas. Mas ele também é capaz de arquivar páginas que podem ser arquivadas, e que muitas vezes não estão preservadas no Internet Archive. Vamos jogar fora todos os arquivos da Web preservados no Archive.is por causa de alguns?

Eu acho bom que demos a preferência pelo internet Archive sempre, e tenhamos mais cuidado com o Archive Today, que ele só seja acrescentado quando se tratar de uma fonte já expirada e que não foi salva no Internet Archive ou no WebCite, mas que não tenha restrição contra arquivamento. Concordam? Leon Saudanha 23h54min de 26 de fevereiro de 2016 (UTC)

Sou contra, é uma boa ref e isso não nos afeta. MachoCarioca oi 00h16min de 27 de fevereiro de 2016 (UTC)
Com o MC, sou contra, o Archive é excelente. Vitor MazucoMsg 01h38min de 27 de fevereiro de 2016 (UTC)
Sou fortemente   Contra. Pelo menos na pt.wiki, em todos os casos (ou na grande maioria) seu uso é benéfico uma vez que diversas citações de {{Citar web}} cujas referências estão inativas dependem unicamente do arquivamento para a manutenção da verificabilidade. Há sim a possibilidade de ocorrer divulgação de conteúdo impróprio, mas não vale a pena jogar fora centenas ou milhares de arquivos preservados no Archive.is por causa de raros usos indevidos. --HVL disc. 01h49min de 27 de fevereiro de 2016 (UTC)
  Contra Abri aquela discussão com o título "Arquive.is", julgando que a sua inclusão massiva fosse spam, pelo histórico na en.wiki, e porque estava sendo feita por bot's crosswiki (que foram bloqueados globalmente). Concordo que é um bom recurso, assim como o "Cite" e o "Wayback - Archive.org". Quanto à pagina http://archive.today, está sendo direcionada automaticamente para "Arquive.is".
PauloMSimoes (discussão) 08h12min de 27 de fevereiro de 2016 (UTC)
Notem que com ou sem a inclusão do site na lista de SPAM, os usuários continuarão podendo fazer edições como Diff/44836077 e Diff/44845109. Helder 01h20min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Pedido de incerção de fontes em artigos de dias.

Acho que melhoraria a Wikipédia a inserção de fontes nos artigos referentes à dias.

Hoje abri a home da Wikipédia e vi escrito "Cristóvão Colombo usa os seus conhecimentos sobre eclipse lunar de modo a convencer os povos ameríndios a abastecê-lo com alimentos". Porem não achei na Wikipédia nenhuma fonte para isso e na pagina de Cristóvão Colombo não contava essa informação. Que estava no artigo referente ao dia 29 de fevereiro. Então fui no dia procurar fonte e não havia nenhuma, desta forma constatei qualquer informação nessas paginas tem sua credibilidade debilitada.

Peço humildemente que considerem meu pedido. Knight of The Knowledge (discussão) 03h08min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

@Knight of The Knowledge: esta informação nem deveria estar no verbete, pois está fora de contexto. Artigos sobre efemérides não devem ter este tipo de frase. Sobre as fontes, não são necessárias quando já existe o verbete sobre a efeméride (e inserções sem fontes e sem verbete devem ser rejeitadas). Em tempo: fui verificar isso lá no verbete e acho que você pode remover, segundo as regras de verificabilidade.
PauloMSimoes (discussão) 11h03min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
Inseri fonte quer em 1504 como em 29 de fevereiro. O problema de não ter fontes nas efemérides é que informação pode ser retirada dos artigos e depois fica difícil localizar a fonte. GoEThe (discussão) 12h31min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)
@GoEThe: perfeito, quanto à fonte inserida naquele caso. O que eu quis dizer com fontes "não são necessárias quando já existe o verbete sobre a efeméride" é nos casos de efemérides que são o assunto principal do verbete. Por exemplo, citando um caso deste próprio verbete (29 de fevereiro): "1936 — Termina em Tóquio o Incidente de 26 de Fevereiro.", não precisa de fontes, o próprio verbete linkado já as tem, confirmando o texto. E nos casos em que a efeméride citada esteja em uma seção de um artigo, o ideal é que seja linkada a seção e não o artigo principal. Assim fica mais fácil verificar.
PauloMSimoes (discussão) 15h36min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

@GoEThe: @PauloMSimoes: É exatamente sobre isso - [...] O problema de não ter fontes nas efemérides é que informação pode ser retirada dos artigos e depois fica difícil localizar a fonte. [...] - que estava falando. Quando li o artigo pensei: isso deve se repetir muito e se pensar nos artigos sobre efemérides traduzidos de outras Wikipédias e wikificados sem ligação a um artigo sobre o fato, cuja tradução pode estar pendente ou até o conteúdo diferir da outra wiki, pode comprometer a fiabilidade dos acontecimentos. Knight of The Knowledge (discussão) 17h31min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Wikimania 2016: call for posters, discussions and trainings

Hi people,
the calls for posters, discussions and trainings for Wikimania 2016 are officially opened, you can find all the relevant links on the conference wiki:

https://wikimania2016.wikimedia.org/wiki/Submissions

The calls will be closed on March 20.

Posters will be reviewed just to make sure that there aren't things which are too much out of scope. Since we have a whole village we will surely find places to attach them, even if we they will be a lot!

Discussions will be managed by a guiding committee who will work on the wiki to meld all the proposals and suggestions.

Trainings will be reviewed by the programme committee. Please note that we request that each training has at least 3-5 interested attendees in order to be put in the programme.

By the beginning of April we will have a first list of all the accepted proposals.

If you have questions we suggest you to ask them on the discussion pages on wiki, so that everyone will be able to see them (and their answers, of course).

We are looking forward to read your ideas! --Yiyi (discussão) 15h52min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)

Thanks for the info! --Pap@ Christus msg 17h26min de 29 de fevereiro de 2016 (UTC)